quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

FanFic: "As gêmeas" (+18)

Autora: Larissa Rabelo




 Sinopse:

Elas tem a mesma face, porém corações distintos.

O destino as separou ainda quando bebês. Foram criadas por famílias diferentes e pertencem a mundos opostos

De um lado Eva, a garota doce, sonhadora, de coração nobre que batalha diariamente para manter seu sustento e tenta ser feliz com o pouco que a vida lhe oferece
Do outro Paola, criada cercada de luxos teve tudo que a riqueza a permitiu usufruir . Acostumada a ter tudo que deseja se tornou fútil, mesquinha, arrogante e cruel .

 Ela alimenta sua ambição desmedida a qualquer custo. Capaz de passar por cima de quem quer que seja não mede esforços para atingir seus objetivos

Essa não é uma história da luta infinita entre o bem e o mal. A vida reserva uma surpresa para essas mulheres e talvez elas não entendam, mas tudo isso vai muito além do compreendimento humano. O amor verdadeiro ultrapassa todas as barreiras, até mesmo os corações amargurados...




Recado da autora  :

Olá amores tudo bem?
Gostaria  de convidá-las a acompanhar minha nova fic.Acho que finalmente consegui escrever algo "romântico" rsrs.Essa fic é bastante romântica mas tem também muito drama,a protagonista sofre muito até ficar com seu príncipe!
Postarei 2 capítulos por semana dependendo dos comentários talvez poste 3 quem sabe? Espero que não me abandonem meninas.Então é  isso  *-*
Vamos lá...



*****************************************************************

Capítulo  1


  Eva 

Dizem que algumas pessoas nascem para sofrer...Essa frase se encaixa perfeitamente em minha vida.Talvez,meu destino seja esse e deva me conformar que príncipes e contos de fadas não existem .Quando tinha 5 anos de idade e morava naquele orfanato imundo,achava que as coisas não poderiam serem piores para mim.Hoje,percebo que estava redondamente enganada.Deus acatou meu desejo. Kelly uma mulher de bom coração me adotou,acolheu-me em sua vida e finalmente eu deixei de me sentir abandonada e passei a ser uma criança como todas as outras.Frequentava a escola e toda semana minha mãe levava eu e Angeline,minha irmã caçula ao parque.Só que meu castelinho de areia foi rapidamente derrubado pela maré.Kelly adoeceu e 8 meses depois do diagnóstico de metástase em estágio avançado,faleceu de câncer.Apesar de ter nos deixado algum dinheiro,fui obrigada a começar trabalhar muito jovem e consequentemente largar os estudos.Minha mãe me passou valores morais os quais não tem preço e é por isso que posso não possuir bens materiais e morar num barraco,mas sou uma mulher íntegra e de princípios.Sem curso superior,nunca consegui um serviço que me pagasse razoavelmente bem,eu e Angel passamos por dificuldades financeiras desde a tragédia que levou nosso anjo. Os míseros trocados que ganho trabalhando no hotel Bell Noir,mal dão para comida e os remédios de Angeline.Ela tem uma doença congênita que atacou suas córneas.O médico diagnosticou e explicou que precisaria de uma cirurgia para evitar que a enfermidade comprometesse definitivamente a visão dela.Fiquei desesperada na época,a cirurgia custava na época em torno de 100.000 mil dólares.Uma quantia que era impossível e fora dos padrões financeiros para mim e continua sendo.

 Em alguns meses Angel ficou totalmente cega do olho esquerdo e parcialmente do outro olho.Os medicamentos são caríssimos eu ralo com hora extra a semana toda pra garantir que ela siga o tratamento a risca e não fique totalmente cega,mesmo assim a culpa me corrói.As vezes penso que se tivesse dinheiro,tudo seria diferente e minha irmã não teria passado por todo esse tormento.Nada disso teria acontecido se pudesse bancar bons médicos e possuísse meios para que ela pudesse fazer a cirurgia.Tento ao máximo não me diminuir,mas é inevitável o fantasma do fracasso não bater à minha porta.

Não fiz nem o colegial e minhas responsabilidades me impedem de ingressar em uma universidade e poder arranjar um emprego decente.É a dura  e penosa realidade,tenho que cuidar da minha irmã e colocar comida na mesa.A única coisa que peço à Deus são forças para aceitar meu destino com resignação e que um dia possa dar a devida assistência à Angeline.


(...)


- Bom dia,Eva! Já vai trabalhar a essa hora mana?_Angeline perguntou de cenho retraído,sentando-se mesa e pegando um pão.

- Bom dia Angel,estou atrasada... Hoje vamos recepcionar um milionário que vai passar a lua de mel no Bell Noir.. E o Sr. Bobby exigiu que todos chegássemos mais cedo_expliquei,desanimada ainda grogue de sono.

- Nossa... Mas quem será? Deve ser um super empresário, me roendo de curiosidade aqui _Confessou despertando instintivamente minha curiosidade.

- Seja quem for não me interessa,só tenho que cumprir meu trabalho e garantir o emprego_suspirei triste por não poder dar a vida que Angel merece.

- Ah...querida,não gosto de te ver assim desiludida com vida.Sei que não temos dinheiro, mas nosso amor é o bem mais precioso que poderíamos sonhar em ter_segurou minha mão e lágrimas já escorriam pelo meu rosto.Meu Deus...só queria cuidar dela e pagar um especialista para dar uma nova chance de sair da escuridão a minha irmã.

- Não chore,você faz mais do que pode,e é a melhor irmã do mundo.Veja Eva,sacrificou sua vida trabalhando duro dia e noite para pagar consultas,exames e remédios.Se não foi possível arrumar a grana para a cirurgia a culpa não é sua.Sabe de uma coisa...precisa viver sua vida também.Sair para se divertir,encontrar um namorado... Você é linda! _sorriu daquele jeito meigo, encorajando-me a seguir em frente e apenas com as palavras dela eu já me senti melhor. Entretanto sei que não tenho tempo para amar, minha realidade não me permiti sonhar tão alto.

- Vamos ver,quem sabe um dia?_Ri piscando para ela. -Agora, tenho que ir, Angel, seus remédios estão ali no armário. Até mais tarde, amo você!_peguei minha bolsa e dei um beijo na testa dela antes de sair para mais um dia da minha luta diária.

(...)

- Sr. Bobby,me desculpe o ônibus se atrasou,mas prometo ficar até mais tarde para compensar_assegurei com pesar de ter faltado com minha responsabilidade.

- Não se preocupe Eva,você é uma das funcionárias mais competentes que tenho.E já trabalha demais, está tudo certo.Vá vestir seu uniforme e inicie a limpeza das suítes presidenciais_ordenou educadamente sem demonstrar o mínimo de raiva.Sr. Bobby tem um grande coração em me deixar permanecer nesse emprego.

- Sim Sr.,vou me aprontar e iniciar a limpeza dos quartos _assenti e corri para o banheiro para me trocar.

***

Pronto! Me olhei pela milésima vez no espelho para verificar o uniforme cinza e sem graça que usava todos os dias.Será que isso nunca irá mudar?_engoli o choro e quando me virei para para sair dali meu corpo debateu-se contra o de alguém.

- Por acaso não olha por onde anda,menina?_repreendeu a mulher com a voz imponente.Levantei o rosto para olhá-la diretamente nos olhos e me desculpar.Tive a maior surpresa da minha vida.A bela mulher muito bem vestida e maquiada parecia ser meu reflexo no espelho.Seus traços eram idênticos aos meus,os olhos, a boca,o sorriso não havia como discernir quem era quem, não pelo nossos rostos.Apenas o cabelo mais curto e o batom muito vinho dela nos diferenciava,ela me fitava também incrédula e assustada.

- Garota,percebe isso? _puxou meu braço e me fez mirar nossa imagem no espelho.



- Não sei do que a Sra. está falando_disfarcei com receio do olhar cruel dela.

- Não se faça de sonsa,você e eu somos iguais.Se cortasse esse cabelo e se maquiasse como uma mulher elegante, facilmente se passaria por mim._pôs dois de seus dedos debaixo de seu queixo e me encarou com ar de deboche.

- Me perdoe,mas preciso voltar ao trabalho Sra._enfatizei,indo em direção a porta.

- Interessante,pena que uma coisinha insignificante e sem classe feito você jamais poderá se equiparar a uma dama da alta sociedade como eu_gargalhou sordidamente. -Vá,deve ter muitos banheiros para lavar,não é?_virou-se novamente para o espelho e voltou a retocar o batom.

Não rebati seus insultos,afinal não passo de uma empregada,se o fizesse poderia perder o emprego e não posso me dar a esse luxo.Será sempre assim,ela não será a última a qual sirvo de tapete para pisar.Por Angel aguento tudo,faço qualquer coisa por minha irmã,até mesmo aturo as humilhações dessas madames fúteis.Corri até um banco escondido por entre as flores do jardim do hotel próximo a piscina e me pus a chorar.Será que esse inferno nunca terá fim? Serei sempre a empregadinha insignificante e sem valor diante da vida e das pessoas.



 Michael 

Quando minha bela esposa Paola me pediu para tirar férias dos meus negócios,ou seja permanecer um tempo afastado da fábrica de cerâmica Bracho não hesitei ou me opus,trabalhei a vida toda sem dar trégua e agora que acabo de me casar acho justo passar a lua de mel em paz com minha mulher em um magnífico hotel.Ela nunca fez questão de participar dos negócios da família e agora parece disposta a colaborar,pediu até para trabalhar como minha assistente pessoal,não me custa nada mimá-la um pouco . Não me custa nada oferecer uma segunda de mel a minha princesa, e desfrutar do momento.

Eu e Paola nos conhecemos na universidade,ela cursou administração junto comigo,mas nunca escondeu que não levava jeito para as finanças e só havia se matriculado no curso para cumprir com a vontade do pai.Paola é o sonho de consumo de qualquer homem,linda,sexy,elegante, decidida,capaz de me levar ao pico do prazer, sim ela me satisfaz por completo na cama.Claro que minha mulher tem seus defeitos, às vezes é muito fútil,arrogante e irresponsável,odeia dar satisfação de sua vida ,nada que atrapalhe nosso relacionamento.Um casamento é feito de compreensão alguns tem que ceder e no nosso caso tento ser o mais maleável possível.

Paola está demorando,Droga!_bufei,andando a procura da minha esposa, mas antes que a encontrasse acabei dispersando minha atenção do meu objetivo ao me deparar com uma garota chorando sentada em um banco do hotel do jardim cabisbaixa,a pobrezinha parecia arrasada,estava tão desesperada que nem notou minha presença.




Tomei coragem e me atrevi a me aproximar,a moça imediatamente sobressaltou assustada e levantou seu rosto para me encarar.

- Não pode ser você é...._ponderei as palavras,pois não queria incomodá-la,ela já aparentava ter muitos problemas.É espantosa a semelhança entre a garota e Paola,elas são idênticas.Não há como as diferenciar a não ser pelo cabelo da moça que é mais longo que o da minha mulher,e pelas roupas simples, a pobre garota certamente não tem posses ou dinheiro para comprar vestidos caros.

- Sr. algum problema,por que está me olhando assim?_perguntou com a voz doce e chorosa ,certamente percebeu minha expressão de incredulidade.

- Não é nada,eu só estava procurando uma pessoa.Sabe em qual direção fica o restaurante do hotel?_levantei a sobrancelha, positivamente impressionado e encantado com a meiguice dela.

- Sim,eu trabalho aqui.Siga até o final do jardim,e vire a sua direita. Posso ajudá-lo em mais alguma coisa Sr.?_ofereceu com a expressão já mais serena ,sendo totalmente profissional.

- Na verdade não quero ser inconveniente ou intrometido, mas por que está tão triste? Qual o motivo de tanta dor?_sentei-me ao lado dela e a vi me fitar curiosa com seu par de olhos encantadores. Ela me parece ser tímida ao extremo, mal consegue me encarar diretamente ou olhar dentro dos meus olhos.

- Não pensei isso do Sr. ,me parece ser um homem sério, gentil e agradeço a preocupação,mas não há nada que possa fazer por mim.Ninguém pode mudar meu destino, mesmo assim muito obrigada_murmurou olhando para o chão e suspirando profundamente.Não sei ao certo o motivo, mas a ternura dessa menina me intrigou, sua ingenuidade,senti vontade de pegá-la no colo e cuidar dela.

- Prometo não perturbá-la com uma condição... Me explique o por que dessa tristeza em seus olhos? Só quero ajudar. Prazer, Michael,qual o seu nome moça bonita?_sorri,tentando fazê-la confiar em mim e se abrir comigo. Claro que teve o efeito contrário e acabei intimidando-a.

- Prazer,meu nome é Eva Ray.Apesar de acabar de conhecê-lo,vejo que tem um bom coração.Sabe, tenho uma irmã mais nova deficiente visual, nossa mãe morreu e não nos deixou quase dinheiro algum,tive que me virar desde muito jovem,larguei os estudos.Não havia outra saída,precisava sustentar a casa e comprar os remédios de Angel.É por isso que trabalho nesse hotel e quando me sobra tempo arrumo algum trabalho alternativo,já fui babá de cachorros,garçonete.É por minha família que ralo e suporto todas as humilhações das madames do Bell Noir_relatou com os olhos cheios de lágrimas e as voz oscilante.

Preciso ajudar essa mulher,ninguém merece sofrer tanto,e ter que assumir responsabilidades tão pesadas,a vida não foi generosa com Eva.

- Hey,não chore,você é uma guerreira,eu no seu lugar não suportaria ter que carregar todo esse peso nas costas.Já você,é forte,se sacrifica para oferecer qualidade de vida a sua irmã._consolei-a e toquei o rosto dela com delicadeza,meu coração se partiu ao ouvi-la dizer o quão foi difícil crescer sozinha,tendo que amadurecer tão depressa para cuidar da irmã cega.Simplesmente, senti-se livre para mostrar à ela quem sou de verdade,é como se já nos conhecêssemos a vida toda...



Capítulo  2



 Michael 

- Pelo visto tenho falhado em minha missão,Angeline precisava de uma cirurgia para evitar que perdesse a visão, e eu não tinha condições financeiras,ela ficou cega do olho esquerdo e só enxerga 10% do direito,a culpa é exclusivamente minha_cobriu o rosto com as mãos se punindo por não ter conseguido o dinheiro para pagar a cirurgia da irmã.Isso partiu meu coração.É muita pressão em cima dessa mulher .

- Não diga bobagens Eva, a culpa não é sua,é honesta,e pelo que pude constatar trabalhadora. Certas coisas acontecem, fogem do nosso controle, nem tudo está em nossas mãos_confortei-a sabendo que nesse caso em especifico se ela tivesse dinheiro poderia ter evitado a cegueira da irmã. Nessa "selva" em que vivemos o poder aquisitivo se tornou importante a tal ponto que se uma pessoa não possui bens materiais perde o valor perante a sociedade.

- Se eu fosse rica ou tivesse a grana Angel estaria enxergando e apreciando a beleza da natureza, poderia apreciar as flores.Eu falhei, sou uma pobre coitada!_lamuriou depreciando-se ainda mais diante de meus olhos e aquilo me causou indignação. Como uma pessoa tão especial se menospreza dessa maneira?

-  Eva, nunca conheci uma mulher como você, sua doçura e sua alma é o que a torna preciosa,uma verdadeira joia rara.Gostaria de ser seu amigo, então o que me diz?_propus,estendendo minha mão e ela apertou-a selando nossa amizade.

- Ah...peraí,não me disse seu sobrenome? _estreitou o cenho, abrindo um sorriso que não chegou aos seus doces olhos cor de mel.

- Prazer Senhorita Ray,desculpe minha indelicadeza,sou Michael Jackson_encurvei meu corpo e fiz uma reverência. Eva riu do meu gesto cavalheiresco.

- E se eu lhe apelidasse carinhosamente de Mike,o que acha?_mordeu o lábio nervosa e eu julguei como adorável sua forma delicada de demonstrar as emoções. A personalidade simplória dela me hipnotizou.

- Por mim está ótimo,vou deixar um cartão meu com você,se precisar de qualquer coisa é só ligar,não se intimide ou tenha vergonha.Basta dar um telefonema que irei correndo_assegurei e vi um sorriso iluminar seu rosto angelical. Deus! Como pode ser tão parecida com Paola? Será que são irmãs gêmeas? Paola nunca fala de seu passado,principalmente antes de ter sido adotada,algumas vezes tentei arrancar algo dela,mas sempre desconversa e foge do assunto,alegando querer apagar as experiências tenebrosas que viveu no orfanato até seus 6 anos de idade.

- Por que está tão pensativo Mike,por acaso está decepcionado ou bravo comigo?_supôs e novamente a tristeza estampou seu rosto.Por que diabos essa mulher mexe comigo ao grau de meu coração disparar,e minha garganta secar?

- Não tem haver com você Eva,ao contrário admiro sua companhia, tem me feito muito bem_esclareci, observando atentamente cada detalhe do rosto dela,hesitante em falar a ela sobre o que de fato me incomodava e rondava meus pensamentos.Não é o momento ideal,Eva já está com a cabeça quente e não teve um bom dia,além do mais é apenas uma suposição sem fundamento.

- Preciso ir estou atrasado, e ainda tenho que encontrar minha esposa_expliquei dando um beijo no dorso da mão dela.Eva somente despediu-se de mim,com um leve beijo na bochecha e saiu de minhas vistas, deixando apenas o aroma de seu perfume floral pairando no ar .

Essa garota precisa de alguém para protegê-la,é tão frágil vou ajudá-la minha decisão já está tomada!


(...)


Paola rebolava deliciosamente sobre mim com meu pênis dentro dela,me levando ao êxtase com o vai e vem delirante.Os movimentos eram frenéticos e eu a auxiliava com o sobe e desce segurando sua cintura entrando e saindo de dentro da intimidade dela em uma velocidade absurda.O suor brilhava em nossos rostos e eu podia senti-la por inteiro.Paola é fenomenal da arte de dar prazer e fazer um homem perder o juízo,não nego me deixa completamente louco .

- Oh....assim amor,vai continua gostosa!_rugi, e mudei minhas mãos para os seios dela.

Senti que Paola estava muito perto de atingir seu clímax e passei a puxá-la pela cintura com mais rapidez.Rapidamente ela se apertou contra mim e logo em seguida foi minha vez de gozar violentamente e despejar meu sêmen dentro dela.Minha esposa desabou na cama trêmula, com um sorriso bobo dançando nos lábios e eu a acolhi em meus braços satisfeito por tê-la proporcionado tanto prazer.Na cama era onde eu e Paola nos entendíamos melhor,nossas noites de amor persistem sendo quentes e intensas desde que começamos a namorar.Modéstia a,parte devo admitir minha esposa é belíssima,uma mulher deslumbrante capaz de me excitar ao extremo só com um toque.Dei um beijo na testa de Paola e percebi que já dormia profundamente puxei o lençol para cobrir seu corpo nu e cuidadosamente tirei suas mãos do meu peito rumando para o banheiro.Geralmente tomamos banhos juntos mas ela estava tão exausta,que preferi não acorda-la.Minha cabeça está a mil a imagem da garota do hotel chorando não me saiu da mente. Preciso ajudar Eva ainda não sei como mas vou me aproximar dessa mulher.


  Eva 

- Posso saber o motivo de tanta felicidade,Eva?_perguntou Angel,enquanto eu preparava nosso jantar.Impressionante como ela me conhece e nada a escapa_ pensei,com um sorriso grande despontando no cento de meus lábios .

- Nada de mais,só conheci um homem,sabe Angel, ele é tão bondoso,gentil,e tem um sorriso sincero deslumbrante . O nome dele é Michael Jackson_suspirei colocando os pratos na mesa e Angeline me encarou com um semblante de pura desconfiança.

- E é só isso mesmo,ou será que encontrou seu príncipe e nem se deu conta?_alertou-me com aquele jeito esperançoso dela de sempre acreditar em "finais felizes" e torcer para que eu encontre um verdadeiro amor.

- Você e suas ilusões,acha mesmo que um homem de posses,de cacife, vai olhar para uma pobre faxineira? Pertencemos a mundos diferentes e além do mais ele me disse que é casado_censurei, sabendo qual meu lugar na sociedade e que se ousar me envolver com Michael o mais provável é que sairei machucada.

- Mas quem garante que ele é feliz no casamento Eva? Ninguém pode prever o que o futuro reserva.Nada acontece por acaso,o que tiver que ser será_sorriu e sentamos a mesa para comer o macarrão com queijo que preparei.Terminamos nossa refeição e como de costume fui lavar a louça e dar uma geral na casa e Angel se recolheu para nosso quarto. Ela poderia até ter razão, afinal, claro que toda mulher quer se derreter nos braços de um homem que a ame, se sentir protegida, mas comigo é diferente, não posso me iludir e me dar o luxo de sonhar .Não tenho os atributos para conquistar um homem como Mike, devo aceitar meu destino com resignação,  é a única opção coerente e segura.

****

- Mana acorde,o Sr. Stewart está aí querendo falar com você_ouvi a voz suave de minha irmã me chamar e abri os olhos lentamente confirmando que não era um sonho. Me espreguicei e voltei minha atenção para a figura pálida e aflita de Angel.

- É muito cedo Angel,qual o problema? Quitei o aluguel desse mês semana passada? _bocejei ainda com preguiça de me levantar.Vesti uma camiseta,uma calça velha de moletom e fiz minha higiene matinal.Segui até a pequena sala do casinha humilde que nos serve de teto desde a morte prematura de nossa mãe.Não é em um bairro bem localizado, e tem apenas um quarto, cozinha,banheiro, no entanto é a única coisa que meu ínfimo salário consegue bancar.

***

- Bom dia Sr. Stewart,em que posso ajudá-lo?_questionei,me acomodando numa poltrona antiga que havia de frente para o sofá.

- Eva,o que venho a tratar com você não é um assunto agradável .Vendi todos os imóveis que possuo em Nova York e o barraco não tem valor,mas o terreno sim e então também me desfiz dele.Preciso que vocês desocupem a casa em um prazo de três dias_exigiu e congelei diante da imposição dele.Estou sem nenhum dinheiro, tudo que tinha paguei a farmácia e o salário do próximo mês está destinado aos exames de Angel que não posso adiar.O que farei ? O desespero me fez perder a voz,não sei porque mais as palavras entalaram em minha garganta mediante a situação crítica.Deus me dê uma luz minha irmã é dependente de mim não tem mais ninguém no mundo.

- Não pode nos dar mais tempo? É que..._não permitiu que eu concluísse e me encarou furioso, gritando que nos queria fora dali o mais rápido possível.Não há outro jeito preciso abrir da minha dignidade,por Angel me submeto a qualquer humilhação.Michael foi o único nome que me veio a mente ele ofereceu sua ajuda de bom grado e terei que passar por cima do meu orgulho e ligar para ele.

- Tudo bem,eu e Angeline desocuparemos o cômodo_assegurei e ele apenas assentiu já mais calmo saindo porta a fora

- E o que faremos,Eva? Estamos na rua seremos indigentes, moradoras de rua _desabou no sofá chorando descontroladamente.Angel já sofreu tanto,só queria ter condições de dar-lhe um vida decente.

- Hey...não chore,darei um jeito, jamais permitirei que isso aconteça _consolei-a tentando, tentando me manter forte por fora mas totalmente destruída por dentro.

- Confio em você,obrigada  por ter cuidado de mim durante todos esses anos_tocou minha mão e vislumbrei a gratidão em seus lindos olhos verdes.Já estou certa do que tenho a fazer e o farei!



 Michael 


- Droga! Mas que tipo de louco está me ligando a essa hora? _Tateei o corpo de Paola na cama e estendi minha mão para pegar o celular na mesinha de cabeceira,com um típico mal humor de quem tem o sono corrompido, odeio que me acordem.

- Alô!_murmurei preguiçosamente ouvindo como resposta um gentil "desculpe acordá-lo".

A voz embargada,e demasiadamente meiga me fez despertar.Puta que pariu! É ela Eva_constatei com o coração palpitando,sorrindo de orelha a orelha ao identificar a voz doce dela.Imediatamente levantei-me da cama e me direcionei até a meu escritório, não queria acordar Paola e iniciar uma discussão desnecessária.

- Eva é você? Não se preocupe querida.Está tudo bem? Hey,acalme-se!_pedi afável,a voz dela soava embaraçada pelo choro e me senti péssimo ao ouvi-la chorando daquele jeito.Algo grave deve ter acontecido, claro a irmã doente dela...

- Desculpe,não.. devia ter ligado, nem sei porque fiz isso,achei seu cartão e quis desabafar com alguém_desculpou-se arrependida, me enlouquecendo ainda mais de preocupação.

- Não desligue Eva,me deixe te ajudar, passe seu endereço, agora mesmo estou indo vê-la _ordenei ríspido era o único jeito de fazê-la atender meu pedido.Ela não tentou me persuadir a desistir de ir ao seu encontro e me passou o endereço.

- Ótimo,chego aí o mais rápido possível, fique tranquila_tranquilizei-a com a sensação de que Eva precisava de mim e eu também tinha uma necessidade imensa,quase que incontrolável de abraça-la.



Capítulo  3



 Michael 


Corri para minha suíte tomei um banho rápido,vesti uma camisa vermelha e uma calça social,calcei meus costumeiros mocassins de couro preferidos. Passei o endereço ao meu motorista e em minutos estávamos nos dirigindo a casa de Eva.Essa mulher aguça meus instintos de bondade,ao lado dela me sinto em paz,não consigo me conformar como uma pessoa tão boa pode sofrer tanto? Eva é linda poderia ser modelo,é desperdiçada naquela hotel não compreendo o porque de optar por essa vida penosa.Eva é o tipo de mulher que não precisa se esforçar para chamar a atenção de um homem,sua delicadeza e pureza a deixa a frente das mulheres mais deslumbrantes e experientes do mundo.

Definitivamente,não a vejo com com outros olhos,é apenas uma amiga! O que senti por ela foi somente carinho,não é mesmo?

- Sr. Jackson chegamos,tem certeza de que é aqui a casa de sua amiga?_Meu motorista franziu o cenho,estacionando a SUV preta em um lugar onde a pobreza era discrepante. As casas eram todas de madeira,pareciam cubículos e havia uma porção marginais se drogando ali além uma escuridão angustiante.Esse não é lugar para uma moça inocente viver com uma irmã cega;vou tirá-la daqui pensei mandando Bill ficar de olho no carro e caminhei até o humilde barraco onde Eva reside.

- Michael!_murmurou apreensiva, fitando-me com ternura . Sempre tão graciosa em seus modos, Eva me cativou desde nossa primeira conversa.




 - Hey baby,está tudo bem agora, vou cuidar de você_tranquilizei-a,observando minuciosamente a beleza natural de Eva.Fiquei intimidado com a presença dela,completamente embasbacado,sorrindo feito bobo,e  virei o rosto no intuito instintivo de disfarçar o quão encantado estava, foi quando ela finalmente quebrou o silêncio .


- Você é louco de vir vestido assim aqui. Entre!_abriu passagem para mim e percorri os olhos discretamente pela casa. Logo de cara notei as condições extremamente precárias do local.

- O quê está acontecendo,Eva? Por quê estava chorando no telefone? Angel está bem?_arqueei as sobrancelhas me recompondo, fitando-a sério.

- Angel na medida do possível está bem,estou envergonhada por lhe pedir ajuda,mas fomos despejadas, o dono do imóvel vendeu a casa e nos deu três dias para sair_desviou o olhar visivelmente constrangida. Admitir que precisava de auxílio,foi doloroso para ela.

- É dinheiro que você quer? Dou quanto quiser, basta me dizer o valor que precisa_consenti,pegando meu talão de cheque no bolso da calça. -Qual a quantia,Eva?_indaguei tranquilamente.Se era dinheiro que ela queria, eu daria,sem problemas.

- Não quero seu dinheiro Sr. Jackson,está me ofendendo!_repreendeu austera. -Na verdade, só me senti sozinha e acabei te ligando_esclareceu, com os olhos marejando e vê-la tão frágil foi como se uma faca atravessasse meu peito.O que essa garota fez comigo? É só solidariedade ou talvez carinho Michael, tentei me convencer.

- Não foi minha intenção,peço que me perdoe e por favor não me chame de Sr.,somos amigos.Tenho vários apartamentos espaçosos no centro da cidade. Portanto, amanhã mesmo,venho buscar, você e Angel já tem um teto para morar.Não aceito um não como resposta_ressaltei convicto,só senti que deveria fazer algo por Eva. Nunca alguém me atingiu tão rápido,e de certo modo desde o dia que olhei dentro dos olhos melancólicos dela soube que era "diferente"das outras mulheres que conheci.

- Não queremos incomodar Michael,e depois não tenho meios de lhe pagar_decretou, balançando a cabeça em negativo,mas eu não desisto fácil  e irei persuadi-la.

- Não precisa se preocupar,faço porque você merece,tenho centenas de propriedade em Nova York, a maioria sem inquilinos e repito: pode ficar o tempo que quiser.Faço questão_reafirmei e ela me surpreendeu, com um abraço apertado.O cheiro inebriante floral de seus cabelos me fez arfar,tão delicada e doce.Porra Michael! O que está dizendo? É apenas uma mulher ingênua,você não tem o direito de se aproveitar da fragilidade, nem situação delicada dela. Deveria me envergonhar desse comportamento.

- Muito obrigada,é um anjo Michael,não sei a quem recorreria se não tivesse entrado em meu caminho_revelou com os olhos brilhando de gratidão e um sorriso adorável. O alívio em suas feições aquece minha alma como brasa.

- Então arrume suas coisas e converse com sua irmã. Pela manhã partiremos daqui,veja essa chance que estou lhe dando como um recomeço_dei um beijo casto em sua testa e sai porta afora daquele barraco com o pensamento preso na feição de gratidão de Eva.Espero poder impedir que essa moça continue nessa vida de tormenta,o que estiver ao meu alcance para ajudá-la farei sem titubear.


****



- Michael,por onde andou? Te procurei por toda a casa e Judith me disse que havia saído com o motorista _Paola fez cara de emburrada dando a combustão para uma crise de ciúmes.








- Fui ajudar uma amiga,inclusive vou hospedá-la em um de meus apartamentos_respondi despreocupado,tentando desconversar e fugir da enxurrada de perguntas me aguardavam.

- Faça-me o favor,desde quando faz caridade? Quem é a vagabunda? Diga de uma vez!_gritou, se mostrando soberba e intolerante.

- Em primeiro lugar, não permitirei que se refira a Eva nesses termos,é uma moça honesta,que passa por dificuldades financeiras e precisa de um lugar para ficar por enquanto com a irmã.Em segundo,vou ajudá-la mesmo contra sua vontade,aliás não deveria se impor, isso não lhe afeta em nada. Paola, não seja tão egoísta e superficial_rebati,perdendo a paciência, integralmente possesso por ter ela ter se referido dessa forma lamentável. a outro ser humano Às vezes Paola desce baixo, repudio essas atitudes mesquinhas dela.

- Por acaso está me achando com cara de palhaça? Por que tanto interesse por uma morta de fome? - Resolveu virar a Madre Teresa de Calcutá dos pobres oprimidos_riu sarcasticamente e senti ódio pelas palavras cruéis que saíram da boca de minha esposa.

- Sabe que odeio quando fala com esse ar de imponência,como se fosse superior a essa moça,apenas porque ela não tem dinheiro.Escute bem Paola,o fato de uma pessoa não possuir uma conta bancária milionária não a torna pior do que ninguém,o que nos diferencia são os sentimentos nobres que possuímos_bradei enfurecido com a pedra de gelo que tinha diante dos meus olhos.Será possível que sejam irmãs? Elas tem a mesma face e só,Paola nem de longe me lembra a meiga e batalhadora Eva, que se sacrifica pela irmã.

- Tem razão amor,me exaltei mas prometo que não o julgo mais por ajudar os necessitados_jurou já mais serena,abrindo um sorriso largo. Absolutamente ela sempre consegue virar o jogo ao seu favor.





- Me casei com um homem gostoso,sexy,cavalheiro,bom de cama e filantropo...Sem querer parecer metida...sou uma grande sortuda_enlaçou suas pernas em minha cintura e me guiou até a cama.Não resisti as provocações dela e terminamos a madrugada fazendo amor do jeito selvagem que gostamos .Paola exerce um domínio sobre mim o qual não sei definir, tenho um desejo fora do normal por ela,e apesar de me deixar enojado com seus preconceitos e excesso de futilidade sou louco por ela.Não pretendo estragar nosso casamento por esse detalhe irrelevante quem sabe ela não muda..Milagres acontecem !




Capítulo  4



 Michael 


- Estão prontas garotas?_perguntei gentilmente, já apreensivo com a demora de Eva.

- Sim,desculpe o atraso Michael_levantei meu dedo indicador e levei-o aos lábios rosados e bem desenhados de Eva, algo dentro de mim vibrou,o clima foi quebrado quando ela se afastou ruborizada graças a minha ousadia.

- Eu só ia pedir para que não dissesse nada,está tudo bem,vou cuidar de você Eva_disfarcei a atração que senti por ela e ajudei-as com as malas até o carro.Angel me pareceu à primeira vista ser uma menina educada,sonhadora,feliz,mesmo com suas limitações .


- Eva,fala muito bem do Sr. ,acho que ela está certa em gostar de sua companhia,me parece ser uma boa pessoa.Obrigada por estar nos oferecendo um lugar para ficar_ sorriu com doçura,direcionado um olhar carregado de ironia a Eva.

- Não precisa agradecer Angeline,marquei um médico especialista em cirurgia ocular para você,tenho certeza que em breve poderá ver o quanto tem uma irmã bonita_aproveitei para cortejar Eva,deveria me afastar ou não irei resistir.O problema é que não quero,nem consigo me manter alheio a Eva,muito menos agir com racionalidade.

- Meu Deus Michael... isso é mais do que merecemos,significa tudo para mim,um sonho do qual já havia desistido.Estou sem palavras,ninguém nunca se importou comigo e você....está me salvando de todas as formas que poderia ser salva_murmurou notoriamente nas nuvens com meu apoio,jogando-se em meus braços e fazendo meu corpo novamente reagir a ela. Vislumbrar a esperança iluminar os olhos dessa mulher é literalmente hipnotizante.

