segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

FanFic: "Dangerous Game - II Temporada -" (+18)

Autora: Maricia Jackson








Sinopse:

Michael Jackson e Alexia Heizel. O casal mais improvável mostrou que o amor pode nascer de onde menos se espera.Ambos superaram as brigas,as diferenças, as dificuldades que não foram poucas. Construíram juntos um amor forte, quente, avassalador e apaixonante. 
Nada foi capaz de os separar,as intrigas, as dúvidas, os conflitos.. e nem a morte.Mas.. para Alexia isto está fora de cogitação. E mesmo com seis anos se passando,a certeza de que Michael está vivo só aumenta,a chama no seu coração cresce mais a cada dia, e mesmo com todos ao seu redor a tratando como insana, ela não desiste.

 Ela nunca se esqueceu das palavras de Michael: 'Eu vou voltar pra você''.. e são essas palavras e o amor de sua pequena Christine que a faz ter forças para lutar contra essa perda todos os dias.
Será que Michael realmente está vivo ou a vontade de tê-lo por perto faz com que ela imagine algo que não existe? Alexia vai atrás de sua intuição? Vai provar para todos que está certa?
 Nessa busca desesperada por notícias, muitos segredos serão revelados.O passado de Michael se fará presente.O que esconde esse homem misterioso e aparentemente falecido?





Capítulo 1 




Alexia

  

  11:00 horas da manhã.Essa é a minha rotina,levantar todos os dias as 6:00, acordar Chistine e a levar para a escola.E agora estou aqui,dentro do meu carro esperando minha garota sair da aula.

E lá vem ela animada como sempre.É notável como eu abro um largo sorriso quando ela aparece.

-Mamãe!! - diz Christine ao me ver,pulando no meu colo

-Calma ai Chris,mamãe já ta idosa! - comecei a rir

-Não tem nada! - disse tocando as mãozinhas nos meus olhos

-Ainda! Agora deixa a mamãe matar a saudade! - enchi Christine de beijos

-Mãe!! Meus amigos estão vendo!

-Ui me desculpe senhorita descolada!

-Desculpada! - disse fazendo bico, o que me lembrava Michael

-Agora vamos pra casa que a vovó vai chegar de viagem hoje!

-Sério?

-Uhum.

-E o vovô?

-Não princesa,ele ainda está se recuperando da cirurgia,não pode viajar..

-Tudo bem..

-Então vamos?

-Vamos! - coloquei Chris no chão e seguimos para o carro

  Enquanto dirigia,eu olhava atentamente para Chris.Céus,cada dia que passa ela se parece mais com Michael.

  Seus olhos absurdamente negros,seus lábios cheios,seus gestos.. Mas não somente a aparência,mas o gênio também.Christine herdou o bom humor,a inteligencia e dom de persuasão,além de ter um coração enorme.

  Chegamos em casa e eu fui preparar tudo para receber minha mãe.Bem,nesses seis anos muita coisa aconteceu.Me tornei sócia de Bred,nós levamos a ideia da sociedade a diante,era uma coisa que Michael queria muito. A Dangerous fez sucesso desde o dia que estreou,um problema a menos.Com  Sebastian segurando as pontas,as coisas ficaram mais suportáveis.

   Desde a morte de Michael,eu passei por tratamentos e terapias.Tudo porque eu sempre disse que Michael está vivo. E ainda hoje continuo com essa ideia fixa guardada dentro de mim,pois minha família ameaçou de me internar numa clínica.

  Infelizmente ainda sou obrigada a ir na terapia,mesmo sabendo o quão desnecessário isso é.

Com tudo isso acontecendo,descobrimos a três anos que papai tinha um câncer .Felizmente ele operou e tem se recuperado bem.

-Filha,quer ajuda pra tomar banho?

-Não precisa,já sou grande!

-Tem certeza?

-Claro! - dez minutos depois,Chris me gritou - Mãe!!

-Oi?
-Não consigo ligar o chuveiro.. - eu ri
-"Não precisa,eu sou grande.." .To indo ai! - acabei dando o banho nela.É sempre uma farra,pois começamos a cantar e não paramos mais.
Estava terminando de pentear seus cabelos,eu simplesmente amo esses momentos de mãe e filha.É graças a ela que estou viva.
-Mamãe?
-Sim.
-Você me acha parecida com o papai?
-Claro que sim! Já te mostrei as fotos dele,é a sua cara! - ela riu
-Mãe,você tem foto minha com ele? - forcei a lágrima a não cair
-Quer saber? Eu tenho sim,vou pegar. - fui até meu closet,mas não pude deixar de abrir a parte de Michael.
Em todos esses anos,não tirei uma única peça de roupa e objetos de Michael,eu lavava tudo constantemente e borrifava o perfume abaunilhado que Michael gostava. Assim,eu o sentia perto de mim.
-Aqui está. - mostrei a foto para Chris




-Eu era tão pequena assim?

-Uhum.Ai você tinha três meses.

-Ele era tão bonito e tinha cabelo grande! - ela riu

-É, ele tinha sim! Era grande e cacheado!

-Você sente falta dele? - Chris tocou na ferida

-Todos os dias..

-Queria ter conhecido ele.. - não suportei e deixei as lágrimas a cair

-Você vai um dia.

-Como?

-Nada,meu amor. Só quero que saiba que ele te amava muito,muito! Era o melhor pai desse mundo!

-Não chora mãe. - Chris enxugou minhas lágrimas - Eu to aqui com você!

-Eu sei minha princesa! Nós somos uma dupla .. imbatível - fechei meus olhos me lembrando deste dia.

Flash Back

-Essa é a parte que eu mais gostei! Tenho certeza que você fez a coisa certa!

-Fizemos,baby. Devo isso à você e por isso que decidi que você também vai entrar nos negócios.

-Eu? Ta falando sério Michael?

-Estou! Você arrasou enquanto estive doente. Somos uma dupla imbátivel, honey. Tudo que fazemos juntos é bem feito..


Fim do Flash Back

 Afastei as lembranças rapidamente.Parece que tudo aconteceu ontem,estava tão vivo na minha memória.

Minha sorte é que a campainha tocou e eu pude mudar o assunto.

-Mãe! Que saudade da senhora!

-Oi meu amor! - ela me abraçou - Cadê minha netinha? - Chris foi correndo para os braços dela
-Vovó! Tava com saudade!
-Ah princesa! Você é a neta mais linda desse mundo!
-E mãe.. enche a bola dela não ein! Depois fica se achando ai! - ri
-Mas ela pode! É linda mesmo!
-Filha vai brincar lá dentro,enquanto eu preparo o almoço ta?
-Ok!
-Vem mãe! - segui com minha mãe para a cozinha - Como tá o papai?
-Está bem melhor,graças a Deus! E você meu bem? Essa semana é o aniversário de morte do Michael..
-Mãe,não quero falar disso.. - senti meus olhos inundarem pelas lágrimas
-Me desculpe..Filha você nunca mais foi a mesma!
-E nem serei mãe!
-Alexia,se passaram seis anos,seis anos! Você tem que reconstruir sua vida!
-Minha vida é a boate,a música e principalmente minha filha!
-O Sebastian ..
-O que tem o Sebastian?
-Ele está do seu lado todos esses anos,oferecendo apoio,amizade..
-Eu reconheço mãe,mas meu coração nunca vai ser de outro,nunca! Somente do Michael..
-Ai Alexia..
-Vamos mudar de assunto por favor!
-Tudo bem..
-Me conte as novidades da fazenda!
Preferi deixar minha mãe falando pelos cotovelos,assim ela não voltaria a tocar nesse assunto.Enquanto ela falava,minha mente só imaginava no dia que Michael voltaria..



Capítulo 2 


-Honey? - disse Michael me acariciando
-Sim?
-Posso te fazer uma pergunta..hipotética?
-Pode!
-Alexia.. você já pensou em ser..
-Ser..?
-Ser.. é.. ser ..mãe?
-Eu nunca me imaginei sendo mãe,pois acho que só mulheres nobres podem ter esse privilégio
-Hey, quem disse que você não é nobre? Eu tenho certeza que seria uma mãe maravilhosa e mais linda também! - Michael sorriu e voltou a me beijar..
  
  Acordei no meio da noite após mais um sonho com Michael.É sempre assim,desde o dia que ele se foi.Quando finalmente consigo dormir,a imagem de Michael vem à minha cabeça e uma torrente de lembranças me invadem e é inevitável não sonhar com ele.
  Felizmente já era hora de levantar.Como sempre é uma dificuldade convencer Chris a levantar cedo para ir pra escola.Fui ao banheiro,fiz minha higiene matinal,tomei um banho e fui preparar o café da manhã,mas para minha surpresa,a mesa já estava posta.
-Mãe! Você arrasou!
-Bom dia querida! Quis te dar uma ajudinha.
-Obrigada!
-E onde está a Chris?
-Terminando de se arrumar.Espera,a campainha tá tocando. - fui até a sala e abri a porta
-Bom dia!
-Sebastian! Que surpresa! - ele me abraçou demoradamente - Bom dia,pode entrar..
-Onde está a pequena?
-Se arrumando para a escola.
-Que ótimo! Bem,eu estava passando por aqui perto e decidi dar uma passadinha,eu to sumido!
-Está mesmo! Achei que tinha se esquecido dos amigos! - eu ri
-De você nunca!
-É.. entra,toma café com a gente!
-Não atrapalho?
-Claro que não!
-Estou pronta! - disse Chris - Tio Sebastian!
-Oi princesa! - Sebastian a pegou no colo - Que saudade!
-Eu também tava!
-Oi Dona Eleonor! - disse para minha mãe
-Oi querido,como vai?
-Bem e a senhora,o Sr. Tony..?
-Estamos bem! Vem Chris,hoje a vovó te leva pra aula!
-Eba! - fuzilei minha mãe com os olhos
-Fiquem a vontade,tchau! - me despedi das duas e fiquei a sós com Sebastian
-Senta ai Sebs.. - ele se sentou ao meu lado no sofá
-E então,que carinha é essa Alex?
-Nada.. Só que essa semana completa seis anos da morte do Michael..
-Não suporto te ver assim,meu bem. Você precisa superar isso!
-Sebastian eu não consigo! Eu sinto aqui dentro que ele tá vivo,entende?
-Alexia,passamos quase um ano procurando por Michael e nada! Não há chances nenhuma dele ter sobrevivido e mesmo que tivesse,ele já teria voltado.
-Ninguém pode me entender.. - comecei a chorar e Sebastian me abraçou
-Eu sei que é difícil,mas Alex infelizmente a vida nos prega peças,você não pode passar o resto da sua vida esperando por alguém que não vai voltar. Você tem que abrir seu coração novamente! - Sebastian encostou seu rosto no meu e quando estava pronto para me beijar,eu recuei
-Sebastian,não vamos misturar as coisas por favor!
-Me desculpe Alexia,mas foi mais forte que eu..
-Não precisa se desculpar.É.. eu tenho uma reunião com Bred ..
-Ah tudo bem! A gente pode se ver mais tarde? Combinamos  pizza,lembra?
-Claro! Chris só fala disso!
-Ah que bom,então até mais..
-Até!
   Fechei a porta e me permiti chorar como uma criança.Por quê isso aconteceu,por quê? Nós estávamos tão bem e de repente tudo mudou.
 E de pensar que foi tudo culpa minha! Se eu não tivesse afastado John do meu jeito,Michael não teria se metido nisso..Deus,eu sinto tanta falta dele.Do seu cheiro,seu hálito quente que me arrepiava,seus toques,seus beijos,tudo!  Peguei uma foto de Michael e beijei o rosto dele
-Volta pra mim meu amor..Tá tão difícil pra mim.Você prometeu que nunca me deixaria seu magrelo irritante! Quer saber de uma coisa? Eu cansei! Vou atrás de você Michael,nem que seja pela última vez!

Capítulo 3

Alexia
  
  Fiquei com essa ideia fixa na cabeça.Prometi pra mim mesma que se não der certo,eu vou seguir com a minha vida,mas isso nem se quer passava pela minha cabeça.
  A noite chegou rapidamente,logo  Sebastian chegará e eu contarei sobre meu plano. Ele é o único que me leva a sério,espero que possa me ajudar.
-Mãe!! - gritou Chris
-Aqui no quarto Christine!
-Você tá bonita! É porque o Tio Sebs vai vir? - eu ri
-Não querida,é porque estou me sentindo confiante.
-Por que?
-Umas ideias ai,prometo que se tudo der certo eu te conto!
-Tá certo..Mãe?
-Sim.
-Você gosta do Tio Sebs?
-Claro que sim! Ele é um grande amigo meu,de longa data..
-To falando de gostar pra namorar,que nem você gostava do papai.
-Christine - me virei para ela - Eu nunca amarei outro homem como amo seu pai,nunca!
-Mas eu queria ter um pai como meu primo Rick!
-Você tem um pai Christine! - gritei
-Mas ele não está aqui! Eu nunca vi ele e nunca vou ver! -  Chris gritou e saiu correndo para o seu quarto
-Chris,abre a porta!
-Não quero falar com você!
-Meu anjo,vamos conversar por favor! -  Chris estava irredutível.Aproveitei que mamãe chegou para pedir ajuda
-O que foi Alexia?
-Discuti com a Chris e ela se trancou no quarto.Mãe me ajuda,porque minha paciência ta no fim!
-Christine?  É a vovó,me deixe entrar,querida!
-Só você,mas a mamãe não! - revirei os olhos por causa da birra de Chistine e fui pra varanda. Depois de alguns minutos,mamãe voltou.
-E então? Conversou com ela?
-Sim,está mais tranquila. Alexia,o que está havendo com você?
-Não entendi.
-Sua filha desabafou comigo.Disse que  você anda nervosa,desligada. Será que está regredindo novamente?
-Eu to esgotada entendeu? Você não sabe como é difícil cuidar de uma criança sozinha, de uma boate,de uma casa! E pior,sem o meu marido meu lado!
-O Michael morreu!
-Não morreu não! Eu sinto,mas ninguém é capaz de me entender,ninguém esteve no meu lugar esses anos todos esperando ele entrar a qualquer momento por essa porta! - minha voz saía embargada
-Você vai acabar enlouquecendo Alexia! Pelo amor de Deus!
-Atrapalho? - disse Sebastian
-Pelo contrário! Chegou na hora certa! -  disse deixando os dois sozinhos na sala.
-Alexia,trouxe a pizza.Vem? - disse Sebastian
-Eu estou indo!
-Hey? Muda essa cara ok? Vamos nos divertir hoje..
-Você tem razão.Vou falar com a Christine.
-Vai lá! - a porta do seu quarto estava aberta,Chris brincava com suas bonecas e então me sentei ao seu lado
-Posso me sentar aqui?
-Pode sim.
-Você desculpa a mamãe? Filha eu sei que nunca fui a mãe perfeita que você merecia,que desde que seu pai se foi eu nunca mais fui a mesma.Mas meu bem,se tenho forças é por você entende? Eu te amo tanto ..
-Eu também te amo.Me desculpe por ter gritado.Vovó disse que é errado.
-É sim. Estamos de bem?
-Sim! - Chris subiu no meu colo e me deu um beijo na bochecha,eu a abracei e lhe dei um selinho
-Então vamos,a pizza vai esfriar!
-Oba!!
Passamos a noite comendo,rindo e brincando.Aproveitei que mamãe foi ver um filme com Christine e fui ter uma conversa com Sebastian.
-Deixa que eu te ajudo com as louças. - disse Sebastian
-Ah obrigada! - sorri e aceitei sua ajuda.Quando terminamos,nos apoiamos no balcão - Sebastian?
-Pode falar!
-Tomei uma decisão e preciso da sua ajuda.
-Com o que meu bem?
-Procurar Michael.
-O que? - disse incrédulo - Alexia você enlouqueceu?
-Não.Tenho total convicção do que eu quero.
-Alexia eu não vou compactuar com isso!
-Sebastian você é o único que sempre me ajudou,por favor!
-Alexia você vai passar o resto da sua vida atrás de um homem que já morreu?
-Será a última vez.Eu prometo que se não eu não encontrar nenhuma pista eu desisto.Vou enterrar Michael e seguir minha vida .. com você.Não é o que quer? - Sebastian sorriu
-É tudo que eu mais quero!
-Então me ajude.Pela última vez!
-Conta comigo Alexia.
-Obrigada! - abracei Sebastian e lhe beijei na bochecha.
  Eu estava decidida.Se não encontrasse notícias de Michael,eu iria recomeçar a minha vida ao lado de Sebastian.


Capítulo 4 

Alexia
 Com a ajuda de Sebastian,tenho certeza que vou conseguir o que eu quero,ou pelo menos descobrir alguma coisa.Decidimos que no dia seguinte começaríamos a planejar a viagem à San Diego.
* * * * 
  

   Hoje minha mãe volta para Ohio.Nos despedimos dela,deixei Chris na escola e fui me encontrar com.Sebastian.Não contei para minha mãe,pois eu sei que ela me chamaria de louca.

-Bom dia Sebastian.

-Bom dia Alexia,como está?

-Ansiosa.

-Eu entendo.. - disse entristecido,o que me deu pena

-Sebastian,você conhecia o Michael a quanto tempo?

-Uns dez anos mais ou menos. Assim que ele chegou em Las Vegas.

-Ele não era daqui?

-Não. Michael veio de Chicago até onde eu sei..

-E o que ele fazia lá?

-Eu não sei.Mas acho tem que tem uma pessoa que deve saber.

-Quem?

-Frank.

-Frank? Aquele ladrão?

-Sim.Apesar de ter roubado o Mike, ele sabe muita coisa da vida dele.

-E onde ele está? Vou atrás dele!

-Você tem certeza? Ele tá preso Alexia!

-E dai? Eu nunca soube nada de Michael,isso pode nos ajudar.

-Você não vai desistir não é mesmo?

-Exatamente! - Sebastian suspirou

-Vamos.Eu sei onde é a penitenciária que ele está.Ele provavelmente não concluiu a pena ainda.

  Seguimos juntos ao presídio municipal de Las Vegas.Eu nem ligava pro lugar que eu estava indo.Só queria saber a verdade sobre a vida de Michael.

-Alexia,o delegado concedeu o horário de visita para nós.Vamos?

-Vamos. - controlei a vontade de esganar esse filho da puta e entrei junto com Sebastian na pequena sala em que Frank nos esperava.

-Olha que visita ilustre! - disse debochado - O que querem comigo?
-A verdade. - disse com ímpeto
-Que verdade garota?
-Você sabe que ele morreu não é? - disse Sebastian
-É eu soube.. que pena.
-Me poupe da sua falsidade! - eu disse - Mesmo você sendo um desgraçado invejoso,você conhecia o Michael antes de virem pra Las Vegas,certo?
-Sim.Por que?
-Frank,Michael nunca me falou da sua vida,eu não sei absolutamente nada! Preciso que você me diga,por favor!
-Hmm agora que ele morreu,não vejo problema em falar.
-Então me diz!
-Michael já foi preso antes de virmos pra cá.
-O que?
-Foi acusado de matar um homem.
-Eu não acredito! Michael nunca faria isso!
-E não fez.Quer saber eu vou te contar.Eu vi toda a treta de perto,sei de muita coisa ..

Flash Back

-Michael,tem certeza que essa mulher é confiável?

-Mas é claro que sim Frank. Eva é a mulher da minha vida,confio totalmente nela!

-Hm mas você sabe que ela é casada com um mafioso cara! Se Robert descobrir ele mata vocês dois!

-Ele não vai fazer nada! Eu vou levar Eva comigo e se preciso,eu o mato!

"Michael sempre foi corajoso.Ele estava completamente enfeitiçado por Eva e faria de tudo para ficar com ela.Eu presenciei algumas vezes os dois juntos."

-Michael,eu tenho tanto medo.. e se Robert nos pegar?

-Não tenha medo gata! Eu sei lidar com esse bandido.Vou te levar pra longe daqui e vamos ser felizes juntos,ouviu? - Michael a colocou no colo dele e começaram a se beijar ali mesmo

-Hey,eu to aqui ta! - eu disse interrompendo

-Então saia,quero ficar a sós com a minha garota!


" Eles se davam muito bem.Fizeram milhares de planos juntos mas foi ai que a coisa toda aconteceu.Robert deve ter descoberto a traição e armou um barraco,bem isso foi o que a Eva disse.

O cara foi encontrado morto e a culpa caiu sob Michael.Tudo levava a crer que ele o matou.Michael chegou a ficar dois anos preso.

  Mas então descobrimos a verdade.Eva sempre foi uma cadela,nos sabíamos.Mas não o quanto imaginávamos.Foi ela quem matou Robert pra se livrar dele,roubar sua grana e vazar.

Então a piranha armou pra cima do Michael,diz ela que fez por amor,coisa que eu não acredito.

Michael conseguiu provar a inocência e veio pra Las Vegas.Os dois tiveram uma briga feia,Michael se decepcionou muito com ela,nem a denunciou.Em troca ela sumiria da vida dele de vez."

Alexia

Eu sentia como se dez facas fossem fincadas no meu peito.Eu nunca poderia imaginar que tudo isso aconteceu com Michael,e pior que tivesse outra mulher na vida dele.Eu não conseguia raciocinar.

-Você deve ta pensando nessa mulher ne? - Frank disse me voltando a realidade - Relaxa,Michael já tinha esquecido ela quando você apareceu,eu acho né? ..

-Sebastian,vamos embora..Obrigada Frank.

  Saí do presídio totalmente desnorteada.Por que Michael nunca me contou isso,por que?

-Alexia,não fica assim.Isso foi há muito tempo,ele nem te conhecia.

-Eu sei Sebastian,mas é tão estranho..

-Eu sei..  Você ainda quer continuar com isso?

-Agora eu vou até o fim!

-Ok. O que quer fazer agora?

-Achar essa mulher,mas não agora.Meu foco é o Michael,vamos para San Diego!

  Voltei pra casa decidida.Pedi para que Sarah e Bred,que são  padrinhos de Chris, cuidassem dela enquanto eu viajava. As passagens já estavam compradas,nos iríamos também para as cidades vizinhas.

-Mãe,você vai viajar? - disse Chris ao me despedir dela

-Sim meu amor,mas eu volto logo ok? Você vai ficar com a tia Sara e o tio Bred,se comporte,certo?

-Deixa comigo!

-Pra que essa viagem repentina? - disse Bred

-Eu explico depois.Estamos a atrasados,qualquer coisa me liguem ta?

-Não se preocupe.Boa viagem! - me despedi deles e fui encontrar Sebastian.

  Agora que entrei nessa história,não posso recuar.Eu sinto que dessa vez nada será em vão..





Capítulo 5 



Alexia

  A viagem foi até San Diego foi tranquila,mas voltar àquele lugar depois de tudo o que aconteceu ainda era muito doloroso.Decidi acalmar meu coração e focar no meu plano. Isso tem que dar certo!Sebastian descobriu um pequeno vilarejo nos arredores da Ilha do Coronado,local onde tudo aconteceu.
  O  barco nos levou até lá,meus  olhos miravam em todos os lugares na esperança de quem sabe assim,encontrar Michael.
-Vem Alexia! - disse Sebastian pegando na minha mão
-O  que vamos fazer?
-Sair perguntando por ai.Eu trouxe algumas fotos do Michael.
   Saímos perguntando para todos que víamos pela frente.Nenhum soube dizer se viu um homem com essas características ou não.Aquilo já estava me irritando.
-É melhor voltarmos pra cidade,não encontramos nada por aqui..
-Não é possível!
-Alexia,entenda! Eu te falei que não encontraríamos nada! Nós já reviramos aquela ilha de cabeça para baixo,agora esse vilarejo..
-Vamos pelo menos procurar em San Diego,nos hospitais que não procuramos na época..Por Favor!
-Tudo bem.Mas se em dois dias não descobrirmos nada nós vamos embora ok?
-Tudo bem! - suspirei
-Então vamos.O barco já está a nossa espera,tá ficando tarde.
-Vamos.. - fomos para San Diego.Nos hospedamos em um hotel e no dia seguinte continuaríamos atrás de pistas.
-Vai ficar bem? - disse Sebastian me deixando na porta do meu quarto
-Vou sim.Sebastian eu não tenho palavras pra te agradecer pelo que você está fazendo por mim..
-Alex.. - Sebastian se aproximou - Já disse que a sua felicidade é o que me importa.Vou fazer de tudo para encontrar Michael acredite.. - senti seus dedos acariciando meu rosto
-Eu sei que vai.. Boa noite Sebs.
-Boa noite..
  Tomei um banho relaxante e caí na cama.Eu adoro o Sebastian,ele tem sido incrível comigo e com minha filha por todos esses anos.
  Mas não consigo sentir mais nada além de amizade e gratidão.Na verdade nunca sentirei por outro homem o terço do que sinto por Michael. E mesmo que Michael realmente esteja morto ainda sim não mudará nada.

(...)
 
   Acordei bem cedo e tomei meu café rapidamente,não queria perder tempo. As coisas que Frank me disse ficavam martelando na minha cabeça.Quem será essa mulher que revirou a cabeça do Michael? Será que se ele tivesse aqui comigo ele teria me contado essa história?
-Alex? - Sebastian  bateu na porta
-Oi! Bom dia!
-Ja está pronta?
-Sim,não quero perder tempo nenhum!
-Eu sei.. - ele sorriu
-Podemos ir?
-Claro!
  Decidimos visitar os hospitais nos bairros mais pobres e distantes,não havíamos feito isso antes,achei que seria uma boa ideia.
-Esse hospital é bem simples,acha que temos chance ai? - disse Sebastian
-Não custa tentar.. - entramos na recepção do pequeno hospital.Procurei por algum atendente e nada!
-Será que ninguém trabalha nessa porcaria?
-Calma Alex,olha ali aquela moça.
-Hey! Posso falar com você?
-Sim.Algum problema?
-Na verdade eu preciso de ajuda.Uma informação.
-Pode dizer!
-Há exatamente seis anos uma..lancha explodiu na Ilha do Coronado,você ficou sabendo?
-Claro que sim.Não se falava de outra coisa por aqui..
-Então você sabe se esse hospital ou qualquer outro recebeu feridos?
-É.. - a moça olhou para o lado.Senti que ficou nervosa
-E ..? 
-Não,não senhora.Eu trabalho aqui faz oito anos,nunca..nunca soube de nada! - ela gaguejou
-Tem certeza? - disse Sebastian - Nunca viu esse homem aqui? - Sebastian lhe mostrou uma fotografia para ela
-Hmm na..não,nunca vi na minha vida! Era só isso? Eu tenho que ir.
-Espera.. - ela nem se quer olhou pra trás e saiu
-Deixa Alex.
-Você viu isso? O jeito que ela ficou?
-Na certa achou que éramos da polícia,ficou nervosa,medo de sobrar pra ela.
-Você acha que é isso?
-Já vi muitas cenas como essa no meu trabalho.
-Nenhuma notícia! - bufei
-Calma Alexia.. vamos ver em outros hospitais ok? Vamos também procurar em clínicas,retiros..
-Tudo bem..
(...)
  
 Reviramos todos os hospitais de cabeça para baixo e nada.Aos poucos eu já começava a achar que Michael realmente estava morto.Só de pensar nisso eu entrava em desespero.
Acontece que rodamos toda San Diego,São Francisco e cidades da costa.Enfim,voltamos a estaca zero.Hoje voltaremos para Las Vegas.A dor dentro do meu peito me dilacerava,as chances de encontrar Michael estão cada vez menores e agora eu teria que cumprir minha promessa à Sebastian.
  Assim que chegamos em Las Vegas quis ir direto pra casa.Pedi para Sebastian me dar um tempo,eu precisava descansar e pensar um pouco sobre o que estava acontecendo.Liguei para Bred trazer Chris.Ela teria que ser a primeira a saber da minha decisão.
-Filhota!! Que saudade! - disse abraçando Chris
-Eu também tava com saudades mamãe! Você demorou!
-Mas agora eu estou aqui! Oi Bred! Obrigada por cuidar dela.
-Imagina querida! 
-Filha,vai tomar um banho. Já estou indo ok? 
-Tá!
-Então, agora pode me contar?
-Fui atrás de Michael.
-De novo baby? 
-Sim.Decidi que seria a última vez.
-E então,como foi?
-Ah Bred.. - senti as lágrimas se formarem - Não encontrei nada,mas soube de uma coisa que acabou comigo!
-O que Alex? - contei para Bred tudo que Frank me contou,ele ficou chocado
-Agora você entende?
-Meu Deus! Que loucura! Mas por que você tá assim?
-Porque eu nunca poderia imaginar que ele teve outra mulher,que ele a amava!
-Eu duvido! Alex,você também teve seus namorados,assim como o Michael.Ele pode até ter gostado dessa Eva,mas amor ele só sentiu por você!
-Do que adianta agora ein? Ele nunca mais vai voltar!
-Não chora minha amiga,por favor..
-Bred,eu tomei uma decisão.
-Qual?
-Eu prometi pro Sebastian que se eu não provasse que Michael está vivo,eu ia seguir minha vida..com ele.
-O que quer dizer com isso?
-Que vou dar uma chance para Sebastian.
-Baby,você tem certeza?
-Não.Mas também tanto faz,eu nunca mais terei o Michael,não importa mais..
-Eu vou torcer pela sua felicidade.. Você merece meu amor!
-Obrigada viu!
-Agora deixa eu ir, tenho que abrir a boate.
-Amanhã mesmo eu volto tá? Tô em falta com você..
-Não se preocupe baby! Vou indo,qualquer coisa me liga!
-Pode deixar! - assim que Bred saiu,fui ao quarto de Chris dar a notícia pra ela.
-Hmm ta tão cheirosa.. 
-É o mesmo perfume que você usa! Gostou?
-Mas é claro que sim! Filha,preciso muito da sua opinião.
-Pode falar!
-O que você acha da mamãe dar uma chance pro Tio Sebastian?
-Tá falando sério? - Chris ficou radiante
-Sim! E então?
-É claro que adorei! Ele vai ser meu pai?
-Não! Seu pai é o Michael e sempre vai ser.O Sebs vai continuar sendo seu tio ok?
-Uhum!
- Ele vai chegar daqui a pouco,mas isso é segredo nosso tá?
-Pode deixar!
  Por fora eu tentava mostrar para Christine que eu estava feliz,mas só Deus sabe como meu coração está partido,mas é como eu disse para Bred,eu nunca mais serei feliz,mas tenho que pensar pelo menos na minha filha.
  Sebastian chegou e fomos assistir um filme,nós três.Logo Chris pegou no sono e eu fui colocar ela na cama.
-Bem,acho que já ta na minha hora né? Mas antes eu .. preciso te dizer isso..
-O que?
-Alex,quer namorar comigo? - droga! Antes pensar nisso tava bem mais fácil,mas agora.. Respirei fundo e decidi lhe responder
-Eu aceito! - Sebastian abriu um largo sorriso e me abraçou.
  Eu não conseguia sentir nada.Era como se eu estivesse anestesiada,mas agora já tá feito.Seja o que Deus quiser.



Capítulo 6 

Alexia
  

 Passei a noite toda chorando me sentindo a pior mulher da face da terra.A imagem de Michael vinha a minha cabeça a todo momento,mas ai eu lembrava do namoro com Sebastian e a culpa me consumia.
  Quando finalmente consegui dormir já era hora de levantar e foi o que eu fiz.Acordei  Chris e a preparei para a escola.
-Mãe você e o tio Sebastian já estão namorando?
-Sim. - disse com pesar na voz
-Você não está feliz? - Chris se virou para mim
-Claro que estou.. - desviei o olhar
-Eu te conheço mãe,sei quando está triste!
-Eu to bem,querida! Eu te prometi que lhe faria feliz lembra? Eu te amo princesa!
-Eu também mãe! - nos abraçamos
-Agora você tá atrasada,ainda tem que tomar seu café da manhã!
-Tá bom! - resmungou
(...)
 
   Dois meses se passaram.Minha família adorou a notícia do meu namoro com Sebastian,o próprio então nem se fala! Bem,pelo menos alguém está feliz..
  Sebastian tem sido muito paciente.Nosso namoro não passa de passeios com Christine,beijos,amassos..nada mais que isso. Eu deixei bem claro para ele que precisava de um tempo para me acostumar com tudo isso e ele me entendeu perfeitamente.
-Amor? - disse Sebastian entrando na cozinha - O que está fazendo?
-Tentando cozinhar! - eu ri
-Deixa comigo,vou fazer panquecas..
-Não! Panquecas não! - automaticamente me lembrei de Michael..

Flash Back

-Alexia que cheiro de queimado é esse?
-Urgh! Eu to fazendo panquecas!
-Jura? - disse analisando as panquecas queimadas - Pensei que fossem carvão!
-Saí daqui ta! Eu to morrendo de vontade,caramba!
-Está com desejo? - perguntou eufórico
-Sim.. - disse fazendo careta
-Deixa que eu faço,ho..eu faço.
-Continua!
-Continua o que?
-O que você tava me chamando..
-De honey? - disse animado
-É.. -Sabia que sentiria falta.. - ele riu - Agora vai lá pra dentro e espera eu fazer isso aqui..


Fim do Flash Back


-Alex,você tá ai? - Sebastian disse me voltando à realidade
-Oi,to ouvindo..
-Não gosta de panquecas?
-É.. eu não gosto!  - forcei um sorriso
-Bem,eu posso fazer outra coisa.. Macarronada?
-Pode ser..! Chris adora..
-Ótimo! Agora vem me dar um beijo! - sorri e enlacei seu pescoço lhe dando um beijo morno.
 De pensar que com Michael nossos beijos eram como fogo e gasolina.O mínimo toque daquele homem me excitava.. Afastei as lembranças rapidamente.
-Agora vai cozinhar,estamos com fome!
-É pra já linda!
  O jantar foi perfeito,rimos bastante e como sempre Chris apagou no meu colo.Eu simplesmente detestava os momentos que ficava sozinha com Sebastian,era extremamente desconfortável.
-Ela dormiu?
-Sim! - me sentei ao seu lado no sofá.Sebastian se aproximou mais de mim e passou a acariciar minha coxa,eu tentei recuar,mas ela impediu
-Alexia.. - Sebastian começou a me beijar e a levantar meu vestido, eu tentei acompanhar seu ritmo,mas cada vez que o clima ia esquentando,as lembranças das noites tórridas de sexo que tinha com Michael vinham na minha mente.
-Para,para!
-O que eu fiz? - disse assustado
-Nada! Me desculpa Sebastian,mas eu não consigo..desculpa..!
-Olha pra mim Alex. - Sebastian tocou meu queixo - Não fica assim,eu disse que seria paciente e vou ser ok?
-Obrigada,você é incrível sabia?
-Hm eu tento! Alexia tenho uma proposta pra você.
-Pode falar!
-Essa semana terei um Congresso em Milão,eu queria muito que você fosse comigo..
-Pra Milão?
-Uhum! Serão só dois dias,o que me diz?
-Eu vou sim! - senti algo inexplicável em relação à essa viagem
-Que coisa boa!! Será depois de amanhã ok?
-Certo!
-Bom,eu vou indo.A gente se vê amanhã?
-Claro! - sorri
-Então durma bem! - Sebastian me beijou e foi embora.
  Fui pro quarto e caí na cama depois dessa arregada.Fiquei pensando nessa viagem,senti uma ansiedade fora do normal..




Capítulo 7



Alexia





A viagem para Milão foi tranquila.Assim que o avião aterrizou fomos direto para o hotel,tava um frio terrível e tudo que eu mais queria era voltar pra casa,mas não entendo porquê meu coração batia acelerado desde que pisamos nessa cidade.
-Vamos para o quarto? 
-Sim! - droga! Vou ter que dormir na mesma cama que Sebastian..Certo,terei que usar meus truques.
-Está cansada querida?
-Uhum..Vou tomar um banho. O que vai fazer no Congresso?
-Algumas palestras.
-Está nervoso?
-Não,não. - ele riu - Eu meio que já me acostumei com isso.
-Mas é claro! Você é um dos melhores na sua área!
-Fico até lisonjeado honey..
-Do que me chamou? - gritei
-O que? Honey?
-Nunca mais me chame assim! - me levantei abruptamente
-Me desculpa..Ah como eu pude esquecer.Michael te chamava assim ne?
-É.
-Até quando vai viver de passado? Alexia eu to vivo,o Michael não! - Sebastian se levantou e saiu do quarto nervoso,mas voltou arrependido - Alex?
-O que?
-Me desculpa,eu não devia falar assim..
-Sebastian,isso não vai dar certo,eu fui precipitada..
-Não! Alexia não fala isso! Eu sei que é difícil,mas vamos tentar,por favor!
-Tá certo.. Mas eu não te prometo nada ok?
-Ok. Vou descer e pedir nosso jantar.
-Eu estou muito cansada,não quero.
-Tudo bem,amanhã vamos conhecer Milão,o que acha?
-Eu vou adorar.Ah me leve no shopping,eu prometi para Christine que compraria brinquedos pra ela.
-Pode deixar!


(...)

  A manhã logo chegou.Acordei me sentindo estranha,provavelmente por estar em um país diferente.
Esperei Sebastian descer para o saguão e fui tomar meu banho.Me arrumei e desci para tomar o café da manhã.
-Está linda Alex! - disse Sebastian sorridente
-Obrigada! - tomamos nosso café conversando agradavelmente.
Assim que terminamos,fomos as compras. Sebastian havia alugado um carro para podermos nos locomover pela cidade.
Paramos no primeiro shopping que encontramos.Era enorme e luxuosíssimo.Fomos até as lojas de brinquedos e compramos alguns.
-Sebastian,eu vou na loja de discos e já volto ok?
-Ah espere eu escolher os livros e eu vou com você!
-Não precisa.. Só vou dar uma olhadinha,não demoro.
Eu precisava ficar sozinha um pouco.Eu adoro o Sebastian,mas tem hora que ele fica muito grudento e eu detesto isso.Eu preferia as grosserias do Michael,seu jeito de me irritar,sua falta de educação.Tudo isso me deixava ainda mais apaixonada.
Fui até a prateleira de discos para ver os lançamentos.Tinha tantos CDs que eu adorava que minha vontade era de sair comprando tudo.
Eu estava procurando o novo álbum do Arctic Monkeys,mas não encontrava.Decidi olhar na outra prateleira, que ficava perto da porta da loja.
Quando desviei meu olhar para o caixa eu gelei.Meu coração falhou,senti o ar fugir de mim quando olhei para o homem parado no balcão.




