segunda-feira, 2 de março de 2015

Mini-Fanfic: "The lady in my life" [Livre]

 Autora: Stefany Souza




Capitulo 1 

Estávamos no ano de 1991 onde eu tinha apenas 25 anos. Me chamo Sidney Collins e moro em Califórnia nos Estados Unidos. Sou formada em pediatria, pois amo crianças e adoro cuidar delas. Desde de pequena cuidava de uma, a minha irmã. Na época em que comecei a cuidar dela ela tinha apenas 2 anos e eu 13 e tinha que ficar em casa sozinha por causa de minha mãe que trabalhava muito e chegava muito tarde. Já sabia fazer quase tudo em casa então minha mãe decidiu que seria melhor do que ela pagar para uma pessoa estranha cuidar da gente, já que passava na tv direto, babás que de vez em cuidar maltratava as crianças, eu achava isso horrível. Um absurdo. Se eu pudesse faria algo para impedir toda essa violência no mundo. E hoje em dia minha irmã é delegada e mora em outra cidade. Minha mãe morreu aos 56 anos de idade, ela teve um ataca cardiorrespiratória e não resistiu, igual ao meu pai que morreu aos 49 anos com o mesmo ataque.

***

Estou em minha sala, sentada em minha cadeira atendendo uma mãezinha que estava um pouco desesperada por causa de seu bebê de 8 meses, que chorava muito:
-Deite ela aqui, vou examina-la, sim?
Ela fez o que eu pedi, deitando ela na cama de hospital. E eu comecei a examina-la.
No final voltamos a sentar na cadeira
-Não se preocupe, é apenas uma pequena cólica. Toda criança tem isso, mas já já passa, você vai ver.
-Eu fico um pouco aliviada. Já estava ficando desesperada com essa menina chorando dia e noite -rimos
Ficamos de pé e nos despedimos, com apertos de mãos e sorrisos simpáticos. E la se vai a minha ultima paciente do dia.


Capitulo 2



-Com licença Dra Collins. Será que tem um tempinho para mais um paciente? -A minha atenção que estava em alguns papeis agora estavam no homem a minha frente
-Hum Doutor Jackson. Que eu saiba atendo só crianças e acho que você ja passou dessa fase a muito tempo, né?! -falei em um tom engraçado fazendo-nos rir
Ele adentrou minha sala e sentou na cadeira a frente de minha mesa
-Como vai a minha pediatra favorita?
-Vou muito bem, obrigada. E como vai o cirurgião mais galã desse hospital?
-Opa. Não sabia que recebia esse título aqui no hospital.
-Bom, de minha parte não. Acho você feio e chato pra c-a-r-a-m-b-a -falei pausadamente fazendo-o rir -Mas, para as recepcionistas e as demais que trabalham aqui pode ter certeza que sim -rimos mais uma vez
-Sua palhaça. Eu sei que você me acha sexy e gostosão -falou fazendo poses e eu comecei a rir
-Hm só que não, fofo. -fiz biquinho pra ele
-Bom, vim aqui pra saber se aceita ir comigo até a lanchonete fazer uma boquinha, e ai topa?
-Sabia que você veio na hora certa? Meu estomago ja estava protestando aqui.
-Então, vamos?
-Vamos!






Capitulo 3
-Como vai o casamento?
-Estranho!
-Como assim, estranho? -Perguntei meio desconfortável, porque acho que já sabia o motivo do casamento dele esta estranho.
-A Jennifer esta muito estranha sabe. Briga por qualquer motivo, passa a maior parte do seu tempo fora, fazendo não sei o que. E as vezes quando chego em casa ela não esta. -ele deu um sorriso sem graça e abaixou a cabeça
Aquilo tinha me deixado triste, eu sabia exatamente o que Jennifer fazia quando estava fora de casa. Ja sai com ela uma vez e ja havia presenciado. Fiquei surpresa e mal com aquilo.
A minha vontade era de contar tudo pra ele, mas eu sabia que se contasse estragaria o seu casamento de 5 anos e eu não queria isso.
-Acho que ela ainda não me perdoou, pelo que eu fiz -continuou falando -Mas, eu estou completamente arrependido e faço questão de mostrar isso pra ela todos os dias, mas ela finge que não vê. Ja mandei flores pra ela, chocolates e ela simplesmente ignora tudo e principalmente a mim.
-Ah Michael! -peguei na sua mão sobre a mesa -Talvez seja isso mesmo. É meio difícil para uma mulher sabe. E ela descobriu tudo de um jeito que a assustou, que a decepcionou muito.
-Eu sei Sid! Mas ela tem que ver que estou arrependido. Que eu não vou mais trai-la e que aquilo foi um erro. Eu estava bêbado, foi um deslize de minha parte.
-Eu sei! Sei que esta arrependido e sei que ela vê isso. Mas, vai que ela precisa de mais um tempinho para se recuperar, ela descobriu tudo de uma maneira horrível.
-As vezes eu paro e penso que ela esta fazendo o mesmo, que ela esta me traindo só pra se vingar.
Meu coração começou a acelerar na hora.
-Ta... Talvez não! Olha vamos mudar de assunto ok?!
-Ok!




Capitulo 4
-E ai, vamos sair hoje? -Jennifer me perguntava pelo telefone
-Não sei, Jennifer! Acho que deveria parar com isso!
-Uai por quê?
-É uma mulher casada, e Michael te ama muito e esta arrependido pelo que fez. Acho que você ja conseguiu se vingar dele.
-Ah mais não vou parar mesmo. Ainda estou muito magoada com Michael e ele vai me pagar por tudo que fez!
-Para com isso, Jenni!
-Vai sair comigo hoje ou não?
-Não! Eu tenho muitas coisas pra resolver.
-Ok, então! Não sabe o que vai perder. Hoje vou no clube das mulheres com algumas amigas, ver aqueles homens sarados e gostosos fazerem strip-tease, oh Deus! -ela suspirou - Beijinho.
Revirei os olhos e fui direto para o banheiro, tomar um banho. Me despi e quando liguei o chuveiro ouvi a campainha tocar.
Coloquei um roupão e fui até a porta. Quando abri vi a figura de Michael ele estava triste, com uma garrafa de vinho e umas sacolas em mãos.
-A Jennifer saiu e eu não queria ficar sozinho em casa. Será que posso entrar?