- Ouviu isso Angel? Irá poder ver a cor das folhas no outono,poderá retomar os estudos e fazer faculdade,ter uma vida normal _desvencilhou-se de mim e abraçou a irmã,extasiada com a novidade .Pela primeira vez vislumbrei um sorriso verdadeiro iluminar o rosto de Eva,por mais que tivesse os mesmos traços de Paola o fato de ser tão pura a tornava ainda mais bela.

- Assim vocês me farão chorar,não se preocupe com nada,somente com a consulta,e sua irmã estará em ótimas mãos.Dr. Derek é muito competente_sorri e me pus a observar as duas me direcionarem todas as atenções como se eu fosse um ser sagrado.Bem,confesso que me intimidei,me senti plenamente feliz em ver que finalmente fiz algo útil por alguém .

- Você não existe Mike,obrigada novamente.Desejo que Deus lhe abençoe e seja sempre muito bem sucedido,feliz ..._segurou minha mão,fitando-me ternamente,sem interesses ou malícia.Deus... essa mulher é um anjo,esse jeito dela me desarma completamente,perto de Eva me sinto em paz,confortável. É gratificante poder ajudá-la.

***

- Sr . Jackson,chegamos!_anunciou o motorista e fiz um sinal com as mãos para ele tirar as malas,logo em seguida também saí do veículo para estender a mão a Eva e em seguida a Angel.Ser cavalheiro com garotas sempre foi algo natural para mim,como se fosse automático puxar a cadeira,abrir a porta do carro,levar flores.Toda mulher merece ser tratada com respeito e carinho.
 
Seguimos em silêncio até o quinto andar do prédio moderno que seria onde eu as deixaria,nem mesmo no elevador trocamos alguma palavra,eu e Eva estávamos desconfortáveis demais para ao menos olharmos diretamente na direção um do outro.

- É aqui,espero que a decoração esteja do seu gosto,tive pouco tempo e..._Eva me interrompeu maravilhada com o luxo do amplo apartamento.

- É maravilhoso, meu Deus... Michael! Nem sei como agradecer,não precisava tanto..._ressaltou, admirando cada detalhe da decoração.Meu coração vibrou ao vê-la sorrindo e tão encantada,Eva tem uma doçura que toca minha alma.Simplesmente me desestabiliza e sinto que devo cuidar dela.

- Bom,agora que já estão acomodadas,peço que me desculpem,mas preciso ir.Há comida na geladeira,e vou deixar meu cartão caso precisem de algo.Amanhã bem cedo mandarei uma governanta e uma cozinheira que virão para garantir que tudo esteja em ordem e tenham uma alimentação reforçada.Minha esposa já deve estar louca atrás de mim_elucidei,olhando tenso meu relógio de pulso. -Sintam-se em casa e qualquer coisa é só ligar,não hesite em me chamar Eva_beijei sua bochecha delicadamente e percebi que estava retraída.É sem dúvidas tímida e inibida,mas farei o que estiver ao meu alcance para conquistar sua confiança.

- Obrigada pelo que está fazendo por nós Sr. Jackson,é  mesmo um anjo_Angeline murmurou com os olhos banhados por lágrimas.Naquele instante me senti um maldito impotente...Uma menina tão jovem, porém tão calejada pela vida.Arrumarei um jeito para que ela volte a enxergar,conheço um dos melhores especialistas da área de cirurgia ocular e entrarei em contato com ele,veremos o que pode ser feito por ela.

- E ainda nem comecei Angel,prometo levá-la a um dos melhores médicos do país.Poderá enxergar sua irmã e constatar o quão ela é linda e encantadora_fitei Eva aos suspiros e ela desviou seus olhos amedrontados de mim.

- Tenho que ir garotas_despedi-me com mais uma abraço caloroso de Eva,e rumei a toda velocidade para meu apartamento.Paola deve estar uma fera!


****


Tentei  abrir a porta sem fazer alarde a última coisa que queria era algum confronto com Paola.Odeio brigas mas minha esposa em compensação adora brigar.Agradeci aos céus ao perceber que ela não me aguardava pronta para me fuzilar na sala de estar.Joguei alguns papéis na mesinha central da sala e caminhei a passos cautelosas até nossa suíte Mal tive tempo de dar dois passos e começar a desatar o nó da gravata e ouvi Paola se aproximar fervendo de ódio

- Por acaso acha que sou uma retardada,Michael? Onde se enfiou o dia todo? Porque fui até a fábrica e Mark disse que não deu sinal de vida por lá hoje_urrou me fuzilando com o olhar.
Ótimo...novamente metido em uma fogo cruzado e realmente não tenho argumentos ou noção de porque tomei as dores de Eva,só sinto que tenho que fazer isso.

- Não comece com suas infantilidades,Paola.Ao contrário de você,me preocupo com algo que não seja fazer compras e viajar.Quer saber de uma coisa? Estou farto de suas futilidades,de saco cheio de ter que ouvir seus desaforos e fazer todas suas vontades_protestei,perdendo a paciência com as asneiras que ela fala.Paola as vezes é tão frívola e egoísta que chega a assustar.Será que a conheço mesmo?

- Claro,agora joga a culpa dos seus erros em cima de mim.Me diga quem é vadi...a garota que está ajudando?_exigiu com a mesmo sarcasmo que sempre tinha no rosto.

- O nome dela é Eva,e não há motivos para ciúmes,só quero ajudar a menina.Me solidarizei com a história dela.Se Deus nos deu muito,acredito que devo partilhar com o próximo.Entenda Paola,faço isso porque é o que meu coração me manda fazer e essa mulher merece uma oportunidade de progredir na vida_enfatizei,observando-a se acalmar,seu semblante já estava mais sereno e parecia enfim ter compreendido minha atitude.

- Tudo bem amor,não vamos mais falar sobre isso...




- Vou fazê-lo relaxar e esquecer o resto do mundo_mordeu os lábios e em um piscar de olhos me empurrou na cama.Sempre foi assim nossas discussões terminam na cama! Não nego,o o poder de persuasão da minha esposa é extraordinário.E eu não consigo resistir aos seus beijos.Não se fizeram necessários muitas preliminares para que nossos corpos se encaixarem e fazermos amor.Paola cavalgava como uma verdadeira amazonas sobre meu pênis,subindo e descendo em um ritmo frenético.Minhas mãos pressionavam sua cintura a impulsionando a ir mais fundo, ora ou outra apertava os seios dela.Paola continuou quicando sobre meu membro,até gritar meu nome em ladainha e apertar-se contra mim,desabando na cama após um orgasmo fortíssimo.Troquei as posições e levantei sua perna até meu ombro voltando a penetrá-la com força,metia com toda a fome animal que possuía ,sem a menor delicadeza,a estocava freneticamente,de um jeito até mesmo rude,quando mais eu arremetia com violência contra ela mas gemia alto,e isso foi  o combustível para que aumentasse a intensidade das estocadas e a sentisse se derramar pela segunda vez para mim.Depois de mais algumas estocadas cheguei também ao meu glorioso orgasmo gozando alucinadamente dentro dela para depois relaxar e desabar na cama ao lado de Paola...



Capítulo  5



 Michael 


Sempre tive receio de magoar Paola com perguntas sobre seu passado misterioso.Tudo que sei é que foi adotada aos 6 anos de idade por uma família rica,na verdade o pai dela é dono de uma das maiores indústrias de tecidos do mundo.Minha esposa diz que eles foram os melhores pais que se possa imaginar e a ajudaram a superar os traumas de sua infância conturbada no orfanato.O fato é que agora tudo muda,há outra mulher idêntica a ela.Fisicamente Eva e Paola são iguais,procuro diferenças mas por mais que tentasse achar algo que as distinga não conseguia.Claro,Eva é uma moça humilde,tem cabelos mais longos e a voz mais suave.

A única explicação que considero coerente para justificar tamanha semelhança é que tenham algum parentesco. Elas simplesmente são o reflexo uma da outra no espelho e essa seria a hipótese mais aceitável.

A questão é  o fato das duas não terem conhecimento disso.Certamente,a mãe que as abandonou não as deixou no mesmo orfanato,aquela mulher deve ter tido algum propósito para separá-las.

Cheguei a  conclusão de que não posso evitar ter essa conversa com Paola.Preciso esclarecer esse assunto,tirar a limpo a história que vem me tirando o sono.
Conheço a mulher geniosa, intolerante,mimada que tenho e não será nada fácil revirar o passado dela sem magoá-la.

- Bom dia,amor...Desculpe ter acordado tão tarde, gastei todas minhas energias ontem com você e acabei dormindo além da conta.Tão sério! Algum problema com a fábrica ou é essa carranca faz parte do seu humor matinal?_sorriu daquele jeito cínico e imponente,sentando-se a mesa e bebericando um suco de laranja.

- Paola,que bom que já acordou,vamos até a biblioteca,precisamos conversar e..._hesitei adiantar do que se tratava,prevendo o quão explosiva seria sua reação ao saber que poderia ter um irmã.

- Claro amor,depois termino meu café_disse com tédio,se pondo de pé e me seguindo em silêncio até a biblioteca, ao menos não relutou ou foi agressiva.


****

- Então,qual o problema da vez? Já vou avisando que se for algo relacionado a indigente,não me interessa.Tudo bem ser caridoso e querer ajudar esse tipo de gente,mas não me meta nisso!_censurou com a mesma postura arrogante e perversa da noite anterior,e isso me deu nos nervos.Por vezes penso que não deveria ter a escolhido como companheira de vida,o olhar nebuloso e o sorriso sórdido de Paola chegam a me provocar ânsia de vômitos.

- Nunca mais se refira a Eva nesses termos,quantas vezes terei que repetir a mesma ladainha de que não admito seu comportamento perverso.Pare com isso! Já basta, não percebe não é superior a essa moça.O dinheiro não a torna melhor que ninguém _apontei meu dedo indicador em direção a expressão maléfica e inalterável dela.Paola se jogou em um sofá de couro e revirou os olhos,fingindo ignorar minha lição de moral,parecia uma criança birrenta.

- Eu sou assim Michael,essa é a verdadeira Paola Ashley,não a Sra. Jackson adorável e omissa,se não me aceita do jeito que sou,como foi capaz de se casar com uma patricinha fútil e superficial?_apoiou-se no cotovelo lançando um olhar de ira a mim.Sabia que ela tinha a razão,pois sempre soube como Paola era,desde quando nos conhecemos,mesmo assim a amei desde a primeira vez que meus olhos cruzaram com os seus.Algo inexplicável,porém envolvente,intenso quase que uma necessidade de possui-la como minha mulher me tomou.Um tipo de fetiche insano.

- Você está absolutamente mais prepotente do que quando nos casamos.Soa como se fosse desprovida de sensibilidade.Meu amor por você permanece intacto,acontece que não vou compactuar com suas maldades.Eva é uma garota fragilizada,simples,de origem humilde,mas ainda assim com um enorme coração,possuidora de grandes sentimentos e irei ajudá-la mesmo contra seu consentimento_contestei bravamente,sentindo o sangue drenar meu rosto.

- Ótimo... essa garota só pode ter te enfeitiçado ou sabe-se lá qual o segredo dela para satisfazer um homem na cama. Admita,está trepando com essa..._respirou fundo,fazendo uma careta de nojo que me deixou ainda mais enfurecido,não suportava a ver depreciar uma menina ingênua feito Eva. -Está comendo a coisinha insignificante,por isso a defende com unhas e dentes_concluiu cobrindo a boca com a mão horrorizada.E pela primeira vez senti repulsa pelas palavras de minha esposa.Não queria demonstrar minha indignação,ao contrário o momento pedia suavidade,precisava ser comedido para levar adiante meus planos.

- Ficou maluca Paola? Sabe que é a única mulher a qual tenho olhos.Esqueça isso,vou relevar todas as besteiras que acaba de proferir,porque sei que está de cabeça quente,e falou sem pensar.Agora, vamos direto ao assunto,sem rodeios.Tem conhecimento de que pode ter uma irmã?_questionei afável e percebi que ela empalideceu e arregalou os olhos,estava exasperada.

- Co..como assim,Michael? Eu não sei onde quer chegar,até onde sei  a diretora daquele muquifo de orfanato me contou que fui dedicada lá com menos de 1 de idade por minha minha mãe que alegou não ter condições financeiras para me criar e dar uma vida digna.Por quê disso agora ?Quer revirar meu passado trágico e melancólico a troco de quê ? Não vê que é doloroso saber que sua própria mãe o rejeita e o joga em um abrigo sujo feito um trapo velho ? Fui abandonada.._murmurou entristecida, seus olhos estavam molhados pelas lágrimas e pude notar o quão a machucou tocar naquela ferida.Merda !  Agi feito um ogro,está claro que Paola sofreu na infância,há muita dor em seu passado e deveria a apoiar,ser carinhoso ao invés disso a maltrato e julgo.Logo eu que lutei a vida toda contra todo tipo de injustiça estou a condenando duramente.

- Desculpe amor,eu sei que relembrar o inferno que viveu é massacrante.Acontece,que conheci uma garota no hotel,se chama Eva Ray,é ela que estou ajudando.E bem Paola a garota tem uma semelhança gritante com você. Parece ser sua cópia fiel_esclareci e a expressão de minha mulher imediatamente se tornou mais branda. Paola não parecia nem um pouco assustada,era como se não tivesse lhe contado novidade alguma,ela demonstrou apenas ódio.

- Ah! É isso..._riu alto. -Conheceu a minha sósia no Bell Noir,eu a encontrei no banheiro e fiquei impressionada também com tamanha semelhanla, mas não podemos afirmar que a tal Eva é minha irmã Michael_deu de ombros fazendo uma cara de poucos amigos, certamente Paola não quer ter nenhum laço sanguíneo que a ligue a sua mãe biológica.

- Existem varias formas de sanar as dúvidas, proponho um exame de DNA,sei que tudo isso é ainda difícil para você,mas se Eva for realmente sua irmã precisa do seu apoio _sorri de canto e percebi que Paola me fitava  perplexa.

- Escute Michael,pouco me importa se essa coisinha insignificante tem meu sangue.A última coisa que quero é me envolver com pessoas dessa laia_vociferou enraivecida.Sim eu esperava uma reação súbita, assim por parte dela,mas dessa vez Paola passou dos limites,vê-la falando assim de Eva me deixou indignado, foi a gota d' água.

- Porra Paola! Não se atreva a insultar aquela doce moça novamente, não desconte nela as frustrações da sua infância traumatizante. Eva,também sofreu,nem por isso é amarga e egocêntrica_defendi meu ponto de vista, alterando meu tom de voz, fazendo-o crescer.Simplesmente era inadmissível que Paola humilhasse alguém tão cruelmente, cansei de aturar as covardias dela.

- Está me comparando com uma pobre coitada que vive de suas esmolas?_gritou,revirando os olhos.Droga...não quero discutir nem permitir que ela continue menosprezando Eva Paola precisa de limites,aprender a respeitar as pessoas.

- Cale a boca Paola! Eva,pode não ter dinheiro...Ela tem algo muito mais valioso que todo o dinheiro do mundo,um coração puro,preservou a inocência mesmo diante das dificuldades que se impuseram em sua vida_respondi a altura dela,constatando que o melhor que poderia fazer era sair de casa e arejar a cabeça se ficasse ali as coisas ficariam feias entre nós.

- Por quê está vestindo esse casaco,onde pensa que vai? Hum... já sei,atrás de sua amante indigente_supôs,colocando dois dedos abaixo do seu queixo.Não dei atenção as acusações infames e sem fundamento dela.Peguei a chave do meu Porsche e me encaminhei até a garagem particular da mansão.Entrei no veículo e liguei o motor com o pensamento fixo em Eva.Deus... o que estou fazendo? Por quê essa linda mulher não saí da minha cabeça? Bati os punhos no volante e pus o carro em movimento.


  Paola 


Definitivamente,está na hora de eu entrar em cena.Colocarei aquela morta de fome sem classe em seu devido lugar,não estou gostando do rumo que as coisas estão tomando Michael está encantado com a garota,caidinho por ela.Essa "pobretona" não tem o mínimo entendimento de com quem está lidando e eu mostrarei a ela que o dinheiro é que manda no mundo.Ninguém se põe no meu caminho e saí ileso muito menos joga charme pra cima do meu marido.A farei conhecer o inferno de perto Eva _jurei acendendo um cigarro.



A indigente mal perde por esperar_soltei uma risada triunfante,pensando num jeito de me livrar daquela maldita garota.



 Michael 


Estacionei o Porsche em frente ao opulento prédio e fui logo me identificando,o segurança me deixou subir e o mais rápido que minhas pernas permitiram segui para o apartamento em que Eva estava hospedada.Na verdade a saudade estava me matando, necessitava sentir o perfume dela,abraçá-la.

- Eva,posso entrar?_perguntei no instante que ela abriu a porta.

- Claro,a casa é sua Mike_abriu o caminho para mim e trancou a porta atrás de si. -Fique a vontade, está tudo bem? Parece triste, o que está o afligindo?_encarou-me preocupada, com aquela ternura imensurável que me trazia paz.

- Sabe Eva,meu casamento caminha para o fracasso,e bem,sei que posso me abrir com você..._toquei a mão dela deixando transparecer toda a angústia que sentia.

- Fique calmo,verá que é só uma fase ruim e as coisas entre você e sua mulher se resolverão_confortou-me com a voz afável. Não sei definir ao certo o motivo,as palavras dela aplacaram a dor do minha alma e me fizeram sorrir feito um idiota. Droga! As coisas estão fugindo do controle Eva é maravilhosa, mas é Paola que amo,não é? Jamais duvidei da veracidade dos meus sentimentos por minha esposa, mas desde que conheci Eva alguma coisa dentro de mim mudou, ela me despertou sensações tão novas, e a cada dia me sento mais dependente do sorriso dela. Há um sentimento genuíno brotando em meu peito e se ratifica sempre que vejo o sorriso adorável dela.

- Eu a amo Eva,sempre fui e continuarei sendo louco por Paola_menti, já que não estava mais certo, tampouco seguro de que tinha sentimentos amorosos por Paola, somente queria me convencer disso e tornar verdade.

O sorriso contagiante de Eva se desfez em uma fração de segundos e a tristeza voltou a dominar seus olhos.

- Michael dê um tempo,casais brigam,tem suas diferenças, pode ter certeza que se há amor de verdade irão superar_forçou um sorriso tímido,era nítido o quão abalada Eva ficou depois da minha falsa revelação.

- Tem razão aos poucos as coisas chegarão em seu eixo.Chega de falar dos meus problemas,Eva.Irei ligar para o medico amanhã mesmo e marcar a consulta de Angeline_enfatizei dócil, e vislumbrei gratidão no rosto angelical de Eva.

- Não sei como agradecer Mike, tem sido tão bondoso,obrigado por me dar esperança_murmurou emocionada.

- Que tal aceitar um convite para jantar comigo? É uma ótima forma de retribuir o favor_pisquei discretamente para ela.Eva introspectiva como é corou imediatamente e eu particularmente adoro o vermelho que ela assume quando está envergonhada.

- Claro,será um prazer_respondeu entusiasmada com o convite.

- Te vejo amanhã então, boa noite Eva!_beijei a testa dela e antes de sair soprei beijos no ar. É...essa garota mexe comigo, e isso está se tornando perigoso...



Capítulo  6


  Eva  


Michael deixou seu motorista a minha disposição e me emprestou um cartão de crédito Platinum,dando passe livre para que eu comprasse roupas,sapatos,os remédios de Angel e tudo que precisasse.A principio neguei, alegando que isso seria se aproveitar da generosidade dele,nunca aceitei um centavo de ninguém e ele já tem sido generoso de mais.O problema é agora que fui convidada para jantar com ele,percebi que não tenho nada além de trapos velhos para vestir então resolvi usar o cartão pra comprar um vestido decente para essa noite especial.Não quero envergonhar meu acompanhante e imagino que Michael deva me levar a um desses restaurantes requintados.Andei o dia todo no shopping a procura de algo que combinasse comigo e fosse elegante, discreto.Por fim após revistar o mostruário de diversas botiques encontrei algo que tinha minha cara.Passei num salão de beleza afinal uma bela maquiagem faz toda diferença e queria estar produzida.
Será que Mike irá gostar? Com certeza sua esposa deve ter classe já eu não passo de uma pobre coitada, mesmo tendo consciência que Michael jamais irá ter sentimentos românticos por mim não fui capaz de evitar me apaixonar por ele.Michael Jackson é um homem tão doce,generoso,lindo Deus quando sorri ilumina minha vida,simplesmente sei que isso não poderia estar acontecendo logo eu que sempre fui sensata não consigo lidar mais com esse vazio que aperta meu coração todas as vezes que Mike diz amar sua mulher.

Esquecer é a única saída, tenho que aceitar com resignação que homens como Michael não veem garotas como eu dessa forma,além do mais não tenho nada a oferecer,sou uma garota cheia de  responsabilidades e um emprego sem grandes perspectivas. Olhando-me assim no espelho me sinto a gata borralheira que mais cedo ou mais tarde deixará seu conto de fadas pra encarar a dura realidade, e assumir seu posto de empregada sem valor? Coloquei um sorriso no rosto o pensando que deveria aproveitar a noite ao lado do meu príncipe, ou melhor meu amor platônico,são raros os momentos que passamos juntos.Michael é um homem de negócios, e pelo que me conta gosta de estar a frente de sua fábrica.

Dei os últimos retoques na maquiagem e me dirigi até a sala.No instante que desci a escada,admirei Mike.Os cachos negros lhe caiam até o ombro esculpindo seus os traços perfeitos de,e um daqueles sorrisos que me fazem tremer brincava em seus lábios.Foi inevitável conter a emoção, meu coração acelerou e minhas pernas ficarão bambas.Só não rolei degrau abaixo porque o cavalheiro Jackson estendeu-me sua mão e me guiou.

- Preciso dizer Eva,você está belíssima,arrisco dizer que é a mulher mais linda que já vi em toda minha vida_enalteceu com um sorriso largo escancarado no rosto e eu obviamente retribui o gesto, feliz com o galanteio.



- São seus olhos Mike,você também está muito bonito!_elogiei, na verdade ele é mesmo um pecado de homem e tem esse cheiro que me faz perder a linha de raciocínio, usa estas roupas caras...





- Acho melhor irmos baby,quero passar o máximo de tempo com você_sussurrou no pé do meu ouvido e percebi pelo tom sensual de sua voz que havia algo mudado entre nós.Michael tinha um olhar mais malicioso,sorria de um jeito mais descontraído.Minha mente pode ser fértil talvez possa estar enganada mas minha intuição me diz que esse homem está flertando comigo.

- Claro, está mesmo ficando tarde_assenti e seguimos para o carro de luxo dele aos risos .


 ****

- Gosta de comida italiana,Eva? _Michael perguntou educadamente, retraindo o cenho.

- Sim,eu aprecio muito massas,essa é uma escolha excepcional_frisei, observando a movimentação da rua pelo vidro escuro da SUV e constatando que estávamos em frente a um exuberante restaurante.

Michael saiu do carro e antes que eu pudesse piscar e deu a volta para abrir a porta para mim O trajeto até ao pomposo lugar onde jantaríamos foi silencioso.Não sabia o que dizer,estava constrangida com os olhares profundos que Mike lançava mim.

Como um verdadeiro gentleman assim que uma moça simpática nos levou a um ambiente mais reservado e nos desejou "uma excelente noite" Michael puxou a cadeira para que eu me sentasse e se acomodou também.

- E então Eva,me fale um pouco mais sobre você_pediu, me fitando curioso e não hesitei em aceitar a sugestão dele.

- Não tenho muito o que falar...Fiquei em um orfanato até meus 6 anos de idade,foi quando um anjo chamado Kelly me puxou daquele precipício.Infelizmente ela morreu de câncer quando era adolescente e Angeline criança, depois disso perdi o rumo.Minha mãe era tudo pra mim,e partiu de uma forma muito inesperada_lamentei sentindo meus olhos ficarem úmidos. Todas as vezes que lembro do meu passado é assim.

- Sinto muito baby,mas você não está sozinha tem sua irmã e agora eu_tocou minha mão fazendo toda a tristeza dar lugar a paz e segurança.

- Obrigada,por tudo que tem feito Michael,não tenho palavras para lhe agradecer_disse expressando toda minha gratidão, por um momento tive vontade de gritar dizer a ele que o amava com todas minhas forças mas o garçom aproximou-se e o entregou a carta de vinhos.

- Prefere vinho tinto ou branco,Eva?_arqueou um de suas sobrancelhas e logo depois voltou sua atenção ao garçom.

- Deixo essa escolha para você,não entendo muito de vinhos_Ri timidamente.

- Acho que CHÂTEAU MARGAUX está bom_fez o pedido ao garçom e assim que o simpático moço saiu de nossa presença me surpreendeu com um carinho ousado em minha coxa.

Eu sabia...Gritei mentalmente!

- Sabe querida...Eu tenho sentido coisas que não sei explicar, tem  despertado tantas sensações em mim, Eva_revelou circundando sua mão pela minha perna,o que provocou uma reação de contração em minha intimidade Quando nossos olhos voltaram a se cruzar e eu formulei uma resposta decente uma voz grave e sórdida me trouxe de volta dos meus devaneios,

Levantei meus olhos pra encarar a belíssima mulher e gelei ao ver de quem se tratava.A esposa de Michael é a Sra. que me humilhou no hotel.




Como o mundo é pequeno!!!

- Ora...se não é meu marido com a morta de fome!_bradou com ódio se direcionando a mim com uma ironia absurda.

- Paola,mas o que pensa que está fazendo? Peça desculpas a Eva _exaltou-se e levantou da cadeira,se pondo a segurar o braço de sua esposa.

- Nunca Michael!_vociferou.Essa vadiazinha de quinta,só quer seu dinheiro,não enxerga?_prosseguiu me diminuindo e destilando seu veneno.

- A Sra. não me conhece e não tem o direito de me insultar!_protestei me excedendo com as ofensas cruéis dela.

- Ah claro... a pobretona fala.Escute aqui queridinha,não é porque está dando para o meu marido que deixarei que fale comigo com toda essa petulância_ameaçou me fazendo perder totalmente a paciência. Não admitiria ser chamada de puta nem por ela ou ninguém....




Capítulo  7


  Eva  


- Cale a boca Paola! Retire o que disse imediatamente!_ordenou Michael com os músculos retesando ao presenciar sua mulher soberba me destratar como se fosse um lixo.Me assustou vê-lo enfurecido me fitando como se estivesse pedindo desculpas mentalmente,ele parecia estar envergonhado pela atitude baixa da mulher.

- Não se preocupe Michael,vou para casa.Amanhã mesmo eu e Angel sairemos do seu apartamento .Não queremos incomodar ou gerar discórdia entre você e sua esposa_anunciei convencida de que teria que me afastar de Michael. Paola é uma mulher cruel,capaz de passar por cima de qualquer um que se impuser diante de seu caminho .

Não esperei que Michael se opusesse contra minha decisão e saí correndo do restaurante. Sem chão, com medo do que aquela mulher poderia fazer a mim. Ela é poderosa,rica consegue tudo que quer,e o escândalo no restaurante foi apenas uma amostra das atrocidades que a esposa de Michael pode cometer.

Havia algum dinheiro na minha bolsa e eu resolvi que o usaria para pagar um táxi.

Precisava sumir dali,e não tinha a mínima condição de olhar nos olhos de Michael.

Fiz sinal e rapidamente por sorte apareceu um táxi .Entrei no veículo com o rosto tomado por lágrimas.Estou irremediavelmente apaixonada por Michael Jackson,eu o amo e não posso continuar sufocando esse sentimento dentro de mim. Um amor não correspondido feri e pode se tornar destrutivo ,espero que ele sinta minha falta como sentirei a dele pensei em um pranto silencioso.No final das contas não nasci para ser feliz e está na hora de acordar desse sonho bom e ralar para encontrar um lar pra mim e Angel.



 Michael 


Droga! Droga... um milhões de vezes,de todas as injúrias que Paola já cometeu essa ganha disparada como a mais desumana delas.Realmente,ela ultrapassou todos os limites e magoou Eva covardemente.Deveria ter a interferido e não permitir que Paola de humilhasse a garota.Ter impedido Eva de ir embora.Agi como fraco e banquei um estúpido insensível.Tenho medo me machucar Eva com falsas promessas,não estou certo de meus sentimentos,ao contrário do que queria,minha esposa ainda me desperta desejo,paixão, faz todo meu corpo vibrar com seus beijos...

Permaneço louco por Paola.Só que de repente o sorriso doce de Eva domina meus pensamentos,seu jeito delicado,sensível,sua sinceridade me faz pensar que algo dentro de mim parece estar nascendo,um amor? Não sei,por vezes creio que esteja encantado e confundindo as coisas .Afinal amo Paola,não é? E Eva tem o mesmo rosto porém uma personalidade que admiro,e é extremamente meiga.Elas são fisicamente a mesma pessoa,e só. Diferem em todos os outros aspectos.

- Não vai falar nada amor,está mudo desde que saímos do restaurante_murmurou Paola e eu apenas dei de ombros me concentrando no volante,estava farto de brigas, e de ouvir os desaforos dela.A cena no restaurante fora o suficiente para me tirar do sério.

- Quando chegarmos em casa conversaremos como dois adultos civilizados,agora  deixe-me dirigir em paz_sentenciei sem o menor humor para discussões infantis.

- Como quiser_concordou parando de me atormentar com suas ironias.Em um prazo de alguns minutos já estávamos em nossa mansão.Tomei um banho relaxante para acalmar os nervos e decidi ter um conversa definitiva com Paola.Eu a amava,acontece que isso não basta para manter uma relação. Nossas ideias divergem,e esse detalhe se tornou um problema sem solução.

Prosseguir com esse casamento só trará mais dores de cabeça, e eu sei que não posso mudar uma pessoa.Paola é e sempre será egoísta,fútil,arrogante, possessiva e eu não estou disposto a suportar os chiliques dela.

Tentei ceder,ser compreensivo,e de nada adiantou.Tudo que começa mal não pode ter um final feliz.

Convicto da minha decisão após medir todos os prós e contras rumei para nossa suíte.

- Vamos direto ao ponto Paola,esse relacionamento não está trazendo felicidade para ambas as partes. Pensei bem e quero o divórcio _afirmei friamente

- Você o quê? _arregalou os olhos e me fitou incrédula como se tivesse contado uma grande piada.

- Jamais lhe darei o divórcio, está confuso,mas tenho certeza que irá reconsiderar e tudo voltará a normalidade.

- Acho que não fui claro,eu não quero mais viver com você,sinto nojo ao olhar para sua cara_esbravejei exteriorizando toda minha revolta ao lembrar das palavras cruéis que ela proferiu a Eva.

- Não irei facilitar Michael,vou fazê-lo pagar um preço alto por estar me trocando pela vagabunda indigente.Podemos ser semelhantes na aparência, mas sou superior a ela em todos os sentidos_deu ênfase a última frase com o mesmo ar prepotente de costume.





- Não admito que ofenda Eva,ela tem caráter,é uma garota honesta portanto lave sua boca antes de falar dela_repreendi furioso,vê-la depreciar Eva causou-me um ódio descomunal.

- Oh... meu Deus! Está apaixonado pela mendiga,não acredito que se deixou levar por uma carinha de anjo,logo você que se julga tão esperto_gargalhou alto.

- Eu...não...Aliás se for verdade não lhe diz respeito_retruquei ríspido . E se? É bem provável que ela esteja coberta de razão, e eu sou o único que não admitiu .Por quê não? Eva, é especial,e tomei as dores dela pra mim, temos tanta coisa em comum. Perto dela sinto-me em paz.Droga! Não posso negar que no restaurante estava queimando de desejo por aquela menina angelical, minha vontade era de tomá-la em meus braços e a beijar ali mesmo, perdendo-me no cheiro viciante de flores que ela exalava.Eva me atingiu rápido demais,e não a vejo como uma "simples amiga", isso tenho certeza.

- Que lindo ,boa sorte .Prepare-se para levar um golpe_alertou,tendo a convicção errônea de que Eva não passa de uma interesseira que quer subir na vida a minha custa.

- Nossa conversa termina aqui,contatarei meu advogado e contando que assine o divórcio sem hesitar pode ficar com essa mansão, a casa em Manhattan,o iate e o jatinho que te dei de presente.Também lhe darei uma boa pensão,terá uma vida confortável,claro se cooperar.Está bom pra você ?_propus obstinado a pagar um preço alto por minha liberdade.

- Nossa tudo isso pra se livrar de mim? Vejo que lucrarei muito com essa separação_comemorou radiante,certamente pensando num jeito de me arrancar mais dinheiro.

- Exatamente,tudo pela minha carta de alforria_sorri com cinismo,deixando explícita toda meu descontentamento.

- Por mim negócio fechado,estou mesmo cansada de brincar de casinha_aceitou tranquilamente saindo vitoriosa e me causando um prejuízo de alguns milhões de dólares.

- Em poucos dias Henry trará os papéis para que assine e a escritura dos imóveis estará em suas mãos_expliquei vestindo um casaco.Devia desculpas a Eva,e precisava correr contra o tempo,orgulhosa como é deve estar arrumando suas malas.Puta que pariu ! Não posso deixá-la escapar assim da minha vida,só de pensar em não ver mais aquela sorriso terno meu coração aperta no peito e uma sensação desesperadora me possui.

- Onde está indo Michael?_estranhou Paola.

- Isso não lhe diz mais respeito_respondi seco,pegando as chaves do carro e batendo a porta com força.


Capítulo  8


  Eva  


Meu Deus... eu não posso amá-lo ele é da outra.Ofereceu-me ajuda em um momento de sofrimento e se compadeceu da minha situação. O que não significa que sinta algo além de carinho por mim,apesar de ter enxergado desejo naqueles hipnotizantes olhos negros se iludir seria um grave erro.Talvez tenha sido minha imaginação que criou isso,mas e a carícia em minha coxa? Por quê Mike fez isso?

São tantas perguntas sem respostas, eu simplesmente perdi completamente o auto controle,nunca me vi tão sem rumo.Amar um homem que pertence a uma mulher que parece ser meu reflexo no espelho é ainda mais angustiante que o fato dele ser casado.Louco pela esposa sem escrúpulos e egocêntrica, vivia me confidenciando sobre sua paixão ardente pela tal Paola.