-Michael? - disse inaudível.Eu queria gritar,mas minha voz não saía. 
Só podia ser ilusão.Ele estava tão diferente,mas céus! Eram os mesmos olhos negros,a pele pálida,a boca bem desenhada.Era ele! Era o meu Michael!
Só acordei do transe quando o vi se dirigir para a saída.
-Michael!! - consegui gritar.Todos me olhavam com cara de assustados - Michael! - continuei gritando até que ele me olhou confuso. Não tenho mais dúvidas. É ele!
Michael se virou novamente e foi puxado por uma mulher.Saí correndo naquela multidão aglomerada do lado de fora para alcançar Michael.
Continuei gritando,mas a mulher andava a passos largos,segurando possessivamente na mão dele.Eu ia alcançá-los quando senti alguem me puxando e de repente tudo ficou escuro.
Acordei deitada na cama do hotel.Minha cabeça ainda girava e então as lembranças voltaram na minha mente.Tentei me levantar,mas fui impedida por Sebastian.
-Alexia,não levante! 
-Eu tenho que ir atrás dele!
-Dele quem?
-Do Michael! Ele tava lá eu vi,eu vi!
-Alexia se acalma! Por que tava gritando igual uma louca naquele shopping?
-Porque eu vi o Michael! Ele estava lá na loja!
-Alexia você tá delirando!
-Acredita em mim! Era ele sim! Eu gritei o nome dele e ele se virou pra mim!
-Chega! - Sebastian gritou - Será possível que você não vai aceitar nunca que o Michael morreu? Está morto Alexia! Tira isso da sua cabeça!
-Agora mais do que nunca eu não vou desistir! Eu senti que ele estava por perto,eu não estou louca! 
-Você precisa se tratar! - Sebastian saiu do quarto decepcionado
Meu Deus era ele,eu tenho certeza! Estava sim diferente,mas eu nunca deixaria de reconhecê-lo. E quando ele me olhou eu sabia que era ele sim!
Mas por que ele está aqui? Com aquela mulher? Por que me ignorou daquela forma? Me deixou gritando feito uma louca e nem se quer falou comigo?
Céus,minha cabeça está a ponto de explodir! Eu não estou enganada. Era o Michael,eu sinto!
Eu não posso deixar ele escapar de novo.Eu vou revirar essa cidade se preciso for até encontrá-lo e acabar de vez com todo esse desespero e aflição dentro de mim.




Capítulo 8 


Alexia


  O Congresso de Sebastian seria a poucas horas e no dia seguinte teríamos que ir embora,ou seja, eu tenho pouco tempo pra achar Michael.
Inventei para Sebastian que estava me sentindo mal e com uma dor de cabeça terrível.Ele entendeu,mas pra falar a verdade acho que ele estava bem chateado comigo.Cara,eu me sinto mal por isso,mas eu nunca iludi Sebastian e de há possibilidade de Michael estar vivo e perto de mim,eu não posso deixar essa chance passar.
Assim que ele saiu do hotel,troquei de roupa e pedi um taxi para me levar de volta ao shopping.Peguei uma foto que eu tinha de Michael e levei comigo,decidi ir até a loja de discos,quem sabe não descubro se ele é cliente assíduo de lá?
Deus,só de pensar na possibilidade de Michael ter me deixado me enlouquecia.Com certeza isso tem uma explicação!
Eu não conhecia bem a cidade,mas eu tinha ficado atenta em tudo quando fui passear com Sebastian.
Entrei no shopping e fui direto à loja de discos rezando para alguém falar minha língua.Eu arrisco um italiano ,mas estou tão nervosa que me deu um branco filho da puta.
- Ciao! Lei parla inglese? 
- Sì! Voglio dire, yes! - ele sorriu
-O senhor pode me ajudar?
-Pode falar!
-Mais cedo,tinha um cliente na sua loja. - mostrei a foto para ele - Esse homem aqui.Ele está um pouco diferente,o nome dele é Michael.O senhor conhece?
-Hmm - ele analisou a foto - Ele vem regularmente com a esposa.
-Esposa? - perguntei incrédula
-Isso mesmo! Vem sempre de mãos dadas, usam aliança e tudo mais..
-Não pode ser verdade..Tem certeza que é o mesmo homem?
-Tenho sim! Bem,ele também se chama Michael,senhora!
-Você sabe onde ele mora?
-Ah isso não sei não..
-Ele sempre compra coisas aqui certo?
-Sim,mas..
-Você deve ter alguma nota fiscal dele certo?
-Não tem nada no nome dele senhora. Apenas da esposa.Hmm Eva Lourene..
-O que? Tem certeza disso? - me descontrolei
-Sim senhora.
-Me mostre algum documento,por favor! Uma nota fiscal,recibo o que for! Eu preciso do endereço deles! 
-Senhora,eu não posso fazer isso!
-Por Deus,me ajude! - implorei - Eu preciso muito falar com esse homem,é caso de urgência! Me ajude! - eu só faltei me ajoelhar
-Calma moça! Olha,eu vou ver aqui no computador a ficha dos clientes ok? Mas isso pode demorar um pouco..
-Não tem problema! Eu espero!
-Eu volto logo! - ele sorriu.Dez minutos depois ele voltou
-E então? - perguntei
-Eu anotei aqui.Mas pelo amor de Deus,não diz pra ninguém que eu te dei isso!
-Não se preocupe!
-Aqui está. - ele me deu o papel - Fica em Navigli.
-E onde fica isso?
-É um bairro um pouco distante do centro é atendido pela estação Porta Genova. Aqui está o nome da rua e da casa. Não acredito que to fazendo isso..!
-Relaxa,ninguém vai saber! Muito,muito obrigada! 
-Nada moça..!
Saí correndo atrás de um táxi.Finalmente encontrei um livre, entreguei para ele o papel com o endereço e ele fez sinal de que me levaria até lá.
Meu coração estava a mil.Eu tinha que achá-lo! Meu Deus o que eu faria quando o visse? Eu tenho tanto medo do que pode acontecer..
Depois de meia hora chegamos no bairro.A ansiedade tomou conta de mim.Meu celular tocou,era Sebastian,é claro que eu não iria atender.Não cheguei até aqui atoa!
- Grazie! - digo ao pagar a corrida de táxi
- Tutto! Vuoi aspettare? - perguntou se eu queria que ele esperasse
- Non c'è bisogno. Si può andare! - digo que não é preciso
Desci do carro e marchei rumo ao endereço escrito pelo senhor da loja.A casa era bem afastada,um pouco grande e bem bonita.
Ah foda-se,não é pra isso que estou aqui! Obriguei minhas pernas a se movimentar,eu estava bamba,trêmula,coração acelerado e um terrível nó na garganta.
Respirei fundo e apertei a campainha.Achei que meu coração iria pular para fora,demorou dois minutos para ver o a maçaneta da porta girar e Michael se materializar na minha frente.







-Meu Deus! - foi só o que eu consegui dizer depois de ver tudo preto..



Capítulo 9 


Alexia


  Quando abri meus olhos, minha visão estava turva.Pisquei mais duas vezes para ter certeza de onde eu estava.Quando firmei meus olhos,notei Michael me encarando.Tratei de me acalmar antes que eu desmaiasse novamente.
-Está melhor? - Deus! Ouvir sua voz depois de tantos anos eletrizou todo o meu corpo
-Mi..Michael..
-Como sabe meu nome? - ele franziu o cenho
-Mike que papo é esse?
-Você é a mesma mulher que ficou me gritando no shopping. O que tanto me persegue?
-Michael sou eu, Alexia! Meu amor que saudade.. - fui abraçá-lo mas ele me afastou
-Qual o seu problema? Eu não te conheço garota!
-Como não? Michael você sofreu um acidente de lancha,passou seis anos desaparecido,mas eu sabia que você estava vivo,sabia!
-Olha aqui moça,eu não sei qual o seu problema,eu não te conheço tá ouvindo! Você só pode tá me confundindo com alguém!
-Claro que não! Michael você é meu marido,pai da minha filha!
-O que? - ele riu incrédulo - Você é louca.. qual o seu nome mesmo?
-Alexia! Meu nome é Alexia! Porra Michael o que aconteceu com você?
-Eu que te pergunto! - Michael me analisou - Você é a mulher da foto - disse baixinho
-Que?
-Nada.. Olha,é melhor você ir embora moça,minha esposa vai chegar e não vai gostar nada de te ver aqui!
-Esposa? É a Eva não é? Quem é essa mulher Mike? Por que nunca me falou dela?
-Sim,ela é minha esposa e você não tem nada com isso!
-Você perdeu a memória Michael?
-Do que você tá falando? 
-Foi isso que aconteceu,é por isso que você não se lembra de mim.Michael como veio parar aqui?
-Eu cansei dessa sua loucura,vá embora!
-Não vou não! Só se vier comigo!
-Qual o problema aqui? - era Eva entrando pela sala
-Você sequestrou meu marido não é? Eu já sei quem você é!
-É mesmo? Garota nos deixe em paz! Michael é meu marido há mais de dez anos!
-Mentira! Você aproveitou o acidente e o levou para longe!
-Você só pode ser uma louca!
-Eu já falei para sair daqui! - disse Michael
-Mike,não fala assim comigo! Não é possível que não se lembre de mim! Sou eu,sua Alex!
-Garota não me force a chamar a polícia! - disse Eva
-Eu vou embora sim,não se preocupe.. Eu devo ter confundido tudo.. Com licença! - saí dali praticamente correndo.
É claro que eu não ia desistir tão facilmente dele,só queria ganhar tempo.Eu vou chamar a polícia. Com Michael vivo eu ainda sou sua esposa,e eu posso alegar que ele está fora da sanidade.
Mas pra tudo isso eu preciso de Sebastian.Sem dúvida nenhuma,essa será a parte mais difícil,mas eu preciso tentar!
Pedi o taxista que me levasse de volta para o hotel que eu estava.Chegando lá vi Sebastian assustado andando de um lado para o outro.
-Alexia? - Sebastian praticamente gritou - Onde você se meteu? Achei que tivesse se perdido!
- Eu to bem! Sebastian você precisa me ouvir.
-Vem,vamos subir. 
-Pode entrar. - dei passagem para Sebastian entrar no meu quarto
-Fala Alexia.
-Eu fui atrás do Michael.
-De novo isso?
-Eu achei ele! Fui até a casa que ele estava!
-Alexia que história é essa?
-Ele está com a Eva! Eu falei com os dois!
-O que?
-Ele não se lembra de mim,acho que perdeu a memória..
-Isso é loucura Alexia!
-Eu não estou louca! Eu tenho até o endereço comigo,se quiser vamos até lá!
-Meu Deus..
-Você precisa me ajudar! Vamos chamar a polícia,você é advogado!
-Alexia..
-Por favor! Vamos até lá,a gente fica escondido,deixa em te provar!
-Você venceu. - Sebastian suspirou
Sebastian dirigia concentrado até o lugar que eu indiquei.Se ele ver Michael com os próprios olhos,tenho certeza que vai acreditar em mim.
-Então é isso.Vamos ficar de tocaia até quando?
-Vai valer a pena Sebs. - ficamos esperando por uma hora.
-Já chega,vamos embora!
-Olha lá Sebastian! São eles! - Sebastian olhou em direção ao portão da casa.E lá estavam os dois de mãos dadas.Minha vontade era de estapear essa vadia!
-Meu Deus.. - Sebastian ficou bobado - Ele tá mesmo vivo..
-Não disse? Sebastian você tem que me ajudar! 
-O que quer que eu faça?
-Nós podemos acionar a polícia! Ele é meu marido,está com a saúde mental comprometida..Acha que podemos obrigá-lo a voltar com a gente? 
-Sim,podemos.Acontece que pelo que você disse,ele está com outra mulher,ela não permitira,nem mesmo ele!
-Ela não tem poder nenhum sob ele! 
-Vamos fazer isso amanhã ok? 
-Não Sebastian! E se ela o levar daqui?
-Já são onze e meia da noite Alexia! Vamos fazer o seguinte,voltamos para o hotel e de lá ligamos para a polícia de Las Vegas e contamos o ocorrido.De lá eles entram em contato com a polícia de Milão e vamos até eles.
Mas antes você precisa dos documentos do Michael,certidão de casamento,da sua filha..
-Vou pedir para Sarah cuidar disso tudo! Sebastian eu não tenho palavras para te agradecer..
-Mais uma vez,não precisa.. Estou fazendo o que é certo..
-Muito obrigada mesmo! - agora sim eu te achei meu amor!



Capítulo 10 


Alexia

  Assim que voltamos para o hotel,Sebastian ligou imediatamente para o delegado Harry.Explicou toda a história e depois de muita insistência,ele acabou acreditando na nossa palavra.
Em seguida,liguei para Sarah,pedindo que ela organizasse todos os documentos de Michael,pois Harry pegaria com ela.Ai sim,ele entraria em contato com o Departamento de Polícia de Milão.
-Quanto tempo isso demora?
-Não sei Alex..
-Não podemos perdê-los de vista Sebastian! E se Eva fugir com ele de novo?
-Ela não conseguiria em tão pouco tempo.
-Você que pensa! Se ela conseguiu sequestrá-lo pode muito bem fugir com ele de novo!
-Vamos pra lá então,tudo bem?
-Agora!
Voltamos rapidamente para o bairro em que Michael estava.Eu rezava para que eu não tivesse o perdido de novo.Não via a hora de pode levá-lo de volta pra casa.
-Não tem nenhum movimento,Sebastian! - já estávamos parados a poucos metros da casa dele
-O carro ainda está lá,relaxa!
-E o Harry que não liga! 
-Calma Alexia,isso demora mesmo! Até enviar os documentos demora um pouco..
-To tão nervosa! - o celular de Sebastian tocou
-Alô? Sim,sou eu. Ótimo Harry,já estamos aqui.Muito obrigado!
-O que ele disse?
-Bem,o Harry passou a denúncia para o o Consulado americano da Itália, eles analisaram seus documentos e já estão vindo pra cá.
-Oh meu Deus,vamos levar Michael pra casa?
-Antes ele vai ter que passar por exames para provar se ele realmente teve amnésia. Ai sim ele será obrigado a voltar conosco.
-E a Eva vai ser presa ne?
-Depende.Se ela provar que não o sequestrou e se ele testemunhar a favor dela,ela pode se safar.
-Mas isso é um absurdo!
-Ela pode alegar que salvou a vida dele,se ela tiver um bom advogado não vai sobrar pra ela.
-Tudo bem. Eu quero saber do Michael agora,depois eu resolvo o que fazer com ela.
-Chegaram.Vamos? - saí do carro sentindo meu coração bater mais forte.
-Bom dia,você é esposa de Michael Jackson? Me chamo Eduard - disse um dos homens
-Sim,sou eu.Me chamo Alexia
-Pelo que foi repassado para nós, seu marido desapareceu após um acidente de lancha certo?
-Isso! E ele está aqui agora!
-Vamos conferir. - Eduard tocou a campainha e Eva abriu a porta,pude perceber algumas malas encostadas na parede
-Pois não? - perguntou
-Pretende viajar senhorita Eva? - disse Eduard
-Sim,por que?
-Viemos atrás de Michael Jackson,ele está? - Eva se assustou
-O que querem comigo? - perguntou Michael 
-É essa mulher de novo!
-Senhor Jackson,temos provas de que o senhor é casado com Alexia Heizel. Acreditamos que por conta do acidente que sofreu a seis anos atrás,você pode ter perdido a memória e não se lembra..
-Isso é um absurdo! Não conheço essa mulher!
-Michael,entenda.. - tentei dizer
-Eu quero que sumam daqui!
-Aqui estão as cópias dos seus documentos. Certidão de casamento,carteira de identidade,certidão de nascimento da sua filha.. - Eduard lhe entregou os papéis
-Isso é impossível! - Michael disse atordoado
-É tudo complô Michael,não acredite neles! - bradou Eva
-Se contenha senhora. Somos do Consulado americano e viemos buscar Michael para fazer exames.
-Eu não vou! - disse Michael nervoso
-Michael acredita em mim! - implorei
-Senhor Jackson,é para o seu próprio bem! E você senhorita Eva,terá que dar muitas explicações.
-Mas por que? 
-A senhorita sequestrou esse homem!
-Não fiz nada disso!
-Olha aqui,se continuar me impedindo de levar meu marido eu te ponho na cadeia! - gritei
-Não ameace a minha mulher! - Michael disse rudemente
-Só me escuta Michael,por favor! Volta comigo,você tem que se lembrar de nós,da sua filha!
-Daqui eu não saio!
-Senhor Michael, a sua esposa tem direito sob o senhor,além do mais você não está no seu juízo perfeito.
-Vá Michael,é melhor. - disse Eva
-O que? 
-Eu vou provar que eles estão errados,não se preocupe meu amor!
-Eu vou te esperar! - Michael lhe deu um beijo.Minha vontade era de vomitar
-A senhora ficará aqui até dar seus depoimentos.Sugiro que não saia da cidade.
-Não se preocupe! - disse sínica
-Vamos Sr. Jackson. Você irá conosco direto para uma clínica.
-Se não tenho escolha! - disse enfurecido entrando dentro do carro sem nem olhar para mim
-Alexia,deixe ele ir com eles. - disse Sebastian - Ele está muito confuso,dê um tempo pra ele.
-Me dói tanto ver ele agindo dessa forma.. - Sebastian me abraçou
-Calma Alex, tudo vai se endireitar.
-Sebastian nós dois..
-Shii.. Não vamos falar disso agora. Temos que ir pra clínica aguardar o resultado.
-Você tá certo. Não sei o que faria se não fosse sua ajuda!
-Michael é meu amigo e você sabe que eu te amo e te quero feliz.. - enterrei meu rosto no seu pescoço e me permiti chorar. Era uma mistura de alívio,felicidade,e principalmente medo do que vai acontecer a partir de agora.


Capítulo 11



Alexia

  Já estamos a quatro horas dentro da clínica esperando o bendito resultado.Michael passou por uma tomografia afim de descobrir o motivo da sua perda de memória.
Meia horas depois,o médico contratado pelo Consulado,veio até nós com o diagnóstico.
-Já tem o resultado? - perguntou Eduard
-Tenho sim. Era o que eu imaginava. Bem,devido a uma provável pancada na cabeça,causada pelo acidente,Michael desenvolveu um traumatismo craniano resultando a amnésia.
-Segundo o depoimento que Eva Lourene acabou de dar,Michael ficou em coma profundo por dois anos.
-O que mais ela disse? Como ela o encontrou? - perguntei
-Depois falaremos disso senhorita Heizel. Agora precisamos focar na saúde do seu marido.
-Continuando, - prosseguiu o doutor - ao despertar do coma,Michael teve sequelas,no caso, a perda de memória que afetou parcialmente seu cérebro.
-Como assim? - perguntei
-Isso quer dizer que Michael não esqueceu de tudo.Coisas como a sua identidade,infância,adolescência e até boa parte da vida adulta ele se lembra.
-Ele se lembra de quando foi preso?
-Bem,isso só ele pode dizer.
-Vamos conversar com ele Alexia. Mas sugiro que não entre,ele precisa se sentir a vontade,mas você pode assistir pelo lado de fora.
-Tudo bem..
-Ótimo. Podemos entrar doutor? 
-Claro.Ele já está no quarto. - o doutor deu passagem para Eduard e seu acompanhante entrarem. Do lado de fora,eu pude assistir à conversa.
-Boa tarde Sr Jackson. Se sente melhor?
-Quero saber o que fizeram com a Eva!
-Não se preocupe. - disse Eduard - Ela deu o primeiro depoimento,primeiro de muitos.Mas o assunto agora é o senhor.
-O que quer saber?
-Michael quanto mais você ajudar meu trabalho,mas fácil será para o você.
-Tudo bem.Continue..
-Lhe farei algumas perguntas. Do que o senhor se lembra sobre a sua vida?
-Hm nasci em Indiana,aos 17 anos fui para Chicago.
-Não se lembra de morar em Las Vegas?
-Não.Aliás nunca fui nesse lugar.
-Como o senhor conheceu Eva?
-Eu trabalhava em uma casa de jogos em Chicago e a conheci,daí em diante nos apaixonamos e começamos a namorar.Depois disso não me lembro de mais nada,é como se eu tivesse dormido por todo esse tempo e tivesse acordado à quatro anos atrás.
-E como foi desde o dia que o senhor acordou?
-Bem,quando isso aconteceu estávamos na Rússia. Eva me disse que éramos casados à oito anos e que durante uma viagem ao interior,nós sofremos um acidente de carro e eu fiquei em coma por dois anos.
-E o senhor acreditou?
-Sim,pois até onde eu sabia, Eva era minha namorada e estávamos planejando se casar para o ex dela a deixar em paz.
-E não se lembra de ter sido preso acusado de matar justamente esse homem?
-Não,isso é um absurdo! Eu nunca mataria ele,Eva me disse que ele foi preso por tráfico de drogas e nós fomos embora de Chicago.
-Hm - Eduard riu timidamente - Vejo que sua " esposa" - fez aspas - não lhe contou toda a verdade.
-Do que está falando?
-Vou ser mais claro com o senhor. Essa mulher sumiu misteriosamente da sua vida à 10 anos atrás,depois que você saiu da cadeia após ser inocentado pela morte de Robert Smith,o ex ou posse dizer,atual namorado dela na época. Depois disso,ao lado de Frank,você o conhece certo? - Michael confirmou com a cabeça - Pois então,vocês foram para Las Vegas e o senhor montou uma boate chamada Danger Zone.
-Não faz sentido..!
-Quatro anos depois,você conheceu Alexia Heizel. - meu coração acelerou - Se casaram,tiveram uma filha,chamada Christine,hoje com seis anos. O padrasto de Alexia retornou depois de anos e a sequestrou.
-O que?
-Você junto com Sebastian, que está lá fora, foram até San Diego e encontraram sua esposa. O senhor permaneceu na Ilha com o homem,e quando os dois voltavam para Las Vegas a lancha em que estavam,explodiu. A partir daí você foi dado como morto. E a agora depois de seis anos,sua verdadeira esposa lhe reencontrou.
-Meu Deus,isso é tão.. - Michael levou a mão à cabeça
-O senhor está bem?
-Minha..cabeça dói e eu to um pouco tonto..
-É muita informação para você. Pode parecer confuso,mas temos as provas Sr. Jackson. Tudo o que eu lhe disse está comprovado.
-Eu quero ficar sozinho.. - Michael apertou os olhos
-Descanse Michael.. - Eduard saiu da sala e eu continuei lhe observando. Minha vontade era de entrar naquele quarto e ver nos seus olhos que ele se recordo de tudo..Mas obviamente isso estava longe de acontecer..


Capítulo 12

Alexia

 Em algumas horas Michael terá alta,e com isso ele terá que voltar pra casa,pra nossa casa. E eu não ideia de como será a reação dele,da minha família e principalmente,a reação de Christine.
Michael voltaria no avião do Consulado.Eu e Sebastian voltaríamos em outro,é até melhor que seja assim. 

(...)

 Durante o voo,eu e Sebastian mal conversávamos,o clima estava péssimo,mesmo ele afirmando que me entenderia se eu terminasse o namoro,coisa que já está mais que acabada.Mas uma coisa que não abro mão é da sua amizade.Sebastian foi incrível comigo por todos esses anos,um amigo de verdade.
******

O avião aterrizou. Eduard disse que Michael ficaria na clínica por uns dias,para fazer alguns exames de rotina,seria bom até mesmo para eu poder organizar tudo para sua chegada,até mesmo para conversar com Christine.
-Sebastian,obrigada por me acompanhar até em casa.Daqui a pouco a Sarah chega com a Chris e eu.. preciso falar com ela.
-Você tá certa. É uma pena não termos dado certo..
-Pois é,eu me sinto mal por isso..
-Já disse para não se preocupar. Eu já deveria saber que você nunca seria minha.
-Eu juro que se eu não amasse Michael,você teria me conquistado. Mas não mandamos no coração..
-Pois é! Posso lhe dar um beijo? No rosto,claro!
-Pode sim! - Sebastian beijou minha bochecha e eu lhe dei um abraço
-Nos falamos depois?
-Claro! Bem,vou subir. Se cuida!
-Você também!
Mesmo com toda essa confusão,eu me sinto feliz,plena.. Esperei tanto por esse dia que parece mentira! Eu sei que os problemas só estão começando,mas só de saber que Michael está vivo e perto de mim já me dá forças pra lutar pelo seu amor novamente.
Agradeci aos céus por nunca ter me desfeito das suas roupas,mas mesmo assim vou comprar roupas e sapatos novos para ele.
Vou deixar Christine dormindo comigo enquanto Michael fica no quarto dela. É óbvio que ele não vai querer dormir comigo,ainda bem,pois não tem nada pior do que estar perto dele e não poder me jogar nos seus braços,lhe beijar e dizer como o amo.Mas preciso de muita paciência e eu terei.
Assim que terminei de preparar algumas coisas,a campainha tocou. Com toda certeza seria Sarah trazendo Chris.
-Oi amor! Que saudade! - Chris subiu no meu colo
-Mamãe! Achei que ia demorar a voltar! 
-Não querida,a mamãe já resolveu tudo! Vai lá tomar seu banho pra podermos conversar ok?
-Tá bem! - Chris sumiu pelo corredor
-Amiga,onde está o Michael? - perguntou Sarah
-Fala baixo! Ele está numa clínica para fazer alguns exames e depois ele vem pra cá.
-Como vai contar isso pra Christine?
-Eu não faço ideia! Imagina como vai ficar a cabecinha dela com toda essa informação?
-Vai dar tudo certo! E o Michael não se lembra de nada mesmo?
-De algumas coisas,mas a partir do momento em que ele foi preso ele já não se lembra de nada!
-Nossa,eu imagino como você se sente! Você precisa ser forte!
-O pior é o jeito que ele olha pra mim! Nem de longe parece o Michael por quem eu me apaixonei.. - senti as lágrimas descendo
-Ele está doente Alexia,logo ele vai recobrar a consciência e tudo voltará a ser como era antes.
-Será? 
-Tenha fé! Agora eu vou indo,você precisa conversar com sua filha.
-Obrigada Sarah!
-Me liga quando precisar! - lhe dei um abraço e fui até o quarto de Chris
-Mãe,o que aconteceu com meu quarto? Tá diferente..
-Filha,senta aqui. - Chris se sentou de frente para mim
-O que houve?
-Amor,lembra quando você me disse que queria muito poder conhecer seu pai?
-Lembro sim!
-E se lembra quando eu te falei que um dia isso ia acontecer?
-Lembro.. Não te entendo mamãe!
-Filha.. - engoli o choro - Eu encontrei seu pai.
-O que? 
-Seu pai está vivo meu anjo!
-Sério? Cadê ele mamãe? Onde ele tá?
-Em uma clínica.
-Ele está doente?
-Não,meu bem. 
-Ele vai vir pra cá?
-Vai sim,logo estará aqui com a gente! - ela sorriu
-Será que ele vai gostar de mim?
-Mas é claro que vai minha princesa! Quem não se encantaria por você? Ele prometeu que voltaria pra nós e agora cumpriu!
-Eu quero ver ele..
-Você vai,princesa! Está feliz?
-Acho que sim! É tão confuso..
-Eu sei filha,até pra mim é! Mas eu te prometo que agora sim nossa felicidade tá completa! - lhe dei um abraço apertado rezando para minhas palavras se tornarem realidade.



Capítulo 13 

Alexia

  Depois de conversar com minha filha, me senti mais leve.Chris é uma garota esperta,compreensível e de bom coração. Só espero que seu encontro com Michael ocorra bem.
Falando nisso,tenho que buscá-lo na clínica.Céus! Eu não tenho ideia de como agir,do que falar e do que fazer de agora em diante. Nunca imaginei que o encontraria nessas condições.
Por mais que eu me mostre forte e inabalável,por dentro dói tanto! Olhar para os olhos negros de Michael e enxergar desprezo,medo,raiva.. Eu sei que ele não é culpado disso,Michael é tão vítima quanto eu. Sua cabeça está em total confusão e ver meu homem que sempre foi seguro e inteligente, agindo como um garotinho indefeso,me machuca ainda mais.
-Senhorita Alexia? - disse o médico da clínica
-Sim?
-Seu marido já recebeu alta. A senhora pode ir até o quarto buscá-lo. - ele sorriu
-Obrigada! - retribuí e segui rumo ao corredor.
Michael estava sentado de frente para a janela olhando o céu.Meus batimentos cardíacos se tornaram desenfreados,minha respiração falha.
-Michael? - o chamei em um fio de voz.Logo ele se virou para mim
-Diga. - respondeu seco
-Podemos ir?
-Sim. - ele se levantou - Mas escuta uma coisa,só estou fazendo isso por obrigação e pelo bem da Eva! - disse firme
-Você a ama?
-O que?
-Você ama a Eva? - Michael desviou o olhar dos meus.Típico de quando tentava me esconder a verdade
-A..amo.Amo muito! 
-É? Então grave bem o que estou dizendo. Eva vai pra cadeia pagar pelos seus crimes,que não são poucos! 
-Você não sabe de nada!
-Sei mais que você! Pois não sou eu que está desmemoriada,querido!
-Como é? - franziu o cenho
-É isso mesmo que ouviu! Agora vamos! - Michael revirou os olhos e me seguiu
Durante o percurso,não trocávamos uma palavra dentro do carro.De vez em quando percebia Michael olhando pra minha cara,mas logo desviava.
-Preciso te pedir um favor. 
-Fala. - ele disse
-Eu já conversei com Christine,sua filha, sobre seu retorno. Eu sei que não se lembra dela e não tem um pingo de sentimento por ela,então lhe peço encarecidamente para pelo menos fingir que se lembra dela!
-Não se preocupe,e ao contrário do que você pensa eu tenho sentimentos sim! E pra te falar a verdade,não tenho ideia de como agir! - disse atordoado,que me deu dó
-Eu sei que é tudo estranho pra você,mas Christine é apenas uma criança.
-Certo.. Quem escolheu o nome?
-Eu,com o seu consentimento,claro. 
-Bonito o nome..
-Em casa,vou lhe mostrar algumas.fotos de vocês juntos,pra lhe ajudar a pelo menos responder alguma pergunta que ela lhe fizer. Christine é esperta e muito curiosa!
-A curiosidade move o mundo.. - Michael deu um leve sorriso,mas rapidamente seu semblante se tornou sério
-Chegamos.Se sente a vontade?
-Não sei.. - saímos do carro e entramos no prédio.Procurei em seu olhar algum vestígio de dúvida,lembrança,qualquer coisa que me desse um sinal..
-Bem vindo de volta.. Chris ainda está dormindo lá dentro com a babá. - decidi ficar quieta para Michael absorver tudo ao seu redor. 
Ele olhava curioso para os cômodos,os móveis.. Desde que ele desapareceu troquei algumas coisas que eram necessárias,mas seu irritante sofá branco,motivo de muitas brigas, continuava ali intacto. Os quadros na parede,sua coleção de livros e discos na prateleira,tudo estava perfeitamente do jeito que ele gostava.
-Esse lugar.. - disse confuso - Não me é estranho.. É tão difícil,parece que eu conheço,mas ao mesmo tempo não.
-Entendo.. Toda a mobília e a forma como estão postas foram escolhidas da forma como você deixava.Você morava aqui antes mesmo de nós.. é.. de eu vir pra cá.
-Realmente eu gostei de como estão organizados. 
-Venha conhecer o resto.. - levei Michael para a varanda,a cozinha e finalmente o quarto de Chris,pois ela dormia no meu. - Esse é o quarto da Chris. Foi.. você mesmo que pintou.
-Sério? - perguntou 
-Sim. Você fez uma surpresa para mim.
-É tão assustador eu não me lembrar de nada..
-Imagine para mim.. 
-Sou eu ali? - Michael apontou para o porta-retrato, que continha uma foto sua com Chris
-Sim,é você! - minha voz saiu embargada.
-Posso pegar?
-Claro! - Michael se aproximou da mesinha e pegou o porta- retrato.Se sentou na cama e respirou fundo com os olhos fixos à fotografia





-Meu Deus.. É como se minha ficha tivesse caindo.Não é justo que eu não me lembre disso.. Ela é tão linda,parece um anjo..
-Você sempre a chamava assim.. - ri - Você morria de medo dela crescer e ficar vulnerável aos garotos.. - ele riu
-Eu era ciumento?
-Não só com ela.. - logo me dei conta da merda de que falei e tentei consertar - Quer dizer, primeira filha né? Ainda mais sendo menina..
-Dona Alexia? - disse Rose batendo na porta
-Sim?
-Já está na minha hora,e Chris acaba de acordar.
-Obrigada Rose! Até amanhã.
-Até senhora! - Rose se retirou
-É agora né? O que eu faço?
-Tente agir o máximo natural que conseguir,por favor. Eu disse à ela que você estava doente,ela terá paciência com você!
-Me ajuda? - Michael suplicou apertando minha mão.Deus! Sentir seu toque depois de tanto tempo,foi como se eletrizasse todo meu corpo.Meu sangue ferveu no exato momento e um arrepio perpassou em minha pele.
-Conta comigo.. - consegui dizer ainda trêmula
-Mãe! - Chris me chamou do quarto. Finalmente o momento que tanto esperei,chegou. Deus precisa me ajudar,isso tem que dar certo!


Capítulo 14


Alexia

Finalmente o momento está para acontecer. Apertei firme a mão de Michael e chamei por Chris.
-Aqui no seu quarto,querida!
-Mamãe estou com fome.. - Chris paralisou assim que viu Michael
-Filha,vem aqui..
-Mãe,esse é..
-O seu pai,meu amor.. - disse trêmula. Michael parecia mais nervoso ainda - Venha aqui! - Chris se aproximou de nós
-Oi.. - ela disse timidamente
-O..oi! - Michael conseguiu falar - Você é ainda mais linda do que era quando bebê! - disse encantado
-Obrigada! - ela sorriu - Mamãe me mostrou várias fotos sua. Você também continua bonito,mas por que tirou seus cachos? - Michael riu abobalhado com sua pergunta
-Bem,com o passar dos anos fui mudando meu cabelo e .. estou velho também!
-Você e mamãe tem uma mania de se chamar de velho. Imagina quando tiverem a idade da vovó!
-Christine! - a repreendi e Michael riu
-Você tem razão Christine, somos exagerados.
-Onde estava? 
-Eu.. - Michael olhou pra mim - Eu passei por uns problemas,fiquei doente.. por isso fiquei longe..
-Mas agora você vai ficar com a gente certo?
-Sim.. eu.. eu vou!
-Mamãe sempre me disse que voltaria! - preferi sair do quarto,pois as lágrimas começaram a cair. Fiquei do lado de fora observando
-Chris,eu peço que tenha paciência comigo ok? Assim como isso é novo pra você,pra mim também é..
-Você ainda gosta da gente?
-Mas é claro que sim! Eu.. nunca me esqueci de você! - disse com a voz embargada - Posso te dar um abraço?
-Pode sim! - Michael se aproximou de Christine e lhe deu um abraço apertado. Pude ver nos seus olhos um misto de dor emoção,confusão e ternura. Michael lhe soltou e lhe deu um beijo na bochecha
-Me fale de você Chris.. O que você gosta de fazer?
-Brincar com a minha mãe! Ela é muito divertida e me ensina várias coisas de meninas!
-É? Mas cuidado,sua mãe parece que é perua! - ele disse em tom de brincadeira
-Somos meninas ué? - ele riu
-O que mais você faz?
-Eu estudo,detesto mas mamãe diz que é importante..
-Sua mãe está coberta de razão. Sem estudo não será ninguém!
-Eu gosto também de dançar! Já disse pra mamãe que quando eu crescer vou dançar na boate dela,mas ela disse que lá não é lugar pra mim!
-Está certa de novo! 
-E o que você gosta de fazer? 
-Hm várias coisas.. gosto de ver filmes,ler,cozinhar..
-E jogar futebol? Eu adoro!
-Você? Duvido!
-Eu faço parte da equipe de futebol feminino da minha escola,sabia?
-Olha só.. Então você joga futebol mesmo! Essa eu quero ver!
-Então eu te convido a assistir minha próxima partida!
-E eu vou,prometo!
-Eu também sei cozinhar!
-Isso eu não acredito! - disse brincando
-É sério! Mamãe é um horror na cozinha! Não sabe fritar nem um ovo! - Michael gargalhou
-Ela não tem cara de quem cozinha mesmo não! E você faz o que?
-Hmm sanduíche,pipoca.. Minha mãe não deixa eu mexer no fogão.
-Criança não pode mesmo não!
-Eu não sou criança. Já tenho seis anos! - Michael riu de novo
-Me desculpe,senhorita adulta!
-Quer brincar comigo?
-De bonecas?
-De bonecas é só com a mamãe! Vamos pro playground do prédio
Vou pegar a bola!
-Tudo bem! - fui para a cozinha,enxuguei meus olhos e fui mexer em alguma coisa. Logo Chris e Michael apareceram
-Mãe,vou jogar bola com meu.. com o Michael lá em baixo tá?
-Pode ir.. - disse com os olhos grudados em Michael - Daqui a pouco chamo vocês para jantarem.
-Chris,você não disse que ela não sabe cozinhar? - Michael cochichou em seu ouvido
-E você acha que ela vai cozinhar? Ela vai é pedir pizza!
-Eu ouvi tá,mocinha! E hoje eu vou cozinhar sim! - eles riram
-Vamos descer Michael,antes que mamãe coloque fogo aqui!
-Então é melhor irmos logo! - Michael pegou na sua mãozinha e saiu com ela
Eu nunca poderia imaginar que esse encontro seria tão lindo. Os dois se deram super bem e agora vendo os dois juntos,percebo como são parecidos. Tanto fisicamente quanto na personalidade.
Depois de uma hora escutei a porta se abrindo. Michael e Chris falavam alto provavelmente alguma coisa sobre a partida que jogaram. Ambos estavam sujos,suados e desgrenhados. Deu vontade de rir dessa cena.
-O que aconteceu com vocês?
-Aconteceu que eu acabei com o Michael no jogo!
-Eu que deixei você ganhar,baixinha!
-Essa desculpa é velha,cara! - disse Chris,arrancando gargalhadas de Michael
-Ok,chega de discussão e vá tomar seu banho,mocinha!
-Sim senhora! - Chris revirou os olhos e rumou para o banheiro,deixando eu e Michael sozinhos na cozinha
-Deu certo? - ele disse
-O que? 
-O jantar que você fez.
-Ah,bem.. está com um cheiro ótimo! 
-Ela não me chamou de pai nenhuma vez,quer dizer até tentou,mas..
-É difícil pra ela. Chris tem medo..
-Medo de mim?
-Não,Michael.. Ela te conheceu hoje,não sabe como agir..
-Entendo.. eu também não faço ideia,nem chamar ela de filha eu consegui..
-Espero que consiga um dia.. - fechei meus olhos e suspirei
-Alexia.. - Michael se aproximou - Pode parecer estranho,mas.. eu não me sinto bem assim há anos!
-Sério?
-Sim.. - Michael se aproximou mais,porém hesitou - É.. eu posso tomar um banho?
-Claro.. A casa é sua! 
-Obrigada. 
-Na suíte do nosso quar.. do seu quarto tem toalhas e suas roupas estão no armário. Fique a vontade!
-Obrigada Alexia.. - Michael se retirou e finalmente consegui respirar,pois desde o momento que Michael se aproximou de mim,eu senti meu corpo todo gelar. E esses seus rompantes simplesmente acabam comigo!