Capitulo 5


-Claro, Michael! Entre.
Dei espaço e ele entrou.
-Sente-se eu.. Eu so vou tomar um banho e ja volto.
-Tudo bem. -ele deu um sorriso de lado e eu subi para o meu quarto
Só quando eu cheguei no quarto percebi que estava vestida só com o roupão
-Meu Deus, que vergonha! -sussurrei entrando no banheiro
Depois do banho apressado que tomei, só para não deixar Michael esperando muito, me vesti em um shorts curto jeans e uma regata branca colada ao corpo desci e Michael continuava sentado ao sofá, a garrafa de vinho e as sacolas que estava em suas mãos se encontrava em cima da mesa de centro.
Fiquei por trás sem que ele percebesse minha presença e me inclinei ate seu ouvido
-Demorei? -pude ver um sorriso plantar em seu rosto e ele virar, fazendo-me afastar um pouco meu rosto
-Não! -beijou minha bochecha
Andei até ele e me sentei no mesmo sofá
-Fiquei surpresa com a sua visita.
-É! Só que hoje eu quis fazer uma coisa especial para Jennifer, comprei uma garrafa de vinho e fiz um jantar e a sobremesa que ela gosta só que como ela saiu eu não podia jogar tudo fora e então lembrei de você. Espero que esteja com fome. -rimos
-Tem sorte que eu não jantei ainda. -rimos mais uma vez -E você sabe pra onde ela foi?
-Não faço a mínima ideia!
-Bom, então ja que você trouxe comida, me ajuda a arrumar a mesa?
-Claro!
Eu e Michael arrumamos a mesa e no servimos.
-Hm mentira que foi você que cozinhou isso tudo?
-Sim. É um dos meus hobbys
-Uau então o doutor Jackson também cozinha? Você agora me surpreendeu!
-Sei fazer coisas, que iria te surpreender ainda mais!
-uou -rimos -Essa torta de morango parece deliciosa hein
-Deixe, que hoje eu que vou servi-la -piscou e mordeu os lábios fazendo-me sorrir surpresa
Mike pegou os pratinhos de sobremesa e começo a me servir.
Comemos a sobremesa que estava uma delicia e depois colocamos o vinho em duas taças e fomos para a sacada do meu apartamento. Ficamos ali olhando a cidade, haviam pessoas andando pelas calçadas e carros por todo canto da cidade.
Olhei pra cima e comecei a contemplar o céu estrelado
-É lindo né
-É sim! -Michael olhou para o céu e voltou a me encarar
Quando abaixei minhas vistas ele estava próximo de mim. Seus olhos negros penetravam os meus fazendo-me tremer por inteira.
Seu corpo cada vez se aproximando do meu, e eu sabia exatamente o que ia acontecer ali.



Capitulo 6

-Michael...
-Shiii -colocou o seu dedo indicador nos meus lábios me interrompendo de falar -Eu sei que você quer tanto quanto eu

E ele tinha razão! Eu queria muito beija-lo! Sempre achei Michael um homem atraente, simpático, bonito quer dizer ele é lindo. Mas, acho que eu nunca demonstrei por ser amiga dele e de sua mulher.
Suas mãos grandes envolveram minha cintura me trazendo mais pra ele e ali nossos lábios se uniu. O beijo era calmo e bastante envolvente. Estávamos em um ritmo maravilhoso e o beijo foi se intensificando, as mãos de Michael começou a percorrer pelo meu corpo até chegar em minhas coxas e aperta-las. Acho que já estávamos indo longe demais e eu tinha que parar
-Mi.. Michael devemos parar -empurrei de leve
-Por quê?
-Michael, você é um homem casado! E eu sou amiga da sua mulher. Não acho isso certo.
-Eu nem sei se tenho mulher, Sid! Era pra ela estar comigo, mas cadê ela? Está na rua, com certeza deitada com outro. -ele fez uma pausa e respirou fundo -Estou pensando em me divorciar.
Olhei pra ele e pude ver a tristeza, vergonha e decepção em seus olhos.

-Desculpa pelo que eu fiz. Estou a tanto tempo sem beijar uma mulher que eu me deixei levar, me desculpe!
-Tudo bem, Michael! Você não precisa me pedir desculpas. -peguei em suas mãos -Olha, conversa com ela ok. E ver o que acontece. Não vai fazer as coisas de cabeça quente para depois se arrepender e ficar se lamentando.
-Ok. Bom, acho que já vou. -riu de lado - já esta ficando tarde, então...
-Tudo bem. Eu te levo até a porta
Acompanhei Michael até a porta e quase nos beijamos de novo, mas eu virei o rosto e ele deu um beijo em minha bochecha.







Capitulo 7



No dia seguinte no hospital, permaneci com a expressão normal de sempre, como se nada tivesse acontecido comigo e Michael na noite anterior. O tratei como sempre, brincando e fazendo idiotices como sempre fazíamos quando a gente se esbarrava pelos corredores do hospital. Até íamos almoçar juntos hoje. E eu ia fazer de tudo para agir naturalmente, não queria vê-lo se desculpando e com uma expressão de culpa. Aquilo foi um acidente, Michael estava super triste por Jennifer ter ignorado o jantar romântico que ele preparou pra ela, também por sair todas as noites muito bem arrumada e com bastante dinheiro no bolso. Foi por isso! Também não senti nada com aquele beijo, bom, confesso que o meu coração disparou um pouco e um certo tremor passou por todo meu corpo, mas só foi isso. Já passou! Eu espero.
***
-Tudo bem?
-Sim... Só pensei que você...
-Michael, se você for falar sobre o que aconteceu ontem, tudo bem. Vamos deixar isso pra lá. Ja passou.
-Ok. Prometo não tocar mais no assunto -ele riu de lado fazendo-me rir do mesmo modo
Continuamos nosso almoço em silêncio. E para não ficar um clima muito chato, decidi quebrar o silêncio iniciando qualquer assunto. E em minutos estávamos começando a falar sobre varias coisas, quebrando o clima chato de antes.
***
-Aceita sair comigo hoje a noite?
-Eu?
-Eu não sei se é uma boa ideia Michael!
-Porquê? Você é minha amiga, é a única que me escuta, me da conselhos e também a única pessoa que confio. Não vejo problema nenhum em convida-la pra sair. Ou você não quer sair comigo?
-Não é isso é que... Ah quer saber, eu aceito -nós sorrimos um para o outro
-Te pego as sete, então?
-Pode ser!






Capitulo 8





http://beleza-moda.net/wp-content/gallery/vestidos-pretos-rodados/vestidos-pretos-rodados-2.jpg
Estava retocando o meu batom vermelho sangue quando ouço a campainha tocar e eu caminhar até a porta. Antes de tocar a maçaneta respirei fundo e senti meu coração bater rápido em meu peito. Deus o que é isso?!
Tentei me recompor e parecer normal. Mas foi impossível assim que abri a porta. Michael trajava uma calça preta, uma blusa branca e um paletó preto.
http://3.bp.blogspot.com/_hQtTp1TZ7aY/TSTSLfQm76I/AAAAAAAABxI/VW2kYDTnT4o/s1600/-michael-jackson-15706774-699-1200.jpg
Estava tão lindo que me faltou o ar. Tentava proferir alguma palavra, mas não conseguia. Estava em êxtase diante daquele homem
-Uau. Está tão linda, Sid! -suas palavras me tiraram do transi e eu tinha que dizer algo
-o...obri..obrigada -droga estou gaguejando -e...entra -porra Sidney, pare de gaguejar, assim ele ira perceber o quão  encantada e excitada esta ao vê-lo
Sim. Eu estava excitada. Nesses últimos dias, toda vez que Michael chega perto de mim tenho essas sensações estranhas.
-Vamos? -Suas palavras me tiraram do transi mais uma vez e com muita dificuldade respondi um "-Vamos".
Peguei as chaves de meu apartamento e minha bolsa de mão da cor de meu vestido e saímos porta a fora.
Michael abriu a porta de seu carro para mim e rodeou o mesmo ocupando o banco do motorista.
Ligou o carro e deu a partida.
Fomos o caminho todo conversando e ouvindo James Brown a qual eu e Michael gostávamos muito.
Temos muita coisa em comum. Agora que estava começando a reparar nisso. Gostávamos de ler, éramos fãs dos mesmos cantores, gostávamos de cozinhar enfim muitas coisas... Acho que por isso nos damos bem desde o dia em que nos conhecemos.
Michael estacionou seu carro em frente a um lugar que parecia uma boate fechada.
Desceu, rodeou o carro e abriu a porta do passageiro me estendendo a mão para ajudar-me a descer.
-Onde estamos Sr. Jackson? -perguntei um tanto curiosa
-Em frente a uma boate!
-Michael não acredito que me trouxe a uma boate.
-Não se preocupe linda, essa boate não tem strippers por toda parte tirando a roupa e dançando em cima de um ferro -ele riu
-Fico mais aliviada -ri
Demos as mãos e adentramos o local de mãos dadas. Parecíamos um casal.
O local era muito agradável e não havia mulheres semi-nuas dançando em cima de palcos pelo contrário. Era um lugar organizado, com uma decoração bonita e bastante luxuosa. As paredes vermelha vinho com alguns quadros pendurados a elas. Vaso de plantas em algumas partes do local, as mesas de madeira lisa e no lugar das cadeiras eram sofás macios e também de cor vermelho (a cor da luxuria e paixão).
Nos acomodamos e logo fomos abordados por um garçom. Fizemos nossos pedidos e logo eles chegaram. Acompanhados com um vinho.
Estava tudo perfeito, Michael e eu conversávamos animadamente sobre varias coisas, bom, até Michael não parar de encarar algo e proferir um nome que me deixou surpresa e bastante nervosa ao mesmo tempo
-Jennifer ? -disse se levantando e começando a caminhar em direção as duas pessoas que estavam quase se engolindo. Isso não vai prestar.












