segunda-feira, 20 de abril de 2015

FanFic: "Dangerous Game lll - Where There is Love? " (+18)


Autora: Maricia Jackson



"Dizem que a felicidade plena não nos é adquirida aqui na Terra. E quem a disse está coberto de razão. Pensei que meu casamento definitivamente seria eterno,mas me enganei.

 Contos de fada não existem,disso eu sei. O que eu não sabia é que o "Amor Eterno" também não existe, é conversa, pois na primeira oportunidade,Michael me virou as costas.

 Suas promessas foram quebradas,assim como nossos corações, e eu sinceramente não sei o que o destino nos reservará..


Capítulo 1 

Alexia



  Felicidade. É a palavra que resume minha vida nesses dois anos que se passaram. Eu não tenho palavras para agradecer a Deus por todas as coisas boas que tem acontecido na minha vida. Olho para trás e toda aquela tristeza e desespero se aniquilou por completo.
 Michael tem se mostrado um marido e pai exemplar. Está sempre ao meu lado,me ajudando em tudo e claro, cumprindo perfeitamente suas obrigações de marido,amante e meu homem! É claro que brigamos,e muito! Eu falo merda,ele mais ainda. Eu jogo os vasos na sua cabeça e em duas vezes mirei no lugar certo. Não sei como Michael ainda está com a cabeça inteira! Mas a melhor parte é  reconciliação..
  Michael sempre pede arrego,ele bem que tenta me ignorar,mas eu uso minhas artimanhas e deixo Michael aos meus pés. Eu também não fico atrás,em diversas vezes eu mesma dou um fim nas brigas e procuro Michael,que me recebe de braços (e pernas) abertas..
 Enfim,meu casamento está perfeito,meu trabalho nem se fala e eu estou em uma eterna lua-de-mel..
-Michael, abastece logo essa moto! -estávamos em uma rodovia no Texas.
 O que estamos fazendo no Texas? Merda nenhuma! Sempre que Christine está de férias na casa da minha irmã,eu e Michael pegamos a moto e seguimos as curvas das estradas e dessa vez nosso destino foi o Texas.





-Calma honey.. A moto precisa de combustível! - disse com o mesmo sorriso safado de sempre
-Ah vá! Essa motoca bebe muita gasolina!
-Motoca é seu passado, baby! Essa é uma legítima Harley-Davidson,minha princesinha!
-Me poupe Jackson! - não aguentei e acabei rindo. Michael enlaçou minha cintura e me deu um beijo demorado - Está tão sexy com essa jaqueta de couro..
-E a senhora já está pensando em tirá-la né?
- Não só a jaqueta.. - mordi o lóbulo da sua orelha
-Puta que pariu Alexia! Quer que eu te coma no meio da estrada?
-Aceito ser comida em qualquer lugar pelo meu marido deliciosamente fodedor..
-Se não parar de me instigar eu..
-Eu o quê? - lhe olhei com malícia
-Se em dez minutos eu não achar um motel eu juro que paro essa moto no meio da estrada e dou um trato em você! - disse em tom ameaçador que fez minha intimidade pulsar
-Esse é o meu marido! - Michael me entregou o capacete e montou na moto
-Bora gata! Confia em mim?
-Já disse que não.. - ele riu - Mas eu te amo então,foda-se! - montei na garupa da moto,abracei Michael e ele arrancou com a moto em toda velocidade
-Segura firme honey! Vamos voar..
-Acelera Dangerous boy!


Capítulo 2 

Michael


  Com Alexia atiçando todos os meus sentidos,foi difícil me concentrar na estrada por muito tempo. A cada ano que se passa,Alexia fica mais fogosa e eu claro, adoro isso..
  Parei a moto no primeiro motel que encontrei no caminho. É claro que em outras circunstâncias eu a levaria para um motel decente.O problema que nem eu e nem ela aguentaríamos por muito tempo,principalmente à noite,ainda mais com Alexia arranhando minhas costas e massageando minhas coxas.
Peguei a chave do quarto e em um minuto já estávamos dentro dele,com Alexia no meu colo.
-Por que faz isso ein? - perguntei quando consegui separar nossos lábios
-Isso o quê..?
-Gosta de me enlouquecer. Você quer me matar não é? -ela riu
-E qual graça há nisso? Quero você vivo e inteiro só pra mim! - Alexia tirou minha jaqueta e minha camisa. Suas mãos passearam pelo meu peito até chegar na barriga. Seus dedos tocaram a barra da minha boxer
-Quer ajuda baby?
-Quero que fica em pé e assista o que eu vou fazer.. - Alexia abriu o zíper da minha calça e desceu ela junto com a boxer,me deixando nu
-Oh God.. Sempre pronto pra mim não é Jackson?
-Tá esperando o quê,honey? - Alexia pegou meu membro com a mão esquerda e passou a dar leves pressionadas no local.
  Ela se agachou e encostou meu membro na sua boca. Logo sua língua passou a escorregar em meu sexo e rapidamente Alexia enfiou tudo na sua boca
-Cacete.. - gritei ao sentir a ponta do meu membro tocar sua garganta. Alexia sugava demoradamente com as unhas cravadas nas minhas coxas. Guiei minha mão na sua cabeça forçando meu pau invadir sua boca
-Por que tem a porra de um pau tão grande e gostoso? - Alexia murmurou
-Pra te foder bem forte.. Ahh porra eu vou gozar .. - Alexia aumentou o ritmo das sugadas e eu explodi em um orgasmo alucinante. Os jatos de de sêmen caíram direto na sua boca e Alexia fez questão de se deliciar com ele
-Delícia..
-Delícia é o que eu vou fazer com você! - levantei Alexia e a empurrei na cama - Primeira regra baby, nada de roupas ouviu bem?
-Sim senhor.. - Alexia abaixou o calça jeans revelando a minúscula calcinha vermelha - Me ajuda com o resto? - me olhou com malícia
-Mas é claro.. - deitei meu corpo em cima do seu e desabotoei os botões da sua blusa, deixando-a apenas de lingerie,que logo seria retirada também
  Abri o fecho do seu sutiã e minhas mãos migraram para os seus seios, apertando-os com vontade até ficarem vermelhos. Alexia fechou os olhos gemendo baixinho. Circulei minha língua em seu mamilo enrijecido e suguei repetidas vezes. Fiz o mesmo com o outro seio.
Em seguida me concentrei em sua calcinha. Introduzi meu dedo em sua intimidade que estava quente e molhada.
-Puta que pariu..
-O quê,princesa..? - chupei seu pescoço
-Isso é muito bom.. - gemeu ao sentir meus dedos tocando fundo sua intimidade - Mas eu quero outra coisa ai dentro..
- O que você quer?
-Seu pau me fodendo pra valer..
-E você quer agora?
-Sim! Agora amor! - implorou. Tirei sua calcinha e encostei meu membro na sua entrada
-Antes preciso provar desta delícia.. - coloquei suas pernas nos meus ombros e comecei a beijar sua virilha até chegar na sua intimidade
-Oh Mike.. - logo minha língua estava percorrendo toda sua intimidade. Friccionei meu dedo em seu clítoris e percebi que Alexia não aguentaria por muito tempo
-Caralho! Que bocetinha gostosa amor.. Vou chupar tanto que perderá a voz!
- Vá em frente,baby.. - voltei minha língua em sua intimidade e passei a sugar seu clítoris.    Alexia gritou e quanto mais ela gozava,mais forte eu chupava. Suas pernas amoleceram e eu as tirei de cima de mim delicadamente.
-Vem cá.. - puxei Alexia para o meu colo e invadi sua boca com um beijo ofegante. Alexia puxava meu cabelo e senti meu membro rígido tocar sua intimidade
-Preciso tê-lo dentro de mim amor.. 

-E você terá! - levantei Alexia minimamente e a sentei novamente em meu membro que facilmente deslizou em sua entrada
-Oh Michael..
-Rebola pra mim amor.. - Alexia passou a cavalgar em cima de mim com maestria. Com as mãos segurei sua cintura ajudando-a no sobe e desce que já me enlouquecia. Sua intimidade apertava meu pênis de uma maneira absurdamente prazerosa. Urrei de prazer quando ela passou a rebolar demoradamente no meu membro.
  Sua boca encontrou a minha e enquanto eu sentia meu membro sendo engolido por sua intimidade, nos beijávamos ferozmente. Eu tinha uma necessidade fora do comum em possuí-la de todas as maneiras possíveis.
-Goze comigo Mike.. - ouvi-la me pedir dessa forma me desmontava e logo os indícios de um novo orgasmo apareceram. Alexia riu e voltou a quicar no meu membro numa velocidade impressionante.
  Sua intimidade apertou meu pau novamente e foi o que bastava para eu e Alexia gozarmos intensamente.
-Mais forte amor,mais forte! Porra Alex! - gritei sentindo todo meu corpo responder aos seus comandos. Sentir nossos líquidos se misturando me dava ainda mais prazer
Alexia se deitou no meu colo respirando com dificuldade. Meu membro ainda estava todo preenchido em sua intimidade e isso é extremamente delicioso.
-Gostosa.. Você é demais amor!
-Você que é.. Amo quando está dentro de mim..
-Por mim eu ficaria a vida toda.. - Alexia me encarou e repousou um beijo calmo em meus lábios. Acariciei seu rosto contemplando a beleza da minha mulher - Você é tão linda.. - disse com uma sinceridade que me impressionou,pois eu não falava apenas da beleza física
-Te amo Michael, mais a cada dia! Sabe é tão mágico,porque esse amor só se multiplica com o tempo..
-É porque você nasceu para ser minha!
-Promete que será para sempre?
-Sempre,sempre. Nada pode nos separar honey. Nosso amor é forte,verdadeiro.. Te amo com toda minha alma! - enxuguei os olhos de Alexia e voltei a lhe beijar. Dessa vez um beijo calmo,tranquilo,mas que transmitia todo o amor que sentimos um belo outro.


Capítulo 3 

Alexia


 Finalmente depois de duas semanas estamos de volta à Las Vegas. Estava sentindo falta da minha casa e claro,da minha filha.
 Assim que chegamos em casa,fomos direto para o banho.Caímos na cama e acordamos só no dia seguinte.
-Honey? Alex? - acordei com a voz de Michael bem próxima a mim
-Que..?
-Tá na hora de acordar,daqui a pouco temos que buscar a Chris.
-Merda! Esqueci completamente!
-Eu sei e é por isso que você tem um marido responsável que cuida de tudo pra você! - Michael beijou meu ombro
-O que seria de mim sem meu marido né? - ri - Me ajude a levantar?
-Vem cá. - Michael puxou meus braços delicadamente,me levantando
-Obrigada.. - Nem me esperou para tomar banho né?
-Não seja por isso,honey! Sempre gostei de tomar dois banhos de manhã..
-É..? Mas hoje não vai dar. Estamos atrasados!
-Tá me castigando né?
-Exato! - entrei no banheiro e tranquei a porta. Não podia correr o risco de Michael entrar e se isso acontecesse,sairíamos de casa ao anoitecer.


                                 
* * * *

                  
 O carro da minha irmã já estava parado. Assim que Chris saiu do veículo,veio correndo em nossa direção. Nos abraçamos por um longo tempo e em seguida ela foi pro colo de Michael.
-Oh Chris,você tá ficando pesada! - Michael riu
-Está me chamando de gorda,papai?
-Eu disse isso? - Michael falou de uma forma engraçada - Caramba,você é sua mãe cuspida!
-Somos um dupla não é filha?
-Isso aê!
-Alexia,que saudade! - Brenda veio nos abraçar
-Eu também estava morrendo!
-Obrigada por deixar Chris passar as férias conosco. Nos divertimos muito né princesa?
-Aham! A tia Brenda me levou em vários parques!
-Uhul! Vejo que  farra foi boa.. - Michael disse
-Foi sim! E na próxima vocês tem que ir junto ein!
-Pode deixar Brenda!
-Bem,eu vou indo. Fiquem com Deus!
-Você também!


           
* * * *


 Voltamos pra casa com Chris falando o tempo todo. Eu amava quando estávamos nós três juntos,pois ela e Michael arrumam uma falação e a única coisa que eu consigo fazer é rir.
-Filha vai lá tomar seu banho,que eu vou fazer hambúrguer pra gente!
-Michael,você vai encher a menina de porcaria!
-E desde quando hambúrguer é porcaria?
-Ah é muito saudável ainda mais a noite!
-Relaxa honey! Nossa filha tem um estômago de ferro que nem do pai!
-Só você mesmo viu! - depois de ajudar Chris a se pentear,fomos comer o famoso hambúrguer do Michael,que fica mais metido ainda quando recebe elogios
 Mas hoje o sabor estava diferente. Quer dizer,já faz uns dias que tudo que eu como tem o gosto ruim. Acho que tantos dias comendo besteira na estrada acabou ferrando meu estômago.
-Papai isso tá muito bom! - Chris já estava no segundo lanche e eu não passava da primeira mordida
-O que foi amor, não gostou? - Michael olhou pra mim
-Desculpa! - me levantei as pressas e corri ao banheiro para por tudo pra fora. Lavei meu rosto,escovei meus dentes e encontrei Michael assustado me  esperando do lado de fora com um copo de água na mão
-Beba. - pediu. Tomei dois goles e senti minhas vistas pesarem. Michael me segurou rapidamente - Alexia o que você tem? 
- Eu não sei.. É só um enjoo Michael.. - Michael arregalou os olhos e ficou aéreo - Mike? Você tá ai?
-Amor.. Será que isso..
-Isso o quê? - logo minha ficha caiu - Você acha que eu estou grávida?
-Não é óbvio? - Michael sorria largamente
-Oh caramba! Eu nem tinha imaginado isso! Mas não vamos criar expectativas ok? Pode ter sido só um enjoo..
-Sim,mas.. pode ser que tem um carinha ai dentro.. - Michael tocou na minha barriga
-Amanhã saberemos disso..
-Acha que eu vou aguentar esperar até amanhã? Vamos no hospital agora mesmo!
- E a Chris,Michael? Faz o seguinte,fica aqui com ela enquanto eu vou na farmácia,acho que ainda está aberta.
-Certo. Vou torcer pra dar tudo certo! - Michael me beijou demoradamente e eu saí. Espero que eu realmente esteja grávida,pois nunca vi Michael tão feliz na minha vida!
 
  Comprei logo cinco testes de gravidez. Cheguei em casa e estava tudo no maior silêncio,Michael assistia um filme com Chris,mas percebi que os dois estavam dormindo.
 Bebi dois litros de água para poder ir no banheiro. Devo ter ficado uma hora lá dentro para usar todos os testes e esperar os resultados. Puta.que.pariu! Sim,eu estou grávida! Todos os testes deram positivo. 
 Controlei a vontade enorme de gritar e fui até o quarto de Chris. Me aproximei de Michael e falei no seu ouvido.
-Acorda,mais novo papai do pedaço! - Michael me olhou incrédulo e antes que ele deve seu escândalo, tampei sua boca. Saímos rapidamente do quarto e assim que fechei a porta, Michael me puxou para um abraço apertado, me encaixando em seu colo
-Amor, isso é sério? - Michael me olhava com os olhos brilhando
-É sim! Vem ver.. - mostrei à Michael todos os testes e ele ficou mais boquiaberto do que antes
-Amor você realizou o sonho que eu mais queria! Eu te amo tanto,tanto!
-Eu também Mike. E dessa vez você vai ver seu filho crescer!
-Amo você.. Obrigado por me dar uma família tão perfeita!
-Nós amamos você! - coloquei sua mão na minha barriga e novamente Michael me puxou para si,me levando para o nosso quarto.

Capítulo 4 

Alexia


  Três meses se passaram desde então e a nossa casa está em festa. Minha barriga já se mostra saliente,estou de quase cinco meses e já sei que é um menino.
  Chris adorou a ideia de ter um irmãozinho e Michael nem se fala. É tão emocionante ver seus olhos brilharem a cada vez que ele afaga minha barriga. Michael repete toda hora que eu o fiz um homem ainda mais feliz do que já era e eu claro, me derreto toda.
  Assim que Michael saiu para levar Chris para a escola,tratei de arrumar um dos quartos da casa,o que seria do meu futuro bebê. Tirei algumas caixas lá de dentro e fui descer as escadas para por no jardim.
  Não sei em qual momento foi,mas senti que pisei em falso. Rolei escada a baixo e nada que eu fazia parava o impacto. Atingi minha barriga na quina do corrimão e uma dor dilacerante me fez gritar com toda força.
-Socorro! Alguém me ajuda!! - eu berrava por socorro,mas paralisei ao ver o sangue sujando a minha roupa e fazendo uma poça no chão - Oh meu Deus,não,não! Socorro!! - gritei mais alto ainda. A dor era tão insuportável que me faltava o ar
-Alexia? - Michael correu até mim - Meu amor,o que aconteceu?
-Eu caí.. Ai! Ta doendo muito!
-Vou chamar a ambulância. - Michael se afastou e logo voltou
-Michael.. nosso filho!
-Calma! Não se mexa ok? A ambulância tá chegando! - senti minhas vistas pesarem e tudo ficou escuro

* * * *


  Abri meus olhos com uma certa dificuldade. Logo percebi que estava em um hospital com diversos fios ligados no meu corpo. Apertei meus olhos novamente e tive a plena certeza de que algo muito ruim havia acontecido.
  Levei minha mão até a minha barriga,rezando para que o pior não tivesse acontecido. Engoli em seco ao perceber que minha barriga estava lisa sem a notória saliência da gestação.
-Meu Deus,isso não tá acontecendo! - murmurei. Apalpei minha barriga novamente na esperança de ter sido um engano meu
-Não faz isso.. - Michael segurou minhas mãos. Assim que olhei pra ele,toda minha esperança se esvaiu. Seus olhos estavam vermelhos e seu nariz inchado.
-Michael.. - sussurrei
-Você precisa ser forte,precisamos ser fortes.. - sua voz embargou
-Não! Não é possível! Cadê meu bebê,cadê? - gritei
-O impacto foi muito forte. O feto não resistiu.. - Michael soluçou - A curetagem já foi feita..
-O quê? Não! Não podiam ter feito isso com meu filho! - gritei sentindo minhas veias retesarem
-Alexia,ele estava morto! Não tinha mais o que ser feito! - Michael desabou em lágrimas o que fez me sentir mil vezes pior
-Oh meu Deus.. - foi só o que eu consegui dizer
-Você precisa descansar.. - Michael enxugou as lágrimas e se levantou da cama
-Onde você vai?
-Tomar uma água. Durma Alexia.. - Michael saiu do quarto com a expressão mais dura que se possa imaginar. Não sei se estava em estado de choque ou se me culpava pelo aborto. Pensar nessa possibilidade me apertava o coração
-Não.. Ele só está em choque,é isso! - repeti dezenas de vezes para me tranquilizar
* * * *


  Não,eu não consegui dormir. Cada vez que eu chorava,mais desesperada eu ficava. Devem ter se passado três horas e Michael não voltou,apenas o médico e uma enfermeira vieram checar o meu estado.
  Perguntei por Michael,mas ninguém o viu. Tentei me conformar com a hipótese dele ter buscado Chris na escola,mas a forma como ele saiu daqui,com o olhar duro, sem me dar um beijo ou uma palavra de conforto,não saía da minha cabeça.
  Poxa,estávamos tão felizes,eu havia realizado o sonho de Michael e por uma irresponsabilidade minha eu acabei com tudo.
  Não me espantaria o fato de Michael estar decepcionado,mas eu imploro à Deus para isso não ser verdade,pois eu só tenho Michael ao meu lado e eu não suportaria ver desprezo em seus olhos como vi à horas atrás.

Capítulo 5 

Michael


   Eu estou completamente devastado. Esse filho foi tão esperado e de repente ele não está mais entre nós. Eu não sei o que pensar ou fazer.
   Por Deus,eu não culpo Alexia! Sei que ela está sofrendo tanto quanto eu, mas não consigo fingir que estou bem. Não consigo olhar nos olhos dela,pois eu sei que não vou apoiá-la como merece. Eu sei que pareço um insensível,mas poxa eu tenho direito de sofrer!
   Assim que soube da notícia,liguei para Brenda,ela é a única pessoa de confiança que mora perto. Quando contei à ela o ocorrido, Brenda disse que viria direto pra cá. Saí do hospital e fui buscar Chris na escola, estar com ela me faria bem. Não tive coragem de contar pra ela o que aconteceu. Decidi chamar a babá que ficava com ela no horário da noite, Chris não entendeu o porquê,mas disse que tínhamos um assunto de trabalho e que iríamos demorar para voltar. Fui para o hospital novamente,esperar por Brenda.
* * * *

  Três horas já haviam se passado.O doutor disse que Alexia ainda estava dormindo e eu me senti aliviado.Brenda estava para chegar a qualquer momento e eu precisava de alguém para conversar, desabafar e quem sabe, me ajudar em uma solução para esse pesadelo.