Capítulo 14 

Michael

   Bem,dizer que estou engolindo essa situação seria mentira. Na verdade tem seis anos que vivo em um total vazio dentro de mim. É como se eu tivesse dormido e de repente acordasse na Rússia e casado com Eva. 
Mas o pior veio depois com essa mulher,a Alexia atrás de mim. Olhar para ela é extremamente perturbador. Eu conheço esses olhos,mas por mais que eu tente,não consigo lembrar de absolutamente nada!
Sem falar nessa enxurrada de informações da minha vida que eu jamais poderia imaginar. Eu sei que está provado que sou sim marido dela e pai sua filha,mas ainda assim é tão estranho,tão difícil aceitar os fatos.
    Mas uma coisa não posso negar. Christine é impressionantemente parecida comigo,em tudo mesmo! Seus gestos,suas feições,seu modo como fala. Quando vi aquela garotinha entrar no quarto,senti algo inexplicável aflorar dentro de mim.Um sentimento que provavelmente esteve adormecido dentro de mim por todos esses anos.
E o mais engraçado é que,mesmo não tendo noção de onde estou,sinto uma paz tão grande no peito.Como se depois de rodar em tantos lugares,finalmente eu tenha voltado pra casa,encontrado meu lugar.
   Agora,em relação à Alexia.. Deus,é tão difícil explicar.. Toda vez que a vejo,é como se uma torrente de lembranças viesse à minha cabeça e se apagasse rapidamente. E em meio a tudo isso,penso em Eva. Será que ela realmente mentiu? Inventou tudo isso para me manter submisso à ela?
Bem,todos esses anos ao seu lado foi muito agradável. Eva cuidou de mim,teve paciência,me ajudou de todas as maneiras e me satisfez de todas as formas que encontrou.Claro que ela é uma mulher linda,sexy,que me proporcionou noites infindáveis de prazer,mas sempre senti que algo faltava.. Imagino que esse sentimento que nutri por ela foi tomado de gratidão e carinho.
   Estranho,pois eu era louco por essa mulher,capaz de fazer loucuras e ela me garantiu que nos casamos,contou uma série de detalhes que hoje se resume a pô. Sim,porque depois de ver todas as provas,inclusive minha foto na penitenciária de Chicago,minha ficha caiu completamente.
Se eu tivesse recordado desse acontecimento,Eva não teria me enganado dessa maneira.
    O que posso afirmar é que minha vida está de pernas para o ar. Não sei em quem confiar,não tenho amigos e ninguém para poder desabafar. Até meu próprio cérebro me traiu,eu tento puxar qualquer coisa na minha memória,mas tudo que recebo em troca são frustrações e terríveis dores de cabeça.
-Michael? - Alexia me trouxe de volta a realidade
-Sim?
-O jantar está servido. Quer comer com a gente?
-Claro! - lhe dei um sorriso e me sentei junto à elas
-Gente,eu juro que dei o meu melhor! - Alexia se justificou e eu achei adorável
-Bem,só podemos lhe dizer alguma coisa se provarmos,não é Chris?
-Exatamente! - a menina concordou
-Ok. Só estou avisando.. - Alexia fez sinal de rendição 
-E o que você fez mamãe? 
-Torta de frango.Experimenta Michael!
-Por que eu primeiro?
-Porque se tiver ruim,quem vai sofrer com as consequências é você! - disse Chris. Que menina mais danada! Não sei porque,mas me lembrei de alguém falando comigo dessa forma...
-Certo, eu como! Manda um pedaço ai! - Alexia cortou um pedaço e colocou no meu prato
-E então? - Céus,eu bem que tentei,mas está intragável! Como eu vou dizer isso pra ela?
-É.. - foi impossível não fazer careta - Desculpa! - cuspi o pedaço no guardanapo
-Ah não! Qual o problema? - perguntou aflita
-Alexia,o frango está.. cru! - Chris começou a rir
-Eu sabia que a mamãe ia errar em alguma coisa!
-Mas não é possível,eu segui a receita direitinho! - choramingou e eu fiquei com dó - Você só pode tá mentindo!
-Aé? Então come um pedaço senhorita! - lhe desafiei.Alexia mordeu um pedaço e só faltou vomitar
-Meu Deus,isso tá pior do que qualquer coisa que eu já tentei fazer! 
-Vamos ter que ligar pra pizzaria! - concluiu Chris
-Não,não vamos recorrer à pizza. - eu disse - Permitam que eu me aventure na sua cozinha?
-Cla..claro! - Alexia disse surpresa
-Ótimo.Vou fazer panquecas,tudo bem?
-Oba! Eu amo! Mas só as que o Tio Sebastian faz,porque as da mamãe saem torradas! - ela riu
-Sebastian faz é? - que isso Michael? Que comentário foi esse? Me repreendi por ter dito isso
-Sim! Mamãe,tem um tempão que não vejo ele,vocês dois ter..
-Filha por que não vai ver TV ein? Depois te chamo..
-Ok! 
Fui para a cozinha,pois senti uma irritação anormal ao ouvir isso.Alexia jogou fora a torta e olhou para a massa que fazia.
-Você ainda faz do mesmo jeito.. - disse baixinho
-O que?
-A panqueca.
-Já me viu fazendo?
-Ah não.. - desconversou
-Pode falar Alexia. 
-É .. você já fez sim. Foi meu primeiro desejo de grávida. Eu tentei fazer,mas ficou uma bosta. Então você fez pra mim..
-Parece que está se repetindo então..
-Pois é! - ela riu nervosa
-Como a Chris nasceu?
-No dia do nosso casamento,quer dizer,do nosso segundo casamento.. - ela riu
-É uma história longa..
-Eu gostaria muito de ouvir. Promete me contar uma hora?
-Claro!
-Alexia? - larguei a frigideira e olhei fixamente para ela
-Sim? 

-Você e Sebastian estão juntos? - confesso que temi pela resposta



Capítulo 15 


Alexia
  Juro que quando Michael fez essa pergunta eu quase tive uma síncope! Por que ele estaria interessado em saber disso? Ele mesmo disse que ama a Eva,que só voltou comigo pra salvar ela,então não vejo porquê mentir para ele.
-Sim,nós estávamos namorando.. - pude perceber a cara de decepção estampada no seu rosto
-Não estão mais porque eu voltei,não é? -Michael debochou
-Pera ai,eu não to te entendendo!
-Ele sabe que você está nesse momento brincando de casinha comigo? - alterou a voz
-Fale baixo! Minha filha não tem que ficar ouvindo isso!
-Nossa filha! - bradou
-Olha só.. agora é sua filha também né? Escuta uma coisa,eu estava sim iniciando um namoro com Sebastian para tentar enterrar você de vez..
-Mas ai eu voltei e estraguei tudo não é?
-Pera ai,quem é você pra falar de mim? Você deixou bem claro que só voltou pra cá para livrar a sua " esposa" Eva da cadeia,você mesmo disse que a AMA com todas as letras. Qual o motivo desse circo todo? - Michael ficou calado
-Só fiquei surpreso..
-Se não se lembra,Sebastian sempre foi seu amigo!
-Tão amigo que quer roubar minha mulher! -falou baixo,virando-se para o fogão
-O que disse?
-Nada!
-Sebastian cuidou de mim e de Christine por todos esses anos!
-Ah então até minha filha ele quer roubar?
-Para de ser ridículo!
-Você gosta dele Alexia? - perguntou direto
-E do que isso te importa? Não sabe quem eu sou,o que signifiquei na sua vida,e muito menos sente algo por mim,portanto..
-Me responda! - cortou
-Sim! Ele é muito especial pra mim! -menti,menti feio. Ué ele não disse que ama outra?
-Ótimo! - riu sem humor - Me desculpe atrapalhar sua vida!
-Para com isso! Você quer que eu diga o que? Que amo desesperadamente um homem que nem se lembra de mim? Que me despreza e me culpa por terem pego sua mulher,a mesma de anos atrás que você nunca contou! Pois bem! Eu amo sim,amo porque sou uma idiota que te esperou por seis anos e quando o encontra,descobre que enquanto chorava dia e noite,frequentava terapias,clínicas e antidepressivos, você estava em lua de mel mundo a fora com outra! - terminei de cuspir tudo isso aos berros,as lágrimas já rolavam pelo meu rosto. Michael me olhava completamente paralisado,chocado e sem ação. O pior de tudo isso é que Chris ouviu tudo!
-Christine! - fui até a sala e ela não estava lá -Christine? - procurei na casa toda e nada!
-Cade ela? - Michael finalmente saiu do choque
-Eu não sei! Droga,a porta tá aberta! - saí rapidamente para o lado de fora e vi que o elevador estava no térreo
-Vou pelas escadas! - disse Michael,correndo para alcançá-la.
Assim que o elevador abriu,entrei rapidamente suplicando para que Michael a tivesse encontrado na portaria. Mas ao descer,vejo Michael correndo rua a fora à procura de Chris
-Rick,você viu a Chris? - perguntei aflita ao porteiro de longa data
-Só vi quando ela desceu correndo e chorando.Eu tentei parar ela,mas a Tina -apelido que ele deu para ela - foi mais rápida!
-Tudo bem! Obrigada por me avisar!
-Desculpe,mas aconteceu alguma coisa Alex? -Rick é nosso amigo,desde a época que vim para cá
-Aconteceu que ela ouviu tudo que não deveria saber! Droga!
-Alexia? - Michael chegou esbaforido
-Achou ela?
-Eu olhei em tudo que é canto e não a achei!
-Não! - gritei - Onde você foi minha filha,onde? Meu Deus,a culpa é minha!
-Calma Alexia,nós dois que falamos mais do que devia e não lembramos dela..
-E agora ela sumiu!
-Calma Dona Alex,ela deve tá nervosa,criança sempre tem mania de fugir para chamar atenção..
-Mas essa cidade é perigosa! Christine tem só seis anos,caramba! Eu vou atrás dela!
-Alexia,você não tá em condições!
-E você tem ideia melhor,Michael? Eu conheço minha filha! Age por impulso igual a mim!
- Me deixe ir com você então!
-Ok. Rick,ligue por favor pro Bred e Sara,pode ser que ela vá na casa deles,não sei..
-Pode deixar! Mando notícias!
-Obrigada! Vamos de carro,é mais fácil!
Dentro do carro,o silêncio era cruciante. Eu só imaginava onde estaria minha menininha andando à essa hora,pois já havia anoitecido.
-Onde você tá minha filha? - eu nem sei como conseguia conduzir o carro,Michael ao meu lado,estava aflito.Seus olhos tinham medo,culpa,agonia.. E isso me deixava mais nervosa ainda.
Estacionei perto de uma praça e desci do carro junto com Michael. Mas não adiantou nada,Chris não estava lá.
-Vai ligar pra quem? - Michael me perguntou ao me ver discando no celular
-Para o Sebastian.
-E pra que?
-Sebastian é amigo dela,Chris adora ele. Ela pode muito bem ter ido atrás dele!
-Era só o que me faltava.. - não lhe dei ouvidos e continuei ligando
-Sebastian? É a Alexia..A Chris sumiu! ...Ela ouviu algo que não devia e saiu correndo... Não,não faço ideia... Não,é melhor ficar ai. Ela pode te procurar.. Eu aviso sim,muito obrigada!
-E então? - Michael roía as unhas
-Ela não foi lá! - me sentei na calçada,abaixei minha cabeça e comecei a chorar
-Alexia.. - Michael se sentou e me abraçou forte - Eu prometo que vou achar ela,prometo! - apenas assenti e permaneci nos seus braços..




Capítulo 16 


Michael 

 Sentado agora nessa calçada com Alexia chorando nos meus braços,percebo que minha ficha caiu. Desde o momento em que Christine fugiu,senti como se tivesse levado um soco na boca do estômago. 
  De pensar que eu a conheci hoje e já me sinto desesperado,nervoso e agoniado. Eu sinto uma coisa tão forte por Chris,um amor inexplicável parece ter despertado depois de todo esse tempo. Eu preciso achá-la de qualquer jeito,eu me sinto culpado.Agora percebo como fui um acomodado por todos esses anos. Se Deus pudesse me ajudar a lembrar de tudo..
-É melhor ir pra casa.. - falei ao notar Alexia mais calma
-Não posso voltar pra lá,eu tenho que procurar minha filha!
-Eu vou achá-la.Confie em mim!
-Já confiei e você sumiu por anos.. 
-Tem razão..
-Me desculpa,eu to nervosa.. 
-Não precisa se desculpar.. - sorri - Agora vamos pra casa e deixe comigo.
-Você não conhece nada daqui.. 
-Não conheço nada da minha vida Alexia! - ri sem humor - Mas eu vou dar o meu jeito,ok?
-Ok.
-Deixe eu te ajudar a levantar. - peguei nas suas mãos e Alexia acabou tombando o corpo bem próximo do meu rosto.
  Senti minhas pernas bambas,meu coração acelerar. Eu sei que já me senti assim antes.. E seu cheiro é inesquecível,pois há anos tento encontrar esse aroma novamente e agora sei de quem ele pertence. 
-Viu, você não está bem.. Você vai pra casa agora! - Alexia apenas assentiu e seguimos para o carro.
Ela deixou que eu dirigisse de volta,mesmo com medo de errar o caminho,mas por fim,deu tudo certo. Deixei ela na portaria e a assegurei de que voltaria com Chris sã e salva. 
-Alexia, tem parque de diversões aqui?
-Tem,mas.. você acha que ela vai pra lá? Não tem sentido.. 
-Bem,quando eu era pequeno e me sentia triste,eu ia para um parque que tinha próximo a minha casa. Eu me distraía no carrossel.. - ri ao me lembrar da minha infância - Chris parece ser o tipo de pessoa que não se abre com facilidade.Eu também era assim.. 
-Impressionante..Você a conhece tão bem!
-É minha filha,consigo enxergar seu coração! 
-Tem muitos parques aqui.Rick,passe o endereço para ele?
-Sim senhora! 
-Eu vou com você.
-Não,é melhor ficar aqui esperando por notícias. 
-Você tá certo.. - respirou fundo - Encontre ela,por favor! 
-Deixa comigo. Vou achar nossa menina! - lhe dei um abraço forte,peguei o papel com Rick e procurei por um Táxi.
  Seguindo as instruções de Rick,parei em um parque não muito robusto,era simples,com poucos brinquedos.Porém era perto de casa e parecia ser mais tranquilo.Respirei fundo,desci do carro e marchei para dentro do parque.
  Não tinha tantas pessoas por lá,então seria mais fácil encontrar alguém naquele aglomerado.Eu poderia estar errado,mais uma coisinha chamada intuição gritava no meu ouvido para eu continuar o que estava fazendo. 
Meu coração gelou.Uma onda de alívio e felicidade atingiu meu coração. Christine estava sentada em um banco distante com a cabeça enterrada nos joelhos. Cuidadosamente me aproximei dela e sentei ao seu lado 
-O céu a noite é sempre mais bonito já percebeu? É uma das graças mais bonitas de Deus.. Quando eu tinha a sua idade eu ficava a noite toda acordado olhando as estrelas,a forma como elas brilhavam e tinha uma que eu me identificava muito.. 
-Por que? - Chris levantou a cabeça
-Porque era a mais distante de todas,mas seu brilho era ainda mais intenso por si só. E sabe porque ela continuava brilhando sozinha? 
-Não..
-Porque ela não dependia das outras estrelas e nem da lua. Ela acreditava em si mesma,na sua força. O que quero lhe dizer é que você por mais solitária que estiver,sua luz sempre vai te guiar,entende?
-Acho que sim.. Eu tenho que ter minha própria luz,mas sem ofuscar os outros,e confiar em mim mesma,é isso? 
-Exatamente!.. Quer conversar sobre o que aconteceu? - Chris abaixou a cabeça
-Você abandonou a gente? - suas palavras cortaram meu coração 
-Christine você é esperta e inteligente,você sabe.. Mas apesar disso,você é muito nova pra entender certas coisas. Até eu mesmo não entendo..
-Como assim?
-Eu tive que me afastar,mas não porque eu quis.Eu fiquei doente,lembra que sua mãe lhe falou?
-Sim.. Mas você estava com outra..
-Eu sei meu anjo,mas foi justamente por esse motivo,por favor Chris,entenda. Infelizmente passamos por desencontros mas estamos aqui. Eu te amo,ouviu? Amo muito mesmo e te prometo que nunca mais sairei de perto de vocês.
-Você ama a minha mãe também?
-Quem não amaria..? - que droga de resposta foi essa? - Quer dizer,sua mãe é incrível,encantadora.. Eu prometo que vou cuidar de vocês ok? 
-Ok.
-E eu posso te pedir uma coisa? 
-Pode sim!
-Eu não quero lhe forçar a nada tá? Mas .. eu ficaria muito feliz se você me chamasse de .. pai.. 
-Sério? Eu fiquei com medo de te chamar assim..
-Por que?
-Achei que não gostaria.. - ri 
-Claro que eu gostaria! Sabe quanto tempo esperei para ouvir isso? 
-Seis anos? - disse brincalhona,que me fez rir 
-Quem você puxou em garota? - baguncei seu cabelo e a puxei para um abraço - Eu te amo, pequena..
-Também te amo pai.. - meus olhos se encheram de lágrimas e eu abracei novamente
-Não faz mais isso,por favor! Sua mãe e eu morremos de preocupação! 
-Me desculpa.. Será que ela tá brava?
-Hmm acho que não,mas de um castigo você não escapa! 
-Ah não! - Chris fez uma careta
-Vamos logo mocinha,antes que sua mãe tenha um infarto! - ela riu 
Peguei Chris no colo e seguimos até um táxi que parou a duas quadras do apartamento. Continuei com Chris dormindo em meu colo e eu feliz da vida feito um pai babão,quer dizer,eu sou um pai babão completamente encantado pela minha princesinha..




Capítulo 17


Alexia
 
 Com os minutos se passando eu ficava mais agoniada. Michael não conhece nada daqui,seria impossível achar Christine. Mas confio nele,sempre confiei..
Escutei a porta se abrindo e rapidamente dei um pulo do sofá.Respirei aliviada ao ver Michael com ela nos braços.
-Ela está dormindo.. - Michael sussurrou 
-Leva ela pro meu quarto. - Michael a colocou cuidadosamente na cama e a cobriu.
 Voltamos pra sala com o silêncio instalado entre nós.
-Não sei como te agradecer por ter trago minha filha de volta.
-Não tem que agradecer,ela é minha filha também. Por que fala como se fosse somente sua? Não é porque não me lembro de vocês,que eu não a ame! 
-Me desculpe.. - eu estava tão esgotada com essa situação que preferi me silenciar. 
-Pensei que ficaria feliz por ter achado Chris..
-Eu estou..
-Mas por que está chorando? 
-Porque eu não suporto mais essa situação! - desabafei - Eu não me reconheço mais.. Cada dia que passa aquela Alexia de seis anos atrás morre mais um pouco.. 
-Eu entendo como se sente. Se pra mim é difícil,imagine pra você que se lembra de tudo que vivemos..
-Eu não  tenho ideia de como vai ser meu futuro,por isso tomei uma decisão. 
-Que decisão? - Michael me olhou confuso
-Eu sei que nunca se lembrará de mim,pois se não já teria se recordado. Eu sei que ama a Eva,e só está aqui pela Christine. 
-Ainda não estou te entendendo..
-Michael eu quero ver você feliz. Quando te vi naquele shopping,você estava alegre,animado e feliz ao lado da Eva e eu tirei sua paz enchendo sua cabeça de coisas..
-Mas eu precisava saber que tinha uma vida..
-Mas do que isso adiantou? Em nada! Eu tirei você da sua zona de conforto e te trouxe para esse martírio que é viver sem saber onde está. Eu fui egoísta com você Michael,então a partir de hoje esteja livre para fazer o que quiser. Soube que Eva está em liberdade,então logo ela vai te procurar. Então,se quiser voltar pra ela,eu entenderei. Poderá ver sua filha quando quiser,não precisa mais ficar aqui,ao menos que queira que eu saia,pois a casa é sua,entenderei perfeitamente!
-Alexia..
-Não fala nada.. - me levantei - Boa noite.. - me enfiei dentro da minha suíte e me permiti por toda a dor pra fora. 
Eu sei que Michael está infeliz,eu estou infeliz.Mas preciso pensar nele. Eu o amo o suficiente para permitir que ele seja feliz. É como se eu nunca tivesse entrado na vida dele,então é assim que continuará sendo.
Me deitei na cama me sentindo arrasada. Velei o sono de Christine e logo em seguida adormeci.

              
  * * * *

  Acordei sentindo uma forte dor de cabeça. Olhei pro lado e Christine não estava. O relógio marcava 9:00 horas.
-Merda,perdi a hora! - me levantei anda tonta e fui ao banheiro lavar meu rosto.
 Pela primeira vez em anos eu acordo tarde,resultado: Chris perdeu a aula.
 Fui até a sala e não encontrei ninguém.Nem sinal de Michael ou Chris. Reparei um papel em cima da mesa com a caligrafia de Michael.
 


''Bom dia! Percebi que ainda estava dormindo e então eu mesmo acordei a Chris e a arrumei para ir à escola.
Não se preocupe,ela disse que sabe o caminho e que é aqui perto. Preparei o café também,daqui a pouco estou ai.
Não me esqueci das coisas que me disse na noite passada e esteja certa de que iremos falar sobre isto,inclusive tenho algo para lhe mostrar..
                         Michael "


  Me tremi dos pés a cabeça. Tudo que eu menos queria no momento era ter essa conversa novamente. Já sei tudo que ele vai falar,é inútil insistir.
 Voltei ao banheiro para tomar um banho. Meus olhos ainda estavam vermelhos e inchados,consequência da noite anterior. 
 O banho até que foi relaxante. Como não tinha ninguém em casa,enrolei a toalha no meu corpo e fui até a sala pegar meu celular. Mas quando estou voltando para o quarto,Michael abre a porta.
 Com o susto,minha toalha quase caiu,revelando parte do meu seio. Cassete! Michael ficou mais pálido do que já é,e se eu não estiver enganada,seus olhos tinham desejo,o mesmo olhar que ele me lançava quando estávamos juntos.
  Por um momento pensei estar vivendo tudo aquilo novamente.Mas ai recobrei meu senso e me cobri rapidamente.Meu rosto queimava de vergonha.
-Desculpa Michael,eu estava sozinha..
-Hey,relaxa! - riu - A casa é sua,eu que cheguei sorrateiro..
-Eu.. vou me trocar.. - voltei pro quarto numa velocidade perceptível. Caralho,eu sempre passo vergonha!
 Vesti um moletom básico,penteei meus cabelos e abri a porta do quarto. Quase gritei de susto quando vi Michael parado na porta com um olhar indecifrável lançado para mim.




Capítulo 18 


Alexia

-Nossa Michael, que susto! Aconteceu alguma coisa?
-Não, não.. Só queria conversar um pouco, pode ser?
-Michael, se for sobre..
-Podemos? - me cortou
-Tudo bem.. Vamos pra sala.. - Michael veio logo atrás de mim.Dei passagem para ele se sentar no sofá
-Antes de mais nada, quero lhe mostrar isso. - Michael retirou de dentro de um livro uma fotografia.O mesmo livro que está com ele desde que voltou pra cá
-O que é isso?
-Vê se você conhece essa moça aqui.. - quando Michael me entregou a foto enrugada  pensei que fosse uma brincadeira.Mas não, era eu mesma naquela foto



-Michael.. Como.. 
-Eu encontrei essa foto dentro da minha carteira. O médico do hospital disse que nunca tinha mostrado pra Eva,com medo de você ser uma amante. Ele me disse que jogaria fora,mas logo depois eu acordei do coma. Ele me devolveu a foto e eu guardei comigo.
-Por que?
-Porque eu simplesmente não conseguia tirar meus olhos dela.Eu ficava fixado nesse rosto,em cada detalhe .Era como um enigma pra mim,entende?
-Isso é tão.. Meu Deus!
-Agora,quanto a série de absurdos que você disse ontem a noite.. Primeiro,eu sei que estou confuso, completamente confuso com tudo isso. Eu realmente não me recordo de nada, apesar de comprovar algumas coisas nos últimos dias.
-Que coisas?
-Seu cheiro, sua voz, seus olhos, seus toques.. Isso é tão inacreditável, eu tenho certeza que você fez parte da minha vida e eu não tenho intenção alguma de deixar você,ao não ser que você queira seguir sua vida ..com Sebastian.. Só quero ficar aqui,acho que você pode me ajudar a relembrar da minha vida. - Michael abaixou a cabeça
-Eu vou te ajudar,não se preocupe.. 
-Obrigado por ter paciência comigo Alexia. Só peço para não me cobrar nada, pelo menos agora..
-Sem problemas.. - forcei um sorriso 
-Será que ..posso continuar com a foto? - Michael sorriu de lado
-Claro.. Eu que te dei essa foto sabia?
-Sempre tive curiosidade de saber como ganhei essa foto! - ele riu
-Pois bem. Uma vez eu estava arrumando umas caixas antigas minha. E você como sempre quis se meter no que eu fazia, acabou me ajudando a organizar. Ai essa foto apareceu do nada no meio das coisas e eu não queria que você visse de jeito nenhum!
-Mas por que? - ele riu
-Porque eu era novinha ai.Estava horrorosa! Eu tinha apenas dezoito anos. Estava vindo morar em Las Vegas..
-Não tem porque se envergonhar. Com todo respeito, você é linda Alexia,linda! - Michael novamente meu olhou com desejo, mas logo tentou disfarçar
-Obrigada pelo pelo elogio..
-Como nos conhecemos?
-Jura que quer saber? - fiz uma careta
-Mas é claro que sim!
-Ok! Nós éramos de boates rivais.Sempre nos odiamos.. - ri - Então você me convidou para beber e acordamos casados.
-Tá brincando!
-É sério! Foi muito bizarro! Nós não tínhamos ideia do que fazer!
-E o que aconteceu depois?
-Tivemos que permanecer casados. Casamos em comunhão total de bens e você estava falido! 
-Então ficamos casados por conveniência..
-Sim.
-Foi ai que nos apaixonamos?
-Ein? - me assustei
-Nos apaixonamos,certo?
-Bem, sim.. Eu me apaixonei por você.
-Daria tudo para me lembrar disso..
-Sério? Vivíamos como cão e gato! - ri novamente
-Sabe Alexia, eu ia lhe perguntar como éramos juntos,mas .. eu vou fazer do meu jeito! - Michael me puxou para o seu colo e beijou meu pescoço.
   Eu fiquei paralisada, Michael olhou dentro dos meus olhos e finalmente sua boca encontrou a minha. Lentamente, ele foi encostando seus lábios nos meus. Senti uma corrente elétrica perpassar por todo meu corpo.
   Finalmente sua língua pediu passagem e adentrou minha boca. Michael explorou todo o meu território,sugando meus lábios com gana, ferocidade e posso até dizer, com paixão. Eu gemia dentro de sua boca, Michael puxava meus cabelos, me deixando ainda mais grudada nele.Era ele, o meu Michael, o meu homem que consegue me deixar excitada com apenas um beijo. Um beijo que me desestabiliza de uma forma tão intensa que somente Michael consegue causar em mim.




Capítulo 19 


Michael

  Não sei o que me deu ao beijar Alexia,mas essa mulher parece ter um ímã que me prende a ela. Eu sinto que isso é muito mais que desejo e atração,eu não sei explicar que sentimento é esse, só sei que perto dela,sinto coisas que jamais senti com Eva.
  Alexia ainda estava no meu colo,nos beijávamos calorosamente,parecia que nossos corpos eram íntimos um do outro. Seus lábios macios me inebriavam,a forma como me beijava,me levava ao paraíso.Deus,ela é perfeita!
  Foi então que seu telefone tocou e finalmente conseguimos nos desgrudar. A princípio foi difícil pensar em qualquer coisa. Nossos lábios estavam inchados e avermelhados. Ela estava mais sexy ainda.Nossas respirações estavam descompassadas,dava para se ouvir nossos batimentos desenfreados.
-Alô? - Alexia disse com a voz trêmula - Oi Bred,eu já to indo! - Alexia rapidamente saiu do meu colo,ótimo,pois meu "amigo" já estava doendo por conta da excitação
-Vai sair? - perguntei
-Vou.. É,tenho que resolver umas coisas da boate. Devo passar o dia fora,você poderia buscar a Chris?
-Claro! Deixa comigo.. - ficamos por um tempo nos encarando
-Eu vou trocar de roupa ok?
-Vai lá.. - depois de vinte minutos ela saiu do quarto toda arrumada
-Até mais! 
-Vem cá.. Você sempre sai assim para trabalhar?
-Assim como? - perguntou despreocupada
-Toda emperiquitada! - ela riu
-E qual o problema?
-Nenhum,só acho que se arruma demais para sair..
-O que foi? Tá incomodado? 
-Eu? Não..
-Oh sim! Então me dê licença!
-Toda! - fiz sinal de rendição
  Assim que Alexia fechou a porta,praguejei todos os palavrões possíveis. Porra,por que ela me provoca tanto? E pior,consegue!
  Logo chegou a hora de buscar Christine. Durante o caminho de volta para casa,Chris pediu para irmos à sorveteria. Caramba,eu não consigo dizer não á ela. Ah,qual o problema da menina sair da rotina de vez em quando?
-Sabe que se sua mãe souber ela me mata né? - estávamos sentados no balcão da sorveteria.Chris se deliciava com um sorvete de três bolas enormes
-Eu sei. É nosso segredo! - ela piscou para mim e eu ri
-Garota você é terrível! - ela riu - Oh Christine..?
-Eu!
-Sua mãe costuma sair sempre bem arrumada para trabalhar?
-Mamãe sempre foi linda,mas antes de você voltar,ela não se importava em se arrumar muito,se maquiar..
-E depois que voltei ela.. - abri um sorriso
-Ó desde que você voltou eu acho que mamãe ficou mais feliz,mais animada..
-Mas ela namorava o Sebastian,certo?
-Sim,tio Sebs sempre gostou da mamãe,mas ela não ligava. Ai eles começaram a namorar..
-Mas terminaram porque eu voltei,não é?
-Não sei. Eu não tenho visto ele..Você tá com ciúme,pai?
-Eu? Não..Só fiquei curioso..
-Sei!
-Agora vamos logo,daqui a pouco você tem que almoçar!

* * * * *

  Eu e Chris tivemos um dia perfeito. Assim que almoçamos,dei banho nela,ajudei com a lição de casa e depois passamos a tarde vendo filme,jogando vídeo game e comendo porcarias.
Já eram 22:00 e nada da Alexia. Bem que ela falou que cuidar de uma boate dava trabalho. Enquanto Chris dormia,fui assistir algo na TV para me distrair. 
Pulei do sofá quando vi Alexia abrindo a porta.Ela parecia exausta.
-Olá! 
-Oi Michael.. - ela parecia estar envergonhada por causa do beijo
-Como foi o trabalho?
-Cansativo,mas deu tudo certo! - ela sorriu
-Vou fazer algo para você comer. Vá tomar seu banho e relaxe um pouco! - não entendi porque estava sendo tão cuidadoso com ela..
-Obrigada,mas não estou com fome.Pode fazer um chá pra mim
-Claro! 
-Já volto.. - meia hora depois,Alexia voltou.Cassete! Ela vestia um baby doll fininho que realçava ainda mais suas curvas. Percebi que ela ficou envergonhada com a forma que eu olhava para ela.
-Aqui está o seu chá.. - entreguei a xícara para ela
-Obrigada.. - Alexia tomou um bom gole e manteve a xícara nas mãos. Em momento nenhum ela olhava nos meus olhos.
-Algum problema Alexia?
-Oi?
-Tudo bom? - disse a provocando
-Você tá muito engraçadinho hoje! - se ela soubesse como é linda irritada..
-Desculpe.. - me redimi - Eu sei que está assim por causa do nosso beijo,to errado? - disse me aproximando dela. Ela se assustou e acabou derramando a xícara na pia,queimando sua mão
-Ai! - gritou por conta da dor
-Calma,calma! - abri a torneira e coloquei sua mão na água,para aliviar.
-Hmm.. - ela gemeu pelo alívio da água gelada no ferimento
-Está melhor? - disse ficando mais perto dela
-Sim.. - percebi que ela tremeu quando me aproximei mais.Levei sua mão até minha boca e dei um leve beijo no local.
Eu tenho certeza que teríamos nos beijado novamente,se Chris não tivesse gritado por Alexia.
-To..indo querida! - Alexia se recompôs e seguiu para o quarto
Fui logo atrás dela,ver o que Christine queria. Se ela não tivesse nos gritado,nem sei o que teria acontecido. Alexia abriu a porta do quarto e se ajoelhou na beirada da cama.
-Tô aqui princesa..
-Tive um sonho ruim! - Chris coçou os olhinhos de uma forma adorável
-Mas já passou,meu anjo..
-Eu sonhei que você tinha ido embora pra sempre! - confesso que me senti mal por isso.Não me imagino mais vivendo longe de Alexia
-Já disse que foi só um pesadelo! Você passou por muitas coisas hoje..
-Fica aqui comigo,você e o papai.. - novamente morri de alegria ao ouvir essa palavra de uma forma tão carinhosa
-Eu vou deitar aqui com você tá? - Alexia se enfiou debaixo das cobertas e colocou Chris em seu colo
-Vem também papai! 
-Eu?
-Uhum! 
-Posso Alexia? - percebi que ela ficou pálida
-Cla..claro! - sorriu. Na posição que estávamos,tive que me deitar perto de Alexia e tivemos que ficar bem próximos um do outro.
  Logo Chris virou pro canto e acabou dormindo.Permanecemos por um tempo em silêncio.Estar assim tão perto dela novamente me deixava louco.
  Percebi que ela também estava sonolenta e instintivamente envolvi meu braço em sua cintura,Alexia aceitou de bom grado e permitiu até que eu alisasse seu braço.Sorri de leve quando vi que ela se arrepiou.
Em alguns minutos ela já estava em um sono profundo. Quase tive um treco ao ver que seu baby doll estava desalinhado,dando uma visão perfeita dos seus seios.
  Mas eu não sentia apenas atração. Eu tinha a sensação de já conhecer todo o seu corpo,era como se eu tivesse em casa. Não demorou muito para ela finalmente dormir e detalhe,com a cabeça encostada no meu peito.
  Eu simplesmente me senti a vontade naquela situação. Seu aroma suave me fez relaxar e eu acabei dormindo abraçado em Alexia.


Capítulo 20 

Michael
 
  Durante toda a noite eu dormia e acordava.Cara,eu tava numa situação bem complicada,se é que me entendem.. Alexia dormia nos meus braços feito um anjo e eu me sentia cada vez mais hipnotizado por ela.
 Finalmente amanheceu. Eu daria tudo para continuar ali deitado com Alexia e Christine.. Com minha.. mulher e minha filha.
-Pai..você já acordou? - Chris disse baixinho
-Uhum. Shii.. sua mãe ainda tá dormindo..
-Ainda?
-Ela chegou cansada.. Quer ajuda para se arrumar? - Chris olhou para nós dois,foi ai que percebi a forma como estávamos grudados
-Não precisa.. Eu me viro! - Chris riu baixinho e foi para o banheiro
Percebi que Alexia estava se mexendo,e logo que abriu os olhos se assustou ao me ver tão próximo a ela.
-Bom dia! - quebrei o silencio
-Bom dia.. Desculpa,eu peguei no sono e ..
-Relaxa Alexia.. Eu também dormi e nem notei.. - menti - Dormiu bem?
-Sim. - se sentou na cama - Eu tava bem cansada!
-Imagino,chegou tarde ontem!
-Tarde? Dez horas pra mim é cedo! Tem dias que eu viro a noite na boate!
-Tá falando sério? Isso faz mal!
-Olha quem fala! Quando você cuidava da boate,trabalhava mais que eu!
-É difícil me imaginar fazendo isso. Me tornei um homem tão caseiro! - ri
-Pra você ver! Você era o oposto do que é hoje.. 
-Como em quê por exemplo? - provoquei
-Em tantas coisas.. - Alexia me olhou com malícia - Quem sabe um dia bata com a cabeça na parede e recobre a memória? - eu estava prestes a lhe dar uma prensa quando a campainha tocou
Alexia foi atender e eu terminar de arrumar Christine. Senti meu sangue ferver ao ouvir a voz de Sebastian.
-Sebastian! - ouvi Alexia dizer.Me aproximei mais para observá-los - Me desculpe eu estar assim,acabei de acordar! - ela riu,enquanto Sebastian a comia pelos olhos
-Eu que peço desculpas. Sempre que venho aqui já estão prontas..
-Hoje eu me atrasei.Entra! Vou me arrumar e já volto! 
-Oi Michael! - ele me olhou com uma cara de decepção
-Oi. - foi nítida a minha cara de de merda ao respondê-lo. Alexia nos deixou a sós e foi ao banheiro
-É inacreditável ver você aqui,vivo!
-Pois é,parecem que todos estavam enganados. Sou duro na queda! - pisquei para ele com sarcasmo
-Tudo levou a crer que estava morto,todos nós desistimos..
-Menos Alexia! - lembrei 
-Sim,menos ela. 
-O amor dela foi maior que tudo isso.
-Sim. O amor dela. - enfatizou - Pena que ela não é correspondida..
-Não entendi..
-Fala a verdade Michael,só entre nós dois. Você não gosta dela,só está aqui pra proteger a Eva,sua atual esposa! - ri sem humor
-Quem é você pra se meter nisso?
-Só quero o bem da Alexia. Ela passou todos esses anos sofrendo por você,foi tachada de louca e desequilibrada por todos. Sabia que ela quase perdeu a guarda da Christine?
-O que? - perguntei perplexo
-Logo depois que as equipes de busca desistiram de te procurar,você foi oficialmente dado como morto. Alexia perdeu a sanidade.Chegou a ficar uma semana trancada no quarto.Não via ninguém,não respondia nossos apelos,não comia.. nem mesmo via Christine.
-Meu Deus,isso é tão..
-Depois de dez dias tivemos que tomar atitudes extremas. Os pais dela decidiram interná-la numa clínica. Quando a equipe de enfermeiros arrombaram a porta do quarto,Alexia estava sentada,imóvel em cima da cama com uma foto sua nos braços. Ela repetia palavras desconexas,nem mesmo reagiu quando os enfermeiros a levavam para a ambulância.
-Quer dizer que ela..
-Enlouqueceu? Sim. Ela passou seis meses internada a base de remédios e terapias. Os pais dela já estavam entrando na justiça para garantir a guarda de Christine. Mas felizmente ela apresentou melhoras e depois de um ano já estava parcialmente recuperada.
-Ela nunca tocou nesse assunto comigo..
-Claro que não. Alexia até hoje se culpa por ter sido frívola quanto à Christine. Ela sempre amou a filha,nunca duvidamos disso,mas o desequilíbrio aplacou seus sentimentos. Por isso ela se culpa por ter passado um ano sem cuidar da Chris como ela merecia. Mas Alexia conseguiu se curar,deu a volta por cima. Isso tudo pelo amor à filha e pelo sonho tolo de te encontrar um dia. Mesmo com todos dando contra,ela se reergueu. - senti uma vontade incontrolável de chorar 
 Alexia passou por todo esse martírio por mim. Chegou a perder a sanidade por me amar incondicionalmente. E mesmo com tudo isso foi forte o bastante para dar a volta por cima e reconstruir sua vida.
-Só lhe disse tudo isso para você pensar bem no que esta fazendo. Não vou permitir que a faça sofrer ouviu bem?
-Você acha mesmo que eu a faria sofrer? Eu não tenho culpa por ter perdido essa porcaria de memória e ter me afastado da minha família. Eu me sinto mal por tudo isso, mas eu jamais machucaria os sentimentos da Alexia!
-Aé? E o que vai fazer quando a Eva voltar?Vai abandonar a Alexia e sumir no mundo com essa mulher?
-O que eu vou fazer da minha vida não lhe interessa! Será que não vê como essa situação é difícil pra mim também? Ao contrário de Alexia, eu conheço Eva há muito tempo e o que vivi com ela foi intenso,mas com a.. - gelei quando vi Alexia na minha frente me olhando com decepção.Caralho,ela entendeu tudo errado!
-Chris vamos logo! - disse nervosa
-Alexia.. - tentei explicar
-Vamos Sebastian. - ela nem olhou na minha cara. Pegou Chris pela mão e marchou junto com o puxa saco do Sebastian a tira-colo. Ao passar pela porta, Alexia me lançou um olhar mortífero e com dor estampada nos seus olhos.
  Puta que pariu,como vou explicar essa situação agora? Como vou fazer ela entender que o que eu sentia por Eva acabou há mais de dez anos atrás.E a cada dia que passei ao lado dela nesses anos,ficava mais claro para mim.Como vou provar para Alexia que mesmo não recordando da minha vida junto dela, eu estou perdidamente apaixonado por essa mulher?