Capitulo 9



Michael colocou as duas mãos na mesas com força fazendo com que Jennifer e o outro cara o olhassem. Jenni arregalou os olhos e sua expressão era de desespero, mas mesmo assim ela tentou disfarçar, beijando o cara ao lado novamente depois olhando para Michael com um sorriso de lado
-Eu não acredito que fez isso comigo Jennifer! -o seu tom era elevado e com decepção
-Calma querido não precisa gritar -falou com o tom calmo e de deboche
-Como você ousa...
-É pra você ver que como ser traído dói Michael, dói muito. E eu queria que você sentisse na pele essa dor, que você me causou a uns anos atrás, lembra?
-Pelo amor de Deus, aquilo foi um deslize meu, EU ESTAVA BÊBADO
-NÃO IMPORTA. QUEM AMA NÃO TRAI, MICHAEL. E EU QUERO QUE SOFRA ASSIM COMO EU SOFRI. -sua voz era de raiva
Eu continuava parada em um canto, vendo tudo incrédula. Jennifer ainda não havia notado minha presença. Céus, eu não queria que Michael descobrisse assim, eu deveria ter falado antes. Agora todos do local estão os olhando e com certeza ja sabiam o que estava acontecendo ali.
-Oh Mike, esta chorando querido! -ela riu -Pois, chore bastante, quero vê-lo sofrendo.
-A...a quanto tempo faz isso? -sua voz saiu tremula
-Não sei ... Uns 5 meses talvez
-Acho que já chega, Jennifer. -foi a minha vez
-Ora, ora. Agora esta me traindo novamente Michael? E com a minha melhor amiga
-Ora não fale bobagens Jennifer -Michael elevou a voz e parecia ter ódio
-Pelo jeito estou sendo traída até pela minha melhor amiga
-Jennifer para -foi a minha vez de falar -Era pra você esta aqui no meu lugar, fazendo companhia para o SEU MARIDO. Mas não, você so pensa em farra e em se vingar. E eu não estou te traindo ok. Só vim porque Michael me chamou para ser sua companhia, porque ele precisava conversar com alguém. Já que você não faz isso -explodi e coloquei tudo pra fora, tudo que eu queria falar pra ela.
-Vamos embora daqui Sid. Eu não quero olhar na cara dessa mulher nunca mais. Se prepara para assinar o nosso divorcio -disse saindo e me puxando
-Não vejo a hora. Já não aguento mais você, seu chifrudo -Ouvimos os berros de Jenni e saímos porta a fora
***
Dentro do carro estava um silencio  constrangedor. Eu já estava ficando agoniada, vendo Michael com o rosto molhado por causa das lagrimas que caiam.
Ele estava sofrendo pois ele ama muito Jennifer. Se ele souber que eu sabia de tudo, com certeza ficara com raiva de mim.
Não sei se contava pra ele ou se deixasse esse assunto pra la


Capitulo 10



Paramos em frente ao meu prédio e o silêncio permanecia dentro daquele carro, mas resolvi quebra-lo
-Michael, se... Se quiser entrar comigo
-Não -me interrompeu -não quero incomoda-la se lamentando por tudo que aconteceu comigo hoje. Acho que você deve estar cansada...
-Ei -levantei sua cabeça fazendo-o me encarar -Para com isso... Sou sua amiga e não quero vê-lo assim. Entre comigo. Juro que se quiser ficar sozinho eu fico no meu quarto ou você fica no meu. Mas te deixarei sozinho, e a vontade. Mas fica aqui.
-Tudo bem, ja que você insiste -riu fraco
Michael entrou com o carro no estacionamento e pegamos o elevador parando no meu andar. Caminhei pelo longo corredor ate parar em frente a minha porta. Destranquei-a e adentramos o apartamento. Michael se conduziu até a sala sentando no sofá cabisbaixo e eu me conduzi ate a cozinha colocando uma agua pra ferver. Irei fazer um chá de cidreira, sei que Michael gosta e ira acalma-lo um pouco.
***
-Toma -estendi uma xicara com chá pra ele
-O que é? -pegou a xicara
-Chá de Cidreira, sei que você gosta. -ele sorriu de lado
-Você me conhece bem,hein!
-Digamos que só um pouquinho! -rimos -Esta melhor?
-Não muito. Vai demorar um pouquinho pra esquecer tudo.
-Eu imagino. -ficamos em silêncio, mas logo quebrei -Pior que nem da pra você tomar um banho né. Você nem tem roupa aqui.
-Tudo bem, daqui a pouco eu vou pra casa mesmo
-Pensei que iria dormir aqui -falei e logo senti minhas bochechas queimaram de vergonha
-Acho que não é uma boa ideia. Já tomei muito de seu tempo... O que era pra ser uma noite legal e animada acabou sendo um desastre por causa da Jennifer... Desculpe. Ela ainda falou coisas que você não merecia ouvir..
-Tudo bem, Michael! Eu já ate esqueci. E acho que você deveria fazer o mesmo, sei que vai ser difícil porque né... Mas, esquece pelo menos essa noite vai?
-Tudo bem. Eu vou tentar.
Andei ate ele pegando a xicara de sua mão que estava quase vazia e coloquei em cima da mesa de centro. Tirei o seu terno e o deitei no sofá
-Descanse ok?!
Me virei e ia saindo quando senti as mãos de Michael segurarem as minhas e me puxar de leve fazendo eu me sentar em seu colo. Nossos rostos estavam a milímetros um do outro e eu podia sentir seu hálito fresco e sua respiração acelerada. O seu cheiro de baunilha adentrou minhas narinas fazendo-me fechar os olhos e pronto, ja estava completamente entregue a ele.
Michael segurou em minha nuca e quebrou o mini-espaço que havia entre nós dois. Seus lábios roçaram nos meus me levando a loucura e o que era um roçar acabou se transformando em um beijo apaixonado? Sim, nosso beijo parecia daqueles casais apaixonados.
Agarrei aos seus cabelos e o trouxe mais pra mim intensificando nosso beijo.