Por sorte Angel pegou no sono cedo e não me viu chegar da rua arrasada. Suspirei pesadamente me levantando do sofá para ir pra cama mas antes que o fizesse escutei o som chato da campainha soar uma dúzia de vezes e fui logo atender.

-Mi..Michael_abaixei a cabeça sem coragem de encara-lo.

- Podemos conversar,Eva? Por favor me dê um minuto_implorou com aquela carinha de cachorro abandonado, e acabei não resistindo .Deixei-o entrar,gostaria de ouvir a explicação dele,entender o outro lado da moeda.

- Lamento,pela agressão, de minha ex mulher, ela sempre foi extremamente temperamental. Nunca mais isso irá se repetir,pois não permitirei que Paola se aproxime de você_prometeu com os olhos marejando.Estou ouvindo coisas ou Mike disse ex mulher?

- Não tem porque se desculpar,não controla o que as outras pessoas dizem. Sua esposa ficou enciumada, e descontou sua ira em mim_falei o mais calma que pude Michael não tem nada haver com as maldades de Paola.

- Não entendeu Eva,ela não é mais minha esposa,eu exigi o divórcio.Não quero uma mulher mesquinha e superficial como Paola ao meu lado_esclareceu sério. Enxerguei dor e medo em seu olhar e doeu em mim vê-lo devastado nessa proporção.

- Sinto muito pelo seu casamento,é tudo por minha causa.Destruí sua relação Mike,não foi minha intenção lhe causar problemas_desculpei-me perplexa por ele ter pedido a separação .

- Hey não diga isso,acabou Eva.A culpa é minha,sempre soube que não tínhamos nada em comum e que Paola era fútil,mesmo assim embarquei nesse casamento sem pé nem cabeça, acho que estava vulnerável demais para perceber os defeitos de Paola naquela época_assumiu seu erro triste.No fundo ele sabia que suas vidas não se encaixavam e o quão a tração física os unia.

- Michael não sofra tanto,imagino que deve estar sendo difícil ver todos os planos que idealizou ao lado de Paola serem destruídos mas tente não corroer mágoa e rancor, se dedique inteiramente ao seu trabalho isso ajudará _aconselhei preocupada com como ele lidaria com esse duro golpe da vida.

- Você é um anjo Eva,obrigada por entender, me oferecer seu apoio e amizade..._sorriu cativante, segurando com firmeza minhas mãos.





- Quem tem que agradecer pela hospitalidade e paciência sou eu.Obrigada por acolher-nos em sua vida._agradeci emocionada.Aprendi a viver solitária desde criança e agora com ele ao meu lado não me sinto mais desamparada.

- Quero fazer algo por você,Eva_Pôs dois de seus longos dedos embaixo do meu queixo.-Acabo de receber uma ligação do Dr. Derek e ele confirmou a consulta de Angeline para amanhã,apenas deixe-me ajudá-las.Somente dê essa a chance a sua irmã_implorou,dando um leve beijo em minha bochecha.Sorri aliviada,sentindo a esperança correr por minhas veias.Toda a alegria que esse homem está me proporcionando,é algo impossível de se traduzir em palavras. Michael me salvou,encantou,agraciou meus dias com seu afeto,e eu o amo com toda minha alma.

- Sim está bem,por Angel,eu aceito sua ajuda,Mike_dei meu consentimento e ele agarrou minha cintura me girando no ar com um sorriso que não cabia em seu rosto...





Capítulo  9


  Eva 


- Não sabe como tive medo que não permitisse que eu levasse Angel no médico. Jamais,me perdoaria se fosse embora,garota_colou nossos corpos, podia sentir sua respiração desregulada,o hálito quente, suas mãos enormes pressionando minha cintura.Deus!!! Eu estava derretendo nos braços de Michael, rezando para que ele unisse nossos lábios e me deixasse provar o gosto de seu beijo.

- Acho melhor ir dormir,deve estar cansada e amanhã bem cedo precisará estar de pé para a consulta de Angeline_quebrou o clima afastando-se bruscamente de mim, fazendo meu amplo sorriso ir se fechando.

- É... já vou me recolher. Boa noite,Mike!_inclinei-me na ponta dos pés para dar um selinho nele.

- Boa noite,baby!_balbuciou daquele jeito safado,resultado do selinho que dei nele.

Trocamos mais alguns olhares comprometedores e  finalmente me dirigi ao meu quarto com o pensamento fixo naquele homem gentil,generoso,doce e impossivelmente cheiroso.




 Michael 


O grande dia chegou,Angeline descobrirá uma nova vida, fico pensando no quão tudo será empolgante para essa menina que antes só vivia na escuridão e enxergava alguns vultos. Explorar um universo belo,apreciar a beleza sublime de cada uma das pequenas coisas, as cores da natureza.

- Estamos prontas Michael,está na hora?_a voz suave de Eva me fez sobressaltar.

- Sim,é melhor irmos senão iremos nos atrasar. E você Angel,animada?_mordi o lábio nervoso,estava tenso e temendo que o caso de Angeline fosse inoperável.

- Sim Michael ,bastante confiante,obrigada pelo que está fazendo, é um ser humano raro,possuidor de um coração enorme_abraçou-me apertado e eu acariciei os cabelos dela me sentindo no dever de protegê-la.

- Devia tirar uma foto desse momento lindo,veja... vocês dois estão chorando_brincou Eva aos risos nos observando.

- Chega de drama,a mana tem razão,vamos logo _deu um tapa no ombro da irmã.

- Angel,está certíssima.Vamos,belas garotas..._encurvou os ombros e fiz uma referência de um jeito divertido Caminhamos a risadas até o carro e o trajeto até a clinica do Dr. Derek procedeu tranquilamente . O brilho dos olhos de Eva me fez sentir-me um afortunado ao descobrir que meu dinheiro tem alguma serventia.


****

- Então... É aqui?_questionou curiosa Eva.

- Sim baby,chegamos _sorri e saí do carro para abrir a porta para elas.

Seguimos até a recepção da clínica e fizemos a ficha de Angel,finalizamos algumas burocracias exigidas pela clínica.

- O Dr. Derek está os aguardando Sr. Jackson,me acompanhem_pediu a simpática mulher de cabelos ruivos .

A secretária nos guiou até o luxuoso consultório de Derek e abriu a porta.Adentramos o local e ele veio educadamente me cumprimentar.

- Michael Jackson,quanto tempo cara... _apertou minha mão.

Conheci Derek na universidade,ele fez medicina e eu direito.

- Pois é,a fábrica Bracho me ocupa muito tempo, mas fico feliz que tenha progredido,você merece Derek_enalteci feliz por ver que meu amigo se tornou um médico de renome.

- E então Eva,tudo bem? Poderia me dar um tempo com sua irmã,preciso realizar alguns exames .Por quê você e Michael não vão até a lanchonete ? Quando tiver um diagnóstico em mãos peço para Judy minha secretária os avisar _aconselhou tentando disfarçar sua preocupação o que não adiantou, porque ficou ainda mais nítida a gravidade do quadro de Angeline.

- Ótima ideia Derek,levarei Eva para tomar um café_assenti e enlacei minhas mãos na cintura de Eva a tirando mais do que depressa dali.


 ****

- Mike viu a cara do Dr.? A visão de Angel deve estar mais comprometida do que pensei_suspirou com pesar, e levou o copo de cappuccino a boca.

- Eva,não sofra por antecipação,tudo dará certo.Derek é um dos melhores do país encontrará um jeito de melhorar as condições de sua irmã. Confia em mim?_segurei a mão dela com delicadeza demonstrando que estava ali para ela e nunca mais estaria sozinha.

- Meu anjo da guarda! Nem sei que dizer isso é tão importante para mim .Por quê está fazendo tanto por nós Michael?_estreitou os olhos que lacrimejavam.

- Porque eu a.._ponderei as palavras.Porra! Eu estava prestes a proferir automaticamente um "amo você garota" e não o fiz porque meus sentimentos estão conflitantes e não o farei enquanto não tiver certeza, magoar uma mulher maravilhosa como Eva é fora de cogitação.

- Adoro você e desenvolvi dentro de mim o senso de justiça. Além do mais Angel merece essa chance e faço questão de oferecer um tratamento a ela_conclui decepcionado comigo mesmo pela covardia.

Eu gosto dela,a admiro,sinto atração! Mas amor? Será possível eu ter me apaixonando em tão pouco tempo?

- De qualquer forma é muita nobreza de sua parte e serei eternamente grata por tudo que tem feito_reafirmou sorrindo forçado.

- Não fique assim Eva,não sabemos ainda qual a real situação de Angeline_confortei-a,contendo minha tensão, não podia transparecer nervosismo.

- Tem razão,não resolve de nada me torturar por algo que nem sabemos_concordou já mais tranquila e conformada.

- Eva,posso te fazer uma pergunta?_esfreguei as mãos constrangido.

- Claro,diga Michael..._fitou-me confusa.

- Depois que sua mãe morreu você não fez,amigos?_pigarreei para seguir adiante com a pergunta ridícula e infantil que faria. - Ou teve algum namorado ?_sugeri em um tom afirmativo morto de curiosidade.

- Não,nunca tive amigos _deu de ombros timidamente.

- Nem namorados?_levantei a sobrancelha perplexo com a revelação dela.

- Para falar a verdade nunca namorei_afirmou com o rosto levemente enrubescido,desviando o olhar.

- Nunca mesmo?_quis confirmar já com um sorriso sapeca dançando nos meus lábios.




- Nunca! Dediquei minha vida a Angel e à trabalhar duro para colocar comida na mesa.Acho que não namorei porque não tinha tempo de pensar nisso_soltou uma risada curta.

- Estou surpreso... Como uma mulher tão linda,inteligente, incrível assim nunca teve ninguém?_falei roboticamente. Eu e minha boca grande.Merda ! E se ela entender tudo errado... O silêncio se fez presente alguns minutos e cheguei a pensar que havia arruinado tudo,mas Eva rompeu o clima tenso.

- Fico lisonjeada com os elogios,Mike.Simplesmente não apareceu "aquela pessoa", ainda.Quem sabe um dia?_frisou incomodada com a conversa e vi que era hora de ser discreto e cavalheiro.

- Sr. Jackson,Dr. Derek quer conversar com vocês dois?_avisou a secretária e imediatamente eu e Eva  colocamos nossos copos de café na mesa e corremos para o consultório.


 ****


- Pois bem Eva,sua irmã tem Ceratose,o que acarretou a perda da visão.Existem vários procedimentos cirúrgicos para se corrigir isso e recomendo o Cross-link,é um tratamento avançado e evitará que futuramente Angel precise de um transplante de córnea_destacou Derek.

- Dr. ela poderá enxergar normalmente?_adiantei-me,querendo saber se haviam esperanças.

- Sim uma melhora de até 95% ,Michael_sorri de leve,tirando um peso de minhas costas e o mais gratificante foi ver o sorriso grande estampado no rosto angelical de Eva.

- E quando podemos marcar,Derek?_perguntei,tentando agilizar a situação.

- Na próxima semana,fiquem tranquilos...Angeline ficará bem_afirmou e não pude evitar de puxar Eva para um abraço gostoso.Não sabia de mais nada e não tinha o mínimo entendimento aonde tudo isso me levaria,a não ser que Eva era importante para mim até mais do que deveria ser...


  Eva 


Os últimos dias foram de completa felicidade. Michael se mudou para o apartamento,disse que seria melhor para ele morar conosco e não queria ficar sozinho nesse momento delicado de sua vida.Além do mais o apartamento é enorme,tem cinco quartos,não haveria necessidade de morar em outro lugar.E eu?

Posso dizer que tê-lo sempre por perto,iluminando meus dias mais sombrios com seu sorriso cativante,tem sido esplêndido. Nem sei mais o que faria se a vida viesse à nos distanciar,meu mundo gira em torno desse homem. A cada dia ele conquista mais um pedaço do meu coração, persisto o amando com toda minha alma. É,nesse sentido nada mudou.... Quero dizer,somos bons amigos,confidentes, passamos muitas horas conversando,compartilhamos muitos jantares maravilhosos,mas nunca passamos disso...Mike,não dá à entender que nutre alguma espécie de paixão por mim,então decidi não arriscar perder sua amizade e ocultei meu amor por ele...

O dia da cirurgia de Angel,havia chegado e eu já tinha chorado todas as lágrimas que me sobraram após à morte de minha mãe.Michael estava por perto o tempo todo,me confortando com suas palavras doces,seus abraços acolhedores, e se tornava cada vez mais impossível resistir aos encantos dele,sem deixar transparecer meus sentimentos. Bastava.ele dar um daqueles sorrisos largos para eu me derreter.Meu ponto fraco é Michael Jackson.Se ao menos,ele fosse menos perfeito,gentil,bondoso,e não usasse aquele perfume perturbador e afrodisíaco,seria mais fácil disfarçar...

- Eva,chegou a hora! Angeline já foi levada para a anestesia_acariciou meus cabelos carinhosamente e repousei a cabeça em seu peito.

- Shhh... estou aqui baby nunca mais te deixarei sozinha _sussurrou baixinho,pousando suas mãos em minhas costas.

- E se não, der certo Mike.._ele pôs seu dedo indicador em meus lábios e me apertou ainda mais em seus braços - Não diga isso Angel está em boas mãos e vai voltar a enxergar.Ela finalmente poderá constatar o quanto tem uma irmã linda_disse e pude sentir seu sorriso encantador.


- Você é um sonho de consumo_falei sem pensar.Meu Deus! Ele vai ligar os pontos e se dar conta que sou louca por ele.

- Ah... é Eva? E por acaso sou seu sonho de consumo bela garota?_lambeu os lábios e levantou meu queixo, obrigando-me a olhar diretamente em seus reluzentes olhos negros.

- Mi...Michael não é o que está pensando _paralisei e perdi a fala ao observar aqueles lábios convidativos se aproximando de mim,e suas mãos hábeis contornarem minha cintura, no momento que o cheiro abaunilhado dele invadiu minhas narinas perdi a noção de tempo e espaço...Deus estava entorpecida,e para complicar minha situação o hálito quente de Michael soprava contra meu rosto,e ele permanecia tão próximo a mim que mais parecia que a qualquer momento fundiríamos nossos corpos em um só.

- Desculpe interromper,mas preciso dos documentos de Angeline_anunciou sem graça, a pobre secretária .Nós estávamos prestes a nos beijar na sala de espera de um hospital,e pela primeira vez tive a confirmação de minha suspeitas,ao notar desejo o explícito nos olhos escuros de Michael.

- Tudo bem,só está fazendo seu trabalho aqui está _entreguei os documentos a ela.A moça nem desejou " um bom dia" e saiu de nossa presença.

- Nossa...achei que ela ia ter um ataque cardíaco, pobrezinha,Eva _riu Michael,achando graça na expressão de pavor da secretária ao nos flagrar.




- Seu bobo,não tem vergonha porque eu..._voltou a unir nossos corpos e fez um carinho em meu rosto.




 Capítulo  10


  Eva 

Michael não me deixou prosseguir ou hesitar e roçou seus lábios nos meus.Quando ele uniu nossas bocas e senti sua língua aveludada pedir passagem o mundo desapareceu ao meu redor,meu coração acelerou violentamente. Queria eternizar o momento, senti-lo,e fui permitindo que ele aprofundasse o beijo,Michael chupava e mordiscava meu lábio inferior com a destreza da experiência.Todo o meu corpo queimava e implorava por Mike,enquanto nossos lábios se encontravam em um beijo repleto de paixão e significados ocultos.Mike por fim foi interrompendo o beijo demasiadamente longo e distribui selinhos em meu rosto.Fomos nos recuperando,Michael foi diminuindo o ritmo das carícias ,nos afastamos para tomar fôlego e ele começou a andar de um lado para o outro.

- Eva, preciso dizer que.... _O estrondo da porta nos distraiu e consequentemente ele não terminou de frase que começara.

- Dr. Derek_clamei,tentando me recompor ajeitando o cabelo e meu vestido que havia subido.

- A cirurgia foi um sucesso Eva! Angeline está ótima e amanhã veremos se correu tudo conforme o planejado_anunciou e no impulso do momento pulei no colo de Michael me dependurando no pescoço dele.

- Desculpem,eu me empolguei_pulei dos braços dele e o vi gargalhar sonoramente.

- Voltem para casa e descansem amanhã bem cedo poderão vê-la,agora não adiantará ficar na clínica_disse e despediu-se de nós e deixou a sala de espera.
 
- Está ficando tarde Eva, melhor seguirmos o conselho de Derek,precisa tomar um banho,se alimentar direito. Afinal amanhã o dia promete fortes emoções_fiz um sinal em positivo com a cabeça e me deixei ser guiada por ele até o carro.Michael parecia distante, seu semblante estava austero e não tocou no assunto do beijo que compartilhamos de forma alguma. A indiferença dele me matava aos poucos a cada quilômetro percorrido sentia como se uma faca dilacerasse meu coração.

Não importa o quanto aquele beijo tenha sido importante pra mim para Michael não teve significado algum.


****


O restante da noite foi ainda mais massacrante não trocamos mais que duas palavras,arrumei uma desculpa esfarrapada de que estava explodindo de dor de cabeça e me tranquei no meu quarto Desabei na cama e me agarrei ao travesseiro colocando pra fora toda a dor e angústia que sentia,chorei profundamente,até o sono me vencer e adormecer com um vazio insuportável na alma .


 (...)


Acordei com o sol ardendo em meus olhos .Sabia que tínhamos que correr para a clinica, então rapidamente fiz minha higiene matinal,e vesti um vestido floral confortável. Não estava com paciência para me maquiar, resolvi que ficaria de  cara limpa mesmo. Tratei de ensaiar um belo sorriso pois Angel merecia meu carinho ,e não queria estragar um momento tão especial com meus problemas amorosos.

Peguei minha bolsa e me dirigi até a cozinha onde Michael tomava serenamente seu café lendo um jornal.

- Bom dia Eva... se sente melhor?_jogou o jornal  que estava lendo em cima da mesa farta e direcionou sua atenção exclusivamente a mim.

- Bom dia,Mike! Sim, não se preocupe, a dor de cabeça já passou,obrigada_respondi fria sem o fitar,evitando ao máximo o contato visual.Meus olhos denunciavam que eu passara a noite chorando, e isso era algo que queria esconder.

- Eva...me desculpe por ontem eu..._levantei-me da mesa e enxuguei as lágrimas que rolavam do meu rosto.Michael fez um carinho no meu ombro e eu tomei coragem para encará-lo.

- Hey não chore baby,precisamos conversar.O que está passando nessa linda cabecinha,hein?_puxou meu queixo delicadamente e como se exercesse um poder sobre mim todo meu ressentimento esvaneceu.

- Não importa como me sinto Mike,somos adultos quisemos nos beijar e fim de história. Meus sentimentos não lhe dizem respeito,não criei esperanças por um beijo_desconversei,sentindo que meu coração se quebrava a cada segundo ao lembrar do desprezo dele por mim.




- É claro que me importo com você, tudo que te entristeci me deixa péssimo também.Sinto tanto por ter agido feito um insensível ontem,tive medo Eva...É tudo tão novo pra mim_murmurou quase como um sussurro.

- Temos que ir Mike,quero estar com Angel no momento que ela abrir os olhos_empurrei-o,andando apressadamente até porta.

Senti as mãos longas e quentes de Michael envolverem minha cintura e acabei não resistindo,e estremeci nos braços dele.

- Mais tarde continuaremos essa conversa,baby_sorriu,pousando uma de suas mãos em meu rosto.

- Tudo bem,falamos a noite_consenti áspera,sem dar brecha pra que ele notasse minha dor.

- Primeiro as damas_exclamou, gesticulando com as mãos, para só depois abrir caminho a mim,logo em seguida saindo e trancando a porta.


****


Chegamos a clinica antes da horário previsto para a retirada dos curativos de Angel,a indiferença que tentava demonstrar a Michael não o impediu de lançar seus olhares carregados de segundas intenções a mim.Não nego ele é desgraçadamente charmoso,irresistivelmente sexy e desconcertantemente gentil.

- Sr. Jackson e a Senhorita Ray,queiram me acompanhar Dr. Derek me pediu que os levasse até o quarto de Angeline_explicou a bela secretária com seu sorriso ensaiado..

- Sim,vamos!_entrelaçou nossas mãos e caminhamos a passos largos pelo extenso corredor da clínica onde se localizavam os quartos dos pacientes.

- É este aqui!_anunciou a moça girando a maçaneta e cumprimentando Dr.Derek.

Entramos vagarosamente  e imediatamente o educado médico veio ao nosso encontro.

- Preparada para descobrirmos se sua irmã recuperou a visão Eva?_perguntou com um sorriso sereno.

- Sim Dr. mal consegui pregar o olho a noite_admiti,rindo da minha ansiedade exacerbada.

- Hey não se esqueçam que estou aqui.E você dona Eva nem pra dar um abraço em sua mana?_a voz macia de Angeline resmungou e corri para abraça-la e matar a saudade.

- Quanta falta me faz Angel,como está?_salientei,sentindo uma alegria inexplicável me tomar.Ver minha irmã tão contente e esperançosa me fez resplandecer .

- Eva não parou de falar de você nesses dias Angel_reforçou Mike,dramatizando e me entregando a Angeline.

- Sempre exagerando no melodrama Eva,foram só dois dias.Confesse,não consegue viver sem mim_brincou e realmente é a absoluta verdade.Sempre estivemos unidas mesmo nas dificuldades e no sofrimento.

- Hora de removermos esses curativos,Eva está pronta?_Derek aproximou-se e me fitou com uma expressão apreensiva levando a mão a faixa que envolvia os olhos de Angeline.Instantaneamente meu corpo gritou por um toque de Michel e apertei sua mão. Não sabia o que estava para acontecer na vida nunca temos certeza de absolutamente nada

Derek me olhou profundamente e assenti com a cabeça dando passo livre para que ele prosseguisse.
Quando a faixa já tinha sido totalmente removida Angel parecia insegura a apertava os olhos o médico  percebeu o receio dela e resolveu se manifestar.

- Abra os olhos Angeline,deixe-nos ver se consegue enxergar_pediu e ela acatou as prescrições do médico sem reclamar ou se opor.

- De.. Deus Eva estou vendo! Posso enxergar o brilho nos seus olhos.Michael não mentiu quando falou que minha irmã é lindíssima,que espetáculo de mulher você é mana! Venham cá me deem um abraço,vão ficar aí parados?_choramingou abrindo seus braços e Michael e eu abraçamos em coletivo nos sentindo gratos por tudo ter corrido perfeitamente bem.As lágrimas molhavam meu rosto e Mike as enxugou com a ponta de seus dedos.Ficamos ali deitados ao lado de Angel apreciando o recomeço dela.Esse era o primeiro passo para que ela conquistasse sua independência e  descobrisse seu lugar na sociedade.

- Michael você é um ser humano dono de uma alma muito nobre, o que fez por mim me dando a chance sonhar é espetacular_Angel sorriu com docilidade.Os dois pareciam estar sem palavras, talvez elas se fizessem desnecessárias. Mike havia salvado minha irmã,a tirado da escuridão e sua recompensa era  vê-la realizada.

- Não fiz nada de mais você merece, o importante é que a cirurgia te proporcionou a bênção de poder enxergar a beleza do universo ao seu redor_exaltou sem desviar sua atenção de cada gesto meu.

 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Conversamos, nos divertimos por horas a fio com Angeline até o entardecer.Por mim veríamos o sol raiar ali mas a enfermeira veio dar os remédios a minha irmã e nos pediu para sair e deixar a paciente repousar.


****

Retornamos para casa trocando olhares lascivos e compartilhando alguns toques mais íntimos,as mãos inquietas de Michael acariciavam minhas coxas sem pudor.Tinha certeza de que dessa vez não ficaríamos só nesta etapa de beijos e carinhos.Para ser honesta não queria que fosse diferente.Estou decidida a me entregar a ele de corpo e alma, não importa que pertencemos a mundo distintos,dentro de um quarto seremos apenas dois amantes que se desejam.Se eu fosse a Eva antiga provavelmente iria praguejar uma atitude inconsequente como essa,diria que é uma completa insanidade,mas a nova Eva é uma mulher madura,independente disposta a correr o risco de um coração quebrado.

- Bem,acho que chegamos,moça bonita!_elogiou sôfrego,desgrudando seus lábios dos meus e me ajudando a ajeitar o vestido amassado.

- Michael,seu motorista deve estar horrorizado.Ele nos escutou?_cobri o rosto ruborizado pela vergonha,não acreditando na devassa que estava me transformando.

- Não se preocupe,eu me certifiquei de subir o painel para termos mais privacidade,meu motorista não nos viu_garantiu,sorrindo feito um garoto travesso.

- Veja o que faz,Mike? Basta olhar para nós e não é difícil imaginar o que estávamos fazendo.Além do mais,dá para escutar nossos beijos à metros de distância,não somos nem de longe discretos e silenciosos Sr. Jackson_resmunguei,sentindo meu rosto esquentar.

- Amo essa cor púrpura em suas bochechas,é extremamente excitante te envergonhar_enfatizou, abrindo a porta do carro e me estendo a mão.

 Andamos sem proferir nenhuma palavra até que Mike rompeu o silêncio.

- Espere,preciso pedir algo ao segurança_sussurrou no meu ouvido,me arrastando junto a ele até o armário de 1.90 que fazia a segurança do prédio.Mike e sua mania de pôr esses brutamontes a espreita.

- James,não permita que ninguém suba ao meu apartamento,deixe-me ver...._pôs dois de seus dedos abaixo do seu queixo e me encarou de soslaio.- Pelas próximas 12 horas!_ordenou e tampei a face novamente pela vergonha.Ótimo... agora até o segurança sabe o que iremos fazer.Certamente,minha cara de constrangimento denunciou nossas reais pretensões...




Capítulo  11


  Eva 


- Claro,Sr. Jackson,me certificarei de não permitir a entrada de ninguém ao andar que estão hospedados_assegurou o homem de um profissionalismo admirável.

- Obrigado James,tenha uma boa noite!


Mike apertou a mão do segurança e antes que pudesse piscar já estava, me levando com ele rumo ao elevador.Não resistimos e aproveitamos para unirmos nossos lábios em mais um beijo ardente e urgente.Quando chegamos ao nosso andar e as portas do elevador se abriram Michael se recompôs e seguimos de mãos dadas até o apartamento.

(...)

Nervosa,ansiosa,excitada,apaixonada,feliz sim um misto de sensações me dominavam ao pensar em fazer amor pela primeira vez.Apesar de ter certeza absoluta de que queria ser dele,as primeiras experiências tendem as nós deixar perdidos,com receio de cometer erros e estragar tudo.

Michael havia ido tomar banho e eu resolvi observar o céu estrelado pela janela da suíte.Meu coração batia num ritmo descompassado,sabia que ele era o homem perfeito,a pessoa certa e especial pela qual esperei por todos esses anos.Mike é tão doce,romântico e seus pequenos gestos de carinho demonstram que tem sentimentos por mim.Claro que seria um sonho ouvir da boca dele um cálido "eu te amo" porém ele acaba de sair de um casamento difícil,e a última coisa que pretendo é incomoda-lo com cobranças ou exigir que corresponda aos meus sentimentos.Se Michael tiver que fazê-lo será porque sente necessidade de exteriorizar isso,e realmente está apaixonado.

- Será que esse pobre mortal poderia saber em que essa princesa tanto pensa?_surpreendeu-me, puxando para um abraço gostoso.Já estava devidamente vestido com uma camisa vermelha de botões,calça social e mocassins de couro,preferiu tomar banho em seu quarto e se arrumar por lá mesmo.

- Hum.. acho que para você posso abrir uma exceção,ou melhor poderia se seu cheiro delicioso me deixasse raciocinar_sorri e mordi os lábios, percebendo que a doce e virginal Eva desaparecia na presença de Michael Jackson.

- Você que me enfeitiçou e encantou com sua doçura,Eva.Acima de tudo por sua alma pura_confessou,dando um leve beijo em minha testa.- Amo você baby,e não consigo mais guardar esse segredo,estou completamente apaixonado.Pensei em como revelaria de uma maneira que as palavras fossem suficientes para expressar meu amor,mas é simplesmente inexplicável essa vontade de estar ao seu lado,toca-la,te beijar,ouvir sua voz,me perder em seu sorriso_puxou meu rosto com delicadeza me fazendo olhar diretamente em seus olhos negros e ver neles refletido somente amor.

- Michael,tive tanto medo de perdê-lo,nunca ser digna do seu amor...Sofri em silêncio todo esse tempo,por amá-lo e vê-lo louco por sua ex esposa_admiti,desviando o olhar.

- Hey,nunca mais diga isso,é maravilhosa,Eva.Amo cada pedacinho de você.Tão linda,delicada,feminina,bondosa ,sincera, você é a mulher que quero ao meu lado a partir de hoje.Não vamos permitir que o passado interfira_abriu um sorriso largo .



Surpreendentemente Michael colou nossos corpos, fazendo-me suspirar e o querer mais.

- Preciso senti-lo essa noite,faz amor comigo Mike..._pedi manhosa e o vi me olhar assustado.

- Eva,tem mesmo certeza disso?_perguntou preocupado,acariciando minhas bochechas com o dorso de sua mão.

- Sim,é o que mais quero na vida,confio cegamente em você_ressaltei,vendo o sorriso lindo dele se alargar ainda mais.Michael me carregou no colo e me deitou cuidadosamente na cama.

Ele depositou o peso de seu corpo sobre o meu e começou a beijar meu pescoço,colo .Foi deslizando suas mãos pela lateral do meu vestido até encontrar meus seios cobertos.Notei que Mike observava atentamente cada uma de minhas reações e com a destreza de um mestre e a leveza de um cavalheiro foi descendo a alça do vestido.Tentei impedir que ele prosseguisse e ao perceber que hesitei parou o que fazia para me fitar com ternura.

- Eu...nunca fiz isso antes_expliquei,justificando minha insegurança,

- Eu sei baby,quer continuar?_levou as mãos inquietas aos meus cabelos, tentando me acalmar.

- Sim, prossiga só vai ter  que ser paciente, é tudo muito novo para mim_ri sem graça e ele entendeu o recado, voltando a me beijar e a descer a peça de roupa que estava o atrapalhando.Fui despida em uma fração de segundos,e ao contrário do que imaginei não estava tímida de estar nua na frente dele.

- Você é linda garota....a mais bela das mulheres..._mordeu o lóbulo da minha orelha,fazendo-me arfar.

- Espere,por que ainda está vestido? Hey,isso não é justo_reclamei, desabotoando a camisa dele,e a jogando no chão.Mike notou minha pressa e tratou de se livrar da calça e da boxer.Era lindo,perfeitamente esculpido,com ombros largos,o peitoral lisinho,e um membro de tirar o fôlego.Confesso que foi inevitável não pensar em como tudo aquilo caberia em minha pequena estrutura,afastei esses pensamentos e o trouxe para junto a meu corpo.

Michael sugava meus seios,enquanto suas mãos percorriam minhas pernas e eu gemia baixinho pra ele, esmorecendo em seus braços.

- Amo você Eva Ray...Mas terá que me prometer que vai ditar o ritmo,e caso eu a machucar não se esqueça de me comunicar_inclinou-se para tocar meu rosto e observar cada uma de minhas expressões.Deus...ele estava sendo incrivelmente atencioso e romântico e isso me fascinou,estar ali tão perto a ele,ouvindo as batidas de seu coração desenfreadas,sentindo o carinho dele por mim,o perfume que me fazia perder o juízo,era o paraíso.Eu estava derretendo,nem havíamos começado e a excitação já me possuía.

- Eu prometo só ir até onde conseguir_assenti ofegante,sentindo uma certa umidade se espalhar por entre minhas pernas e minha intimidade pulsar pela expectativa de nos conectar em um só.

- Irei devagar princesa,agora precisa relaxar,relaxe para mim_sussurrou, se encaixando no meio de minhas pernas e entrelaçando nossas mãos.Michael sorriu com aquele sorriso cativante dele que sempre me tirou me órbita e cravei minhas unhas em suas costas.Ele empurrou muito lentamente para dentro de mim temendo me machucar.

- Tudo bem,amor?_parou os movimentos e me deu um selinho carinhoso na bochecha.

- Não se preocupe_toquei o rosto dele o tranquilizando.Eu não queria que Michael parasse,precisava tê-lo inteiramente dentro de mim.Mike voltou a me penetrar delicadamente,entrando mais um pouco e me fazendo soltar um grito chato de dor.Tentei evitar ao máximo essa situação e me concentrar no olhar dele,mas estava ardendo muito e não suportei...

- Quer que eu pare princesa, machuquei você?_indagou desesperado.Michael estava me tratando como se fosse um bibelô que facilmente pode ser quebrado.

- Não foi nada,eu sabia que seria desconfortável na primeira vez_fiz uma careta divertida e acabamos caindo na gargalhada.

Ele se apoiou nos cotovelos e foi me penetrando até chegar no fundo do meu núcleo e encaixar-se inteiramente dentro de mim.Não nego,foi dolorido,para ser mais exato doeu muito,por mais cuidadoso e carinhoso que Mike estivesse sendo,a princípio foi desconfortável,o que para minha sorte durou o pouco e gradativamente aquela pequena dor foi se tornando um pequeno detalhe no meio de um mar azul,e sendo substituída por prazer.Meu príncipe iniciou as estocadas vagarosamente,suas investidas eram cadenciadas,e torturantes.Nossos corpos se chocavam na sublime dança erótica do amor e a todo instante trocávamos beijos.

- Oh... Eva é tão apertada_grunhiu,arremetendo contra mim sem dar pausa.

- Hum... como é bom Michael,mais rápido por favor_implorei,enterrando minhas mãos no cabelo dele me entregando ao torpor do prazer.

- Tem certeza?_ Acariciou meu cabelo, sendo o mais gentil possível e eu apenas assenti com a cabeça.

Minhas súplicas para que ele fosse mais forte foram o combustível para que ele persistisse me estocando freneticamente.A respiração já se fazia falha,o suor escorria em abundância por nossos corpos.

- Não aguento mais eu vou..._arfei.