-Michael!
-Oi Brenda.. - ela me abraçou - Que bom que veio..
-Como está a Alexia?
-Agora ela está dormindo.. - me sentei no sofá escondendo meu rosto - Essa dor é tão cruciante Brenda.
-Eu imagino..Ninguém está preparado para perder um filho..
-Tenho medo que isso desestabilize nosso casamento..
-Por que diz isso? Michael,não está culpando Alexia ne?
-Claro que não.. Ai Brenda é tão difícil.. Era meu sonho sabe?
-Michael,Alexia precisa de você. Sem seu apoio ela ficará pior do que está!
-Eu sei Brenda! Mas e eu? Não acha que estou sofrendo? É meu filho que morreu! Eu sei que pode parecer que eu sou egoísta,mas eu sou humano!
-Peço à Deus sinceramente que a perda desse bebê não estrague esse casamento.. Eu vou ver a Alexia! - assim que Brenda se levantou,me permiti chorar. Eu queria estar lá dentro apoiando minha mulher,mas essa decepção,não com Alexia,mas com a vida, não me permitia demonstrar meus sentimentos. Espero que seja apenas um estado de choque..

-Ela acordou. - Brenda disse
-Como ela está?
-Péssima,mas conseguimos conversar..
-Ainda está acordada?
-Está..Perguntou por você.
-Eu vou vê-la. Obrigada por ter vindo.
-Imagina, é minha irmã. Vou ficar com a Chris,me mande notícias!
-Pode deixar! - entrei no quarto e vi Alexia deitada de lado para a parede.Pigarreei para chamar sua atenção e ela se virou
-Michael?
-Se sente melhor?
-Fisicamente sim.. - murmurou - Onde está a Chris?
-Com a babá,mas a Brenda está indo para nossa casa ficar com ela..
-Christine já sabe?
-Não, ainda não tive coragem de falar..
-Michael eu não tive culpa!
-Eu sei Alexia, não fale isso! - me aproximei
-Então porquê me olha desse jeito,como se a culpa fosse toda minha?
-Alexia eu estou sofrendo, ok? Não é fácil perder um filho
-E eu? Se é doloroso pra você, pra mim é mil vezes pior! Não é você que gerou um ser dentro de si, que aprendeu a amar desde o primeiro dia que soube da gravidez, não é você caiu daquela maldita escada e viu seu próprio filho se esvair do seu corpo sem poder fazer nada para impedir! - gritou com o rosto banhado em lágrimas
-Me perdoa.. Me perdoa pela forma como te tratei.. Eu pensei só em mim e não olhei pra você. Eu devia ter te apoiado,te consolado,mas..
-Deixa Michael, já passou.. Vamos ter que conviver com isso,aceitar o que aconteceu..
-Você tem razão. Vamos superar mais esse obstáculo. - beijei sua testa - Vou ficar aqui com você ok?
-Vá pra casa,está cansado.
-Alexia..
-Vá. Eu estou bem. - suspirei pesadamente e lhe dei um leve beijo nos lábios.Eu sabia que nada que eu dissesse mudaria o que aconteceu.
* * * *

  Já haviam se passado três dias desde o ocorrido.Contar para Chris foi uma tarefa difícil, ela ficou muito triste,mas eu disse que seu irmãozinho veio para preencher nossa vida de amor e que logo Deus nos enviaria outro presente.Na verdade eu torcia para que isso acontecesse, quem sabe assim essa dor diminuiria?

  Hoje Alexia receberá alta do hospital. Eu e Chris deixamos tudo pronto para recebê-la,além de encher a casa com flores. Queria que ela se sentisse confortável novamente e que pudéssemos voltar a ser como antes. Eu sei que essa tristeza não vai sanar tão cedo,mas estou disposto a lutar por nossa felicidade e pensar no futuro. Nosso amor é grande e intenso demais para eu deixar que se desgaste, vou fazer o possível para superarmos essa perda e seguirmos juntos,mesmo com a sensação de que enfrentaremos grandes tempestades pela frente..

Capítulo 6 

Alexia


  Depois de três dias no hospital eu recebi alta. Por conta da pancada, fiquei com alguns hematomas nas costas,além de uma costela quebrada. Mas nenhuma dor física é pior que a dor no meu peito. É um sentimento tão estranho e difícil de explicar.. Na verdade não sei o que esperar quando chegar em casa.
-Licença.. - Michael deu leves batidas na porta - Posso entrar?
-Pode sim. - me virei e continuei a recolher meus objetos
-Feliz por voltar pra casa? Chris está louca para te ver!
-Eu também estou. Não gosto de ficar longe da minha menina..
-Então,vamos?
-Uhum. - Michael fez questão de pegar minha bolsa e de apertar minha mão. Seu olhar não estava frívolo ou duro, porém tinha culpa
 O caminho até em casa foi irritantemente silencioso. Eu só conseguia olhar para a janela do carro. Vez ou outra eu percebia que Michael esticava sua mão até a minha,mas logo recuava.
-Chegamos. Deixe que eu te ajudo! - Michael desceu do carro e me apoiou em seus braços.
 Assim quando entrei em casa notei que ela estava bem iluminada,com as janelas abertas e muitas,muitas flores para todos os lados. Confesso que me emocionei ao ver o trabalho que eles tiveram comigo.
-Foi você que preparou isso? - perguntei
-Eu e Christine. Ficamos arrumando a casa até dar a hora dela ir para a escola! - Michael riu timidamente
-Ficou lindo..
-É pra você..
-Obrigada. - sorri. Já estava me dirigindo à escada quando Michael tocou meu braço
-Alexia,podemos conversar? - sua voz saiu embargada
-Fala..
-Não tenho cara para olhar pra você. Eu fui um egoísta em agir daquela forma.. - seus olhos estavam marejados - Eu sei que não fiz meu papel de marido,mas eu sou humano e tenho defeitos,me perdoe Alexia,por favor! - Michael estava quase chorando. Eu não disse nada,apenas o abracei e me permiti chorar 
-Você me magoou muito,eu realmente entendi que foi sua maneira de reagir,mas poxa pra mim também foi difícil.. - Michael enxugou minhas lágrimas 
-Eu amo você demais,não duvide disso. Vamos seguir em frente juntos e continuar tentando
-Tenho medo de passar por isso de novo.. 
-Olha pra mim. Se isso aconteceu foi para nos tornar mais fortes, infelizmente não sabemos o motivo de Deus ter levado nosso menino tão cedo,mas eu sei que quando menos esperarmos vamos ser surpreendidos novamente e eu te prometo que nunca,nunca mais vou sair do seu lado,ao menos que me peça!
-Jamais faria isso,você é meu Karma,  Michael Jackson! - Michael abriu um largo sorriso
-Você também não fica atrás mocinha! - Michael enlaçou minha cintura e eu gemi pela dor incômoda nas minhas costas
-Au..
-O que? Te machuquei?
-Não.. É só a dorzinha pela queda..
-Hmm lembra quando fiz aquela massagem em você? Te curou rapidinho!
-O que me sugere então?
-Bem,estou a sua disposição.. 
-Certo,vou aceitar essa massagem e é bom que dê certo!
-Não tenha dúvidas! - Michael me pegou delicadamente no colo e me levou para o nosso quarto


          
* * * *


  Dois meses se passaram desde a perda do meu bebê e graças a Deus meu relacionamento com Michael tem melhorado cada vez mais. Não voltamos mais a falar sobre gravidez, é melhor esperar a vontade de Deus.
 Para esquecer esse terrível acontecimento na minha vida,decidi voltar a trabalhar. Michael,no início, foi contra. Disse que eu não podia me esforçar e que trabalhar em uma boate era muito cansativo,mas ele sabe que eu não desisto fácil e logo teve que ceder.
 Trabalhar sempre fez bem à mim. Toda vez que eu me sentia mal por algum motivo,eu descarregava trabalhando,e dessa vez não está sendo diferente. Afinal,já perdi a conta de quantas vezes eu reconstruí a minha vida..
-Honey já fechei o caixa. Podemos ir?
-Ah por favor! Estou morta de cansaço!
-Eu disse que era dureza,mas você é teimosa..
-Nem vem Jackson,nem vem.. Sabe que eu não desisto do que eu quero..
-Por que será que eu me casei com você ein? - Michael puxou meu rosto de encontro ao seu e depositou um beijo em meus lábios - Me espere aqui tá? Só vou terminar de organizar umas coisas lá dentro para podermos ir embora.
-Certo! - assim que Michael entrou no escritório,decidi esperá-lo dentro do carro. Quando abri a porta, um homem muito bem arrumado aparentando uns 35 anos se aproximou de mim



-Oi! Você é a Alexia Heizel,certo? - disse sorrindo pra mim
-Sim,sou eu. Me desculpe,mas seu nome é?
-Oh deixe-me apresentar. Meu nome é Simon Reale, sou produtor musical.
-Simon Reale? Pera ai,eu já ouvi falar de você e muito bem por sinal!
-Opa,assim fico lisonjeado! Queria conversar com você,podemos?
-Claro que sim,o problema que eu estou indo embora agora,mas podemos nos falar amanhã!
-Melhor ainda!
-É em relação à boate?
-Em relação à você. Já tive diversas oportunidades de vê-la cantando na extinta Blackout e sempre fui um fã do seu trabalho! E agora,finalmente te achei. Esteve sumida! - ele riu
-Pois é, foram anos trabalhosos mas tudo tem se acertado!
-Perfeito.. Bem,vou ser direto. Gostaria muito que trabalhasse comigo,como cantora.
-O que?
-É isso mesmo! Você é tem um talento nato,além de ser uma mulher belíssima! Tenho certeza que fará um sucesso indescritível!
-Caramba esse sempre foi meu sonho,mas agora..
-Nunca é tarde para lutar pelos nossos sonhos. Tem oportunidades que aparecem somente uma vez na vida e se não agarrarmos,ficará só na lembrança..
-Você tem razão..
-Tome o meu cartão. Pense direitinho e me ligue,pode ser?
-Pode sim!
-Até mais Alexia!
-Até.. - assim que Simon se afastou,Michael saiu da boate.   
   Fiquei pensando nessa proposta,é claro que eu conversaria com Michael,mas no momento preciso realmente me importar com a minha opinião sobre esse assunto. Quem sabe é uma boa oportunidade para que eu dê um novo rumo à minha vida?

Capítulo 7 

Michael


  No caminho até em casa,notei que Alexia estava muito pensativa.Fiquei quieto, podia ser coisa dela então preferi não perguntar. Estacionei o carro e enlacei sua cintura.
-Amor preciso falar com você.. - Alexia iniciou o assunto. Me sentei no sofá e assenti para que ela continuasse
-Aconteceu alguma coisa?
-Mais ou menos.. Quer dizer,sim.
-Pode falar.
-Eu recebi uma proposta hoje..
-De..?
-Trabalhar como cantora profissional.
-O quê?
-Trabalhar como cantora Michael. Um produtor me procurou hoje me lembrando da época em que eu cantava na Blackout..
-E o que você disse?
-Que ia pensar.. E Michael,eu estou muito afim de aceitar.
-Tem certeza?
-Sim. Sempre foi meu sonho e depois de tanto tempo eu tive essa oportunidade. Você tem alguma objeção?
-Olha Alexia.. Isso é decisão sua,se te fizer feliz..
-Tá falando sério?
-Eu to sim.. Eu amo você e serei o primeiro a te apoiar.. - forcei um sorriso
-Caramba eu preciso filmar isso! Eu  pensei que você fosse dar do contra..
-Eu confio em você, e sei que é um sonho seu! - Alexia abriu um sorriso iluminado
-Amo você.. É o melhor marido do mundo!
-E ele não ganha nenhum presente não?
-Podemos conversar.. - Alexia montou no meu colo e começou a desabotoar minha camisa e eu fiz o mesmo com a sua blusa. Puxei sua cabeça pra frente e lhe beijei sem nenhum pudor, faríamos amor ali mesmo se não fosse a babá de Chris para interromper.
-Oh me desculpe.. Só vim avisar que já estou indo.. - disse extremamente desconcertada
-Relaxa Emma.. Até mais.. - Alexia disse com uma tranquilidade espantosa,ainda em cima de mim
-Até.. - assim que a menina saiu, não aguentei e comecei a rir
-O que foi? - perguntou
-Viu o que você fez com a menina?
-Ah por favor né? Até parece que ver um casal se pegando é coisa de outro mundo!
-Você que é uma safada! - apertei a ponta do seu nariz
-Então deixe eu te mostrar a safada,hum? - mordi o lábio inferior e uni nossas bocas novamente para um beijo intenso. Me levantei,com Alexia no colo e fomos para o quarto
.
 
             
* * * *


 Fazer amor com Alexia de uma forma tão sublime é a melhor sensação do universo e vê-la dormindo profundamente ao meu lado,me faz ser o homem mais sortudo do mundo.
  Falar que eu apoio sua decisão feliz da vida é mentira. Para ser sincero eu não gostei nada disso,mas não quero ser o tipo de marido chato que fica no pé da esposa,ainda mais se ela tiver o gênio de Alexia.
  Mas acontece que eu cansei de brigar,tudo que eu quero é paz no meu casamento. Desejo profundamente que seus planos dêem certo,mesmo achando que ela deveria ter pensado mais sobre essa decisão,mas como isso parte dela, não vou me meter na sua escolha. 

 
            
* * * *


  Assim que abri os olhos pela manhã,notei que Alexia já havia se levantado. Provavelmente foi acordar Chris e esperar a van dela chegar.
 Me levantei,tomei um banho e fui até a sala,mas parei na metade do caminho ao perceber que Alexia estava no telefone.
-Então Simon,eu pensei muito e decidi que aceito sua proposta!
- X X
-Claro! Podemos nos ver e você me explica tudo..
-X X
-Eu estou muito empolgada! Você sabe,é um grande sonho meu e finalmente vou realizá-lo!
-X X
-Eu que te agradeço. Até mais tarde! Beijos.. - Alexia desligou o telefone e olhou para mim. Juro que tentei soar o mais natural possível,não queria que ela percebesse que eu estava receoso
-Bom dia.. - falei
-Bom dia amor.. Eu tava falando com o Simon.
-E quem é Simon?
-O produtor que te falei. Acabei de confirmar com ele sobre a proposta! - Alexia estava radiante e fiquei contente ao vê-la tão feliz
-Então você está decidida?
-Estou! Michael se tiver algum problema,pode falar..
-Imagina,claro que não. Já disse que vou apoiar qualquer decisão que você tomar,mas eu gostaria de conhecer esse cara,posso?
-Claro que sim! Hoje teremos nossa primeira conversa,se quiser vir comigo..
-Não vou atrapalhar?
-Claro que não! Quero que meu marido esteja a par de  tudo que acontecer!
-Eu quero mesmo viu? Preciso zelar pelo que é meu! - sussurrei em seu ouvido
-Tá aprendendo comigo né? Vou trocar de roupa para podermos ir,já volto!
  Eu espero realmente que isso seja apenas uma implicância minha. Juro que estou fazendo de tudo para me mostrar a favor dessa situação,mesmo sabendo que será uma prova de fogo.
.

Capítulo 8 

Alexia


  Saber que Michael me apoia,já tira um peso das minhas costas. Ao que parece ele aceitou de bom grado minha escolha,o que me faz ter certeza de que ele é o melhor marido do mundo.
   Já estávamos na sala de espera do opulento escritório de Simon,aguardando eles nos chamar e em menos de cinco minutos a secretária apareceu.Percebi a cara que a mulher fez ao ver Michael e eu obviamente,fiz questão de repreender Michael e fuzilar a mulher com os olhos.
-Você é ciumenta ein? - Michael riu
-Você ainda não viu nada,senhor Jackson.. Se eu ver ela te olhando de novo,terei uma conversinha com ela! - falei no seu ouvido
-Você é fica tão sexy com ciúme.. 
-Vai brincando..- encerrei o assunto assim que entramos na sala. Simon se levantou da poltrona assim que nos viu
-Alexia! Que bom você ter vindo!
-É claro que eu viria! É.. esse é meu marido,Michael. - eles se entreolharam e confesso que fiquei sem graça pela situação,pois eu sei que para um homem astuto e ciumento como Michael,essa situação é extremamente desconfortável
-Tudo bom Michael? 
-Sim.. Você é..?
-Simon Reale. Sou produtor musical! - Michael forçou um sorriso e apertou sua mão -Então Alexia, foi fácil convencer seu marido? - disse em tom de brincadeira
-Michael é muito compreensível e sempre me apoia,não é amor?
-Claro.. A felicidade de Alexia é o mais importante pra mim. - sorriu
-Ótimo! Bem, vamos começar?
-Sim. Eu trouxe as minhas letras,se quiser dar uma olhada..
-Ah me mostre sim! Quer dizer que além de ser linda,ter uma voz perfeita,ainda compõe? - Michael se recostou na cadeira,se esforçando ao máximo para não sair do sério
-Obrigada Simon,mas elogios à parte vê o que acha das letras.
-Certo. Eu vou ler com calma e podemos selecionar as músicas para lançarmos.
-Lançar? 
-Exatamente. Lançaremos seu primeiro álbum Alexia,mas você terá que cantar cada uma delas para mim.
-Ela pode gravar as músicas,será mais fácil. - Michael pronunciou
-Sim,mas.. 
-Mi..Michael tem razão,além do mais eu tenho vergonha! - ri
-Ah mas terá que deixar essa vergonha de lado,minha estrela! - Michael olhava impacientemente para o relógio,eu o conheço muito bem. Toda vez que Michael faz isso, é porque se sente extremamente desconfortável em alguma situação
-Sim,você tem razão.. Bem, me ligue assim que você ler!
-Ligo sim! Por mim começaríamos hoje mesmo! Mas tudo bem,amanhã ligarei pra você e mão na massa!
-Estou bem ansiosa! - ri - Vamos amor?
-Oh sim! - Michael se levantou rapidamente. Apertou minha mão com força e eu percebi que Michael se sentia inseguro
-Até mais! - Simon beijou minha bochecha e apertou a mão de Michael
Assim que saímos do escritório,puxei Michael para o fim do corredor e o pressionei na parede.
-O que foi Alexia?
-Michael olhe nos meus olhos. - quando ele fez o que eu pedi, percebi tristeza em seu olhar - Está com medo de que?
-Não entendi.
-Michael eu te conheço não é de hoje e sei exatamente quando está inseguro,triste,com ciúmes..
-Eu não devia ter vindo.. Atrapalhei tudo!
-Shii.. Para com isso! Amei você ter vindo,mostrou que me apoia,que está do meu lado.. Seja sincero,você realmente está gostando dessa situação?
-Como quer que eu goste se ele não para de dar em cima de você? - Michael disse em tom de voz baixo
-Sabia que era isso! - ri - Michael..- toquei seu rosto - Olha pra mim. Acha mesmo que dou importância pra isso? Ainda mais eu que já tenho tudo que preciso!
-As veze acho que você não é totalmente feliz..
-Oh meu amor,me desculpa! - lhe abracei - Me perdoe por demonstrar isso,mas Michael,você me faz feliz todos os dias. O fato de cantar é um outro sonho que me faz feliz, mas se não der certo, paciência,pois eu já tenho tudo que eu preciso,você e nossa filha..
-Amo você Alexia e tenho medo de te perder! 
-Relaxa,você nunca mais se verá livre de mim,nunca, ouviu? - Michael abriu um leve sorriso - É assim que eu quero te ver,com esse sorriso lindo.. - rocei meus lábios nos seus e Michael me abraçou forte
-Prometo que não vou mais te preocupar.
-Não,você vai me prometer que sempre que se sentir desse jeito você vai se abrir comigo,promete?
-Prometo! 
-Agora me beija..
-Aqui? 
-Uhum, é bom que a secretária fica sabendo que você tem dona! - Michael apertou minha cintura e enterrou sua cabeça no meu pescoço,dando leves mordidas
-Me enlouquece,honey.. - puxei Michael para mais perto e lhe beijei. Sua língua duelava com a minha em sincronia,já sentia minha intimidade pulsar
-Vamos sair daqui.. Não pega bem transar aqui ne? - ele riu
-Tem razão,é pra isso que existe banheiro.. - Michael arregalou os olhos
-Que? Você não tá pensando em..
-Estou sim! - puxei a mão de Michael e entrei no primeiro banheiro vazio que achei. Me certifiquei se tinha câmeras ali e se alguém passava pelo corredor - Pode vir! - tranquei a porta rapidamente 
-Alexia do céu..!
-Sabe que quando quero fazer amor com você,eu não posso esperar!
-Eu sei sim e vou dar o que você quer agora mesmo! - Michael me sentou na pia e logo suas mãos migraram para as minhas coxas
Ele separou minhas pernas e desceu minha calcinha,penetrou seus dedos na minha intimidade e eu gemi pelo contato.
-Puta merda..
-Você veio de vestido propositalmente não é?
-É claro que sim.. Sempre estou preparada!
-Delícia! - Michael abriu o zíper da calça e libertou seu membro duro e teso
-Virgem Santíssima!
-Que?
-Esquece.. Agora me foda,por favor! - choraminguei. Michael roçou seu membro na minha intimidade e penetrou lentamente
-Michael..Mais fundo.. - gemi
-Assim? - ele empurrou seu membro inteiro em minha entrada. Ele me beijou para abafar os gemidos e passou a estocar feito um animal. Eu ri,pois adoro quando ele faz isso
-Isso amor,continua! - implorei - Oh cacete,eu vou gozar!
-Então goza comigo.. - Michael gemeu,suas mãos apertavam meus seios deliciosamente e foram mais algumas investidas para que o êxtase nos atingisse e nossos líquidos se misturassem
Ficamos abraçados por alguns minutos até recuperarmos o fôlego. Michael me ajudou a arrumar meu vestido e me descer da pia. Ele me envolveu em um abraço apertado e cheirou meus cabelos.
-Podemos ir senhorita?
-Agora sim.. - Michael riu e destrancou a porta. Saímos dali correndo com medo de sermos pegos no flagra,mas mesmo se isso acontecesse eu não daria a mínima. Michael me faz perder toda vergonha e senso e eu não saberia viver de outra forma que não fosse assim,com o meu homem.