Capitulo 11





Me ajeitei em seu colo ficando de frente pra ele e coloquei minhas pernas uma de cada lado.
Tirei sua blusa branca revelando seu peitoral magrelo mas bem definido e comecei a passar minhas mãos por ali.
Agora foi a vez de Michael tirar minha blusa revelando meu sutiã branco rendado. E voltamos a nos beijar.
Com Michael deslizando sua mão por todo meu corpo me fazendo suspirar por entre o beijo.
Não queria parar com aquilo, acho que ele também não.
Quando dei por mim estávamos completamente nus, nos amando em cima daquele sofá.
Nos beijávamos a todo instante, estávamos suados e ofegantes.
Quando chegamos ao ápice do nosso prazer, Michael deitou ao sofá me levando junto com ele.
-Eu tenho algumas roupas limpas dentro do meu carro -sussurrou rindo e um pouco ofegante
-Hum que bom -ri -Bom, que não vamos nos separar hoje
-Você quer que eu durma hoje aqui mesmo ?
-Sim. Quero muito! -disse o encarando e logo em seguida beijando o seu peitoral
-Eu gosto muito de você sabia? -voltei a encara-lo e ele estava serio
-Também gosto muito de você, muito mesmo -ele sorriu e eu retribui o beijando em seguida.
***
Depois de vestidos, saímos indo direto para o estacionamento.
Pegamos as roupas de Michael de dentro do carro e voltamos.
Ele foi tomar banho enquanto eu arrumava a cama. Quando ele saiu foi a minha vez de tomar banho.
E depois caímos na cama. Começamos a nos agarrar ali mesmo e fazemos amor mais uma vez.
Namoramos um pouquinho logo pegando no sono.
Dormimos de colchinha <3 :3




Capitulo 12



>Dia Seguinte
Acordei e olhei para a mesinha ao lado de minha cama, eram quase 10:00.
Me virei e Michael estava com a cabeça apoiada em sua mão. Ele me olhava com um sorriso tão lindo no rosto, que quase me derreti todinha.
Ele é tão lindo, principalmente o seu sorriso. Qualquer mulher se apaixonaria. <3
-Bom dia minha princesa!
-Bom dia meu príncipe!
-Dormiu bem?
-Maravilhosamente bem e você?
-Maravilhosamente bem! -Rimos abobalhados um para o outro
Ele se inclinou e me deu um selinho demorado, que logo se transformou em um beijo intenso e gostoso assim que eu coloquei minhas mãos por entre seus cabelos o trazendo pra cima de mim :3
***
-Hum que delicia! -Michael dizia olhando a mesa repleta de gostosuras e esfregando as duas mãos
-Gostou? -abri um sorriso
-Demais!
-Pois, agora sente-se que vou servi-lo
-Opa!
Ele se sentou e eu comecei a servi-lo. Michael, me puxou para seu colo  e assim prosseguimos com o nosso maravilhoso café da manhã. Um dando comida na boca do outro. <3
***
Fomos para o hospital, mas eu e Michael nos tratamos normais, como dois bons amigos, como se nada estivesse acontecido entre a gente. Bom, só quando estávamos com alguém por perto, quando estávamos sozinhos meu Deus, faltávamos nos engolir. :3 :v
***
>1 mês depois
Nesse 1 mês as coisas entre Michael e eu só se intensificava mais e mais. Nos encontrávamos todos os dias.
Michael dormia quase todos os dias em minha casa e fazíamos amor todos os dias. <3
Tudo estava maravilhoso para nós dois. Jennifer descobriu que estávamos juntos e foi la no hospital falar um monte de baboseiras e foi assim que todos descobriram sobre eu e Michael. Não foi do jeito que eu esperava, mas fazer o que?!
Nem preciso dizer que minha amizade com Jennifer foi pra lama né?! Depois daquele dia parece que ela resolveu nos deixar em paz, pois sumiu do mapa.
No inicio ela tentou algumas coisas contra eu e Michael, mas não deram muito certo Graças a Deus.
Ao certo não sei o que Michael e eu somos ainda. Namorados não eramos, pois ele nunca tocou nesse assunto. Ah quer saber, to nem ai pra isso, o que eu quero mesmo é Michael pertinho de mim, me amando, me dando carinho e me fazendo rir com suas palhaçadas e bobices.
Eu não sei, mas acho que estou me apaixonando!












Capitulo 13



-Pra onde esta me levando Michael? -meus olhos estavam vendados enquanto Michael me guiava para algum lugar
Estava tão curiosa.
-Espera que logo, logo saberá princesa
-Ain Michael, to curiosa! -fingi que estava chorando fazendo Mike gargalhar
-Calma, sua curiosa! -ele me parou -sente o vento, sente o cheiro desse lugar, não é maravilhoso?
-Sim. É maravilhoso! -respirei o ar livre e pude sentir o cheiro de plantas e mar.
Michael me guiou para frente e eu pude sentir a água tocar meus pés e ele tirar minhas vendas me fazendo contemplar a bela vista a minha frente. Era lindo, meus olhos ate ganharam um certo brilho quando avistei aquela paisagem maravilhosa.
-Michael... É lindo! -disse com um sorriso de orelha a orelha
-Verdade! Gostou?
-Se eu gostei? Eu amei, Michael! Obrigada!
O abracei tão forte que caímos sobre a areia e o beijei apaixonadamente.
***
Ficamos andando descalços e de mãos dadas por entre as areias e contemplando a visão maravilhosa.
-Sid, não se mexa.
-Ai meu Deus Michael, o que foi?
-Tem um caranguejo perto de você
-Ai meu Deus. -olhei para o lado e não havia nada. Michael começou a gargalhar e eu fingir esta brava -Ain Michael, agora eu te bato.
Começamos a correr por aquele lugar. Eu atrás de Mike, queria esgana-lo por ter me dado aquele susto. Ele sabe que eu morro de medo dessas coisas e ainda faz isso. Ah mas eu vou pega-lo.
Corri, corri e nunca o alcançava. Até que eu vi que não dava mais. Minha respiração estava super ofegante que tive que sentar na areia, para poder respirar melhor.
Michael chegou perto de mim, ele estava normal, nem parecia cansado, só estava um pouco ofegante.
-Você esta bem, pequena?
Nem respondi e o puxei fazendo-o cair na areia e eu subi em cima dele. Comecei a fazer cocegas e pude ouvir aquelas gargalhadas gostosas que eu tanto amava.
-Pa... Para... Para Sid, por.. Por favor!
-Pede desculpas, que eu paro!
-Ta.. Ta bom ... Des.. Desculpa.. Desculpa!
-Agora sim! -ele continuou gargalhando e eu o acompanhei.
De repente paramos as gargalhadas e nos olhamos
-Eu te amo, Michael!
Vi seu olhar de surpresa e fiquei com um pouco de medo, mas não me arrependi em nenhum minuto de ter proferido aquelas três palavrinhas. Queria que ele falasse o mesmo pra mim. Mas, se não falasse pelo menos ele ia saber que eu o amo, ia saber de meus sentimentos por ele que eram verdadeiros. Eu o amava tanto. Os meses que passei ao seu lado foram a prova para confirmar isso. Ele é muito especial pra mim.
-Eu também te amo, Sid!
Pronto! Aquelas palavras acabaram com o meu emocional. Porra ele me ama também. O homem que eu amo me ama também.
Meu estomago estavam cheio de borboletas e meus olhos lagrimejados, mas logo as lagrimas estavam molhando meu rosto. Os olhos de Michael também estavam lagrimejados e ele me puxou para um beijo. Dessa vez calmo e muito apaixonado.