- Gozar... isso...Eva... te darei seu primeiro orgasmo_gemeu,saindo totalmente de mim e entrando novamente em uma velocidade extrema,o que foi o bastante para que eu simplesmente ficasse absorta no em uma infinidade de sensações,tudo ao meu redor parecia ter desaparecido,meu corpo tremia violentamente e minha vagina se contraia.Mal conseguia manter meus olhos abertos tamanha a sonolência que se apossou de mim.Se aquele não era o céu Deus eu estava muito perto,flutuando Mike ainda me estocava mostrando que também buscava sua libertação,não foram necessários mais que breves minutos para ele também atingir seu clímax e gozar forte gritando por meu nome.



Capítulo  12


  Eva 


Permanecemos calados olhando para o teto por um tempo,estava exausta demais,me sentindo em paz e a mais realizada das mulheres.Não queria pensar,só me aconchegar nos braços do meu príncipe e dormir tranquilamente.

- Cansada,baby?_sorriu,me abraçando apertado como se não quisesse me deixar fugir.

- Exausta,conseguiu acabar com todas minhas energias_choraminguei embriagada com o perfume delicioso dele.Droga!  Por que ele tem que cheirar tão bem?

- Durma um pouco amor,ficarei velando seu sono_sua voz afável soou como música para meus ouvidos e eu adormeci torcendo para que a felicidade virasse rotina em minha vida.


 Paola 


- Tem certeza que seguirá com esse plano? Acho que está pegando pesado deve ter outro jeito de se vingar dessa menina?_Jimmy questionou com pena da indigente.

- Não se preocupe tudo correrá perfeitamente bem.Eva,irá se arrepender de ter se metido com meu homem.Michael Jackson sempre beijou o chão que eu pisava era meu brinquedinho e essa imbecil fodeu tudo_bradei enchendo uma taça de cristal com champagne francesa e propondo um brinde.




- Sei que não irá sossegar enquanto não detonar com a tal Eva.Conte comigo gata,agora que tal relaxar um pouco?_insinuou, percorrendo suas mãos delicadamente por meus seios.Jimmy é um ótimo amigo,fiel,e tem muitas habilidades na cama,nossa relação se baseia em sexo,claro também ainda estou com ele porque me é útil mas nunca se sabe até quando será conveniente o ter como um aliado.



 Eva 


- Amor,estou nas nuvens,nem acredito que não estou amando sozinha_suspirei, alisando o peitoral magro mas ainda assim bem definido dele.

- Eu também nunca estive tão feliz Eva,acredite sonhei muito com esse momento_admitiu, apoiando seus cotovelos na cama e mordendo seu lábio inferior.

- Queria ficar assim perto de você pela eternidade_confessei, me encostando na cabeceira da cama.

- Nos ficaremos juntos para sempre,dentre de alguns dias estarei oficialmente divorciado e poderemos assumir nosso namoro_arqueou as sobrancelha sutilmente, analisando minhas feições.

- Ah... é então quer dizer que estamos namorando, Mike?_ri,fazendo um biquinho charmoso.

- Sim,pelo menos da minha parte já me considero um homem comprometido.Então... Eva Ray aceita ser minha namorada?_expressou um drama exagerado, ao proferir tal pedido e beijou o dorso da minha mão.

- Claro,que aceito...Seu grande galanteador_concordei,montando no colo dele e beijando-o ferozmente.Já sabia que não iríamos resistir e que faríamos amor a manhã inteira e bem estava amando toda essa loucura,eu era dele de corpo e alma e isso já havia sido consumado...



Capítulo  13


  Eva  


Um mês se passou desde que eu e Michael nos tornamos namorados.Depois da dor vem a alegria sim essa é a nova frase que define minha vida.Nada poderia ser mais perfeito,tenho um namorado maravilhoso,lindo,romântico,que me faz sentir a mais amada das mulheres. A expressaõ de apaixonada assumida não abandona meu rosto nem mesmo por um segundo

Se já não bastassem tantos atributos ele ainda é um amante quente e insaciável,e me faz delirar,estremecer em seus braços todas as vezes que fazemos amor Como nem tudo é um mar de rosas meu príncipe é um empresário ocupado que tem negócios espalhados por todo o mundo e terá que viajar a trabalho.


 Semanas depois...



Não consigo me acostumar com a ideia de ficar longe de Mike.Compreendo que esse afastamento provisório é necessário e deveria me adaptar a isso já que será sempre assim.Apenas meu coração me diz que algo muito grave está para acontecer como se fôssemos nos desencontrar,nos perder um do outro e só de pensar em perdê-lo sinto vontade de chorar até perder as forças.

 
- Eva! Meu Deus... você está pálida amor,o que foi?_perguntou preocupado ao entrar em nossa suíte e me ver debruçada sobre a cama com lágrimas nos olhos.Imediatamente ele arremessou a pasta empresarial que carregava na mão direita no chão e correu até mim.

- Fale comigo baby,qual o problema?_colocou uma mecha do meu cabelo atrás da orelha e me beijou levemente.

- Eu...desculpe...tenho tanto medo de que deixe de me amar e..,_interrompeu-me,levando seu dedo indicador aos meus lábios.

- Shhh... não fale mais nada_pediu,me apertando contra seus braços.

- Sei que anda melancólica porque vou viajar,Eva.Só precisa entender que são só algumas semanas e estarei de volta para você em breve.Eu a amo e nada pode nos separar_murmurou,acariciando meu rosto.

- Tem razão,é besteira além do mais nos falaremos por telefone todos os dias_forcei um sorriso e disfarcei minha aflição não era o momento de deixar Michael preocupado.

- Tenho uma notícia que vai animar minha princesa_garantiu com um sorriso sapeca dançando em seus lábios cheios e bem desenhados.

- Paola se conformou e finalmente assinou o divórcio_esclareceu,me fazendo pular da cama e tampar meu rosto ainda em estado de choque.

- Isso é sério?_balbuciei com a voz trêmula tentando recuperar a linha de raciocínio.

- Seríssimo,sou um homem livre,quer dizer muito bem comprometido com uma bela dama_corrigiu-se,caminhando até onde eu estava me tomando em um beijo avassalador.

- Agora sim me deu meu beijo mocinha_lambeu os lábios, procurando o ar nos pulmões,todas as vezes que nos beijávamos só parávamos para recuperar o fôlego.

- Michael está na hora,precisa ir para o aeroporto,seu jatinho deve estar te esperando..._lembrei o empurrando e ajeitando meu vestido.

- Infelizmente,terei que me ausentar por alguns dias,mas quando voltar recuperaremos o tempo perdido baby_assegurou,pegando algumas malas.

- Amo você Michael e aconteça o que acontecer será sempre meu eterno amor_gritei,me permitindo cair aos prantos.

- Não faça isso princesa,sabe que é necessário.A fábrica Bracho passou por uma grave crise no setor financeiro e estamos nos recuperando,mas para isso preciso arranjar novos clientes_explicou com seus olhos negros vidrados a mim tentando me consolar.

- Desculpe,é que sentirei saudades_inventei uma desculpa não podia lhe dizer que minha intuição estava me dizendo que não nos voltaríamos a nos ver tão cedo.

- Não,se entristeça antes do que imagina estarei de volta_enxugou minhas lágrimas com a ponta dos dedos e com pesar se dirigiu até a porta.

- Amo você Eva,nunca se esqueça disso!_Virou-se,sorrindo para mim com aquele sorriso safado que me fazia perder a razão.



Michael soprou beijos no ar deixando-me com a lembrança daquele sorriso que tanto me fascinou e  traz somente lindas recordações.O sorriso travesso e doce de menino que me leva a loucura.No instante que observei do décimo andar a limusine negra em movimento cada célula do meu corpo parecia se desintegrar.Desejava poder abraça-lo e sentir seu cheiro a qualquer custo.Desabei na cama e cai em um choro profundo.Devia ter o impedido de ir,feito qualquer coisa agora o que me resta é aceitar que mais cedo ou mais tarde nossas diferenças sociais irão se encarregar de nos separar !


Capítulo  14


  Eva  


- Eva,precisa se alimentar,está a dois dias sem comer e dormir direito.Michael não a deixou,ele retornará daqui a algumas semanas_ressaltou Angeline,estranhando meu comportamento depressivo.

- Não exagere,sinto falta dele....não se preocupe estou bem Angel.Tenho que correr senão irei me atrasar para o trabalho_dei um abraço em minha irmã e rumei até o estacionamento do prédio onde o motorista particular que Michael deixou a minha disposição me aguardava.Decidi mesmo contrariando Mike que não deixaria meu emprego no hotel.Sempre trabalhei,é uma forma de me sentir útil e além do mais ele vive enfiado na fábrica, sem emprego me sentiria solitária Entrei no carro e passei as coordenadas ao motorista com o pensamento preso ao homem que tanto amava Michael Jackson.


****

Chequei o horário no relógio de pulso e percebi que milagrosamente estava adiantada.

Segui até o Bell Noir a passos firmes e ao passar pela área das piscinas,notei que Paola a ex esposa de Michael almoçava com um homem de pele clara,olhos azuis e os dois trocavam carícias ousadas.Não me surpreendeu a ver tendo intimidades,tão desinibida com seu acompanhante,ela me parece ser bastante liberal e nada honesta.Respirei fundo,ignorando Paola e me encaminhei até o banheiro para vestir meu uniforme e começar mais um dia de trabalho duro.


****

O dia correu na santa paz,terminei a limpeza das suítes presidenciais em um piscar de olhos,por pura ironia do destino o tempo voou e quando dei por mim meu expediente tinha terminado.Já era hora de ir embora. Droga! Mas aonde deixei minha bolsa? Ah! Claro Eva...o amor a deixou distraída e dramática.No banheiro ! Lembrei o lugar onde havia esquecido minha bolsa,mesmo exausta e desanimada me dirigi até o toalete.

Fiz o mesmo caminho que tinha costume de fazer e estranhei a "exorbitante" movimentação do Bell Noir.Haviam policiais espalhados pela área próxima ao restaurante,porém como a única coisa que queria era voltar pra casa e cair na cama,não dei importância a todo o alvoroço e apressei o passo até meu destino.

Fui logo abrindo a porta e entrando no toalete,mas para minha surpresa,mal pude dar dois passos e me deparei com a figura da elegante mulher de lábios tingidos de vinho.Paola estava acompanhada de dois homens que aparentavam ser do FBI.Ela tinha um sorriso imponente escancarado nos lábios e segurava minha bolsa.

- Prendam essa delinquente!_berrou,apontando seu dedo diretamente no meu rosto.Não entendi do que se tratava,não havia cometido nenhum ato ilícito,isso não condiz com meu caráter....Tremia da cabeça aos pés,orando silenciosamente para que Paola não cometesse nenhuma injustiça.

- Essa bolsa pertence a senhorita?_perguntou um dos oficias,me encarando seriamente.

- Sim,é minha Sr._confirmei automaticamente.

- E como a moça explica a pulseira da senhora Paola Ashley estar em sua bolsa ?_alterou seu tom de voz e aquilo soou austero,na verdade ele estava fazendo uma afirmação.

Paola observava a cena se divertindo.Deus...o que essa mulher pretende? Claro,me acusar de furto, certamente assim me tira de seu caminho para reconquistar Michael e de quebra põe sua vingança sórdida em ação.

- Parece que encontramos a verdadeira culpada pelo roubo da pulseira..._afirmou me analisando de cima a baixo com frieza.

- Não sei do que estão falando,jamais roubaria nada de ninguém,que dirá essa pulseira!_protestei firme,perdendo o controle minha vontade era de pular no pescoço de Paola.

- Desculpe,mas a pulseira foi encontrada em sua bolsa e a Sr. Ashley prestou queixa,terá de nos acompanhar _explicitou se referindo a mim como se fosse uma criminosa.

- Nos deixe à sós um minuto,quero conversar com a garota_pediu,fingindo uma certa compaixão.

- Tudo bem Sra.,se ela tentar algo,basta gritar_instruíram,seguindo as ordens de Paola saindo de nossa presença.

- Por quê está fazendo isso comigo? Que mal lhe fiz? Por favor Sra.,não me denuncie,tenho uma irmã que precisa de mim_supliquei,não me importando em demonstrar meu desespero.

- Foda-se Eva, você e sua irmãzinha...Vou destrui-la,irá aprender a não se meter com o homem das outras_gargalhou com sordidez e naquele instante pude ver em seus olhos o ódio sobre humano que sentia por mim.Sim,Paola Ashley seria capaz de me acusar de um crime que não cometi,apenas para suprir seus caprichos fúteis.



- Nos apaixonamos Paola,Michael e eu nunca quisemos te atingir,essa jamais foi nossa intenção...Ele não a traiu,tudo aconteceu quando já estavam separados_destaquei usando os poucos argumentos que me restavam para fazê-la desistir de se vingar.

- Vejo que Mike,não exagerava ao usar o adjetivo "inocente" para te definir.Deveria ter mais cuidado com onde deixa sua bolsa "queridinha". Agora,que tal a deixarmos menos brega para ir para prisão com elegância?_franziu o cenho e tirou de sua carteira de mão uma tesoura.

- O está pretendendo fazer?_perguntei confusa e assustada.

- É hora de tirar a prova! Quero mostrar a você que somos idênticas e com cabelo mais curto e devidamente maquiada,facilmente você se passaria por mim_sorriu deslizando seus dedos pela tesoura.

- Não aceitarei que ponha as mãos no meu cabelo!_exaltei-me diante da imposição absurda dela.

- Bom,você quem sabe,lembre-se que sua adorável irmã é que sofrerá as consequências.Claro se negar esse pequeno favor a mim_ameaçou assumindo uma pose de falso drama.

- Por acaso está me ameaçando,Paola?_sorri de canto a provocando disposta a enfrenta-la e a não abaixar a cabeça mesmo sabendo que não teria escolha.

- Não imagina,só estou dando um aviso "queridinha",somente isso... _fez um sinal de redenção com as mãos com um cinismo fora do comum explícito em seu sorriso.

Nada mais me importa,Angel é minha prioridade e não interessa os sacrifícios que tenha que fazer por ela.Estou prestes a ir para uma cadeia imunda,pagar por um crime que não cometi,e acabo de cair numa cilada de uma mulher sem escrúpulos.Portanto,vaidade com certeza nunca foi algo relevante,só quero que Angel fique fora disso.Paola é perigosa e manipuladora,não posso correr o risco.

- Vá em frente..tem minha permissão,pode cortar_dei de ombros e ela começou o seu trabalho.A cada mecha de cabelo que ia ao chão,uma lágrima escorria por meu rosto,não por estar nas mãos desta mulher,mas pela recordações dos momentos que vivi ao lado Michael,por minha irmã....Não sabia o que aconteceria dali em diante,e não podia aceitar que as pessoas que amava  sofreriam e se sairiam machucadas de tudo isso por culpa de uma mulher asquerosa como Paola.Ela exigiu que eu vestisse um vestido de corte fino rosa bebê,e me maquiou como fazia consigo mesma,foi a maior humilhação que sofri na vida.Queria sumir dali,ficar invisível,temia ver minha nova imagem no espelho e não me reconhecer...

- Pronto,está linda!

Tomei coragem e me olhei enfim no espelho,infelizmente ela tinha razão,parecíamos o reflexo  uma da outra.Como podem duas pessoas serem fisicamente iguais e terem personalidades opostas ?



- Agora acredita em mim? Veja... somos idênticas,como gêmeas,qualquer pessoa facilmente te  confundiria comigo_tampou o rosto com a boca me fitando com ironia satisfeita com o resultado da transformação.

- Nós somos sim parecidas,mas o que não entendo é o fato de termos sido abandonadas em orfanatos diferentes_exteriorizei as dúvidas que rondavam minha mente.Claro que podemos ser irmãs,e nesse caso em específico duas irmãs que pertencem a mundos distintos e o coração arrematado pelo mesmo homem.

- Bem Eva,com um teste de DNA solucionaremos essa incógnita,só que agora considero mais relevante,concluir meu plano brilhante de lhe enfiar em uma cadeia suja!_gargalhou sonoramente e vi ódio estampar seu rosto.Paola estava triunfante contente ao enxergar dor dentro dos meus olhos.

- Tudo bem,eu vou com você _assenti abaixando a cabeça,me propondo a ir por livre e espontânea vontade para a prisão.Seguimos até o corredor das suítes do hotel e os policias nos esperavam impacientes.

- A senhorita está presa,por furto_sentenciou o mais velho dos oficiais,fazendo menção de me algemar e logo em seguida encaixando o par de algemas em meus pulsos.

Era o fim do meu conto de fadas,estava pronta para lutar e provar minha inocência...




 Capítulo  15


  Eva 

- Eva,mas o que significa isso?_Bobby proprietário do hotel,protestou apavorado ao presenciar a cena de eu sendo presa.

- Essa senhorita roubou a joia de uma cliente do Bell Noir_anunciou o policial e Bobby pousou seus olhos em cima de mim incrédulo.

- Não... isso não é possível! Eva,trabalha aqui há anos e confio totalmente nela_repreendeu nervoso com as insinuações dos policiais.

-  Perdoe-me o Sr.,não merecia uma decepção dessas...Só precisa saber que não roubei essa pulseira_defendi-me das acusações ,percebendo que nele poderia confiar.

- Cuide de Angel por mim,estamos morando em Manhattan no apartamento de meu namorado _orientei,tendo a ideia de pedir ajuda a ele.

- Seria possível que eu falasse a sós com meu patrão por alguns minutos?_pedi e aquilo mais soou como um súplica.

- Sim,mas sem gracinhas,senão irá piorar sua situação_destacou  deixando-nos sozinhos.

- Angeline minha irmã Bobby,vá até ela e explique tudo.Irei te passar o endereço e o celular dela_expliquei sabendo que tinha em Bobby um amigo sincero.

- Farei o que quiser,merece ser ajudada_segurou minha mão transmitindo sua solidariedade.Bobby sempre aparentou ser um homem íntegro que tem a grandeza de se importar com a dor dos outros.

- Pode me emprestar uma caneta?_pedi com a voz embaraçada.Por mais que estivesse me esforçando para ser forte em um certo momento desabaria.

- Claro,aqui está_entregou-me uma caneta de prata e um pequeno pedaço de guardanapo.Com as mãos trêmulas,consegui anotar o endereço do apartamento de Michael que eu e Angel morávamos ,e um telefone para que ele entrasse em contato com ela.Não iria perturbar Michael,ainda não era necessário alarmá-lo.Deus! Talvez ele viesse à acreditar em minha culpa e isso seria pior do que morrer,ou ficar trancafiada em uma cadeia.Ser humilhada,condenada injustamente,me distanciar de Angeline,nada disso era comparável ao desgosto que sentiria ao ver ódio e decepção naqueles olhos negros.O mesmo olhar que me fascinou e levou as estrelas,o único homem o qual confiei,amei...Me sacrificaria por ele se necessário até meu coração parar de bater.

- Procurarei sua irmã e não se preocupe,serei cuidadoso ao dar a notícia_prometeu se compadecendo da minha desgraça.

- Chega de conversa! A senhorita Ray deve vir conosco..._anunciou o policial,me arrastando de perto de Bobby, sem nem me deixar ao menos me despedir.Não tive tempo de pensar,gritar,me desesperar e me enfiaram em um carro preto.

  Pela primeira vez,após a morte de minha mãe,aquele desejo de fechar meus olhos e nunca mais abri-los se apossava de mim.Meu sofrimento me impedia de raciocinar,eu simplesmente tinha a palavra "inocente" martelando em minha cabeça.Sou inocente... gritava por dentro.


****


- Acorde garota _gritou um homem forte que aparentava ter idade e ser dono de um péssimo humor.
O sono ainda era profundo,e meus olhos insistiam em se fechar,com muito custo os abri para encarar minha nova realidade.A prisão! O tal homem me puxou pelo braço e bateu a porta do carro com violência me arrastando pela delegacia a fora,me tratando como um lixo,uma criminosa que merecia ser punida.


 Horas depois...


Toda minha vida passava diante de meus olhos em câmera lenta a cada pergunta que o delegado me fazia,percebia o quão grave era minha situação judicial.Paola,foi genial e frívola o bastante para plantar provas incontestáveis contra mim.Ver aqueles agentes do FBI me julgando com com o olhar de repulsa, tornava minha dor mais lancinante do que já estava sendo.Talvez,devesse refletir sobre a vida e aceitar com resignação as injustiças do destino.Parecia que não havia nada de bom reservado à mim.Michael Jackson foi o motivo de minha ilusória felicidade,a qual agarrei e pensei que jamais escorreria por entre meus dedos.


 (...)


Aprendi a sorrir ao estar perto das pessoas,e a chorar na escuridão do meu quarto.Ninguém precisa saber que estou sofrendo,ninguém será capaz de solucionar meus problemas,então não aparento ser fraca,por mais frágil que eu esteja,vou sempre levar um sorriso estampado no rosto.Por mais que meu coração transborde dor....Foi a maneira menos dolorosa para mim de se encaixar e "sobreviver" nesse mundo que não tem espaço para os fracos.

Se fosse uma garotinha que se deixa abalar por qualquer golpe da vida jamais conseguiria me manter dentro dessa sela fria e solitária,sem enlouquecer ou lamuriar dia e noite.




Fazem mais de 10 dias que estou presa,me disseram que se pagasse a fiança poderia  responder em liberdade.Acontece,que ligar para Mike e pedir-lhe dinheiro,não era nem mesmo uma hipótese...

- Boneca de porcelana,visita para você!_provocou a carcereira,abrindo a cela para mim e me levando até um cubículo sujo onde havia uma mesa e duas cadeiras velhas e as presidiários costumavam receber visitas.

- Eva,minha querida está tão pálida,como tem passado?_alarmou-se Bobby vendo meu estado lastimável.




- Vivendo na medida do possível,estou bem_respondi seca,sem olhar minimamente dentro dos olhos dele.

- Posso lhe ajudar,Eva.Não a deixarei nessa prisão,nós dois sabemos que é honesta e não roubaria daquela mulher no hotel ou de quem quer que fosse_fitou-me de um jeito imensamente doce e indecifrável.

- Não me oponho que me ajude,ao contrário ficarei grata a você_esclareci e vi a expressão dele se modificar e tornar-se maliciosa,senti medo.Afinal onde ele queria chegar?

- Não precisa ficar receosa,eu não mordo,Eva.Creio que será inteligente e pensará em sua adorável irmã_sorriu sarcasticamente o que provocou em mim repulsa em mim.

- Não sei o que pretende,mesmo assim faço questão de deixar claro que dispenso sua piedade_censurei abismada e indignada ao cogitar que Bill estava tentando me assediar

- Eu no seu lugar seria mais gentil e pararia para me escutar_franziu o cenho.

- Diga de uma vez.Que diabos quer de mim?_exigi uma explicação,me contendo para não voar no pescoço do infeliz.

- Bom,vai depender de sua decisão,Eva.Daqui para frente quem toma as rédeas de sua vida é você_apontou o dedo para o meu rosto me deixando confusa,e com um mal pressentimento.

- Deixe-me entender melhor_passei a mão no cabelo completamente atordoada.

- Simples,eu pago sua fiança a liberto.Você se casa comigo,e teremos nosso final feliz.Caso contrário terei que tomar algumas medidas drásticas e dar um sumiço em sua irmã,e claro no seu namorado como é mesmo o nome dele? Ah... é Michael Jackson .Escolha Eva,quer ser responsável pela morte dos que ama ou é capaz de se sacrificar por eles? Vamos,estou aguardando sua resposta_ameaçou e tudo ao meu redor parecia girar pelo impacto das informações.Não reconhecia o homem que estava à minha frente.

- Prefiro passar o resto do meus dias aqui e morrer,à me casar com um monstro como você_ vociferei me levantando da cadeira,mas antes que pudesse sumir de perto daquele filho da mãe ele segurou meu braço.

- Preste atenção Eva,não estou para brincadeira! Foi mais fácil levar sua irmã para minha casa e dopá-la com calmantes do que pensei.Nesse exato momento,Angeline está dormindo profundamente com 3 seguranças fazendo sua guarda.A pobrezinha nem sabe que foi sequestrada,tudo bem se não quer aceitar minha proposta.Porém,tudo na vida tem consequência e se não topar ser minha puta sua irmã não viverá para ver o sol nascer amanhã_deu seu ultimato,me fazendo ficar ainda mais enojada e desesperada.Deus...Esse doente tem capacidade de dar cabo de Angel,ele é absurdamente frívolo e não aceitará que eu me recuse a ser sua mulher.Estou sem saída,morrer teria me poupado de ter que passar por isso...Estou nas mãos de um assassino violento,que mata como quem troca de roupa,tendo que me sacrificar,pela pessoa que mais amo no mundo.Sim,alguns nascem para sorrir e outros para chorar,e eu me enquadro no segundo grupo.

- Não a machuque,faço o que quiser,só liberte minha irmã_implorei trêmula,assinando meu atestado de infelicidade.

- Isso... Boa menina Eva,sempre soube que era inteligente.Devo esclarecer certos aspectos sobre nosso acordo,nada de bancar a espertinha e tentar entrar em contato com seu ex namoradinho.Lembre-se do que irei dizer Eva,se desconfiar que pediu ajuda à Michael vou atrás dele em qualquer parte do mundo e corto a garganta do seu amado com minhas próprias mãos_advertiu com o olhar tão sombrio e perverso que fez meu coração se apertar dentro do peito.Não permitiria que esse maldito fizesse algum mal a Mike,abriria mão da minha dignidade se preciso,para salvar o homem que me salvou e tanto me ajudou em meus momentos de turbulência.

- Não farei nada que lhe desagrade,por favor prometa que deixará Angel,fora disso_supliquei,caindo em um pranto profundo.Meu dever era de cuidar,proteger Angeline e por minha causa ela está passando por todo esse inferno.

- Tudo depende de você querida,seja minha e lhe darei uma vida de rainha .Preciso ir agora,não se entristeça,amanhã volto para levá-la para sua nova casa_prometeu e engoli a seco,contendo o choro que estava preso em minha garganta.

Por que comigo? Por mais que tentasse compreender,não fui capaz de explicar o motivo,pelo qual teria que passar por todo essa infortúnio.Minha única e irrefutável certeza era de que a penúria que se transformariam meus dias teria início.

 (...)

Algumas vezes mediante a obstáculos que nos parecem invencíveis é preciso se silenciar,sair de cena e esperar que a vida faça o resto.Pois,não há sofrimento na terra que o céu não possa curar.

Michael.deveria ficar no meu passado.guardado em meu coração como uma doce lembrança,não importa que eu queira o abraçar e me sentir tão pouco em seus braços,chorar em seu colo não posso fazê-lo ou sequer tenho outra escolha senão a esquecer.Bobby é desequilibrado e destemido,se me negasse a me submeter a ser sua mulher ele mataria Angel e talvez a mim também.

- Hey,boneca de porcelana,pagaram sua fiança,venha comigo!_sobressaltei com a voz áspera da carcereira e arrumei forças para me pôr de pé e seguir a mulher até minha nova "prisão".É eu estava perdida...Sendo ameaçada,obrigada a ser a puta de um homem pelo qual sentia nojo,e o mais contraditório,tendo que tolerar toda essa catástrofe pelas pessoas que amo.


 Capítulo  16


  Eva 


- Eva,sei que está melancólica comigo querida,abra deu coração para mim.Não há nada que eu lhe negue,se você não me negar_a voz severa de Bobby me trouxe de volta de meus devaneios.Estávamos na mansão dele em Beverly Hills,em sua suíte luxuosa e tudo que queria fazer era gritar,e chorar até o sono me tomar.

- Estou cansada,vou dormir..._contive o choro,me preparando para enfrentar a desgraça que estava por vir.


- Sonhei tanto em tê-la em minha cama Eva,você será minha,escutou? E se tentar se opor ou me agredir,quebro seu lindo rostinho_intimou me jogando rudemente na cama.

- Não por favor,Bobby,não faça isso,eu imploro_supliquei,chorando descontroladamente,batendo minhas mãos em seu peito e me debatendo contra ele.

- Caladinha querida,não farei nada de mais.Somente vou te dar prazer,fodê-la duro_arrancou minha roupa e em uma fração de segundos.Por mais que eu tentasse tira-lo de cima de mim,o socasse,gritasse ele era forte o que tornava impossível que eu me defendesse .As lágrimas já escorriam em abundância pelo meu rosto e Bobby parecia sentir prazer ao ver meu sofrimento e ódio refletido em meus olhos.Sentia asco por aquele maldito!

- Pare,com isso! Me solte,seu doente!_berrei em plenos pulmões,tentando sem obter sucesso empurra-lo para longe de mim.

- Cale a boca vadia,vou comer você e não há nada que possa fazer para evitar,Eva_gargalhou,dando um murro em meu rosto que me fez perder parcialmente a consciência.Quando criei coragem de enfrenta-lo.senti mais um soco,e mais outro... O sangue escorria pela cama e ele continuou me socando sem dó nem piedade.Bobby não teve pena,me espancou duramente e me estuprou durante horas fazendo questão de me humilhar e machucar.

Assim que ele se satisfez em meu corpo,vestiu-se e saiu para trabalhar,afinal era o dono do Bell Noir e havia muitas tarefas a cumprir por lá.

Corri para o banheiro e pus tudo que me restava no estômago para fora.Aproveitei para entrar no chuveiro,queria limpar não só minha pele do cheiro daquele monstro mas minha alma,esfreguei cada poro de meu corpo até ficar vermelho e sai do banho.

Procurei,coragem e mirei minha imagem no espelho.O estrago havia sido pior que imaginei,meu rosto estava coberto por hematomas arroxeados,meus lábios inchados e um corte no meu supercílio se destacava pela inflamação.As escoriações e feridas não se compararam as dores fortíssimas que se espalhavam da minha cabeça aos pés.Tudo em mim estava dolorido.Mesmo nestas circunstâncias deploráveis,o pior era a dor psicológica e moral de se sentir,suja,usada Não via mais sentido em viver,pensei em ingerir centenas de comprimidos e ter uma overdose,para cessar por fim  meu sofrimento.Mas,a imagem de minha irmã me vinha a cabeça...Angel precisava de mim,teria que suportar,por ela abdico de minha felicidade e me submeto à qualquer humilhação.

Ótimo o celular! Ai,ai resmunguei,gemendo de dor ao ouvir o celular tocar insistentemente.Quase me arrastando,consegui me pôr de pé e levantei do chão frio do banheiro,rumando para o quarto e pegando o telefone em cima da mesa de cabeceira.

- Alô...Eva,sou eu mana? Bobby me ligou contando a novidade,disse que pagou sua fiança.Ontem ele me trouxe até casa e conversamos bastante,ele me parece ser uma pessoa muito sensível e generosa.

- Sim,não tem ideia do quanto,Angel_murmurei fria revoltada com a frieza e crueldade de Bobby.

- Por que foi direto para casa dele? São amigos,agora?_perguntou diretamente,estranhando meu sumiço repentino,desde minha saída da cadeia.

- É... nos tornamos amigos_medi as palavras,formulando uma boa desculpa para dar a Angel.Na verdade ficarei hospedada aqui por um tempo Bobby tem sido um amigo.Depois explico é uma longa história _frisei sendo cuidadosa.Precisaria ser cautelosa e disfarçar que estava ferida,fraca.Minha irmã sempre foi extremamente detalhista qualquer deslize e ela desconfiaria.

- Posso ir até aí vê-la,fazer uma visita?_a voz carinhosa e preocupada soou do outro lado da linha.

- Claro que sim,já esteve aqui.Então,deve saber onde é,certo?_sussurrei baixinho e de repente tudo ao meu redor girou, precisei me apoiar na cama e deitar para não ir ao chão.Graças aos socos constantes e brutais de Bobby tudo em mim latejava.Se já não bastassem as agressões físicas,as pancadas violentas o abusador maldito utilizou de tortura psicológica.

- Eva,Eva está aí?_gritou Angel,aflita e ao ouvir a voz chorosa de minha irmã com muita dificuldade,criei forças e levei o aparelho de celular ao ouvido novamente.

- Desculpe,Bobby chegou e precisei atender à porta.Amanhã nos vemos,não se esqueça que amo você_suspirei pesadamente e finalizei a ligação,sem conseguir manter minhas pálpebras abertas fechei meus olhos desejando nunca mais acordar...Ao menos assim,não teria que viver num pesadelo...





Capítulo  17


  Eva  


Despertei com os raios de sol em meu rosto.As dores haviam reduzido consideravelmente,e minha única preocupação eram os hematomas,resultantes das pancadas que Bill me deu.Nem com maquiagem seria possível disfarçar as marcas.


Deus,me dê uma luz! Tenho que encontrar uma maneira de me livrar das chantagens desse monstro ,sem ele ferir Michael e Angeline.


Michael Jackson,o ser humano mais doce,bondoso,sensível,e honesto que já cruzou meu caminho.Quanta inclemência do destino unir duas almas que não nasceram para ficarem juntas.Michael e eu nunca tivemos chances reiais de dar certo, além de pertencermos à mundos diferentes,o empecilho Paola acelerou nosso inevitável fim.


Caminhei preguiçosamente até banheiro,à fim de fazer minha higiene matinal e conferir os estragos provocados pelo abuso da noite interior.Quando mirei minha imagem no espelho,fiquei completamente abismada,haviam hematomas que iam dos meus olhos e desciam até meus lábios.Naquele instante,desejei não ter responsabilidades ou um irmã e simplesmente poder me atirar do prédio ou ingerir uma dose letal de calmantes.Que sentido poderia atribuir a uma vida infortunada como a minha?

Mal conseguia me equilibrar de pé,fui estuprada,espancada,torturada...Não havia saída,estava condenada e encurralada. Entre me livrar de todo o martírio,ou salvar as pessoas que amo,escolhi aguentar as surras e o que tiver que ser,calada...


Perdi a conta de quantas vezes segurei o mundo dos outros e deixei o meu cair.Desde criança,me acostumei a me sacrificar para proteger Angel e eu o farei enquanto houver ar em meus pulmões.

Cada pessoa que passa em nossas vidas é inesquecível,deixa um pouco de si e leva um pouco de nós.. .Essa é a prova evidente de que dois amantes não se encontram por acaso.O amor é algo sem cor,coerência,sem razão,sem explicação...

- Eva,o que faz tão pensativa_Angeline aproximou-se e ao ver o estado lastimável empalideceu deixando a bolsa que segurava nas mãos ir de encontro ao carpete.Tentei virar-me e cobrir os machucados com a mão.