Capítulo 9 

Alexia


  Alguns dias se passaram desde minha primeira reunião com Simon e desse dia em diante,começamos a focar no nosso trabalho. Eu estou amando minha rotina,agora vejo que nasci pra cantar. Já gravamos algumas músicas e estamos selecionando o restante.
  O único problema é que isso me cobra muito tempo, passo o dia todo na gravadora e volto só a noite,quando Michael está na boate. O foda que ficamos cada vez mais distantes,sinto falta do meu marido,da minha filha,mas sei que logo isso vai passar. 
   O início é trabalhoso mesmo,Simon me tranquilizou dizendo que essa fase vai passar e que logo colherei os frutos desse trabalho pesado.
  Hoje felizmente consegui sair mais cedo do estúdio. Se eu tiver sorte vou conseguir ver Michael um pouquinho. Quando entrei em casa notei que tudo estava em silêncio,mas todas as luzes acesas. Fui imediatamente para o quarto de Chris e a vi deitada na cama e Michael agachado ao seu lado com um termômetro nas mãos.
-Michael? O que aconteceu?
-Minha filha está com febre de quarenta graus. - disse sem olhar pra mim
-Por que não me ligou?
-Se olhasse para o celular veria dezenas de ligações minha. Mas claro,você não veria,pois está muito ocupada!
-Mas eu sou mãe dela! 
-Não parece! Fale baixo,agora que ela dormiu. - Michael lhe deu um beijo,saiu do quarto e eu o segui
-Como pode falar isso? 
-Eu disse alguma mentira? Alexia você não para em casa. E quer saber? Eu tenho tentado levar tudo numa boa,mas paciência tem limite! Sua filha passou o dia todo te chamando,ardendo em febre e com a garganta inflamada e onde está a mãe dela? Enfurnada numa porcaria de estúdio com outro homem fazendo sabe-se lá o quê - transferi um tapa em seu rosto que o fez tombar a cabeça
-Você é um estúpido! - corri para o meu quarto.Não queria que Michael me visse chorando, pra falar a verdade ele está certo.
  Estou negligenciando minha família e sendo uma verdadeira egoísta,mas eu juro que não faço isso para alimentar meu ego. Queria que Michael e minha filha sentissem orgulho de mim,que admirassem meu trabalho. Entendo que Michael está indignado comigo,mas daí insinuar que estou tendo algo a mais com Simon é o cúmulo,isso não admito de forma alguma!
   Respirei fundo e saí do quarto. Michael estava na sala então aproveitei e fui ficar com Christine. Me doeu ver minha menina toda fragilizada enrolada na coberta. Medi sua temperatura e graças a Deus a febre estava baixando.
-Oh meu amor.. - solucei - Perdoa a mamãe por agir assim. Eu sempre prometi que nunca sairia do seu lado.. Eu sei que não estou sendo a mãe que você merece,nem a esposa que seu pai precisa.. Mas prometo que vou voltar pra casa ta? Não sairei mais do seu lado.. Te amo minha menina.. - lhe dei um beijo na testa e quando me levantei para sair,Michael estava parado na porta
  Ele deu passagem para eu passar e veio atrás de mim. Voltei para o quarto e me sentei na cama de cabeça baixa. Michael estava encostado na cômoda com os braços cruzados.
-Vou conversar com Simon amanhã.
-Sobre o quê? - disse firme
-Vou cancelar tudo. Foi uma loucura! Na altura da minha vida dar uma de adolescente.. Vou cuidar da minha filha.
-Não,você não vai fazer isso. 
-Não precisa falar nada,amanhã resolvo isso. - falei decidida
-Alexia,não! Não quero que desista do que quer por causa das coisas que falei,só te peço que aprenda a conciliar sua vida e que pense bem no que é prioridade pra você. Não dou a mínima pro jeito que me trata,mas ignorar sua filha eu não vou permitir.
-Michael,você deixou de me ..amar?
-O quê?
-O jeito como você falou.. - engoli o choro. Michael fechou os olhos e veio até mim
-Porra Alexia,não vê como essa situação me machuca e você ainda diz isso? Eu só queria ter a minha Alexia de volta. - Michael encostou sua testa na minha e se afastou - Só isso..

Capítulo 10

Michael




   Aproveitei que Bred está na cidade e fui para a boate. Precisava espairecer, desabafar com um amigo.. É tanta coisa acontecendo somado ao constante medo de perder Alexia..
-Bred! - acenei para ele se juntar a mim na mesa
-Michael! Quanto tempo rapaz.. Cadê a Alex?
-Está em casa,Chris teve febre.
-Ah entendo.. Melhoras pra minha afilhada! Mas vem cá,que cara é essa?
-Bred,Bred.. Meu casamento vai de mal a pior.. - suspirei
-Como assim? 
-Você sabe que a Alexia está se lançando como cantora,ne?
-Claro que sei! Ela lutou tanto pra conseguir.. Mas qual o problema? Você é contra?
-Não é isso.. Mas desde que ela começou a trabalhar com esse tal de Simon,tudo tem desandado! Só sabemos brigar e brigar.. 
-Está com ciúmes..
-Sinto que vou perdê-la Bred, e eu morreria se isso acontecesse! Caramba,eu tenho feito de tudo para me mostrar indiferente, frio.. mas isso acaba comigo,machuca!
-Poxa Michael,vocês dois já conversaram?
-Sim,ela sempre diz a mesma coisa,que isso é passageiro.. o diabo a quatro,mas nada muda! Eu amo essa mulher Bred e eu to desesperado com o rumo que nosso casamento está tomando.. - enterrei minha cabeça entre minhas mãos
-Olha Michael.. por mais que haja amor entre um casal,casamento é uma coisa muito complicada. Eu mesmo tenho visto isso com a Sarah. Mas um tem que se desdobrar pelo outro.. Alexia também te ama..
-Será? Nós mal nos falamos, mal nos vemos! As vezes eu acho que ela tem se sentido entediada com a vida de casada..
-Não fala isso Mike, Alexia jamais se sentiria assim. Ela ama a família e tenho certeza que ela está fazendo isso por vocês. Michael,eu conheço a Alex desde que ela tinha dezoito anos, ela sempre sonhou em cantar e ela só está admirada com tudo isso,logo tudo voltará ao normal.
-Você tem razão.. Nosso amor é forte demais para ser abalado dessa forma!
-É assim que se fala meu amigo! Você vai ver como logo logo tudo se encaixará!
-Deus te ouça.. Eu vou pra casa ta?
-Eu sei que vai! Fazer as pazes com a patroa ne? - ele riu
-Tentarei.. Me deseje sorte!
-Vai dar tudo certo, quando é que não deu? Use suas armas,Jackson!
-Vamos ver se amanso a fera! Até mais Bred!
-Até! Mande um beijo pra elas!
-Pode deixar..

   Cheguei em casa por volta de uma hora da manhã. Fui ao quarto de Christine e graças a Deus ela dormia tranquilamente,a febre já havia abaixado. Me partiu o coração ver Alexia dormindo sentada no chão com a cabeça apoiada na cama. Sua mão estava entrelaçada com a de Chris e eu praguejei por ter sido tão grosso com ela.
  Peguei Alexia cuidadosamente no colo e ela se mexeu um pouco, beijei sua testa e segui com ela para o quarto. Deitei ela delicadamente na cama e acariciei sua bochecha. 
   Tomei um banho relaxante e voltei para o quarto. Alexia estava encolhida na cama e eu me deitei junto dela,a abraçando por trás.
-Michael? - murmurou
-Olha pra mim. - puxei seu rosto para mais perto - Eu não vou desistir de você,não mesmo! Eu sei que fui um idiota..
-Você é! - ela riu timidamente
-Mas você está acostumada né não?
-Acostumada a ter um marido idiota? Meu Deus,onde vamos parar!
-Eu te amo,honey.. Me perdoa pelas merdas que eu lhe falei,só queria te atingir de alguma forma..
-Eu também devo pedir perdão. Não tenho cuidado de vocês como merecem..
-Vamos fazer o seguinte,como nós dois fizemos merda,pra variar.. - ele riu - Vamos começar de novo, ajudando um ao outro. Quero que me conte como anda seu trabalho, seus planos,quero que se abra comigo,quero ser seu amigo,seu marido de verdade..
-Você já é isso tudo! - Alexia me beijou - Eu vou fazer tudo que me pedir ok? E nunca mais vou por o trabalho em primeiro lugar,nunca!
-Eu confio em você.. Não quero mais brigas, desconfianças, nada disso.. 
-Você tá certo. Amanhã vou conversar com o Simon e eu mesma vou programar os horários, ninguém manda em mim! Só o meu garoto..
-Hmm bom saber! - puxei Alexia para o meu colo e ataquei sua boca para um beijo ardente, logo estávamos entregues um ao outro,fazendo amor do jeito intenso que nós gostamos..


Capítulo 11

Alexia

  Eu estava decidida. Não deixarei que nada nem ninguém me afaste da minha família,nem mesmo o meu sonho. Me levantei da cama cuidadosamente para não acordar Michael.
Eu já falei como eu amo esse homem? E como ele parece um anjo quando dorme? Eu nunca me cansarei de dizer isso,Michael é um presente na minha vida. De pensar que quase o perdi literalmente uma vez e se nem a morte nos afastou,não será eu a responsável por mais um rompimento entre nós.
    Acordei Chris para levá-la à escola e voltei ao quarto para ver Michael. Não resisti e acabei deitando novamente na cama para lhe dar um beijo suave em seus lábios.
-Hmm achei que não voltaria aqui para se despedir de mim..
-Michael você não presta! - ele começou a rir
-Bom dia princesa!
-Bom dia baby..
-Já vai sair?
-Uhum.. Vou levar Chris na escola e vou conversar com Simon sobre aquilo que eu disse ontem.
-Você vai mesmo conversar com ele? - seu sorriso se iluminou
-É claro que sim! Vou estipular novos horários e se ele não aceitar,foda-se!
-Caramba,se a minha mulher xingou é porque tá bem decidida mesmo ein!
-Eu disse..
-Mãe! - Chris me gritou
-Vai descendo Christine,me encontre na garagem!
-Sim senhora.. - escutei a porta batendo e montei no colo de Michael
-Puta que pariu,de que planeta você veio? É muito gostosa! - Michael apertou minhas coxas
-Nem pense em ficar animadinho agora.. Sua filha tem aula! Mas prometo que vou recompensar à noite.. - lhe beijei novamente
-Promete mesmo?
-Uhum.. Amo você! Até mais tarde..
-Até!
* * * *

  Cheguei no escritório de Simon um pouco mais cedo do que o normal. Ele estranhou,mas disse que viria imediatamente. E lá estava ele me esperando com um sorriso aberto.
-Bom dia Alexia! Que surpresa você aqui tão cedo..
-Me desculpe.. Mas precisava conversar com você.
-Pode falar!
-A partir de hoje vamos mudar nossos horários. Simon temos ficado praticamente o dia todo juntos e eu estou me afastando cada vez mais da minha família...
-É o seu marido não é? Ele que está te pressionando..
-Não é nada disso. Simon eu estou fazendo isso por mim mesma, eu sou apegada a minha família,sempre fui!
-Mas é seu sonho! Não acha que Michael está sendo egoísta?
-Simon..
-Alexia eu já vi muito disso.. Você sabe,eu sou produtor e já trabalhei com outras meninas comprometidas. E é sempre assim.. Elas acabam desistindo por causa da pressão.
-Simon eu não estou desistindo. Só quero diminuir esse ritmo, eu preciso conciliar a vida pessoal com a profissional. Da mesma forma que você precisa de mim,minha família também precisa..
-Tudo bem.. - suspirou - Só pense no que eu estou te falando.. Bem, tenho uma novidade pra você.
-Fala!
-Vamos gravar seu primeiro single
-Sério?
-É claro que sim! Eu mostrei suas letras para a gravadora e adoraram suas músicas!
-Caramba isso é incrível!
-Uhum! Já pensamos até em algumas músicas..
-Eu posso escolher?
-Pode,claro!
-É que.. eu escrevi uma música há uns três anos atrás,quando meu marido foi dado como morto.. E meu sonho era poder mostrar à ele um dia..
-E como se chama?
-Endless Love. Se quiser eu trago ela..
-Ótimo! Se eles gostarem,fechamos o contrato!
-Muito obrigada por tudo!
-Por nada e lembre-se do que eu disse. Não deixe que Michael atrapalhe seus planos,querida.. - Simon beijou o dorso da minha mão e saiu da sala. Fechei meus olhos e respirei fundo pensando em tudo que está acontecendo na minha vida e no que está por vir..

Capítulo 12 

Alexia


 Como dito, voltei mais cedo pra casa naquele dia, Michael adorou e bem,passamos a noite toda namorando como não fazíamos há um bom tempo. Finalmente tudo tem se acertado entre nós e sinto que Michael tem ficado cada vez mais confortável com essa situação.
-Boa tarde Alexia!
-Boa tarde Simon, por que me chamou para trabalhar essa hora?
-Bem.. você sabe que está tudo quase pronto para o seu disco e precisamos trabalhar mais e hoje você deverá me acompanhar em um jantar.
-Que jantar?
-Com os empresários do seu disco.
-Mas você devia ter me avisado antes!
-Alexia eles decidiram de última hora,não deu para avisá-la. Será daqui a algumas horas.
-Mas eu preciso falar com o Michael.
-Pra que? Pedir permissão?
-Simon,Michael é meu marido, é claro que eu tenho que avisá-lo!
-Certo.. Faça o que quiser! - Simon bufou e se virou pra janela
Tentei ligar diversas vezes e nada! Me lembrei que Michael tem uma reunião com fornecedores e ele sempre desliga o telefone. E agora?
-Alexia,vamos chegar atrasados!
-A minha presença é realmente importante?
-O que você acha? Alexia, é a oportunidade da sua vida! Depois você conversa com o Michael!
-Vai demorar muito?
-Não,não vai.. Vamos? - tentei ligar mais uma vez e nada
-Certo.. - seguimos para o restaurante. Eu me sentia péssima,não gostava de fazer nada escondido,mesmo sabendo que é um jantar extremamente profissional
   Entramos no restaurante e nos sentamos. Ainda não havia chegado nenhum empresário e tudo que eu queria era ir logo pra casa.
-Onde eles estão ein Simon?
-Calma Alex, já estão chegando.. O trânsito está caótico!
-Certo.
-Você está muito tensa.. Aposto que é por causa do Michael.
-Não gosto de fazer nada por obrigação.
-Alexia,não estou te reconhecendo!
-Me desculpe Simon, mas não estou em um bom dia
..
Michael


  Os fornecedores da boate decidiram ir à um restaurante para fechar alguns contratos,então tive que acompanhá-los.
   Sentamos na mesa e pedimos o cardápio. Arregalei meus olhos para ter certeza de quem era a mulher sentada na outra mesa. Puta que pariu,é Alexia e o desgraçado do Simon.
  Agora já é demais! Eu achando que ela estava em casa,quando na verdade está saindo com outro homem! Minha vontade era de me levantar e socar a cara dele até que perca os sentidos. Mas eu me acalmei..Apenas me levantei e Alexia olhou diretamente pra mim. Ela paralisou ao ver a minha reação. Olhei profundamente em seus olhos e saí a passos largos do restaurante. Ela veio correndo atrás de mim.
-Michael! Michael espera! - Alexia segurou meu braço
-Esperar o que? Volta pra lá,não o deixe esperando! - gritei
-Michael,eu tentei te ligar..
-Pra me dar uma desculpa e vir jantar com esse cara?
-Não é nada disso! Me deixe explicar.. Estamos esperando outros empresários,mas não chegou ninguém! Eu te liguei várias vezes para avisá-lo,olha no seu celular! - sua voz estava embargada e trêmula
-Ele está conseguindo o que quer..
-Como assim?
-Será que não vê que ele tá te cercando? Não é possível que seja tão inocente assim!
-Eu sei muito bem o que ele quer,mas o que eu penso disso você não quer saber ne? Porra Michael eu tenho feito de tudo pra reverter essa situação. Acha mesmo que na altura do campeonato eu iria para um encontro romântico com outro homem? Faça-me o favor!
-Até onde isso vai parar? Em divórcio?
-Você não tá falando sério ne?
-Minha paciência está se esgotando! - deixei Alexia sozinha e parti no meu carro
.