Capitulo 14



A noite ja estava chegando, mas não queria sair daquele lugar. Se fosse possível ficaria ali pra sempre com Michael.
Estávamos andando ate que um pouco longe avisto algumas luzes no chão, pareciam velas acesas
-Olha Michael, aquelas velas -apontei
-É mesmo, o que será que é hein?!
-Não sei, vamos la ?
-Vamos!
Começamos a correr em direção as luzes e quanto mais próximo chegávamos dava para contemplar o que era.
Quando eu cheguei perto fiquei maravilhada, haviam várias vê-las fazendo um desenho de coração e dentro desse coração havia uma mesa e duas cadeiras. Levei a mão até minha boca, aquilo era tão simples, mas tão lindo.
http://1.bp.blogspot.com/_JL8h0j2DvAw/Sir38zaV0JI/AAAAAAAAAmo/JYUzZwrXMfU/s320/JANTAR+NA+PRAIA.jpg
-Michael... -o olhei, ja sabendo que foi ele quem fez aquilo
-Gostou?
-Eu amei. É tudo muito lindo. Como conseguiu fazer isso tudo?
-Eu contratei algumas pessoas para me ajudarem
-Você é incrível, mandou fazer isso tudo sem que eu percebesse. Ain Amor! -corri para abraça-lo, estava tão feliz que nem me deu conta do que eu acabará de chama-lo
-Você me chamou de amor? -disse quando desfizemos o abraço
-Sim. Você não gostou?
-Não é isso. É que foi maravilhoso ouvi-la me chamar assim.
Sorrimos um para o outro.
Nos sentamos nas cadeiras e em cima da mesa havia dois pratos, um mini-balde cheia de gelo com uma garrafa de vinho no meio.
Apareceu um garçom trazendo uma bandeja cheia de comida e colocou sobre a mesa. Nos servindo em seguida.
Começamos a comer enquanto contemplávamos aquela bela vista.
Estava tudo perfeito. Parecia que estava sonhando e se estava não queria acordar nunca mais desse sonho *-*



















Capitulo 15





-Sid -Michael segurou minha mão sobre a mesa
-Sim?
-Eu quero te fazer um pedido e espero que eu receba um sim como resposta -ele riu nervoso
-Pode fazer Michael!
-Eer... Você.. Você quer namorar comigo?
Fiquei em êxtase diante daquele pedido. Meu Deus, mas é claro que eu quero.
-Sim, é claro meu amor.
Levantei da cadeira e sentei em seu colo enchendo seu rosto de beijinhos fazendo-o sorrir.
-Eu te amo muito, muito e muito! -falei
-Eu também te amo muito, muito e muito meu amor!
Me ajeitei em seu colo colocando a perna uma de cada lado e enlaçando meus braços em volta do seu pescoço.
Beijei-o com toda vontade e aquilo estava ficando quente. Mike começou a alisar minhas coxas e levantou meu vestido.
Me levantei um pouco para ele abrir o zíper de sua calça e assim nos amamos.
O perigo de sermos pegos por alguém deixava tudo mais excitante e gostoso.
Chegamos ao ápice do nosso prazer e encostei minha cabeça no peito de Michael. Para controlar a respiração.
***
Era umas dez horas da noite quando eu e Michael decidimos ir embora.
A estrada estava deserta, e dentro do carro se ouvia o som baixo que tocava Guns N' Roses e as nossas vozes animadas.
Mas Michael parou o carro bruscamente assim que um homem apareceu na frente do carro.
-Ai meu Deus! -falei assustada
-Calma, eu vou ver se ele esta bem.
-Michael é perigoso!
-Mas, é melhor eu ver. Vai que ele esta machucado.
-Tudo bem, mas toma cuidado amor!
Ele assentiu e saiu do carro. A pista estava escura, mas os faróis do carro estavam ligados iluminando tudo.
Estava tudo bem até eu ver alguém chegando atrás de Michael com um pedaço de madeira
-MICHAEL, CUIDADO!
Ele se virou e a pessoa o acertou fortemente com a madeira fazendo-o desmaiar.
-NAAOOOO!
Alguém abriu a porta do passageiro e me puxou colocando um pano em minha boca, fazendo-me perder os sentidos e minha visão escurecer.






Capitulo 16




>Por Michael
-Não era para acertar no Michael e sim na vadia da namorada dele.
-Me desculpa senhorita!
-Ta bom, some daqui seu imbecil!
Pude ouvir vozes cochicharem do outro lado, mas não consegui identificar quem era. Minha cabeça doia demais, que chegava a latejar de tanta dor.
Fui abrindo meus olhos lentamente e me sentando encostado a parede.
Levei minhas mãos a cabeça e virei para o lado vendo Sid desmaiada do meu lado.
-Sid, meu amor! -a peguei e apoiei sua cabeça no meu colo vendo-a se mexer
-Mike! -ela sussurrou quando abriu os olhos
-Sou eu, meu amor!
-Onde estamos? O que aconteceu?
-Eu não sei.
-Mike eu quero sair daqui !
-Eu também, daremos um jeito ta bom?
-Ta bom -ela suspirou -Você esta bem?
-Minha cabeça esta doendo muito, mas vou ficar bem. E você?
-Estou meio zonza, mas estou bem.
A porta foi aberta e nós olhamos. A figura da pessoa a nossa frente nos deixou surpresos.
>Por Sid
-Jennifer -falamos juntos assustados
-Olá. Sentirão minha falta? Pois eu sentir a de vocês, por isso decidi fazer uma visitinha. -ela estava com um sorrisinho sínico igual a ela -_-
-Porque está fazendo isso Jennifer? -Michael perguntou
-Sabe, Michael. Me trair de novo não foi uma boa escolha e ainda mais com essa vadia da minha melhor amiga. -ela me olhou com desdém
-Você também me traiu, me humilhou na frente de todo mundo. Sid esta me dando o amor e carinho que você nunca me deu, ela é bem melhor que você.
Pude ver o ódio transbordar pelos seus olhos. E suas mãos se fecharem.
Ela veio até mim e me puxou pelos cabelos
-AI ME SOLTA -eu me debatia tentando me soltar
-SOLTA ELA JENNIFER -Michael se levantou para me defender, mas um homem apareceu e o empurrou com força, fazendo-o quase bater com a cabeça na parede.
-Nossa Mike, olha pra quem você foi me trair. Logo essa sem sal da Sid! -Ela gargalhou
-Me solta, você esta me machucando -protestei mais uma vez
-Cala boca vagabunda -ela apertou mais o meu cabelo, me fazendo gritar de dor -Sabe qual é minha vontade agora Sid? -ela puxou minha cabeça e falou no meu ouvido -De matar você -quando pronunciou as tais palavras olhou para o Michael com ódio e pegou algo em sua calça. Era uma arma.
A qual ela apontou para minha cabeça e deu uma gargalhada.
-Pelo amor de Deus Jennifer, não faça isso. Solta ela por favor! -Michael gritou desesperado
-Por quê eu faria isso?
-Porquê você não é assim! Você não é assim Jennifer. -Michael falava desesperado
-Por favor Jenni, não faz isso -eu falei baixo e com a voz chorosa e tremula
-Ah quer saber, se matar você agora não terá graça. Prefiro brincar um pouquinho com você e vê-la morrendo aos poucos. Seria tão excitante. -ela sorriu -Fica ai com o seu namoradinho -me empurrou com força em cima de Michael -Aproveita os poucos minutos que você tem com ele, porque quando eu voltar não vai mais vê-lo.


