- Meu Deus... Eva,quem fez isso com você? Diga-me o que está acontecendo? Parece triste,abatida _exigiu,entrando em desespero.

- Não foi nada,apenas me meti em uma briga com algumas presidiárias_menti com vergonha de encarar Angeline,receando que ela  desconfiasse.

- Briga? Não Eva,definitivamente há algo de estranho com você.E essa história descabida de vir morar com Bobby?_passou a mão nos cabelos aturdida.

- Bom,não quero mais viver com Michael,me enganei com relação a meus sentimentos e vou me afastar_afirmei com um nó se formando em minha garganta.

- Juro que estou totalmente perdida.Até dias atrás dizia que Michael era sua alma gêmea.Agora, resolve morar com um desconhecido,e aparenta ter voltado de uma guerra_vociferou com um semblante duro.Não me assusta a reação súbita e angustiante dela,nada nessa história se encaixa porque de fato estou mentindo e sendo vítima das ameaças de um infeliz doente.

- Por favor Angeline,tente entender,não mandamos no coração e me percebi que... _pigarreei criando coragem para o que ia dizer.Amo Bobby!_forcei um sorriso que não chegou aos meus olhos e Angel arregalou seu par de olhos verdes subitamente,logo em seguida balançando a cabeça em negativo.

- Está me escondendo algo muito sério Eva,portanto saiba que arrumarei métodos de descobrir quem bateu em você_avisou aparentando estar horrorizada.

- Jamais mentiria pra você Angeline,simplesmente quero me separar de Mike porque....bem estou apaixonado por Bobby_desviei o olhar,me enrolando ainda mais em minhas mentiras.Bastava analisar minha expressão de medo para interpretar que estava ocultando a verdade.

- Eva confie em mim,olha mana,se quiser ligo para Michael,talvez ele possa te ajudar_colocou uma mecha de meu cabelo atrás da orelha.

- Esqueça isso,de forma alguma quero atrapalhar os negócios dele.Inclusive,preciso que me faça um favor_fitei-a dominada pela angústia.

- Pode se abrir comigo_segurou minha mão e mesmo diante de situação desesperadora senti paz.

- Não conte a Michael que fui presa,nem sobre a armação de Paola.E por nada nesse mundo revele a ele onde estou hospedada_respirei fundo,deixando as lágrimas rolarem dos meus olhos.

- Por quê quer se livrar dele? Eva estou vendo dentro de seus olhos é perdidamente apaixonada por Michael_protestou tentando achar uma resposta para a mudança drástica do meu comportamento.

- Prometa que não dirá a ele Angeline_reforcei,enxugando minhas lágrimas.

- Tudo bem,eu prometo! _concordou relutante.- Mas se eu voltar a ver essas feridas em seu rosto tomarei providências _alertou de cenho franzido,não engolindo a desculpa de que havia apanhado na cadeia.

- Responda uma coisa.Por quê não quer que Michael venha atrás de você?_insistiu,intrigada com meu pedido.

- Simples,não quero prolongar sofrimento.Se Mike souber de Bobby ficará arrasado,e também porque temo que ele acredite que realmente roubei sua ex mulher_voltei a fingir que não o amava mais.

- E o que direi a ele quando chegar em casa louco para abraçá-la?_levantou a sobrancelha,tentando me persuadir a desistir daquela insanidade e a voltar com ela para o apartamento de Michael.

- Diga que viajei para visitar um parente_sugeri,sabendo o quão ridículo e patético isso soaria.Obviamente Mike não é inocente o bastante para acreditar nisso.

- Eva,sinceramente creio que não está em seu juízo perfeito.Explique,por que nunca me contou desse amor ardente que senti pelo tal Bobby?_encarou-me com ironia,sim,ela estava coberta de razão.Jamais demonstrei ter algum tipo de paixão ou atração por ele.Alias antes de Michael aparecer era uma solitária.

- Bom,nunca falei porque não pensei que fosse importante_dei de ombros,não conseguindo ser minimamente convincente.

- Desisto Eva,a deixarei em paz.Quando quiser falar o que a atormenta e me explicar a origem verdadeira desses hematomas de porrada me ligue.Estarei sempre ao seu lado mana_abraçou-me por demorados minutos e saiu porta afora. Angel é astuta e dará um jeito de investigar o motivo da minha mudança repentina,há evidências claras de que estou sendo agredida e isso colaborou para deixá-la preocupada.

Céus mantenham minha irmã longe de toda essa merda! Deixei-me desabar de joelhos no chão daquele quarto e chorei até perder as forças e a noção do tempo.Chorei,pondo para fora toda a angústia de meu coração,chorei na esperança de que meu pranto você ouvido pelos anjos e eles protegessem Michael e Angel.Quanto aos abusos e pancadas? Eu sobreviveria,ninguém precisava saber ao que me submeteria pelos que amava...



Capítulo  18


 Michael 


Dias depois...


Haviam se passado exatas 3 semanas que viajei para expandir os negócios da cerâmica Bracho Consegui vários clientes novos dispostos a comprar nossa porcelana refinada e se fosse analisar os contratos milionários que fechei teria motivos de sobra para comemorar.Acontece que minha garota não tirou um minuto de seu tempo para me passar um e-mail ou dar um simples telefonema.Parecia que Eva me queria bem longe dela,cheguei a cogitar que ela não sentia minha falta e me esqueceu.Puta que pariu! Só de pensar na hipótese dela ter deixado de me amar meu coração sangra.

Como viveria sem ela me completando e iluminando minha vida com seu sorriso doce?

Em poucos meses aquela pura e delicada mulher se tornou meu mundo,a saudade me corroía a cada segundo,mesmo estando distante era como se meus pensamentos estivessem presos a ela e dependesse de Eva para sorrir.Por isso decidi adiar alguns compromissos que ainda tinha a cumprir e retornar a Nova York.Não suportava mais o tormento de acordar pela manhã sem o calor do corpo da minha menina,me fazendo desejá-la e amá-la cada vez mais.Fazer amor com Eva é simplesmente inexplicável,quando estou dentro dela sinto como se nossos corpos dançassem na plena sintonia do amor,é mágico e viciante ser acolhido por sua vagina apertada,quente, e assumir meu lugar de direito. Minhas malas já estavam prontas e o jatinho particular me aguardava no aeroporto.Toda maldita lamúria chegava ao fim,poderia enfim envolver minha linda garota em meus braços.Nunca mais permitiria que nada nos afastasse.Eva tornou-se uma parte de mim e sem ela eu não existia...

É sempre revigorante voltar para casa,se bem que dessa vez tinha uma prioridade em específico.Matar a saudade de minha garota,minha vontade era de fazer amor com Eva até o amanhecer e era exatamente isso que pretendia fazer quando pusesse meus pés em nosso apartamento.


 (...)


O avião pousou em Nova York por volta do entardecer.Já passavam das cinco da tarde e eu já estava inquieto,com um nível de ansiedade absurdo pelo meu reencontro com Eva.

Rapidamente meu motorista me ajudou com as malas e seguimos diretamente para meu destino de desejo.

****

O trânsito estava infernal,o que não cooperou com minha aflição em chegar o mais depressa possível em casa.

- Não dá para ir mais rápido?_lamentei,levando a mão aos cabelos tenso.

- Infelizmente,não Sr. Jackson,se acalme...Não vamos demorar muito_pronunciou-se,estranhado minha inquietação.

- E há algo a fazer além de esperar?_suspirei,fazendo uma careta de descontentamento,tentando buscar consolo no fato de que em breve estaria ao lado da mulher da minha vida.

****

- Chegamos Sr.! _anunciou,descendo da limusine,entregando-me algumas malas.

- Obrigado,tenha uma boa noite !_agradeci,rumando a passos precisos e velozes até o andar de meu apartamento.


A emoção de rever Eva me consumia como o fogo da mais ardente das paixões.Mas rapidamente essa magia foi quebrada quando Angel atendeu a porta dando lugar a frustração.

- Angeline,como está querida?




Pus as malas no chão e abracei Angel.Observando sorrateiramente tudo ao meu redor a procura de Eva,nem sinal dela pensei com um péssimo pressentimento.

- Bem vindo Mike,você faz falta..._sorriu sem graça.

- Onde está,Eva? Estou louco para dar um beijo em minha namorada_arqueei a sobrancelha com os olhos vidrados na escada a fim de constatar se ela descia os degraus ao meu encontro.

- Eva?_respirou fundo, se sentando no sofá.Porra! Há algo muito estranho nisso tudo,e Angel parece sem chão,temendo tocar nesse assunto.

- Sim...Angel,posso saber aonde Eva se enfiou? Por que ela não veio me receber,e tampouco atendeu as centenas de ligações que fiz à ela?_estreitei o cenho irritado.

- Michael,minha irmã.._fitou-me entristecida.-Ela não mora mais aqui, mudou-se para a casa de uma tia nossa_confidenciou com uma expressão de poucos amigos.Poderia jurar que Angeline mentiu,ela estava sim me escondendo alguma coisa muito grave.

- Co...como assim?_sentei-me ao lado dela no sofá,cerrando os punhos.

- Isso que ouviu,Eva resolveu morar com uma tia de nossa mãe.Também não entendi essa decisão repentina dela,mas estou a apoiando_manifestou sua indignação com relação a atitude da irmã.Ótimo... Eva me deixou,e certamente nem quer saber de mim,ou liga se vivo ou morro.Teria sido melhor não voltar para Nova York.

- Angel,isso é um absurdo! Somos um casal e nunca houveram segredos entre nós.Agora me diz que Eva saiu do apartamento sem me dar satisfação,ela simplesmente não dá sinal de vida a um mês_rugi ficando de pé andando de um lado para o outro.

- Acalme-se,não tire conclusões precipitadas.Converse pessoalmente com Eva só ela pode te responder essas perguntas_orientou-me,demonstrando incompreender a irmã.

- Está certo,vou atrás de Eva.Pode me passar o endereço da casa de sua tia?_pedi gentilmente.

- Na verdade...Eva deu ordens para que não lhe falasse onde ela está morando.Vá até o hotel,ontem pelo telefone minha irmã garantiu que iria trabalhar hoje_recomendou,me persuadindo a tomar providências o mais rápido possível Eva é mais do que uma presença na minha cama,mais do que uma necessidade e um desejo físico que se alimenta do ser e a quero ao meu lado por uma vida inteira.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Estacionei a SUV em frente ao opulento hotel com uma placa dourada contendo os dizeres "Bell Noir"

Saí com o sangue fervendo nas veias do veículo e segui furioso até a recepção.
Uma mulher loira,dona de um belo par de olhos verdes,me informou que Eva estava realizando a limpeza das suítes presidenciais.Tomado pelo ódio da rejeição,me dirigi até o andar destinado aos clientes de luxo e de bom gosto do Bell Noir.

Para meu espanto ...Eva,tinha os cabelos mais curtos,até a curvatura dos ombros,lembrando ainda mais Paola,finalmente pude confirmar o quão são parecidas.Mas o que mais me alarmou foi o estado deplorável de minha garota,parecia frágil,uma palidez gritante estampava seu rosto.O mais preocupante e chocante veio depois,no exato que momento ela que me encarou diretamente e pude perceber marcas arroxeadas,e um corte profundo no canto inferior de seus lábios...Meus músculos retesaram ao imaginar que algum filho da puta tinha a agredido e a espancado brutalmente.Senti vontade de matar o infeliz,mas antes precisava cuidar de Eva.

Corri até perto de uma escrivaninha em qual ela se apoiava para se manter de pé e a peguei em meu colo,a ajudando a deitar-se na enorme cama que havia ali.

- Eva..._murmurei,contendo minha fúria,tinha que lhe oferecer carinho,mostrar a ela que estava segura.Mesmo sem entender o que se passava com minha menina desconfiava de algo sério.- Quem fez isso a você Eva ? Diga quem foi o desgraçado que bateu em você dessa forma?_perdi o controle e exigi uma explicação plausível.Ela apenas sorriu amarelo e levou as mãos trêmulas ao meu rosto.

- Ninguém,Mike_sussurrou,espremendo os olhos pela dor.Vê-la tão o ferida,repleta de hematomas por todo corpo doía em mim,queria cuida-la,arrancar dela todo o sofrimento que devia estar enfrentando.

- Como não foi ninguém,Eva? Isso são hematomas de pancada,confie em mim,jamais deixarei ninguém te fazer mal_acariciei o cabelo dela,levantando seu rosto para ver de perto o quão tinha apanhado.

- Já disse que não foi ninguém,Michael,eu caí e acabei ganhando todos esses roxos e escoriações_explicou,gemendo de dor.Conhecia minha namorada o bastante para confirmar as suspeitas de que estava mentindo para mim.

- Não acredito em uma palavra do que diz,se não me contar por livre e espontânea vontade, terei que usar meus meios de descobrir quem a machucou assim_bradei,vendo-a tentar se levantar.

- Não se mexa,vou levá-la para casa e chamar um médico para examinar esses ferimentos_disse afável,pegando Eva novamente em meus braços,praticamente correndo com ela em meus braços do hotel...





Capítulo  19


 Michael 


Eva não se opôs de ir comigo,ela não conseguia nem mesmo proferir uma palavra,estava área,e com os olhos fechando devido as fortes dores que sentia.

Quando já estávamos dentro do carro levantei a barra do vestido dela até e notei que os hematomas se distribuíam ao longo de suas pernas e coxas.Milhões de pensamentos nada agradáveis e massacrantes passavam por minha cabeça ao observar o corpo dela com aquelas marcas de pancadas.

Em algumas horas estávamos em casa.Carreguei Eva nos meus braços até chegarmos em meu apartamento e eu a acomodar na cama.Angel nos viu chegar e entrou em desespero para que eu lhe explicasse o que havia ocorrido. Esclareci a ela que Eva se negava a me contar quem era o responsável por espancá-la. covardemente.Angeline segurou a mão da irmã e se deitou ao lado dela,permanecendo ao lado de Eva,se negando a deixá-la sozinha.Percebi que deveria tomar alguma atitude,a mulher da minha vida tem urgência em ser devidamente medicada e não posso fechar os olhos perante a realidade.Eva necessita de atendimento médico,e ficar parado sem tomar providências seria contar com a sorte...

- Angel,fique de olho em sua irmã,vou chamar um médico e trazer o kit de primeiros para fazer os curativos_pedi dando um beijo na testa de Eva e me retirando da presença delas.


  Eva 


Dor,angústia,medo,mesmo sofrendo estupros e sendo torturada por Bobby durante um mês meu maior receio era de que ele descobrisse que estava com Michael e viesse a cometer alguma atrocidade contra ele.Não importa o quão irreversíveis seriam as consequência se eu voltasse para a casa de Bobby assim que conversasse com Mike e o convencesse a me deixar partir voltaria para meu cativeiro.

- Meu Deus... Eva,basta! Primeiro inventa aquela história de que tinha apanhado na prisão,agora me aparecesse toda arrebentada de novo.Eu imploro mana,me diga,quem está a batendo em você?Alguém à ameaçou?_se pôs a chorar copiosamente e aquilo doeu mais que todos os socos,tapas que havia sofrido nas últimas semanas.

- Precisa entender,tudo que faço é em nome do amor.Não chore,ficarei bem..._inclinei-me e encostei-me na cabeceira da cama,apertando com firmeza as mãos de minha irmã.

- Se não confia em mim,ao menos revele a verdade à Michael ao homem que entregou sua vida,seu corpo,sua alma,permita que ele a ajude_suplicou com os olhos banhados por lágrimas.

- Não posso Angeline,estou salvando vocês.Por favor não me peça para prometer algo que nunca serei capaz de cumprir_olhei dentro de seus fabulosos olhos verdes e enxerguei tristeza.Odiava ver minha irmã arrasada mas não podia evitar que ela se sentisse desesperada,dessa vez Bobby me machucou mais do que das outras vezes.Me opus,e tentei me debater contra ele,o estapeei,e ele me violentou ainda com mais força me batendo com toda fúria que sentia.

- Por quê está falando essas coisas,não percebe? Jamais,irei abandoná-la_esbravejou,começando a me sacudir como se quisesse dizer acorde vamos Eva deixe-me puxá-la desse abismo!

- Traga Mike,é hora de termos uma conversa definitiva_suspirei e ao tentar mudar a posição do travesseiro gemi de dor.Até respirar machucava e se tornava insustentável.

- Não é necessário já estou aqui,Eva_comunicou-nos sua presença,seguindo depois até a cama.

- É melhor deixar o casal a sós_Angel fez um sinal de rendição com as mãos e deixou a suíte.

- Dr. Charles,já está a caminho.Onde dói,princesa?_colocou uma mecha do meu cabelo atrás da orelha carinhosamente.

- Odeio,parecer dramática,mas dói por toda parte..._sorri de canto.

- Eva.._sentou-se à centímetros de distância de mim,tirando uma gaze do kit de primeiro socorros e a levando até minhas face à fim de limpar os arranhões.- Devo me ajoelhar aos seus pés? O que posso fazer para ser digno de sua confiança?_seus olhos negros brilhavam graças ao reflexo do luar que entrava pelas frestas da janela entreaberta.Mesmo que vivesse 1.000 anos,não seria capaz de esquecer o brilho mágico do olhar dele.Foi tão intenso que como uma anestesia,minha dor foi aplacada,perto dele,todo meu martírio desaparecia e dava lugar a paz.Céus... Mike é um anjo,a luz que iluminou meus dias solitários e vazios.

- A culpa não é sua,é a pessoa mais incrível que já conheci_fechei os olhos e orei aos anjos para que não o fizessem me odiar e me dessem forças a seguir adiante com o que estava prestes a fazer.

- O caso é que não o amo mais Michael Jackson,para mim você é.._fechei e abri a boca uma dúzias de vezes até tomar coragem de ir até o fim.- É apenas um amigo_conclui,pulando da cama e me equilibrando de pé com dificuldade.

- Eva,repita... _ordenou,puxando minha cintura com leveza.- Fale olhando dentro dos meus olhos que não sente mais nada!_berrou,consumido por indignação.

- Pois bem,se é isso que quer...Não te amo Michael ,nem sei se algum dia o amei,creio que me confundi_protestei o desdenhando.

- Está mentindo Eva,isso que acabou de falar não....pôde...ser real_balançou a cabeça negativamente, insistindo que tudo não passava me uma grande farsa.

- Isso não é problema meu,acredite se quiser_revirei os olho,dando as costas a ele e me sentando na cama.

- Ótimo Eva,se esqueceu de tudo que vivemos? Todas os planos para o futuro que compartilhamos nessa cama,as juras de amor,tudo aquilo não passou de um erro para você?_gargalhou sonoramente ainda incrédulo com minha revelação.

- Para ser mais objetiva,sim eu me arrependo de tudo que fiz_evidenciei minha indiferença,fazendo o que tinha que ser feito.

- Só pode ser uma brincadeira,isso não está acontecendo,nãoo!!!_urrou,travando seu maxilar e jogando um porta retrato com uma foto nossa na parede.

- Terminamos aqui Mike,não torne as coisas mais difíceis.Peço para que não me procure mais e que seja solidário e permita que Angel more aqui até eu encontrar uma casa para nós_pedi com a voz embargada,não conseguia mais segurar o choro.Ele era o meu grande amor,e o destino ingrato me forçava a afastá-lo para sempre de minha vida,sem que ao menos conseguisse o arrancar do meu coração.

- Angeline,pode ficar o tempo que precisar...Não pense que desisti,irei descobrir por méritos próprios quem a agrediu.Pode escrever Eva! Vou até o inferno para colocar as mãos no covarde que bateu em você..._jurou,obstinado a desvendar o mistério,Michael estava sedento por justiça .
 
- Saia daqui! Quero ficar sozinha ..._empurrei-o até a porta e ele saiu sem hesitar,deixando apenas o rastro de seu perfume sofisticado e abaunilhado ,levando consigo metade do minha alma

Queria que ao invés de lágrimas salgadas escorressem lágrimas de sangue congelando meu rosto.E que o frio que gela minha face sufocasse minha respiração e por fim,fizesse meu coração parar de bater.

Enxuguei as lágrimas que rolavam dos meus olhos com o dorso da mão e corri o quanto minhas pernas permitiram.Era hora de sumir,teria que me desdobrar para chegar a casa de Bobby,antes que seu expediente no hotel terminasse.

Comecei a sinalizar para que algum táxi parasse,porém não tive sorte e continuei tentando...


Capítulo  20


 Michael 


Mergulhado em minha tristeza,é exatamente assim que me sinto.Eva,está fora da minha vida,e isso corta como faca.E pensar que há poucas semanas eu a tinha em meus braços .Não entendo,como amor foi escapar? Tudo que eu sabia fazer era chorar,me tranquei no meu quarto,me fechei para vida no instante que minha garota disse não me amar mais.Ouvi batidas insistentes na porta e não fiz menção de abrir,até que a voz chorosa de Angel ecoou pelo ambiente e eu resolvi sair do meu refúgio.

- Michael,você viu Eva? Já procurei-a por todo apartamento e nada dela..._perguntou angustiada.

- Ela não estava no quarto agora pouco..._franzi a testa confuso.

- Não Mike,Eva fugiu,deve ter ido embora_constatou em um tom afirmativo.

- Foda-se que ela não me quer por perto! Irei atrás dela agora mesmo,mesmo contra sua vontade,vou impedi-la de partir_reforcei,andando a passos apressados até o andar térreo do prédio e seguindo em direção a rua paralelas ao condomínio onde se localizava meu apartamento.

Meus olhos automaticamente pousaram na figura de uma mulher em busca de um táxi.Eva... Eu te encontrei meu amor,comemorei caminhando até ela.

- Eva ..._chamei a atenção dela,tocando sutilmente seu ombro.

- Michael,mas o quê? Droga! Vá embora...não quero nunca mais olhar na sua cara_cuspiu as palavras em cima de mim,como se sentisse asco.

- Diga o que tenho que fazer para não te perder?_puxei a cintura dela,trazendo-a para junto do meu corpo.- Por favor... amor, não vá embora,não vê? Preciso de você_declarei e ela simplesmente ignorou minhas súplicas,desvencilhando-se do meus braços e voltando a fazer sinal com a mão em busca de um táxi.

Não obtive nenhuma resposta de Eva,e antes que tivesse a chance de colocá-la em meu ombro ou levá-la  de volta para o apartamento,um maldito taxista parou diante de nós e ela entrou no veículo, partindo de minha vida.O universo parecia estar conspirando para nos separarmos e parte de mim gritava.Você a perdeu!
                                      
Música da fic : Veja aqui




Leia ao som de Don't walk away _Michael Jackson
 

See I just can't find the right thing to say

I tried but all my pain gets in the way

Tell me what I have to do so you'll stay

Should I get down on my knees and pray

[CHORUS 1]

And how can I stop losing you

How can I begin to say

When there's nothing left to do but walk away

I close my eyes

Just to try and see you smile one more time

But it's been so long now all I do is cry

Can't we find some love to take this away

'Cause the pain gets stronger every day

[CHORUS 2]

How can I begin again

How am I to understand

When there's nothing left to do but walk away

See now why

All my dreams been broken

I don't know where we're going

Everything we said and all we done now

Don't let go, I don't wanna walk away

Now why

All my dreams been broken

Don't know where we're going

Everything begins to set us free

Can't you see, I don't wanna walk away

If you go, I won't forget you girl

Can't you see that you will always be

Even though I had to let you go

There's nothing left to do



Don't walk away_ Michael Jackson (Tradução)


Não vá embora

Eu nem encontro as palavras certas pra dizer

Eu tentei, mas todo sofrimento me confunde

Me diga o que preciso fazer para você ficar

Eu deveria ficar de joelhos e implorar ?

REFRÃO 1

O que eu faço pra não te perder?

O que eu posso começar a dizer

Quando não há mais nada a fazer,além de ir embora ?
Fecho os olhos

Só para tentar ver seu sorriso mais uma vez

Mas faz tanto tempo, agora tudo que eu faço é chorar

Não podemos achar algum amor para que isso acabe ?

Porque a dor fica mais forte a cada dia

REFRÃO 2

Como eu poderia começar novamente?

Como eu poderia compreender Que não há nada mais a fazer, além de ir embora?

Você vê agora porque

Todos os meus sonhos foram destruídos?

Não sei para onde estamos indo

Tudo o que dissemos e tudo o que fizemos

Não deixe que desapareça, eu não quero ir embora

Agora porque

Todos os meus sonhos foram destruídos?

Não sei para onde estamos indo

Tudo está contribuindo para nos separarmos


Você não consegue ver, eu não quero ir embora

Se você for, eu não te esquecerei, garota 

Você não vê que você sempre estará aqui? 

Mesmo que eu tenha que deixar você ir 

Não nos resta nada a fazer 

Não vá embora




Capítulo  21




 Michael 


- Angeline,se não me disser o que se passou enquanto estive viajando,não conseguirei ajudar Eva_dei meu ultimato em Angel.Tinha praticamente certeza que ela estava me ocultando os fatos.

- Mike,prometi a Eva que não falaria nada à você_desconversou e suspirei fundo disposto a fazê-la revelar a verdade, minha intuição gritava para que insistisse,sentia que Eva precisava de mim e algo muito grave estava acontecendo.


- Angeline sua irmã mal conseguia se manter de pé.De onde surgiram todos aqueles machucados,e os hematomas? Alguém está espancando,Eva!_sentenciei,perdendo o controle.Meu sangue fervia nas veias ao imaginar o tipo de tratamento que Eva estaria recebendo.Se seguisse meus impulsos mataria o covarde que está machucando uma garota indefesa.

- Tem razão,continuar acobertando minha irmã pode lhe custar a vida.Não sei de muito,estamos no mesmo barco.Eva não quis me falar quem era o culpado,a pessoa responsável por agredi-la_admitiu ,começando a se convencer que se não tomássemos providências Eva correria riscos irreversíveis.

- Diga-me o que sabe,aconteceu algo suspeito enquanto estive ausente?_estreitei os olhos receando ouvir a resposta a qual busquei implacavelmente.

- Quando viajou a negócios,Eva parecia arrasada,sim ela estava com o coração partido e chorava todas as noites.Mas resolveu continuar trabalhando no hotel,sua ex esposa esteve lá para destilar seu veneno em cima de minha irmã.Não para por aí Michael ela chegou ao ponto de colocar uma pulseira na bolsa de Eva e acusa-la de furto_revelou com os olhos marejando,fazendo-me ficar completamente estático,sem chão...Parecia estar em um pesadelo.


- A vadia da Paola a denunciou e Eva foi presa.Por sorte,o chefe dela Sr. Bobby pagou a fiança_disse, transparecendo gratidão.Se antes um vazio me matava aos poucos toda a dor que se apossou de mim quando Eva entrou naquele táxi se multiplicou por mil .Estava destruído e  de certo modo uma dúvida rondava meus pensamentos.Por quê esse homem seria tão generoso? Porra... O quebra cabeça não se encaixa,as aparências enganam Bobby pode ser um demônio disfarçado de anjo e estar ameaçando minha garota.Não suporto nem pensar que ele machucou ou sabe se lá o que fez a ela.

- Meu Deus,Angel ! Não acha muita coincidência?_ri seco,não querendo acreditar que Eva passaria por todo esse inferno para proteger a irmã.O ponto fraco dela é Angeline,não importa o quão tenha que se sacrificar por Angel daria sua vida e se estivesse sendo chantagear esse provavelmente seria a arma do desgraçado.

- Não entendo?_ergueu as sobrancelhas confusa.Eu precisava abrir os olhos dela,sua irmã corria perigo,não sabíamos com que tipo de mente doentia estávamos lidando.

- A partir do dia que Eva saiu da cadeia começaram a aparecer com os hematomas,certo?_quis confirmar as que dúvidas pairavam em minha cabeça,me atentar aos detalhes.

- Exato,depois que saiu da prisão e mudou-se para a mansão de Bobby_consentiu,desviando o olhar de mim como se desejasse fugir de meus questionamentos.

- É isso Angeline,esse maldito desgraçado deve ter se aproveitado da fragilidade de Eva pra ameaça-la.Ainda não sei o argumento que ele usou.Vou agora mesmo atrás de Paola,nem que tenha que esganá-la.Se tiver o dedo dela nisso a verdade virá a tona_prometi aborrecido.Sentindo aversão pela mulher que um um dia julguei ser o amor da minha vida.

- Tem meu apoio por favor faça o que precisa ser feito agora! Antes que seja tarde de mais_suplicou, escondendo com as mãos o rosto molhado pelas lágrimas.

- Não tem com o que se preocupar,trarei Eva de volta,e cuidaremos dela_dei um beijo terno na testa de Angeline e sai porta a fora rumo a maior decepção que poderia ter,minha ex mulher.


(...)

Eu dirigia e não enxergava nada além da escuridão da noite fria e nublada.Minha visão turva pelas lágrimas,não me permitia enxergar com clareza a estrada.

Paola nunca foi confiável e desde que a conheci,percebi seu grave desvio de caráter,mas ela me prendeu com suas artimanhas,seus carinhos,abusou do poder da sedução e por fim me manteve presa a ela.Mesmo que a conhecendo intimamente,jamais cheguei a pensar que ela desceria tão baixo,ao ponto de se tornar desumana.Plantar provas contra Eva,para acusá-la de roubo é atroz,parece inacreditável que a mulher pela qual mantive devoção durante anos,é um monstro.

As pessoas nos enganam,usam máscaras para conduzir as coisas de acordo com o que lhes é conveniente Paola me daria uma explicação e confessaria seu envolvimento com as ameaças que desconfio que Eva vem sofrendo.Por bem ou por mal,eu a farei falar,a vida da mulher que amo está em jogo e eu iria até o fim do mundo para protegê-la.

Estacionei a SUV na mansão em que um dia eu e Paola compartilhamos momentos ardentes,quando éramos apenas um casal apaixonado.Tudo ali parecia tão vazio,frio nem de longe lembrava o lar rodeado de alegria.Creio que tudo acontece no devido momento e nada é por acaso.

O amor é algo que não podemos tocar,porém podemos o sentir.Sua presença está em toda lugar e seus limites não tem fim,foi isso que Eva me ensinou,que o amor não pode ser medido.É acima de tudo o significado da pureza que se traduz com a união de almas que se buscam pela eternidade.Tornou-se claro para mim que nunca houve amor entre mim e Paola,talvez desejo,atração física,ela me enfeitiçou com sua beleza,era um escravo de meus instintos,afinal que homem permanece imune aos encantos de uma mulher bonita?

O verdadeiro amor não prende,liberta não machuca ,engrandece a alma.

Tentei me sustentar como um homem forte.Eva precisava que eu lutasse por ela com unhas e dentes.Não havia espaço para lamentações.Saí do carro e me dirigi até a entrada ladeada de flores da mansão.

Toquei a campainha,colocando minhas mãos no bolso,aguardando Paola vir atender.Brevemente o silêncio se fez
presente pois minha ex esposa abriu a porta e me encarou intimidade com a visita repentina.

- Michael..._sussurrou,erguendo a sobrancelha em um sinal de incredulidade.

- Sim,sou eu Paola,não vai me chamar para entrar?_insinuei,fazendo questão de ser indelicado.

- Claro,entre Michael_abriu passagem para mim e gentilmente se virou para fechar a porta.

- Como teve coragem?_engasguei com as palavras.Era doloroso ao extremo acreditar que Paola teve a capacidade de acusar a suposta irmã de um crime que jamais seria capaz de cometer.Pode explicar o motivo que a levou a preparar uma armadilha para Eva?_conclui,detendo minha raiva,esforçando-me para agir com racionalidade.




- Ohh!_mordeu os lábios nervosa e voltou a olhar em meus olhos se portando como uma cínica.

- Bem,se eu lhe explicasse não entenderia... Nem eu consigo compreender o porque dessa necessidade de ferir Eva que me consome.Tente ficar calmo,vamos conversar_pediu,se sentando em um sofá branco que havia ali,e notei que ela estava sendo sincera,parecia estar realmente arrependida.




- Não tenho nada o que tratar com você,apenas me conte como procedeu com seu plano doente_exigi ,segurando o braço dela rudemente,jogando o auto controle as favas.

- Vou contar toda a verdade,Michael_puxou o braço,soltando-se de mim,seu olhar de repreensão demonstrava que eu havia sido grosseiro e a machucado.

- Como deve ter conhecimento,Eva trabalha naquela hotel famoso,o Bell Noir.Ela cometeu descuido de deixar sua bolsa no toalete e aproveitei-me dessa distração dela para pôr a pulseira dentro de sua bolsa e acusá-la.Depois disso os policias a levaram para cadeia,a indiciaram e graças as provas falsas que implantei,ela foi presa injustamente.Isso é tudo!_confessou e ao contrário do que imaginei,Paola não estava feliz,ou orgulhosa de seu plano ter tido êxito.

- Sua desgraçada! Não a reconheço mais Paola.Percebe  no que sua insensibilidade e mania de superioridade a transformou? Eva,pode ser sua irmã,nunca lhe prejudicou ou lançou uma palavra dura à você_aleguei,fitando-a com repulsa,a frieza dela me causava arrepios.

- Lamento tanto Michael,sei que não há como reparar todo o mal que fiz aquela ingênua garota,mas não me senti feliz ao voltar para casa naquela noite.Minha consciência pesou,acontece que não podia voltar atrás e assumir as consequências,então preferi me silenciar_explicou e comecei a cogitar que poderia ser algum tipo de blefe.

- Quero que vá para o inferno,só que antes preciso saber se está ameaçando Eva ou conhece Bobby Becker?_bradei,relutante em sair da mansão sem saber o motivo de Eva desde que saiu da cadeia estar sendo espancada.

- Não conheço esse homem,nem sabia que ele tinha arrumado o dinheiro da fiança_garantiu,não entendendo aonde eu  queria chegar.Paola não fazia a menor ideia da gravidade do assunto.

- Eva,está sendo espancada,Paola,desde que esse tal de Bobby pagou por sua fiança e ela se mudou para casa dele_murmurei pausadamente,dando ênfase ao que interessava.

- Juro que não sou cúmplice desse homem,se quiser minha ajuda,pode contar comigo.Estou arrependida do que fiz,e apesar de não morrer de amores por Eva,não desejo que seja espancada,estuprada... _contestou,enojada e sedenta por justiça.Meus olhos permaneciam vagos,ouvir da boca de Paola a teoria mais inteligente e realista,que explicava perfeitamente o motivo das constantes surras que Eva havia levado foi um duro golpe.Não era difícil interligar as evidências e constatar as vantagens que Bobby estaria tirando de Eva.