Capítulo 21 

Alexia

  Controlei ao máximo o choro.Ouvir Michael falando do que sente por Eva,quebrou meu coração. Mas por que ele insiste em ficar aqui quando na verdade ele quer estar com a Eva.
Sebastian nos levou para a escola.Ele sabe que não estou bem,pois não fez nenhuma pergunta impertinente perto de Chris.
-Boa aula meu amor!
-O papai vai me buscar?
-Não.Eu vou.
-Vocês brigaram?
-Princesa vá pra aula,você já está atrasada!
-Ta bom! - Chris revirou os olhos - Tchau pra vocês!
-Tchau amor! - dissemos.Sebastian arrancou com o carro e seguimos em silêncio 
-Vamos conversar? - disse paciente
-Você ouviu o que ele disse Sebastian? Por que ele não vai atrás dela de uma vez? - solucei
-Calma Alex.. Eu não queria dizer isso,mas você tem que entender que a história de vocês acabou! 
-Eu sei.. - permiti chorar mais ainda - Mas está sendo tão difícil pra mim aguentar tudo isso.. Eu me sinto uma intrusa na vida dele..
-Será que não é hora de você partir pra outra? Digo, viver sua vida..
-Eu o amo Sebastian..
-Eu sei,mas você pode esquecê-lo,basta querer! - sua mão migrou para o meu rosto,acariciando-o.
-Me deixa na casa da Sarah,por favor.
-Claro! - fizemos o trajeto em silêncio.Sebastian me deixou na porta do prédio e se despediu de mim com um casto beijo na testa

* * * * *



-Eu sinto tanto pelo que você está passando,Alex.. - Sarah me consolava
-Eu sinto que a qualquer momento ele vai embora! Eu quero o meu Michael de volta!
-Amiga não chora! Se você conseguiu achá-lo depois de tantos anos é porque teve um propósito!
-Sebastian disse para eu esquecê-lo..
-É claro que o Sebastian disse,ele quer você! Alexia,Michael te ama eu tenho certeza,ele só está..
-Desmemoriado,eu sei! E eu vou viver até quando assim? E se ele nunca recobrar a memória? 
-Olha pra mim. Faça o que seu coração mandar. Não tem que ouvir as merdas que o Sebastian diz pra você. Por que você achou o Michael? Porque ouviu seu coração,não deu a mínima pelo que os outros diziam.Continue assim! Vá pra casa,descance e pense melhor.. Não desista do Michael!
-Você tá certa.. - enxuguei as lágrimas - Eu vou me acalmar.. 
-Isso amiga!
-Obrigada por tudo. Eu vou dar uma volta,sei lá. Não quero vê-lo agora..
-Você que sabe! Agora fica aqui comigo,vamos ver um filme,fofocar.. 
- Só você mesmo! - ri
Passamos a manhã inteira conversando,vendo filmes e fazendo nada. Por um momento consegui me distrair.Mas logo estava na hora de buscar Chris.
-Vou indo Sarah,tenho que buscar minha menina..
-Vai sim,manda um beijo pra minha afilhada!
-Pode deixar.Ah,Alexia?
-Sim?
-Você devia voltar a cantar.
-O que?
-Desde que o Michael desapareceu,você nunca mais se apresentou. Acho que vai ser bom pra você,vai se distrair..
-Sabe que você tem razão? Eu morro de saudade dos palcos,vai me fazer bem! - sorri confiante
-Claro que vai! Até logo amiga!
-Até mais!
Pensando bem,a ideia da Sarah até que não é ruim.Cantar sempre foi um sonho meu,algo que eu amava fazer e quem sabe assim,me ajude a enfrentar os problemas.. 
Agradeci a Deus por Bred ter me ligado,me chamando para uma reunião com os fornecedores de bebida da ''Dangerous'', geralmente essas reuniões demoram muito,pois tínhamos que escolher novas bebidas para servir na boate.A reunião terminou quase as 18:00. Dirigi de volta para casa me preparando psicologicamente para ver Michael.
Girei a chave na maçaneta da porta e não ouvi barulho de ninguém.Geralmente Chris vem correndo me receber,mas dessa vez foi diferente. Larguei minha bolsa em cima da mesa e chamei por Chris.
-Ela não está.- Michael disse tranquilamente, vindo do banheiro,secando com a toalha os cabelos molhados
-E onde ele foi?
-Dormir na casa de uma amiga,ela disse que você sabia..
-Ah sim, eu me esqueci completamente! A mãe da Doris convidou a Chris para dormir hoje na casa dela,é sexta- feira..
-Ah que bom, achei que você ficaria irritada por eu ter deixado ela ir.
-Imagina Michael,você é o pai dela.. - já estava indo para o meu quarto,quando ele me parou
-Você vai trabalhar hoje?
-Não,hoje não.. Porque sábado é dia de eu virar a noite na boate.
-Ah sim..
-Vou tomar um banho,tenho que fazer compras, licença.
-Alexia, se importa se eu fizer pra você? Eu passo o dia trancado aqui.. 
-Não me importo não.. É até bom,não to com cabeça pra isso..Até mais! - me virei novamente e segui para o meu quarto.

* * * * *


 Já eram 19:45 , Michael já deveria estar chegando, então decidi me trancar no quarto para que ele pensasse que eu estava dormindo. Não tava nenhum pouco a fim de olhar pra cara dele.
Escutei a porta se abrindo,logo depois Michael mexia em algo na cozinha.Provavelmente guardando as compras. Antes mesmo que eu começasse a chorar,peguei um dos antidepressivos que eu ainda tinha comigo,tomei e rapidamente adormeci. Quando acordei,já eram 23:00. Porra, eu dormi demais! Decidi tomar um banho para me despertar,pois ainda estava sonolenta.
   Quando saí do quarto,as luzes estavam apagadas,Michael provavelmente já estava dormindo. Me encostei na sacada da janela observando a chuva cair lá fora e uma torrente de lembranças invadiu meu pensamento.Me lembrei do dia que Michael e eu cantamos I Look To You juntos.Naquele dia Michael me fez a declaração de amor mais emocionante que já vi na minha vida e desde de tudo que aconteceu,nunca mais tive coragem de ouvir essa música.

Fechei meus olhos e comecei a cantarolar

''As I lay me down
Heaven hear me now
I'm lost without a cause
After giving it my all

Winter storms have come
And darkened my sun
After all that I've been through
Who on earth can I turn to?

I look to you
I look to you
After all my strength is gone
In you I can be strong
I look to you..''

  Senti meu coração acelerar quando duas mãos quentes apertaram de leve minha cintura.Quando me virei,o rosto de Michael refletia na penumbra da sala, acompanhado com os relâmpagos que o iluminavam, me dando uma visão perfeita do seu corpo.Michael estava apenas com uma calça de moletom,os músculos bem definidos e os ombros largos expostos.Os cabelos estavam soltos,Deus.. vê-lo dessa forma de desestabilizava totalmente.
Eu não conseguia dizer nada,pois seus olhos negros me encaravam de um jeito tão intimidador que me fez paralisar.

-Quando eu escutava essa música,me lembrava de uma voz feminina cantando.. Eu ficava louco,porque não conseguia me lembrar de onde eu tinha escutado..Mas agora vendo você cantar,já tenho certeza de quem é a voz encantadora..
-Michael..
-Shii.. Agora você vai me ouvir.. Não percebe como estou amargurado, confuso..?
-Eu já sei..
-Não,você não sabe Alexia.. Não sabe porque simplesmente não me deixa lhe mostrar... - fiquei confusa com o que ele disse - Será que não percebe como fico louco e atordoado na sua presença? Deus foi muito bom comigo..
-Por que? - Michael sorriu
-Por ter me dado a graça de me apaixonar novamente pela mesma mulher.. - eu ouvi direito?
-O que quer dizer com isso..?
-Quero dizer Alexia,que eu não consigo tirar você da minha cabeça nem do meu coração..Alexia, estou perdidamente apaixonado por você! - senti que meu coração sairia pela minha boca.Todo meu corpo estava bambo e se não fosse Michael segurando possessivamente a minha cintura, eu teria caído com certeza
-Não diz isso por favor.. - eu não queria,mas foi impossível conter o choro.Michael calmamente enxugou cada lágrima que descia e novamente me olhou nos olhos 
-Não aguento mais guardar isso dentro de mim..
-Mas e a Eva?
-Dane-se a Eva! Alexia você entendeu tudo errado,o que eu dizia para o Sebastian era que eu realmente tive um relacionamento intenso com a Eva,mas isso foi há mais de dez anos! Quando eu acordei do coma e a vi ali comigo,dizendo que havíamos nos casado eu fiquei perplexo,pois eu já não sentia absolutamente nada por ela.Mas eu estava frágil e acreditei na primeira lorota que ela me contou.. Não tem porquê eu mentir pra você.. - Michael acariciava meu rosto - E então você apareceu, ou melhor reapareceu na minha vida e desde então tem me deixado fora de órbita,garota.. E me dói ver como você sofre, me dói por não conseguir lembrar de você.. Mas o que posso te dizer com total convicção é que eu só penso em você,eu estou fodidamente apaixonado por você!
-Eu ..não sei o que dizer..
-Não fala nada.. - Michael tomou meus lábios com pressa e eu me entreguei à ele com a mesma fome e desejo
  Michael sorriu e me pegou no colo, me levando para o quarto.Esperei tanto por esse dia e finalmente se tornou realidade. Michael deitou por cima de mim,beijando cada parte do meu corpo,começando pelo meu pescoço,nuca, orelha e descendo para meus seios.Michael os apertou ainda por cima do tecido da minha camisola e rapidamente se livrou dela, me deixando apenas de calcinha.
-Se eu disser que já sonhei com esse corpo você vai acreditar?
-Não duvido de mais nada que venha de você! - ri e ele também
-Eu preciso amá-la como nunca,honey.. - meu coração palpitou ao ouvir essa palavra
-Do que me chamou?
-Honey..Não gostou? - perguntou preocupado.Meus olhos se encheram de lágrimas
-Era assim que você costumava me chamar..
-Tá falando sério?
-Estou.. Eu te amo Michael.. - puxei seu rosto para lhe beijar novamente
-Eu te amo mais Alexia,e isso é tão claro para mim como o dia! - Michael voltou a me beijar com mais pressa ainda
  Tirei sua calça libertando seu membro que estava completamente ereto,duro e molhado.É tão bom saber o prazer que você proporciona ao homem que ama..Michael arfou quando envolvi meus dedos em seu membro e passei a masturbá-lo com avidez,ouvindo Michael gemer em meu ouvido. Ele também fez questão de me torturar.
  Michael levou um dos meus seios á sua boca e passou a chupá-lo dando leves mordiscadas,me arrancando gemidos.Ele sorriu ao ver minha reação e continuou a tortura com o outro seio,enquanto retirava minha calcinha.À essa altura eu já estava molhada de excitação, Michael penetrou dois dedos em minha intimidade massageando meu clítoris com suavidade,parecia ser nossa primeira vez juntos.Na verdade depois de seis anos sem fazer sexo,eu já estava ficando maluca e poder matar a saudade fazendo amor com Michael,era mil vezes mais prazeroso. 
-Eu vou te chupar bem gostoso, tente não morrer de prazer.. - disse me provocando.Esse filho da puta continua convencido 
-Vá em frente baby.. - Michael começou beijando minhas coxas, virilha, até chegar na minha intimidade.Me contorci no exato momento em que senti sua língua adentrar na minha intimidade,varrendo todo o território de uma forma deliciosa.Levei minhas mãos à sua cabeça,o incentivando a continuar - Oh Michael..
-Está gostoso,baby?
-Muito.. Não pare.
-Não vou parar até que tenha seu primeiro orgasmo,honey.. - tremi ao ouvir dizer '' primeiro orgasmo''. Michael voltou a contornar sua língua em meu clítoris,agora com mais força,decido a me fazer gozar. Quando Michael mordiscou meu clítoris,foi o estopim para que eu gozasse desesperadamente.Minhas unhas chegavam a doer pela força como agarrei o lençol. 
  Michael voltou a me encarar com um sorriso lascivo nos lábios.Recuperei minha respiração ofegante,mas Michael nem esperou e já foi atacando minha boca novamente.Era hora de brincar um pouquinho com ele.Empurrei Michael no colchão e me deitei por cima dele,seu membro pulsava abaixo de mim.Levei minha boca até ''ele'',Michael começou a gemer e puxar meu cabelo,forçando-me a engolir seu sexo e é claro que eu iria aproveitar muito essa delícia.Michael já estava se encaminhando para seu êxtase,mas me puxou para si.
 -Seria um tentação gozar na sua boca,mas prefiro fazê-lo dentro de você.. - Michael me virou para baixo dele e se enterrou em mim numa única estocada,não poupei gritos e gemidos.Michael dançava dentro de mim de um jeito tão gostoso que sentia as lágrimas salpicarem no meu rosto.
-Isso Michael,mais forte,mais forte! - implorei feito louca.Michael metia tão forte que se ouvia o ranger da cama.Já estávamos suados e ainda mais excitados.
-Você é apertada demais,baby! - bastou mais algumas estocadas para que o orgasmo nos atingisse violentamente.Nossos líquidos se misturavam,intensificando ainda mais essa onda de prazer.
 Caímos da cama completamente exaustos,porém com um sorriso enorme nos lábios. Nossos corações batiam numa velocidade total.Michael me puxou para seu peito e acabei adormecendo.



Capítulo 22 


Michael
 Abri meus olhos com um pouco de dificuldade por conta da claridade que vinha da janela.Apertei meus olhos mais uma vez e pude constatar que Alexia ainda dormia profundamente nos meus braços com sua cabeça apoiada no meu peito. Suspirei e um sorriso de satisfação preencheu meus lábios.
 A noite passada definitivamente foi perfeita.Eu não sou de comparar transas,mas uma coisa tenho que dizer,eu realmente sentia prazer ao transar com Eva,mas um vazio me corroía após o sexo,mas com Alexia não,com Alexia senti que eu estava fazendo amor,foi muito mais do que uma uma simples foda. 
  Ver Alexia se entregando e confiando em mim,me deixou ainda mais encantado,estasiado,sedento de desejo. Aproveitei que ela ainda dormia para me levantar e preparar seu café da manhã. 
 Não faço ideia de qual será sua reação ao acordar e se der conta da noite que tivemos. Espero do fundo do meu coração que ela não tenha se arrependido e pense que tudo não passou de um jogo de sedução para eu me aliviar.
   Digo isso porque Alexia parece ser astuta,esperta,paranoica e impulsiva.Mil e uma coisas podem se passar em sua cabeça e consequentemente podem não ser positivas.
Afastei esses pensamentos e me foquei em preparar a bandeja de café para minha.. esposa. Essa palavra me deixou imensamente feliz. Tentei me esforçar o máximo para me lembrar do que Alexia toma no café.
   A tentativa foi frustrante,só o que ganhei com isso foi uma dor de cabeça chata. Tentei então seguir meu sexto sentido. Preparei panquecas,disso eu sei que ela gosta.Me atrevi até a colocar doce de leite,eu particularmente acho que fica uma merda,mas ela tem cara de que gosta destas misturas exóticas.. 
   Já estava com a mão na massa,literalmente,todo compenetrado nos meus afazeres.Estranhei por Alexia ainda não ter acordado,pois já tinha preparado a bandeja para ela. Fui até o quarto e Alexia estava na mesma posição na qual eu havia deixado.Caramba,eu fiz um estrago nessa mulher!
-Alex? Alexia..? - cutuquei ela insistentemente e nada.Porra,agora fiquei preocupado. - Acorda Alexia! - passei a sacudi-la e finalmente ela despertou assustada
-O que foi?
-Você me assustou poxa!
-Desculpa.. Eu tenho sono pesado,ainda mais depois de..
-Transar? - Alexia corou
-Exato.. 
-Bem,que isso tem a ver,não tenho dúvidas,mas.. - peguei o vidro de comprimidos em cima da mesinha - é isso aqui não é? Primeira coisa bebê,chega dessas porcarias!
-Porcarias que me ajudaram muito! 
-Falou certo,ajudaram! Agora só estão te atrapalhando! Alexia eu soube do seu problema..
-Da minha loucura? - Alexia se levantou furiosa - Pra que falar disso? Acha que gosto de me lembrar desse inferno? 
-Hey,calma.. - abracei Alexia com força - Me desculpa ok? Eu só fiquei preocupado,caramba são antidepressivos e isso vicia.. - disse temeroso
-Relaxa,eu não sou viciada nisso. Só tomo quando preciso dormir..
-Então a partir de hoje acabou ok? Se tiver dificuldade para dormir,eu mesmo cuidarei disso..
-O que pretende fazer..? 
-Vou cuidar para que fique bem cansada.. - me aproximei dela
-Hm então será que eu posso tomar um banho?
-Claro! Quer ajuda..? 
-Não,seu espertinho!
-Ok! Agora eu vou deixá-la livre,mas depois você não me escapa! - apertei seu queixo de leve e ela foi ao banheiro.

  Enquanto tomava o banho,deixei seu café em cima da cama. Alexia voltou quarto dentro de um roupão,penteando os cabelos molhados.
-Agora sim eu tô viva! Que cheiro bom é esse?
-Preparei pra você,imaginei que acordaria faminta!
-E não é que você adivinhou? Ui panquecas com doce de leite,em me empanturrava com isso quando estava grávida!
-Por que será que eu não me surpreendo com você? - ri
-E era você que fazia pra mim!
-Novidade! - levantei os braços fingindo estar surpreso.Alexia comeu rapidamente,depois devorou os morangos e o suco de laranja
-Nunca comi tanto na minha vida! - Alexia se jogou na cama e eu coloquei a bandeja na mesa para me deitar ao seu lado
-Sinal que eu fiz sucesso na cozinha! Por que está séria?
-Por nada.. 
-Olha pra mim.. - toquei em seu rosto - Está com medo? 
-Um pouco.. - suspirei
-Não quero te ver assim,insegura. Eu jamais ousaria brincar com você. E eu posso te dizer com todas as letras que te amo! - beijei a ponta do seu nariz - Te amo..
-Oh Michael,não sabe o efeito que me causa ao dizer isso! 
-Então se prepara!
-Pra..?
-Bem, eu sei que somos casados,porem eu não me lembro,mas.. estamos juntos!
-Juntos?
-Uhum.. E eu quero saber.. Você quer ser minha namorada? 
-O que? 
-É isso que você ouviu? Vamos começar do zero,o que acha? Vou te levar para o cinema,depois vamos tomar um sorvete na pracinha.. 
-E ai você acorda do sonho.. Olha pra minha cara,olhe pra nós dois! Jamais,em hipótese alguma seremos esse tipo de casal,querido! -gargalhei,realmente Alexia esta coberta de razão.
  Desde que vim pra essa casa,tenho despertado em mim sensações inimagináveis,posso dizer que meu lado canalha,fogoso e safado "acordaram" e com Alexia rondando meus pensamentos,acredito que voltei a ser o homem insaciável de sempre..
-Realmente.. Não vejo nós dois fazendo outra coisa que não seja fodendo,transando, fazendo amor,sexo,preliminares e mais sexo!
-Michael! - me deu um tapa no ombro rindo de mim 
-Eu to brincando.. - trouxe Alexia ao meu colo -Sabe o que vou fazer com você,alem do que eu já disse,claro..
-O que?
-Vou te fazer muito,muito feliz Alexia Jackson! E se depender de mim nunca mais derramará uma lágrima de tristeza! - a beijei novamente,enxugando suas lágrimas com um beijo
  Migrei minhas mãos até o laço do seu roupão,desfazendo-o,deixando Alexia nua para mim.
-Cacete,gostosa é pouco para lhe definir! -Alexia riu do meu comentário 
-Então aproveita esse corpinho porque ele já te esperou por tempo demais.. 
-Vou fazer meu cada centímetro do seu corpo,porque você é minha honey,só minha.. -ataquei novamente sua boca com um desejo impressionante - Vai implorar para me ter dentro de você.. - sussurrei próximo ao seu ouvido deixando-a arrepiada
-O que vai fazer comigo? - disse me provocando
-Para começar vou provar dessa delícia. - toquei sua intimidade,ainda fria por ter acabado de sair do banho gelado - Em seguida,vou te comer bem gostoso e quando estiver prestes a gozar,vou fodê-la até o fundo,que perderá a voz.. - Alexia gemeu
-Oh Michael.. Falando assim eu vou gozar agora mesmo.. 
-Não senhora! Você vai gozar na minha boca e vai ser agora! - abaixei minha cabeça em torno da sua intimidade molhada e comecei com leves lambidas no local.
  Alexia arfou e enfiou uma das mãos por entre meus cabelos.Entendi seu recado,mas estava a fim de ver Alexia implorando por mais.Me afastei do meio de suas pernas vendo-a me olhar com reprovação.
-Continua seu filho da puta,estou quase lá! - ri do seu nervosismo 
-Paciência honey.. Me dê sua mão. - Alexia fez o que lhe pedi - Agora toque essa delícia,quero vê-la dando prazer a si mesma..
  Alexia me olhou com malícia levando dois dedos até seu clítoris inchado friccionando-o,me deixando ainda mais excitado.Quando começou a se masturbar freneticamente,anunciando seu primeiro orgasmo,retirei seus dedos e caí de cabeça na sua intimidade,sugando seu clítoris enquanto Alexia gemia ao gozar.
-Olha como me deixou.. - apontei para a minha visível ereção.Meu membro latejava dentro da calça de moletom que chegava a doer
-É um pecado deixá-lo preso ai dentro! - Alexia me deitou na cama retirando minha calça e boxer lentamente 
Meu membro pulou para fora e vi Alexia salivar ao ver o tamanho da minha ereção. 
-Sempre pronto pra mim não é Jackson? Duro,grosso,quente.. 
-Se quiser prová-lo,fique a vontade.. - Alexia mordeu o canto do lábio e fechou os dedos em torno do meu sexo expondo a cabeça do meu membro 
pau na sua boca,chupando com vontade.Praguejei trocentos palavrões devido à alta carga de excitação que emanava em mim.
-Sua boca é muito gostosa amor,nem pense em parar!
  Senti meu sexo se retrair anunciando meu orgasmo Alexia percebeu e então aumentou o ritmo das chupadas,senti a ponta do meu membro tocar sua garganta.Mandei o autocontrole para o inferno e despejei jatos de sêmen na sua boca.
Alexia não desperdiçou nenhuma gota e agora tudo que eu queria era fodê-la até perder a sanidade.
-Vire- se pra mim. - ordenei vendo Alexia empinar o traseiro pra mim - Que bunda gostosa você tem,baby.. - encostei meu membro ereto nas suas nádegas e passei a estapear cada uma delas
 Alexia gritava a cada espalmada e consequentemente a cada estocada.Era impossível meter com suavidade,pois a gostosa da minha mulher rebolava e gritava para eu ir mais forte.E quem sou eu para contrariá-la? 
-Isso amor,estou quase lá! Mais forte seu gostoso!
-Então se prepare porque eu vou gozar dentro de você de novo e de novo.. - sua intimidade apertou meu membro e gozei mais uma vez -Agora senta aqui - coloquei Alexia no meu colo - Vai gozar olhando nos meus olhos! 
-Mau posso esperar.. - lhe beijei novamente,chupando seus lábios com gana.Alexia passou a rebolar no meu sexo e eu sentia meu membro cada vez mais fundo dentro dela. 
 Agarrei sua cintura tornando os movimentos ainda mais frenéticos.Pressionei meu dedo médio em seu clítoris,triplicando seu prazer. 
-Vou lhe dar o orgasmo que tanto quer princesa! - mordi seu pescoço e saí de dentro dela. Antes mesmo que ela reclamasse,a sentei novamente no meu membro,agora três vezes mais forte. 
-Michael eu vou gozar,eu vou.. 
-Olhe pra mim baby,quero ver seus olhos brilhando enquanto goza loucamente no meu pau! - dito isso,Alexia soltou um grito gutural,liberando seu líquido todo em mim.
Abracei Alexia e a enchi de beijos enquanto sua onda de prazer lhe percorria. Tirei ela de cima de mim e a deitei ofegante no meu peito. 
-Judiei muito de você,amor? - alisei seus cabelos desgrenhados 
-Você foi incrível.Acho que se tornar um quarentão lhe fez muito bem! 
-Não é a idade e sim o fato de eu ter uma mulher extremamente sexy e deliciosa que eu amo feito um condenado!
-Que seja! Mas realmente a idade lhe fez muito bem e por mim pode continuar selvagem desse jeito,é assim que eu gosto.. 
-Sua danadinha.. - beijei o topo da sua cabeça -Não vou sair de perto de você nunca mais! 
-Promete? 
-Prometo! - puxei seu rosto para mais um beijo avassalador..




Capítulo 23 


Alexia
 

  Posso dizer que estou vivendo no paraíso,mesmo com Michael não se lembrando de nada,eu estou feliz do mesmo jeito. Uma semana já se passou desde então e tem sido os melhores dias da minha vida.Chris pulou de alegria quando contamos a novidade,que chegou também em Ohio,meus pais vieram passar um fim de semana conosco e se emocionaram ao ver Michael.Meus pais entenderam perfeitamente o estado de saúde dele,que por sua vez adorou eles.
-Mike? - eu estava tirando a mesa do café da manhã
-Aqui no quarto gata! - estranhei o atraso de Michael e Chris e fui conferir o que estava acontecendo
Escutei as gargalhadas e os gritos de Chris vindos do seu quarto. 
-Eu não acredito que vocês ainda não se arrumaram,o que tá acontecendo? - morri de rir ao ver Chris fazendo penteados no cabelo de Michael
-Para de rir Alexia! 
-Desculpa amor,mas isso ta hilário!
-Apostamos quem passava mais tempo com enxaguante bucal na boca e o papai perdeu!
-Eu que deixei você ganhar pirralha!
-Sabe o que tá faltando nisso ai Chris?
-O que? - ela disse
-Maquiagem!
-Tá maluca? - Michael gritou e eu ri mais uma vez
-Ah para de ser rabugento Michael,vai ficar lindo!
-O que não faço por vocês duas ein? - Michael finalmente riu 
-Então faz um biquinho bem bonitinho pra mim! 
-Batom vermelho Alexia? Não,isso não!
-Você disse que ia deixar pai! 
-Quer fazer sua filha chorar é papai? - disse provocando-o
-Chantagistas! As duas! - com muito custo Michael ficou quieto e eu passei o batom nos seus lábios.Foi impossível conter o riso,estava uma cena adorável!
-Agora a foto! 
-Ai meu Deus! - Michael abaixou a cabeça
-Sorria! 
Por fim Michael estava se divertindo.O filho da puta começou a me beijar,me manchando toda de batom
-Olha o que você fez seu idiota! - comecei a rir
-Você ficou linda assim! 
-Pareço o coringa! Agora vá levar a menina pra escola,ela já está atrasada! 
-Então me ajuda a tirar essa coisa da minha boca?
-Claro! - levei o lenço até sua boca, mas Michael me parou
-Não desse jeito.. - Michael encostou seus lábios nos meus e aproveitei que estávamos no banheiro sozinhos para trancar a porta
-Amor.. não podemos demorar.. - disse entre os beijos
-Só um minutinho honey.. - Michael voltou a me beijar,pressionando-me no azulejo frio.Já podia sentir sua ereção crescente por dentro da sua calça,me entreguei ainda mais aos seus beijos,mas Chris nos chamou
-Papai,estamos atrasados! - gritou
-Oh meu Deus,a Chris! - Michael riu do meu nervosismo 
-Estou indo filha,mamãe está terminando de tirar o batom! 
-Michael! - tampei sua boca.Terminei de limpá-lo com o lenço e ele finalmente me abriu a porta
-Vamos princesa? 
-Até que enfim! - Chris deu a mão à Michael e rumaram para a sala
-Boa aula meu amor! 
-Até mais mãe!
-E o meu beijo?
-Está aqui,baby! - Michael me roubou um beijo
-Você se chama Christine,garoto? 
-Não.. Mas finge que eu sou ela! - piscou para mim
-Seu tarado!
-O que é tarado mãe? - olhei para Michael e ele para mim
-Hm quando você tiver trinta anos,o papai explica.Agora dê um beijo na sua mamãe carente e vamos! - Chris riu e me beijou na bochecha
-Vão com Deus! - fechei a porta e suspirei de felicidade. Terminei de limpar meu rosto e ouvi a campainha tocar
-Já disse para levar a chave Mich.. - meu sorriso se desfez assim que abri a porta e vi Sebastian na minha frente
-Oi Alexia,finalmente te encontrei! 
-Sebastian! Quanto tempo..
-Pois é você sumiu,não responde minhas mensagens,não me atende..
-Me desculpe,eu tenho andado muito ocupada e..
-O tempo que te resta você perde com o Michael.. - franzi o cenho ao ouvi-lo dizer '' perder meu tempo"
-Não,eu não perco meu tempo com Michael,eu ganho tempo com a minha família!
-Me desculpa,me expressei mal.. Posso entrar?
-Claro! - suspirei
-Quer dizer que estão juntos?
-Sim Sebastian,Michael e eu estamos juntos.
-Mesmo sabendo que ele nem se lembra de você?
-Sebastian eu to vivendo o agora. Que se dane o passado,o que importa é que e o Michael gosta de mim! - Sebastian riu em deboche
-Se está dizendo.. Só espero que ele continue dizendo que te ama mesmo quando a Eva aparecer..
-Chega! Eu não quero mais saber do passado,nem da Eva nem de ninguém! - vociferei
-Calma,calma.. - Sebastian se aproximou de mim - Não quis te irritar,me desculpa. Mas caramba eu tenho que te proteger!
-Me proteger de quem? Do homem que eu amo? Faça-me o favor! - me afastei,mas Sebastian segurou meu braço
-Alex,eu vi de perto tudo que te aconteceu por causa dele.Se ele ficou tanto tempo com a Eva é porque ai tem!
-Será que não entende? O que eu e Michael sentimos um pelo outro é mais forte que qualquer coisa,então desista de tentar me persuadir!
-Tudo bem,tudo bem! Eu não vou falar mais nada,ok? Te juro que só quero o seu bem.Eu te amo Alexia! - Sebastian acariciou minha bochecha,afastei na mesma hora,porém vi Michael nos olhando
-Atrapalho? - disse com o maxilar travado
-Não Michael,já disse o que tinha para falar com Alexia.. - Sebastian provocou - Pense no que eu disse! - voltou o olhar para mim.Quando Sebastian se dirigia para a porta,Michael o empurrou na parede agarrando o colarinho de sua camisa
-Vou te falar uma vez só. Alexia não é mais uma criancinha desprotegida para você rondá-la feito um cão sarnento.Eu sou o marido dela,ouviu? E não vou admitir que encoste nela e nem que torre a cabeça dela com as merdas que você fala.Sugiro que suma daqui antes que eu deforme a sua cara! - Michael o soltou
-Vai ter troco Jackson e eu também vou lhe avisar que se magoar a Alexia eu estarei aqui com ela! - Michael riu em deboche
-Veremos ! - Michael acertou em cheio um soco em seu nariz,fazendo com que Sebastian tombasse na mesinha e uma quantidade absurda de sangue jorrava de seu nariz
-Já chega,os dois! Sebastian vá embora!
-Por você eu vou! - Michael avançou em Sebastian,mas eu entrei na frente.Sebastian foi embora e eu tranquei a porta em alívio
Michael socou a mesa com o punho fechado e se sentou no sofá,enterrando o rosto nas mãos.
-O que foi isso Michael? - perguntei incrédula
-Eu que te pergunto! Eu não saio nem dez minutos e já tem outro homem dentro dessa casa! - bradou
-Primeira coisa,não grita comigo! E segundo, eu não admito que fale assim comigo.Porra,já cansei de dizer que Sebastian é meu amigo,era ne? Mas que inferno!
-Mas quando voltei estavam juntos!
-E você com a Eva! - gritei mais alto que ele - Você chega a ser pior,por que nunca foi capaz de me contar sobre ela.Se fosse um caso normal eu entenderia.Mas não,ela foi seu primeiro amor e quem me garante que ainda não seja?
- E quem me garante que você não ficou nos braços do Sebastian todos esses anos? - o tapa que transferi em seu rosto chegou a arder minha mão.
Estava prestes a lhe dar outro tapa ainda mais forte quando Michael segurou meu braço com firmeza.Michael me olhava com tristeza e arrependimento após as palavras proferidas.
- Me perdoa.. - suspirou - Eu fiquei cego de ciúmes,fui um idiota..
-Você é um idiota! - gritei me desvencilhando dos seus braços - Um desgraçado! Vá pro inferno Michael Jackson,pro inferno! - me descontrolei derrubando tudo que vi pela frente.Michael me olhava assustado,chocado com meu roupante 
-Alexia para com isso já! - Michael me sacudiu com força na tentativa desesperada de me trazer à sanidade.
  Quando finalmente dei por mim,senti as lágrimas brotarem dos meus olhos.Não acreditei na cena que eu acabara de prestar. Ao me ver mais calma,Michael me soltou.
  Eu ainda tremia,sentia meu coração bater a toda velocidade.Enxuguei meus olhos e fui para o meu quarto,percebendo Michael me olhar ainda assustado.Tranquei a porta violentamente,arrastei a cômoda frente à porta e me joguei na cama.
Chorei pelas palavras ditas por Michael,chorei por esse medo terrível de perdê-lo novamente e principalmente,por ter me mostrado uma fraca desequilibrada.
O medo de me tornar aquela mulher insana que foi capaz de abandonar a própria filha para se entregar à profunda depressão me assolou.
  Me levantei em um átimo de segundo,abri as gavetas do meu closet à procura dos meus vidros de calmante que ainda sobrara. Tomei três comprimidos a fim de me acalmar e poder descansar e quem sabe assim,esquecer o passado por um momento.