Capítulo 13 

Alexia


  Eu sabia que essa história não ia prestar. Puta que pariu,Michael entendeu tudo errado! Mas eu tenho certeza que Simon armou pra cima de mim,não tinha empresário nenhum!
Antes de entrar lá dentro e quebrar a cara desse filho da puta,eu tinha que achar Michael, explicar o que aconteceu. Merda,mil vezes merda!
  Voltei pra casa e nada de Michael, liguei para a boate e ele também não estava lá. Tinha medo dele fazer alguma besteira, eu não me perdoaria.
-Emma pode ir pra casa..
-Se quiser eu passo a noite aqui com a Chris,Dona Alexia. A senhora não parece estar bem..
-E não estou.. Mas não há nada que mude isso.. Mesmo assim,obrigada. Nos vemos amanhã.
-Certo,boa noite Dona Alexia.
-Boa noite..
Assim que a babá foi embora,me sentei no sofá e respirei fundo. Não entendo porquê minha vida está virando de cabeça para baixo. Eu e Michael estávamos tão bem e agora tudo está desmoronando.
Agora mais do que nunca vou por um fim nesta situação. Amanhã bem cedo vou romper o contrato com Simon. Estou me lixando se terei que pagar multa o que for, pra mim já deu!
* * * *


   Acordei as oito da manhã pronta para resolver meu assunto com Simon. Fui ao quarto de Chris e vi Michael encolhido ao seu lado. Me doeu saber que ele preferiu dormir naquela posição desconfortável do que dividir a cama comigo..
  Pedi para Emma preparar o café para Michael e Christine. Fui para a sala,peguei o celular e liguei para Simon.
-Alexia? Posso saber por que foi embora sem se despedir? - disse Simon
-Precisamos ter uma conversa séria e definitiva!
-Eu não vou para o escritório hoje Alexia..
-Foda-se! Marque um lugar agora mesmo!
-Se quiser venha na minha casa.
-Me passa o endereço. - anotei em um bloquinho de papel,terminei a ligação e peguei minha bolsa
-Vai sair Dona Alexia?
-Vou sim Emma, mas não demoro! - saí de casa decidida a por um fim nessa confusão na qual me meti
Cheguei no apartamento de  Simon tentando ao máximo controlar a cólera. Ele abriu a porta me encarando com o mesmo olhar cínico de sempre.
-Você veio mesmo..
-Eu disse que viria!
-Entre.. - Simon me deu passagem para entrar na sua sala - Sente-se.
-Prefiro ficar em pé. Serei breve!
-Olha Alexia,se foi por causa de ontem..
-É por isso e muito mais! A partir de hoje estou cancelando esse projeto.
-Não ouvi direito..
-Ouviu sim! Isso não tem me feito feliz,pelo contrário,tem tirado minha paz! E nem venha culpar Michael,porque ele é a maior vítima! Você não me quer como uma colega de trabalho,eu não sou idiota, então a partir de hoje,acabou!
-Você não pode fazer isso! Assinou um contrato!
-Pro inferno você e esse contrato! Tá pra nascer alguém que me obrigue a fazer qualquer coisa. Me processe, faça a porra que quiser!
-Alexia calma ok? Beba alguma coisa..
-Não quero beber nada,só quero assinar esses documentos e nunca mais ver sua cara!
-Certo.. É uma pena tudo ter que acabar assim.. Vou pegar o contrato. - Simon se afastou e eu finalmente senti que estava fazendo a coisa certa. Me virei para a janela para tentar me acalmar
  Ouvi seus passos se aproximando e quando fiz menção em me virar,fui surpreendida por Simon me dando uma chave de pescoço.
-Me solta Simon,vai me enforcar! - tentei gritar
-Tarde demais.. Agora quem manda nesse jogo sou eu,boneca! - senti uma agulha fincar meu pescoço
-Ai..!!
-Quietinha.. Você precisa se acalmar,baby! - Simon tirou a siringa do meu pescoço e foi me soltando,a medida que meu corpo ia amolecendo
-O que fez ..comigo..? - minha voz saiu arrastada e minha visão foi ficando turva. Tudo ao meu redor girava e eu já não sentia meu pés,até que tudo ficou escuro.
.

Capítulo 14 

Michael


-Emma, você sabe se a Alexia já acordou?
- Sim Sr. , inclusive ela já saiu.
-Pra onde ela foi?
-Ela não disse.. Mas vi que ela anotou um endereço no bloquinho.
-Obrigado Emma. - fui até a sala e peguei o bloco de notas que tinha o tal endereço
   Algo me dizia que eu deveria ir atrás dela e foi isso que eu fiz. Troquei de roupa,peguei a chave do meu carro e segui para o local indicado.
O lugar não era muito longe. No endereço indicava que o apartamento ficava no sexto andar. Meu sangue ferveu quando o porteiro disse o nome do morador, Simon Reale. Dei uma boa gorjeta para o homem permitir minha entrada sem ser anunciado.
   Bati várias vezes na porta e finalmente toquei a campainha. Já estava a ponto de esmurrar a porta,quando vi a maçaneta girar. Não,Alexia não poderia estar ali com Simon vestido apenas com um roupão.
-Onde está a Alexia? - perguntei sem a mínima paciência
-Se eu fosse você,falava baixo. Não está na sua casa!
-Cadê ela? - empurrei Simon para o lado e entrei dentro da casa - Alexia?
-No quarto. - Simon disse tranquilamente
-Mas o que? - continuei andando pelos corredores até chegar no quarto
Eu paralisei ao ver Alexia dormindo,nua, enrolada apenas em um lençol fino. Agora eu entendi porquê Simon estava daquele jeito. Não,ela não pode ter feito isso comigo!
-Alexia! Acorda Alexia! - gritei. Alexia abriu os olhos com dificuldade e se assustou ao me ver ali
-Michael.. ? - senti minha garganta se apertar e uma enorme vontade de vomitar. Meus olhos se encheram de lágrimas e eu saí correndo dali.

Alexia


  Me senti em um filme de terror, um pesadelo em que a qualquer momento eu iria acordar e toda aquela confusão iria cessar. Me levantei abruptamente, mas uma forte tontura me fez tombar na cama.
-Simon,o que fez comigo? - gritei
-A culpa não é minha se o seu marido apareceu na hora errada!
-Você me dopou seu desgraçado,armou tudo!
-Sim,o plano era você imaginar que tivesse transado comigo, mas caramba,isso saiu melhor do que eu imaginava! - ele ria se sentindo vitorioso
-Desgraçado,eu vou acabar com você! - parti pra cima dele,o socando com toda a força que ainda me restava. Simon se desvencilhou de mim,me empurrando no chão
-Olha aqui boneca, não vem dar uma de esperta comigo não,ouviu bem? Agora quem manda aqui sou eu!
-Michael não pode acreditar nessa pilantragem que você armou!
-Já acreditou,querida! - Simon gargalhou - Viu a forma como ele saiu daqui? Alex,o negócio tá feio pra você..
-Cadê minhas roupas? Vou embora daqui agora!
-Pode ir.. Só não sei se terá um teto a partir de agora ne? - Simon deixou o quarto rindo mais ainda
Tratei de me vestir rapidamente e sumir daquele lugar. Deus, o que eu vou fazer agora? Nada do que eu disser vai mudar o que Michael viu. Como eu pude ter sido tão otária?
Rumei a passos largos para o elevador. Nem vi onde Simon estava, só me preocupava com Michael e no que minha vida se tornaria a partir de agora..
* * * *


   Não sei como consegui dirigir até minha casa. O carro de Michael estava estacionado na rua mesmo. Meu coração estava cada vez mais apertado. Forcei minhas pernas a entrar no elevador e a abrir a porta do apartamento.
A sala estava toda bagunçada com diversos enfeites quebrados. Mas o que me chamou mais a atenção foram duas malas postas no canto.
-Droga! - fui até o quarto e vi Michael encostado na parede. Ele percebeu minha presença e se virou
  Pela primeira vez na vida senti medo dele. Seu olhos estavam vermelhos em tom de fúria. Parecia que todo o sangue do seu corpo estava sendo drenado ali. Seus punhos estavam fechados e sua respiração,descompassada.
-Michael.. - murmurei
-O que? - disparou
-Tudo que eu te peço é que me escute,por Deus!
-Nunca mais abra sua boca pra falar comigo,sua vadia! - Michael berrou ainda mais alto
-Michael.. Aquelas malas..
-São suas! Você vai sair dessa casa agora!
-Michael,pelo amor de Deus,me escuta! - tentei me aproximar,mas Michael me afastou bruscamente
-Sai de perto de mim antes que eu faça uma besteira com você! Olha pra mim. - Michael apertou meu queixo - Suma das nossas vidas,fui claro? Esqueça que tem uma filha!
-Você enlouqueceu?
-Não quero que minha filha seja influenciada por uma vagabunda! - lhe estapeei tão forte,que sua bochecha avermelhou-se rapidamente. -Vai embora daqui agora!
-Eu vou sim! Mas pode tirar da sua cabeça de que irá me afastar da Chris. Ninguém vai me afastar da minha filha,ninguém! - peguei as duas malas e rapidamente saí daquela casa e agora eu tenho certeza de que nunca mais pisarei ali..

Capítulo 15 


Alexia

   Eu estou perdida. Não tenho casa, não tenho amigos, não tenho ninguém à quem possa confiar. Simon destruiu meu casamento,eu destruí meu casamento. Pensei que nada mais me afastaria de Michael,mas me enganei. Agora realmente acredito que contos de fadas não existem e finais felizes também não.
Estava à espera de um táxi,quando senti alguém apertar meu braço.
-Simon? O que faz aqui?
-Achou mesmo que eu deixaria você ir embora tão facilmente? Eu te segui,docinho!
-O que ainda quer de mim? Já não basta ter destruído meu casamento? - gritei
-Agora eu quero você Alexia,eu não tive todo esse trabalho atoa ne?
-Esqueça que eu existo!
-Impossível esquecer uma vadia tão gostosa como você! - Simon puxou meu braço me obrigando a ir com ele
-Me larga!
-Não senhora,você vem comigo! - Simon tampou meu nariz com um lenço. O cheiro era fortíssimo e logo eu apaguei.
* * * *


-Olha só quem acordou.. Se tivesse sido boazinha,eu não teria que sedar você toda hora!
-Onde eu estou?
-Na nossa casa! - tentei me levantar da cama,mas percebi que estava com os braços amarrados
-Simon pelo amor de Deus,me solta! 
-Não adianta gritar amor.. Aceite suas novas condições e agradeça por eu não te deixar ao relento!
-Prefiro mil vezes morar na rua do que ficar aqui! Alem do mais eu tenho meu dinheiro,não preciso da ajuda de ninguém! - Simon soltou uma risada sórdida
-É mesmo? Acho que não ein.. Toma! - ele jogou vários papéis em cima da cama
-O que é isso?
-Isso é um documento para você assinar,passando todos os seus bens para o meu nome.
-Tá brincando né?
-Acha mesmo que eu estou brincando Alexia Heizel? - Simon puxou meu cabelo com força - Assina logo essa porcaria antes que sua filha pague pela teimosia da mãe!
-Não ponha minha família no meio disso!
-Família? Você não tem mais família,princesa. Eu tirei tudo que você tinha. Sua boate,seu marido,sua filha,sua casa.. E agora o seu dinheiro.
-Promete que se eu assinar isso você vai deixar eles em paz?
-Hmm prometo,desde que eu tenha você aqui..
-Você é doente!
-Sim,eu sou! E se eu fosse você tomaria bastante cuidado comigo! Agora assina logo essa porcaria! - Simon desamarrou meu braço direito e me deu a caneta. Assinei os documentos sem pestanejar. Minha família é mais importante do que dinheiro e quaisquer bens materiais
-Pronto. 
-Olha..Boa menina!
-O que vai fazer agora?
-Eu vou até o cartório reconhecer firma dessa belezinha aqui e quando eu voltar,faremos a festa! Até mais princesa.. -Simon prendeu meu braço novamente e saiu do quarto. 
Agora sim,eu estou encurralada e não tenho noção do que fazer. Dessa vez não tenho Michael para me defender como fez com John. Agora,tanto faz para ele se estou viva ou morta
.
Michael


   Nunca pensei que me decepcionaria tanto desse jeito. Confiei em Alexia,apoiei suas decisões,passei por cima do meu orgulho para fazê-la feliz e o que recebo em troca? Um par de chifres! Não sei de onde tirei calma para não fazer uma besteira.
  Nunca senti tanto ódio em toda minha vida,nem quando fui preso injustamente. Como eu posso acreditar na palavra dela depois do que eu vi? Contra fatos,não há argumentos. Nunca me esquecerei da cena que presenciei hoje e se depender de mim,farei de tudo para afastá-la de mim e de Christine.
   Alexia merece a solidão,merece sofrer na mesma intensidade que eu estou sofrendo agora. Por mim ela pode desaparecer,é um favor que fará para nós.

Capítulo 16

Alexia


Não fazia ideia de que horas eram,só percebi que era noite quando o quarto se escureceu e quando ouvi os passos de Simon. Meu corpo estremeceu só de imaginar o que ele faria comigo.
-Boa noite boneca! Sentiu minha falta? - permaneci calada,mas Simon puxou meu rosto me fazendo encará-lo - Está surda? - gritou
-Me deixe em paz! - ele riu
-Vou sim, depois de fodê-la a noite toda! Vou te mostrar como sou melhor do que o imbecil do Michael! - Simon subiu em cima da cama e puxou minha calça bruscamente
-Simon não faz isso pelo amor de Deus! Eu te imploro!
-Cala a boca Alexia! - Simon acertou em cheio um soco no meu rosto
Senti o sangue jorrar pela minha boca e nariz. Enquanto eu gemia pela dor,Simon subiu em cima de mim e abriu o zíper da sua calça. Separou minhas pernas com força e me penetrou de uma só vez.
-Ai! - gritei pela ardência que senti. Simon ria cada vez que me estocava rudimente. Eu chorava,gritava e fazia de tudo para me soltar. Parece que a minha infância estava se repetindo ali na minha frente
-Gostosa! Sempre sonhei em fodê-la desse jeito,baby! - eu já nem sentia dor,parecia estar anestesiada. Simon me estuprou até cansar,não só me estuprou como também me espancou e torturou.
 Depois do ato, Simon saiu de cima de mim,desamarrou meus braços e entrou para o banheiro. Eu estava dolorida demais para me mover, apenas consegui puxar o lençol para cobrir minha nudez. 
   Quando pensei que o pior já tinha acabado,Simon voltou para o quarto e repetiu o estupro novamente. Dessa vez ele me bateu tão forte que eu apaguei.

* * * *


  Acordei com a claridade do sol entrando pela janela. Esperava que tudo não tivesse passado de um pesadelo,mas assim que tentei respirar,senti todos os meus ossos se contraírem e uma dor lancinante atingiu todo meu corpo. Me levantei com muito custo e fui até o banheiro.
  Meu rosto estava banhado de sangue e hematomas,meus pulsos estavam avermelhados e minha intimidade também havia sangrado. Entrei debaixo do chuveiro e só o contato da água no meu corpo já foi suficiente para me fazer gritar de dor. A única coisa que consegui fazer foi ficar debaixo do chuveiro esperar a água lavar o sangue.
  Nem ao menos consegui me secar,pois todo meu corpo ardia pelos machucados. Eu mal conseguia andar, mas consegui ir até minha mala e tirei uma roupa leve de dentro dela.
Tentei me sentar no sofá,mas a dor cruciante me impediu. Eu precisava arrumar um jeito de sair dali ou acabaria morrendo,mas pra falar a verdade eu nem me importava mais. Depois do que Simon me fez,tudo que eu queria era a morte..

Dez dias depois

Michael


-Pai,onde está a mamãe? - Chris me perguntou pela milésima vez
-Já disse que sua mãe teve que cuidar dos negócios da boate em Miami.
-Mas ela tá demorando muito,ela nem ligou!
-Princesa,olha pra mim. Ela está muito ocupada,mas ela logo volta. Agora vá se arrumar para a escola.
-Tá! - Chris revirou os olhos e saiu pisando duro
-Quando vai contar pra ela Sr. Michael? - Emma perguntou
-Não tenho ideia Emma.. Alexia é tão ordinária que desapareceu. Deve ter fugido com o amante. Como pôde fazer isso com a própria filha?
-Deve ter acontecido alguma coisa com ela..
-Não dou a mínima Emma, se ela quis abandonar a filha,a culpa não é minha. Terei uma conversa séria com Christine e logo ela se acostumará com a falta da mãe. - suspirei pesadamente. Por mais que eu tentasse ignorar,a dor no meu coração aumentava cada dia mais, a saudade dela misturada com a decepção está me enlouquecendo..


Alexia

  Esses foram os piores dias da minha vida. Não teve um dia em que Simon não me estuprasse ou me espancasse. Eu preciso sair logo daqui. Simon foi muito esperto, tirou todos os objetos cortantes da casa,mas já tem alguns dias que forço a porcelana do banheiro. Falta pouco pra ela soltar do azulejo e ai sim vou conseguir fugir desse inferno.
-Vamos,estou quase lá! - sorri aliviada ao ver que o cabide de porcelana havia se soltado - Porra Alexia, você é demais! - escondi minha "arma" debaixo da cama e fiquei esperando a hora de Simon chegar
* * * *

-Boa noite baby! - Simon entrou no quarto com seu sorriso cínico estampado
-Ótima noite! - debochei
-Você continua com esse nariz empinado não é garota? Parece que as porradas que eu te dou não serviu de nada! - Simon me estapeou com força. Respirei fundo jurando a mim mesma que seria a última vez que ele tocaria em mim - Vou tomar um banho e depois você já sabe né..? - Simon entrou no banheiro e ouvi o chuveiro sendo ligado
-Você vai é pro inferno,desgraçado! - fui até o quarto e peguei o cabide de porcelana
  Abri a porta do banheiro e vi Simon lavando o cabelo. Aproveitei que ele estava de costas,abri o a porta de vidro do chuveiro e de uma só vez atingi o objeto em sua cabeça. Simon gemeu e caiu no chão.
  Nem me dei ao trabalho de conferir se ele estava vivo ou morto. Com o ódio que eu sentia, desejava uma morte dolorosa à esse filho da puta. Desliguei o chuveiro e me certifiquei se a chave da porta estava no bolso da sua calça.
  Assim que peguei as chaves,roubei uma grana que tinha na carteira e saí correndo dali. Não achei minha bolsa,na verdade nem me importei. Se Simon acordasse,eu estava ferrada. Saí do apartamento com a roupa que estava,eu precisava da ajuda de Michael,eu só tenho ele e estou rezando para que ele me salve.
  Consegui pagar o táxi com o dinheiro que peguei do Simon. O carro estacionou em frente à minha casa,minha ex casa.. Já era noite e eu torcia para que Michael não estivesse na boate.

Michael


  Havia colocado Chris para dormir e engatei num papo com Emma. Ela tem sido uma ótima companhia e me escuta atentamente.
Depois que ela foi embora,acabei cochilando no sofá,mas acordei com insistentes batidas na porta.
-Que diabos é isso? - gelei quando abri a porta e dei de cara com Alexia
Puta merda eu nunca vi ela desse jeito. Estava com a roupa desajustada e com o rosto repleto de hematomas. Parecia que um caminhão passou por cima dela.
-Alexia?
-Me ajude pelo amor de Deus
!



Capítulo 17 

Michael


- O que faz aqui? - perguntei abismado pelo seu estado
-Preciso de você Michael.. O Simon..
-Ele fez isso com você?
-Sim..
-Você que escolheu essa vida Alexia,o que quer que eu faça? - tentei o máximo que pude manter a indiferença
-Michael como pode acreditar que eu te traí? Olha o meu estado!
-Sua vida não me interessa mais! Acha que eu vou cair nessa sua historinha? Suma da minha vida de uma vez por todas! - Alexia olhou dentro dos meus olhos e riu
-À que ponto chegamos.. Quando foi que você se tornou esse homem frio?
-No dia que peguei você na cama de outro homem!
-Tudo bem.. Eu vou sumir da sua vida,diga a Chris que eu a amo. Como pode ver,não tenho condições nenhuma de ficar com ela. Mas ouça bem,um dia Michael,tenho a total certeza, a verdade virá a tona e pode escrever o que eu digo. Nunca mais voltará a me ver,nunca mais!
   Alexia saiu correndo e eu fechei porta com força. Me agachei no chão e chorei em desespero. Me doeu tanto ver ela daquela forma, eu queria abraçá-la, cuidar dela e não deixar que ninguém a fizesse mal,mas a imagem dela nua transando com outro homem vinha na minha cabeça,me impedindo de fazer qualquer coisa,alem de tentar odiá-la.
  Mas obviamente isso nunca acontecerá,assim como eu nunca conseguirei perdoá-la por destruir minha vida
.
Alexia


  Quando uma pessoa perde um amigo,ela se consola com outros amigos que possui,e quando perde o seu ouro,ela medita por um tempo e expulsa o infortúnio de sua mente,especialmente quando ela se sente sadia e ainda cheia de ambição.
Mas quando uma pessoa perde a tranquilidade de seu coração,onde ela pode achar conforto,e com o quê ele pode substituí-la? Que mente pode orientá-la?
   Quando a morte ocorre por perto,você sofrerá; mas quando o dia e a noite passam,sentirá a maciez dos toques suaves da Vida.
O destino chega de repente trazendo ansiedade; ele o fixa com olhos horríveis,aperta sua garganta com dedos afiados,arremessa-o ao chão e passa pesadamente sobre você com pés de ferro.
   O que você pode fazer?Onde encontrará resignação e a solidariedade,paciência e pesar? Como você pode reviver suas esperanças e sonhos? Que poder pode acalmar o seu coração destruído?
Não restava mais nada para fazer ao não ser sentar na calçada de uma ruela qualquer. Eu não tinha documentos,dinheiro,celular,nada. Voltei a ser a mesma garota indigente de sete anos. Mas daquela vez eu tive dois anjos,meus queridos pais que me salvaram daquele inferno. E agora? À quem posso recorrer se não tenho mais ninguém por mim?