Capitulo 17







Eu abracei Michael e comecei a chorar. Michael afagou os meus cabelos e também chorou.
Fazíamos carinho um no outro enquanto chorávamos.
Eu me perguntava a toda hora o porque de Jennifer esta fazendo aquilo, se ela não amava o Michael.
Estava com medo do que poderia acontecer, estava com medo de nunca mais ver Michael e eu precisava falar que o amo. Podia não voltar mais e eu precisava falar.
-Michael -minha voz saiu rouca e chorosa -Eu te Amo, te amo muito meu amor! Nunca se esqueça disso tá.
-Eu também te amo muito, meu amor!
-Me abraça forte, por favor!
-Claro.
Ele me abraçou forte me fazendo chorar mais uma vez. Até que sentir algo em seu bolso. Peguei e o levei ate minha visão. Era o celular de Michael.
-Michael seu celular!
-Oh Deus! -ele o pegou de minha mão e digitou sua senha.
Havia um pouco de sinal. Para o nosso alivio.
-Liga pra policia!
-Ok.
Ele discou o numero e começou a chamar. Sorrimos um para o outro
-Alô. -Michael disse um pouco baixo assim que alguém falou
-Pois não!
-Por favor, nos ajude. Eu e minha namorada fomos sequestrados, estamos muito feridos...
-Senhor acalme-se! Onde vocês estão?
-Eu não sei. Estamos em uma sala escura, não da pra ver nada.
-Tem alguma janela por perto senhor?
-Tem sim!
-Vá até ela e tente verificar o local.
Michael levantou-se e foi até a pequena janela que tinha ali.
-Tem matos por toda parte!
-Tente identificar mais do local senhor!
-Bom, tem algumas cercas. Algumas casas de madeira, parecem abandonadas.
-Tem alguma placa?
Michael forçou as vistas e parece ter visto algo.
-Tem sim, esta escrito...
Ouvimos alguém mexer na maçaneta da porta e Michael sussurrar rapidamente um "Tenho que desligar" e correr para o meu lado colocando o celular atrás de si e me abraçando.
O homem mal encarado entrou com uma bandeja na mão. Parecia comida. E colocou-a no chão. Saindo em seguida.
-Deu tudo certo?
-Não sei, na hora em que fui ler a placa esse cara entrou. Mas, acho que com as notícias que dei, ajudou um pouco.
-Tomara que ele nos ache. Ai meu Deus nos ajuda!
-Eles vão amor. Fé em Deus eles vão!
Michael beijou minha testa. Olhamos para a bandeja a nossa frente.
Havia arroz, feijão e um pedaço de carne. Pelo menos era comida normal e não papas e aqueles negócios nojento.
Comemos tudo e quando terminamos deitamos no chão um abraçado ao outro.
***
No dia seguinte acordamos assustados com o estrondo na porta. E nos levantamos com os olhos arregalados. O mesmo homem mal encarado que veio noz deixar comida ontem, veio em minha direção e me pegou com força pelo braço. Michael começou a gritar para me soltar e tentou mais uma vez me defender mas caiu assim que recebeu um tapa no rosto. Eu chorava por conta da dor que sentia em meu braço e fui arrastada por a fora.
Avistei Jennifer a minha frente, com um sorriso estampado em seu rosto.
-Amarrem ela na cadeira. Vou dar uma visitinha ao Mike, meu amor. -ela gargalhou
-VOLTA AQUI. NÃO CHEGUE PERTO DELE SUA LOUCA. -comecei a gritar enquanto sentia a corda apertando minha pele.






Capitulo 18





Ouvimos um pequeno barulho que fez o homem mal encarado olhar para trás e deixar a corda um pouco folgada e eu consegui me soltar levantando rapidamente para alcançar um pedaço de ferro que havia ali. Ele tentou segurar meu pê mas eu o acertei com outro bem no seu rosto, pegando a barra de ferro e tacando em sua cabeça fazendo-o desmaiar.
Me tremi todinha ao vê-lo desmaiado. Céus eu nunca havia machucado ninguém em toda minha vida, mas era preciso. Ou eu fazia o tal ato ou seria morta.
Fui até onde Michael estava e a porta estava aberta, me fazendo ter uma visão nada agradável. Jennifer havia tirado a calça de Michael e estava em cima dele enquanto beijava seu pescoço. Michael estava quieto sem nenhuma reação. A raiva subiu a minha cabeça e eu não pensei duas vezes.
-SAI DE CIMA DO MEU NAMORADO SUA LOUCA -a acertei com a barra de ferro fazendo-a cair no chão.
Taquei com tanta força que tirei sangue de sua cabeça.
-Michael? -O beijei e fechei sua calça -Vamos sair daqui, rápido.
Ele parecia um pouco fraco, mas logo assentiu e sorriu pra mim me dando um beijo em seguida.
Corremos por aquela casa deserta tentando achar a porta de saída e quando chegamos ouvimos alguém gritar "Parem"
Quando olhamos pra trás Jennifer estava com uma arma apontada em nossa direção. Levantamos as mãos e o barulho de sirenes começou a ecoar pelo local.
-VOCÊS CHAMARA A POLICIA SEUS IMBECIS.
Ela disparou um tiro em nossa direção e eu entrei na frente de Michael, recebendo uma bala em meu peito.
>Por Michael
-SIDNEEEY, ACORDA MEU AMOR, ACORDA! - Ver Sid desmaiada ali no meu colo e sangrando me deixou horriziado e desesperado.
Jennifer aproveitou e fugiu.
Os policiais adentraram o local apontando a arma para os lados e quando nos viu foi em nossa direção.
-POR FAVOR ME AJUDA. A MINHA MULHER FOI ATINGIDA E ESTA SANGRANDO MUITO, ME AJUDA POR FAVOR -Disse desesperado
Eu não poderia perde-la. Não faz isso comigo Deus, não me castiga assim. Não tira ela de mim. -pedia a Deus em pensamentos.
-Calma senhor, ja chamamos a ambulância e ela já esta a caminho.
-E.. E a Jennifer? Onde esta ela? Vocês não pode deixa-la fugir.
-Meus policiais esta a procura. Não se preocupe.
E em alguns segundos depois ouvimos a ambulância e um monte de pessoas adentrarem o local.
Colocaram Sid, na maca e a levaram.
Eu ia junto. Estava sentado ao seu lado segurando sua mão enquanto as lagrimas saiam de meus olhos. Ver ela daquele jeito, partia meu coração. Era pra mim esta ali e não ela.
-Você vai ficar bem, meu amor -sussurrei -Você vai sair dessa, você é forte, eu sei que é -beijei o dorso de sua mão e encostei minha cabeça ali, iniciando um choro desesperado.