Capítulo 24 

Michael

  Eu juro que não era minha intenção ofender Alexia,mas chegar em casa e dar de cara com aquele filho da puta acariciando seu rosto e dizendo que a ama me irritou profundamente e ver sua cara de deboche foi o fim.Não me arrependo de ter socado seu nariz e sim, de insinuar que Alexia teve um caso com eles durante os anos em que eu estava ''morto''. Eu sei que isso não é verdade,mas quando fico nervoso,meu subconsciente estraga tudo e eu digo coisas sem pensar.
  Agora estou andando de um lado para o outro roendo as unhas com medo de ter magoado Alexia.Essa por sinal está à três horas trancada no quarto.Comecei a ficar preocupado,então bati na porta por umas dez vezes e nada! Nenhum sinal de vida.Porra,agora estou dez vez mais preocupado,morrendo de medo de Alexia ter tomado essas porcarias de calmante e ter apagado.Tentei abrir a porta,mas foi praticamente impossível.
-Alexia? Abre pelo amor de Deus! Pode quebrar minha cara, fazer qualquer coisa,mas por favor abre! - cansei de chamar por ela e não obter resposta nenhuma.Me afastei alguns centímetros e esmurrei a porta com toda força,abrindo-a com dificuldade derrubando uma cômoda que dificultava a minha entrada.
  Encontrei Alexia deitada na cama,aparentemente em um sono profundo,mas eu sabia que isso era resultado desses remédios que ela insiste em continuar fazendo uso.
-Alexia? - dei leves tapinhas em seu rosto - Acorda meu amor,por favor! Alexia? - olhei ao seu lado e lá estava o vidro de Midazolan,calmante fortíssimo para sedação,lembro-me de Eva ter me dado por muito tempo e sei como essa droga faz mal e agora tenho certeza que Alexia ainda sofre com os efeitos desa porcaria.Peguei o vidro e taquei pela janela,na tentativa de livrar Alexia desas drogas
  A peguei no colo,disposto a levá-la ao hospital.Não sei quantos comprimidos ela ingeriu, portanto achei melhor levá-la de uma vez.A coloquei dentro do carro e pedi que Rick me passasse o endereço do Hospital mais próximo. Dirigi feito um louco e rapidamente estacionei o carro na frente do hospital.Peguei Alexia novamente no colo e corri com ela para dentro do prédio.Os enfermeiros colocaram ela em uma maca e levaram para a emergência.Fui obrigado a esperar do lado de fora por quarenta minutos,até que avistei um médico,corri até ele implorando por notícias de Alexia.
-Doutor,como está a minha mulher? - perguntei aflito
-Agora ela está bem melhor do que quando chegou aqui. Sua esposa abusou dos calmantes,sugiro que ela pare de fazer uso deles agora mesmo. O Midazolan usado em altas doses pode trazer uma série de riscos à saúde,desde a perda da sanidade, vício e até mesmo overdose. - estremeci ao pensar nessa possibilidade 
-Minha mulher passou por um trauma muito forte a alguns anos atrás e infelizmente foi obrigada a usar antidepressivos para se recuperar,mas não imaginava que poderia se viciar desse jeito..
-Depois que o paciente passa a fazer uso desse medicamento, é normal que em qualquer momento de tensão ou insegurança,ele decida optar pelos calmantes imaginando que,com eles poderá se livrar dos problemas.Infelizmente essa é a filosofia dos dependentes químicos.
-Quer dizer que a Alexia é uma.. - não consegui terminar de completar minha conclusão
-Não totalmente.O caso dela ainda pode ser revertido, ao passo que ela está bem de saúde, os exames não apresentaram nenhum problema .O que ela precisa é de apoio e principalmente de saber que em hipótese alguma ela não pode recorrer à esses remédios.
-O que eu devo fazer?
-Cuide dela,caso ela ainda insista nos medicamentos,o senhor terá que optar em interná-la para se desintoxicar.
-Não,interná-la não. Ela já passou por isso uma vez, tenho medo de que piore..
-Então espero que ela consiga se livrar dos calmantes sem que seja preciso passar por um tratamento mais brusco. Mas como eu disse, o corpo dela ainda não está totalmente dependente dos comprimidos.
-Deixe comigo, vou ajudá-la a sair dessa.. - disse com um fio de esperança - Como ela está agora? 
-Bem, assim que ela chegou fizemos uma lavagem estomacal,os comprimidos não estavam totalmente dissolvidos.Em seguida injetamos soro em sua veia para reidratá-la. Por sorte ela não ingeriu muita quantidade do medicamento.Provavelmente ela deve estar dormindo,mas pode ir vê-la.Está fora de perigo! - sorri aliviado, andando apressadamente até seu quarto.   Assim que entrei vi Alexia com os olhos entreabertos com vários fios colados em seu peito e braço.Me aproximei da cama e Alexia virou o rosto para mim.Me sentei perto dela,acariciando seus cabelos
-Como se sente? - perguntei e voz baixa
-Melhor.. - sua voz saiu como um sussurro - Estou morta de vergonha.. - Alexia virou o rosto,mas puxei-o para mim com delicadeza
-Vergonha de que,meu amor?
-Eu prometi à você que não usaria mais essas merdas, mas foi mais forte que eu.. - sua voz embargou
-Olha pra mim..Não tem que sentir vergonha de nada.É a mulher mais forte que conheço..Isso é tudo culpa minha.Me perdoa por ter sido um imbecil e dizer essas merdas pra você..
-Esquece isso.. Eu te amo demais para perder tempo brigando com você.
-Me prometa que nunca mais vai por essas porcarias na boca? Meu amor é sua saúde que esta em jogo, o doutor disse que.. - solucei - você podia ter tido uma overdose! - por mais que tentasse não chorar,acabei derramando as lágrimas,vendo Alexia me olhar preocupada,se sentindo culpada 
-Michael.. - encostei minha cabeça em seu peito enquanto ela alisava meus cabelos - Eu te prometo,pelo amor que sinto por você e Christine que nunca mais farei nada para lhe preocupar.Eu sei que fui fraca,mas foi a última vez!
-Você promete pra mim?
-Prometo! - me aproximei do seu rosto para lhe dar um beijo.Seus lábios macios tocaram os meus com uma urgência impressionante.Alexia queria demonstrar que eu devia confiar nela,o que me deixou seguro e mais tranquilo
-Eu te amo e vou cuidar de você e sempre que passar por algum tipo de problema,eu estarei aqui com você,nunca mais estará sozinha!
-Eu sei meu amor! - Alexia enxugou minhas lágrimas - Quando vou sair daqui?
-O médico ainda não deu alta..
-Não deixe Christine saber que estou aqui,ela vai ficar preocupada.
-Não se preocupe, liguei para sua amiga Sarah buscá-la na escola.
-Obrigada..
-Quando chegarmos em casa vou fazer questão de mimá-la como deve! - Alexia me olhou com malícia 
-O que pretende fazer comigo Sr. Jackson?
-Se eu disse agora,vai perder a graça!
-Ah..
-Ah nada, você sabe muito bem o que eu vou fazer com você,posso ver nos seus olhos.. Mas agora trate de descansar,você ainda está fraca..
-Vai ficar aqui comigo?
-Que parte do ''eu vou cuidar de você para sempre'' você não entendeu ein mocinha? - ela riu -Agora durma meu anjo, eu não sairei de perto de você, somos um só!
-Pra sempre..
-Pra sempre.. - repeti lhe dando um casto beijo nos lábios



Capítulo 25 

Alexia

 Um mês se passou desde que tudo aconteceu e felizmente eu e Michael não voltamos a brigar por Sebastian,ou por Eva,ou seja lá o que for. Cada dia que passo tenho mais certeza de que tudo vai começar a se encaixar e eu posso até dizer que estou me conformando com o fato de que Michael nunca recobrará a memória,pois sinto que somos felizes da mesma maneira que éramos antes do que aconteceu.
  Minha única angústia é pelo fato de que Michael nunca se lembrará de como nos conhecemos, como nos apaixonamos, nosso casamento,o nascimento de Chris,enfim, Deus sabe o que faz.Se ele preferiu que as coisas tomassem esse rumo,quem sou eu para protestar? O importante é que Michael está vivo, com saúde e principalmente ao lado da sua família. 
  Outra coisa que me deixa feliz é saber que já estou a um mês sem usar essas porcarias de medicamentos.Às vezes a vontade vem, principalmente à noite, mas Michael percebe e logo arruma um jeito de me distrair, vocês sabem como.. Na verdade Michael tem sido minha fortaleza, me ajudando de todas as formas a superar esse vício e pouco a pouco sinto que aquele Michael cafajeste, o qual eu me apaixonei está mais vivo do que nunca dentro dele. Ele me disse que esse lado dele nunca morreu,só estava adormecido esperando Alexia Heizel acordá-lo! 
  Mas tem algo que vem me preocupando constantemente. Michael tem sentido fortes dores de cabeça quase todos os dias,já disse para ele procurar um médico,mas ele diz que é apenas uma enxaqueca que ele adquiriu com o passar dos anos e que a idade tá deixando ele caduco! 
Mesmo ele tentando me tranquilizar eu continuo preocupada,eu nunca o vira sentir essas dores,as vezes acho que pode ser por conta do acidente e isso me assusta mais ainda. 
   Tirando os incômodos, posso dizer que a minha vida está cada dia melhor, estar ao lado de Michael vendo nossa filha crescer não tem preço. A cumplicidade e o amor que eles tem um pelo outro sempre me emociona.Os dois têm um tipo de conexão,um laço que vai muito além de sangue.E Chris cada dia se parece mais com ele,tanto no gênio,quanto fisicamente,mas Michael já disse que a menina é uma encrenca igual á mãe e que ainda vai dar muito trabalho pra ele quando chegar a idade de namorar.Isso já tem o deixando de cabelos brancos! 
-Alexia,cadê você? 
-Banheiro! - eu terminava de me secar com a toalha,após tomar meu banho
-Gata,eu.. uau! - Michael parou assim que me viu nua - Honey,avise quando estiver nua,eu posso ter um ataque do coração e você será a culpada! 
-Por que culpada? 
-Por me tirar o sossego e me causar uma terrível ereção.Ai serei obrigado a fodê-la até você dizer chega! 
-E quem disse que eu vou pedir pra você parar? - olhei maliciosamente para ele
-Oh docinho.você gosta de provocar esse pobre homem ne? Depois não reclama.. - em um impulso,Michael me colocou em cima da pia e passou a distribuir beijos pelo meu pescoço,foi subindo até encontrar minha boca, onde depositou um beijo com alta carga de erotismo, deixando minha intimidade molhada.
Michael levou os dedos até ela e abriu um sorriso safado ao constatar que eu já estava excitada,pronta pra ele
-O negócio é o seguinte,querido. Christine daqui a pouco chega da escola,então me fode gostoso do jeito que só você sabe! - implorei 
-Já que insiste.. - disse fingindo desdém -Vou dar o que você quer ok? - Michael abriu mais minhas pernas,mas ao invés de me penetrar,ele me deitou no granito gelado e passou a beijar minha virilha até chegar na minha intimidade.Sua barba fininha pra fazer,roçava minha intimidade me deixando ainda mais arrepiada.
Michael sugou meu clítoris uma,duas,três vezes com ainda mais fome,me fazendo enxergar o teto girar.Coloquei minha mão por meio dos seus cabelos,senti sua língua me invadir por completo.
-Oh Minha Nossa..amor,não me torture mais.. - Michael ergueu a cabeça para me olhar
-Falta pouco,bebê.. - Michael voltou a cabeça para o meio das minhas pernas continuando a tortura,até que introduziu seu dedo médio,pressionando meu clítoris sensível.Foi o que precisava para que eu gozasse violentamente
Michael ajudou a me levantar e foi abrindo o zíper da calça,revelando seu membro duro e molhado.
-Está pronta,baby? - provocou 
-Pra você sempre! - Michael encaixou seu membro na minha entrada e deslizou com facilidade dentro de mim
 Seus lábios migraram para os meus seios enquanto rebolava dentro de mim.Seu pau ia fundo,tocando cada nervo sensível,era impossível não gritar e gemer.Cravei minhas unhas nas suas costas e Michael se agarrou mais ainda em mim.
-Apertada de mais honey.. Está me deixando louco assim! 
-Então mete mais forte,mais forte amor! - Michael atendeu meu pedido e passou a estocar violentamente.Abri minhas pernas mais ainda para recebê-lo.
-Seu pau que é deliciosamente grande demais pra caber dentro de mim! -Michael mordeu o lóbulo da minha orelha e passou a estocar freneticamente anunciando seu orgasmo
-Goza comigo,baby.. - Michael sussurrou no meu ouvido.O torpor já estava me consumindo e bastou mais algumas estocadas para que gozássemos juntos.
Ficamos alguns minutos abraçados,trocando carícias e beijos.Nos corpos ainda estavam eletrizados,eu ainda sentia meu corpo vibrar pelos inúmeros orgasmos que Michael me deu.
-Amor..Christine..Escola..Oh meu Deus,estamos atrasados! - me assustei,tentei descer da pia,mas Michael me impediu
-Hey,relaxa.. Vai dar tempo de buscá-la.Vem tomar um banho comigo,e ai sim poderá sair! 
-Você é tão sexy quando manda!
-E você adora.. Agora vem! - Michael me pegou no colo e abriu o chuveiro
-É só banho ein!
-Vai nessa..
* * * * *


-Amor,se importa de ir buscar a Chris sozinha?
-Claro que não,mas por que?
-To com uma dor de cabeça chata e o barulho do transito piora a situação..
-Michael já falei pra você procurar um médico,isso não é normal!
-Amor, quando eu ainda estava com a ..Eva, ela me levou no médico e ele disse que era apenas uma enxaqueca,ele me receitou até esse remédio que você costuma usar..
-Mas esse remédio não é para enxaquecas!
-Mas a Eva dizia que era,me ajudava ..
-Não sei como você ainda acredita em uma palavra dessa mulher..
-Alex,não vamos falar dela ok? - Michael me abraçou por trás.Senti um aperto no peito e uma vontade incontrolável de não soltá-lo nunca mais
-Eu amo você,amo! Amo mais que a mim mesma! - disse aflita em seus braços
-Eu sei.. E eu te amo na mesma proporção, na verdade amo mais do que você possa imaginar! - Michael depositou um beijo calmo em meus lábios
-Se cuida tá? Eu volto logo..
-Vai lá gata! - Michael espalmou minhas nádegas
-Hey! - Michael lançou seu sorriso safado e eu finalmente consegui sair de casa e aquela dorzinha no peito ainda me acompanhava..



Capítulo 26

 Alexia

  Saí de casa com essa sensação ruim no peito,mas Chris acabou me distraindo e eu esqueci um pouco desse incômodo.
Logo chegamos em casa e estranhei tudo estar tão quieto,geralmente Michael está fazendo o almoço de Chris.
-Ué,cadê papai? 
-Deve estar dormindo! - ri - Vou ver se ele está lá e a senhorita já pro banho!
-Okay! - bufou. Deixei minha bolsa no sofá e fui até o quarto
Encontrei Michael agonizando no chão,gemendo e se contorcendo,levando as mãos à cabeça.Fiquei completamente desesperada mas forcei minhas pernas e se mexerem e corri até ele.
-Michael!!Michael,o que você tem? Fala comigo,por favor!
-Minha ..cabeça.. - conseguiu dizer com dificuldade
-Eu vou chamar a ambulância! - corri até a mesinha,peguei o telefone e disquei para a emergência - Eles já estão vindo,ok? - Michael continuava urrando de dor
-Mãe o que o papai tem? - Chris apareceu no quarto assustada
-Ele tá passando mal,mas vai ficar tudo bem!
-Papai,fala comigo! - Chris implorou,mas Michael já havia desmaiado 
  Em alguns minutos a ambulância chegou,levando Michael imediatamente para o hospital.Eu precisava ficar calma por Christine,que chorava no meu colo.
-Amor,fica calma..
-E se o papai deixar a gente de novo?
-Não vai,meu anjo. Seu pai prometeu que nunca mais nos abandonaria!
-Mas por quê ele tá doente?
-Eu não sei meu amor,mas agora ele vai ficar bem.Eu vou ligar pra tia Sarah..
-Onde você vai?
-Tenho que ir pro hospital ver como seu pai está.
-Quero ir junto! 
-Chris,hospital não é lugar de criança..
-Por favor mamãe! 
-Escuta,assim que eu souber como ele está,eu ligo pra você ok? Me ajude Chris,por favor!
-Tudo bem.. Mas não demora! 
-Vem cá! - dei um beijo em sua bochecha e um abraço apertado - Logo,logo o papai volta.Não se preocupe!

* * * *

   Logo que Sarah chegou,fui correndo para o hospital.Agora que estou sozinha,posso por pra fora toda a minha angústia e meu medo.Michael não pode fazer isso comigo,de novo não!
Entrei alvoroçada dentro do hospital,parando todos os médicos que vi pela frente para me dar notícias de Michael.Sem obter respostas,fui até a recepção onde finalmente me disseram qual médico atendeu meu marido.
-Doutor Blaine,eu sou esposa do paciente que o senhor atendeu agora pouco..
-Michael..Jackson?
-Isso.Me diz,como ele está? - perguntei aflita
-É melhor vir comigo.. - pelas suas feições e seu tom de voz,alguma coisa muito séria aconteceu à Michael,eu tremia só de imaginar
- E então,pode me dizer? - estávamos na sua sala
-A quanto tempo seu marido vem sentindo essas dores incessantes? 
-Já tem algumas semanas.. Meu marido sofreu um grave acidente à seis anos atrás e .. perdeu a memória.
-Imaginei..Fizemos uma tomografia em Michael e foi diagnosticado com um aneurisma cerebral.
-O que? 
- O aneurisma cerebral é uma dilatação anormal de uma artéria cerebral que pode levar à ruptura da mesma no local enfraquecido e dilatado e esse coágulo está localizado justamente nos neurônios que comportam a memória.Dependendo da área afetada,sua memória pode ser prejudicada de diversas formas,desde a perda total ou parcial.
-Michael ainda se lembra de boa parte da vida.. Mas o que isso tem a ver com esse.. aneurisma?
-O impacto do acidente pode ter provocado um trauma que pode ser silenciado por anos.
-Mas Michael disse que fez diversos exames quando acordou do coma..
-Bem,então ele saberia desse coágulo!
-Meu Deus,eu to tão confusa.. O que posso fazer para que ele melhore?
-O mais adequado é que ele opere imediatamente,antes que ele sofra um derrame
-Não! - gritei
-Essa cirurgia,se bem sucedida,pode curá-lo da doença.
-Ele pode ficar com sequelas graves?
-Não posso te dizer com clareza,a cirurgia vai se estender exatamente nos neurônios que armazenam a memória.Pode ser que ele sofra uma amnésia total ou que haja uma regressão do inchaço,sendo assim Michael recobraria a memória.
-Isso seria um milagre..
-Realmente,mas Alexia,essa cirurgia é muito complicada,Michael pode não sobreviver.Fica a seu critério.
-Quer saber? Prefiro meu marido desmemoriado novamente do que morto.Faça a cirurgia,doutor! - mesmo com o coração sangrando eu fiz o que ele me pediu,agora está nas mãos de Deus,Michael não pode me deixar,de novo não! 



Capítulo 27

Alexia

  O médico disse que a cirurgia será realizada daqui a doze horas e a cada minuto que passa,meu coração aperta mais. 
Liguei para Sarah e dei as notícias à ela,Chris implorou para falar comigo e é claro que eu não contei a verdade,disse apenas que Michael teve uma virose.Eu odeio mentir pra ela,mas Chris tem apenas seis anos e é muito nova para entender o que realmente está acontecendo.
  Me sentei no sofá completamente devastada.Eu posso perder Michael a qualquer momento e isso me atormenta!
-Alexia? - Bred veio correndo ao meu encontro - A Sarah me contou o que aconteceu,como ele está?
-Péssimo.. Michael tem um aneurisma cerebral! - uma torrente de lágrimas me impediu de prosseguir
-Meu Deus.. Não é possível! - Bred disse chocado - Mas ele vai operar né?
-Sim,mas ele corre riscos.. O coágulo existe desde a época do acidente. Ou Michael sabia disso,ou.. Eva lhe escondeu a verdade..
-Acha que ela faria isso?
-Claro que sim! Mas só Michael pode nos dizer.. Meu Deus e se ele..
-Não diga isso! Michael já se safou de muita coisa e com certeza de mais essa! Confie em Deus!
-É só o que me resta.. E tem mais!
-O que?
-Michael pode tanto recobrar a memória,quanto.. perder a consciência de vez!
-Isso seria terrível! Perder a memória de novo..
-Mas prefiro que seja assim,desde que ele esteja vivo!
-Michael vai sair dessa,você vai ver!
-Deus te ouça Bred! - olhei para o relógio - A cirurgia será daqui à dez horas..
-Você tem que ir pra casa,descansar..
-Não,eu não vou sair daqui! Quero vê-lo antes da cirurgia..
-Tudo bem,você é teimosa mesmo! Eu vou pra sua casa ver a Chris e tranquilizar ela.Do fundo do meu coração,torço muito para que Michael se recupere!
-Eu sei meu amigo,e eu te agradeço por tudo mesmo!
-Se cuida! - Bred me abraçou e foi embora
  Fiquei andando de um lado para o outro.Em seguida fui até à capela do hospital.Nunca fui do tipo religiosa que frequenta a igreja assiduamente,mas estou tão desesperada! Deus precisa me ouvir,precisa!
* * * * *

 Falta exatamente uma hora para a cirurgia e o doutor Blaine permitiu que eu o visitasse por alguns minutos.
 Ver Michael todo entubado naquelas condições é desesperador. Me aproximei do seu leito,contendo as lágrimas,eu sei que ele está em coma induzido,mas eu sei que ele me ouve,eu sinto!
-Michael,eu sei o homem forte que você é,que sempre consegue sair de algum problema. Com você eu aprendi a ser quem eu sou hoje.Seu amor me deu forças para lutar pela minha vida,você enche meu coração de alegria,de esperança e sinceramente eu não vou aguentar te perder de novo! - apertei sua mão em meio as lágrimas que inundavam meus olhos - Por favor Michael,seja forte,aguente mais essa barra por mim e pela nossa filha.Ainda temos muito o que viver,então volte para nós,meu amor,volte! - me agarrei em sua cintura chorando com todas as minhas forças,até que os enfermeiros me tiraram do quarto para prepararem Michael
-Doutor,salve o meu marido por favor! - implorei
-Vamos fazer o possível Alexia,você sabe que as chances de curas são praticamente nulas,mas Deus faz o impossível,confie nele!
-Eu vou.. 
-Até mais Alexia! - o doutor voltou para centro cirúrgico.Em instantes a cirurgia começará,meu coração esta saindo pela boca
  O medo de Michael não sair vivo dessa cirurgia,me tirava o ar,minha cabeça pensava em mil e uma coisas,ao mesmo tempo que eu tinha esperanças,o medo me fazia companhia.
Na minha cabeça eu repetia incansavelmente as palavras de Michael,dizendo que nunca mais nos abandonaria.Ele cumpriu uma vez e tenho certeza que dessa vez não vai ser diferente..


* * * * * 

  A cirurgia já está rolando há mais ou menos cinco horas e eu não consigo sair do lugar.Tanto Sarah quanto Bred vieram simultaneamente me ver e saber notícias.Eu sei que deveria ir pra casa tranquilizar Christine,mas definitivamente eu não consigo dar um passo para fora deste hospital.
-Oi,eu gostaria de saber como anda a cirurgia que o Dr. Blaine está realizando.. - perguntei a simpática enfermeira que preenchia algumas fichas
-Eu não sei,senhora.. Por que não vai pra casa,ou tome um lanche na cantina? Está aqui desde cedo e já é noite,precisa descansar..
-Eu não consigo! A qualquer momento o doutor pode aparecer e eu preciso estar aqui! - a enfermeira se penalizou com meu estado deplorável e tentou me ajudar
-Vamos fazer o seguinte,eu vou até a lanchonete,trago um suco e alguma coisa para comer.A cirurgia está longe de terminar e a senhora precisa de energia!
-Tudo bem,eu aceito.Muito obrigada.. - fui sincera
-Imagina,volto logo! - ela sorriu e tomou o elevador
  Em instantes ela voltou com uma garrafa de suco de laranja e um sanduíche natural.Forcei minha garganta a empurrar o alimento,pois eu preciso estar forte para o Michael. 
Olhei para o relógio e já marcavam duas da manhã.Eu sentia um cansaço terrível,mas não de sono.Acho que a falta de notícias está me desgastando e não aparece ninguém para me dar uma informação que seja!
-Alexia? - Sarah apareceu
-Oh amiga,o que faz aqui?
-Não podia deixá-la aqui sozinha,aproveitei que Bred fechou a boate mais cedo e foi pra sua casa cuidar de Chris e vim pra cá ficar ao seu lado..
-Me desculpe dar esse trabalho a vocês,mas..
-Shii.. esquece isso.Somos padrinhos da Chris e a amamos muito!
-Como ela está?
-Preocupada com você,com Michael,mas eu disse exatamente o que me pediu.Falei pra ela que Michael está internado para tomar um soro e que você foi trabalhar. Ela está acostumada com a sua rotina,não foi difícil driblar Christine..
-Queria muito estar com ela,mas agora é impossível!
-Não adianta eu dizer para ir pra casa,porque eu sei que você não vai.Você comeu?
-Sim,uma enfermeira trouxe um lanche pra mim agora.
-Menos mal.. Quanto tempo está acontecendo a cirurgia?
-Umas seis horas e essa espera me angustia tanto! Sarah,existe apenas 2% de cura! 
-Calma Alex,Michael vai estar nessa estatística,tenho certeza! Ele é forte,vai aguentar mais essa!
-É o que eu mais peço a Deus! - suspirei pesadamente
-Senhorita Alexia? - Dr. Blaine me chamou
-Doutor! Como foi a cirurgia? Michael está bem?
-A cirurgia foi um sucesso! - não consegui assimilar essa informação.Eu chorava,mas de alívio,felicidade,surpresa..
-Oh meu Deus,isso é sério?
-É sim.Foi uma cirurgia milimetricamente delicada,mas felizmente conseguimos reverter o inchaço do coágulo. Fizemos a estereotaxia,que é uma técnica moderna da neurocirurgia que permite a localização e o acesso preciso de estruturas intracranianas através de apenas um pequeno orifício no crânio. Uma pequena incisão foi feita no couro cabeludo, abrimos um orifício no osso do crânio, assim que o coágulo foi encontrado, realizamos o procedimento, que pode ser a biópsia da lesão cerebral, e drenamos o coágulo,fazendo com que assim,ele fosse totalmente aniquilado do cérebro de Michael.
-Graças a Deus! E como ele vai ficar?
- Após a cirurgia,realizaremos o CT crânio de controle e manteremos observação do quadro na unidade de terapia intensiva. É bom que Michael desperte rapidamente,pois será fundamental para avaliar possíveis sequelas neurológicas.
-Como a perda de memória.. - conclui
-Exato,mas o importante é que a lesão foi retirada.Michael está novo em folha! - ele sorriu me deixando imensamente aliviada -Mas é como eu disse,só posso dar um diagnóstico preciso quando ele acordar.Ainda terá que passar por uma bateria de exames.
-E você tem ideia de quando ele pode despertar?
-É difícil saber,depende da reação dos nervos.Pode demorar muitas horas,ou dias.. 
-Mas o importante é que ele vai acordar! - sorri confiante
-Exatamente! Agora sugiro que vá pra casa descansar.Michael está nas mãos de uma equipe médica maravilhosa,não se preocupe!
-Não posso vê-lo?
-Infelizmente não.Ele está no CTI,quem sabe amanhã..
-Tudo bem.. Muito obrigada por ter salvo meu marido!
-Não precisa agradecer! - ele sorriu - Michael mostrou ser um homem forte!
-Ele sempre foi e sempre será! - sorri agradecendo mentalmente à Deus por ter ouvido minhas preces e dado uma nova chance à Michael
  Meu homem está vivo,mais uma vez tive a prova de que o amor é capaz de operar milagres e que tudo na vida tem seu propósito,sua razão.. E se Deus me trouxe Michael de volta,é porque ele nasceu para ser meu e eu nasci para ser dele e é assim que se perpetuará até o fim de nossas vidas..



Capítulo 28 

Alexia

   Já se passaram 24 horas desde a cirurgia de Michael. Nesse meio tempo,fui em casa,tomei um bom banho e fui descansar.Aproveitei também para cuidar de Chris e ficar um pouco com ela.
O problema é que ela não para de perguntar sobre Michael,como ele está,quando volta.. Chris é muito esperta e eu tive que insistir muito para que ela acreditasse na mentira que contei.
  Assim que deixei minha filha na escola,corri de volta para o hospital.A primeira coisa que fiz foi procurar por Blaine,mas antes mesmo de fazer isso,vejo ele vindo apressado na minha direção.
-Alexia?
-Dr. Blaine,aconteceu alguma coisa? - perguntei temerosa
-Sim. Michael acordou!
-Meu Deus,tá falando sério? E como ele está?
-No momento ele está passando por uma bateria de exames neurológicos para sabermos se houve sequelas. Michael teve muita sorte,por muito pouco ele não sofreu um derrame!
-Gosto nem de imaginar! Mas Deus foi muito bom pra ele,disso eu tenho certeza! Eu posso vê-lo?
-Deixe eu verificar se Michael já terminou os exames. - o médico foi até a recepção e em seguida voltou até mim
-E então?
-Michael já está no quarto,vou agora mesmo esperar o resultado dos exames e logo lhe darei a resposta,mas pode ir sim.
-Obrigada! - Blaine me guiou até o andar onde Michael está internado.Só de saber que ele estava por perto já acelerava meu coração
-É este quarto aqui.Não demore muito,Michael precisa de repouso absoluto!
-Tudo bem,não vou demorar.. - Blaine sorriu e seguiu de volta ao elevador
  Abri a porta e o encontrei dormindo.Parte da sua cabeça estava enfaixada,seu corpo estava ligado a fios que monitoravam seus batimentos cardíacos.Mesmo pálido e abatido,ele continuava ainda mais lindo,dormindo serenamente.Nem parecia que acabara de enfrentar uma cirurgia delicada.
  Me sentei cuidadosamente na cadeira posta ao lado de sua cama.Michael parecia uma porcelana,tinha medo de que qualquer movimento meu pudesse prejudicá-lo. Algumas lágrimas começaram a cair e eu alisei sua mão sendo extremamente cautelosa.
-Você me deixou muito orgulhosa.. - falei baixinho - Conseguiu superar mais um obstáculo na sua vida.Tenho certeza que logo logo você vai sair desse hospital e voltar pra casa.. Tenho tanto medo de que não me reconheça mais..Vai ser tão difícil passar por isso outra vez,mas o importante é que está aqui comigo! - enxuguei minhas lágrimas e percebi que Michael agarrou minha mão 
-Hmm - Michael gemeu
-Oh meu Deus! Michael eu estou aqui! - Michael abriu os olhos lentamente,os apertou mais algumas vezes até que me encarou com um olhar indecifrável
  Eu fiquei muda,não sabia como agir,o que dizer..E principalmente,não tinha ideia do que se passava na cabeça dele.Michael fechou os olhos e fez uma careta,pensei que iria desmaiar.
Michael estava agitado,seu olhar pousava em todos os cantos da sala,visivelmente atordoado.Eu estava me desesperando,sem saber o que estava acontecendo.Até que finalmente Michael saiu desse transe e voltou a me encarar.
-Como se sente?Quer que eu chame um médico? - ousei em lhe perguntar.Depois de alguns segundos,Michael me respondeu
-Não me sentia tão zonzo desde a ressaca do nosso casamento.. - disse com os olhos fechados. Abri e fechei minha boca umas três vezes,eu não conseguia piscar.Porra,se Michael disse isso é porque.. Deus,ele se lembra! Se lembra de como nos casamos!
-Mich.. - eu não conseguia concluir minha frase,minha voz trêmula não saía de jeito nenhum.Apenas uma torrente de lágrimas começavam a descer.Levei minhas mãos à minha boca para abafar o choro
-O que você tem honey? - Michael me encarou serenamente e vi que seus olhos estavam marejados,foi o ápice para que eu desabasse em lágrimas
Michael me puxou para um abraço apertado e tanto eu quanto ele não conseguíamos dizer nada,apenas chorar e sentir o corpo um do outro.
-Eu não posso acreditar..! Michael me diz que isso é verdade,que ..
-Eu me lembrei de tudo? - Michael enxugou os olhos - Sim Alexia..Meu Deus,eu me sinto tão aliviado! Quando te vi entrar por essa porta uma torrente de lembranças me atingiu,como se um filme passasse pela minha cabeça!
-E você se lembrou de tudo?
-Absolutamente! Eu fiquei zonzo,aturdido,entende? Me lembro de cada detalhe da nossa vida,de como nos conhecemos,quando te convidei para aquele cassino, bebemos todas e acordamos casados! - Michael riu
-Meu Deus..
-Da sua gravidez,do nosso casamento..de Christine nascendo nesse mesmo dia!
-Você também se lembra de..
-Quando John lhe sequestrou? É claro que sim! - seus olhos mudaram para uma fúria tamanha
-Pelo menos agora posso saber exatamente de tudo.. Se lembra do que aconteceu depois da explosão? - Michael apertou os olhos e respirou fundo
-Quando senti o tremor na lancha,instintivamente pulei com toda a minha força mar a dentro ,achei que John faria o mesmo,porém.. E só o que me lembro é da lancha explodindo,me arrastando com força para as pedras..
-E depois?
-Só me lembro de acordar em um hospital dois anos depois com a Eva ao meu lado.Ela me disse tantas coisas..
-Eu sei.. Michael você sabia do coágulo?
-Claro que não! Eva me disse que meus exames não apontaram nenhum tipo de doença,nada!
-Isso é impossível! Michael,o doutor disse que esse coágulo se criou logo após e em dois anos ele já teria se manifestado nos exames!
-Não é possível que ela tenha me escondido isso!
-Claro que é! Ela sabia muito bem que se você operasse sua memória voltaria ao normal!
-Então é por isso que ela me entupia de remédios,inclusive esse calmante que você tomava! - Dr. Blaine nos interrompeu
-Licença,olá Michael,como se sente?
-Confuso,mas graças a Deus consigo me lembrar de tudo! - disse estasiado
-Isso é por conta da cirurgia,pelos exames foi constatado a diminuição total do inchaço dos seus neurônios,mas a sua perda de memória poderia ter sido passageira.
-Como assim? - perguntei
-Vocês estavam falando sobre medicamentos.Me conte mais sobre isso,por favor.Que tipo de medicamentos você ingeria?
-Eram muitos,o que eu me lembro é do clonazepam..Acho que é esse o nome..
-Isso responde as nossas dúvidas. Esse medicamento é um benzodiazepínico conhecido como ansiolítico,um famoso remédio de “tarja preta”, que pode ter o potencial de causar dependência. Um dos efeitos significativos existentes com o uso de benzodiazepínicos é o prejuízo da memória de curto prazo.
-Eu fiz uso por todos esses anos..
-Entende agora o porquê da perda parcial da sua memória?
-Foi tudo premeditado por Eva.. - Michael concluiu chocado - Ela preferiu me deixar doente,sem saber desse aneurisma por medo de que eu lembrasse de tudo!
-Ela é mil vezes pior do que eu imaginei! - senti um ódio escomunal
-O importante é que esta curado Michael,mas ainda está fraco.Você passou por fortes emoções,tem que descansar.
-O doutor tem razão.. - eu disse
-Fica só mais um pouco,por favor!
-Mais cinco minutos,está bom? - disse Blaine
-Claro! - Michael sorriu
-Vou deixá-los a sós.Mais tarde volto para saber como está! - Blaine saiu me deixando sozinha com Michael
-Acabou esse pesadelo! - suspirei,fechando meus olhos.Michael me puxou para mais perto dele me olhando fixamente
-Me apaixonei por você pela segunda vez e agora esse amor foi duplicado,tem noção disso? 
-É quase inacreditável! - Michael enxugou minhas lágrimas 
-Pois pode acreditar,eu te amo minha vida,te amo ainda mais! - fechei meus olhos e senti seus lábios macios invadirem minha boca para um beijo faminto,sagaz. Era como se tudo tivesse se normalizado,como se o meu Michael tivesse voltado
-Eu também te amo ainda mais,pois já amava esse Michael cafajeste e irritante que você sempre foi e aprendi a amar o Michael sério,misterioso..
-E qual dos dois você prefere? - me olhou com malícia
- Hmm os dois têm seus encantos,os dois me deixam extremamente excitada,mas.. meu marido fodidamente sexy,irritante,safado e gostoso que conheci há seis anos atrás consegue tirar toda a minha sanidade! - mordi meu lábio inferior
-Então se prepara honey,porque ele voltou com força total! - Michael me encarou com seus olhos negros transbordados de luxúria. Sim,meu marido canalha e fodidamente gostoso pra cassete está de volta.Só de pensar nisso já me sinto queimar de desejo,louca para amá-lo como nunca!


Capítulo 29 

Michael 

  Já estou a duas semanas internado e estou louco pra voltar pra minha casa,ficar ao lado da minha morena e da minha filha.
  Chris está sempre por aqui,mas claro,eu não contei pra ela a verdade,mesmo ela achando estranho um pequeno ninho de rato na minha cabeça,pois por conta da cirurgia,um pedacinho do meu cabelo teve que ser raspado. O que é motivo de sobra para as duas rirem de mim.
-Bonjour,Mister Jackson! - Alexia entrou toda alegre no meu quarto
-Nossa! Minha gata chegou animada hoje!
-Cheguei sim,pois tenho uma ótima notícia pra você!
-E qual seria?
-Hoje você volta pra casa!
-Não brinca comigo,é sério?
-Claro que é! Finalmente! 
-Hm tá empolgada assim por que ein? 
-Porque estou morrendo de saudade!
-Saudade do que exatamente? - provoquei
-Dessa coisa deliciosa que você tem no meio das pernas.. - Alexia apertou meu membro,o deixando " aceso" na mesma hora
-Se eu fosse você parava agora mesmo,se não vou acabar tendo que te jogar nessa cama e fodê-la até perder o fôlego!
-Hey,espera ai garotão! Daqui a pouco estará em casa e vai poder descarregar essa energia acumulada! - Alexia mordeu o lábio inferior e antes que eu pudesse fazer qualquer coisa,Dr. Blaine entrou no quarto
-Bom dia Michael,se sente bem? - tirando essa terrível ereção..
-Sim,estou bem.. - fuzilei Alexia com os olhos e ela riu
-Ótimo! Pois aqui está sua alta assinada,está liberado! Mas o tratamento continua ok?
-Pode deixar! Michael vai fazer tudo direitinho! - Alexia afirmou
-Se ela está dizendo,pode acreditar! - ri
-Bem,agora vou deixar que se arrume,até mais! - Blaine saiu,nos deixando a sós
-Então... Ainda me sinto fraco,sabe.. Poderia me ajudar no banho?
-Você não presta Michael Jackson! Sinto muito amor,mas tenho que acertar a conta,buscar suas coisas..
-Tudo bem,mas em casa você vai ver! 
-Esse tom ameaçador me deixa tão molhada.. - disse no meu ouvido 
-Puta que pariu! Alexia sai daqui! - ela morreu de rir e saiu do quarto
-Até mais amor! - caralho,olha o estado que ela me deixou! 
Tomei um banho gelado,vesti a roupa que me foi deixada e logo Alexia estava de volta no quarto.
-Podemos ir?
-Sim! Não aguento mais esse lugar! 
-Se Deus quiser nunca mais voltaremos pra cá!
-Então é só você parar de me provocar,se não terei um infarto por falta de sexo!
-O que você tem de gostoso,tem de dramático! - Alexia me deu um beijo demorado,finalizando com uma mordida em meu lábio inferior
  Finalmente depois de tantos dias,voltei pra casa.E voltar pra cá me lembrando de tudo,torna esse momento muito mais especial. Me lembrei das inúmeras brigas que terminavam em tórridas noites de sexos e só de poder me lembrar de todos os momentos que passei com Alexia,me emocionavam.
-O que você tem,amor?
-Nada.. - enlacei sua cintura para um abraço apertado - Só estou feliz por finalmente me lembrar da parte mais importante da minha vida!
-Pedi tanto a Deus para que tudo voltasse a ser como antes.. Sofri tanto quando te reencontrei..
-Nunca vou me perdoar por isso,imagino como te magoei!
-Mas isso é passado,vamos viver o presente!
-E neste presente inclui fazer amor loucamente com a minha mulher! - sussurrei em seu ouvido
-Tirando o fato de que nossa filha está na escola,acho que posso realizar seu desejo!
-Oh como você é boazinha.. Mas isso não quer dizer que eu vá ser bonzinho com você também! - abocanhei seu pescoço deixando um chupão,em seguida dei uma leve mordida no local,escutando os gemidos da minha mulher
-E se eu fizer uma coisa que você adora? Vai amenizar meu castigo?
-Depende.. É o que eu to pensando? - provoquei.Alexia lambeu os lábios e olhou fixamente para minha ereção
-Senta. - Alexia me empurrou levemente para o sofá e eu imediatamente abri o zíper da minha calça,tirando em seguida,minha boxer
-Cacete! - Alexia suspirou ao ver o tamanho do "estrago" que ela causou
-Divirta-se,honey! - Alexia molhou os lábios,em seguida pegou meu membro com as duas mãos e passou a massageá-lo lentamente.
Meu pau crescia em sua mão e eu já não aguentava mais,precisava ser chupado por ela agora mesmo.
-Quer que eu chupe? - provocou
-Agora! Quero ver meu pau  fodendo sua boquinha gostosa.. - Alexia riu maliciosa e passou a ponta da língua por toda a extensão do meu membro me causando arrepios incessantes.
Em um átimo de segundo,Alexia colocou meu membro em sua boca,chupando com avidez. Enfiei minhas mãos nos seus cabelos,movendo meu quadril para frente,forçando meu sexo a entrar ainda mais em sua boca.
-Eu vou gozar,baby.. - disse com dificuldade
-Tá esperando o que pra isso? Estou louca para provar o seu gosto.. - caralho! Depois dessa foi impossível me segurar.Depois de sugar mais um pouco,libertei meu orgasmo disparando jatos de sêmen diretamente em sua boca.
 Depois de recuperado,me levantei e comecei a despi-la até deixá-la de lingerie.Me ajoelhei e passei a dar beijos e leves mordiscadas em suas nádegas,mordi sua intimidade ainda por cima do tecido. Em seguida,tirei sua calcinha com meus dentes.
 Esfreguei minha boca em sua intimidade,percebendo a umidade por meio das suas coxas.Passei a lamber seu clítoris e dar leves sugadas,e fui aumentando o ritmo a medida que seus gemidos aumentavam.
-Mike,eu não vou aguentar por muito tempo..
-Então goza na minha boca,bebê.. - pincelei minha língua em sua intimidade e mordisquei seu clítoris e neste exato momento,Alexia se desmanchou em um intenso  orgasmo 
-Vamos pro quarto amor,quero que me coma na nossa cama!
-Agora mesmo,baby! - peguei Alexia no colo e segui com ela para o quarto. 
Deitei ela na cama e joguei meu corpo por cima dela,apertando seus seios com as duas mãos e levei minha boca em um deles,molhando o todo com a minha saliva.
-Deus,isso é muito bom.. Não pare.. - belisquei seus mamilos e voltei a sugá-los com gana
Meu membro já latejava e eu não aguentei por muito tempo. Posicionei meu sexo na sua entrada e me enterrei em Alexia de uma só vez.
-Oh meu Deus! - Alexia gritou,o que serviu de combustão para eu começar a estocar com força total
-Gostosa! Puta que pariu,apertada pra caralho! Essa delícia ainda vai gozar muito pra mim!
-Mais forte,mais forte! Isso! - Alexia cravou as unhas nas minhas costas sentando-se no meu colo,deixando a sensação muito mais prazerosa.
Sentia meu membro ir fundo em sua intimidade,eu amava ser engolido por ela.
-Dá vontade de nunca mais sair daqui de dentro. Sua bocetinha é muito gulosa,baby!
-Adoro seu vocabulário sujo,me excita ainda mais! 
-Goza comigo honey,agora! - bastaram mais algumas estocas para o orgasmos nos atingir em cheio e nossos líquidos se misturarem,prolongando ainda mais o torpor.
Caímos no colchão suados e cansados. Trouxe minha menina para os meus braços,inalando o maravilhoso aroma do perfume dos seus cabelos.
-O que eu faço com você ein Alexia? Cada dia que passa eu te amo ainda mais!
-Oh meu amor.. - Alexia beijou meu peito - Me faz ser a mulher mais feliz do mundo!
-Minha mulher,só minha!
-Pra sempre,meu amor..