Capítulo 18 

Peter

                          


    Voltar à Las Vegas depois de tantos anos me causou uma certa nostalgia. Costumava vir pra cá nos meus vinte e poucos anos. Ainda era um universitário em busca de diversão. Mulheres,bebidas e jogos foram substituídos por árduas horas de estudo e trabalho.
   Me tornei um importante empresário do ramo da arquitetura. Fundei minha própria empresa há pouco mais de seis anos e o sucesso dela é consequência de muita dedicação e disciplina. Em consequência disso,deixei minha vida pessoal de lado,mas agora fechando importantes negócios em Las Vegas,vou tirar um tempo para mim.
    Estava decidido à aproveitar a noite boêmia de Vegas,mas a chuva torrencial mudou meus planos. O que me restou foi voltar para o meu recém comprado apartamento e descansar depois de horas afinco de viagem.
-Esse trânsito continua o mesmo. Nem em plena madrugada se tem sossego! - reclamei com meu motorista
-Podemos pegar um atalho Sr. Dinozzo. Conheço uma rua que vai direto para a avenida principal. - chequei no meu rolex as horas e assenti para Greg seguir na tal rua
O lugar parecia ser barra pesada,era mal iluminado,sem movimentações,mas algo encolhido em uma viela me chamou atenção. Não havia moradores de rua naquele local,o que me fez pensar que poderia ser alguém passando por um aperto.
-Pare o carro. - pedi calmamente
-Mas para quê,Sr.?
-Tem algo errado ali. Me dê o guarda-chuva. - vesti minha jaqueta de couro e saí do carro
Agora pude ver com clareza que era sim uma pessoa. Uma mulher. Ela tremia de frio,estava machucada e gemia palavras desconexas. Meu coração apertou e por nada nesse mundo a deixaria ali ao relento.
-Hey,consegue me ouvir? - perguntei. Ela olhou pra mim,mas não disse nada. Eu sabia que não obteria respostas. Larguei o guarda-chuva no chão e a peguei no colo,levando-a para o meu carro
-Senhor, quem é ela? - Greg perguntou sem entender
-Eu não faço ideia,mas não podia deixar ela nessa chuva,acabaria morrendo! Siga para o meu apartamento.
A garota tremia de frio,então tirei meu paletó e a cobri. Afastei o cabelo do seu rosto e pude constatar que estava bastante machucada,mas ainda assim era nítida sua beleza. Era difícil imaginar ela como uma moradora de rua,não tinha aspectos. Poderia muito bem ter sido violentada ou assaltada e essas opções me preocupavam.
Greg estacionou na garagem e eu saí do carro com a garota,desacordada, em meu braços.
-O que fará com a moça?
-Ela precisa de um banho. Peça à alguma camareira de confiança que a ajude a tomar banho e providencie roupas novas e curativos.
-Sim senhor.


* * * *


-Já dei banho à ela e a vesti. Coloquei a moça na cama como o senhor pediu.
-Sabe se ela acordou?
-A febre estava alta,ela delirava. Dei os remédios e fiz os curativos,ela deve dormir por agora..
-Obrigado..qual seu nome?
-Beth. - a simpática senhora sorriu
-Obrigado Beth.
-Se precisar de ajude com a moça, pode me chamar! - assenti e ela se retirou
Fui até o quarto conferir o estado da garota. Ela estava bem magra,pálida.. Parecia que não comia há dias. Seu corpo tinha diversos hematomas,principalmente na face. Algo de muito ruim aconteceu com essa pobre coitada e eu com toda certeza,precisava ajudá-la de alguma forma.

Alexia

    Demorei longos segundos para abrir meus olhos. Esperava estar em uma calçada de rua,mas não. Eu estava deitada em uma cama confortável,com roupas novas e as dores haviam cessado um pouco.
   Percebi que alguém estava se aproximando. Me desesperei,imaginando que Simon havia me sequestrado novamente. Já estava prestes a me levantar,mas senti uma forte tontura e duas mãos firmes me seguraram.
-Me solta! - gritei
-Hey calma..Sente-se, está fraca! - o homem que nunca vi na vida me olhava com tranquilidade
-Quem é você?
-Peter Dinozzo.. - ele me estendeu a mão. Eu timidamente o cumprimentei - E você? - preferi ficar calada,tinha medo de confiar em qualquer um - Não tenha medo de mim.. Vamos,fale comigo..
-Alexia,meu nome é Alexia.. - disse ainda me afastando dele
-Doeu? - ele riu
-Me desculpe,mas como vim parar aqui?
-Eu vou te contar,mas antes você precisa comer algo. Seu estômago está roncando,moça!
-Eu estou mesmo com fome,faz dias que não como.. - revelei. Peter apenas me olhou e chamou por alguém
-Beth,traga a bandeja pra Alexia.
   Eu estava com tanta fome que comi tudo que tinha na minha frente. Peter me deixou a vontade e se retirou do quarto. Assim que terminei de tomar o café,Peter voltou com um copo d'água em mãos.
-Quer mais?
-Não obrigada,estou satisfeita.. - sorri
-Então tome isso aqui.
-O que é?
-São para as dores no corpo e a febre. - fiz o que ele pediu e tomei os remédios - Você estava na rua.
-O que?
-Eu encontrei você jogada na rua. Chovia muito,então a trouxe para cá.
-E por que fez isso?
-Porque eu tenho um coração e não uma pedra de gelo no peito! - Peter disse brincando
-Me desculpe mesmo.. É que não consigo confiar entende?
-Claro que sim. Você mora na rua?
-Não.. Eu tinha uma casa,assim como uma família.. Olha,muito obrigada,mas é melhor eu ir embora! - disse me levantando
- Não senhorita! Ainda está fraca. Eu entendo que fique receosa,você nem me conhece,mas juro que só quero ajudá-la ok?
-Tudo bem..
-Quando quiser conversar,eu estarei aqui para ouvi-la..
-Certo..
-Não tem nenhum documento?
-Perdi tudo..
-Quer que eu ligue para o seu marido?
-O que?
-Seu marido. - apontou para a minha aliança. Foi aí que me dei conta que estava com a aliança até hoje
-Não tenho marido! - retirei abruptamente a aliança do meu dedo - Não tenho mais ninguém.. - concluí
-Bem.. Você tem um amigo agora. - Peter me olhou com ternura e eu senti que poderia confiar nele
-Não sei como te agradecer.. Mas eu te peço uma coisa.
-Pode falar..
-Não conte para ninguém que estou aqui,por favor!
-Está fugindo de alguém?
-Quer saber se estou fugindo da polícia?
-Não Alexia,isso não me passou pela cabeça..Só queria te entender,você me preocupa..
-Eu sei.. Me desculpa,mas não me sinto pronta,entende?
-Entendo sim.. Você ficará aqui,não se preocupe,ninguém virá aqui ok? Vou comprar roupas pra você e o que mais precisar..
-Não precisa fazer isso por mim..
-Você parece ser teimosa,moça! - ele riu - Mas não adianta insistir, eu cuidarei de você..


Capítulo 19

Michael

  Depois que Alexia foi embora,fiquei pensando na forma como ela apareceu aqui. Não saía da minha cabeça sua expressão triste e desamparada.
  Eu sei que poderia me arrepender depois,mas minutos após Alexia ter ido embora,eu saí a procura dela. Mas foi em vão,pois não a encontrei em lugar nenhum. Voltei pra casa com o peso do remorso na consciência,mas nada que eu fizesse mudaria a situação. Só peço a Deus que a proteja e cuide dela,pois a partir de agora é cada um por si..
-Sr. Michael?
-Oi Emma! Não te vi ai..
-Percebi. To há um tempão dando "bom dia" e nada.. - ela riu
-Me desculpe.. Eu estava aéreo,não dormi bem a noite..
-É por causa da Dona Alexia?
-Sim,é por ela..
-Posso te dar um conselho?
-Claro..
-Vire essa página. Eu vi de perto como tem sofrido desde que ela se foi,ela traiu o senhor,mentiu,abusou da sua confiança. A maior vítima disso tudo é o senhor!
-Você me compreende?
-É claro que sim! Desde que comecei a trabalhar aqui,vejo como você faz tudo por ela,aceitou suas escolhas e ela fez essa sacanagem..
-Nunca imaginei.. Se qualquer um me contasse,eu não ia acreditar,mas eu vi com meus próprios olhos!
-Não chore por ela.. Eu sei que é difícil,mas precisa seguir em frente. Você tem uma filha pra criar,além do mais tem minha ajuda..
-Muito obrigado Emma,se não tivesse você aqui,eu não ia segurar as pontas..
-Que isso.. Faço o que eu posso e não se preocupe,eu vou te ajudar no que precisar!


Alexia

-Alexia,posso entrar? - Peter bateu na porta do quarto
-Claro! Eu já estou vestida. -Peter entrou no quarto e sorriu ao me ver
-A roupa serviu direitinho?
-Sim.. O número é certo.
-Ah que bom.. Não costumo comprar modelos femininos,sorte sua que é magrinha! - eu ri
-É a genética! Olha Peter eu não tenho palavras pra agradecer por tudo que está fazendo.Me tirou do fundo do poço e tem cuidado de mim..
-Me compadeci com você e de uma coisa pode ter certeza,não faço isso com segundas intenções. Percebi que tem um pé atrás comigo.
-Todas as pessoas que eu confiei me abandonaram,quebraram as promessas e olha onde cheguei! - ri sem humor
-Por que não conversa comigo?
-Machuca me lembrar de tudo..
-Imagino.. Me desculpe bater nessa tecla,mas é a única forma de te ajudar..
-Eu vou te contar,mas me dê um tempo.
-Claro que sim..
-Vai sair?
-Tenho que resolver uns assuntos da empresa,eu não demoro.
-Me sinto mal aqui..
-Por que? Tá precisando de algo? Pode falar!
-Não,não é isso! É que quanto mais eu fico sem fazer nada,mais eu penso no que não deve..
-Quer algo para se ocupar?
-Sim. Além do mais não vou ficar aqui pra sempre.
-Olha,você tem sido uma ótima companhia,moça! - ri
-Obrigada! Mas é sério.. Eu preciso reconstruir minha vida.
-O que posso fazer por você?
-Me arrume documentos,eu tenho que procurar emprego e não tenho nada.
-Arrumo sim,posso pedir a segunda via.
-Quero documentos novos,com um novo nome.
-Mas por que? - ocultar minha identidade é a forma que encontrei pra me esconder de Simon. Não sei que diabos aconteceu à ele e eu não posso arriscar
-Eu sei que é complicado de entender,mas eu prometo que vou explicar tudo!
-Certo.. Eu confio em você. Vou ver o que posso arrumar. Se cuida tá? - Peter beijou minha testa e saiu
  Agora minha vida andará pra frente. Vou reconstruir meu coração, trilhar o caminho certo e claro,ter minha filha de volta. Eu sei que vai demorar,mas não vou desistir. Serei uma nova mulher,já apanhei tanto da vida e me levantei tantas vezes que agora não será diferente. Agradeço a Deus por ter colocado Peter na minha vida,eu sei que tudo tem um propósito..

Capítulo 20 

Alexia

  Já estava a alguns dias dividindo o apartamento com Peter. Ele dispensou a empregada em alguns horários para que eu me sentisse mais a vontade,então para não me sentir mais sozinha e entediada,decidi fazer uma faxina no local,tenho feito muita bagunça e eu detesto incomodar.
Havia acabado de tomar meu banho quando a campainha tocou. Fiquei com medo de atender pois não faço ideia de quem seja. Conferi no olho mágico e respirei aliviada ao ver que era Peter.
-Aqui que mora a senhorita Lucinda Perez?
-O que?
-Tá bem.. Quer que eu te chame pelo apelido né? Ok, aqui que mora a senhorita Lucy? - Peter me estendeu os documentos com minha nova identidade
-Meu Deus! Você conseguiu! - abracei Peter vibrando de felicidade
-Eu disse que ia conseguir,moça! Foi difícil,mas deu tudo certo!
-Não tenho como te agradecer!
-Tem sim! Me contando o que vai fazer com isso agora.
-Eu vou procurar um emprego que não seja muito evidente.
-Você pode trabalhar na minha empresa.
-Olha Peter,eu te agradeço muito,mas não posso aceitar. Não estou acostumada com isso,gosto de eu mesma ir à luta entende?
-Eu entendo sim.. E isso me faz sentir ainda mais admiração por você!
-Imagina..
-E que tipo de emprego você tá pensando?
-Qualquer um.. Já trabalhei em tanta coisa! - ri - Talvez garçonete..
-Garçonete? Pode ser perigoso..
-Não tenho medo de mais nada nessa vida,além do mais estou acostumada com a vida noturna..Eu era dona de uma boate..
-Olha..estou descobrindo algumas coisas sobre você..
-Doses homeopáticas, meu caro! - ele riu
-Bem,se você diz que vai dar conta,eu acredito.
-Tem mais uma coisa Peter..
-Pode falar!
-Eu tenho que arrumar um lugar pra morar.
-Mas por que? Não está gostando de ficar aqui?
-É claro que sim! Mas Peter,eu sei que estou dando trabalho. Alem do mais você tem sua vida,é um homem solteiro,deve ter suas namoradas..
-Eu? Acho que vou morrer encalhado!
-Então seremos dois! Mas enfim, eu só preciso de um tempo pra juntar uma grana..
-Quietinha por favor,eu vou me pronunciar! - Peter pigarreou,me fazendo rir - Já que a senhorita não quer minha ajuda no emprego e nem morar aqui,deixa eu pelo menos pagar por um tempo o lugar que você for morar,depois você me paga se quiser,por favor!
-Tudo bem. Eu não sou orgulhosa à esse ponto,ainda mais nas minhas condições!
-Aleluia! Então assim que você encontrar seu novo lar você me fala ok?
-Ok! Agora trate de tomar seu banho,descansar.. Trabalhou o dia todo!
-Que mocinha preocupada gente! Bem,eu vou indo então.. Boa noite Alexia Lucinda!
-Que horror! Boa noite..



* * * *

 
   Passei a manhã toda em busca de trabalho e graças a Deus fui aceita em um famoso bar de Las Vegas. Peter fez meu currículo e de cara se interessaram por mim. Aproveitei para cortar meu cabelo um pouco,precisava mudar meu visual para não levantar suspeitas.
   Assim que o gerente fechou meu contrato,liguei para Peter contando a novidade. Ele ficou aliviado de saber que o trabalho será em um lugar decente. Combinamos de almoçar e em seguida procuraríamos um apartamento para mim.
-E então,quer que seja perto do seu trabalho?
-Oh sim.. Vai me ajudar muito!
-Sua sorte é que tem um bairro residencial por perto!
-Mas não pode ser lugar muito caro não ein!
-Querida,deixe comigo ok? Conheço bons flats por lá,o preço não importa..
-Teimoso!



* * *


-O que achou daqui? - Peter me levou para conhecer um flat. O lugar era perfeito para mim,pequeno mas muito acolhedor e o melhor é que fica perto do Snikers,bar que vou trabalhar
-É perfeito Peter! Adorei! Mas quanto é o aluguel?
-Nem pense que eu vou falar! E então,aqui será a nova casa da donzela?
-Parece que sim..
-E vai me receber aqui? Porque vou sentir sua falta lá em casa.
-É claro que sim ne? Você é meu amigo,uma companhia maravilhosa!
-Olha que eu acredito ein? Amanhã mesmo vamos cuidar da sua mudança.
-Posso te dar um abraço?
-Que pergunta Alexia! É claro que sim.. - pulei em seus braços,o abraçando com ternura. Pela primeira vez depois de tudo que aconteceu,eu tenho começado a me sentir confiante e até mesmo alegre e eu devo tudo isso,com toda certeza, à Peter.
.

Capítulo 21 

Michael

   Finalmente depois de semanas vivendo no marasmo,Bred virá em Las Vegas. Contei resumidamente o que aconteceu entre eu e Alexia.
-E ai Michael,quanto tempo! - Bred sabia que o clima não estava nada bom
-Bom rever você. Preciso de um amigo ou vou acabar enlouquecendo!
-Michael,acha mesmo que Alexia seria capaz de trair você?
-Eu vi Bred,eu vi! Essa imagem não sai da minha cabeça!
-Tem alguma coisa errada..Mas enfim,não tem notícias dela?
-Não.Quer dizer,ela me procurou uma vez..Parecia ter se metido em encrenca com o amante.
-Como assim?
-Ela apareceu aqui cheia de sinais de pancada.
-E o que você fez?
-Mandei ir embora. O que queria que eu fizesse? Consolar ela? Alexia que escolheu abrir mão da família por outro homem!
-Não acredito que teve coragem de fazer isso! Michael é a Alexia,a mulher da sua vida, porra!
-Eu sei! E o que acaba comigo é saber que apesar de tudo eu sou louco por ela! Deus sabe como me doeu mandar ela embora,mas a dor da decepção é maior Bred. Eu queria odiá-la,mandá-la para o quinto dos infernos,mas eu amo ela,amo! - desabei em um choro compulsivo. Sim,eu sou um homem deplorável que chora por uma mulher que me traiu
-Michael para de chorar ok? Mesmo odiando a forma como tratou a minha Alexia,caramba eu vejo que está mal,mas olha aqui,se eu não achar a Alexia,nunca mais olho na sua cara!
-Vai tripudiar em cima de mim também?
-Ah quer saber,vamos sair ok? Isso que dá ser amigos dos dois..Fico dividido! Vamos,levante e vá se arrumar.
-Para onde vamos?
-Conheço um bar excelente aqui, Snickers conhece?
-Acho que sim.. Vou pra qualquer lugar que me faça distrair!
-E a Chris?
-Está com a Emma.
-E quem é Emma?
-A babá dela..
-Faz hora extra aqui?
-Ela tem me ajudado,tá legal? Segura as pontas aqui,além de ser um ombro amigo.
-Ombro amigo? - me olhou desconfiado
-O que está insinuando? Que eu estou comendo a babá da minha filha?
-Eu não disse isso..Agora vamos!


Alexia

 Meus primeiros dias de trabalho até que estão sendo tranquilos. Me lembrei de quando comecei a trabalhar com Sarah em um cassino,a sensação de nostalgia me entristeceu,naquela época nunca poderia imaginar que conheceria Michael..

Flash Back

-Michael,o que você quis dizer com essa música,é o que eu to pensando?
-E o que você está pensando,honey?
-Que você .. me ama..
-Isso não é óbvio? Alexia,não é novidade que nós nunca gostamos um do outro.Quando nos casamos,eu achei que era um pesadelo.Mas acontece que eu simplesmente não consigo mais viver sem toda essa loucura na minha vida.Meu coração acelera quando eu abro a chave de casa e te vejo lá,linda e sexy aprontando as suas maluquices pra me irritar..
-Você até que merece..
-Eu ainda não acabei,honey! Enfim,só quero que saiba que você se tornou a minha vida.O combustível que me faz querer acordar todos os dias e enfrentar o mundo.Você é a única que me desperta raiva, ódio, medo, inquietação e sem sombra de dúvidas,amor.Eu te amo Alexia Heizel,e me casar com você foi a coisa mais certa que já fiz em toda minha vida..

Fim do Flash Back


  Foi impossível não chorar ao me lembrar dos nossos momentos. Por que tudo teve que acabar assim? Eu poderia jurar que mais nada seria capaz de nos separar,mas me enganei redondamente ..

-O que você tem Lucy? - Molly,que agora é minha colega de trabalho, notou minha distração
-Nada Molly.. Tava só pensando em algumas coisas..
-Se quiser conversar.. Bem,estão me chamando ali na mesa!
-Vai lá!
-Lucy,mesa seis te chamando! - o barman me informou
-Já estou indo.. - quase derrubei a bandeja com bebidas quando vi Michael e Bred sentando na mesa próxima à que eu ia atender - Não é possível!
-O que foi Lucy? Parece que viu fantasma!
-Será que pode atender aquela mesa Molly? Não me sinto bem..
-Claro! Está tão pálida..
-Obrigada! - saí correndo para o banheiro com as lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Graças a Deus Michael não me viu,eu não me perdoaria se falhasse dessa forma. Por que o destino cisma em colocar esse homem no meu caminho,por que?