- Droga ! Como não percebi antes?_ puni-me duramente,afundando as mãos nos cabelos.

- Michael,levante a cabeça e vá atrás de Eva,ela deve estar com esse explorador de mulheres filho da puta!_constatou Paola,me fazendo deixar de lado as lamentações,e perceber que o mais coerente a se fazer seria correr contra o tempo e salvar minha garota.



Capítulo  22


 Michael 


Quando avistei a luxuosa propriedade palacial em que Eva estava morando,todas as sensações que se possa imaginar me invadiram.Agir com sangue frio em uma situação tão delicada era impossível.A mulher que amava como refém de um desgraçado,sofrendo e apanhando certamente para proteger a irmã de um bandido de merda.

Apressei os passos até a opulenta mansão.Estranhei não ter que enfrentar a resistência de uma segurança pesada.Sem mais esperar arrombei a porta e comecei a gritar movido a fúria e desejo de justiça.

- Eva,está aí meu amor?_berrei sem obter resposta,subindo a escadaria que me levaria para os quartos principais da casa.

- Eva,responda meu amor,sou eu Michael,me dê um sinal !_prossegui chamando por ela,sem sucesso,lágrimas já rolavam dos meus olhos devido ao imenso desespero que se apossava de mim.

Notei que uma das suítes estava com a porta entreaberta e curioso adentrei o lugar.
Meus olhos pousaram sobre o ambiente requintado e automaticamente pararam na cama localizada no centro da suíte.Nunca serei capaz de esquecer o que vi naquele momento,se viver 100 anos,me lembrarei da cena perturbadora em que Bobby batia no incansavelmente no rosto de Eva,exigindo que ela reagisse mesmo estando totalmente inconsciente.Eva estava nua e com o corpo repleto de hematomas,diversos cortes profundos...Vê-lo em cima dela,a agredindo e tentando violentá-la,me fez perder a noção de civilidade,eu não queria me conter,precisava mostrar à aquele animal como respeitar uma mulher frágil.Fechei meus punhos e o puxei bruscamente da cama para longe do corpo de Eva,o jogando na parede com toda a força que consegui.Não permiti que o infeliz abrisse a boca,e parti para cima dele o socando e chutando incessantemente...O impacto era tão forte que além dos gritos do infeliz eu ouvia nitidamente o barulho das minhas mãos se chocando contra o rosto dele, enquanto o sangue já escorria pelo carpete do local.

A medida que as súplicas dele se tornavam angustiantes,depositava mais peso em meus socos.Foi assim até perder a noção de quantas vezes Bobby tentou escapar de minha agressões e implorou por piedade.Foi assim até ele desmaiar e eu me sentir de um certo modo aliviado, parcialmente satisfeito...

Lembrei do mais importante,Eva.Deus...ela deve estar ferida,preciso tirá-la daqui imediatamente,levá-la a um hospital,pensei correndo em direção a cama onde Eva permanecia desmaiada.Peguei-a cuidadosamente em meu colo a acolhendo em meus braços.Usei meu paletó para cobri-la e corri dali.Beijei a testa dela no caminho ao estacionamento,tentei reanimá-la inutilmente,pois nada adiantou.

 Usando de muito delicadeza acomodei-a no carro,deitando-a no banco de carona e rapidamente pus o veículo em movimento.Eva necessitava urgentemente de atendimento médico,então à toda velocidade rumei ao hospital mais próximo.


Horas depois...


 Permaneci esperançoso aguardando por notícias em uma pequena sala de espera do hospital.Após, exatas 8 horas da internação de Eva a única informação que consegui foi de que ela estava desidratada,com algumas lesões graves,e levaria um tempo considerável para se recuperar.As horas pareciam passar em câmera lenta e nada de algum médico aparecer para me pôr a par sobre o estado de Eva.Angeline dormia serenamente em uma poltrona que havia encostada próximo a um sofá.Ela chorou até o cansaço a vencer,teve um ataque e os psiquiatras do hospital,resolveram aplicar alguns sedativos  nela,que demoraram bastante tempo para fazer o efeito desejado...

Por mais que já tivéssemos a confirmações da série de estupros que Eva sofreu e a confissão de Bobby de que cometeu de fato a violência sexual.Não sabia o que dizer,ou uma maneira de exteriorizar toda a dor que me corroía a cada milésimo de segundo.Eva não merecia passar por aquele inferno,e pensar que se submeteu a isso no intuito de nos privar de perder a vida.Bobby confessou ao FBI que usou o amor de Eva por mim e pela irmã,para obriga-la a morar com ele e se submeter aos abusos.O maldito também disse que quando Angel foi até sua casa pedir ajuda financeira a ele para libertar Eva da prisão,a sedou com um coquetel de droga, usando esse argumento como prova do que seria capaz,o que serviu de base para alimentar o medo de Eva.

Embora,meu coração esteja sangrando por minha garota,estarei lá para ela.Sim,eu aguentarei,serei a força que ela precisa para se levantar desse duro golpe da vida.Construirei meu mundo de sonhos ao redor de Eva,a confortarei e oferecerei meu amor altruísta.

- Desculpe,a demora Sr. Jackson,finalmente trago notícias de sua namorada_o médico grisalho,simpático e extremamente educado chamou minha atenção trazendo-me de volta dos meus devaneios.


- Como ela está,Dr.?_perguntei com a voz arrastada,temeroso em relação a saúde de Eva.

- Estável,os sinais vitais normalizados.Só precisa de cuidados especiais,as costelas foram fraturadas e algumas das escoriações são profundas.- O agravante do caso de Eva é a anemia intensa,ela passou muito tempo sem se alimentar devidamente,e apresenta um quadro anêmico severo_frisou com uma expressão de preocupação evidente.

- Ela ficará bem?_voltei a insistir no agravante da situação.

- Seguindo o tratamento corretamente...Eva irá se recuperar,e voltará as atividades normais do seu cotidiano_sorriu mais relaxado e tranquilo,demonstrando que tudo estava sob controle e deveria me aquietar.

- Obrigado, por cuidar de minha garota_agradeci apertando a mão do médico como sinal de gratidão. Eva sobreviveria e eu estou disposto a protegê-la,enfrentaremos o que quer que vier juntos,eu a tirarei dessa "tempestade".A carregarei em meu colo,mesmo se as paredes vierem abaixo,e pareça tão difícil para ela viver.Sempre acreditei na força do amor e terei que colocar em prática essa antiga crença.





Capítulo  23



 Michael 

Meses depois...

- Hey,nem pense em se levantar sozinha princesa,precisa de repouso absoluto_evidenciei minha preocupação,pulando da cama e ajudando Eva a ficar de pé.Sim,eu estava exagerando com o excesso de cuidado,e seguindo assiduamente as recomendações do médico.

- Michael,já posso fazer isso sozinha,assim vai acabar me sufocando,com tantos cuidados..._brincou, abrindo um sorriso leve.

- Eu seu disso, então se prepare porque irei te deixar muito mal acostumada.Não permitirei que faça esforços de forma alguma mocinha_fiz uma careta segurando a cintura dela e a deitando delicadamente na cama.

- Ah...seu chato!_fez um beicinho e cruzou os braços emburrada.Ajeitei o travesseiro para ela,sabia que acordava no meio da noite para inclinar os travesseiros,velava o sono dela todas as noites...

- Desista Eva,vou cuidar de você,mesmo que diga que não precisa e não dê seu consentimento_reforcei voltando a me enfiar debaixo dos edredons.

- Michael,está na hora de encarar Paola,não posso mais adiar.Pedirei um exame de DNA..._afirmou, suspirando pausadamente.

- Tem certeza disso,amor?_arqueei a sobrancelha,surpreso com a força dela.Enxerguei em seus olhos preciosos que não existiam resquícios de ressentimento ou ódio pelo que Paola havia lhe feito.

- Sim absoluta,não quero fugir a vida inteira.Podemos ter o mesmo sangue, são laços de família e isso ninguém pode mudar_murmurou com a voz entrecortada.

- Sabe,que tem meu apoio_beijei a testa dela e a fitei com os olhos dominados de amor.

- Eu sei Mike,amo você ainda mais que antes.A cada simples segundo que estivemos separados sentia como se um fogo queimasse meu coração_abaixou a cabeça e novamente a tristeza tomou conta dela.

- Não pense nisso,passou,como tudo na vida passa.Estamos juntos e dessa vez não a deixarei escapar_prometi,acariciando os cabelos dela.

- Sinto que estamos unidos,não falo somente do contato físico,mas sim que nossas almas estão entrelaçadas_sorriu de orelha a orelha,segurando firme minha mão à fim de unir o calor de nossos corpos.

Eva e seu dom de me deixar em paz,apenas com suas palavras doces,seus carinhos sinceros e singelos.Eu estava explodindo de amor por minha linda garota,o cheiro floral dela era o suficiente para me deixar em um nível de excitação que nem a mais experiente e deslumbrante das mulheres conseguiria.Eva me pertencia,assim como eu a ela de corpo e alma.

  Eva 


O meu reencontro com Paola não exatamente foi como pensei que seria.Não houveram brigas,discussões,palavras cruéis.Pela primeira vez,desde que o destino cuidou de fazer nossos caminhos se cruzarem não nos desentendemos.Felizmente todo o rancor que um dia nutri por ela desvaneceu quando aceitei seu pedido sincero de perdão.Nunca mantive ódio,e esses sentimentos destrutivos por ninguém.

Preferi deixar tudo para trás,enterrar as mágoas com meu passado e direcionar meu tempo as pessoas que me fazem feliz.Lamentar uma dor passada e criar outra dor no futuro e definitivamente não queria isso para mim.Michael me fazia a mulher mais feliz do universo,e havíamos concretizado nosso compromisso de noivado.A cada dia que via o sol brilhar e iluminar o céu,aplacando a luz dos outros astros,rezava para que os dias e as noites voassem,mal podia esperar para me tornar oficialmente a Sra. Jackson.


- Posso saber porque está tão pensativa,futura Sra.Jackson?_abraçou-me por trás me aconchegado em seus braços.


- O exame de DNA deu positivo,o laboratório me mandou o resultado por e-mail.Está confirmado Michael,eu e Paola somos irmãs e pelo que consta gêmeas_virei-me para encará-lo e me deparei com um par de olhos negros medrosos.


- Hey,não fique tão aflita! Paola e você resolveram as pendências do passado,fizeram as pazes e até convivem como amigas_sorriu me apertando ainda mais em torno de si.Michael e seus abraços de acalentadores,é a maneira que ele encontrou de demonstrar carinho.


- Não estou aflita, só é estranho,descobrir que você tem uma irmã e que a sua própria mãe teve coragem de separar as filhas.Além do mais,veja como é a inércia da vida nos leva e deixa-nos no mesmo lugar,me apaixonei e estou noiva do ex marido de minha irmã.Perdoe-me eu..._desvencilhei-me dele e direcionei minha atenção a janela aberta de nossa suíte,a lua cheia brilhava com mais intensidade que as suas fiéis companheiras,as estrelas que a rodeavam,a noite estava absurdamente fascinante.


- Não precisa se desculpar,vamos superar isso,juntos_entrelaçou nossas mãos e estreitou o cenho aparentemente tenso.


- Obrigada,sempre me dando forças,sou tão grata por tê-lo encontrado_suspirei fundo,repousando minha cabeça no peito do meu noivo.


- Quando pretende falar com Pao...Paola,quero dizer sua irmã_corrigiu-se,sorrindo discretamente.


- Amanhã bem cedo irei à mansão dela.Paola,está morando na antiga casa de vocês_recapitulei, desviando o olhar.Ainda era doloroso lembrar que Michael fora casado com outra,sentia ciúme e culpa por ter sido o pivô da separação deles.


- Minha casa agora é nosso apartamento,e meu lugar é aqui ao lado da mulher mais linda e meiga da face da terra_murmurou num tom afirmativo,fazendo uma careta de reprovação.

- Eu sei,não quis bancar a ciumenta,mas é inevitável amor_toquei o rosto macio dele e subi minhas mãos pelos seus cachos negros e úmidos graças ao banho que havia tomado  não há muito tempo.


- Claro,que meu ego se torna imbatível ao ouvir uma mulher lindíssima,admitir que morre de ciúmes de mim_mordeu o lábio inferior lentamente,bem Mike sabe meu ponto fraco.


- Como pode ser assim,convencido_ri,dando um tapinha no ombro dele.


- E não é para ser?_abriu um sorriso de canto incrivelmente sexy.




- É confesso,o que não lhe falta são qualidades admiráveis e uma em específica,parece desconhecer
a modéstia_dei de ombros,me dirigindo até a cama.

Michael transbordava desejo,e eu estava ruborizada apenas em imaginar no que ele estava pensando.Andávamos insaciáveis,como se a necessidade de nos tornamos um só aumentasse a cada dia.Mike me levava a completa loucura,a cada vez que fazíamos amor...Não entendia ao certo,só era mágico os momentos de amor que compartilhávamos entre quatro paredes.Um toque mais íntimo dele em minha nuca,já me fazia delirar e queimar  de desejo.

Naquela esplêndida noite de outono,fizemos amor por horas a fio,sem pressa,da forma calma e carinhosa que gostávamos,trocando as mais sublimes juras de amor com entrega total.Tudo me fazia acreditar que era uma mulher feliz,e que dessa vez essa felicidade seria eterna...


 Capítulo  24


  Eva 


No instante que meus olhos vislumbraram a mansão ladeada de frondosas árvores e os seguranças rabugentos meu coração palpitou dentro do peito.


Finalmente as cartas seriam postas a mesa,revirar o passado que só gostaríamos de esquecer é desgastante.As vezes é preciso se soltar,entregar,deixar ir,deixar partir,fluir.Viver no presente sem o peso do passado,tomando cuidado para não criar expectativas de um futuro que pode nem existir.Saber de nossa finitude,saber que somos passageiros.Sem posses.Sem medos.Sem culpas.

Tratei de apressar o passo e tive que aguardar os seguranças confirmarem se Paola iria me receber.

Quando eles liberaram minha entrada,me pus a andar a passos largos até a suíte principal da vasta e luxuosa propriedade.Ela me esperava sentada em uma poltrona vermelha de modelo imperial,e assim que notou minha presença,rapidamente se pôs de pé e me deu abraço caloroso.

- Eva,bom vê-la,soube do seu noivado...Desejo que sejam muito felizes!_felicitou-me entristecida.




- Muito obrigada,já somos ! Encontrei o homem da minha vida_confessei,sorrindo feito uma boba apaixonada.

- Fico feliz por você e Michael,merecem toda a felicidade do mundo_evidenciou seu votos a favor do nosso casamento.O que não me deixou convencida.No fundo Paola não aprovou a união.

- O exame de DNA é o que lhe traz aqui,certo?_ergueu a sobrancelha,evidenciando sua vontade de sanar a dúvida sobre nosso parentesco.

- Sim,aqui está!_tirei o envelope transparente da bolsa e o entreguei à ela.

Minha irmã abriu o envelope com cuidado e  mudou seus olhos para o documento que comprovava nosso laço sanguíneo.Seus olhos se encheram de lágrimas e um sorriso sincero despontou em seus lábios pintados de vinho.

- Então... quer dizer que somos mesmo irmãs! Sempre soube que éramos gêmeas,impossível tamanha semelhança_ressaltou, dobrando o papel e o colocando de volta em minha bolsa.

- Sei que ainda  machuca tocar nessa ferida...Sofremos muito em orfanatos,nos sentindo perdidas,abandonadas em virtude da sensação de rejeição que tornava nossos dias ainda mais sombrios_murmurei,angustiada em ter que falar daquele maldito assunto.

- Vamos esquecer essa mulher,e fazer o mesmo com a infância desgraçada_vociferou, e segurou minha mão fortemente.

- Sim,é o que nos resta fazer..._balancei a cabeça,concordando com ela.O melhor a se fazer é apagar as lembranças de nossa infância e seguir em frente.

- Agora,que tenho certeza de que é minha irmã,não posso lhe esconder a verdade.Tem me sufocado guardar esse segredo,chegou a hora de ser transparente com você_enxugou as lágrimas que teimavam em rolar pelo seu rosto.

- Confie em mim Paola, qual o problema?_questionei,já prevendo a gravidade do que ela me revelaria.

- Descobri a cerca de um mês atrás que estou doente,Eva.O médico não me deu esperanças,ele me garantiu que tenho no máximo 6 meses de vida_salientou se permitindo cair em prantos.

- Deus.. isso é sério Paola? O que você tem?_fitei-a perplexa.

- Infelizmente,o câncer já se espalhou por uma parte considerável dos meus pulmões_tossiu seco, dando indícios de falta de ar.

- Sente-se aqui _ajudei-a a se acomodar na cama.Paola realmente estava debilitada,e eu cuidaria dela.Apesar de todo o mal que me fez, é minha única família,e está verdadeiramente arrependida do mal que me causou.

- Eva,posso te fazer um pedido?_pediu,olhando dentro dos meus olhos.

- Claro _assenti, e sorri sem graça.

- Se afaste de Michael,seria capaz de fazer isso por mim? Embora,não saiba demonstrar o quanto o amo,não suportaria morrer com imagem de vocês juntos,se unindo em matrimônio_implorou,tossindo ainda mais.

Deus!!! Era decisão mais difícil de toda minha toda minha vida,eu amava aquele homem,mas Paola é minha irmã,a única família que me restou além de Angel e tenho a obrigação de ajuda-la,lhe dar esse último gosto.Ela está condenada,devo acatar o pedido de uma moribunda e é o que farei mesmo que isso parta meu coração.

- Não se preocupe,descanse.Irei ficar aqui ao seu lado essa noite.Amanhã bem cedo,pegarei minhas coisas no apartamento de Michael e me mudo definitivamente para cá.É perigoso que fique sozinha nesse estado_toquei a testa dela,tentando constatar se estava febril.

- Não precisa vir morar aqui,Eva.Odeio,pensar que estou empacando a vida dos outros_protestou se sentindo culpada por precisar de minha ajuda,infelizmente minha irmã necessitava de cuidados especiais.

- Sem dramas,só quero te fazer companhia_repreendi,demonstrando que ela nunca ficaria sozinha.

- É um anjo,mesmo depois de todas as atrocidades que cometi,se propõe à me ajudar e atende o último desejo de uma condenada_sussurrou com a voz embaraçada.

- Chega de emoções por hoje,hora de dormir_anunciei a cobrindo com uma coberta quentinha.

- Certo vou fechar os olhos e lembrar dos momentos maravilhosos que vivi ao lado de Michael_um sorriso largo preencheu os lábios dela,e de uma certa forma o comentário me pareceu ser uma indireta,por mais que Paola tentasse disfarçar,sentia uma profunda mágoa por Michael ter a deixado e assumido um compromisso comigo.Talvez ciúmes,ao meu ver ela descobriu que o ama tarde demais.Precisou perder para valorizar...

Meus olhos mudaram para um porra retrato de moldura amadeirada no centro da mesa de cabeceira e cruzaram com a fotografia de Michael e Paola abraçados e sorrindo explicitamente.Deslizei meus dedos pela foto,percebendo o quão eles aparentavam ser um casal de apaixonados,o sorriso de Mike resplandecia e se sobressaia,nem mesmo a paisagem vibrante de Las Vegas se equiparava a magia daquele sorriso!

Voltei o porta retratos para seu devido lugar,permitindo que as lágrimas que segurei por todo o dia inundassem meu rosto.Ainda não sabia como viveria longe de Michael,só de imaginar o quão árduo seria me distanciar daquele homem,o choro me atingia em cheio...



Capítulo  25


  Eva  

Eva simplesmente não havia voltado para casa na noite passada.A esperei até altas horas da madrugada,mas o sono acabou me vencendo e adormeci.Chequei as chamadas do celular à procura de alguma ligação de Eva e para meu desapontamento ela não tinha dado sinal de vida.Será que Paola a pediu para ficar para colocarem o papo em dia,se conhecerem mais a fundo? Afinal elas são irmãs, tentei arranjar um motivo para o sumiço inexplicável de minha noiva.

Perguntas e mais perguntas todas sem respostas assolavam meus pensamentos.Por mais que me esforce não consigo acreditar nessa mudança repentina de Paola.De demônio para anjo,tenho receio que tudo isso faça parte de algum plano sujo dela e esteja nos fazendo de idiotas.A campainha soou me fazendo correr escada abaixo ansioso por abraçar minha garota.

- Eva,meu amor... _suspirei fundo aliviado em vê-la.

- Michael,desculpe não te avisar que não dormiria em casa_explicitou com sinceridade seu arrependimento .

- Não se preocupe,creio que você e Paola tenham muito o que conversar_sorri abrindo passagem para que ela entrasse e assim que ela o fez tranquei a porta.


- Mike,tem um minuto? Há algo urgente que precisamos tratar ?_perguntou aparentando estar desolada.

- Claro amor,está linda com o cabelo preso assim!_elogiei embasbacado diante da beleza singular e meiga de Eva.Pode falar_consenti encantado e Eva manteve-se fria,sem ousar olhar dentro de meus olhos.Afinal do que ela estava fugindo?

- Hoje mesmo me mudarei do seu apartamento_afirmou ríspida,evitando ao máximo o contato visual.

- Não entendo..._balancei cabeça negativamente,totalmente atônito.- Que história maluca é essa Eva?_exaltei-me indignado com a decisão súbita dela.

- Simples Michael,decidi morar com minha irmã e me separar de você_ralhou frívola,determinada a destruir nossos sonhos.Aquilo partiu meu coração...

- Enlouqueceu.Eva?_gargalhei sem humor,não acreditando em uma palavra do que ela dizia.

- Não Michael,nunca estive tão sã,aceite que não o amo mais _bradou,perdendo a paciência com minha resistência em não aceitar nossa separação.
-
Claro... Quer dizer então que até ontem fazia planos comigo para o casamento e após voltar da casa de Paola.joga na minha cara que não sente absolutamente mais nada_retruquei incrédulo,diante das explicações  falsas dela.

- Pense como quiser Mike,isso não me diz mais respeito_deu de ombros,me desdenhando .

- Não adianta Eva,a conheço e tenho absoluta certeza que está mentindo_consolidei minha teoria quanto à ela não ter dito a verdade.

- Acontece,que é exatamente o que escutou,não quero mais saber de você_sustentou a mentira com firmeza.

- Então,por que somente só agora diz não me amar? Ah... então não passa de uma golpista _gritei, puxando o braço dela com força.

- Solte-me seu estúpido! Depois de ter me entregado a você de corpo e alma,é isso que recebo em troca ? Nem seu respeito conquiste.._revoltou-se,me lançando um olhar mortífero.

- Não vou permitir que destrua nossos sonhos.Paola à envenenou não é,Eva?_constatei com os nervos a flor da pele,minha intuição me dizia que havia dedo da minha ex mulher na escolha equivocada de Eva.

- Lamento te decepcionar,minha irmã não me influenciou a colocar um ponto final em nossa relação,essa é uma decisão exclusivamente minha_protestou defendendo Paola .

- Conheço Paola Ashley a bem mais tempo que você,morei debaixo do mesmo teto que ela.Portanto posso apostar que está envolvida em toda essa merda e destilou seu veneno em cima de você_mandei meu auto controle as favas a um fio de cometer uma loucura.

- Como  se atreva insultar Paola,Mike?_repudiou minhas ofensas.- Sabemos que não é esse tipo de pessoa.Não há mais nada a fazer além de se conformar que eu e você terminamos por aqui _aconselhou suspirando profundamente.

- Faça o que bem entender,vá em frente...Se mude para casa de sua irmã,destrua sua vida por ela.Parabéns Eva! Merece uma salva de palmas_aplaudi-me com um sorriso cínico escancarado nos lábios.Desenvolvi o hábito de bater palmas em meio a discussões infantis.

- Deveria se envergonhar dessa atitude imatura,Michael.Ela é minha família,Angeline e Paola são tudo que me restou no mundo e eu as amo com todo meu coração.
 

- Sr. Jackson,desculpe interromper,mas tem uma pessoa lá embaixo na sala,querendo falar com Eva.Ela disse,que é urgente_a empregada com uma expressão de pavor anunciou sua presença.

- Mas quem pode querer me ver?_franzi a testa confusa e assenti seguindo a empregada e Michael até a luxuosa sala do apartamento.Meu coração gritava que minha vida mudaria dali para frente,e meu futuro dependia de um desconhecido.



Capítulo  26


  Eva  


Meus olhos marejados pousaram sobre uma senhora de idade,ela tinha o rosto castigado pela idade,linhas de expressão profundas e um pequeno pedaço de papel amarelado.Percebi que a pobre mulher estava constrangida,nervosa ao extremo e me atrevi a me aproximar.

- Olá,boa tarde! Em que posso lhe ajudar,Sra.? Sou,Eva Ray!_estendi minha mão e ela que me saudou com um abraço carinhoso,deixando-me ainda mais perdida.Quem era aquela simpática mulher? Seu olhar tão terno me fazia lembrar de Kelly,minha mãezinha.

- Eva,não queria incomodá-la mas chegou o momento de cumprir com a promessa que fiz a sua mãe biológica.Lembra-se de mim? Trabalho no orfanato que viveu parte de sua infância_destacou esclarecendo o motivo ter vindo a minha procura.Minha mãe,a mulher que não hesitei abandonar as duas filhas em abrigos imundos,a mesma que deveria ter nos protegido,oferecido amor,seu colo para chorarmos.Existem pessoas que devemos esquecer,pois só nos trazem lembranças amargas e foi o que tratei de fazer,mas agora o passado retornava para me atormentar,e eu não podia mais fugir ou me esconder.

Ergui a cabeça,contive o choro e encarei-a como uma mulher independente e madura deve agir.

- Esse é Michael,um..._ponderei as palavras e relutante prossegui.- Um antigo amigo,quem é a Sra.,como me encontrou? _despejei de uma vez todas minhas dúvidas em cima da idosa de traços delicados,sentindo uma camada de lágrimas se formar em meus olhos.




- Sou uma amiga de Teresa,sua mãe e de Paola_apresentou-se com um semblante sério.- Vim para entregar uma carta que ela escreveu meses antes de morrer de câncer.Teresa sempre conversou com os pais adotivos de Paola,eram amigos,e conhecia Kelly a mulher que te adotou,sua mãe nunca as esqueceu sempre buscou por notícias suas e de sua irmã_disse emocionada me entregando dois pedaços de papéis velhos partidos ao meio no centro.Senti o medo percorrer minha espinha e com os olhos lacrimejando mudei meus olhos para a carta de minha verdadeira mãe.





Lágrimas quentes rolavam pelo meu rosto e eu sentia as mãos macias de Michael deslizando por minhas costas no intuito de me oferecer consolo.Queria correr,chorar,gritar que não era capaz de lidar com os últimos apelos de um ser humano que desistiu de mim no momento que cheguei ao mundo.Aquilo já era demais,Teresa não tinha o direito de se impor as minhas decisões,ela me jogou em um orfanato.Simplesmente,me parecia uma blasfêmia desse ser humano fraco,egocêntrico e eu não deixaria me levar pelo torpor da emoção,tampouco me abalaria ou daria valor as palavras daquela mulher.

- Eva,por favor diga alguma coisa meu amor...Hey,estou aqui com você,não está sozinha_a voz preocupada de Michael me trouxe de volta a realidade.

- Eu não posso fazer isso,deixe-me em paz!_berrei e  rasguei os papéis amarelados,saindo dali desesperada,sem ao menos olhar para trás...



Capítulo  27

  Eva  


Por mais que eu desejasse evitar qualquer tipo de confronto com Paola sabia que seria inevitável esconder a verdade dela.Além do mais minha irmã tinha o direito de saber que nossa mãe biológica deixou-nos uma carta de consolação,como se isso a livrasse de todo o mal que nos causou.

O táxi anunciou que havíamos chegado e após acertar a corrida com ele me pus a caminhar a passos firmes até a mansão.Comuniquei minha chegada aos seguranças e rapidamente adentrei a propriedade.As luzes apagadas e conclui que Paola deveria estar no escritório,ela adorava aquele lugar.Era seu espaço,onde lia e refletia sobre a vida.Apesar do pouco tempo de convivência eu a conhecia muito bem.


Rumei até o escritório e me atrevi a entrar sem anunciar minha presença.

- Eva,já estava preocupada.._enfatizou,se levantando da cadeira giratória que estava sentada.

- Desculpe-me,ocorreu um imprevisto Paola_expliquei sem olhar nos olhos dela.Meus olhos avermelhados a fariam desconfiar que chorei e não queria tocar em um assunto doloroso naquele momento

- Por que está desolada? Vamos somos irmãs,confie em mim_colocou as mãos na cintura,esperando que eu revelasse o que me deixou em um estado de tristeza lastimável.

- Uma antiga amiga de nossa mãe biológica apareceu à defendendo,dizendo que ela sempre nos amou.Bem,a mulher também me entregou uma carta escrita por Teresa a mulher que nos trouxe ao mundo_disse,sentindo as lágrimas se apossarem novamente de mim.

- Eva.. Eu sinto muito,mas já tinha conhecimento dessa carta.Cristina,veio até mim antes de procurá-la,fui eu que lhe passei o endereço de Michael,achei que quisesse ter notícias da nossa verdadeira mãe_suspirou com pesar,arrependida de ter mandado a tal Cristina me procurar.

- Não posso acreditar...Aquilo,era a última coisa que eu queria que meus olhos vissem_retruquei áspera,e repentinamente senti uma vertigem violenta.Todos os objetos ao meu redor giravam e minhas pernas não obedeciam mais aos meus comandos.Mesmo com a visão embaçada,vi quando Paola correu para me ajudar e me sentou em uma poltrona que havia ali.

- Hey,querida,o que foi isso? _arqueou as sobrancelhas,sem entender o motivo daquela tonteira.

- Eu não faço ideia,talvez sejam os resultados dos dias conturbados e das últimas novidades_supus ainda sentindo-me fraca e enjoada.

- Está melhor? Porque se não estiver a levarei até um hospital_manifestou sua preocupação e me encarou com um semblante sério.

- É desnecessário se alarmar.Deve ter sido uma queda de pressão_reforcei,tentando acalmá-la.

 - Por acaso existe a possibilidade de esse mal estar ser proveniente de uma gravidez?_perguntou com um sorriso sem graça brincando em seus lábios.Provavelmente,isso explicaria o motivo dos enjoos constantes,as vertigens,a sensação de sonolência,fadiga...

- Então,não vai responder? O que significa que posso estar coberta de razão_presumiu e cruzou os braços,aparentemente feliz.

- Paola,eu estou envergonhada...Deve pensar que sou o tipo de mulher fácil,que se entrega à qualquer um_escondi o rosto enrubescido entre as mãos e a ouvi gargalhar sonoramente.

- Ah! Não ria,isso é tão constrangedor...Eu me cuidei,mas comecei a fazê-lo somente um tempo depois que já estávamos juntos _admiti,percebendo o quão imprudente tinha sido.

- Mana,sabe deveria se manter o mais tranquila possível.Não se culpe,você não fez isso sozinha _insinuou num tom de deboche.Droga ! O sarcasmo dela não tem limites...

- Com certeza,não_fiz uma careta retorcendo a boca.Sim ela estava certa,a responsabilidade não era exclusivamente minha.

- Precisa fazer um teste de gravidez,Eva _alertou deixando as brincadeiras de lado

 - Farei isso amanhã mesmo..._consenti,sabendo que não dava mais para fugir da realidade .




Capítulo  28


  Eva  

3 dias depois...


Sim,eu tinha praticamente certeza que o resultado do exame de sangue indicaria que eu esperava um filho de Michael no ventre e eu não estava enganada.O teste clínico apontava uma gravidez de 2 meses,o exato período o qual eu e ele tivemos nossas ardentes noites de amor,os bons tempos de minha vida.

Permanecia com os olhos vidrados no pedaço de papel constando como positivo para gravidez,deveria correr para contar a novidade a Michael e eu o faria o quanto antes.Paola respeitou meu silêncio e deixou-me a sós no quarto.Mas para minha surpresa a porta se abriu e ela adentrou a suíte bastante apreensiva.

- Qual o problema,Paola?_soltei um longo suspiro,me reclinando na cama.

- Michael,ele está aqui e quer te ver_esclareceu já mais calma.

- Estou indo,não há porque adiar essa conversa_dei de ombros, me levantando da cama e seguindo até a biblioteca que era onde Michael me aguardava.


****
 

Seus olhos negros brilharam quando me avistou  adentrar a biblioteca e ele rapidamente veio em minha direção .Mike me acolheu em seus braços carinhosamente me fazendo perder as palavras graças ao seu perfume delicioso.Aquele abraço me despertava tantas sensações,segurança,me sentia absurdamente amada .

- Como está,baby? Lamento tanto por sua mãe_fez um carinho terno em minha bochecha e em seguida levantou meu rosto.

- Estou apenas vivendo,apagando as lembranças tristes de minha memória.Obrigada,por se importar e estar sempre me ajudando_agradeci,pousando meus olhos sobre o sorriso deslumbrante dele.

- Amo você garota...Nunca à deixaria enfrentar todo esse martírio sozinha_afirmou com aquela voz macia que me deixava fora de órbita e fazia meus batimentos cardíacos acelerarem.

- Mike.._sorri timidamente.- Precisa,saber que espero um filho seu..._disse sem rodeios e ele me girou no ar e começou a distribuir selinhos por toda extensão do meu rosto.

- Sou o homem mais feliz do mundo...Esse sempre foi meu grande sonho,Eva.Tem noção do quão esperei por esse momento.Um filho ! Nunca me sentiria completo,se não pudesse ser pai_beijou minha testa e vi duas lágrimas escorrerem por seu rosto.Michael sorria largamente,parecia não acreditar no que se passava.

- Sinto-me grata por poder fazê-lo tão feliz...Essa criança é abençoada por ter um pai assim_murmurei,contendo a emoção e  à vontade insana de unir nosso lábios.Ah...Se eu pudesse fazer amor com Michael e dizer que o amava mais que a mim mesma.Droga!  Ele continuava sorrindo lindamente,para meu desespero...Aquele sorriso... cativante,que iluminava tudo ao seu redor,e ofuscava a beleza do restante do mundo...