Capítulo 30 


Alexia

  Uma semana se passou desde então.Michael continua fazendo seu tratamento e está cada dia melhor. Sua relação com Chris também está perfeita. Agora que ele se lembra de tudo,ele fica horas contando as pérolas que a menina fazia quando bebê. 
E eu fico babando quando Michael começa a falar,principalmente sobre nosso casamento. 
  Depois de um cansativo dia de trabalho,cheguei em casa as seis horas da manhã.Definitivamente estou um bagaço,pois além de trabalhar na boate,tenho que cuidar de Chris e de Michael. Claro que ele me ajuda e muito,mas os dois fazem tanta bagunça que me enlouquece.
  Michael e Chris ainda dormiam,então decidi tomar um banho e cair na cama também. Me enfiei debaixo das cobertas,mas acabei chutando sem querer as partes íntimas de Michael.
-Poxa honey,já chegou brava comigo?
-Desculpa amor! Ninguém mandou ter um pau tão grande! - Michael riu
-Deita aqui.. - Michael me puxou para perto dele - Senti sua falta,não gosto que trabalhe até tarde..
-Relaxa amor,to acostumada..
-Mesmo assim! E por isso eu vou voltar a trabalhar.
-Mas não agora! Mike você ainda está se recuperando,o médico não liberou..
-Mas eu não aguento ficar sem fazer nada vendo você chegar todo dia cansada!
-Só de saber que você está me esperando,eu me animo! 
-Te amo,bebê! Agora dorme,você tá cansada..
-Então me abraça,sabe que eu só consigo dormir assim..
-Você é uma grande safada,garota! Durma bem,meu anjo.. - Michael me beijou e fez carinho em mim até que eu dormi
Acordei com o barulho infernal da campainha. Tateei a cama até conseguir me levantar. Abri a porta e levei um susto.
-Sebastian? O que faz aqui?
-Desculpa vir aqui,mas precisava te ver.
-Sabe que Michael não te quer aqui..
-Desde quando obedece Michael?
-Não é questão de obedecer e sim de respeitar!
-É mesmo? Então parece que ele não anda te respeitando!
-Não to entendendo..
-Michael não te contou? Eva está em Las Vegas.
-Como é?
-É isso mesmo! Acabo de ver os dois juntos no Café perto daqui.
-Isso é impossível!
-Alexia,eu só vim te alertar! Sei que Michael recobrou a memória mais isso não muda em nada o lance dos dois!
-Chega! Eu não vou ouvir mais nada disso. Você quer infernizar minha vida não é?
-Não Alexia,por Deus! Eu só quero abrir seus olhos! Está cega de paixão e não percebe que Michael está brincando com você!
-Sai da minha casa,por favor!
-Tudo bem,eu vou. Mas para pra pensar no que eu te disse! - Sebastian se virou e foi embora
Fechei a porta furiosa,eu espero que isso seja uma intriga do Sebastian.Não posso acreditar que essa mulher voltou e Michael não me contou nada!
 Fiz minha higiene matinal e me sentei no sofá decidida a esperar Michael chegar. Tentei ao máximo controlar a raiva que me assolava.
Pouco tempo depois,a porta se abriu e Michael entrou em casa. Sua cara de culpado estava explícita.Assim que me viu,veio em minha direção.
-Já acordada,amor?
-Sim. Estava esperando você chegar.
-Já estava com saudades é?
-Porque não me contou que Eva voltou?
-O que?
-Não se faça de desentendido! 
-Quem te disse isso?
-Não interessa! Já sei que estava com ela!
-Alexia..
-Não queria que eu soubesse por que ein? Ainda pensa em protegê-la?
-Não diga besteiras! Porra,ela veio atrás de mim sim,disse que conseguiu a pouco tempo resolver seus problemas com a polícia.
-Ah que lindo..
-Só aceitei tomar um café com ela para para explicar que eu já me lembro de tudo.Poxa Alexia!
-Eu tenho medo caramba! - embarguei a voz
-Medo de quê,meu amor? Ainda acha que eu sinto algo por ela?
-Só eu sei o jeito como você a defendia. Como quer que eu me sinta sabendo que essa mulher está por perto? - Michael veio até mim
-Eu disse para ela nos deixar em paz. Disse que estamos felizes e nem ela e ninguém poderá mudar isso!
-Promete? Tenho tanto medo de te perder outra vez.. As vezes acho que esse inferno nunca vai acabar!
-Meu amor,não chora.. - Michael afagou meus cabelos - Me desculpe por esse incômodo,prometo que ela não vai voltar a nos importunar..
-Jura que não tem mais nada para me contar?
-Vamos esquecer isso.. - Michael desviou do assunto - Eu te amo e é isso que importa.Confia em mim..
-Eu confio..
-Alexia,quem foi que te contou isso?
-O Sebastian. - Michael bufou
-Não acredito que ainda dá ideia pra esse cara! 
-Ele veio aqui especialmente para me contar isso. Queria que eu fizesse o quê?
-Eu juro que vou arrebentar a cara dele outra vez! 
-Não! Esquece o Sebastian,esquece a Eva,esquece tudo que nos faz mal.. - Michael voltou a me encarar,agora com seu olhar mudando de fúria para ternura
-Me desculpe,mas eu fico louco só de saber que esse idiota está te cercando. Você é minha,cacete! - ri do seu ataque
-Falando assim me deixa excitada! - mordi o lóbulo da sua orelha
- O que é que eu não faço que não excita? 
-Convencido! - Michael tomou meus lábios para um beijo ardente
-Amo você,ouviu bem? - Michael se sentou no sofá me posicionando em seu colo 
-E eu sou louca por você,meu coroa.. - disse para irritá-lo
-Coroa Alexia? 
-Sim,meu vovô!
-Vou te mostrar o vovô agora mesmo! - Michael rasgou minha blusa
-Já disse que a idade está te deixando ainda mais lindo,sexy,gostoso..
-E tudo isso é só pra você! - Michael beijou meus seios - Não acredito que passei seis anos longe de você.. Podíamos ter tido até mesmo mais filhos!
-Oi? 
-É isso mesmo que ouviu! Não vi Chris crescer,dar seus primeiros passos..Me sinto mal por isso.
-Eu te entendo..
-E o que me diz? 
-Você quer mesmo ser pai novamente? - perguntei emocionada
-É o que mais quero. Por mim teria dez filhos com você!
-Cruzes! Ai você daria adeus ao sexo!
-Casais como nós nunca perderão o pique para transar,ainda mais quando se tem uma gostosa como Alexia Heizel!
-Hmm e se eu te disser que aceito sua proposta de ter mais um bebê?
-Ai eu te direi que teremos que praticar.. - provocou encaixando seus dedos em minha intimidade molhada,me arrancando gemidos
-Então vamos providenciar nosso baby,Gostoso Jackson! - Michael riu e me pegou no colo,me levando para o quarto.Eu precisava ter ele dentro de mim,me amando do jeito que só ele faz.




Capítulo 31




Eva



  Não posso acreditar que todo meu esforço nesses seis anos se resumiram a pó! Puta que pariu,fiz de tudo para afastar Michael dessa vida para essa vadia da Alexia aparecer e estragar tudo!
  Pra ser sincera,já pensei até a hipótese de matá-la,mas não posso arriscar tanto assim. Por isso tomei a decisão de procurar Sebastian. Sei que ele arrasta um bonde por Alexia e está nas mesmas circunstâncias que eu.
  Hoje mais cedo,decidi fazer uma surpresa à Michael. Sebastian me passou o endereço e eu parti feito uma bala,louca para reencontrar meu homem.Mas as palavras dele me atiçou um ódio escomunal por ele e Alexia e agora sim eu acabo de vez com o romance dos dois..

Flash Back

" Esperei o momento certo para atacar. Assim que Michael deixou a pirralha da filha dele na escola,parti em direção à ele.

-Michael? - ele se virou,assustado
-Eva? O que faz aqui?
-Depois de meses consegui me livrar da polícia.. Quase fui presa por sequestro! Pensei que me ajudaria!
-Ajudar a mulher que quase destruiu minha vida por duas vezes? Eu já sei de tudo! Você sabia da minha doença e ficou quieta,eu podia ter morrido!
-Eu fiz isso pelo seu bem!
-Você é doente Eva! Suma da minha vida,me deixe em paz!
-Não é possível que não veja como essa mulher te manipula! Será que não percebe que com ela é só atração,sexo.. Mas comigo foi muito mais intenso!
-Só nos seus sonhos! Nunca será capaz de entender minha relação com Alexia,simplesmente porque não conhece o amor!
-Você acha que engana a quem? Alexia sabe do nosso reencontro antes do acidente? E nem adianta dizer que estava desmemoriado,porque foi muito antes disso!
-Não te interessa!
-Ah interessa sim! Imagina a cara dela ao saber que você estava de malas prontas para fugir comigo!
-Como pode ser tão maléfica? Eu só disse isso porque você mentiu pra mim dizendo que teve um filho meu!
-As razões são o de menos,querido! O importante é que você comprou as passagens!
-Claro que comprei! Queria tirar essa história a limpo,mas eu fui mais esperto que você e descobri toda a verdade! Você nunca teve um filho meu!
-Não ainda..Mais poderíamos tentar.. - enlacei meu braço em seu pescoço
-Me solta! Por mim te colocaria num hospício! Não ouse chegar perto de Alexia,ouviu bem? - Michael deixou o dinheiro em cima da mesa e foi embora "

Fim do Flash Back

 Se prepara Michael Jackson,tenho todas as minhas cartas na manga e estou pronta para jogar tudo ao ventilador. Vamos ver se Alexia vai acreditar em um homem que estava de malas prontas para fugir com outra!

Alexia


 Achei Michael estranho o dia todo e me senti culpada. Na minha cabeça,eu havia sido muito rude com ele. Poxa,ele não tem culpa desse encosto da Eva continuar o perseguindo.
Mas eu vou acabar com isso,se essa mulher voltar aqui,darei um jeito nela pessoalmente. Não vou deixar ninguém estragar minha felicidade.

* * * *

  Passei o dia todo tentando falar com meus pais. Não sei porquê,mas eu sentia um aperto tão grande no peito e uma vontade absurda de falar com eles.
A campainha tocou no momento em que eu tentava ligar para eles mais uma vez. Como eu estava sozinha em casa,desisti de ligar e fui atender a porta.
-Brenda? - me assustei ao ver minha irmã chegar sem avisar nada
-Posso entrar? 
-Mas é claro que sim! - lhe dei um forte abraçado e percebi que que ela chorava
-O que aconteceu? Brigou com o Olavo?
-Não. Alex.. eu precisava vir pessoalmente te dar essa notícia..
-Está me assustando! O que aconteceu Brenda?
-Senta.
-Eu não vou me sentar,fala logo!
-Irmã.. Houve um incêndio na fazenda.. na casa principal..
-Meu Deus.. Mas como isso aconteceu? O pai e a mãe estão bem? - Brenda chorou ainda mais
-Brenda,me diga que eles estão bem!!
-Eles não conseguiram sair do quarto a tempo..
-O que? - perguntei incrédula
-Eles morreram,Alex! Nossos pais morreram!
-Não! - gritei - Não,não,não! Isso é um engano,eu tenho certeza! - comecei a puxar meus cabelos na tentativa de raciocinar 
-Quando os bombeiros chegaram,já era tarde.. O fogo se alastrou muito rápido..
-Meu Deus!! - berrei com toda a minha forço,em um grito gutural. Brenda chorava copiosamente,me abraçando forte
-Eu tive a mesma reação,mas depois que vi os corpos..
-Eles nunca deixariam isso acontecer,nunca!
-A polícia disse que foi algum problema no fogão de lenha..
-Eu quero ver eles!
-É impossível!
-Deus,eu não posso acreditar.Por que? Por que? Deus não pode ser tão injusto assim! Eu quero meus pais,quero vê-los!
-Olha pra mim Alex,eu sei que essa dor é insuportável,está rasgando meu peito,mas precisamos ser fortes juntas! Eles sempre nos ensinaram a ser fortes,vamos fazer isso por eles!
-Eu não vou conseguir! - as lágrimas vinham tão rápido que era difícil até de respirar
-Alexia? O que houve? - Michael correu em minha direção assustado
-Nossos pais morreram.. - Brenda respondeu - Houve um incêndio na casa da fazenda e eles..
-Meu Deus! - Michael me levantou do chão
-Eu preciso ir Michael,tenho que resolver os detalhes do velório.. - meu coração apertou mais ainda ao ouvir essa palavra
-Claro Brenda..
-Cuida da Alexia,por favor! 
-Não se preocupe!
-Ligo assim que estiver tudo pronto. - Brenda veio até a mim e me abraçou - Pense nos nossos pais,eles estão por perto! Eu tenho que ir.. - não consegui responder nada. Só escutei a porta se fechar e Michael vir em minha direção me pegando no colo e me levando para o quarto. 
-Chora meu amor.. - Michael me abraçou forte e não disse mais nada,apenas me deixou desabar em lágrimas e mais lágrimas
-Por que comigo? - quebrei o longo silêncio - Não vou aguentar mais essa!
-Alex,só sabemos a força que temos,quando a única alternativa é ser forte.. 
-Eles não mereciam,eles não!
-Foi a hora deles,partiram juntos para a eternidade..
-Não existe dor pior que essa..
-Eu sei,senti a mesma coisa quando perdi meus pais. Mas olha pra mim. - Michael tocou meu rosto - Pode não fazer diferença o que eu vou dizer,mas eu estou aqui com você e por você.Vamos superar isso juntos,ouviu? 
-É claro que faz diferença,Michael.. Se você não tivesse aqui,eu..
-Shi.. - Michael me calou com um beijo calmo - Você vai aguentar mais essa e será mais forte ainda! 
-Será?
-Eu tenho certeza. Se você cair eu vou te segurar,e quando se sentir sozinha,eu estarei ao seu lado. Vou te mostrar que o amor cicatriza qualquer ferida,por mais profunda que seja,pois são nessas horas cruciantes que conhecemos o verdadeiro significado do amor. - Michael me tocou de uma forma tão profunda que me senti amada como nunca antes
-Obrigada pelo simples fato de existir,Michael..
-Te amo com toda minha alma..
-Eu também te amo.. - me apertei em seus braços recebendo todo seu carinho e amor.Michael é minha proteção, meu apoio, meu poder, minha coragem e através das piores coisas,será sempre minha luz,o meu grande amor..



Capítulo 32 

Alexia

  Quatro meses se passaram desde a morte dos meus pais. E só agora estou conseguindo me reerguer,graças ao amor incondicional que Michael e Christine me dão.
Sem eles eu já teria entrego os pontos há muito tempo. Mas Michael vire e mexe faz surpresas pra mim e quando ele vê que estou triste,trata logo de fazer um programa em família. Eles são a base que me mantém de pé e nunca conseguirei agradecer o bastante.
-Honey? - Michael me gritou pela enésima vez
-Caramba,você não sabe viver sem mim? 
-Não eu não sei,porém estou com o maior problema aqui..
-Papai embolou meu cabelo! - disse Christine
-O que você tentou fazer,Michael?
-Estava desembaraçando o cabelo dela..
-Desembaraçando ou embolando? - Michael fez uma cara de culpado,que me deu pena - Tô exigindo muito de você né amor?
-Um pouquinho.. - riu
- Deixa que eu arrumo isso aqui.
-Eu vou pra boate ok? Bred me chamou pra uma reunião.
-Vá com Deus,amor.
-Poderia me levar até a porta? 
-Claro.. Espera a mamãe aqui,Chris!
-Ok.. - Christine se distraiu com as bonecas e eu fui com Michael para a sala
-Qual é a sua ein Jackson?
-Só queria me despedir da minha mulher.. - Michael enlaçou minha cintura e depositou um beijo em meus lábios. 
Eu estava louca para um contato mais profundo,pois desde que tudo aconteceu,não voltamos a fazer amor. Michael quis respeitar meu tempo e eu achei fofo,porém já estou com uma baita saudade e decidi fazer uma surpresa hoje..
-Vai voltar cedo? - perguntei quando nos desgrudamos
-Hmm não sei.. 
-Vai ou não? - alterei a voz para assustá-lo
-Calma paixão.. Pra que está interessada em saber se venho cedo?
-Coisa minha..
-Tá me deixando curioso,dona Alexia.. - Michael apertou minha bunda
-Vai gostar.. Agora vai logo,e não demora! 
-Deixa comigo honey.. - Michael me beijou e foi embora
Terminei de pentear Chris e ela já estava pronta para ir à escola. Já havia combinado com Sarah de Chistine dormir em sua casa. As duas se adoram,até porque Sarah parece ter a mesma idade mental da minha filha quando estão juntas!
-Boa aula querida! Não se esqueça que a Tia Sarah vai te buscar hoje!
-Vou pra casa dela?
-Vai sim,meu anjo..
-Você e papai vão trabalhar hoje? 
-E como vamos! Boa aula amor! - lhe dei um beijo e segui para o supermercado. Decidi que hoje eu faria o jantar e Deus me ajude para que eu consiga fazer uma comida que preste!

* * * *

  Já estava anoitecendo e eu passei praticamente o dia todo preparando o jantar e graças a Deus está tudo dando certo. Deixei o peixe no forno e fui tomar um belo banho de banheira com sais aromáticos. Essa noite tem que ser perfeita!
  Em seguida coloquei um vestido bem sensual,que com toda certeza eu sei que Michael vai destruí-lo. Caprichei na maquiagem e no cabelo e verifiquei se o jantar estava pronto. Pela cara estava ótimo,agora basta saber se estou certa ou não.
  Finalmente Michael chegou. É incrível a forma como meu coração dispara quando o vejo. É sempre uma sensação diferente,mais intensa..
-Boa noite! Nossa..! - Michael me analisou de cima a baixo - É meu aniversário hoje?
-Não,seu bobo.. Só quis fazer uma surpresa..
-Eu fiquei pensando nela o dia inteiro.. - Michael beijou meu pescoço
-É..? Espero que eu supre suas expectativas!
-Isso não será esforço nenhum pra você! Vou tomar meu banho e já venho.. 
-Vai lá!
  Coloquei o jantar na mesa e uma garrafa de vinho,a preferida de Michael. Meia hora depois ele voltou à sala. Puta merda,ele está incrivelmente lindo dentro de uma calça jeans escura,blusa de botão vermelha e os cabelos molhados. Seu perfume abaunilhado pairou em todo o ambiente,me fazendo fechar os olhos e suspirar.
-Adoro quando causo isso em você.. - disse me abraçando por trás
-Me deixar louca..? 
-Se assim preferir.. - Michael apertou de leve meus seios me fazendo derreter em seus braços
-O jantar,Mike.. 
-Oh sim.. De qual restaurante é?
-Daquele que a chefe de cozinha é a Alexia Jackson!
-Pera ai.. Foi você que cozinhou?
-Uhum.. Passei a tarde toda preparando. Juro que me esforcei pra te agradar!
-Oh amor.. Tenho certeza que está ótimo!
-Espero! Sente-se - servi os pratos e pedi para Michael provar. Ele como sempre adora fazer um suspense - E então?
-Puta que pariu,vai cair um dilúvio hoje!
-Ah?
-Está uma delícia,amor! Sério! O tempero,o ponto certo.. Tem certeza que foi você quem fez? - riu
-Absoluta! Sério que ficou bom?
-Seríssimo! Já dá pra casar.. Opa,me esqueci que você já é muito bem casada! 
-Seu metido! Mas eu sou sim,tenho o melhor marido do mundo. Ele é lindo,inteligente,sexy,sedutor,fogoso.. Tudo que uma mulher sonha em ter!
-Então acho que ele combina perfeitamente com a mulher que ele tem.. - Michael pegou na minha mão - Eu te amo ouviu? Mesmo que passemos por turbulências,não se esqueça disso!
-Por que tá falando assim? - notei medo em sua voz
-Por nada.Só quero que saiba disso..
-Eu sei meu amor.. E eu não tenho dúvida nenhuma disso!
Passamos o resto do jantar comendo e comentando sobre o nosso futuro que incluía até mais um bebê.
 Michael me ajudou a lavar tudo e nos sentamos no sofá para tomar mais vinho. Mas o que ambos queríamos era outro tipo de coisa.. Cruzei minhas pernas sugestivamente e Michael passou a acariciar minha coxa.
-Espero que nunca saia de casa com esse vestido..
-E por que? 
-Porque se eu já estou imaginando coisas,imagina esses tarados na rua!
-Não se preocupe amor.. Me visto assim só pra você e o principal,só tiro ele pra você.. - Michael mordeu o lábio inferior,me fitando com desejo
-Então,eu mesmo posso tirar esse vestido?
-Fique a vontade.. 
-Levante-se. - disse com firmeza. Me levantei como ele pediu
-Tenho uma ideia melhor.. - Michael me olhou com curiosidade - Hoje eu vou fazer esse servicinho pra você..
-Opa.. - Michael se ajeitou no sofá
  Coloquei uma música bem envolvente e diminuí a claridade da luz. Comecei a acompanhar o ritmo da música e lentamente fui abrindo o zíper do vestido,até que ele deslizou pelo meu corpo e caiu sob meus pés.
Michael arfou ao ver minha lingerie preta com cinta liga. Me virei de costas ameaçando tirar a calcinha,mas não fiz.
-Você quer me matar né?
-Eu nem comecei.. - me aproximei de Michael e me inclinei para lhe dar um beijo.Me sentei em seu colo,vendo Michael me comer com os olhos.Suas mãos pousaram no botão do meu sutiã,libertando-os diretos para as mãos hábeis do meu marido.
-Estão quentes..
-Loucos para serem tocados por você.. - Michael riu com satisfação e apertou meus seios com uma leve pressão,me fazendo gemer 
Michael abaixou a cabeça até meus seios e sugou um deles lentamente. Mordiscou meu mamilo entumescido me fazendo ver estrelas. Depois de se deliciar com cada um deles,foi a vez de eu sugar seus lábios com desejo.
-Oh amor.. -Michael gemeu - Deixe eu ver se está pronta pra mim.. - Michael roçou sua mão em minha intimidade ainda por cima do tecido
-Não me torture assim..
-Vem .. - Michael se levantou comigo em seu colo e fomos direto para o nosso quarto
Me deitou na cama e continuou de pé para tirar sua camisa e se livrar do jeans,me dando uma visão perfeita do volume na sua cueca.
 Michael engatinhou até chegar perto de mim e finalmente tirou minha calcinha e se inclinou para beijar minha coxas até chegar na minha intimidade. Michael roçou sua língua por toda minha entrada extremamente molhada,sugando meu clítoris com intensidade.
-Caralho Mike..
-Não me canso de provar seu sabor.. É gostosa demais,amor! 
-Eu vou gozar Michael,agora!
-Então deixa vir,baby.. - Michael voltou a penetrar sua língua mais algumas vezes até que meu primeiro orgasmo veio com força total
-Michael,preciso de você dentro de mim,por favor! 
-Eu também preciso ser engolido por você,garota! - Michael tirou a boxer e seu membro saiu pra fora,completamente ereto. Me pergunto como tudo isso cabe dentro de mim!
  Michael roçou seu pau em minha entrada me deixando fora de mim,até que senti toda minha intimidade se alargar para receber seu membro.
  As estocadas começaram lentamente,ambos aproveitávamos o momento para sentir o outro,para amar o outro.. Mas conhecendo meu marido,sabia que isso não duraria por muito tempo.
Logo as investidas tornaram-se mais fortes. Os cabelos de Michael grudavam em seu rosto,e aquilo era tão excitante.
-Mais forte amor,mais forte! - Michael metia tão fundo que eu não conseguia fazer nada além de gemer e gritar seu nome
  Michael me colocou em seu colo e eu espalmei seu peitoral,cavalgando em cima do seu membro,enquanto meus seios eram sugados com gana. Cravei minhas unhas em seus ombros sentindo mais um orgasmo 
se aproximar.
-Tá vendo como essa bocetinha gostosa aperta meu pau?
-Hmm você adora.. Oh Michael!!
-Geme mais amor,sabe que me excita! - mais algumas estocadas foram o suficiente para o orgasmo  nos atingir.
Me deitei em seus braços com Michael acariciando minhas costas nuas,uma paz invadiu meu peito,me fazendo sorrir.
-Por que está rindo? - Michael me fitou curioso
-Por nada.. Só estou feliz de ver meus sonhos se realizarem,por você estar aqui comigo..
-Eu também me sinto muito feliz!
-Me perdoa?
-Pelo quê?
-Por sempre brigar com você por causa da Eva. Sempre desconto a raiva em você,quando na verdade é uma grande vítima! - Michael ficou quieto - Mike?
-O..oi? Não pense mais nisso amor,vamos esquecer o passado,ok? Nos amamos e é isso que importa..
-Você tem razão. Prometo que não vou mais falar dessa mulher..
-Vamos pensar no futuro! - Michael me abraçou com força e eu não entendi sua aflição,mas preferi deixar minha paranoia de lado. Dei um beijo em sua boca e fechei meus olhos,exausta.



Capítulo 33


Michael

 Alexia acordou cedo para ir ao mercado. Aproveitei que ela saiu para preparar o nosso café da manhã. 
A campainha tocou e já imaginei que seria Alexia esquecendo alguma coisa,abri a porta rindo mas minha expressão mudou assim que vi Eva na minha frente com o mesmo sorriso debochado de sempre.
-O que faz aqui? - bufei
-Nossa! Não vai me convidar para entrar?
-Não. Essa casa é da Alexia também e eu respeito ela!
-Deixa de ser frouxo Michael! Essa mulher te trata como um cachorrinho!
-E isso definitivamente não é da sua conta!
-Michael,não se lembra de tudo que vivemos? Da forma como me defendia do Robert.. Nossos planos de fugir,se casar,ter uma família..
-Você destruiu tudo quando matou seu namorado e colocou a culpa em mim! - gritei
-Eu imagino como sofreu,mas eu tava desesperada..
-Você não sabe porque não passou dois anos na cadeia! E ainda teve sorte,porque eu poderia muito bem ter te denunciado!
-Mas não fez isso porque me ama!
-Eu gostava de você,é diferente! Estava cego!
-Eu duvido que tenha se esquecido de mim! Vou te provar agora mesmo! - Eva se jogou em meus braços e atacou minha boca com um beijo selvagem,tentei tirá-la dos meus braços quando vejo Alexia nos olhando com nojo
-Alexia? - consegui me soltar
-Michael o que você fez? - disse chocada
-Não é meio óbvio,querida? Estamos matando a saudade!
-Cala a boca Eva! - vociferei - Alex,deixa eu explicar..
-Não me toque! - Alexia me olhava com asco - Como tem coragem de trazer essa piranha pra dentro da nossa casa! 
-Alto lá! Não fala assim de mim,não sou da sua laia!
-Ah mas não é mesmo! Eu posso ser tudo menos uma vadia estúpida como você!
-Uma vadia que o Michael ama,não é querido? 
-Não piore as coisas Eva!
-Por que não abrimos o jogo de uma vez ein? Vamos por as cartas na mesa!
-Do que você tá falando? 
-Conta pra ela Michael! Conta que estávamos prestes a fugir antes do seu acidente!
-Como é? - Alexia perguntou incrédula
-É isso mesmo! E eu tenho todas as provas! - Eva jogou um envelope no chão e Alexia pegou rapidamente - Ai tem passagens para Moscou em nome de Michael,até mesmo um contrato de imóvel!
-Para de mentir! Alexia..
-Michael só está com você por pena! Porque é uma drogada infeliz! - gritou
-Me diz que isso é mentira,por favor! - Alexia chorava
-Amor..
-Fala! - gritou 
-Vou deixá-los a sós ok? Depois nos falamos,querido..
-Fala logo! - ela gritou mais ainda
-Um pouco antes do seu sequestro,a Eva tinha me procurado.. Ela disse que teve um filho meu e eu quis ir atrás..
-Quis ir atrás dela para reconstruir a sua família né?
-Não é nada disso! Acredite em mim!
-Como quer que eu acredite vendo todas essas provas,vendo você confessando e pior, vendo você aos beijos com essa desgraçada!
-Se acalme..
-Sai daqui! Me deixe sozinha antes que eu faça uma besteira! 
-Eu vou,mas não vou desistir!
-Sai! - gritou arremessando vários enfeites em minha direção. Abri a porta e saí rapidamente,sentindo as lágrimas queimarem meu rosto

Alexia

  Não perdi meu tempo chorando e nem me esgoelando. Eu estava com tanto nojo de Michael que sentia a bile vir à minha garganta.
  Peguei uma mala e enchi com as minhas roupas. Em seguida fiz uma pequena mala para Christine,peguei meus documentos,a chave do meu carro e saí, fechando a porta com força.
Michael estava na portaria e ao me ver com as malas,partiu rumo à minha direção.
-Alexia,onde você vai?
-Vou embora,não está vendo?
-Não faça isso,pelo amor de Deus! Me deixe explicar!
-Você já explicou! Michael não torne as coisas mais difíceis do que já estão! Me deixe ir embora!
-Alexia,me escuta!
-Suas lágrimas não me comovem mais! Esqueça que eu existo! Seu caminho está livre para ficar com ela. Não se preocupe,vou sumir de vez da sua vida! - ignorei seus gritos e entrei no carro
-Alexia abre a porta,por favor!
-Se não sair da minha frente,vai se machucar! - Michael saiu de perto e eu arranquei com o meu carro
  Então as lágrimas vieram com tudo. Passei todos esses anos chorando e morrendo um pouco a cada dia para eu descobrir que tudo isso foi em vão. Me senti mal por culpar Michael,me achando uma egoísta incompreensível,quando descubro que esse desgraçado estava me traindo!
Eu sentia nojo dos dois,e principalmente,sentia nojo por eu ter sido tão idiota e inocente a ponto de levar uma rasteira.
* * * *

 Cheguei na casa de Bred,que me recebeu de braços abertos. Contei tudo que aconteceu e ele ficou chocado com as revelações.
-Eu nunca poderia imaginar.. Michael te ama tanto!
-Não,ele não me ama! Só estava comigo por pena,gratidão.. Como eu pude me iludir tanto,meu Deus!
-Olha pra mim.. A culpa não é sua! Se Michael não deu valor a mulher maravilhosa que você é,azar o dele!
-Vou pedir o divórcio hoje mesmo!
-Tem certeza? 
-Absoluta! Quero logo desfazer o laço que me une à ele.
-Eu sinto muito Alex.. 
-Acho que nasci pra ser infeliz,não é possível! Eu perco meus pais de uma forma tão trágica e agora tem mais essa!
-Você precisa ser forte,já passou por coisa pior!
-Justamente por isso.. Michael quebrou meu coração Bred,eu fiz de tudo por ele,tudo! Lutei com todas as forças para encontrá-lo e salvar sua vida para descobrir que eu nunca signifiquei nada pra ele!
-Deite aqui.. - me deitei em sua perna - Precisa descansar,minha amiga. Está muito nervosa.. Você vai pensar com mais clareza quando estiver mais calma..
-Eu espero.. - fechei meus olhos e chorei em silêncio até sentir meus olhos pesarem e se fecharem..


Capítulo 34 



Michael

Definitivamente eu estou perdido.Mas eu mereço,escondi toda essa história de Alexia e ela descobriu da pior maneira. Sinto que dessa vez perdi Alexia e não há nada que eu possa fazer para mudar isso.
Depois de um dia inteiro deitado na cama chorando as pitangas,escutei a campainha tocar. Tive a súbita esperança de ser ela, mas isso se dissipou quando vi Bred parado na porta.
-Posso entrar Michael?
-Claro! 
-Cara,você tá horrível!
-Não brinca!
-Mas é sério. Vim ouvir seu lado dessa história. Se você quiser falar,claro.
-Do que adianta eu falar? Alexia nunca vai me perdoar mesmo..
-Quem sabe.. Se você me disser o que realmente aconteceu..
-Lá vai.. - suspirei - Um pouco antes de eu sofrer aquele acidente, a Eva me procurou. Queria me pedir perdão,voltar comigo.. Mas então eu disse pra ela que isso jamais aconteceria,porque o que vivemos já tinha acabado e que eu amava a Alexia e que seria com ela que eu queria ficar. Mas ai ela me disse que teve um filho meu.Eu fiquei louco,surpreso.. Eu precisava tirar essa história a limpo,ela disse que a estava morando na Rússia com a criança,por isso decidi ir atrás para saber se realmente isso era verdade.Mas eu juro Bred,que essa história de fugir com ela comprar uma casa é mentira! Eu juro!
-Eu acredito Michael.. Tá na cara que ela quis aumentar essa história.. Mas a questão é,por que nunca contou pra Alexia? Ela merecia saber!
-Eu sei Bred! Mas não sabe como é vergonhoso me lembrar dos anos que passei na cadeia. Eu tinha medo dela não acreditar na minha inocência e eu preferi guardar essa parte da minha vida. Mas em relação ao retorno da Eva,eu juro pela vida de Christine que se eu realmente tivesse tido um filho com a Eva,eu contaria tudo! Mas o John apareceu.. Como eu poderia contar toda essa história pra Alexia no meio de toda essa confusão? E depois ela foi sequestrada e tudo aconteceu..
-Olha Michael,pra ser sincero eu entendi seu lado,mas pra Alexia é difícil. Imagina pra ela ver vocês dois se beijando e em seguida descobre toda essa história! 
-Eu sei.. É por isso que estou desesperado! Eu amo a Alexia com todas as minhas forças e agora tudo esse sentimento é zerado por ela.. Alexia acha que eu a enganei,que estava com ela por pena e nada que eu faça vai mudar isso!
-Michael,não desista dela. Alexia está nervosa,os pais dela morreram a pouco tempo e ainda tem essa confusão..
-Me sinto um lixo,Bred!
-Não adianta se lamuriar,a merda já está feita.. Tem mais uma coisa.
-Fala..
-Alexia vai entrar com pedido de divórcio..
-O que? - me levantei furioso - Eu nunca vou dar esse divórcio ok? Pode avisar aquela teimosa que isso está fora de cogitação!
-Michael,você vai piorar as coisas! Daqui a pouco você será intimado. É melhor se conformar..
-Não,isso não! Ela pode pedir o divórcio quantas vez quiser,mas eu não assino!
-Espero que se acertem. Eu vou tentar conversar com ela,certo?
-Te agradeço.. Mas conhecendo Alexia Heizel,vai ser uma tarefa difícil.
-Mas não impossível. Você já a domou tantas vezes.. Tenha fé!
-Obrigado Bred,de verdade!

* * * *

  O que Alexia promete,Alexia cumpre. Ela queria o divórcio. Dito e feito,agora estou do lado de fora do fórum esperando a audiência começar. Senti a cólera tomar conta de mim quando vejo Alexia acompanhada de Sebastian.
-Mas que porra é essa? - vociferei
-Michael,se acalme! - Jason,meu advogado tentou apaziguar
-Sou eu e meu advogado. Algum problema? - Alexia disse com deboche
-Não acredito que colocou esse idiota para ser seu advogado!
-Abaixa seu tom de voz,Michael Jackson! Diferente de você,eu confio no Sebastian. Mas a palavra confiança não está no seu vocabulário!
-Alexia,não se altere! - disse Sebastian me olhando cinicamente - Já está na hora de entrarmos.
-Ótimo! Não vejo a hora de cortar todos os laços com esse homem! - eles entraram na frente
-Michael se continuar nervoso,vai ser pior pra você!
-É impossível me controlar,ainda mais com esse desgraçado perto dela! 
-Eu sei,mas não pode por tudo a perder! Vem,vamos entrar..
O juiz começou a falar suas baboseiras e meu olhar só encontrava o de Alexia,que me fuzilava com os olhos.
-Aqui estão os papeis. É só vocês assinarem. - o juiz entregou o papel para nós dois. Alexia assinou rapidamente e devolveu ao juiz
-É sua vez de assinar,Michael. - Jason me lembrou
-É isso mesmo que você quer Alexia?
-É tudo que eu mais quero! - disse firme
-Ótimo! Faço questão de assinar essa porcaria e espero nunca mais te ver na minha frente! - assinei o papel com um ódio escomunal. Joguei o documento na mesa e me levantei - Até nunca mais! - olhei para Alexia pela última vez e deixei a sala do fórum
  Alexia não merece um homem como eu,que só conseguiu machucá-la de forma cruel. Eu sairia da sua vida de uma vez por todas. Posso estar sendo um grande covarde,mas minha reputação de qualquer jeito está na lama. Mesmo amando essa mulher feito um louco desvairado,decidi que não posso causar mais danos à ela.




Capítulo 35 

Alexia

  Saí do fórum me sentindo exausta e com o coração dilacerado. Nunca imaginei que as coisas terminariam dessa maneira. E eu achando que já tínhamos superado a maior prova de amor.. 
Graças a Deus minha irmã levou Christine para a casa dela,em São Francisco.O bom que Sarah foi junto,assim minha menina não vai se sentir estranha eu outra cidade. Brenda achou melhor afastar Chris dessa turbulência em que eu e Michael estamos passando. Sarah deixou que eu ficasse na casa dela até eu organizar minha vida.
-Precisa relaxar Alex.. - Sebastian me acompanhou até em casa
-Como Sebastian? Olha o que se tornou minha vida!
-Tome isso aqui.. - Sebastian estendeu um vidro de comprimidos
-Sebastian,são..
-Calmantes.Te ajudaram muito quando você precisou.
-Mas eu prometi pro Michael que.. Quer saber,você tá certo. No nervosismo que eu estou,é capaz de eu ter um infarto! - Sebastian sorriu
-Sabe que quero seu bem.. Não se preocupe,quando acabar eu te dou mais. Quer que eu pegue um copo d'água?
-Não.. Eu vou tomar banho,relaxar um pouco.. Ai eu vou tomar e dormir igual um bebê! - ri sem humor
-Isso mesmo! Vou te deixar sozinha então,mais tarde eu venho te ver.. - Sebastian beijou minha testa e saiu
  Fiquei por um tempo olhando para o vidro de calmantes. Me lembrei de como serviram de ajuda para os meus piores momentos. Apertei meus olhos,respirei fundo e me levantei.
Preparei a banheira e entrei nela. No mesmo instante me entreguei ao choro. Poxa,eu amo tanto o Michael,que sinto que vou morrer. Não é justo que tudo tenha acabado dessa maneira.

" Tome isso aqui..
-Sebastian,são..
-Calmantes.Te ajudaram muito quando você precisou. Sabe que quero seu bem.. Não se preocupe,quando acabar eu te dou mais.."