Michael
-Não devia ter bebido tanto assim,Michael!
-Não enche Bred! Eu preciso esquecer essa mulher!
-Bebendo assim você vai é parar no hospital!
-Que seja!
-Pelo menos está entregue. Se cuida ein!
-Adeus Bred! - me joguei no sofá fechando meu olhos. Tentei me levantar,mas Emma me segurou
-Michael! O que aconteceu com você?
-Nada..É só um porre!
-Deixe eu te ajudar.. - Emma me levou até meu quarto e me deitou na cama
-Por que faz tudo isso por mim?
-Ah quer saber Michael? Eu estou apaixonada por você!
-Que?
-Me desculpa,mas não consigo esconder mais isso,desde que vim pra cá,comecei a sentir algo diferente por você..- não esperei Emma terminar de falar e lhe puxei para um beijo urgente. Não tenho ideia do que estou fazendo,mas será bom pra mim

  Me excitei só de lembrar das infinitas noites de sexo que tínhamos. O jeito como Alexia dançava em cima de mim,gemendo meu nome.. Todas essas lembranças foram o que bastaram para eu desistir daquela loucura.

-Não consigo Emma,não consigo e não quero..Me desculpe.. - subi apressado para o meu quarto e me afundei no travesseiro

* * * *


  A dor de cabeça era dilacerante. Parecia que um trator estava lá dentro. Fui até a cozinha e encontrei Emma chorando.
-Bom dia Michael..
-Emma..
-Não se lembra não é?
-Eu me lembro sim.. - infelizmente - Merda,o que fiz?
-Está arrependido? - ela me olhou assustada
-Emma você sabe que eu..
-Que ama a Alexia. Eu sei..Mas Michael olha pra mim,você precisa esquecer essa mulher e eu esperaria o tempo que for se me desse uma chance!
-Ficaria comigo mesmo sabendo que não gosto de você como merece?
-Claro que sim Michael,eu saberei esperar..
-Então você me esperaria..?
-Claro que sim! E eu te prometo que vou fazê-lo feliz,me deixe tentar!
-Tudo bem..Me dê um tempo ,por favor..
-Entendo perfeitamente! - suspirei aliviado. Emma foi embora e eu soquei minha cabeça na parede
-O que eu to fazendo com a minha vida,senhor? Por que não me leva logo? Assim eu paro de fazer merda!



* * * *


Alexia
 
 Pelo menos uma parte dos meus planos estão se encaminhando. Já tenho emprego,apartamento e minha vida está entrando nos eixos. Meu próximo plano é ver Christine. Agora sim tenho condições psicológicas para estar perto dela.
É claro que eu quero a guarda dela,mas eu preciso ser prudente. Michael obviamente vai entrar em uma briga judicial e eu estou com essa confusão de identidades. Mas eu vou me vingar de Simon,só vou sossegar quando vê-lo na cadeia.
Estava esperando por Peter,hoje ele virá jantar pela primeira vez aqui em casa. Coitado,ele me ajudou na mudança, fez faxina e cozinhou pra mim. E é claro que hoje o jantar é por conta dele.
-Boa noite donzela!
-Boa noite! Nossa..flores, vinho, comida.. É festa?
-Você merece! Está a semanas trabalhando duro e precisa de uma distração. Afinal, hoje é sexta feira!
-Finalmente! Entra..
O jantar foi delicioso,Peter me fez rir o tempo todo,é incrível como o tempo voa quando estamos juntos. O problema é que em determinados momentos eu me via ali com Michael.. Afastei os pensamentos e engatei numa conversa com Peter.
Peter me ajudou a lavar a louça e nos sentamos no sofá para tomar um vinho. Percebi que ele olhava fixamente nos meus olhos e eu não estava nenhum pouco desconfortável.
-O que tanto me olha? - perguntei
-É que você é tão linda Alex..Me desculpe.
-Hey.. Não tem que pedir desculpas..
-Alexia.. - Peter se sentou mais perto de mim - Não consigo mais ficar longe de você..
-Nem eu..Você tem sido tão perfeito comigo..
-Estou perdidamente apaixonado por você. O que eu faço?
-O que você quer fazer?
-No momento eu quero muito te beijar.. - ele riu
-Então me beije.. - Peter acariciou meu rosto, encostou seus lábios na minha bochecha e logo encontrou minha boca. Nossos lábios moviam em perfeita sincronia,Peter provocava arrepios e espasmos no meu corpo e nos seus lábios eu me sentia em paz..

Capítulo 22 

Alexia

  Eu estava totalmente entregue as carícias de Peter. Seus lábios acendiam meu corpo,mas ainda assim não era a mesma sensação de quando Michael me beijava..
-Caramba.. - murmurei quando nos desgrudamos
-Você está arrependida?
-O que você acha..?
-Hmm pela sua cara.. acho que não..
-Não mesmo,mas acho melhor irmos com calma..
-Eu entendo.
-Acho que está na hora de te contar sobre minha vida.
-Fique a vontade.
-Como você sabe eu sou..era casada há mais de oito anos e .. eu tenho uma filha dessa idade.
-O que?
-Sim.. Michael é o nome dele..Nos casamos de um jeito bem diferente.. - ri ao me lembrar da nossa cara ao descobrir que estávamos casados - Mas então nos apaixonamos,depois tive a Christine..Passamos anos longe um do outro e quando finalmente o reencontrei,achei que nossa vida estava perfeita e então..
-Então..?
-Eu fui vítima de uma armação pelo homem que me espancou e .. me estuprou. Ele fez com que Michael nos flagrassem juntos..dito e feito.
-Michael te expulsou de casa? - à essa altura eu já chorava horrores
-Sim,mas quando eu estava indo embora o Simon me pegou. Ele fez todas as atrocidades que se possa imaginar,mas eu fugi.
-É por isso que se escondeu..Você não procurou o Michael? - ri sem humor
-Michael não quis nem me ouvir! Me enxotou como se eu fosse um animal pessonhento e o resto você já sabe..
-Nunca poderia imaginar Alexia.. Deus como alguém pode ter coragem de te machucar assim?
-Os dois me machucaram. Mas o que Michael me fez machucou muito mais!
-Você o ama muito não é?
-Não quero falar disso..
-Tudo bem,não precisa falar nada.. Mas eu quero que saiba que não vou deixar nunca mais ninguém te fazer mal,você tem à mim agora,ouviu? - Peter puxou meu rosto para encará-lo
-Obrigada..
-E eu respeitarei seu tempo Alexia,prometo!
-Eu sei que vai! - sorri. Encostei minha cabeça em seu peito e acabei adormecendo




* * * *


  Quando acordei percebi que estava deitada na minha cama. Ao meu lado havia um bilhete de Peter dizendo que depois de alguns minutos,me colocou na cama e foi embora,mas que voltaria para me ver.
  Por sorte eu acordei cedo,pois hoje pretendo ver Christine de qualquer jeito. Vou esperá-la na porta da escola. Deus sabe como morro de saudades da minha menina!
Já eram 11:30. A qualquer momento Chris sairia e eu não podia cometer erros. Meus olhos se encheram de lágrimas ao vê-la. Não pensei em mais nada e fui correndo até ela.
-Christine! - gritei
-Mamãe! - ela jogou a mochila no colo e pulou no meu colo - Mamãe! - nada doeu mais do que ver minha filha chorando nos meus braços
-Shii.. Eu to aqui meu amor,não chora..
-Achei que não te veria mais,onde estava,mamãe?
-Eu tive que me ausentar por um tempo..Mas nunca,nunca seria capaz de abandonar você!
-Por que não está lá em casa? Você e o papai se separaram?
-Sim querida..Não estamos mais juntos,mas não foi por isso que me afastei. Eu precisava ajeitar minha vida para ficarmos juntas de novo..
-Eu quero ir com você mãe,deixa!
-Oh meu amor..
-Vamos embora Christine! - estranhei a forma como Emma se mostrou prepotente
-Eu vou ficar com a minha mãe!
-Chris não complique as coisas. Seu pai está te esperando!
-Amor,olha pra mim. - pedi - Vá com a sua babá..
-Não!
-Filha eu não vou mais sair de perto de você,prometo!
-Mas eu não quero ir sem você,volta pra casa!
-Christine.. - tentei conter o choro - Eu amo você mais que qualquer coisa nessa vida! E eu juro que nada vai nos afastar!
-Promete?
-Prometo! - puxei Chris para mais um abraço demorado e lhe beijei
-Eu te amo muito mãe!
-Também te amo.. - tive que soltar Christine com muito custo. Emma pegou na sua mão e logo se foram. Chris olhava pra trás com lágrimas nos olhos. Não aguentei ver aquilo e saí correndo sentindo meu coração se quebrar.


Michael

-Christine abra a porta! - já fazia uma hora que Chris estava trancada no quarto
-Michael deixa ela,depois passa..
-Por que Alexia teve que voltar? Olha como deixou a menina!
- Como poderíamos adivinhar que Alexia ficaria rondando a Chris?
-Como ela estava?
-Não entendi.
-Como a Alexia estava?
-E pra que você quer saber?
-Por nada.. Eu vou sair ok? Cuide da Chris.

  Decidi ouvir meu coração e procurar Alexia. Eu posso ser um bundão por ir atrás dessa mulher,mas foda-se preciso saber onde ela está.
  Tentei controlar minha raiva,pois estou na porta do apartamento de Simon. Tudo que vivi naquele apartamento voltava na minha mente. Dissipei os torturantes pensamentos e toquei a campainha. Depois de alguns segundos ele abriu a porta.
Trazia um sorriso cínico nos lábios e a cabeça enfaixada. Suas feições paralisaram assim que me viu. Hoje mesmo tirarei toda essa história a limpo

-Ora ora, há que devo a honra da sua ilustre visita?
-Quero saber o que fez com a Alexia. Onde ela esta?
-Pouco me interessa onde aquela vadia se enfiou,viu o estrago que ela fez em mim? - gritou
-Engraçado porque ela também apareceu toda machucada. Quero saber agora mesmo o que aconteceu!
-O que aconteceu Michael Jackson é que eu ferrei a sua vida! - ele soltou uma risada sórdida
-Como é?
-Respondendo sua pergunta. Sim,eu dei um trato naquela filha da puta e fodi ela até enjoar! Michael,sua esposa é mesmo uma delícia! - senti todo o sangue do meu corpo drenar no meu rosto. A vontade de matá-lo foi tão grande que não me controlei
-Monstro! Desgraçado,eu acabo com você! - vociferei partindo pra cima dele. Soquei seu rosto até sentir meus dedos calejarem,mas Simon empurrou uma estante em mim,me tirando de cima dele
-Uau,que mão forte você tem! Mas isso não será suficiente para ter sua vida de volta!
-Por que fez isso com ela,por que?
-Porque só assim pra comer aquela gostosa! - já ia partir para cima dele novamente,quando ele sacou um revólver -Paradinho ai! Finalmente chegou a hora tão esperada! Mais de dez anos meu amigo!
-O que?
-Vamos voltar ao passado,mais precisamente à Chicago. Se lembra?
-Claro que me lembro,eu morei lá!
-Oh sim.. E se lembra também de ter desgraçado a vida do meu irmão? Você e a sua amante?
-Do que você tá falando? Não..você é irmão..
-Do Robert Smith? - ele riu - Ponto pra você!
-Não pode ser..
-Pode sim,meu caro! Vamos ver se agora você entende o que está acontecendo. Eu prometi ao meu irmão que iria destruir a vida do homem que matou ele. Te procurei por anos e finalmente te achei!
-Eu não matei seu irmão! Mas que droga!
-Não queira me enganar! Você e a piranha da Eva planejaram acabar com o Robert e conseguiram. Mas agora Michael,eu vou fazer o mesmo com você..
-Você é doente? Já disse que não matei Robert e não tinha nenhuma intenção! - ele riu
-Sabe.. Cheguei a acreditar que tinha morrido,mas então você para minha sorte,ressurgiu das cinzas!
-Você se aproximou da Alexia pra me ferir,é isso?
-Eu te observei por muitos anos Michael. E eu sabia que a sua querida esposa era o seu ponto fraco. Ah Michael.. as mulheres sempre conseguem te amolecer ne?
-Não devia ter mexido com ela,desgraçado! Seu problema é comigo!
-Se aproximar eu meto bala! - gritou - Alexia foi a isca perfeita! E olha só,eu consegui tirar ela de você! É tão idiota que acreditou em tudo!
-Não,não! Por que não me matou de uma vez?
-Porque ver você assim,tão derrotado é uma maravilha! E você vai perder muito mais Jackson! Eu te tirei a Alexia,ela jamais vai te perdoar! Logo perderá sua filha,sua boate.. E vai sofrer o pão que o diabo amassou! Vai sofrer tudo que meu irmão passou por você e pela Eva!
-Por que não atira em mim? Resolva os seus problemas comigo!
-Hey! Abaixa essa bola,não está em condições nenhuma de exigir nada! Ah Michael.. Pensou que o passado nunca voltaria né? Pois se enganou! E pode ter certeza que seu calvário está só começando!
-Não tenho medo de você! Pode fazer o que quiser comigo,mas não se meta com a minha família ou eu mesmo dou cabo de você! - ameacei
-Família? Que família? Ou se esqueceu do que fez com sua garota? Ex né..
-Você envenenou meu casamento. Destruiu o que eu tinha de mais importante nessa vida!
-Essa era a intenção,meu amigo! Você roubou a mulher do meu irmão e agora eu fiz o mesmo com você! Vai apodrecer na cadeia e sua querida família vai esquecer que você existe! Agora saia da minha casa,por hoje é só.. - ele riu
  Isso só pode ser um pesadelo. Nunca poderia imaginar que Simon é meu grande inimigo. E agora eu me sinto mil vezes pior. Eu trouxe esse inferno para nossas vidas,expulsei Alexia,fui cruel e agora descubro que tudo isso foi parte de uma vingança e eu caí direitinho.
   Deus e agora? Simon está certo,eu perdi Alexia. Virei as costas quando ela mais precisou de mim,logo eu que prometi tantas vezes que não deixaria nada e ninguém machucá-la,que estaria ao seu lado pra sempre. E eu quebrei todas as promessas.
  Simon conseguiu me destruir e eu tenho certeza que ele não vai parar por ai. O ódio no seu olhar armazenado por tantos anos será capaz de acabar comigo por completo. Mas eu tenho que pensar numa forma de proteger Chris e Alexia. Caramba,eu preciso achar ela,mesmo que seja em vão,preciso pedir perdão,me humilhar e reparar meus erros. Eu preciso ter forças pra suportar o inferno que minha vida está se transformando.

Capítulo 23



Michael


  Eu não tinha ideia de onde começar a procurá-la. Alexia poderia estar em qualquer lugar dessa cidade. Las Vegas é um perigo para alguém desamparado. Eu queria me torturar até exteriorizar minha dor. O remorso e o arrependimento me corroía cada vez mais. Eu já devo ter chorado o suficiente para me desidratar.
Entrei no meu quarto e foi impossível não me lembrar de Alexia. Seu perfume ainda estava impregnado nos lençóis,no closet,em tudo.. Me lembrei das inúmeras vezes que eu chegava da boate e ela estava lá,me esperando na nossa cama vestida com sua lingerie mais provocante. E agora tudo que me resta são lembranças..
Revirei algumas gavetas e encontrei uma folha de papel dobrada com a caligrafia de Alexia.



"Para meu único e eterno amor.. Michael"

Endless love

My love,
There's only you in my life
The only thing that's right
My first love,
You're every breath that I take You're every step I make
And I want to share
All my love with you
No one else will do...
And your eyes Your eyes, your eyes They tell me how much you care
Ooh yes, you will always be
My endless love..

[Amor sem fim]

( Meu amor, Há somente você na minha vida
A única coisa que é certa
Meu primeiro amor,
Você é "tudo que respiro"
Você é cada passo que dou
E eu, eu quero dividir todo o meu amor com você
Ninguém mais o fará
E seus olhos, seus olhos, seus olhos...
Eles me dizem o quanto você se importa
Oh sim, você sempre será:
Meu amor sem fim .. )


  Terminei de ler a letra da canção em meio as lágrimas. Me sentei na cama e novamente desabei. Acho que nunca chorei tanto na minha vida. Nunca experimentei dor tão grande,nem quando perdi meus pais, quando fui traído por Eva ao ir pra cadeia ou quando Alexia teve overdose,pois dessa vez a culpa foi inteiramente minha.

-Papai? - Chris me tirou do transe
-Oi meu anjo.. - enxuguei rapidamente as lágrimas
-Está chorando?
-Não.. Só estou com sono,aí..
-Não minta pra mim,pai. - Chris se sentou ao meu lado e enxugou as lagrimas que teimavam em cair - Converse comigo..
-Você é uma garota iluminada sabia?
-Aprendi com você.. Me conte,está chorando por causa da mamãe?
-Estou.. Eu fui muito mau com ela.
-O que você fez?
-Eu fui injusto com ela, não tratei sua mãe como merecia e agora eu a perdi..
-Não diz isso não.. Eu sei que você ama ela,não sei porque os adultos complicam tanto a vida..
-Daria tudo para ter sua idade Christine. Posso te pedir uma coisa?
-Claro!
-Promete pra mim que mesmo que eu não seja o pai que você merece,mesmo tendo afastado sua mãe e que nossa família tenha sido desfeita,promete pra mim que não deixará de ter carinho por mim? Mesmo que eu tenha que me afastar de novo?
-Por que diz isso pai? Eu nunca vou sair de perto de você. Mesmo que tenhamos passado poucos anos juntos,eu te amo muito! Você vai me deixar? - perguntou assustada
-Não meu amor.. Só quero lhe pedir isso..
-Nunca vamos nos separar! Eu sei que a mamãe vai voltar e nossa família será a mesma de antes..
-Deus te ouça! - dei um sorriso fraco notando a ingenuidade da minha filha -Preciso te pedir mais um favor. Eu sei que sua mãe te vê depois da aula.
-Uhum. Ela disse que voltaria para me ver.
-Eu preciso muito falar com ela,se importa se eu te buscar hoje e me esconder?
-Claro que não! Precisam conversar não é?
-Sim..

 -Não chore mais, eu estou aqui pra ajudar o senhor! - abracei Chris com toda minha força. Saber que tenho seu carinho e amor incondicional me alivia. Chris é tudo que me resta e saber que terei que me afastar dela destrói ainda mais meu coração.



Capítulo 24 



Alexia


-Você vai ver ela novamente? - Peter me perguntou ao me deixar na porta da escola de Chris
-Eu preciso. Não imagina a saudade que sinto da minha menina. Além do mais eu prometi que voltaria para vê-la.
-É que você ficou tão mal ontem que  me preocupo..
-Eu vou ser forte Peter! Obrigada..
-Depois me liga ok?
-Certo!