Capitulo 19 (Penúltimo)







Estava na sala de espera, aguardando ansioso uma noticia de Sid. Ja faz uma hora que a levaram para a sala de cirurgia e o medico ainda não apareceu com nenhuma noticia. Ja estava ficando irritado e ao mesmo tempo preocupado.
***

Depois de tanto esperar o medico veio em minha direção, com uma cara nada boa.
-Aconteceu alguma coisa doutor? -tratei logo de perguntar
-Aconteceu sim meu rapaz -suspirou- Aconteceu que... A cirurgia ocorreu maravilhosamente bem. -abriu um sorriso e eu fiz o mesmo só que mais largo e claro aliviado
-Ai meu Deus, obrigado! -levantei a mão para o céu agradecendo -E eu já posso vê-la?
-Bom, a nossa paciente saiu agora da sala cirúrgica. Ela tem que descansar e se recuperar da cirurgia que foi um pouco complicada. A bala quase atingiu o seu coração, então acho melhor ir pra casa descansar também e voltar mais tarde. Se quiser pode até dormir aqui com ela, mas só mais tarde.
-Ok. Eu venho de tarde então. Obrigado doutor...
-Lucio! -ele disse
-Lucio. -repeti sorrindo
Fizemos um aperto de mão e eu peguei um taxi indo pra casa, ja que o meu carro ja era.
Cheguei em casa e fui direto tomar um banho e quando terminei fui fazer algo para comer.
Estava agoniado ali, naquela casa. Eu queria Sid ali comigo, poxa :( Por que tinha que ser assim?!
***
A noite ja estava chegando, graças a Deus. Me arrumei e antes de ir para o hospital passei em uma floricultura e comprei um buquê de orquídeas, ja que Sid amava orquídeas!
-Boa Noite, Sr. Jackson! Veio no horário certo hein -ele riu e eu retribui -Venha me acompanhe.
***
-Ela ainda esta dormindo. Mas, pode acordar a qualquer momento. Vou deixa-los a sós, mas qualquer coisa é só chamar. Estarei na minha sala ao lado.
-Ok.
Ele saiu e eu me aproximei de Sid. Vê-la com aquele monte de aparelhos ligado ao seu corpo partia meu coração.
Segurei em sua mão e sentir as lagrimas descerem.
-Amor? Acorda! Eu preciso ver seus olhinhos brilhando novamente, ouvir sua voz dizendo que me ama. -sorri- Sinto tanto a sua falta amor, tanto. Você vai ficar bem e eu prometo que assim que você se recuperar, vamos nos casar, pois eu não consigo mais viver sem você, sem teu amor. Eu te Amo tanto. Agora eu não tenho dúvidas que é a mulher da minha vida. -soltei suas mãos só para trazer a poltrona pra perto da cama e me sentei segurando sua mão e deitando minha cabeça na cama, começando a chorar.
-Michael -ouvi sua voz baixa e fraca mas não deixava de ser doce
Ergui a cabeça rapidamente a encarando. Assim que vi seus olhinhos me olhando, sorri largamente.
-Amor? Você acordou!
-Onde estou? -tentou se mexer -Aiii
-Calma pequena, você não pode se mexer por causa da cirurgia.
-Cirurgia? -ela esbugalhou os olhos assustada
-Sim amor. Infelizmente você levou um tiro. Era pra mim estar no seu lugar, só que você entrou em minha frente então...
-Eu só lembro dos gritos e só! Ai minha cabeça.
-Amor se acalma, você tem que ficar bem quietinha ta bom. Não pode fazer esforço nenhum.
-Você não vai embora né!
-Não, vou passar a noite aqui. Cuidando de você.
-Eu te amo tanto sabia?
-Sabia. Porque eu te amo na mesma proporção. Você é tudo pra mim.
Seus olhos lagrimejaram.
-Me beija Michael? Por favor!
Não pensei duas vezes. Tomei seus lábios em um beijo calmo, com amor e muitas saudades.
***
Sid estava muito cansada e acabou dormindo eu fiz o mesmo. Durmi naquela poltrona com a minha mão segurando a dela, para ela ter certeza que eu estava ali cuidando dela.






Capitulo 20 (Último)





>3 meses depois
-Ja podemos ir amor -gritei la da sala
-Só vou retocar o batom -ela gritou de volta la do quarto
Ja vai fazer quase uma hora que Sid estava la em cima, ja estava ficando agoniado. Oh mulher enrolada.
Hoje íamos jantar fora, comemorar a recuperação de Sid e os nove meses de namoro. É! Faltava pouco para um ano. E eu estava super animado, pretendia surpreender Sid esta noite.
Nossa vida ultimamente estava mil maravilhas, estava como eu sempre sonhei.
Jennifer tentou fugir do país, mas foi presa dentro do avião. E isso nos deixava aliviados, com certeza.
***
-Uau, agora entendo o porque da demora. Você esta linda minha princesa.
-Own bebê, você também esta lindo!
Sorrimos um para o outro e nos beijamos.
-Vamos? -perguntei
-Vamos. Sim!
***
Ao chegarmos no restaurante, fomos recebidos muito bem e sentamos na mesa que eu havia reservado. Bem perto do palco, onde havia um cantor cantando músicas antigas bem românticos. Perfeito para o nosso clima de amor, ficamos abraçadinhos assistindo a apresentação enquanto tomávamos vinho.
Ate que o cantor me chamou e eu fingir esta surpreso. Mas, aquilo era tudo planejado. Eu falei que pretendia surpreender Sid essa noite né?! Então, vamos lá. Eu espero que consiga, porque estava nervoso pra caramba.
-Primeiramente, boa noite a todos! -comecei a falar no microfone -Bom eu estou feliz e nervoso, tipo Muito Nervoso -todos riram -Mas, enfim. O que não fazemos por quem agente ama né? -Sid me olhava confusa -Eu pedi pra esse cara me chamar no palco -Apontei para o cantor -Porque hoje eu vou me declarar, para uma pessoa muito especial na minha vida. Eu não sei como seria a minha vida sem ela, sinceramente não sei. -Sid ainda estava com a expressão confusa -Bom meu amor, passamos por momentos muito difíceis né? Mas, conseguimos vencer todos. Porque o nosso amor é muito forte e suporta tudo, vence tudo. Eu queria te dizer que ao seu lado eu sou um homem completo. Você me faz o homem mais feliz desse mundo e eu sou grato por tudo Sid. Eu te Amo muito, meu amor. E hoje fazemos 9 meses de namoro, mas eu não quero ser só seu namorado. Eu quero ser mais do que namorado. Eu quero ser seu marido. Quero você do meu lado pra sempre. Quero que você seja a mãe dos meus filhos,  a mulher com quem vou compartilhar meus momentos, aquela que vai me da conselhos e broncas quando eu errar. Enfim Você é a Mulher da minha vida! -Pude ver seus olhos se encherem de lágrimas
Desci os degraus da escada e fui até ela me ajoelhando em sua frente arrancando aplausos das pessoas. Peguei uma caixinha veludo de cor vermelha e abri mostrando a aliança.
-Quer casar comigo?
Sid colocou a mão na boca e as lagrimas começaram a rolar pela sua face
-Claro que eu aceito,amor! -Sua voz saiu falha
Eu sorri aliviado e tirei a aliança colocando em seu dedo depositando um beijo ali. A abracei e beija-a apaixonadamente.
Ouvindo aplausos e assobios.
***
>Por Sid
Hoje estava uma correria. Pois seria meu casamento,não havia visto Michael desde de cedo.
Após uma noite de amor ontem, quando amanheceu não o encontrei na cama e nem pela casa.
Só havia um bilhete falando que havia horário marcado no spa as dez horas e que era pra mim ficar bem linda pra ele. Só iriamos nos ver a noite. :(
O bilhete Também indicava a vinda de sua mãe que logo chegou. Me deu uma bronca por estar daquele jeito e me empurrou para o banheiro. Eu só ria, adorava dona Katherine. Era como uma segunda mãe pra mim.
Fomos para o spa e ficamos quase a tarde toda la. Depois fomos para o salão e logo ja estava em casa, vestida com o meu vestido de noiva.
http://noivasdoriodejaneiro.com.br/wp-content/uploads/2013/01/Veu-longo.jpg
-Vamos?
-sim -respirei fundo
***
Ao chegar perto da igreja, respirei fundo mais uma vez e adentrei acompanhada de seu Joseph, pai de Michael.
Michael me olhou sorrindo largamente e eu fiz o mesmo.
Quando cheguei ao altar ele agradeceu seu pai e pegou minha mão sussurrando um "Você esta linda".
Nos ajoelhamos diante do padre que começou a falar as mesmas palavras que falam em todos os casamentos.
Ate que chegou a tão esperada
-Sidney Drew Collins aceita Michael Joseph Jackson como seu legitimo esposo?
-Aceito!
-Michael Joseph Jackson aceita Sidney Drew Collins como sua legitima esposa ?
-Aceito!
-Então, eu os declaro marido e mulher. Pode beijar a noiva
Naquele momento compartilhamos o beijo mais apaixonado mostrando a todos o quanto nos amávamos.
Enfim teve os clichês como jogar o buquê, cortar o bolo e dançar valsa. Enfim depois de uma chuva de arroz sobre nós. Entramos na limusine indo direito para uma casa de praia a qual o amigo de Michael havia o emprestado para passarmos a nossa lua de mel.
Aquele lugar eu jamais vou me esquecer. Foi onde fizemos amor como marido e mulher e não como namorados.
***
Comecei a pular na cama na tentativa de acordar Michael, mas ele nem se mexia. Então decidi arrancar o cobertor de seu corpo só assim o fez abrir os olhos e resmungar
-O que foi Sid. Me deixe dormir por favor!
-Eu tenho uma noticia, anda acorda.
Ele resmungou mais uma vez e se sentou encostando na cabeceira da cama
-Anda, fala sua chata!
-Olha só, antes era amor, bem que quando falam que depois que casam tudo muda né -Michael gargalhou e me puxou me dando um beijo na testa
-Fala meu amor!
-Bom  -fiz um pouco de suspense -Vai chegar um novo membro na família
-O que quer dizer com isso Sid?
-Eu estou gravida Michael
-Ai meu Deus, serio?
-Sim!
Os olhos de Michael se encheram de lagrimas e ele começou a me beijar e alisar minha barriga. Todo minuto saía um "Eu não acredito" de sua boca e eu apenas ria com a sua felicidade.
Começamos a pular na cama e a daqui em diante era só alegria.