Peguei o vidro de calmantes e espalhei os diversos comprimidos na palma da minha mão.

" -Conta pra ela Michael! Conta que estávamos prestes a fugir antes do seu acidente!
-Como é?
-É isso mesmo! E eu tenho todas as provas! Ai tem passagens para Moscou em nome de Michael,até mesmo um contrato de imóvel.
Michael só está com você por pena! Porque é uma drogada infeliz! "


  Sem pensar duas vezes levei os comprimidos à boca e peguei minha taça de vinho para empurrar. Encostei minha cabeça na porcelana da banheira me sentindo zonza. Aos poucos senti tudo ficar escuro e uma sensação de torpor invadiu meu corpo. Em seguida senti uma terrível falta de ar.
 Tentei de todas as formas me levantar,mas as pernas não obedeciam. A falta de ar se tornou mais forte e então tudo se apagou..

Michael

  Me senti um completo idiota ao assinar aqueles papéis. Eu deveria ter rasgado aquele documento e tomado Alexia em meus braços. Mas novamente fui um covarde e deixei o amor da minha vida escapar.
  Cansado de ficar pensando e pensando,decidi agir como um homem e fui atrás de Alexia. Bred me disse que ela estava na casa de Sarah e é pra lá que eu fui.
Bati na porta diversas vezes e nada. Senti um arrepio perpassar pelo meu corpo,como se algo muito ruim estivesse acontecendo. Desesperado,esmurrei meu corpo contra a porta e consegui abri-la.
-Alexia? Você tá ai? - procurei pela sala e nada
  Quando entrei no banheiro,tive que me apoiar na soleira da porta,pois minhas pernas estavam bambas. Alexia estava com a cabeça tombada na banheira,com parte do rosto imerso na água.
-Alexia! - reuni forças e corri para tirá-la de dentro d'água - Meu amor,fala comigo! - peguei uma toalha e cobri seu corpo,levando-a para a cama
Foi quando vi um vidro de comprimidos quase vazio e uma taça de vinho. Me desesperei ao constatar o óbvio.
-Por que fez isso,meu amor. Por que? - gritei com todo o medo preso na minha garganta
Liguei para a ambulância imediatamente. Voltei até Alexia e percebi que seus batimentos cardíacos estavam quase nulos. 
-Respira Alexia,respira pelo amor de Deus! Não faz isso comigo! - fiz massagem cardíaca repetidas vezes sentindo toda minha esperança se esvair
   A ambulância chegou e rapidamente Alexia começou a ser atendida pela equipe de emergência. Pela expressão no rosto dos paramédicos eu sabia que a situação era mais grave do que eu imaginava.
  Alexia foi colocada em uma maca com diversos fios ligados em seu corpo.Desci no elevador junto com os médicos e dentro da ambulância a situação se agravou.
-Parada cardiorrespiratória. Pegue o desfibrilador! - uma das paramédicas ordenou
Senti meu mundo ruir a cada tentativa dos médicos e nenhuma reação de Alexia.Eu não podia pensar negativo,ou se não..
-Os batimentos estão controlados. Sinto muito,o senhor não pode ir!
-Por favor,me deixe ir com ela! - implorei
-Isso vai prejudicá-la senhor..
-Não,tudo bem. Eu vou segui-los até o hospital 
Corri até meu carro e dirigi com toda velocidade acompanhando a ambulância. O tempo inteiro eu pedia à Deus para salvar Alexia. Não posso perdê-la,não posso!

* * * *

  A cada hora que se passava era um aperto a mais no meu peito. Me lembrei de quando o doutor me disse que Alexia poderia não ter a mesma sorte em uma próxima vez. Deus,minha vontade é de entrar lá dentro e implorar para ela acordar.
-Sr. Jackson? - o médico me chamou a atenção
-Sim. Me diz que ela está bem,por favor!
-Michael,ela teve uma overdose por altas doses de antidepressivos.
-O..overdose? 
-Infelizmente. Ela sofreu duas paradas cardíacas..
-Me diz que ela está viva,por Deus!
-Sim,Michael. Ela está viva,mas respira por ajuda de aparelhos. Michael,o estado dela é grave. Se ela sair dessa,deve ir para uma clínica imediatamente!
-Ela vai se recuperar. Minha mulher é forte e pode ter certeza que assim que ela sair daqui ela vai procurar ajuda! - tentei me encher de esperanças com as minhas palavras. 
  Dizem que o amor é a arma mais forte que temos conosco. Ele é capaz de te virar do avesso,mudar toda sua forma de ser, te deixar impotente e ao mesmo tempo,forte. E é por isso que me apaixonei por Alexia,porque com ela conheci esse sentimento tão fácil de sentir e tão difícil de explicar.
  E eu a amo mais ainda por ela ser essa mulher forte,astuta e de fibra. E eu sei que nada é capaz de derrubá-la.Nem mesmo a morte..


Capítulo 36 

Michael

 Alexia está há quase uma semana internada e já escolhemos a clínica de reabilitação que ela vai passar os próximos seis meses. Nada me dói mais do que tomar essa decisão.Mas ou Alexia se interna,ou ela acabará morrendo e definitivamente não deixarei essa segunda opção acontecer.
-Michael,Alexia acordou. Quer entrar? - disse Bred
-Será que ela vai me receber?
-Não custa tentar.. Ela está bem calma..
-Certo.
-Boa Sorte! - respirei fundo e entrei no quarto. Alexia olhava pra janela. Estava tão frágil,nem de longe parecia aquela impetuosa Alexia que eu conheço
-Oi.. - pronunciei
-Oi Michael.. - disse em um fio de voz
-Como se sente?
-Melhor.. Obrigada por ter me encontrado a tempo..
-Não precisa agradecer,farei quantas vezes for preciso.
-Eu sou digna de pena,essa é a verdade! - riu sem humor
-Não diz isso,por favor.. - me aproximei dela 
-Eu juro que não queria fazer isso,mas o Sebastian me deu.. 
-O Sebastian o quê? Fala Alexia! - alterei a voz
-Ele que me deu os calmantes,mas a culpa é minha por ter tomado..
-Desgraçado!
-Michael onde você vai?
-Acertar as contas com esse filho da puta! - sai furioso do quarto pronto para quebrar a cara de Sebastian. Por culpa dele Alexia teve uma overdose e quase morreu
  Encontrei ele tomando café na lanchonete do hospital. Não pensei nem duas vezes e acertei um soco no meio do seu nariz.
-Você tá louco Michael? 
-Tudo isso é culpa sua! Porque deu esses malditos calmantes pra Alexia?
-A culpa não é minha! Como eu ia saber que ela ia tomar tudo de uma vez só?
-Você sabe muito bem que ela é dependente desses remédios,ainda mais no estado que ela está! Escuta bem o que eu vou te dizer,se Alexia piorar eu acabo com a sua vida! 
-Chega Michael! - Bred me tirou da lanchonete e me levou até a recepção 
-A culpa foi dele! Diz amar tanto Alexia mas faz essa covardia com ela! Ele sabe que ela não se controla com os remédios!
-Ele queria ter Alexia na palma das mãos,com ela debilitada,seria mais fácil persuadi-la..
-Ele nunca mais chegará perto dela,nunca mais! Caramba..
-Que foi?
-Saí do quarto feito um louco,ela deve estar assustada...
-Vai lá então,ela precisa saber que está perto dela. Além do mais,você tem que contar à ela..
-Eu sei. Acha que ela vai aceitar?
-Espero,Michael. Alexia precisa aceitar o tratamento
  Voltei ao quarto e graças a Deus,ela estava acordada. Não podia mais adiar essa conversa,já que amanhã mesmo ela será transferida para a clínica.
-O que aconteceu? - ela perguntou assim que eu entrei
-Tive uma conversa com Sebastian.
-Conversa?
-Alexia,tem noção do que fez? Poderia ter morrido! Não pensou na sua filha? - Alexia começou a chorar e eu me odiei por ter sido rude com ela - Me desculpa.. - toquei em sua mão - Eu fiquei desesperado!
-Foi mais forte que eu.. Por que fez isso com a gente,Michael? Estávamos tão bem..
-Me perdoa! Sei que errei com você,mas eu tive medo de te perder!
-Você me perdeu de qualquer jeito..
-Não diz isso.. Me dê mais uma chance,por favor!
-Chega Michael,acabou! Nunca mais voltarei a confiar em você,nunca mais! 
-Não vou discutir com você agora. Alexia,nós decidimos te internar..
-O que? Vai me trancar num hospício,é isso? - gritou
-Claro que não! Alexia você precisa de tratamento,tem que se livrar dessa dependência! Se não por mim,faça por Christine. Ela é muito nova para perder a mãe!
-Tudo bem.. Você tem razão. Vou fazer de tudo para me curar,Christine merece!
-Amanhã mesmo você será transferida pra lá..
-Não quero me visite,estamos separados,não tem obrigação nenhuma comigo! - suspirei pesadamente,sabendo que nada que eu disser vai mudar a decisão de Alexia
-Descanse.. Mais tarde venho te ver. - dei um beijo em sua testa e saí do quarto arrasado
Alexia não me quer mais na sua vida,e isso me machuca profundamente. A mágoa e a frieza em seu olhar estão acabando comigo.Definitivamente acho que nossa história acabou.

Alexia

  Imersa em um pesadelo. É assim que me encontro. A vida é mesmo um jogo muito perigoso. Um dia eu estava feliz por finalmente ter Michael de volta,mas o jogo virou contra mim e hoje eu perdi tudo.
  Não sei mais quem sou,não tenho mais identidade. Me tornei o que sempre jurei que nunca seria,uma fraca. É isso que eu sou.
  Sempre estive acostumada a ter as cartas na manga,usá-las quando eram apropriadas,quando me sentia ameaçada. Agora estou jogando com a sorte e aceitar tudo isso com resignação é o mínimo que posso fazer.
 Agora mais do que nunca,quero Michael longe de mim. Não vou suportar vê-lo do meu lado por pena e remorso. Esses são os piores sentimentos que possam existir. 
* * * *


-Alexia,está pronta? - Bred estava me ajudando a por minhas roupas na mala
-Sim,estou..
-Michael está arrasado. Por que não deixou ele vir com você? Caramba Alex,ele te ama! 
-Um relacionamento não é feito só de amor. Tem que haver respeito,confiança,fidelidade e isso Michael não foi capaz de me oferecer.. 
-Alexia? - Sebastian entrou no quarto 
-O que faz aqui? - Bred disparou furioso
-Quero falar um minuto com ela,por favor..
-Deixe Bred.. - pedi
-Espero lá fora! - Bred saiu nos deixando a sós
-O que quer de mim?
-Primeiramente pedir perdão por ter dado esses remédios pra você. Eu não imaginei que pudessem te fazer tão mal..
-Pois é! Agora estou indo para uma clínica! - ri com ironia
-Tem mais uma coisa..
-O que é?
-A Eva me procurou..
-E pra que?
-Queria minha ajuda para separar você do Michael. Eu.. ajudei ela a forjar algumas provas que ela te mostrou..
-Como é que é? Não.. Você não fez isso!
-Eu tava desesperado! Eu te amo tanto! E quando o Michael voltou,eu pirei.. Me perdoa! Ela aproveitou o fato de Michael não ter te contado nada e fez toda essa intriga..
-Por que fez isso comigo? - gritei
-Michael não ia fugir com ela.. Isso foi parte do plano..
-Do plano de vocês dois! - disparei - Você acabou com a minha vida! Eu me senti traída,enganada,pensando que o Michael estava prestes a me deixar! Você é um monstro! - parti pra cima dele,esmurrando seu peito
-Me desculpa..
-Eu confiei em você todos esses anos,achei que fosse meu amigo,mas na verdade só queria me prejudicar!
-Não é verdade! Eu te amo!
-Vá para o inferno,você e seu amor! Parabéns! Você e a Eva conseguiram destruir meu relacionamento com Michael,podem comemorar! - gritei ainda mais alto
-Eu estou arrependido,me perdoa!
-Suma da minha vida. Eu não quero vê-lo nunca mais! Vocês dois merecem a cadeia! 
-Alex..
-Sai! - gritei 
-O que está acontecendo? - Bred entrou no quarto assustado
-Nada.. É só eu mandando o Sebastian para o quinto dos infernos por ter ajudado a acabar com a minha vida! Vamos embora Bred! - peguei minha bolsa e Bred,as malas. Logo eu estava no carro,rumo à minha mais nova moradia.


Capítulo 37 

Michael

  Já fazem três dias que Alexia está na clínica. Morro de vontade de ir vê-la,mas respeito sua decisão. Acontece que Christine voltou e eu tive uma conversa delicada com ela.
Contei que eu e Alexia demos um tempo no nosso casamento. Ela ficou muito triste,mas eu a prometi que seria por pouco tempo. 
  Também tive que contar sobre a internação de Alexia. Não disse o motivo,só falei que ela estava doente e precisava se tratar nesta clínica.Chris só se acalmou quando eu disse que podíamos visitar Alexia a cada duas semanas. 

* * * *


Finalmente hoje podemos visitar Alexia. Chris está impaciente para ver a mãe e eu não tiro a razão dela,também estou louco para vê-la. De pensar que serão seis meses vivendo longe dela,sinto meu coração doer. Mas se isso é necessário para curá-la,assim seja.
-Anda logo papai! Vamos chegar atrasados! 
-Calma,anjo! Vamos ver sua mãe agora mesmo! - ri do seu jeito impaciente,ela é igualzinha à mãe dela
  Depois de uma hora chegamos à clínica,que mais parecia um hotel fazenda. O lugar era enorme,muito arborizado e com natureza para todos os lados. Tinha também uma pequena cachoeira,que dava um ar muito mais agradável ao ambiente.
 Alexia estava ajoelhada frente a uma roseira,mexendo com a terra. Estava plantando uma muda de rosas. Ela estava perfeita,com um visual bem natural,parecia uma garota de quinze anos. Aquela cena me deixou com uma cara de bobo apaixonado.


-Mamãe! - Chris correu em direção à Alexia. Ela tirou as luvas e abriu os braços para pegar Christine no colo
-Meu amor! Que saudade.. - as duas se abraçaram fortemente e percebi que Alexia estava quase chorando
-Por que não volta pra casa?
-Eu não posso,não agora.. Mas prometo que logo eu volto.. 
-Vem aqui,pai! - me aproximei delas ainda cauteloso
-Oi.. - disse com timidez
-Oi Michael.. 
-Mãe,posso brincar no jardim? 
-Claro.. - Chris piscou pra mim e correu por todo o campo
-Como tem passado? - Alexia me perguntou - Está conseguindo cuidar da Chris?
-Até que sim.. Ela me ajuda bastante,sabe.
-Ela é muito esperta! - ficamos um tempo encarando o outro
-É sim.. E você como está?
-Tem sido bem difícil,mas estou me adaptando.. Faço terapia,fazemos uma reunião todos os dias com a psicóloga e tínhamos que escolher uma atividade e eu optei pelas flores..
-Que bom que está se saindo bem.. Estou feliz por você,de verdade!
-O problema é a saudade que está me matando!
-Imagino.. Mas vou trazer a Chris sempre que possível!
-Não é só dela que estou falando.É de você também.. - puta que pariu,não preciso nem dizer como ficou minha cara depois de ouvir isso
-Eu também estou morto de saudade,se me permite dizer.. - nos sentamos na pedras da cachoeira 
-Michael.. Preciso falar com você.
-Pode falar.
-O Sebastian me contou umas coisas.. Ele me disse que ajudou a Eva a forjar aquelas assinaturas suas.. Já sei que não ia fugir com ela..
-Não imaginava que Sebastian estava tramando com ela.. Eu juro que nunca me passou pela cabeça te abandonar,eu juro! Eu sei que isso não me exime de culpa,mas..
-Michael.. Não precisa jurar mais. Mas eu não vou mentir,ainda estou magoada por ter mentido pra mim..
-Eu sei,estraguei tudo..
-Acho que estou em maus lençóis.. - ela riu
-Por que? 
-Se Michael Jackson desistiu de mim,é porque minha moral tá muito baixa..
-Olha bem pra minha cara. - virei seu rosto pra mim - Acha mesmo que eu desisti de você? Nem em outra vida!
-Michael.. Estou disposta a esquecer tudo que me faz mal. Não digo que te perdoei,mas só o tempo pode curar essa ferida,entende?
-Claro que sim.. Só peço que abra seu coração pra mim,só mais uma vez..
-Meu coração ainda é seu,Sr. Jackson! Mesmo machucado,ele ainda é seu.. 
-E eu prometo que vou me esforçar para cuidar dele..
-Eu sei que vai.. 
-Vou ser merecedor da sua confiança novamente!
-Assim espero,Michael.. - Alexia olhou pra mim e eu a abracei forte. 
 Deus está me dando a chance de recomeçar do zero e dessa vez vou fazer tudo diferente. Sei que ela não voltará pra mim da noite pro dia,mas terei paciência e me dedicarei intensamente à nossa família.
Chris se juntou a nós e a diversão foi garantida,passamos a tarde toda brincando juntos e Alexia nos ensinou como plantar as mudas de flores e eu acabei me sujando todo. 
-Michael Jackson sempre desastrado! - Alexia riu
-Não sou obrigado a fazer coisas de mulher!
-Acho que papai se irritou.. 
-Aé? - Alexia arqueou a sombrancelha e jogou um vaso de terra em mim
-Hey,qual o seu problema! - fingi estar bravo e elas riram mais ainda de mim
-Quem mandou ficar rabugento? 
-Eu só não retribuo o seu presente porque sou um cara muito bondoso!
-Conta outra! Vem,deixa eu ajudar você a se limpar.. - Alexia me deu uma camisa branca para eu vestir e percebi a cara que ela fez quando eu fiquei sem camisa
-Obrigado.. Quer dizer,obrigado nada,a culpa foi sua! - ela riu
-Preciso arrumar um jeito de me divertir né? 
-Engraçadinha..
Voltamos para a varanda e infelizmente era hora de se despedir. Voltaria a vê-la só daqui há dez dias e isso me entristeceu profundamente.
-Vou sentir saudade ok? - Alexia abraçou Chris - Obedeça seu pai e cuide bem dele! 
-Pode deixar! Eu amo você mamãe..
-Eu te amo muito,prometo que logo volto pra casa! - Alexia se levantou e olhou pra mim
-Até a próxima.. - desviei meus olhos dela,pois eu estava quase chorando
-Michael.. - Alexia enxugou meu rosto e beijou minha testa - Vou estar aqui te esperando.. Quero que leve isso aqui. - Alexia me estendeu um buquê de orquídeas 
-São lindas..
-Colhi antes de vocês chegarem. Leve pra nossa casa,assim se lembrará de mim..
-Obrigado.. Vou por no nosso quarto. - forcei um sorriso. Lhe dei um abraço despedida e falei no seu ouvido - Eu te amo Alexia..
-Também amo você,muito mesmo! - ela sorriu e beijou minha bochecha
  Demos um último aceno e entrei no carro com Chris. Nós estávamos arrasados. Alexia é a luz que ilumina nossa vida,que nos traz alegria,amor.. Sem ela somos incompletos,como se um pedaço de nós estivesse com ela naquela clínica. E saber disso,me conforta,porque ela sabe que esperarei por ela o tempo que for,a vida toda,se necessário..

Capítulo 38 

Alexia

  Nada me doeu mais do que ver minha família indo embora e me deixando pra trás. Mas eu sei que a culpa é minha,eu que procurei essa situação e eu prometi a mim mesma que vou me curar de uma vez por todas.
  Já se passaram quatro dias da visita de Michael e Christine. Estava deitada olhando pro teto,sentindo um tédio terrível tomar conta de mim. Tentei ler um romance de cabeceira,mas não me concentrei. Sério,se eu passar seis meses nesse lugar,ai sim eu enlouqueço!
  Peguei mais um cobertor para me aquecer do frio,quando escutei um barulho na minha janela,seguido de um gemido. Corri para ver o que era e arregalei meus olhos ao ver Michael estirado no chão.
-Michael! O que tá fazendo? - sussurrei
-Poderia me dar uma mãozinha? - murmurou
-Meu Deus! Espera ai.. - abri a porta com cuidado e fui até a varanda.Se alguém me visse ali,fodeu!
-Como chegou aqui fora tão rápido?
-Tenho meus métodos. Agora me ajude a te levantar.. - com dificuldade coloquei Michael em pé - Não faça barulho!
-Sim senhora.. - finalmente entramos no quarto e eu tranquei a porta rapidamente
-O que faz aqui? Você enlouqueceu?
-Eu queria te ver,além do mais imaginei que estaria solitária..
-Você é louco! - ri. Puxei Michael para se sentar na cama comigo - Eu realmente estava me sentindo péssima..
-Sinto muito por ter te colocado aqui..
-Imagina Michael,foi a melhor decisão que você tomou. Eu preciso me curar de uma vez por todas!
-E dessa vez é pra valer!
- Como entrou aqui?
-Matei meu serviço na boate e corri pra cá. Deixei meu carro na estradinha e vim a pé. 
-Michael,isso é perigoso! E se alguém visse você? E pior,se algum bandido tivesse por ai?
-Relaxa Alex,estou aqui,não estou?
-Desisto de você..! - ele riu
-Vim te fazer companhia,a senhorita aceita?
-Quem sou eu pra recusar? 
-Então deita aqui.. - me encostei em seu peito
-Vai contar uma história pra mim é? 
-Vou.. Era um vez um homem que só fazia merda..
-Continue.
-Mas num belo dia ele conhece uma mulher arrogante,brava,abusada e extremamente linda,porém ele a odeia..
-Tá ficando interessante..
-Só que de repente ele acorda casado com ela! E a vida deles vira um inferno.. O problema é que ele se apaixonou fodidamente por essa diaba..E agora ele perdeu ela..
-Não gostei desse final..
-Hmm então o que me sugere?
-Ok,deixa que eu continuo.. Essa "diaba" está muito brava com ele,muito mesmo! Só que ele é tão cafajeste que conseguiu desmontá-la rapidinho..
-Seja mais claro,autora..
-Acontece que ela é loucamente apaixonada por ele e esse amor é tão forte que é bem provável que esse cavalheiro tenha ela de volta.
-E a senhorita imagina quando isso acontecerá?
- Se depender dela,não vai demorar muito..
-Então ainda não temos um final para essa estória?
-Nunca terá um final. Quem disse que a felicidade só se conquista no último capítulo?
-Está coberta de razão! - Michael aproximou seu rosto e eu mantive meus olhos fixos em sua boca
  Encostei meus dedos por seu queixo bem desenhado e me inclinei para mais perto dele. Seu hálito quente já me entorpecia,então fechei meus olhos e encostei meus lábios nos seus. Minha boca movia lentamente,pois eu queria absorver da maciez dos seus lábios cheios e convidativos.
Michael aprofundou o beijo,empurrando sua língua quente para dentro da minha boca. Tombei minha cabeça no travesseiro,puxando ele para perto de mim. 
Minha mão adentrou nos seus cabelos,puxando-os delicadamente,ouvindo Michael gemer em minha boca.
-Oh Alexia.. - esperei minha respiração se controlar e voltei a beijá-lo
  Suas mãos desceram para as minhas coxas,levantando minha camisola devagar. Michael beijou minha barriga e em seguida,meus seios. Ele terminou de se livrar da camisola,me deixando apenas de calcinha.
  Pressionou levemente meus seios,me arrancando gemidos,logo sua boca encontrou meus mamilos entumescidos e ele passou a brincar com sua língua em cada um deles. 
Desabotoei sua camisa e Michael me ajudou a se livrar dela. Beijei seu pescoço,peitoral e ombros,dando leves mordiscadas.Michael levou sua mão até minha intimidade,só de sentir seu toque é suficiente para me desmanchar em seus braços.
-Você me quer Alexia..? - sussurrou em meu ouvido
-Muito,eu quero você amor,agora.. - pedi sôfrega. Michael tirou a calça juntamente com a boxer. 
 Salivei ao ver seu membro ereto e molhado. Fechei meus dedos em volta da sua base e passei a masturbá-lo lentamente,Michael tentava a todo custo gemer baixo,mas estava sendo difícil,pois passei a tocá-lo com mais rapidez. Seu membro pulsava nas minhas mãos e eu já imaginava quando ele estaria dentro de mim.
-Oh amor.. - disse com a voz rouca
-Está gostando..?
-Muito,mas agora eu quero ele em outro lugar..
-Aqui? - apontei para minha intimidade. Michael mordeu o lábio e me encarou com malícia
-Ai mesmo.. 
-Então vem logo,não aguento mais esperar! - Michael encaixou seu membro na minha entrada molhada e lentamente foi me penetrando. Ele sabia que isso me deixava extremamente excitada
Seu membro passou a entrar e sair com mais rapidez,e eu já o sentia atingir cada nervo sensível meu.
-Oh Mike.. Mais fundo! - apertei meus olhos cada vez que sentia seu sexo me penetrar com mais força. Michael prendeu meus seios em suas mãos e passou a estocar freneticamente,contraindo minha intimidade para um prazer inimaginável
-Gostosa! Veja como engole meu pau. Está sentindo?
-Oh sim.. Santo Deus! - gemia ao sentir meu primeiro orgasmo se aproximar
- Geme pra mim,honey.. 
-Oh Mike,isso.. Não para! - senti meu baixo ventre se contrair e um êxtase maravilhoso me atingir.Cravei minhas unhas em seu ombro e Michael tomou meus lábios com um beijo demorado
  Assim que me recuperei do torpor,deitei Michael na cama e subi em cima dele. Seu membro deslizou com facilidade dentro de mim,Michael segurava meus quadris com força me ajudando a me movimentar. Apoiei minhas mãos eu seu peitoral e passei a quicar em seu pênis,provocando-o ainda mais.
 Beijei sua boca,para abafar os gemidos,a situação perigosa nos excitava ainda mais. Michael espalmou minhas nádegas e eu cavalguei com mais rapidez.
-Isso delícia,é assim que gosto.. Você é perfeita amor,perfeita!
-Eu amo quando está dentro de mim,amo o jeito que aperto seu pau.. - falei rente ao seu ouvido
-Vai me fazer gozar rapidinho..
-Então goza amor,quero sentir você se desmanchar dentro de mim - rebolei mais algumas vezes e o orgasmo de Michael veio com tudo. 
 Ele me puxou para beijar minha boca,sugando e mordendo meus lábios. Suas mãos apertavam meus seios com mais força e um gemido silencioso escapou de sua garganta.
Me estirei ao seu lado na cama tentando recuperar minha respiração.Michael sorria feito uma criança que acabara de ganhar seu presente. Me senti feliz por ser o motivo de sua alegria.
-Amo tanto você.. - Michael me beijou
-Eu te amo mais.. - me deitei junto à ele com meu rosto enterrado eu seu pescoço deliciosamente perfumado
-Quando acordar,provavelmente já terei ido embora,mas saiba que eu voltarei,certo?
-Vai fazer essa visita outra vez? Com tudo que tenho direito..?
-É claro que sim,baby.. Deixe sua janela sempre aberta,que o seu Romeu virá até o seu quarto..
-Posso trocar Romeu por Michael? Soa mais sexy.. - ele riu
-Você é boa demais pra ser verdade,garota.. - Michael beijou minha testa - Agora durma,gastou muita energia.. 
-Boa noite,pegador da calada da noite.. - Michael riu e me acariciou até eu pegar no sono. Realmente gastei muita energia,pois o sono me venceu em questão de minutos.

Capítulo 39 

Michael

  Hoje se completam dois meses que Alexia está internada e como prometido,sempre que posso faço visitas noturnas pra ela. Bem,ainda não falamos sobre reconciliação. É até melhor,estamos começando do zero,sem cobranças e sem mais mentiras.
  Hoje também é o aniversário de Christine. Nossa menina vai fazer sete anos. Isso me faz lembrar que também seria aniversário de casamento meu e de Alexia,eu jamais vou me esquecer desse dia.
  Como presente para Chris,vamos comemorar seu aniversário com Alexia. Chris não queria passar esse dia longe da mãe e eu obviamente também não. Levamos bolo e doces conosco e eu fiz panquecas com doce de leite,do jeito que a minha garota gosta. 
  Alexia estava sentada na grama do jardim conversando com um rapaz. Meu lado ciumento falou mais alto e eu confesso que não gostei muito daquilo não.. Quando ela nos viu,falou alguma coisa pra ele e se levantou vindo em nossa direção.
- Parabéns princesa! - Alexia abraçou Chris - Já está virando uma mocinha!
-Viemos comemorar com você! 
-Não podíamos quebrar a tradição né? - Alexia percebeu que eu estava calado - Filha, leva as sacolas lá dentro,por favor..
-Certo! - Chris nos deixou a sós
-Conheço essa carinha.. - disse me analisando
-Minha cara ta normal! - menti
-Larga de ser mentiroso! Qual o problema amor?
-Nada.. Desculpe atrapalhar sua conversa..
-Ah então é isso.. - ela riu - Está com ciúmes Michael Jackson?
-Não vou mentir,fiquei um pouquinho..
-Um pouquinho?
-Tá,fiquei bem enciumado! 
-Relaxa Michael,ele é enfermeiro daqui.
-Ah quer dizer que ele fica zanzando aqui o dia todo?
-Michael! - ela riu - Eu também deveria estar morrendo de ciúmes já que não estou por perto pra saber o que você está fazendo!
-Não se preocupe,as garotas da boate estão cuidando de mim..
-O que? - Alexia fechou a cara. Fodeu.
-Amor é brincadeirinha!
-Desde que te conheci sou louca pra fazer um estrago no seu nariz e to achando que vai ser agora!
-Hey! Calminha,princesa.. - tentei beijá-la,mas Alexia se afastou
-Sai de perto! - ela acabou rindo e deixou que eu a beijasse
-Ciumenta!
-Somos dois então! Vamos entrar,Chris deve estar impaciente!
   Cantamos o parabéns para Chris e eu fiquei bastante emocionado. Era o primeiro aniversário que eu passava ao lado delas. Me senti triste ao pensar que não tive a oportunidade de ver Chris dar seus primeiros passos,a falar,crescer..
-Mike? - Alexia me chamou
-O..oi? 
-O que você tem?
-Nada.. Estou imaginando como teria sido se eu tivesse visto nossa filha crescer..
-Não fica assim. Pensa que agora você está tendo essa oportunidade,e que vai estar ao lado dela pra sempre!
-Não só ao lado dela,mas da mãe também,se ela deixar,claro.. - ri
-Você ainda tem dúvidas? Eu te amo Michael e é com você que eu quero ficar até quando eu for velhinha!
-Vai ser uma vovó muito desbocada e safada!
-E você vai estar caindo aos pedaços! - ela riu
-Para com essa mania de chamar de velho! Eu tenho só 43 anos!
-Oh amor,tá novinho mesmo.. Ai nem me fale!
-O que?
-Daqui a pouco entro na casa dos trinta! - ela fez uma careta
-Hmm quer dizer que minha garota,agora é minha senhora?
-Vá se ferrar! - ela me deu um tapa na cara
-Au ! Você está cada dia mais gostosa,não se preocupe! 
-Você é um grande puxa-saco! - enquanto Chris brincava lá fora,aproveitei o tempo que nos restava para namorar um pouco.
* * * *

-Odeio quando temos que ir embora! - Chris resmungou
-Eu também meu anjo,mas faltam menos de quatro meses pra mamãe sair daqui.. - Alexia a acalmou
-É sim baby,daqui a pouco sua mãe volta para nos torrar a paciência! - brinquei
-E capaz dela não deixar eu dormir tarde!
-Como é? 
-Nada não! - Chris tentou corrigir
-Quando sua filha aparecer cheia de olheiras não reclame de pagar tratamentos caros de estética,ouviu querido?
-Vocês vão me levar a falência! - disse - Agora temos que ir,honey..
-Fazer o que né? - me aproximei dela
-Não esqueça de deixar a janela aberta,viu bebê.. - seus olhos brilharam
-Vou estar te esperando.. - lhe dei um beijo casto nos lábios e fui pra casa com Chris. Parece que nossa vida finalmente está entrando nos eixos,mas algo me diz que Eva não desistirá assim tão fácil..


Capítulo 40 

Michael

  Mais uma noite visitando Alexia e eu estou um trapo. Sim,pois minha garota não "dorme" e eu ao lado de uma mulher como ela,também não "durmo". A única hora que posso descansar é quando deixo Chris na aula e volto pra casa.
  Acordei à 10:00 horas. Ainda não tinha colocado o sono em dia,mas até que deu pro gasto. Tomei um banho e decidi comer alguma coisa,mas fui interrompido com insistentes batidas na porta.
-Já vai! - eu esperava qualquer um,menos Eva
-Meu amor..! - veio se aproximando de mim
-Meu Deus,o que faz aqui? Não acha que já causou estrago demais não?
-É assim que me recebe? Soube que sua ex-mulher - deu ênfase - está num hospício..
-Ela está numa clínica e logo logo sairá de lá!
-Por mim poderia ficar lá pra sempre.Nunca deixará de ser uma viciada!
-Dobre a língua pra falar dela,ouviu? - apertei seus braços
-Ui! Adoro quando fica nervoso desse jeito.. É tão sexy!
-Você nunca vai desistir? Será que não percebe que eu não sinto nada por você,além de desprezo?
-Nós nascemos para ficar juntos amor..
-Você é doente!
-Que seja! - gritou - Já que não entende por bem,vai ser na marra! - Eva sacou um revólver em minha direção
-Eva,abaixa isso agora! Não vá fazer uma besteira!
-E daí? Não vou te perder de novo pra aquela vadia da Alexia! Eu entrei na sua vida primeiro,eu! Não é justo que esqueça tudo que vivemos por essa mulherzinha!
-Nunca será capaz de compreender minha relação com a Alexia. Ela é e sempre será o amor da minha vida!
-Eu que era o seu amor Michael,sempre fui!
-Não piore as coisas..Vá embora Eva,viva sua vida longe de nós ..
-Minha vida é você Michael,sempre foi! Eu te amo desde o dia que você pôs os pés no Cassino do Robert!
-Você vai viver pra sempre do passado? Eva você é tão insignificante pra mim,que eu até te perdoei por ter me traído..
-Eu nunca te trai!
-Ah não? Eu sei muito bem que você ainda transava com o Robert mesmo eu pedindo para se afastar dele,você me traiu sim! E a pior traição foi ter me incriminado pela morte dele.Mas eu não vou voltar ao passado. Você destruiu o pouco que tínhamos e pra falar a verdade,mesmo se tudo isso não tivesse acontecido,não estaríamos juntos. O destino se encarregaria de por Alexia na minha vida de qualquer jeito!
-Para de falar o nome dela! - gritou ainda mais alto - Eu odeio você Michael,odeio! Vai se arrepender por ter me desprezado e me humilhado como agora! Vem comigo,querido..
-Não vou a lugar nenhum com você! 
-Ah vai sim! - Eva apertou o gatilho - Vamos acertar nossas contas,meu amor. De uma vez por todas! Agora vamos logo,ou quer esperar sua filha chegar? Ai sim nossa festa vai estar completa! - ela riu diabolicamente
-Tudo bem,eu vou. Deixe eu só avisar ao Bred para buscá-la.
-Liga logo,e nem tente me enganar! - disquei o número de Bred e ele atendeu
-Bred,pode fazer o favor de buscar a Chris pra mim?
-Claro,deixa comigo! - fingi que tinha desligado,coloquei no viva-voz e me referi à Eva em alto e bom tom
-Onde vai me levar Eva? - eu sabia que Bred estava na linha
- Para um lugar muito especial.Lembra como adorávamos escalar montanhas? Agora chega de conversa e vamos embora.Largue o celular ai! - ordenou.Fiz o que ela pediu e rezei para Bred ter entendido o recado. Era a única forma de sair dessa enrascada.

Bred

  Assim que ouvi Michael com a voz alterada,percebi que algo fora do normal estava acontecendo. E quando ele disse "Eva",tive a certeza de que ele estava sendo ameaçado por ela. Eu precisava fazer alguma coisa e rápido.Pedi para Sarah buscar Chris enquanto eu ia no apartamento de Michael,que ficava a poucas quadras daqui. 
  Pelo que Eva disse,ela o levaria para as montanhas,o que me leva a crer que eles estão indo para as Montanhas Rochosas,no deserto de Nevada. Eu precisava encontrar o caminho certo,antes que seja tarde demais..