  Faltava alguns minutos para o sinal tocar. A ansiedade só aumentava,tinha medo que Michael proibisse ela de me ver,eu não suportaria isso.
 Meu sorriso se abriu quando Christine saiu da escola. Assim que me viu,veio correndo à minha direção e eu a recebi com um abraço caloroso.
-Você veio mesmo! 
-Eu prometi que voltaria! Não estou te causando problemas ne?
-Não..O papai não brigou comigo.
-Nem ficou bravo,nervoso..?
-Nada disso!
-Que estranho.. - murmurei -Enfim,daqui a pouco você tem que ir. Eu prometo que vamos nos ver mais vezes ok?
-Mas quando? 
-Em breve.. Agora é melhor eu ir embora..
-Fica! - estaquei ao ouvir a voz de Michael. Me virei e depois de tanto tempo voltei a encarar seus profundos olhos negros. Estava com o semblante tão sombrio que cheguei a cogitar que o remorso havia se instalado em sua consciência
                        

-Já está na minha hora.. - falei desviando meu olhar dele
-Posso conversar com você? 
-Acho que não temos o que falar..
-Tem sim! - Chris interferiu - Vou pro carro,pai. - Chris me abraçou e se distanciou de nós
-Alexia,nada que eu disser ou fizer vai mudar a forma como agi com você..
-Por que está falando assim?
-Já sei a verdade.. Toda a verdade.
-Simon te contou?
-Sim.. 
-Que bom.. Me sinto aliviada.
-Só peço que me perdoe,do fundo do meu coração,me perdoe!
-Você é patético! - gargalhei - Acha mesmo que é só aparecer com essa cara de santo,falando meia dúzia de palavrinhas melosas que eu vou te perdoar? 
-Eu sei que não será fácil..
-Não mesmo. Eu não sou compreensível,não tenho um coração enorme e nem sou um espírito evoluído,portanto desista. Jamais terá meu perdão,nem minha pena! - cuspi as palavras sentindo meu sangue ferver
-Alexia por favor..
-Por favor o que? Quantas vezes pedi que me ouvisse,implorei por uma chance e você me expulsou da sua vida! Agora não venha pedir meu perdão! 
-Eu sei que fui um monstro com você,que quebrei todas as promessas,mas não duvide do meu amor,por Deus! - implorou
-Suas lágrimas não me comovem! Graças a Deus eu não preciso mais da sua compaixão,tive um anjo na minha vida que faz por mim o que você jamais fez! - confesso que doeu muito dizer isso,me arrependi na mesma hora
 Não posso ser hipócrita,Michael muitas vezes deu sua vida por mim e jamais me esquecerei disso. Percebi em seu olhar que foi um golpe para ele,ouvir minhas palavras.
-Encontrou outra pessoa? - perguntou com a voz trêmula
-Minha vida não lhe diz respeito mais,mas sim, eu encontrei alguém que tem direcionado minha vida e realmente me sinto bem.
-Fico feliz de verdade por saber que não desgracei sua vida por completo.
-Você ainda não conseguiu essa proeza,e fique sabendo de uma coisa, eu terei Christine de volta!
-Não tire ela de mim,por favor Alexia! Christine é tudo que me sobrou..
-Foda-se. - tentei soar fria - Vai demorar um pouco,mas não vou desistir. Aqui está meu telefone,logo entraremos em contato. Adeus,Jackson! - virei as costas e saí apressada antes que ele me visse chorar,ele nunca mais me verá chorando por ele.
Michael


 Conversar com Alexia foi pior do que eu imaginava. Parecia ser outra mulher na minha frente,uma pedra de gelo. Mesmo sabendo que eu mereço tudo isso,não consigo me conformar com o rumo que nossa história tomou.
 O caminho até minha casa foi silencioso. Chris sabia que a conversa não tinha sido agradável,e me compreendeu.
-Chris vai tomar o banho que eu ..
-Vai ver se o almoço está pronto..?
-Isso.. Desculpa,eu tô desligado.
-Mamãe não te perdoou?
-Não,mas não é culpa dela. Sua mãe está muito magoada..
-Mas vai passar. Eu conheço a mamãe,depois ela vai pensar melhor! - disse ao tentar me animar
-Quem sabe né? - ri -Agora já pro banho,mocinha! - entrei na cozinha e Emma estava lá
-Olha,finalmente a garota mudou a cara!
-E como queria que ela ficasse? Foi um choque ver a mãe!
-Você dá muita abertura pra Chris,por isso está tão mimada!
-Parou! Ok? Parou! Não admito que fale assim da minha filha,eu sou o pai e a educo da forma que eu quiser!
-Nossa Michael..Fica calmo..
-Olha Emma,me desculpe mas isso não está dando certo e nem vai dar.
-Está terminando comigo?
-Emma eu disse que tentaria me acostumar com essa situação,mas não consegui. A única mulher da minha vida é Alexia e sempre será!
-A mulher que te botou um par de chifres?
-Não diga o que não sabe! - gritei -Vá embora Emma,por favor. Acertarei suas contas hoje mesmo.
-Sabe o que vai acontecer com você? Vai terminar seus dias sozinho,sem a Alexia e sem Christine e eu vou rir muito por ser tão trouxa!
-Que bom,não vou precisar nem pagar cartomante! Tchau Emma. - ela riu em deboche. Pegou sua bolsa e bateu a porta. Suspirei aliviado,menos um problema!


  
* * * *


 Deixei Christine na aula de balé e voltei pra casa. Não conseguia nem pensar em trabalhar com tudo acontecendo à minha volta. Claro,graças a mim.
 Consegui cochilar por alguns minutos,mas a campainha tocou,me despertando rapidamente. Abri a porta e dei de cara com dois homens mal encarados.
-Michael Joseph Jackson?
-Sim,sou eu.
-Queira nos acompanhar à delegacia?
-Mas pra quê?
-O senhor está sendo acusado de tentativa de homicídio contra Simon Reale. Terá que ir conosco agora mesmo. - fechei meus olhos suspirando pesadamente. Ótimo,era só o que faltava. Simon tanto disse que meu calvário iria começar,e está cumprindo com maestria.

Capítulo 25 

Michael


 Ainda não entendi qual o motivo de estar sendo acusado por Simon. Os policiais em nenhum momento se referiam a mim. Minha única preocupação era Christine,mas tenho certeza que vou resolver essa situação logo.
-Sente-se. - ordenou o delegado quando eu entrei na sala
-Será que podem me explicar o que está acontecendo?
-Claro Sr. Jackson. Recebemos uma denúncia contra sua pessoa.
-Que denúncia?
-Simon Reale afirma que o senhor o atacou na cabeça com um cabideiro de porcelana. - ele usou o que Alexia fez para me acusar
-De onde ele tirou isso?
-Temos provas Sr. Jackson. A vítima passou por cirurgias por conta de um coágulo cerebral causado pela pancada e afirma que foi o senhor quem o atacou. Se não foi o senhor,quem mais poderia ter sido, já que era a única pessoa além dele no apartamento?
-Só quis me defender.. - menti,assinando minha confissão de "culpa"
-Ah.. então o senhor confessa. Engraçado,a vítima tem parentesco justamente com o homem que o senhor foi acusado de matar há quinze anos atrás.
-Mas esse caso já foi esclarecido!
-Encerrado por falta de provas. - corrigiu - Não acha que é muita coincidência?
-Uma coisa não tem nada a ver com outra! - gritei
-Fale baixo! É Sr. Jackson.. As coisas estão se complicando para o seu lado. Tem direito a um telefonema e sugiro que seja para o seu advogado! - disse ao se levantar
-Eu vou ficar preso?
-O que você acha? Confessou uma tentativa de homicídio e pra piorar não é réu primário. Com licença!
-Puta que pariu! - soquei a mesa com fúria.Mas eu não estava arrependido. Se eu me dissesse inocente,o nome de Alexia entraria no meio e de forma alguma eu permitirei que essa história respingue nela
  Decidi ligar pra ela. Alexia precisa ficar com Christine,é só nisso que eu penso. Com advogado ou não minha situação tá preta mesmo..
-Vamos Alexia,atenda! - alguns segundos depois ela atendeu
-Alô?
-Alexia,é o Michael.
-Vem cá,eu não dei meu número pra você ficar me enchendo não!
-Alexia me escuta. Preciso que busque a Chris no balé.
-Oh agora lembrou que sou mãe dela. Deixa comigo! - escutei ela bufar
-Você tá morando em algum lugar?
-Estou.
-Poderia levar Christine com você?
-Vai viajar?
-Eu.. vou.
-Está mentindo! - infelizmente Alexia me conhece muito bem
-Não estou não. Por favor Alexia,vá na nossa casa e pegue algumas roupas pra Chris.
-Michael o que está acontecendo? Ah quer saber, isso não me interessa. Não se preocupe,cuidarei da minha filha! - Alexia desligou rapidamente. Bom,pelo menos Christine estará com ela,é um alívio pra mim..

Alexia


 O dia foi repleto de emoções. Não esperava rever Michael e nem ter essa conversa. Fiquei surpresa com seu telefonema. Na certa,ele acha que vai me render deixando Christine ficar um tempo comigo.Perdeu o tempo dele!
  Olhei no relógio e estava quase na hora dela sair da escola de balé. Decidi pedir folga hoje para ficar com ela. Juro que não entendi o porquê de Michael pedir para Chris ficar comigo. Não me convenceu com esse papo de viajar,mas é como eu disse,a vida dele não é mais da minha conta.
-Mamãe!! - Chris veio toda alegre em minha direção
-Oi princesa! Hoje você vem comigo,gostou?
-Adorei! O papai deixou?
-Sim,ele que me pediu.
-Estranho,ele não me disse nada!
-Seu pai é sequelado! - ela riu,pois sempre dizia isso pra ela e Michael vinha dizer no meu ouvido que me mostraria o "sequelado" na cama. Fechei meus olhos e afastei as lembranças
-Vou conhecer sua casa?
-Vai sim e vai dormir lá!
-Oba!
-Agora vamos na sua casa pegar algumas roupas pra você.
-Nossa casa,mãe.. - disse com o olhar triste
-Meu amor,nós já conversamos sobre isso.. Vem,hoje vamos nos divertir bastante!

* * * *


-Adorei sua casa! É diferente..
-É bem menor que a casa do seu pai,mas eu passo o dia trabalhando mesmo..
-Você não sente falta do papai?
-Chris..Não vamos falar disso ok? - graças a Deus a campainha tocou
-Posso atender?
-Claro! - Chris abriu a porta e deu de cara com Peter,ela me olhou sem entender nada
-Você deve ser a famosa Christine,certo? - ele disse
-Sou sim. E quem é você?
-Meu nome é Peter,sou amigo da sua mãe!
-Oi Peter,pode entrar! Filha,esse é Peter,um grande amigo da mamãe.
-Você é tão bonita quanto ela! - ele disse com simpatia
-Obrigada.. - Chris disse timidamente. Percebi que ela se entristeceu,ela é esperta e na certa desse ter ligado os pontos
-Ela vai passar a noite aqui hoje,pela primeira vez! - disse entusiasmada
-Olha só.. Então vamos ter que comprar uma pizza bem grande!
-Você quer filha?
-Hmm agora não,mas depois eu como. Posso tomar um banho?
-Claro amor,o banheiro é na minha suíte.
-Com licença.. - disse educadamente
-Acho que ela estranhou me ver aqui.
-É tudo muito recente pra ela..
-Alex,é melhor eu ir embora.
-Não Peter,fique com a gente!
-É melhor,vocês precisam de um tempo juntas e é bom pra ela se sentir mais a vontade! - ele me olhou com ternura
-Você tá certo.. Chris vai se acostumar com as novidades .
-Ela é muito madura! Fiquem bem ok? Qualquer coisa me liga! - Peter me deu um selinho me deixando corada
-Vá com Deus.. - fechei a porta e fui no quarto. Chris estava deitada na cama chorando baixinho - Chris.. - me aproximei dela - Está chateada comigo?
-Não mãe.. Só é estranho..Queria que tudo fosse como antes. O papai te ama mãe,mas você parece que gosta do Peter!
-Filha,você é nova demais para entender..
-Deixou de amar o papai?
-Claro que não.. - confessei - Mas amor não é suficiente numa relação..
-Nunca entenderei vocês! - Chris se levantou e foi para o banheiro. Respirei fundo pedindo a Deus para me ajudar em mais essa etapa..

Capítulo  26 

Alexia


                                                                 Dez dias depois



  Ter Christine aqui em casa tem sido a melhor coisa desse mundo,parece que nossa relação se fortaleceu ainda mais. 
  Com Peter também tenho novidades. Depois de muito conversarmos,ele acabou me pedindo em namoro e eu aceitei. Quero mudar minha vida e será ao lado dele. Mais tem um problema nisso e se chama Michael Jackson. Droga,ele fica na minha cabeça o tempo todo e não sei.. eu sinto um aperto no peito ao pensar nele..
   O mais estranho é que ele não tem dado nenhuma notícia. Já não sei mais o que dizer para Christine,e ela acha que eu estou proibindo Michael de vê-la,então tomei uma decisão. Vou procurar Michael e encontrá-lo de qualquer jeito!
-Já vai sair cedo amor? - acabei acordando Peter ao me levantar. 
  Não,nós não transamos ainda. Até tentei,mas na hora eu travei.Ele me entendeu e não insistiu. Por ele ter cuidado de Chris para eu trabalhar,achei melhor que ele dormisse aqui em casa,já estava tarde.
-Sim,tenho que buscar mais roupas de Christine,já que Michael não deu sinal de vida!
-Ele viajou?
-Parece que sim.. Bem,eu vou lá. Mais tarde nos falamos.. - lhe dei um beijo e me levantei da cama


                                                                         * * * *


   O mais estranho é que a casa está com a costumeira bagunça que Michael e Christine faziam. Porém ele sempre foi organizado e antes de sair para qualquer lugar ele arrumava tudo.
   O que me deixou mais desconfiada foi abrir seu closet e encontrar todas as roupas ali. Porra,se ele tivesse realmente viajado por tantos dias,ele teria levado as roupas!
   Decidi perguntar à algum de nossos vizinhos se sabiam o que aconteceu com Michael. Eu estava ficando cada vez mais preocupada,e sua voz trêmula e assustada no nosso último telefonema,apertava meu peito. Toquei a campainha do nosso vizinho mais próximo.
-Bom dia Sr. Jones,posso ter uma palavrinha com o senhor?
-Claro Alexia! Está sumida.. E o Michael como está? Fiquei preocupado com ele!
-Mais por que?
-Não ficou sabendo? A polícia teve aqui e levou o Michael pra delegacia.
-Sr. Jones,me explica isso,por favor!
-Eu não sei muita coisa,filha.. Eu lembro que estava chegando quando vi a viatura parada na porta da casa de vocês,depois disso só vi o Michael saindo escoltado pelos policiais e foi com eles no carro da polícia mesmo..
-Meu Deus! Eu.. eu vou pra delegacia agora! Obrigada..

  Eu nunca poderia imaginar que Michael estivesse preso. Mas que diabos ele fez pra parar em uma delegacia? Com muito custo cheguei até lá. Eu estava atônita com o que Jones me disse.
-Com licença,posso falar com o delegado? - perguntei à secretária
-O que deseja? - escutei a voz de um homem atrás de mim -Sou delegado Forbs. - estendeu a mão pra mim
-Alexia ..Jackson. - cumprimentei
-Ah.. então já sei o quer.. Veio saber sobre Michael Jackson,o que é dele?
-Eu..sou esposa,esposa do Michael. Que história é essa dele ter sido preso?
-Venha até minha sala,por favor. - entramos no seu escritório e Forbs fez menção para eu me sentar
-E então?
-Seu marido foi acusado de tentativa de homicido.
-O que? - ri incrédula
-Pelo que vejo está por fora do assunto. Michael foi acusado por Simon Reale,segundo a vítima,Michael o atingiu na cabeça com uma barra de porcelana. - tremi ao ouvir isso. Me lembro perfeitamente de ter o atacado com a barra enquanto ele tomava banho
-Mas isso é mentira!
-Não,não é. O seu marido confessou o delito.
-Michael fez isso?
-Sim senhora. Ele contou que tinha problemas com a vítima e agiu por defesa. Olha Sra. Jackson,seu marido precisa de um advogado urgente. Ele não é réu primário e o caso dele só está se complicando!
-Eu posso vê-lo?
-Pode sim. Ele ainda não foi transferido para a penitenciária municipal.
-Céus! 
-Vou pedir que o informem sobre a visita. Não poderá demorar muito.

  Andava a passos largos atrás do guarda. Meu peito oscilava e tinha uma vontade incontrolável de chorar. Entramos em um corredor cheio de celas. Tinham alguns presidiários que faziam piada,mas eu estava preocupada demais para dar atenção. 
  Arregalei meus olhos sem acreditar no que vi quando entrei na sala. Michael estava sentado de frente a uma mesa de mármore. Estava com o típico macacão laranja,mais magro que o normal,a barba para fazer e um semblante arrasado. Minha vontade era de tomá-lo em meus braços e tirá-lo daquele lugar.
-A visita chegou. - disse o carcereiro. Michael levantou a cabeça e me encarou ao ficarmos a sós
-Michael o que foi que você fez?
-Fui acusado Alexia,não está sabendo?
-Eu to perguntando por que escondeu de mim? E por que assumiu a minha culpa?
-Se eu me dissesse inocente,eles iriam investigar.
-Por que ele acusou você?
-Simon é uma pessoa do passado.
-Como assim?
-Ele é irmão do Robert. Voltou para se vingar de mim,pois acredita que eu matei esse homem!
-Meu Deus.. Mas Mike,eu posso contar que pra polícia que ele me..
-Não! Você não vai se prestar a isso. Se eu não pude evitar essa desgraça,me deixe pelo menos evitar que reviva isso.
-Michael..
-Eu só te peço que me perdoe. - sua voz já estava embargada - Sinto muito por ter te metido nessa história,me perdoe por ter feito você passar por tanto sofrimento desde que nos conhecemos,eu sinto muito.. - Michael chorava copiosamente com a cabeça enterrada entre as mãos - Não era minha intenção prejudicar você,me perdoe.. 
-Michael.. - me sentei ao seu lado e o tomei nos meus braços
  Eu nunca vi ele chorar desse jeito feito uma criança desamparada. Michael chorava de soluçar com sua cabeça apoiada no meu colo. Alisei seus cabelos e beijei sua testa,procurando algum jeito de acalmá-lo. Depois de alguns minutos,o choro foi cessando mas eu ainda o segurava bem forte.
-Eu nunca consegui confiar em ninguém desde que perdi meus pais..
-Por quê não me conta como foi?
-Quando eles morreram eu tinha dez anos.Como não restava mais ninguém,fui mandado para um orfanato.Mas eu era grande, ninguém queria adotar uma criança com mais de três anos.. E eu fiquei lá até completar dezesseis.
-E o que aconteceu?
-A diretora disse que eu não tinha mais idade pra ficar lá. Tive que ir embora do orfanato e desde então eu passei a viver ainda mais sozinho. Eu recebi dela cinquenta dólares e com esse dinheiro eu consegui me virar e foi vivendo assim que eu cresci..
-Por quê nunca me contou isso?
-Porque certas memórias têm que ser esquecidas. O tempo sempre mata a dor.
-Olha pra mim. - enxuguei suas lágrimas,notando seu olhar cada vez mais pesado - Não vou deixar que fique aqui,ouviu?
-Ele não vai sossegar enquanto não acabar comigo.
-E você vai aceitar?
-Eu não tenho condições de aceitar nada Alexia. Tudo que está acontecendo é resultado de todos os meus erros e eu juro que se pudesse voltaria no tempo e não deixaria que você sofresse as consequências.. - seu olhos se encheram de lágrimas novamente e quanto mais ele chorava,mais doía meu peito
-Shi.. Não diz isso ok? É o homem mais corajoso que já conheci,que foi capaz de dar sua vida pela minha,como pode ter vergonha da pessoa que você é? Não vou deixar que te façam mal.. - lhe abracei mais forte,secando seu rosto banhado de lágrimas. Estávamos próximos demais e se eu não caísse em si,teria lhe beijado,mas desviei a tempo
-É melhor eu ir.. O carcereiro voltou.
-Obrigado por vir e por favor,não diga nada do que sabe,promete?
-Michael..
-Prometa!
-Tá,eu prometo..
-Tem mais uma coisa.
-O que?
-Peça para o seu.. a pessoa que está com você para vir aqui.
-Peter..? - perguntei temerosa
-Isso. - suspirou - Quero falar com ele.
-Sobre o que?
-Por favor Alexia,peça para ele vir aqui.
-Certo..
-Acabou,moça. - avisou o rapaz
-Se cuida tá? - lhe beijei no rosto e me soltei dele

  Não consegui conter as lágrimas ao sair daquele lugar. Me apoiei na bancada e chorei até perder minhas forças. Meu coração está lá dentro com esse homem e eu não posso fazer nada! Chorei mais ainda ao lembrar da cena de minutos atrás. Michael está nessa maldita cela graças a mim,ainda mais agora que estamos separados,não vou suportar ver ele nessas condições.

Capítulo 27 

Michael


 Parece que estou voltando ao passado,à época em que fiquei dois anos preso. Achava até o momento,que aqueles eram os piores anos da minha vida,mas agora não consigo nem descrever como me sinto.
  Depois da visita de Alexia tudo piorou. A última coisa que eu queria era que ela me visse naquele lugar deplorável. O meu maior medo é o que Simon possa fazer com Alexia e por mais que me doa,tomei a decisão mais difícil da minha vida,abrir mão dela.