..


Desejei naquele instante com todas minhas forças,não ter que abrir mão de minha felicidade,mas o destino não permitiu que meu desejo se realizasse. Não magoaria Paola,não iria construir meus sonhos em cima da infelicidade de minha irmã.Mesmo que esse sacrifício me custasse caro,eu já havia decidido...
 
Michael Jackson,Deus... Jamais pensei em vê-lo tão radiante e animado,aquilo me emocionou e me fez perceber o homem maravilhoso pelo qual me apaixonei.Infelizmente,não poderíamos nos casar,e seguir adiante com nossos plano, mas o amor  que sentia por Mike isso nem o tempo mudaria,o verdadeiro amor nunca morre,é imutável...





Capítulo 29


  Eva  



- Michael,precisa retornar a sua rotina diária.A fábrica Bracho,não pode se manter sem o presidente comandando os operários e as finanças_ressaltei,preocupada com a dedicação exagerada de Michael a mim.Ele já estava me sufocando com seus cuidados excessivos.

- Hey,é aqui que sou bem sucedido.Cuidando de minha garota,não abro mão de estar ao seu lado, Eva_salientou,relutante quanto a voltar a ativa em seu trabalho.

- Mas tem seus compromissos,e posso me virar bem...Além do mais,Paola está sempre em casa_balancei a cabeça em negativo,reprovando as atitudes de Michael.

- Não,confio em sua irmã..._alterou a voz e estreitou o cenho,demonstrando seu desafeto por Paola.

- Pois terá que se acostumar com a presença dela,se quiser ser um pai presente...Agora,chega dessa conversa desagradável,vá para seu apartamento,descanse e corra para a cerâmica!_incitei num tom de voz ríspido.

- Você é minha prioridade mocinha,e nós dois sabemos que  se sentiu extremamente enjoada essa noite_deu uma piscadela para mim e se sentou ao meu lado na enorme cama a qual eu estava acomodada.

- Mike,grávidas enjoam com facilidade,estou ótima.É apenas a natureza seguindo seu percurso natural,não há nada de anormal nisso!_revirei os olhos, e acariciei minha barriga de pouco mais de 3 meses de gravidez.

- Pode ser que tenha razão,porém esse mal estar não deixa de ser uma excelente desculpa para eu ficar perto de você_sorriu sem cerimônia e pousou suas mãos sobre meu rosto.

- Seu safado! Hey,deveria se envergonhar de usar dessas artimanhas estúpidas para me vigiar_brinquei caindo na risada.Era impossível não se contagiar pelo espírito bem humorado dele.

- Infelizmente,perdi a vergonha na cara e estou disposto a ficar de olho na senhorita_enfatizou despreocupadamente,como se aquilo não fosse o mínimo constrangedor para mim.

- Eva..._limitou-se a dizer e me fitou profundamente como se precisasse me falar algo e não encontrasse as palavras ideais.- Está excepcionalmente linda hoje,Deus sinto tanta saudade de nossas noites de amor _completou,fazendo uma carícia ousada em minha coxa.

- Michael,nem pense em me seduzir.Eu o proíbo!_ordenei e só então me dei conta do quão contraditório aquilo soou.No fundo queria que fizesse o oposto e me amasse até a exaustão.Por mais que me negasse a aceitar,Michael Jackson me tinha em suas mãos,bastava usar seu charme e poder de persuasão para eu esquecer até mesmo de minha promessa a Paola e me entregar à ele.

- Sua irmã nesse exato momento deve estar em uma de suas consultas mensais no oncologista..._insinuou,aprofundando as carícias.Meu corpo queimava de desejo por ele,e clamava por um toque mais íntimo.

Uma névoa de paz adornava aquele homem,toda a dor de minha alma cessava quando estava em seus braços.Então embora soubesse que Paola poderia jamais iria me perdoar por quebrar nosso pacto eu o faria.Apesar de não querer magoá-la,não podia abafar meus sentimentos e me sacrificar por outra pessoa a ponto de perder a chance de ser feliz.

- Por favor,me deixe amá-la essa noite..._sussurrou baixinho,daquele jeito afável o qual nunca consegui resistir.

- Sou sua Mike,faça o que quiser comigo..._dei passo livre para ele prosseguir e  vi um sorriso doce se desenhar em seus lábios.

Michael desceu minha camisola com delicadeza e beijou meu ombro suavemente.Sorri e com as mãos trêmulas o ajudei a desabotoar a camisa de linho vermelha.Mike não limitou-se a beijar parte do meu corpo e distribuiu selinhos desde o meu pescoço até o meu tornozelo me arrancando gemidos longos.Meu coração parecia batia em uma velocidade absurda e cada vez que suas mãos enormes pressionavam meus seios eu pendia a cabeça para trás e arfava.Já estava nua ali a mercê dele e não me sentia minimamente constrangida ou intimidada.A inocente e inexperiente Eva dava lugar a uma mulher sedenta por seu homem.


- Amo você garota...quero que olhe dentro dos meus olhos, enquanto a levo à um prazer que não pode sequer imaginar_pediu com o olhar fixo em mim.Assenti com um sorriso pequeno e ele iniciou uma tortura viciante.Mordiscando e circundando meu clitóris com sua língua aveludada,a cada sugada dele eu gemia sem pudor e afundava mais ainda minhas mãos em seus cachos negros.Michael parecia estar divinamente satisfeito em me ver se contorcendo e  suplicando para que ele fosse mais fundo.

- Quero que se derrame para mim,preciso provar seu gosto novamente_murmurou e voltou a me penetrar usando somente sua língua ávida.Os minutos mais deliciosos de minha vida vieram a seguir quando o orgasmo me atingiu violentamente e ondas de prazer me fazerem tremer e gritar em agonia pelo nome de Michael.

- Tão gostosa, baby..._sibilou entre dentes e se pôs por cima de mim.

- Não aguento mais esperar,preciso fazer amor com você.Sentir o calor de seu corpo,me faça sua!_toquei o rosto dele,tentando não estragar aquele momento singular com lágrimas.

- Também quero estar dentro de você,a possuindo,te levando as "estrelas"_sorriu de canto a canto e beijou minha testa,se posicionando então em minha entrada...Michael empurrou muito lentamente para dentro de mim,e foi me alargando aos poucos,sendo o mais cavalheiro e atencioso possível.Seus lábios estavam se concentrando em beijar todo meu corpo,e suas mãos mantinham-se presas à minhas pernas.Ele começou a impulsionar o quadril contra mim me estocando vagarosamente.Seus movimentos eram cadenciados e precisos,fazíamos amor carinhosamente,palavras românticas saiam de nossas bocas em forma de gemidos sussurrados.

- Oh... Michael,mais rápido por favor_exigi,fechando meus olhos em busca de absorver todo o prazer que ele estava me proporcionando.

- Assim vai me matar,Eva.Porra! É tão gostosa..._grunhiu,aumentando gradativamente o ritmo das estocadas.

A medida que nossa necessidade de atingir o clímax nos consumiu junto  a chama da paixão ele passou a arremeter freneticamente contra mim.

- Goze princesa,quero que goze para mim... _enterrou uma de suas mãos em meus seios e continuou me penetrando sem dar pausa,indo cada vez mais forte,levando-me a um prazer alucinante.

- Mike..isso..é...tão...bom.Vou gozar!_avisei,gemendo compulsivamente no ouvido dele.Todos meus músculos se retesando para depois relaxarem,minha intimidade se contraindo,minhas unhas rasgando a pele de Michael,meus olhos se revirando em sinal de rendição,anunciavam que havia tido meu segundo orgasmo.Michael ainda não satisfeito,me estocava no mesmo ritmo frenético de antes,sua cabeça estava afundada em meu pescoço,enquanto ele segurava minhas coxas e metia  cada vez mais rápido.

Entrelacei nossas mãos e vidrei meus olhos naquele par de órbitas negras.Michael se inclinou para me dar um beijo terno nos lábios e gritou por meu nome,por fim gozando e me preenchendo com seu líquido.Mike desabou no colchão e me puxou para me deitar em seu peito.Nossas respirações pesadas e os batimentos cardíacos acelerados ainda ecoavam pelo ambiente do quarto.

- Então amor,acho que aprova meu desempenho?_franziu a testa e gargalhou sonoramente.

  Bem, Michael sabe como usar seus encantos irresistíveis ao seu favor.

- É um grande convencido,Sr. Jackson,mas devo admitir que foi maravilhoso..._ri me aconchegando nos braços dele,permitindo que o sono me tomasse...



Capítulo  30


  Eva  


Eu não sabia como seriam as coisas dali em diante.Michael era o homem com o qual queria passar a eternidade.Havia caído em tentação e se aquilo tivesse sido um pecado imperdoável eu já estaria condenada a ir para inferno.Em nome do amor que sentia por Michael,seria capaz de abrir mão de meus valores morais.

Costumo dizer que o amor que sinto por esse homem é tão grande que é capaz de contagiar o universo e tão pequeno que cabe dentro do meu coração.Nunca procurei alguém que me completasse,sempre acreditei que deveria me completar para só então encontrar uma pessoa que me fizesse transbordar de felicidade.Me rendi a essa paixão,mergulhei em toda essa loucura mesmo conhecendo os perigos,bem eu não me preocupei em entender,viver ultrapassa todos os limites do entendimento humano.


A única certeza que nutria é de que o amo tanto que já não sei como me livrar desse sentimento e arrancá-lo de meus sonhos.

Passei parte de minha juventude,tentando corrigir os erros que cometi em minha ânsia em acertar.E por longos anos senti como se minha vida me fugisse por entre os dedos,havia me esquecido naqueles tempos de que sempre é possível recomeçar e de minha inabalável força interior.


Vendo Michael dormindo,assim tão serenamente,penso que ele parece um anjo,sim ele é para mim um anjo protetor que me ama,protege,cuida e não tenho a pretensão de perdê-lo para suprir os caprichos de Paola.

 
(...)


Espreguicei-me erguendo meus braços em direção ao céus,me preparando para sair da cama e começar o dia.Mike permanecia em um sono profundo e não tive coragem de acordá-lo.Mesmo com uma preguiça sobre humana,me pus de pé e segui para o banheiro da suíte para fazer minha típica higiene matinal.

Vesti um vestido confortável,e rumei até a cozinha a procura de algo para comer,após gastar toda minha energia com Michael na cama,estava faminta.Abri a geladeira e meus olhos atravessarem um flan de baunilha apetitoso.Peguei a tigela e antes que pudesse me servir,avistei a silhueta imponente de Paola me fitando com os olhos faiscando de ódio.Parecia estar enfurecida e pronta para me atacar com seus insultos cruéis.


- Veja...Já acordada,pensei que iria passar a noite trancada no quarto com seu amado_provocou posicionando as mãos na cintura.


- Paola,precisamos sim conversar,mas para isso é necessário que aja com maturidade e não como uma adolescente fútil_bradei perdendo a paciência com as ironias dela.


- Quem é você para me dar ordens,maninha?_gargalhou apontando seu dedo em meu rosto.

- Caiu fácil nos joguinhos de sedução de Michael..._fez uma careta de asco e inclinou a cabeça em direção ao teto assumindo sua postura elegante.

- Cale a boca !_vociferei.Eu fiz amor com Mike porque o amo,e se quer saber não irei abrir mão dele por você,nem por nada nesse mundo _enfatizei a enfrentando sem hesitar iniciar uma discussão.

- Parabéns! Ao menos agora provou que não passa de uma falsa santa_bradou repudiando meus comentários.

- Sério,então perfeito,vá em frente.Me chame de vadia,faça isso ! Mas suas chantagens emocionais não irão ter efeito sobre minha decisão_gritei em plenos pulmões.

- Não tem ideia de com quem está se metendo,sua coisinha insignificante..._ameaçou .

- Posso estar doente,mas no tempo que ainda me resta a farei engolir essas palavras!_berrou desferindo um tapa violento em meu rosto que me fez perder o equilíbrio e ir ao chão de imediato.

- Paola que merda pensa que está fazendo?_a voz alterada de Michael se fez presente e em um piscar de olhos senti meu corpo ser erguido por ele.Mike fez um carinho em meus olhos e caminhou até Paola,seu semblante estava possuído por raiva e indignação.




- Isso não lhe diz respeito Michael,é entre mim e essa traidora_retrucou cerrando os dentes.

- Está enganada sua desgraçada,nunca mais encostará em Eva!_avisou,voltando a me apertar em torno de seus braços.

- Não preciso que me defenda amor,da próxima vez eu mesma irei retrucar as agressões dessa mulher_pronunciei-me enterrando minha face no pescoço de Michael.Ele me transmitia uma segurança revigorante,podia enfrentar qualquer desafio o tendo me abraçando.

- Comovente a cena,o casal mais patético que já vi!_disse soltando uma de suas risadas sórdidas.

- Vá para o inferno,Paola !_joguei meu auto controle as favas e exteriorizei minha ira.

- Michael,por favor de me tire daqui,não suporto olhar na cara dessa infeliz nem por mais um segundo _pedi convicta de que era hora sumir daquela mansão e viver ao lado do meu homem. Michael apenas assentiu e segurou minha mão me arrastando para longe daquele ser humano monstruoso que eu não conseguia reconhecer como sendo  sangue do meu sangue.



Capítulo 31


  Eva  


- Eva,eu não me conformo que os investidores australianos queiram fechar o contrato em Paris_Michael balançou a cabeça relutante quanto a viagem a Europa.


- Amor,precisa ir e ponto e final...Não se preocupe comigo,eu e o bebê ficaremos bem_instiguei-o a cumprir com seus deveres de empresário.

- Se eu tivesse escolha,ficaria com você,mas eles me fizeram uma oferta valiosa e tenho que cumprir com as exigências desses clientes_estreitou o cenho,me fitando com pesar.

- Hey,não fique chateado assim,são apenas 3 dias_enfatizei tentando tranquilizá-lo.Não que estivesse eufórica com a ideia de  ficar longe dele, ao contrário,aquilo cortava meu coração,porém era necessário.

- Tem razão,serão somente alguns malditos dias de distância!_ seu semblante se tornou sério e seus olhos negros foram tomados uma tristeza penosa.




- Mike,claro que morrerei de saudades também.Prometo ligar todos os dias Sr. possessivo_ri da expressão emburrada dele e Michael acabou fazendo o mesmo.

- Nunca escondi que sou um ciumento,gosto de cuidar do que é meu_reforçou,dando um de seus sorrisos tortos que me fazia abandonar a sanidade e me render aos encantos dele.

- Nem pense em me seduzir,sabe muito bem de suas obrigações_repreendi incisiva e ele continuou com suas provocações comprimindo seus lábios convidativos.

- Eu poderia me atrasar para a reunião da fábrica,afinal quem irá censurar o presidente da cerâmica Bracho,por faltar com horários?_piscou para mim e se atreveu a colar nossos corpos.Sabia o que viria a seguir e sentia-me em chamas.

Michael acariciou meus cabelos e encostou sua testa na minha.Suas mãos inquietas circundavam minhas coxas.Nossos lábios se encontraram lentamente seguindo o ritmo da melodia do amor,enquanto eu me rendia as sensações que o beijo magnífico daquele homem me proporcionava.Sua língua se unia a minha me fazendo esquecer do restante do mundo ao nosso redor.Nos braços de Mike eu sucumbia as facetas da paixão,e me sentia a mulher mais amada do planeta.Conhecendo meus pontos fracos e sentindo aquela famosa excitação perpassando cada poro da minha pele eu desgrudei meus lábios dos dele ainda ofegante.

- Baby,por que está hesitante?_um vinco se formou na testa dele,na verdade Mike estava frustrado.

- Porque precisa ir a fábrica Michael,já chega!_respondi ríspida,colocando a mão na cintura.

- Tudo bem,você venceu...._suspirou pesadamente,se limitando a me dar um beijo terno na testa.

- Deve saber que está atrasado,não é?_indaguei,sabendo que aquela pergunta soava retórica.

- Sim eu sei,quem tem mulher bonita em casa ..._murmurou me analisando maliciosamente,um rubor se espalhou por minhas bochechas em virtude do comentário indiscreto dele.

- Ótimo,então é melhor correr_aconselhei,ainda constrangida.

- Está vendo como você também está louca para fazer amor comigo_argumentou,capturando sua pasta empresarial,se preparando para sair.

- Deus... Como você é convencido,por acaso virou vidente?_revirei os olhos,visivelmente intimidada com as sacanagens que ele proferia.

- Talvez eu seja mesmo,mas as mulheres amam essa peculiaridade da minha personalidade..._exclamou,caminhando em direção a porta.Eu ergui os ombros o lançando um olhar de reprovação e ele fez questão de dar uma piscadela para mim e logo em seguida saiu de minha presença.



Capítulo 32


  Eva  



Era inevitável não estar nas nuvens sabendo quão sortuda em ter encontrado um anjo como Michael eu havia sido.A cada mínimo toque dele em meu rosto podia sentir aquele sentimento crescer dentro do meu peito e se apoderar de meu coração.Claro,que eu me lembrava sempre da promessa que fiz a Paola,mas não seria justo comigo mesma abrir mão de Michael por ela.Minha irmã sempre se mostrou uma pessoa fria,egoísta,prepotente,e de certo modo não amava Mike.Paola queria  tê-lo como seu objeto de desejo,fazer de Michael um submisso que se curva aos seus caprichos.Portanto,eu não deixaria a felicidade escorrer entre meus dedos,para enaltecer o ego de minha irmã.

Mediante à minhas reflexões fui trazida de volta de meus devaneios pelo som agudo da campainha.A empregada tinha ido até o mercado,e a governanta estava de férias,o que me obrigava a atender as visitas.Preguiçosamente,levantei-me da cama e rumei até o andar inferior do apartamento.


****
 
Destravei a fechadura da porta e para minha surpresa meus olhos atravessaram a silhueta elegante e imponente de Paola.





- Mas...o que você faz aqui?_arregalei os olhos,sentindo um mal pressentimento se apossar de mim.





- Vim ter uma conversa amigável com você,maninha _anunciou ironicamente me olhando fixamente.

- Esqueça,não tenho nada a tratar com você_exaltei-me tentando fechar a porta mas ela me impediu de fazê-lo me empurrando e invadindo o apartamento.

- Por acaso está surda?_gritei irritada com a insistência dela.

- Fique tranquila,só quero lhe fazer uma pergunta... _sentou-se no sofá e cruzou as pernas elegantemente.

- Saia daqui,desapareça da minha vida!_ordenei em alto e bom som e obtive como resposta uma gargalhada sórdida de Paola.

Não perdi meu tempo retrucando as imposições dela, não ficaria ali para ouvi-la me insultar.Me apressei em dar às costas para Paola e comecei a subir os degraus da escada apressadamente.Quando bati os pés contra o terceiro e penúltimo degrau,senti meu braço ser agarrado violentamente.

- Solte-me sua maluca!_exigi,tentando me debater contra Paola.Seu olhar estava nebuloso ao ponto de me fazer tremer de medo do que aquela desequilibrada seria capaz de fazer.

- Cale a porra da sua boca,Eva! Por que teve que se meter em meu caminho?_berrou,pressionando ainda mais meu braço.

- Eu nunca tive a intenção de destruir o casamento de vocês..._protestei,me esforçando para me desvencilhar dela

- Sua desgraçada,fez isso porque queria ser como eu! Não passa de uma invejosa,mas jamais conseguirá a se equiparar a mim_imprensou minha barriga saliente pela gravidez de 5 meses sobre o corrimão de metal que adornava a escada.

- Pelo amor de Deus Paola,me deixe em paz!_supliquei,sentindo lágrimas molharem meu rosto.Ela estava impulsionando meu corpo com precisão e meu ventre doía pelo impacto.

- Enquanto eu estiver viva,você e o traidor do Michael não terão o prazer de serem felizes_bradou,me empurrando em direção ao chão.Senti meu corpo ser lançado no ar em uma velocidade colossal,e meu ventre se contorcer de imediato.

Minha visão turva pelas lágrimas,sangue,dor,medo,ódio foram esses os primeiras sensações que me possuíram ao perceber a gravidade daquele queda.Busquei força para chamar por socorro,mas a dor era tão lancinante que os gritos saiam quase inaudíveis.

- Não Deus...Meu filho! Não me deixe perder essa criança..._sussurrei e pousei minhas mãos ensanguentadas sobre meu ventre,fazendo uma oração silenciosa.

Foi assim em meio ao desespero e clamando aos céus por um milagre que tudo se transformou em plena escuridão...






Capítulo  33



 Michael  


Quando meu celular vibrou e meu coração se comprimiu dentro do peito ao ver o nome de Angel no visor minha intuição não estava errada.Como uma tragédia dessas pode acontecer a Eva ? Nunca deveria ter seguido os conselhos dela e a deixado sozinho.Deus ! não consigo fazer nada a não ser me corroer de culpa.Se estivesse ao lado dela jamais teria caído da escada e a vida de nosso filho não estaria em risco.O médico deixou claro que talvez o bebê não tenha sobrevivido.Apenas ao pensar na hipótese de não carregar meu filho nos braços sinto uma ânsia em chorar e gritar para o mundo que não posso lidar com a porra desse remorso.

Estou a horas andando de um lado para o outro na sala de espera aguardando notícias.Angeline quis me acompanhar para oferecer apoio a irmã mas o nervosismo dela não está ajudando em absolutamente em nada.

- Michael,precisa ir até a lanchonete comer um sanduíche ou tomar um suco_aconselhou,preocupada com meu desorientamento.

- Não arredo o pé daqui até o Dr. Burke trazer notícias de minha garota e meu filho_protestei,sendo o mais solicito possível.





- Tudo bem,você quem sabe.._ suspirou profundamente e ambos fixamos nossos olhos na porta que se abriu e revelou a figura apreensiva de Burke.

- Sr. Jackson,infelizmente as novidades não são boas.Eva está estável mas o bebê_ponderou as palavras e abaixou a cabeça.- Sinto muito mas o bebê não resistiu_conclui com um semblante notoriamente triste Queria poder voltar no tempo e fazer tudo diferente! Amei essa criança desde o instante que soube da existência dela.Agora todos meus sonhos foram destruídos e não faço ideia de como Eva reagirá ao saber da perda de nosso filho.Temo que ela enlouqueça,tenha um surto e fique deprimida.Mesmo assim sei de minhas responsabilidades e darei a notícia a ela.

- Dr. Burke,me leve até Eva,quero ser a pessoa que dará pior notícia da vida dela_murmurei,detendo o choro e o seguindo pelos corredores asfixiantes do hospital.


****

- Vou deixá-los a sós_Burke anunciou me fitando constrangido e eu me limitei a encarar a expressão abatida de Eva - Michael como está nosso filho?_indagou com a voz baixinha quase inaudível.Parecia que Eva não queria ouvir a resposta tanto quanto eu não queria lhe responder.

- Eva meu amor,precisa ser forte.Sei que nada do que eu disser servirá de consolo ou aplacará sua dor ,mas prometo te dar quantos filhos quiser_entrelacei nossas mãos e vi uma lágrima solitária rolar pelo rosto pálido dela.O desespero e incredulidade estava refletido em seu olhos cor de mel.Me senti um completo impotente,não tenho o poder de arrancar o vazio da alma.Nem sou capaz de mudar o passado.Se eu ao menos não tivesse sido o infeliz que deixou a mulher grávida sozinha em seu apartamento não estaria me sentindo o pior dos seres humanos.


- Não Mike,ele não pode ter morrido.Isso...não é verdade!_gritou com as mãos enterradas nos cabelos.

- Eva,daria tudo para trazer nosso filho de volta,mas ele está morto_confessei,engolindo à seco.

- Foi ela Michael! Paola,aquela maluca... _vociferou.

- Co..como assim?_perguntei,não entendendo os motivos da acusação.

- Paola invadiu o apartamento e me empurrou da escada _bradou estreitando o cenho.

- Aquela desgraçada,eu avisei Eva,disse que Paola deveria ficar longe de você,porque conheço aquele demônio_ressaltei cerrando meu maxilar.Paola matou uma criança inocente! Porra... a que ponto ela chegou.

Descontar sua raiva de Eva em cima de uma criança.Claro,eu fui casado e apaixonado durante parte de minha vida por uma mulher desequilibrada.Paola é um monstro,sempre soube o quão perversa ela é.Porém daí,ir a procura da irmã no intuito de machucá-la isso nunca previ que aconteceria.Preciso acertar as contas com a assassina do meu filho e não tenho pretensões de ser solidário muito menos civilizado com um ser cruel ao ponto de destruir uma família.Paola Ashley conhecerá o outro lado de Michael Jackson,o homem sedento por justiça,dominado pelo ódio e indignação...






Capítulo  34


 Michael 



- Hey,Michael! Onde está indo com toda essa pressa?_Angel se pôs a minha frente e eu apenas a empurrei e voltei a andar aborrecido.

- Espere Michael !_pediu,correndo para me alcançar.

- Angel...me desculpe,mas agora não tenho tempo para conversar..._enfatizei e ela tocou meu ombro, me impedindo de continuar.

- Paola...Sofreu um acidente,Michael!_gritou com os olhos arregalados e eu virei meu rosto  para a fitar  profundamente.




Sim,tenho nojo de Paola,e estava prestes a ir atrás dela para  a insultar e lhe dar uma lição...Afinal tinha que exteriorizar toda minha fúria na verdadeira culpada pela morte de meu filho.A questão é que não sou medíocre como ela,jamais desejei que se acidentasse,de um certo modo isso me abalou e fez minha raiva se dissipar,dando lugar a preocupação.


- Como... isso aconteceu?_sacudi Angeline em busca de uma explicação plausível.Bem,no fundo eu conhecia Paola o suficiente para presumir que estava dirigindo em alta velocidade.


- Não sei,tudo que me informaram é que o estado dela é gravíssimo e que para não nutrir esperanças..._reforçou ainda em estado de choque,mediante ao acontecimento.


- Paola,está colhendo o que plantou,mas ao contrário do que pensa,não estou feliz com a desgraça dela..._garanti preocupado com impacto que isso teria sobre Eva.

- Conversou com Eva?_encurvou as sobrancelhas,já mais calma,voltando a realidade.

- Sim Angel,acabo de voltar do quarto de minha garota.E sabe o que descobri ?_ri sem humor.Paola a empurrou da escada propositalmente_completei,sentindo o ódio se apossar novamente de mim.

- Meu Deus ! Ela foi capaz disso?_bradou,apavorada com a crueldade de Paola.


- A maldita matou meu filho,e agora tudo que consigo sentir por ela é pena..._suspirei pesadamente, me compadecendo da situação crítica dela.

- É um homem extremamente generoso Michael,não me surpreende vê-lo preocupado com Paola..._deu de ombros,demonstrando não estar abismada com minha atitude.

- Acho que guardar rancor e ressentimentos prejudica a mim mesmo.Além do mais Paola merece ter meu perdão antes de morrer_exclamei relembrando os momentos felizes que compartilhei com ela.Por mais breves e raros que esses momentos fossem Paola um dia fez de mim um homem feliz e eu não desejava a morte prematura dela.

- Tem razão,quando vai contar à Eva?_fitou-me confusa.

- Eu não sei Angel,Eva está arrasada...Tem seus motivos para estar chateada com a irmã,mas merece saber que Paola está à beira da morte.

- Faça isso,antes que seja tarde demais,ela não vai aguentar muito tempo.Se Eva quiser ver Paola viva, tem que ser urgente!_alertou ciente da gravidade dos ferimentos de Paola.

- Farei isso já Angeline,não posso privar Eva de falar com a irmã_assenti,me movendo em direção ao quarto de Eva.

****

- Michael... mas o que faz aqui? Pensei que ia...

- Eva,aconteceu um imprevisto_divaguei,sem a mínima coragem de dar seguimento a conversa.

- Mike do que está falando?_perguntou desconfiada.

- Paola sofreu um acidente e a trouxeram para esse hospital_respondi em um tom de voz levemente rouco.

- Minha irmã,ela ..._cobriu o rosto com as mãos,assumindo uma compostura transtornada.

- Sim Eva,Paola estava em alta velocidade e estão aí as consequências_expliquei,vendo-a iniciar um pranto compulsivo.

- Por que essa história teve que tomar esse rumo? Veja... o que toda a inveja e obstinação de Paola em me destruir acarretou,Michael_murmurou.

- Lamento tanto meu amor..._consolei-a,afagando seus cabelos.Eva precisava do meu apoio.É muita emoção para um ser humano,e ela ainda está frágil se recuperando de um duro golpe da vida.


- Quero vê-la Michael! _exigiu convicta.- Preciso dar o meu perdão a ela para que morra em paz !

- Tem certeza?_ergui as sobrancelhas incrédulo .

- Absoluta,é minha irmã.Apesar dos pesares,Paola merece ser perdoada,não carrego ódio em meu coração,Michael..._afirmou,fazendo menção de se levantar da cama e eu segurei sua cintura à impedindo de o fazer.

- Primeiro,pedirei autorização ao Dr. Burke,ainda está fraca,amor..._depositei um beijo casto na  testa dela e caminhei até a porta me prontificando a falar com o médico...





Capítulo  35

  Eva  


Não importa o quão disposta a me infernizar e me destruir Paola estava.O ódio que ela nutre por mim não me impede de me despedir dela e deixar claro que a perdoo por todo o mal que me fez.Paola sempre demonstrou ser perversa e sua arrogância eminente despertou em mim receio de onde ela chegaria tomando o caminho errado.Não nego que quando soube que o filho que carreguei no ventre e amei desde o primeiro momento de gravidez estava morto,a raiva e sede de justiça me possuiu.Uma criança inocente não deveria perder a vida em virtude de uma rivalidade entre duas irmãs.No fundo sei que Paola não é tão fria,ela apenas busca ferir os outros para aplacar suas frustrações.E nesse instante no qual estou prestes a entrar no quarto dela e a ver definhando me sinto impotente em não ser capaz de salvar minha própria irmã.

 (...)

Respirei fundo,enxuguei algumas lágrimas que insistiam em rolar pelo meu rosto e abri a porta do aposento hospitalar.Paola tinha aparelhos monitorando suas funções vitais,havia passado por uma série de cirurgias delicadas e segundo o médico não respondeu bem a medicação.

Permaneci parada no hall da porta observando os curativos que adornavam o rosto dela,parecia frágil graças a palidez de sua pele.


Tomei coragem e me aproximei do leito de Paola.Por mais que tenha me esforçado para não chorar,acabei permitindo que as lágrimas molhassem meu rosto livremente.Segurei a mão de minha irmã e a vi abrir os olhos lentamente e sorrir de leve.Uma enfermeira que estava aplicando os medicamentos dela correu para remover o tubo que deveria estar à machucando.

- E..Eva_murmurou baixinho.

- Paola,estou aqui com você.Por favor,não faça esforços_pedi,apertando com mais firmeza a mão gelada dela.

- Preciso falar,não me impeça,Eva.Escute,vo..você tem que saber que sempre invejei sua felicidade_confessou e eu não relutei em ouvir.Talvez nunca mais tenha a oportunidade de ter essa conversa com ela,não posso arrancar a chance de se redimir de seus erros de uma moribunda.

- Mas por que Paola? Eu não entendo...Teve tudo para ser imensamente feliz_enfatizei com a voz embargada pelo choro.

- Não Eva,você tem tudo,eu jamais me senti amada,sou uma pessoa vazia..._murmurou baixinho e espremeu os olhos,indicando estar sentindo dores fortíssimas.

- Pare! Por favor,não,se torture_ressaltei,desesperada com a situação deplorável dela.

- Fiz tanto mal a você,estou tendo o que mereço.Sei que não há como reparar todas as atrocidades que cometi,mas eu suplico me perdoe Eva_implorou com os olhos marejados,fixos a minhas reações.

- Eu já perdoei,não carrego rancor em meu coração..._esclareci,percebendo que aparelho o qual controlava o ritmo cardíaco dela estava quase parando.

-  Perdoe-me por atormentá-la.Michael ama você Eva,como nunca me amou,sua presença o provoca borboletas no estômago.Não o deixe escapar,quero que se casem e construam a família de vocês_sorriu e em seguida soltou um gemido longo de dor,e seus olhos se fecharam.Toquei os pulsos dela no intuito de sentir sua pulsação,mas não consegui.Deus! Paola está morrendo,entrou em colapso_gritei,correndo pelo hospital à procura de ajuda.


 ****


Um médico grisalho com um típico uniforme de cirurgião percebeu meu estado de pânico e eu expliquei a ele que Paola precisava de socorro.O homem tentou me acalmar e avisou a equipe médica sobre o ocorrido.De repente,no momento que vi aquele médico correr contra o tempo à fim de tentar reanimar minha irmã,senti como se um fogo queimasse minha alma.Queria poder ajudá-la,ter a transformado em um ser humano melhor,mas eu falhei em minha missão.


Fui direto de encontro ao chão e envolvi meus braços em torno de meus joelhos.A movimentação do hospital e a quantidade exorbitante de médicos que rumavam em direção ao quarto de Paola,me deixavam ainda mais alarmada

Ouvi gritos impacientes e inclinei a cabeça para encarar a pessoa que clamava insistentemente por meu nome.Era Michael com um olhar indecifrável.Senti meu corpo ser erguido por ele e seus braços me acolherem em uma abraço gostoso.


- Eva,sinto muito meu amor..._afagou meus cabelos e ao encarar seus olhos lacrimejados,me dei conta de onde ele queria chegar.

- Eu também sinto tanto_exteriorizei minha revolta.- Ela está morta,não é?_indaguei,sentindo um nó se instalar em minha garganta.



- Sim,Paola não está mais entre nós..._revelou com um semblante triste e eu afundei minhas mãos em seus ombros,tentando absorver a notícia da morte prematura de minha irmã.

- Não pode ser,Mike! Ela é tão jovem,cheia de vida.Paola,cometeu erros,as pessoas erram,mas depois se arrependem_berrei inconformada e Michael me fitou preocupado.

- Sei disso,apesar de tudo Paola,jamais teve a intenção de machucar ninguém,mas ela o fez Eva,e a lei do retorno não falha_suspirou,concentrando toda sua atenção em mim.

- Isso não é verdade,eu deveria ter feito algo para evitar!_retruquei,demonstrando minha raiva de mim mesmo e Michael entrelaçou nossas mãos.