Capítulo 41 

Michael

-O que pretende com isso Eva? - o carro fazia a curva para chegar até o alto do monte
-Estou dando uma última oportunidade de reparar seus erros.Você vai perceber que ainda me ama com a mesma intensidade de antes!
-Você precisa se internar.Como uma mulher tão bonita e inteligente pode se iludir desse jeito? Você não precisa disso Eva!
-Eu preciso de você,só de você Mike.. - ela riu. Eva estacionou o carro e sacou a arma novamente - Saia devagar e sem gracinhas ouviu,Jackson?
-Por que estamos na beira de um precipício? - me alterei
-Você já leu Romeu e Julieta,certo? Nossa história é exatamente igual meu amor.Várias pessoas tentaram nos afastar mas agora estamos aqui juntos! E vamos para a eternidade juntos..
-Eva,eu tenho uma filha,pelo amor de Deus,para com isso!
-Eu to me lixando pra sua filha! - gritou -Sua vida agora é ao meu lado! - Eva se aproximou mais do precipício 
- Eva,vem pra cá, você vai cair!
-Eu vou sim! Mas você virá junto comigo! - Eva tentou puxar minha mão,mas acabou se desequilibrando - Michael! - gritou assustada.Consegui pegar sua mão rapidamente
-Eva,segura forte minha mão.Não solta!
-Não vou conseguir!Vem comigo Michael,por favor!
-Eva para com isso,segura minha mão,anda! Você não vai cair!
-Desista Michael.. Eu não vou esperar a polícia me prender,não mesmo!
-Não faça nenhuma besteira,pelo amor de Deus!
-Eu te amo Michael.. - Eva se soltou da minha mão e seu corpo flutuou como uma folha de árvore sem rumo fixo.Eva desapareceu por entre as profundas pedras do deserto.
-Michael! - Bred veio correndo em minha direção
-Ela se matou Bred,se matou.. - disse perplexo
-Nós sabíamos que ela é doente,não se culpe por isso..
-Foi culpa minha!
-Não,Michael. Eva já passou por várias clínicas de reabilitação antes mesmo de te conhecer
-Como sabe disso?
-Durante o tempo que ela foi sendo investigada pela polícia de Milão, eles levantaram a ficha dela por completo.Desde os 14 anos Eva sofre de esquizofrenia e se internou em diversas clínicas,até que fugiu.Seu nome na verdade é Salma Perez.Antes de você me ligar, um dos investigadores entraram em contato comigo para falar com a Alexia,então eu contei da internação e eles me deram essa informação.
-Isso é ..Deus,é tão difícil de me conformar.. Como eu nunca percebi isso?
-Não adianta mais pensar nisso, Eva se foi e junto com ela, essa obsessão. Agora você precisa ir atrás da sua mulher.
-Alexia? Ela soube? 
-Sim, Sarah disse que ela ficou muito nervosa,perguntando sobre você,queria te ver de qualquer jeito e ela foi obrigada a contar.Você sabe que Alexia consegue tudo que quer.. - ri ao me lembrar da minha garota irritantemente mandona
-Será que agora finalmente vamos ter paz?
-Tenho certeza Mike, o pior já passou..Vamos? - dei uma última olhada na imensidão do precipício e suspirei pesadamente
- Descanse em paz..Vamos pra clínica
* * * *

  Quando cheguei no quarto,Alexia estava de frente a janela.Sarah disse que ela pediu para ficar sozinha,queria conversar com Deus para que me trouxesse de volta pra ela.Decidi não fazer barulho,queria antes de mais nada abraçá-la,sentir seu perfume que tanto acalma meu coração,que me faz estar perto do paraíso,tocando harpas com os anjos. Não me julguem, quando se é fodidamente apaixonado por alguém,você filosofa as coisas mais cafonas que se possam imaginar. 
  Me aproximei dela e toquei firmemente minhas mãos em sua cintura.Alexia se arrepiou e virou-se para mim.Seus olhos se encheram d'água e ela me abraçou com força e eu me agarrei ainda mais em seus braços.
-Michael! Tive tanto medo.. - disse chorosa
-Calma honey..Estou aqui..Eu prometi que nunca mais ia te deixar,não prometi?
-Sim,mas..
-Shii.. Acabou.. Finalmente teremos paz..
-O que houve com ela..
-Eva se jogou do precipício.. Ela era doente Alex,eu nunca sequer soube disso..
-Sinto muito..Se ela tivesse te matado,eu..
-Não pense mais nisso! - enxuguei suas lágrimas - Nunca mais iremos nos separar,eu te amo tanto Alex que não tenho dúvidas que o destino está à nosso favor.
-Deus está à nosso favor.. - Alexia me deu um beijo envolvente, seus lábios me sugavam com desejo,nossas línguas duelavam em perfeita sincronia.Eu poderia fazer amor com ela ali mesmo,se não fosse insistentes batidas na porta.Alexia se afastou e resmungou 
-Deixa que eu vejo quem é.. 
-Com licença,posso entrar? - o doutor que cuida do caso de Alexia entrou sorridente no quarto
-Claro! - respondi
-Bem,como sabem, Alexia ainda tem mais quatro meses pela frente,porém ela tem respondido muito bem ao tratamento. E eu tomei a decisão de diminuir um mês da sua internação.
-Tá falando sério? - Alexia disse eufórica
-Estou sim, mas isso quer dizer que terá que me mostrar que estou certo em te dar esse bônus. 
-Mas eu estou me comportando muito bem! Principalmente à noite,eu fico quietinha.. - Alexia me olhou com malícia,me deixando corado. Puta que pariu,nem diante de um médico,Alexia se intimida
-Certo.. Mas serei justo,você têm se mostrado uma mulher muito forte,já tive vários casos em que a internação não ajudou em nada,mas com você está sendo o contrário.
-Devo isso à minha filha e claro, ao Michael, sem ele eu realmente não teria forças para suportar tantos meses nesse lugar! - confesso que me emocionei muito ao ouvir isso vindo de Alexia
-Percebo isso Alexia,você tem sorte de ter um marido sempre presente! Vou deixá-los a sós,até mais tarde! - o doutor saiu e eu encarei Alexia
-Por que me olha assim?
-Ele disse ''marido''..
-Sim.. - Alexia se entristeceu
-Qual o problema,honey..? - me aproximei dela
-Nada..É que agora me dou conta de que não estamos mais casados.Eu sei que isso pode ser frescura,mas confesso que me gabava muito em ser a Senhora Jackson! - dei uma sonora gargalhada
-Ah eu sempre soube,baby.. Pra quem me chamava de nomes que com toda certeza não estão no dicionário,até que a senhora está mordendo a língua!
-Não sei porque falo essas coisas,você se acha ainda mais!
-Você adora honey,confessa.. - beijei seu pescoço e mordi o lóbulo da sua orelha
-Para Mike, vai entrar gente..
-Não quero esperar até a noite para fodê-la gostoso.. - Alexia se arrepiou ao me ouvir falando rente ao seu ouvido
-Michael..Tranque a porta.. - disse com os olhos fechados
-Certeza...?
-Tranque.Agora!


 Penúltimo Capítulo 

Alexia 

   Os três meses de internação que me faltavam acabaram-se hoje. O doutor Victor veio me trazer a alta assinada e dentre poucas horas,estarei de volta à minha casa. Deus sabe como foi difícil ficar tanto tempo longe da minha família e agora finalmente esse tormento acabou e eu jurei a mim mesma que nunca mais me afastaria deles novamente.Acredito que Michael e eu,depois de tantos obstáculos,merecemos a felicidade.
  Arrumei minha pequena mala, me despedi da equipe médica que me acolheu tão bem e me dirigi a saída. Respirei fundo e tive a certeza que agora é vida nova,um recomeço e estou confiante que dessa vez tudo dará certo.
  Senti meu coração falhar ao ver Michael encostado na grade da varanda. Assim que me viu,ele tirou o óculos escuro e abriu um sorriso enorme,lindo e encantador. Enquanto vinha em minha direção,tudo a minha volta parecia ter se congelado. Era o meu homem ali,o mesmo que fui capaz de nutrir um ódio besta, o mesmo com quem me casei bêbada,que tive que suportar com uma raiva escomunal e, principalmente , é o homem que eu aprendi a amar e conhecer esse significado. O homem que encheu minha vida de alegrias e esperança, que deu um sentido à minha existência ,que me deu meu maior presente,minha filha,fruto desse amor desgovernado,mas que com o passar do tempo foi entrando nos eixos e finalmente,se enraizando em meu coração e na minha alma.
   Larguei a mala no chão e corri até Michael,que abriu os braços para me receber. Me joguei em seu colo e ele me abraçou com toda sua força.Michael suspirou de satisfação e ria como uma criança,me rodopiando e me beijando,como se realmente só houvesse nós dois naquele lugar.
-Finalmente livre,gata! - Michael me pôs no chão
- Nem acredito que to indo pra casa!
-Pode acreditar,honey! E se Deus quiser,nunca mais voltará pra cá!
-Nunca mais.. - rocei a ponta do meu nariz no seu
-Me dê sua mala,madame?
-Claro! - Michael sorriu e pegou minha mala no chão. Seguimos de mãos dadas até seu carro. 
  Percebi que Michael pegou outro caminho,diferente do percurso que fazíamos para ir pra casa. Michael tinha o semblante calmo e sereno e parecia não notar meu olhar confuso.
-Michael,por que não estamos indo pra casa? 
-Quem disse que não estamos?
- Você nunca usou esse caminho!
-Mas a partir de hoje,esse será o nosso caminho..- Michael riu
- O que está me escondendo,Jackson?
- Calma garota..
- Eu odeio quando faz isso! 
-E o que eu estou fazendo? 
- Isso!
-Isso o quê? - soquei seu ombro e Michael riu mais ainda 
-Au! Desculpa amor,mas é surpresa!
-Você e seus mistérios..
-Chegamos! - Michael estacionou o carro em frente à uma casa enorme,localizada em um bairro muito tranquilo e agradável
-Michael,o que está acontecendo?
- Essa é uma das surpresas. Nossa nova casa.. Eu entendo se ficar chateada por não ter te contado, mas queria que assim que saísse da clínica,viesse direto pra cá. Pro nosso novo lar, aqui é perfeito pra criar nossa menina e claro, nossos próximos filhos.. O que achou?
- Michael é perfeito! Nem nos meus sonhos eu poderia me sentir tão feliz como agora.. - me aproximei de Michael e o abracei - O que seria de mim se você não estivesse aqui comigo?
- Estaria da mesma forma que eu ficaria,perdida! - ele riu
- Eu te amo Michael..
- Eu te amo mais.. - Michael envolveu suas mãos em meu rosto e me deu um beijo cálido - Vamos entrar,ainda tem mais surpresa..
-Mais?
-Uhum..- Michael pegou na minha mão e me levou até a porta. Quando girei a maçaneta, Chris veio correndo em minha direção
-Princesa! Que saudade! 
-Eu também estava com muita saudade,mamãe. Vem ver o que fizemos! - quando entrei na sala tomei um tremendo susto
-Seja bem vinda Alexia! - todos disseram, Bred,Sarah, minha irmã Brenda,seu marido Olavo e seu filho Rick. Todos que eu amava e que fizeram de tudo por mim. Para estar completo só faltava meus pais,mas sei que onde quer que estejam,estão cuidando de mim
-Vocês vão me fazer chorar! Muito obrigada,por tudo! - abracei cada um deles e peguei Chris no colo
-Você merece minha irmã e tenho certeza que o papai e a mamãe estão orgulhosos de você!
- Você acha?
-Temos certeza,meu amor! - Michael afagou minhas costas
- Estou muito feliz por estarem aqui e por terem ajudado Michael a segurar as pontas na minha ausência. 
-Imagina Alex.. - Bred falou - Da mesma forma que te ajudamos quando Michael não estava,nós fizemos o mesmo. E agora vocês estão juntos finalmente! 
- Não vou deixar Alexia escapar nunca mais! - Michael me beijou
- Eu estou aqui! - disse Chris
- Hmm eu sei minha princesinha ciumenta! - dei um beijo estalado em sua bochecha. 
- Temos mais uma novidade! - disse Sarah - Bem,agora que a nossa garota voltou,podemos contar.. - Sarah se aproximou de Bred
- O que estão escondendo de mim?
- Bem, já faz uns meses que eu e a Sara estamos..
-Namorando.. - Sarah concluiu
- Oh meu Deus! Eu sabia, sabia que um dia isso aconteceria! - vibrei
-Então se prepara! - disse Bred - Eu e Sarah vamos nos casar e queremos que você e Michael sejam nossos padrinhos! 
- Tem certeza Bred? Será um caminho sem volta,amigo! - Michael brincou
- É uma indireta Michael? - disparei
-O que? - desconversou - Eu to brincando, tenho certeza que você e Sarah serão tão felizes quanto eu e Alexia. 
- Obrigada Michael! - disse Sarah - Então vocês aceitam? 
-Mas é claro que sim! - eu disse - E pra quando será?
- Estamos pensando para o próximo mês..
-Perfeito!

  A festa continuou perfeitamente bem, matei a saudade da minha irmã,dos meus amigos e claro, de Michael e Chris. Depois que todos foram embora, dei banho em Christine e a coloquei para dormir. 
  Em seguida Michael me levou para conhecer toda a casa. Realmente era muito agradável e aconchegante e eu já me imaginava sendo extremamente feliz ao lado dos meus dois amores. 
- Quero fazer amor com você em cada canto dessa casa! - Michael sussurrou no meu ouvido
-Mas você ainda não me mostrou a melhor parte, nosso quarto..
-Por que acha que deixei para o final? - Michael arqueou a sobrancelha e me puxou pela cintura - Vou te amar bem gostoso até o sol raiar..
-Estou louca para senti-lo inteiro dentro de mim.. - ataquei sua boca com paixão, infiltrei minhas mãos em seus cabelos negros e sedosos e Michael me pegou no colo, me levando para o nosso quarto. 
  Eu queria muito ver os detalhes e a decoração do lugar,mas o que eu mais queria era Michael dentro de mim,me fodendo duro e gostoso,levando-me ao ápice do meu prazer, com nossos corpos fundidos em um só, dando ainda mais intensidade à esse amor que só faz crescer a cada dia que passa..

Último capítulo

Alexia

    Michael me jogou em cima da cama e não demorou muito para rasgar meu vestido. Ele  praticamente me comia com os olhos e isso aumentava ainda mais a minha excitação.
-Tire a roupa pra mim amor.. - pedi. Michael sorriu e lentamente desabotoou a camisa,jogando-a pra mim - Uhuul!
- Sua palhaça!  - Michael riu. Em seguida,abriu o zíper da calça e a desceu, ficando apenas de cueca.Michael engatinhou até mim e eu puxei para mais um beijo avassalador.
   Logo suas mãos encontraram o fecho do meu sutiã, e assim que meus seios ficaram expostos,Michael os prendeu na palma da mão,massageando-os deliberadamente, me arrancando gemidos. Michael sugou cada um deles e em seguida,retirou minha calcinha,me deixando completamente nua para ele.
-Caralho,por que é tão gostosa? Abra mais as pernas honey, vou te chupar até que goze para mim.. - certo, eu já não tinha vontade própria.Michael sabe como me fazer submissa apenas com suas palavras e principalmente,sabe me proporcionar prazeres inimagináveis
-Cacete! - gemi quando senti sua língua quente percorrendo minha intimidade,sugando e mordiscando meu clítoris. Minhas mãos guiavam o movimento da sua cabeça,permitindo sua língua a ir mais fundo - Eu vou gozar,amor..
- Eu sei, e você vai gozar muito mais.. - não demorou muito para que isso acontecesse. Tentei abafar o som dos meus gemidos para não acordar Chris
-Relaxa amor, as paredes foram  feitas especialmente para isso..
-Você pensou em tudo não é?
-Mas é claro! Você sabe como é excitante pra mim ouvir seus gemidos..
- Ah é? Então agora eu quero ouvir você gemer! - puxei seu membro para fora da boxer e arfei ao ver como estava pronto pra mim. Terminei de tirar sua cueca e passei a masturbá-lo freneticamente. Seu órgão pulsava nas minhas mãos, Michael gemia palavras indecifráveis,mais um pouco e ele gozaria ali mesmo
-Puta merda Alexia,preciso estar dentro de você agora! Quero ver sua bocetinha apertada engolindo meu pau! - Michael se posicionou na minha entrada e me invadiu de uma só vez, penetrando fundo dentro de mim.
 Tudo ao meu redor girava, não importa quantas transas já tive com Michael,pois a sensação é diferente, é mais prazerosa do que nunca. Michael dançava dentro de mim, atingindo meus nervos mais sensíveis.
-Isso amor,  mais forte! Me foda duro e gostoso..
-Assim? - Michael estocou mais forte que dava pra ouvir o ranger da cama
-Porra,assim mesmo! Oh puta que pariu.. 
- Goze comigo,honey.. - Michael sussurrou no meu ouvido. À essa altura já estávamos suados e completamente entregues um ao outro. Nossos orgasmos nos atingiu intensamente. Abracei Michael com força, enquanto o orgasmo e o prazer nos invadia por completo..

                             
* * * *

                         
Um mês depois

Michael

  Sabe quando sua vida está em total perfeição? Em todos os sentidos? Pois bem, é assim que tenho me sentido. Esse mês que se passou tem sido mais que prazeroso. Alexia está cada dia melhor e nem de longe se parece com aquela garota internada na clínica.
 Chris também está cada dia mais linda e mais parecida com a mãe . Tem horas que parece que vou enlouquecer nessa casa com duas mulheres dentro, mas nada me deixa mais feliz do que ser recebido de braços abertos todos os dias por elas. Se me perguntassem à sete anos atrás se eu me imaginava estar casado com a cantora da boate rival,eu com certeza mandaria essa pessoa para o quinto dos infernos para não falar besteiras.
 Mas olhando minha vida hoje, eu não consigo me imaginar sem ela. E se tem um conselho que eu possa dar é, leve a mulher que você odeia para tomar um porre e no dia seguinte acorde casado com ela. Nem os casamentos arranjados dos países do Oriente Médio dariam tão certo quanto esse casamento arranjado pela tequila. E mais uma vez, agradeço ao cara lá de cima por ter me dado a graça de colocar Alexia na minha vida.
 E enquanto a vejo dar os últimos retoques na sua maquiagem, observo cada movimento seu, cada traço do seu rosto e cada detalhe do seu corpo. Alexia é uma divindade, mas ao mesmo tempo que te leva ao paraíso, em um instante te rebaixa ao inferno. E é por isso que eu a amo, pois ela sabe ser o anjo e o diabo, o dia e a noite, a magia e a loucura, e eu nunca vou cansar de dizer que amo essa mulher feito um condenado, beijo o chão que ela pisa,pois Alexia bagunçou meu mundo feito um vendaval. Me transformou nesse homem que sou hoje e nem que passe quarenta anos,a chama desse amor nunca se apagará.
- O que tanto me olha,Sr. Jackson?
-Nada. Só estou admirando a mulher que fodeu comigo em todos os sentidos.. - Alexia riu
- Então somos dois fodidos! 
-Tem noção do quanto eu amo você? - meus olhos estavam marejados
-Acredito que seja na mesma proporção do meu amor por você.. Sabe, quando nos casamos eu tinha certeza absoluta que isso não daria certo e que assim que você reerguesse a boate,iríamos nos divorciar e cada um iria pro seu lado..
-E essa estória ficaria na lembrança..
-Sim..Mas o amor falou mais alto e sabe, eu seria capaz de fazer tudo de novo, exatamente igual, só para ter você comigo outra vez..
-Parece que foi ontem que tudo isso aconteceu e agora olha pra nós,temos uma filha de sete anos,sete anos Alexia! E mesmo que eu não tenha passado esses anos ao seu lado, eu.. - merda, as lágrimas desceram logo agora, me impedindo de prosseguir
-Oh meu amor.. - Alexia enxugou meu rosto - Eu sei que nada mudará o que aconteceu,mas estamos recuperando o tempo perdido e mesmo longe de nós e principalmente sem se lembrar, eu sei que no seu coração sempre estivemos ai dentro, no cantinho que nos foi reservado desde que nos conhecemos..
-Vocês duas não tem só um cantinho, e sim meu coração por completo!
-Você também tem meu coração, minha alma,tudo.. Nascemos para ser um do outro,essa é a verdade! - puxei seu rosto para um beijo ofegante
. É esse o meu lugar,  é nos seus lábios que eu me perco e me encontro, no doce do seu beijo que deixa todo o meu corpo em combustão.  Ouvimos as batidas na porta e Chris entrou,ela estava a coisa mais linda vestida de daminha de honra
-Estão prontos? - perguntou para nós dois
-Estamos sim,meu amor. Mas sabe que sua mãe demora horrores..
-Ah,  fala sério Michael, você fica uma hora só para escolher uma blusa!
-Claro,tenho que me ocupar de alguma coisa enquanto você está trancada no banheiro!
-Caramba,vocês parecem que tem a minha idade! - Chris cruzou os braços nos fazendo rir
-Desculpa princesa,mas você vai ter que se acostumar com isso,acontece que eu e o papai..
-Se amam! Eu sei que quando duas pessoas brigam por qualquer motivo é porque se amam tanto que tem vergonha de admitir!
-Alexia essa menina é o Mestre dos Magos!
-Que horror Michael! - Alexia riu
-Mas você tem razão filha, eu e sua mãe nos amamos muito mesmo e brigar atoa se tornou um passatempo, se não tivessem brigas,não seria Alexia e Michael!
- Eu já percebi que vocês tem uma maneira muito madura de se amarem.. - Chris riu 
- É isso ai filhota, agora vamos logo antes que a cerimônia comece!
   O casamento de Bred e Sarah ocorreu da melhor forma possível. Logo, eles saíram de Lua de Mel e nos deram a notícia de que se mudariam para Miami. Acontece que decidimos abrir uma filial da Dangerous por lá e Bred e Sarah vão cuidar da boate.
  
                       
* * * *

  Uma semana se passou desde então. Como Chris foi passar as férias escolares na casa de Brenda, eu e Alexia aproveitamos para trabalharmos juntos na boate e poder voltar a trabalhar com ela tem sido incrível. Bem, já tivemos alguns incidentes com os caras que tentam dar em cima dela,mas nada que uma boa prensa não dê jeito. 
-Amor, que tal se formos embora mais cedo? Os funcionários vão dar conta..
-Por mim tudo bem,mas você está cansado?
-Não,eu quero levá-la à um lugar..
-Que lugar Michael?
-Onde tudo começou.. Confia em mim?
-Não,mas tudo bem eu vou! - enquanto eu dirigia Alexia me enchia de perguntas, e eu, claro fiquei de boca fechada. Quando estacionei o carro,Alexia ficou incrédula
-Chegamos,honey!
-Mike o que estamos fazendo no The Balaggio?
-Lembra quando eu disse " o começo de tudo"? 
-Não, não você não tá..
-Sim, eu estou! Vamos entrar? - peguei na sua mão e logo estávamos dentro do cassino. Escolhi a mesma mesa que sentamos na primeira vez que viemos - Traga tequila para nós! -pedi ao garçom
-Michael onde você quer chegar com isso?
-Calma baby, logo você verá. - nossas bebidas chegaram e resolvi brindar - Um brinde à nós dois!
-Um brinde à Las Vegas! - bebemos dois copos e logo encerrei a conta - Para onde vamos agora?
-Já vai saber,mas antes preciso te dizer uma coisa.
-Fala!
-Alexia Heizel, você teria coragem de se casar comigo? É mulher o suficiente pra isso? - falei exatamente igual à quando pedi Alexia em casamento e ela também se lembrou disso
-É claro que sou. Eu aceito Michael Jackson!
-Está com seus documentos ai? 
-Sim,mas.. Michael você tá falando sério?
-É claro que estou! Foi assim que nos casamos e é assim que tem que ser. Vamos? - estendi minha mão e Alexia a segurou firme
 Saímos cassino a fora e entramos na mesma loja que compramos nossa roupa. Alexia dessa vez escolheu um vestido branco. Segundo ela, Alexia Heizel repete o casamento com o mesmo marido,mas não com o mesmo vestido. Saímos da loja vestidos à caráter,rumo ao cartório realizarmos o casamento mais ultrajante desse mundo!




-Michael e as alianças?
-Bem, eu fiz questão de trazer as mesmas que eu comprei naquela noite.. 
-Oh meu Deus, Michael você achou depois de tanto tempo?
-Sim.. Quando eu estava arrumando nossas coisas para fazer a mudança,eu encontrei elas. Por você tá tranquilo?
-É claro que sim! Agora vamos, a fila deve estar enorme!
 Fomos para o cartório praticamente correndo, as pessoas na rua nos olhavam como se fôssemos dois bêbados prestes a cometer a maior loucura das nossas vidas. Tinham oito casais na nossa frente e ainda era o mesmo imitador de James Brown que estava realizando nossa cerimônia. Quando chegou a nossa vez,ele nos olhou por um tempo e disparou:
-Pera ai, vocês de novo?
-Decidimos repetir a dose! - falei olhando para Alexia
-É.. Vocês são o casal mais louco que eu já vi na minha vida!
-É por isso que demos certo! - Alexia disse - Os loucos são mais normais que muita gente por ai..
- Então lá vai.. - "James" pegou nossos documentos e pronunciou - Digníssimo Senhor Michael Jackson e Digníssima Senhorita Alexia gata Heizel, aceitam se casar,de novo, sob os olhos deste velho Rei do Funk? 
-Com toda certeza,sim! - dissemos em uníssono
-Então troquem as algemas e Michael, mete bronca! - fiz exatamente o que ele disse, em seguida encaixei Alexia na minha cintura,lhe beijando sem pudor, enquanto o cover cantada Try Me de James Brown. Os outros noivos nos aplaudiram,desejando felicidade à nós. 
 Só percebi que estávamos no meu da rua quando a chuva fina começou a nos molhar. Sorríamos um para o outro,completamente absorto e entregues à felicidade.
-Eu te amo Senhora Jackson! 
-Eu te amo mais, meu marido incrivelmente gostoso!
- Quando formos velhinhos,voltaremos aqui de novo e nos casaremos ao som de James Brown!
-E eu vou te cobrar ouviu? Agora vamos pra noite de núpcias,marido?
-Agora mesmo, esposa! - montei Alexia nas costas e seguimos pelas ruas de Las Vegas sem rumo nenhum, pois não importava para onde iriamos,pois se seu coração está em paz, o resto não importa, na verdade nada mais me importa, ao não  ser a mulher que está nesse momento nas minhas costas cantarolando a plenos pulmões nosso amor para quem quiser ouvir.. 



FIM!




172 comentários:

  1. Obaaa super mega ansiosa *......*
    Pena que está tão longe .... Mais sei que vai ser de arrazar ..... Então esperarei

    ResponderExcluir
  2. Obaaa super mega ansiosa *......*
    Pena que está tão longe .... Mais sei que vai ser de arrazar ..... Então esperarei

    ResponderExcluir
  3. Ain...falta um mes...mais tudo bem vale a pena esperar :) super ansiosa, será que ele esta vivo ou morto ?...essa curiosidade me mata
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Meninas,será no dia 28 desse mês. Foi um errinho ai nas datas kkk
    Ate mais,bjjo!

    ResponderExcluir
  5. Aewwwwww...e desse mes...mega ansiosa...ja li e re-li a primeira temporada todinha...

    ResponderExcluir
  6. Awnnnnnn é amanhã... super ansiosaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  7. Obaaaaaaaa é hoje ........... Estou quase tendo um filho aqui rsrs de tanto ansiedade ....

    ResponderExcluir
  8. Obaaaaaaaa é hoje ........... Estou quase tendo um filho aqui rsrs de tanto ansiedade ....

    ResponderExcluir
  9. Oii meninas,bem por um problema pessoal,vou adiar a estreia pra amanhã. Me desculpe,mas hj ta sendo dificil. Prometo que amanhã posto o capitulo. Bjoos!

    ResponderExcluir
  10. Isso é que é amor verdadeiro! me emocionei muito com o primeiro capítulo, meus parabéns Marícia

    ResponderExcluir
  11. Sdds do Michael :( ... Tadinha da Alexia .. Continua flor está perfeita !

    ResponderExcluir
  12. Sdds do Michael :( ... Tadinha da Alexia .. Continua flor está perfeita !

    ResponderExcluir
  13. O que será que ela vai descobrir em .? Esta ótima continua .

    ResponderExcluir
  14. Atualizado meninas!
    Vou tentar postar quatro vezes por semana.
    Bjoos!

    ResponderExcluir
  15. Tomara que ela o encontre logo!

    ResponderExcluir
  16. Oomg Continuaaa Seria louco se ela descobrisse que Michael está mais perto do que imagina... Tipo vizinho dela huehue Que dó dela, morrendo de saudades de Mike e sentindo-se pressionada com Sebastian.

    ResponderExcluir
  17. Atualizado meninas!!
    Obrigada pelos comentários, bjooos <3

    ResponderExcluir
  18. Que maldade Maricia ,você parou bem na hora que ela o encontrou! Pelo amor de Deus continua logo .senão morrerei do coração! Beijos.

    ResponderExcluir
  19. OMG :oo Me passa que eu tô amarrotada. Fic perfeitaaaaa Continuaaa looogoo se não te mato

    ResponderExcluir
  20. Continua continua pelo amor de deus ..... Vou da um piripaque aqui agora !!

    ResponderExcluir
  21. Continua continua pelo amor de deus ..... Vou da um piripaque aqui agora !!

    ResponderExcluir
  22. Atualizado meninas!! Obrigada pelos comentários, bjooos <3 <3

    ResponderExcluir
  23. Aiiiii aquela Eva é uma quenga.... Espero q ele lembre logo da Alex... Continuaaa pfv

    ResponderExcluir
  24. Aiiiii aquela Eva é uma quenga.... Espero q ele lembre logo da Alex... Continuaaa pfv

    ResponderExcluir
  25. continua!!! estou adorando não demore !!!!

    ResponderExcluir
  26. por favor continuaa meninaaaa

    ResponderExcluir
  27. E Alex vai ter uma batalha pela frente,pois á Eva não vai se afastar .continua!

    ResponderExcluir
  28. E Alex vai ter uma batalha pela frente,pois á Eva não vai se afastar .continua!

    ResponderExcluir
  29. Kkk tem sim Lorena, a pedido de algumas leitoras eu acabei fazendo e assim que acabara a parte ll eu posto tb! :3
    Daqui a pouco tem capítulo,beijos!!

    ResponderExcluir
  30. Estou amando esta segunda parte com todas as letras! Continua por favor,tô sofrendo aqui...

    ResponderExcluir
  31. Eu estou amandooo,continua que eu to chorandooo!!!!

    ResponderExcluir
  32. Oii meninas!! Estou muito feliz pelos comentários, obrigada mesmo!!
    Capítulos atualizados, beeeijos <3

    ResponderExcluir
  33. Menina VC vai me matar rsrs estou amando cada capítulo ... Estou com dó da Alex vai ser muito difícil para ela ... Mais tenho certeza que ela vai conseguir vencer *....*

    ResponderExcluir
  34. Menina VC vai me matar rsrs estou amando cada capítulo ... Estou com dó da Alex vai ser muito difícil para ela ... Mais tenho certeza que ela vai conseguir vencer *....*

    ResponderExcluir
  35. Capítulos maravilhosos com bastante emoção .Gostei muito!

    ResponderExcluir
  36. Continuaaaaaaa *-*.
    o Michael não ama essa bitch da eva

    ResponderExcluir
  37. Carambaaaaaa continuaaaaaaaaa.....estou morrendooo ,quero leeerr!!!!!

    ResponderExcluir
  38. Continuuuuaaaaaaa.....pleaseeeeee..que massaaaaa..essa historia tem que ser grande kkkkkk

    ResponderExcluir
  39. Continua minha Flor está perfeita !! Eu estou amando .. Estou sentindo dó da Alex , não está sendo fácil pra ela . ... Bom o Michael coitado é outro sem memória rsrs mais ainda à ama !!

    ResponderExcluir
  40. continua Flor, estou amando... tadinha da Alex, mas espero que o Mike recupere a memoria logo!!!!

    ResponderExcluir
  41. Mi amore por favoooo n aguento mais esperar

    ResponderExcluir
  42. Eu nao consigo esperar estou quase chorando,continuaaa

    ResponderExcluir
  43. lindaaaaa.....posta mais hj to chorando aki continuaaaaaaaa
    posta mais um hjjjj por favo

    ResponderExcluir
  44. Eu tambem estou assim,posta mais hj pleaseeeee ,pleaseeeeee...garotaaa..vc tem um dom em!!!

    ResponderExcluir
  45. Meninaaaaa não faz isso comigo , quer me matar é ? Kkkkk continua pelo amor de deus !! Estou vendo que não durmo direito esta noite ....

    ResponderExcluir
  46. Meninaaaaa não faz isso comigo , quer me matar é ? Kkkkk continua pelo amor de deus !! Estou vendo que não durmo direito esta noite ....

    ResponderExcluir
  47. Continua se nao vou ter um treco aqui,vai ter a III temporada?

    ResponderExcluir
  48. ah continua ta maravilhosa essa fic!! e pra acaba tem a terceira temporada vc quer me matar é isso kkkkkk

    ResponderExcluir
  49. Continua continua pelo amor de deus !! A Alex não vai embora não né ? ... Esses dois são lindos JUNTOS !! Ai que perfeito vai ter a terceira temporada já estou ansionsa *....*

    ResponderExcluir
  50. continuuuaaaa possttttaaaa maaaiiiissss uuummmm hooojjeeeeeeeeeee

    ResponderExcluir
  51. meu amooor posto maiiis to choando morrendo
    se nnn connntiiinuuuaaa vouuu teerr uuumm ataaaaquueeee carrdiiiooocoo

    ResponderExcluir
  52. continuuuuuuaaa postaaa maiiiis uummm pedaciinhoo hj por favooo
    menina tu tem em dom do caramaba pra invertar emmm
    continuaaa por favoo

    ResponderExcluir
  53. Senhor *....* menina quer me ver morta é kkkkkk logo logo vai sair no jornal a menina que deu parada cardíaca ao ler uma fics kkkkkk ...... O que posso dizer desse CASAL são PERFEITOS juntos , estou amando .... Sebastian está sendo um cara chato faz ele sumir kkkk ..... Continua pelo amor de deus .. Estou vendo que vai custar chegar o amanhã kkk

    ResponderExcluir
  54. Continuuuuaaa que o negoço esta ficando quenteeee,oh my god!!!!

    ResponderExcluir
  55. Continua continua *....* cada dia que passa amo mais essa fic !!

    ResponderExcluir
  56. Continua continua *....* cada dia que passa amo mais essa fic !!

    ResponderExcluir
  57. amooooo continua por favorrrrrrrrrr

    ResponderExcluir
  58. Continua eu to amando

    ResponderExcluir
  59. Continua continua !! Eu amo tanto essa fic *...*

    ResponderExcluir
  60. continua!!! pena que é só um pouco por dia, continua.

    ResponderExcluir
  61. continuaaaa por fa vorrrrrrrrrrrr

    ResponderExcluir
  62. Aii essa dorzinha bo peito que a Alexia sente tbm senti aii por favor que o mike ñ morra se ñ vou chorar horrores essa fic é a minha segunda favorita amo Alexia e o Michel

    ResponderExcluir
  63. Continua pelo amor de deus !! Já faz dois dias kkk

    ResponderExcluir
  64. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  65. Continua... Faz dois dias que não posta!!
    Ansiosa aqui...

    ResponderExcluir
  66. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  67. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  68. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  69. Continua... Faz dois dias que não posta!!
    Ansiosa aqui...

    ResponderExcluir
  70. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  71. Continua... Faz dois dias que não posta!!
    Ansiosa aqui...

    ResponderExcluir
  72. Continua... Faz dois dias que não posta!!
    Ansiosa aqui...

    ResponderExcluir
  73. Continua... Faz dois dias que não posta!!
    Ansiosa aqui...

    ResponderExcluir
  74. Continua... Faz dois dias que não posta!!
    Ansiosa aqui...

    ResponderExcluir
  75. continua por favorrr

    ResponderExcluir
  76. Continua... Faz dois dias que não posta!!
    Ansiosa aqui...

    ResponderExcluir
  77. Atualizado meninas!!
    Obrigada pelos comentários
    bjooos <3

    ResponderExcluir
  78. Continua... Faz dois dias que não posta!!
    Ansiosa aqui...

    ResponderExcluir
  79. SOCORRO! CONTINUA PELO AMOR DE DEUS! #PERFEITO

    ResponderExcluir
  80. Continua continua *...* tomara que o Michael se lembra de tudo !!

    ResponderExcluir
  81. Continua pelo amor de deussss 😭😭😭😭😭😭😭😭😭

    ResponderExcluir
  82. Mil desculpas pela demora, mas tava atolada com a faculdade kk
    atualizei meninas
    bjoos <3

    ResponderExcluir
  83. Senhor deus amei amei amei menina eu estou amando cada dia mais , continua pelo amor de. Deus .

    ResponderExcluir
  84. Meu deus será que eles nunca mais vão ser feliz , Michael o que VC fez ? Eva está na hora de morrer e agora o Sebastian tbm pós ele vai vira consolo da Alexia !! Continua

    ResponderExcluir
  85. nãp deixe eless se divorciarem por favorrrrrrrrr

    ResponderExcluir
  86. Mata essa puta da eva logo kkkk

    ResponderExcluir
  87. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  88. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  89. esse idiota do Sebastian não tinha nada que ter dado os comprimidos pra ela. Espero que ela fique bem logo!

    Continua!!!!!!

    ResponderExcluir
  90. Que tipo de amor é que o Sebastian diz ter pela Alexia? Esse cara é louco,insano,obsessivo, espero que ela fique bem logo e volte pro Michael! CONTINUA

    ResponderExcluir
  91. Me segura , me segura pós vou matar o Sebastian , esse idiota , ogro , jumento , psicopata ......... Me diz qual sentimento ele sente por ela ? NENHUM pois quem ama cuida e não MATA !!! Ohh Michael cuida dela e que ela possa lhe perdoa , seja persistente por ela !! Continua amada estou louca por mais capítulos

    ResponderExcluir
  92. Pelo menos o Sebastian se arrependeu e contou tudo.
    Espero que Mike vá visita-la na clinica para que eles possam se entender, e tão linda as cenas dos dois juntos.

    continua!!!

    ResponderExcluir
  93. Pelo menos o Sebastian se arrependeu e contou tudo.
    Espero que Mike vá visita-la na clinica para que eles possam se entender, e tão linda as cenas dos dois juntos.

    continua!!!

    ResponderExcluir
  94. Obaaaaa meu casal preferido vão voltar !!!! Tenho certeza !! Continua continua

    ResponderExcluir
  95. Eu acho que ela merece passar por tudo isso. Oras bolas, foi ela mesma quem quis o divórcio, deu uma de vítima na frente do Michael. Ah, faça-me o favor! Eu acho que pelo menos a explicação dele ela deveria ter ouvido, mas não, preferiu acreditar na outra. Merece, sim! Espero de verdade que ela melhore porque tá foda...

    ResponderExcluir
  96. Atualizado meninas, estamos na reta final. Bjos!!

    ResponderExcluir
  97. A Eva é doida. Ainda bem que o Mike conseguiu ao menos avisar ao Bred.

    É uma pena que a fic esteja chegando ao fim, porque vc não escreve a parte 3!!!! seria uma boa.

    CONTINUA!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  98. Aiii essa Eva tem que morrer !! Acho tão lindo o Michael sentindo ciúmes da Alexia e ela ao mesmo , são lindos juntos !!! Continua

    ResponderExcluir
  99. Espero que o Bred seja o herói do ano,essa Eva só merece a morte CONTINUA

    ResponderExcluir
  100. Eles sao o casal mais bonito de todas as fics que ja li,e acho que li todas

    Continuaaa!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  101. Atualizado meninas! Amanhã trago o último capítulo dessa temporada.
    Um beeijo!! <3

    ResponderExcluir
  102. Vei!!! To chorando !!!...ahh quando acabar a ultimas parte vou voltar a ler do começo até. Fim,vc tem um dom girl!..não pare de fazer nosso coração quase sair pela boca,essa fic é a melhor que eu li...continua!!!!..

    ResponderExcluir
  103. Maricia ainda bem que tem a próxima temporada pq se não daria um Treco , cara essa sem duvida está em primeiro lugar das melhores fics que já li , deste da primeira até no penúltimo capítulo da segunda temporada estou amando !! Michael e Alexia são lindos juntos e enfrentarão cada coisa que só deus sabe rsrs !! Continua continua estarei aqui esperando ansiosamente o último capítulo .

    ResponderExcluir
  104. Bem,chegamos a mais um final dessa estória e agradeço de verdade pelo carinho e apoio de cada uma de vocês. Foi incrível escrever essa fic e realmente vai ficar no meu coração. Escrevi esse final com muito amor,e espero do fundo do meu coração que tenham gostado.
    Bem,é isso.. Como eu disse,teremos sim a terceira e última parte. Aguardo vocês em breve e mais uma vez,obrigada por tudo!! Bjoos!

    L.O.V.E ,Marícia Jackson

    ResponderExcluir
  105. Nossa amei o final ficou perfeito e esperando ansiosa pela terceira temporada com serteza o Mike e a Alexia são uns dos meus persornagens favorito parabéns eu amei de verdade sua fic

    ResponderExcluir
  106. Huuuruullll viva o Michael e Alexia !!!!! Amei amei novamente o casamento deles foi perfeito !! Agora espero ansiosamente a terceira temporada !!!

    ResponderExcluir
  107. MARÍCIAAAAAAAA, do céu! Garota você é o máximo. Amei essa fic desde o começo, e vc n sabe o quanto enlouqueci a espera de cada capítulo. parabéns msm, uma história perfeita! Não tem como não se apaixonar por esse casal lindo <3. E agora pra não perder o resto do juízo vamos esperar a 3º temporada. #Ansiosa. Bjs :)

    ResponderExcluir
  108. Waaaaaant meu deus eu amei demais essa fanfic partiu ler a 3 temporada super ansiosa 😀😁😄☺😊

    ResponderExcluir
  109. Waaaaaant meu deus eu amei demais essa fanfic partiu ler a 3 temporada super ansiosa 😀😁😄☺😊

    ResponderExcluir