Fim
 




41 comentários:

  1. Acompanhando já... *-* continua flor!

    ResponderExcluir
  2. Cap 2 postado *-* E obrigada por estar acompanhando flor fico muito feliz. O seu comentário esta sendo muito importante pra mim ❤

    ResponderExcluir
  3. Amando flor *-*
    Continua está ótimo o início !
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Atualizado meninas e muito obrigada por estarem acompanhando. ❤
    Larissa uma das minhas autoras favoritas *-* obrigada por acompanhar *-* ❤

    ResponderExcluir
  5. Cheguei para acompanha *-* Ja xonei por esse casal (Sid e Michael) !!

    ResponderExcluir
  6. Jennifer já deu né kkkkkkkkkkkkk Michael está arrependido mulher,deixa de manhã.Tadinho senti pena dele :/
    Amei,a fic está perfeita <3
    Continua sua diva !
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Atualizado meninas *-* Muito, muito obrigado por estarem acompanhando e também pelo carinho ❤

    ResponderExcluir
  8. Gente que dó do Michael:'(
    Gostei da Sid, é atraída pelo mike , mas é certa o bastante para não se envolver com homem casado, mas quanto tempo ela vai aguenta fik sem ele??
    Aki q ansiedade continua flor :*

    ResponderExcluir
  9. Gente que dó do Michael:'(
    Gostei da Sid, é atraída pelo mike , mas é certa o bastante para não se envolver com homem casado, mas quanto tempo ela vai aguenta fik sem ele??
    Aki q ansiedade continua flor :*

    ResponderExcluir
  10. Se divorcia logo dessa mulher e vai ficar com Sid!! Continua *-*

    ResponderExcluir
  11. Atualizado meninas *-* obrigada por acompanharem ❤

    ResponderExcluir
  12. Aaaahh pq paro logo nessa parte???? Kkk continua flor

    ResponderExcluir
  13. Jennifer se lascou. U.u
    Continue...

    ResponderExcluir
  14. Ok ai vem confusão kkkkk continua flor

    ResponderExcluir
  15. Atualizado meninas ... E muito obrigada por estarem acompanhando *-*
    Anne umas das minhas escritoras favoritas... Estou muito feliz que esteja acompanhando minha fic *-----*

    ResponderExcluir
  16. *-* Jennifer vagaba não sabe o que perdeu u.u

    ResponderExcluir
  17. Atualizado meninas *-* obrigada por estarem acompanhando ❤
    É Josi ela não sabe o que perdeu haha :3

    ResponderExcluir
  18. Muito perfeita,continua por favor *---*

    ResponderExcluir
  19. ❤❤ Michael tem que oficializa o namorou casamento deles kkkkk continua

    ResponderExcluir
  20. Se é que voce ja nao esteja apaixonada né Sid !? Continua que eu tou amando *-*

    ResponderExcluir
  21. Atualizado meninas *-* obrigada a todas por acompanhar ❤
    Imagine vc em uma praia, clima romântico ao lado de Michael Jackson ain #Sonho :3 Como queria ser a Sid *-*

    ResponderExcluir
  22. Sid é muito sortuda mesmo
    ta perfeita stefany continua *-* ♡

    ResponderExcluir
  23. Atualizado meninas ... Bom tudo que é bom dura pouco :/ e agora Sid e Michael estão correndo um grande risco de vida nas mãos de Jennifer ... Vamos ver o que vai acontecer...
    Clarinho obg por estar aqui fico muito feliz *-*... O comentário de vcs é muito importante pra mim ❤

    ResponderExcluir
  24. Nossa será que ela terá coragem ?
    Continua flor está ótima *-------*
    Bjs <3

    ResponderExcluir
  25. Atualizado meninas *-*
    Lari obg por acompanhar ❤

    ResponderExcluir
  26. Essa Jennifer é uma vaca.
    Continua baby...

    ResponderExcluir
  27. Bom chegamos ao final de mais uma fic *-* meus amores obrigada por comentarem ... Pois foi os seus comentários que me motivava a continuar postando... A cada comentário era um pulo de felicidade,serio! Vc sao demais.. Muito obrigada mesma!!!
    E com certeza Mike e Sid ficará pra sempre em minha memoria *-* Bom o final não foi la essas coisas porque fiquei com um pouco de preguiça kk confesso! Mas espero que tenham gostado ! Bjos *-*

    ResponderExcluir
  28. Nossa muito top essa fic amei 👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  29. Ficou Simplesmente Perfeita Gostei Muito Mesmo Stefany
    Hoje em Dia é Muito Raro encontra Uma Fic Tão Simples e cheia de Amor " Ela Está Perfeita eu Amei ... Simples detalhes encantadores <3 Ameiiiiii <3 Poste Mais Fanfics <3 ... Estarei Aqui Acompanhando !!! Você escreve Muito Bem <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own obg flor ... Fico muito feliz que tenha gostado :D ❤

      Excluir
  30. E obg a todas que acompanhou ... Estou muito feliz que tenham gostado ... Bjos ❤

    ResponderExcluir