- Nada do que você fizesse mudaria o curso natural da vida,Paola tinha que partir,não é por acaso que nos conhecemos naquele hotel.Tudo isso já estava escrito para acontecer_voltou a me abraçar dessa vez transmitindo sua solidariedade.Michael tinha razão,era assim que tinha que ser.

O destino me deu a chance de conhecer minha irmã,de resolvermos nossas desavenças e mesmo que Paola não esteja mais presente,ela está aqui em espírito e sobretudo em meu coração.Sempre estará em minha memória...As vezes nós seres humanos fazemos coisas cruéis,mas isso não significa necessariamente que sejamos pessoas ruins...




Capítulo 36_(Penúltimo capítulo)


 Michael 


5 meses depois...




Eva tinha um semblante de serenidade encantador e um sorriso leve em seu rosto de traços angelicais.Parecia um anjo caminhando em minha direção.Seus olhos de cor mel reluziam felicidade ,ofuscando a beleza de tudo ao seu redor inclusive os arranjos bem ornamentados de lírios.Finalmente estávamos realizando nosso sonho de nos casarmos e construirmos uma família.Estava tão fascinado diante a beleza de Eva trajando um belíssimo vestido de noiva,que mal conseguia me concentrar nos convidados.


Eva por fim terminou o trajeto pelo tapete vermelho que foi posto no jardim de nossa mansão e eu pude apreciar o brilho de seus olhos a centímetros de distância.Beijei o dorso da mão dela,e sorri largamente a ajudando a se ajoelhar no altar que havia sido preparado especialmente para ocasião junto a mim.A cerimônia procedeu na mais perfeita normalidade,e durante os votos eu e Eva trocamos singelos olhares.Nunca me senti tão em paz,como no momento que fomos declarados marido e mulher.Sabia que apesar de todos os desafios que enfrentamos para termos nosso final feliz,as tristezas se anulavam ali na presença de nossos amigos e familiares.Era um recomeço,nossa vida conjugal tinha início ali,perante aquela cerimônia religiosa.O amor venceu,ele sempre sobrepõe o mal.

Talvez o meu conto de fadas não seja o mais sublime e tampouco aclamado pelo lirismo romântico, mas o amor que encheu meu peito desde que vislumbrei aquela doce garota ,transcendeu as barreiras da classe social, preconceito,e até mesmo o ódio e é sem dúvidas minha ilustre recompensa.


 ****


- Está tão linda,Sra. Eva Jackson_murmurei,girando o corpo dela no ar e voltando  a colar nossos rostos.

- Obrigada,pena que danço tão mal_brincou e eu esqueci o ritmo que nos embalava em uma harmônica dança,tomando os lábios de minha esposa em um beijo urgente e sedento de desejo.

- Hey,é melhor pararmos por aqui,estão todos nos olhando..._enfatizou,desgrudando nossos lábios,e encarando os convidados enrubescida.

- Fica adorável vermelha assim,sabia?_provoquei,tendo minhas mãos presas a cintura dela.

- Você está impossível hoje,marido_repreendeu,balançando a cabeça .

- Tem razão,é que estou louco para ficar a sós com minha bela esposa_pisquei e Eva comprimiu os lábios.

- Então vamos sair a francesa,amor_deu de ombros e eu gargalhei,achando irresistível o argumento dela.

- Essa é uma ideia brilhante baby,está na hora de eu  seguir seu conselho e a levar até as "estrelas"_sorri e logo em seguida mordi o lóbulo da orelha de Eva.

- Chega de perder tempo! Vamos..._ordenou,me puxando ousadamente pelo colarinho.

Entendi o recado e enlacei a cintura de minha esposa,acatando o pedido dela e a guiando até nossa suíte.Estava completamente excitado,somente ao inalar o perfume adocicado e sofisticado de minha garota,entregue as facetas do amor,pronto para levá-la a um  prazer que nem sequer poderia imaginar.

 (...)


Naquela mágica noite eu e Eva fizemos amor intensamente,permitindo nos sentir,nos amar,nos fundir em um só corpo.Tê-la em meus braços gemendo e sussurrando em meu ouvido,foi genuíno e singular.Não era mais como antes,porque ambos compartilhamos a plenitude do amor,nos entregamos sem medos,ou pudores,o que tornou o momento ainda mais inigualável.

O supremo poder da paixão nos tomou e  simplesmente nos detivemos a apreciar as sensações do prazer.A partir dali eu tinha a certeza de que nem mesmo o tempo seria capaz de abalar nosso relacionamento,nada pode separar duas almas que estão entrelaçadas e embaladas pelo mais divino elo que o ser humano já criou,o amor...





Capítulo  37_ ( Último capítulo)


 Michael 

Meses depois...

- Isso...é...mesmo...ver..verdade?_gaguejei,ainda incrédulo com a notícia.- Depois de fazer amor tantas vezes.Oh! Nem posso acreditar... _enalteci extasiado.Eva sorriu serenamente e confirmou   meneando  a cabeça que estava de fato grávida.Tomei-a em meus braços e movi seu corpo em direção ao encontro do meu.

- Shh,nada de lágrimas..._repreendeu ao observar meus olhos marejados.- Michael,essa é a chance que Deus está nos dando de recomeçar.Agora mais do que nunca,tenho a plena certeza de que nascemos um para o outro_minha bela garota concluiu,se aconchegando  em meus braços e eu  acolhi Eva de bom grado,demonstrando todo meu amor e gratidão por ela tornar meu sonho realidade.


 Eva  

 10 anos depois...

Rancho Lost Children  


- Senhores e senhoras,peço-lhes um minuto de sua atenção.Discursos são sempre maçantes e eu pessoalmente preferia pular essa parte,mas infelizmente isso se faz necessário_as risadas discretas de Michael ecoavam pelo ambiente arborizado e ameno.Estávamos próximos de um rancho de mais de 1.000 acres,prestes a inaugurar um orfanato para abrigar crianças carentes e dependentes químicas.Era a realização de um sonho para ambas as partes.A fundação e o rancho ganharam o nome de "Lost Children" e Michael e eu cuidamos dos mais peculiares detalhes,a fim de transformar o local em um verdadeiro lar para nossos pequenos "anjinhos".

Na fundação há profissionais capacitados para ajudar alguns deles a se livraram do vício,contratamos médicos,terapeutas e construídos um parque para o lazer dessas crianças.Claro,que também nos preocupamos em tornar o lugar em um verdadeiro "paraíso da infância",com direito a zoológico,campo de golfe,e acima de tudo regado à muito amor.


- Desculpem minha distração,bem quem tem mulher bonita,vocês sabem..._justificou seu nervosismo, lançando um olhar terno a mim que retribui o gesto com um sorriso.


- Bem,vamos continuar...Nada disso seria possível sem a mulher extraordinária,expressamente generosa que arrematou meu coração.Eva,tem se dedicado inteiramente a esse projeto,analisado minuciosamente uma maneira de receber cada um de vocês de uma maneira afetuosa.E acreditem,quando ela quer sabe ser perfeccionista e determinada...Nada pode pará-la quando decidi ir atrás de seus sonhos.Tenho muito orgulho de ser casado há mais de 10 anos com uma pessoa dona de sentimentos tão nobres.Eu sei que isso soa como um clichê,mas por trás de todo grande homem existe uma grande mulher e eu não fujo desse padrão_riu e enlaçou minha cintura. Angeline também estava presente e nos encarava o tempo todo,nitidamente feliz e orgulhosa por nossa conquista.


Se mil anos viver em cada um deles me recordarei do esplendoroso brilho daquele par de olhos escuros naquela tarde de primavera.


- Amor,obrigado,por sua paciência,por me dar meu tesouro mais "valioso",nossa filha Kate,e principalmente por me fazer entender que a verdadeira felicidade depende de como enxergamos as pequenas belezas do universo,a simplicidade por si só é sublime e é assim que denomino nosso amor_beijou minha testa delicadamente e me entregou a tesoura.

Pude decifrar em seu semblante o consentimento para que eu cortasse a fita vermelha e concretizasse definitivamente nosso sonho.Sorri  timidamente e analisei os rostinhos entusiasmados e ansiosos das crianças,me sentindo pronta para seguir adiante e só então deslizar a tesoura pelo cetim.Antes mesmo que pudesse manifestar minha alegria,quase fui "esmagada" por um abraço em coletivo.Sempre apreciei a companhia de crianças,vejo Deus nos olhos delas,um amor puro,desinteressado e confesso que estar ladeada por um centenas de órfãos me deixou radiante,completamente exultante,com o coração vibrando de alegria.


Quando nos propomos a fazer o bem,compartilhar nossa alma com os mais necessitados,em grande verdade isso retorna a nós em forma de paz,e acabamos sendo os mais beneficiados ao praticar a caridade...


Existem tantos seres humanos sem um casa para morar,ou ao menos um pão para uma refeição.Que tipo de pessoa eu seria se fechasse meus olhos e fingisse que não existe miséria e dor no mundo? Prefiro usar aquilo que me foi dado por Deus para auxiliar o próximo,sentiria que não preciso viver se não o fizesse.Essa sou eu,a imperfeita mulher que ama doar seu tempo e dinheiro aos que por infortúnio do destino perderam seus bens e não tem um rumo a seguir na vida.Às vezes penso que poderia ser eu e minha filha no lugar deles,então meu desejo de levar esperança aos mais carentes se faz presente.Michael também vê isso como uma atitude nobre e importante nos dias em que o egoísmo e ganância dominam os homens.O dinheiro é a raiz de todo o mal,o valor que a sociedade atribui a ele,destrói a pouco o caráter de nossos jovens...

 (...)


- Feliz...Eva? _Michael indagou baixinho,rente ao pé do meu ouvido,enquanto eu observava as crianças correndo pelo rancho e aproveitando brinquedos como,roda-gigante,montanha-russa,o mágico carrossel...


- Como nunca pensei que seria,Michael_respondi,encantada com a animação dos nossos novos filhos de coração.

- Eles são tão doces e adoráveis,não é mesmo?_suspirou,também se sentindo abençoado por seu dinheiro poder proporcionar alegria aos outros.

- Definitivamente,isso é a melhor coisa que já fizemos em nossas vidas_reforcei,repousando minha cabeça no peito dele.A brisa suave da estação das flores tocava meu rosto e o canto dos pássaros agraciava o espaço verde e florido.

Tive ali diante das maravilhas da natureza a certeza de que o amor havia me transformado em alguém melhor.Era nos braços de Michael,sentindo o sol fraco esquentar nosso corpos e o silêncio cúmplice dos amantes nos tomar,que eu queria estar pela eternidade,se ela de fato existisse...As palavras que não saiam de minha boca estavam estampadas dentro dos meus olhos,foi a forma que encontrei de expressar a grandeza de meu amor ao homem que cometeu o crime "impunível" de me completar e roubar meu coração...









143 comentários:

  1. Uau... Mais uma fic da Larissa. Adoro!
    Ansiosa desde já. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por estar aqui Anne eu é que amo suas fics diva <3
      Abraço

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Estou muito ansiosissima Larissa Jackson

    ResponderExcluir
  4. Awww muito ansiosa chegue logo dia 12 *----*

    ResponderExcluir
  5. Ai cara, que sinopse perfeita. Você e suas fanfics ainda me matam!
    Começa logo pelo amor de Deus!! Dia 12, não demore pleas! XD
    Muito ansiosa aqui!!
    Kisses <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh flor fico tão feliz que goste das minhas fics obrigada por acompanhá-las
      las *___*
      Beijinhos sua linda

      Excluir
  6. Olá girls capítulo 1 postado eu espero que apreciem ler essa fic da mesma forma como apreciei escreve-la.Os dias de postagem serão terças e quintas .This is it <3
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Awwwww, que Mike doce <3
    Que fofura cara! Amei, tadinha da Eva... Essa Paola é uma nojenta haushausa ~Viih

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é ele é um doce nessa fic tenho certeza que vai se apaixonar Vivi ^~^
      Obrigada por acompanhar sua perfeita <3<3
      beijão

      Excluir
  8. Ixi, já tomei antipatia dessa Paola... Onde Michael está com a cabeça pra gostar de uma mulher dessas?!
    Nossa, Eva já sofreu muito e ainda sofre, tomara que Michael consiga ajudá-la mesmo!
    Está muito boa, continua!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ao longo da fic vai odiar Paola ainda mais ! Michael está cego de paixão mas quem sabe não abre os olhos ?
      Creio que ele a ajudará sim tem um enorme coração
      Fico feliz que esteja gostando linda,ah meus leitores são mesmo maravilhosos *-------*
      Beijokas:3

      Excluir
  9. Ah, que fofo esse Michael.
    Enquanto a essa Paola, eu quero esgana-la.

    Continua maninha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha quem está aqui de novo ^^
      Uma das minhas escritoras favoritas.Fico lisonjeada em vê-la acompanhando minhas fics Anne até porque é uma autora fantástica e isso é sem dúvidas uma grande honra para mim :-D
      Beijinhos honey

      Excluir
    2. Hello (:
      Cheguei com mais girls.Michael é um amorzinho nessa fic como já perceberão rsrs.Ele tem um grande coração e fará de tudo para ajudar Eva
      Espero que gostem do capítulo
      ;-)
      kiss

      Excluir
  10. Nossa tadinha da Eva, mas tenho certeza que Mike irá ajuda-la *-* <3
    Continua <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele irá ajudá-la sim flor amei o comentário <3

      Excluir
  11. Nossa que Michael doce apaixonada ¨pela fic continuaaaaa *-----------*

    ResponderExcluir
  12. Nossa cara, que vida sofrida essa da Eva. Ainda bem que ela conheceu o Michael.

    Continua flor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá (: Capítulo 3 postado espero que gostem !
      Obrigada por todos os comentários *--*
      Beijinhos :3

      Excluir
  13. AWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWW O MIKE É TÃO LINDO DE VERMELHO <3 MDS MDS MDS. Cara essa Paola é tão nojenta, é o tipo de mulher que me enoja só de vê-la. Não consigo ver a foto dela e não me lembrar de A Usurpadora KKKKKKKKKKKK AMAVA ESSA NOVELA... <3 LARISSA VC SAMBA, DESTRÓI E ARRASA <3 CONTINUEEEE <3
    -Vivih S

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh muito obrigada Vivi kkkkkkkkkkkkk .
      Sem dúvidas Michael fica lindo e sexy de vermelho <3
      Paola é o tipo de pessoa que desperta o ódio mesmo haha !
      Fico feliz que esteja gostando diva *-*
      Beijinhos :3

      Excluir
  14. Atualizada (:
    Gostaria de ver os comentários de vocês é importante para mim
    Espero que gostem,e como disse Michael irá ajudar Eva,e sim ele é louco por Paola vamos ver se ele acorda kkkkkkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Minha vontade é de bater nessa Paola só pela arrogância dela. Aff que mulherzinha chata viu.
    Hum... O Michael já está sentindo uma atração pela doce e inocente Eva né? Hum...

    Continua amore... Bjs ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É parece que Michael está se rendendo aos encantos da doce Eva rsrs
      Bjs honey :3

      Excluir
  16. Cara odeio essa Paola como o Michael aguenta os chiliques dessa nojenta ? Tomara que ele caia na real,Eva é um doce de menina eles formariam um casal tão fofo ! Continuaaaaaaaaa *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É veremos se ele acordará flor (:
      Seja bem vinda,espero que goste da fic *-*
      kiss

      Excluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Tudo bem girls ? Atualizada ! A partir de agora postarei de 2 em 2 para não cansar vocês rsrs...
    Dessa fez Paola foi cruel ao extremo e muito dura com Eva :/
    OBRIGADA PELOS LINDOS COMENTÁRIOS EU FICO TÃO FELIZ EM ENTRAR NO BLOG E LÊ-LOS
    Boa leitura !!!
    Beijinhos no <3

    ResponderExcluir
  19. Continuaaa❤❤❤ odeio a Paola👊👊kk o Michael ja ta apaixonado pela Eva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É parece que ele está se apaixonando ^^
      Bjs amore <3

      Excluir
  20. Nossa essa Paola é insuportável ainda bem que Michael já está gostando da Eva !
    Perfeito *-* Continuaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  21. Cheguei com mais dois capítulos,espero que gostem *--*
    Parece que Michael abriu os olhos ! Veremos se Paola aceitará esse divórcio tão facilmente...
    Abraços :3

    ResponderExcluir
  22. Eles são tão lindos juntos!! Mas sinto que a Paola vai aprontar.. Continua Lah,to amando! ♡♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim são lindos mesmo *-*
      Oh sua diva que bom que está gostando !
      Paola ainda irá atormentar muito Eva...
      Beijos ❤

      Excluir
  23. Nossa Michael vai se separar da megera nem acredito U.U Amando essa fic,continua :*

    ResponderExcluir
  24. Graças a deus o Michael abriu os olhos à tempo !! Continua flor está perfeito estou amando cada dia mais !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. É finalmente se deu conta que Paola nunca irá mudar e do quão cruel ela pode ser !

      Fico extremamente feliz em saber que minha fic está agradando (:
      Obrigada por estar aqui amore *-*
      Kiss

      Excluir
  25. Graças a deus o Michael abriu os olhos à tempo !! Continua flor está perfeito estou amando cada dia mais !!

    ResponderExcluir
  26. Namoral vlh.... Eu odeio essa Paola. Que mulherzinha arrogante da poxa. Aff's
    Larissa minha flor, desculpe meu sumiço. kkk's (eu acompanho tantas fics que me perco) rsrsrs

    Mas em fim. Continue florzinha, essa fic é diva. Bjs ♥♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anne não garanto que não é só você que odeia Paola kkkkkkkkkk

      Sem problemas mas vê se não some mais hein ?Faz muita falta linda
      Abraços :3

      Excluir
  27. Leitora nova... Adororeiiiiii parabéns continue assim... Posta logo.. Acho que essa bitch da paola vai aprontar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vinda florzinha :-D
      Obrigada por estar lendo e saiba que alegrou meu coração saber que está gostando da fic

      Sobre Paola....Sim ela não aceitará essa história de divórcio ainda mais sendo orgulhosa e arrogante como é
      Beijinho ❤

      Excluir
  28. Hello meus leitores favoritos fic atualizada !
    A partir de agora um lindo amor começa a nascer,Michael pode estar confuso e não ter se dado conta mas seu coração já bate mais forte por Eva...

    Agradeço a todos que estão acompanhando e comentando.Saibam que amo seus lindos comentários e eles são meu combustível para continuar <3
    BEIJINHOS

    ResponderExcluir
  29. Continuaaaaa ...... Eita Michael seu lindo *....* coitada da menina rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tadinha Michael quase a mata de vergonha kkkkkkkkkkkkkk
      Lindo,perfeito,romântico é Eva tirou a sorte grande ! Já atualizei *-*

      Beijão <3

      Excluir
  30. Meu Deus, como é que tu para num momento desses Larissa? Isso é provocação pow, só pode! kkkkkk's
    Ainnnn... Não vejo a hora de Michael e Eva estarem sozinhos no quarto.Pois agora o Mike tem uma missão, missão de levar a Eva ao orgasmo. kkkkk's Não vejo a hora.

    Continua logo menina.
    Bjs:*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Anne sou bad hahaha....
      Confesso que fiz de propósito gosto de deixar minhas leitoras maravilhosas curiosas :3

      Brincadeiras a parte tenho que dizer que essa missão não será nem um pouco difícil para a sedução em forma humana kkkkkkkkk

      Obrigada por ler diva já atualizei *--*

      Excluir
  31. Omg vai ter hot da Eva e do Michael *o* Continuaaaaaaaaaaaa logo estou me roendo de curiosidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom agora sim eles se entregaram a esse amor rsrs.Fico tão contente com seu comentários flor (:

      Abraços

      Excluir
  32. Prontas para o tão esperado hot desse casal lindo ?
    Finalmente Michael deu o braço a torcer,e Eva está tenso sua recompensa após tanto sofrimento nossa mocinha merece um amor ! Mas nem tudo que é bom dura muito pode até soar como um clichê porém não será diferente com Eva...

    Oww obrigada pelos comentários vocês são incríveis *---*

    Beijinhos doces <3<3

    ResponderExcluir
  33. Estou passaadaaaa
    ameei! Perfeito demais *---* continua logo amoreee ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado linda *--*
      Beijinhos <3

      Excluir
  34. Esta escrevendo,maravilhosamente bem,continua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owww fico tão contente em ler seus cometários florzinha muito obrigada já atualizei (;
      Abraço

      Excluir
  35. Esses dois são tão perfeitos juntos *--------------*
    Continua Lari sua diva ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho que concordar com você amore Michael e Eva formam um lindo casal.Bem será que irá durar ?

      Obrigada pelos lindos comentários <3<3

      Excluir
  36. Aiii... Que delícia de homem. <3 - Estou ofegante aqui. kkk's Tá bem, parei. :D

    Adorei Larissa, imagina sua primeira vez com uma delícia de homem como esse heim? SONHO <3

    Continua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ui Michael irresistível ainda mais romântico e doce assim *---*
      Imagina ? Eva é uma grande sortuda mas vamos combinar ela merece uma recompensa a pobrezinha já sofreu tanto...

      Amei o comentário diva do meu <3

      kiss

      Excluir
  37. Omg como Michael é romântico vomitando arco-íris aqui *------* Continuaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um perfeito cavalheiro *-*
      Já atualizei honey (:

      Excluir
  38. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  39. Olá meninas ! Capítulos 13 e 14 postados
    A partir de agora as coisas começam a conspirar contra nossa mocinha /:
    Será que Eva irá ser forte o bastante para enfrentar Paola e provar que não roubou nada ?
    Ou o sofrimento dela apenas está começando ?
    Uma coisa é certa a vida não está sendo nada generosa com Eva

    Agradeço de coração cada um que vem acompanhando e comentando ^^
    Aprecio ler os comentário de vocês !!!

    Beijinhos :3

    ResponderExcluir
  40. Continua *...* Eu odeio a Paola mulher nojenta affs .... Coitada da Eva , e agora ? Cadê o Mike que não aparece ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é só você que odeia a Paola flor ela merece o ódio de todos mesmo ...
      Michael viajou a trabalho e irá ficar um longo período fora de Nova York :/
      Obrigada por ler já atualizei !

      Beijos :3

      Excluir
  41. Oh meu Deus ! Essa vadia da Paola não podia ter feito isso com a pobrezinha da Eva .. Que absurdo :c tomara que Mike chegue logo da viagem e tire Eva da prisão... Continua Lari ❤ to amando essa fic *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente dessa vez Paola foi longe de mais e enfiou Eva na cadeia...
      Fico feliz em saber que esteja gostando da fic,eu amei escrevê-la e é uma enorme satisfação saber que estou agradando rsrs

      Beijinhos amore *-*

      Excluir
  42. continua,continua,continua por favor!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por acompanhar já atualizei (:
      Beijão <3

      Excluir
  43. Hello amores ! Cheguei com mais 2 capítulos.Eva está comendo o pão que o diabo amassou e se sacrificando pelas pessoas que mais ama na vida.Ainda virão fortes emoções por aí,nossa mocinha apenas está começando a penar.Talvez Eva esteja tomando uma decisão perigosa em afastar Michael de sua vida e decidir nem telefonar para ele.Mas é tudo por amor...

    Obrigada por estarem aqui seus comentários são muito importantes para mim

    Beijos doces <333

    ResponderExcluir
  44. Meu deus , coitada da Eva , ela não merece passar por isso !! Tudo culpa de Paola ,mulher nojenta , e agora desse demônio Bobby affs a coitada sofre meu deus !! E qual será a reação de Michael quando volta ? Só pra piorar a situação vai acusar tbm a pobre coitada tbm , só pra ela sofrer mais !! Continua flor ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é amore Paola tem uma grande parcela de culpa em tudo isso.Afinal foi ela que armou para cima de Eva e mandou para a prisão.Bobby se aproveitou da situação :/
      Já atualizei (:

      Obrigada pelo comentário me deixa muito feliz vê-la por aqui !

      bjs <3

      Excluir
  45. Nossa chorando aqui a Eva está perdida,esse tal de Bobby é louco.Mike precisa voltar e ajudá-la ou não sei o que será dela :(
    Continua tá perfeita flor *--------*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente só Michael pode ajudar Eva,Bobby é sim um desequilibrado florzinha...

      Abraços

      Excluir
  46. Ma que palhaçada é essa, mds. Sinto que esse Bill vai levar um moonwalk na cara, filha de uma puta. Pobre Eva, só se fode...
    HAUSHAISHAUSHAU CADE VC MAICO
    -Viih

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É veremos a reação de Michael quando descobrir...
      Eva sofre mesmo ! Bom te ver aqui Vivi sua diva <3

      Beijinhos flor

      Excluir
  47. O que? Mas que filho da mãe vlh... :o
    Coitada da Eva, nasceu pra se ferrar mesmo.
    Michael meu filho, cadê você?

    Continua florzinha... <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Eva tem sofrido muito,ela é muita doce,boa e isso as vezes colabora para que ela se dê mal ! Michael precisa voltar sim,e ajudar sua amada...

      Beijokas linda :3

      Excluir
  48. Meu Deus :'( e mais um pra infernizar a vida da pobrezinha da Eva :'( esse desgraçado do Bill ... Raiva desse homem... Michael chegue logo de viagem homi ...
    Continua Lari amando aqui ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim mais um para infernizar a pobre.Bobby é um monstro como disse Eva !
      Awww que bom que está gostando isso me deixa tão feliz honey (:

      Kiss

      Excluir
  49. Chegando com mais para vocês *-*
    Nem tudo será tão fácil quanto parece,mas Michael não irá deixar barato,ele não acreditou nas desculpas de Eva...

    Obrigada pelos comentários <333
    Boa leitura !!!

    Beijão

    ResponderExcluir
  50. Tomara q ela nao minta pro michael...continua t a perfeita❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente florzinha essa mentira deveria ter fim,até porque Mike poderia ajudá-la...
      Fico feliz em saber que está gostando da fic linda :-)

      Beijinho ❤

      Excluir
  51. A Eva não pode continuar escondendo a verdade do Michael :( Continua pfv

    ResponderExcluir
  52. Olá meus leitores favoritos ❤
    Capítulo 19 e 20 postados.Eva persiste mentindo para Michael e agora voltou para casa de Bobby :-\
    Veremos se Mike conseguirá ajudá-la,ele a ama e dificilmente desistirá !
    Até os próximos
    This is it girls <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  53. Coitadinho do Michael.....Eva nao deveria ter falado akilo 🔫 kk amando aki sua diva❤Kk amando aki flor🌷❤continuaaaa ====>

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela está fazendo por amor,teme por Michael e Angeline,Bobby é desiquilibrado !
      Fico feliz que esteja gostando diva é você <333

      Já atualizei,espero que goste !

      Beijinhos

      Excluir
  54. Continua por favor mulier tá perfeita

    ResponderExcluir
  55. Eva não faz assim com o Michael :-( ... Só falta o Michael voltar com Paola aquela biscateira de quinta affs .... Continua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eva também está sofrendo /: mas se sente no dever de proteger Michael e Angel...
      Haha com certeza ele não voltará com Paola seu coração pertence a Eva

      Amei o comentário florzinha :3
      Já atualizei !

      Beijinho <3

      Excluir
  56. Capítulos 21 e 22 atualizados *-*
    Será que agora nosso casal poderá ficar em paz e Paola realmente está arrependida ?
    Garanto que essa fic ainda irá surpreender rsrsrs

    Obrigada pelos comentários !

    This is it >>>>>
    Bjs

    ResponderExcluir
  57. O meu deus coitada de Eva .... Michael seu lindo cuide muito bem dela !! Paola será que virou santa ? ... Continua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela sofreu muito mas o importante é que tem Michael para cuidar dela !
      Paola ainda trará problemas para o casal rsrs...

      Obrigada pelos comentários amore (:

      Beijinhos ❤

      Excluir
  58. Respostas
    1. Já atualizei florzinha *-*
      Obrigada por ler !

      Abraços

      Excluir
  59. Respostas
    1. Já atualizei florzinha *-*
      Obrigada por ler !

      Abraços

      Excluir
  60. Desculpem o atraso nas postagens mas ontem só deu tempo de atualizar minha outra fic !
    Aí estão os. capítulos novos...
    Paola como sempre abusando da bondade de Eva :-\

    Boa leitura !!!

    Beijinhos :3


    ResponderExcluir
  61. Aaaaaaa mais que raiva na hora que o casal estão felizes juntos , vem mais essa da Paola , e a coitada da Eva ainda aceita :-( essa gosta é de sofrê mesmo !! E como será que Michael vai reagir ? Vai sofrê muito tadinho !! Continua flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eva é bondosa e Paola se aproveita da generosidade da irmã !
      É amore parece que o casal ainda enfrentará muitos desafios...
      Já atualizei (:
      Obrigada por ler linda

      Beijinhos <3

      Excluir
  62. Bem agora a situação se torna ainda mais delicada,Eva está sofrendo por ter que abrir mão de Michael e agora mais essa /:

    This is it

    Abraços :3

    ResponderExcluir
  63. A para ser franca acho que Eva está sendo burra , egoísta com ela mesma !! Largar o Michael já é pura burrice !! Pocha ele à ama tanto :-( !! Continua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim eu entendo flor,dá uma certa raiva de Eva rsrs..
      Ela está sofrendo porque não quer fazer a irmã sofrer,irônico isso !
      obrigada pelo comentário

      Já atualizei *-*

      Beijos

      Excluir
  64. Cheguei aqui tbm. \o/
    Bom... Abriu mão de Michael porque quis. Sabemos que Eva é muito doce e tal, mas ela realmente está sendo inteligente ao fazer isso. Não mesmo.

    Continua mana. U.u

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Eva tem um enorme coração e está sendo estúpida !
      Amo te ver por aqui diva <333

      Beijinhos :3

      Excluir
  65. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  66. Gostaria de me desculpar pelo atraso...Tive alguns imprevistos e não consegui atualizar antes
    Mas aí estão mais 2 capítulos e um pouco de alegria para Eva e Michael,eles merecem (:

    Abraços

    ResponderExcluir
  67. Poxa, tem que ser muito lesada para abrir mão do homem que abriu mão da irmã para ficar com ela. Totalmente confusa essa personagem, hein? Quem pensa demais, acaba não ficando com ninguém. Só ela não percebe que a irmã a está fazendo de palhaça e, como se não bastasse, ela tá caindo direitinho no jogo. Não consigo entender como "mulheres" assim conseguem arrumar um homem.

    ResponderExcluir
  68. Capítulos 29 e 30 postados !
    Eva enfim abriu os olhos,o amor falou mais alto e ela se entregou a Michael.Mas o casal ainda tem desafios a vencer rsrs
    Espero que não me abandonem meninas *-*

    Abraços :3

    ResponderExcluir
  69. Graças a deus ela abriu os olhos !!!!! Ela e o Michael tem que ir pra bem longe e viver o amor deles em paz !!! Continua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade amore,eles tem que recomeçar a vida longe de Paola...
      Obrigada por ler (:

      Já atualizei

      Beijos <3

      Excluir
  70. Atualizada ! Dessa vez Paola passou dos limites,e machucou Eva.Será que ela perderá o bebê ?Veremos no próximo...

    Beijinhos :3

    ResponderExcluir
  71. Larissa me põe na fic e deixa eu arrebentar a cara da Paola *....* ( kkk) mulher nojenta , eu odeio ela !! Michael bem que podia voltar agora , fingir sei lá que esqueceu algo e socorre a Eva !! Eu não quero que ela perca o BB !! Continuaaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois amore Paola merece e mesmo uma surra ! Vamos ver o que acontece né...
      Obrigada por acompanhar *-*

      Beijos <3

      Excluir
  72. Não deixa Eva perder o bebe,pois seria uma vitoria para Paola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É flor,vamos ver o que acontece /:
      Fico feliz com em te ver por aqui

      Abraços :3

      Excluir
  73. Não deixa Eva perder o bebe,pois seria uma vitoria para Paola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É flor,vamos ver o que acontece /:
      Fico feliz com em te ver por aqui

      Abraços :3

      Excluir
  74. Eii cadê a continuação ???? Eu estou ansiosa pra saber o que aconteceu com o bb

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá honey tudo bem ?Me desculpe o atraso rsrs,mas já atualizei ! Espero do fundo do meu coração que goste do capítulo (:

      Beijinhos

      Excluir
  75. Atualizada ! É cada um tem o que merece,a chamada lei do retorno tarda mais não falha...
    Obrigada pelos comentários.Essa fic está entrando na reta final girls mas prometo trazer muitas outras histórias para vocês certo ?

    Beijão <33

    ResponderExcluir
  76. Hahahaha ela mereceu !! Matar um cerzinho indefeso é pecado !!!! Acho que agora Eva e Michael serão felizes juntos !! Continua amore !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Paola está colhendo o que plantou...
      Obrigada pelo comentário amore (:

      Bjs

      Excluir
  77. Que dia que vai atualizar ???????? Kkkkkk ansiosa aqui *....*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor tudo bem ?Desculpe o atraso mas já atualizei :-D

      Beijão

      Excluir
    2. Cheguei com mais amores <3
      Essa semana trarei o penúltimo capítulo
      Estamos chegando ao final de mais uma fic !
      Obrigada pelos comentários
      Amo vocês ❤❤

      Beijos

      Excluir
  78. Bem chego ao final de mais uma fic...As gêmeas tem um significado especial para mim,é uma fic romântica,em que é possível sonhar com o tão esperado príncipe encantado rsrs,mas vai além disso.A fic também nos mostrou que colhemos aquilo que plantamos,e mais cedo ou mais tarde responderemos por nossos atos.Há outro ponto interessante,a questão de nunca desistir de nossos sonhos e a lutar pelo amor !
    Espero que tenham apreciado ler essa bela história e continuem acompanhando minhas fics rsrs.Obrigada a todos que leram e em especial aos que comentaram

    Amo vocês amores <3

    This is it...

    Beijinhos doces

    ResponderExcluir
  79. Foi maravilhosa,emocionante e teve tudo para ser uma bela história.

    ResponderExcluir
  80. belíssima história parabéns amore 😉 amei muitão 😘

    ResponderExcluir
  81. belíssima história parabéns amore 😉 amei muitão 😘

    ResponderExcluir