    
     
* * * *


  Passei a noite toda acordado,que eu saiba Alexia contratou um advogado pra mim,mas pelo que o delegado disse,meu caso está cada vez mais complicado.  
-Visita pra você. - o carcereiro avisou
 Graças a Deus não era Alexia, e sim o tal advogado,que me cumprimentou com seriedade e educação.
-Meu nome é Josh Willians,fui contratado pela sua esposa.
-Prazer em conhecê-lo.. Já tem noção do que está acontecendo?
-Sim,Michael hoje tive uma notícia sobre seu caso.
-Que notícia?
-O processo da morte de Robert Smith foi reaberto. Ao que parece, apareceu novas provas e testemunhas que lhe comprometem.
-Ah não! Ai já é demais.. Eu fui inocentado!
-Por falta de provas,Michael. O problema é que agora essas provas apareceram..
-Eu sou inocente,não matei ninguém,que merda!
-Michael se acalme. Estou aqui pra te ajuda ok? Preciso que me confie em mim. Está sendo acusado por dois crimes e se não encontrarmos uma solução será levado a julgamento.
-Meu Deus,que pesadelo! 
-Tem que me dizer tudo que aconteceu quando Robert morreu.
-Foi a Eva quem matou ele,mas na época eu era tão idiota que não a denunciei.
-E onde está essa Eva?
-Ela morreu há dois anos atrás.
-Não tem nenhuma testemunha que possa te ajudar?
-Frank.. Mas é outro desgraçado que tentou ferrar comigo.
-Michael eu vou fazer o possível para te tirar dessa,prometo! 
-Ah doutor.. - ri - Desculpe dizer,mas perderá seu tempo.
-Mas por que diz isso?
-Porque quem me jogou aqui não está pra brincadeira,doutor.
-Alexia me disse que seria arredio,mas volto a afirmar que vai sair daqui o mais rápido possível! Está na minha hora,voltarei com notícias.
-Obrigado.. - respirei fundo e encarei o chão,incrédulo com mais essa rasteira..
Alexia


-Ele quer falar comigo? - Peter perguntou desconfiado
-Sim..Agora não sei o motivo.
-Ele quer tirar satisfações?
-Não acho que seja isso..
-Você está bem Alexia?
-Uhum! - menti
-Olhe pra mim,meu anjo. - encarei seus olhos e logo as lágrimas vieram
-Ele é o pai da minha família né?
-É só por isso mesmo?
-Sim..Podemos ir Peter?
-Claro.
* * * *


  Estávamos na penitenciária municipal de Las Vegas,Michael foi transferido nessa manhã,e se isso aconteceu é porque sua situação está mais preocupante .
-Podem entrar. - o guarda avisou. 
 
 Michael estava sentado,esperando por nós. Seu olhar se entristeceu ainda mais ao me ver acompanhada de Peter. Nos sentamos de frente à ele e o clima pesado se instalou entre nós três.
-Michael,esse é o.. Peter.
-Olá Michael. - Peter tomou a iniciativa - Sou Peter Dinozzo
-Michael Jackson. - murmurou como se seu nome fosse uma invocação ao demônio 
-Sinto muito em conhecê-lo nessas condições.
-Vou sobreviver. -Michael disse - Alexia,se importa de esperar lá fora?
-Eu vou deixar vocês conversando.. - me levantei e esperei na sala ao lado,que tinha uma visão ampla do que se passava na outra,pelo espelho próprio para observação. Escutei atentamente ao que eles diziam
-Bem..Pode falar Michael.
-Eu sei que foi maravilhoso para minha,para a Alexia e eu te agradeço do fundo do meu coração.
-Alexia é uma mulher incrível,não merecia sofrer daquela forma..
-Está certíssimo e mais uma vez,obrigado por conseguir reverter os erros que cometi com ela.
-Não precisa agradecer.
-Eu serei direto. Peter,eu sou realista e sei que não sairei daqui tão cedo. - Michael suspirou,contendo o choro 
-O que quer dizer com isso?
-Alexia corre perigo. Tenho medo que Simon queira fazer mal à ela novamente,ou à minha filha. E eu te peço desesperadamente que não abandone elas,por favor!
-Que isso Michael..
-Não sabe como me destrói entregar minha família nas mãos de outro homem,mas você fará por elas o que eu não consegui fazer. Eu falhei Peter e jamais terei minha vida de volta. Então eu te peço,te imploro para cuidar delas. Faça a Alexia feliz,por favor! - pediu com a voz trêmula
- Eu prometo Michael,não se preocupe,não deixarei mal algum acontecer com elas. Eu amo a Alexia,muito mesmo! - Michael apertou os olhos
-Fico aliviado,obrigado Peter. - Michael enxugou as lágrimas e abaixou a cabeça - É .. acho que o horário da visita acabou.
-Quer que eu chame a Alexia?
-Não,é melhor não.. Se possível peça à ela para não vir mais aqui,isso não é lugar pra ela.
-Está coberto de razão..Boa sorte Michael.
-Obrigado.. -Peter se levantou e saiu da sala. Caí aos prantos quando Michael ficou sozinho e esmurrou a mesa,descontando seu desespero.
 Encontrei Peter no corredor e ele me abraçou,não consegui esconder minha tristeza ao ouvir as palavras de Michael. Por mais que eu tenha dito milhares de vezes que não voltaria pra ele,Deus eu não queria ouvir isso. Meu maior desejo era de entrar naquela sala,dizer que o amo e que não sairia de perto dele nunca mais..


Capítulo 28 

Alexia

 
 Mais uma semana se passou e a situação de Michael continua a mesma. Dr. Josh me ligou dizendo que tinha novidades e que não eram boas. Marquei com ele em um restaurante,pois Christine pode nem sonhar com o que está acontecendo com o pai.
-Bom dia Dr. Josh,como vai?
-Bem e a senhora?
-Dentro do possível.. Você disse que tinha novidades?
-Sim. Como sabe,o caso do assassinato de Robert Smith foi reaberto.
-Mas Michael é inocente!
-Alexia,novas provas apareceram.
-E que provas?
-Uma testemunha e junto com ela,a arma do crime.
-An?
-Parece que um dos sócios do cassino de Robert testemunhou o crime. Assim que a  investigação começou,a polícia chegou até ele.
-Eu não acredito em nada disso! Tenho certeza que é coisa do Simon!
-Acontece Alexia que essa testemunha já prestou depoimento.
-E de onde saiu essa arma?
-A arma foi encontrada escondida na casa que Robert morava. Resumindo,se as digitais de Michael estiverem nesse revólver,será fim de linha para o seu marido.
-Não! Michael não fez nada,eu juro! Ele jamais mataria uma pessoa!
-Alexia,eu entendo que seja difícil e eu também acredito que Michael seja inocente,mas se as digitais derem positivo,Michael vai a julgamento. Eu sinto muito..
-Ele já sabe disso?
-Acredito que já tenha sido informado. O delegado disse que colheria o depoimento dele hoje mesmo.
-Meu Deus..E agora?
-Tenha fé Alexia,é o único jeito de ajudar Michael.

 Voltei pra casa completamente arrasada. Eu jamais poderia imaginar que veria Michael nessas condições. O que mais me revolta é saber que ele é inocente e que Simon está fazendo de tudo para destruí-lo.
 Eu tinha que encontrar uma forma de salvar Michael,mas tenho medo de acabar atrapalhando. Simon já deu provas de que não está de brincadeira. Ele já tem tudo planejado,sabia exatamente as formas de derrotar Michael,e não vai descansar enquanto não conseguir. Mas eu não vou deixa,não mesmo!
* * * *


-Mãe,onde está o papai? - me doía ver Christine tão desanimada
-Seu pai precisa muito da gente.
-Mas o que aconteceu?
-Ele teve que se ausentar por um tempo,mas ele vai voltar!
-Quando é que vamos pra casa?
-Essa é a sua casa agora.
-Não,nossa casa é onde moramos com o papai!
-Chris.. - meu celular tocou - Droga! Alô?
-Sra. Alexia? É o Josh.
-Oi Josh,tem notícias?
-Sim e infelizmente não são boas .
-Me diz,o que houve?
-Michael será levado à julgamento. As impressões digitais confirmam. O revólver foi usado por Michael.
-Isso é impossível! - tentei falar baixo para Chris não ouvir
-Sinto muito.. O habeas corpus foi negado,Michael continuará na penitenciária até o início do julgamento.
-Mas que droga! Doutor faça alguma coisa,por favor!
-Estou fazendo o possível Alexia,mas o próprio Michael não se ajuda..
-Ele é um teimoso!
-Falando nisso,ele pediu que você vá amanhã visitá-lo. - meu coração acelerou
-Ele quer falar..comigo?
-Ele precisa ter uma conversa importante com você.
-Tudo bem..Amanhã bem cedo estarei lá.
-Problemas? - Peter me perguntou ao chegar em casa
-Michael será julgado Peter! - falei totalmente aterrorizada
-Eu sinto muito Alexia.. A situação dele está tão complicada assim?
-Simon está conseguindo destruir Michael..Eu não posso deixar, não posso!
-Você ainda o ama? -engoli em seco ao ouvir sua pergunta
-Que pergunta é essa Peter?
-Só quero saber o que sente pelo Michael,só isso.
- Você sabe que ele foi muito importante pra mim,além do mais é pai da minha filha.. Eu e Michael somos apenas amigos.
-Tem certeza?
-Chega de falar disso por favor,não me pressione..
-Me desculpa tá? - Peter me abraçou e me deu um beijo nos lábios
-Michael pediu para me ver amanhã.
-Você vai?
-Sim,parece que o assunto é importante..Eu vou dormir,vem comigo?
-Claro,vou só tomar um banho..
* * * *


  Passei a noite toda pensando em Michael dentro daquela prisão. Se está se alimentando,se está dormindo.. E ao mesmo tempo,fico pensando em como minha vida se encaminha. Eu e Peter estávamos começando bem,mas eu jamais conseguirei sentir algo além de amizade,isso é fato. Meu coração pertence à Michael,mas devo aceitar que entre nós acabou tudo..
   Estava na sala de visitas da penitenciária. Meu coração batia cada vez mais acelerado ao ver Michael se aproximando e junto com ele veio o advogado lhe entregando uns papéis.
 Me levantei assim que ele entrou na sala. Deus,ele estava tão pálido,tão magro.. Parecia um boneco de porcelana que a qualquer momento poderia se quebrar.
-Oi Michael.. - me aproximei dele e lhe abracei forte
-Que bom que veio. Como Christine está?
-Tirando a saudade de você,ela está bem. Você queria conversar?
-Sim.. Você sabe que serei levado à julgamento,não sabe?
-Sei.. - tentei conter o choro - Michael eu acredito em você,tenho certeza que é inocente!
-Como são as coisas.. - Michael riu - Você acredita em mim mesmo depois do que eu fiz com você..
-Não vamos nos lembrar disso.. O importante é você sair daqui.
-Alexia eu serei condenado.
-Eu não vou deixar! Vou procurar esse desgraçado..
-Não! - Michael agarrou minhas mãos - Me prometa que vai ficar longe de toda essa sujeira!
-Eu não vou deixar que apodreça nessa cadeia!
-Alex,eu te agradeço,mas a melhor coisa que você tem que fazer é viver sua vida. Eu vou ficar bem.. é por isso que pedi que viesse.
-Pode falar.
-Alexia,eu quero o divórcio. - paralisei ao ouvir o que ele disse
-O que?
-Você precisa se desligar de mim,agora você tem o Peter,ele parece ser um bom homem,além do mais ele te ama. Reconstrua sua vida,é só o que te peço. - Michael abaixou a cabeça e passou o documento para mim - Assine.
 Peguei a caneta com as mãos trêmulas e um filme passou na minha cabeça.


Flash Back

-Alexia Heizel, você teria coragem de se casar comigo? É mulher o suficiente pra isso?
-É claro que sou. Eu aceito Michael Jackson!
-Está com seus documentos ai?
-Sim,mas.. Michael você tá falando sério?
-É claro que estou! Foi assim que nos casamos e é assim que tem que ser. Vamos?
* * * *


-Eu te amo Senhora Jackson!
-Eu te amo mais, meu marido incrivelmente gostoso!
- Quando formos velhinhos,voltaremos aqui de novo e nos casaremos ao som de James Brown!

Fim do Flash Back


  Não,eu não ia conseguir assinar aquela porcaria de divórcio. Larguei a caneta,peguei o papel e o rasguei em pedacinho. Michael me olhava com os olhos arregalados e surpresos e percebi uma faísca de alegria brilhar em seus olhos.
-Eu não vou assinar coisa nenhuma!
-Alexia,o que é isso?
-Você esqueceu a sua promessa? "Nunca mais iremos nos separar,ficaremos juntos até quando estivermos velhinhos", você lembra? - disse com meu olhos cheios de lágrima
-Não fala isso,por favor.. - Michael se levantou e se virou para a parede. Me aproximei dele e virei seu rosto para mas perto de mim
-Eu não me casei duas vezes com você em vão,e por mais que queira enfrentar essa barra sozinho,eu não vou permitir! - enlacei minha mão em seu pescoço e ataquei sua boca
 Michael ficou sem ação,mas logo senti sua língua acariciar a minha,foi aí que me entreguei ainda mais ao beijo. Suas mãos tocaram meu rosto e a minha cintura,me puxando para mais perto dele. Eu não conseguia e nem queria me desgrudar dele.
 Parecia que estar em contato com seus lábios novamente,me trazia de volta a vida,me dava energia para viver e eu sei,pelas batidas do seu coração,que também era assim que Michael se sentia..

Capítulo 29

Michael


-Me desculpe.. - Alexia se desgrudou de mim - Eu não devia ter feito isso!
-Olha nos meus olhos e diz que não me ama! Você não me esqueceu..
-Eu estou aqui pela nossa filha! E.. não vou aceitar o divórcio por causa dela.
-Alexia! - ela saiu da sala antes mesmo de eu poder falar alguma coisa - Droga! Ela quer me deixar louco!
Alexia


-Merda,o que foi que eu fiz? Eu não devia ter beijado o Michael! Eu sou uma idiota!
  Por mais que eu ame Michael,não posso esquecer o que ele me fez,além do mais tem Peter. Ele não merece ser iludido. Terei uma conversa séria com ele,não esconderei nada. Peter é a última pessoa do mundo que eu gostaria de magoar.
-Com licença,posso entrar? - Peter estava no seu escritório
-Boneca! Que surpresa você aqui no meu trabalho.. Conversou com Michael?
-Sim. Ele queria.. o divórcio.
-Então estão divorciados?
-Não ainda..
-Alex,o que está acontecendo? - perguntou com a voz afável. Não aguentei e comecei a chorar,abraçando Peter
-Me perdoa,me perdoa..
-Do que está falando?
-Eu fui fraca.. Não te respeitei..
-Ainda o ama,não é?
-Sim.. Mas eu preciso da sua ajuda. Só estou fraquejando porque Michael está passando por uma situação difícil..
-Olha Alexia,você não me engana.. Eu sei que ainda não o deixou de amar,e eu serei bem direto. Está realmente afim de esquecer o passado,começar do zero? Se disser que sim,eu esqueço seu deslize e continuaremos juntos. O que me diz?
-Eu aceito Peter. E assim que Michael resolver a situação dele,eu assinarei o divórcio. Quero reconstruir minha vida ao seu lado.
-Eu te agradeço por ter confiado em mim,e te prometo que vou te fazer feliz,ok?
-Eu te adoro Peter e tenho certeza que vou conseguir amá-lo como merece! - voltei a abraçá-lo,pedindo a Deus para que minhas palavras se tornassem realidade
* * *

Uma semana depois

Michael


-É amanhã,Michael. -Josh veio me avisar - Amanhã começa o primeiro dia do seu julgamento. Se sente pronto?
-Tenho que estar né? Mas eu te agradeço doutor,sei que tem feito de tudo para me ajudar.
-Infelizmente fomos pegos de surpresa. Simon tem muita munição..
-Não se preocupe..Sabe quanto tempo posso pegar de prisão?
-Se juntar o assassinato de Robert mais a tentativa de homicídio contra Simon,você pegaria mais de cinquenta anos de reclusão.
-Ou seja,passarei o resto da minha vida nessa prisão!
-Se você confessar que não tentou matar Simon,pode aliviar seu lado.
-E meter Alexia nessa cadeia? Aí seremos dois presidiários, e minha filha? Além do mais,Alexia já sofreu demais por mim. Ela merece ser feliz..
-Bem.. Amanhã trarei as roupas para você usar no julgamento..
-Seja o que Deus quiser..
* * *

  Me olhando no espelho,vejo como a vida se parece com um jogo. Ela possui altos e baixos;você perde,ganha,continua ganhando e quando pensa que nada vai te derrubar,perde tudo e mais um pouco.
Os policiais me algemaram e seguimos para o tribunal. Meus olhos bateram em Bred,Sarah,e infelizmente,em Peter e Alexia. Voltei a encarar o chão e segui até o lugar indicado.


           

  O juiz dizia algumas palavras e eu ouvia pacientemente,no fundo eu rezava para que Deus me tirasse daquele pesadelo.
-Sr. Michael Joseph Jackson,jura dizer a verdade,nada além da verdade?
-Eu juro. - disse com as mãos arqueadas
-Como o senhor se declara perante à acusação de assassinato de Robert Smith?
-Inocente. Eu me declaro inocente das acusações proferidas à mim.
-Vamos dar início a audiência.
-Sr. Jackson. - disse o promotor - O senhor chegou a ser preso na época do assassinato,mas foi liberado por falta de provas. Como sabe,a arma do crime foi encontrada,e com as suas digitais. Como o réu explica o fato do seu DNA estar no revólver utilizado para executar a vítima?
-Esse revólver não era meu. Eu apenas deixei que a Eva o deixasse na minha casa. Ela tinha medo do Robert tentar matá-la e arrumou essa arma.
-Mas são as suas digitais nesse revólver. Vai negar Sr. Jackson?
-Eu realmente peguei essa arma,mas foi para guardar. E nunca dei falta dela,eu não matei Robert Smith,essa é a verdade! - me alterei
-Sem mais perguntas,Excelência.
-Que entre a primeira testemunha. - Simon entrou na sala e lançou um olhar mortífero em minha direção. Seu sorriso cínico estava estampado na cara. E dependendo do que ele disser,pode ser o meu fim..


Capítulo 30 

Alexia


  Pelo olhar de Michael ao ver Simon entrando,eu sabia que ele estava disposto a complicar tudo . O cerco só estava se fechando e eu não via nenhuma saída para para ele.
-Sr. Simon Reale, poderia nos dizer o seu grau de parentesco com Robert Smith? - o promotor começou
-Robert era meu irmão.
-O senhor testemunhou a relação entre seu irmão e Eva Lourene?
-Claro que sim. Meu irmão era apaixonado por essa mulher,fazia de tudo por ela..
-E se lembra quando o réu passou a fazer parte desse triângulo amoroso?
-Sim.. Michael começou a trabalhar no cassino do meu irmão. Foi aí que ele e a Eva passaram a se relacionarem.
-Seu irmão chegou a descobrir?
-Não.. Ele desconfiava,quer dizer, até a noite do crime.
-O Sr. testemunhou?
-Não necessariamente. Eu havia seguido o Michael,depois de ouvir uma discussão entre os dois. Robert havia acusado o Michael de desviar dinheiro do cassino.
-Isso é um absurdo! - falei sentindo a raiva aumentar
-Calma Alexia.. - Bred pediu
-E o que Sr. viu quando seguiu o réu?
-Eu fiquei do lado de fora da casa,dava apenas para escutar algumas coisas.. Como os três disparos que atingiram meu irmão.
-O que mais o Sr. viu?
-Eu estava prestes a chamar a polícia quando vi Michael sair apressado lá de dentro,ele pegou sua moto e sumiu.
-Sem mais perguntas Excelência.
-Eu gostaria de fazer algumas perguntas. - Josh pronunciou e o Juiz assentiu
-Se o Sr. sabia que meu cliente assassinou seu irmão naquela noite,por quê não o denunciou?
-Eu estava preocupado demais com meu irmão. Além do mais,Michael foi preso logo em seguida,como sabem ele passou dois anos na cadeia. Como a arma do crime não havia sido encontrada,de nada valeria meu depoimento. Quando soube que ele foi solto,eu estava em Roma e desde então tenho sede de justiça.
-Sede de justiça? Você sabe muito bem que eu não matei seu irmão! - Michael se levantou completamente descontrolado
-Contenha-se Sr. Jackson! Recesso de duas horas. - o juiz se retirou. Simon deixou o tribunal com um sorriso vitorioso. Michael seguiu para outra sala com Josh e tudo que eu mais queria era estar ao seu lado
Michael


-Como ele pôde mentir tão descaradamente? 
-Sabíamos que ele faria isso.. Michael ele tem mais uma testemunha crucial,além de apresentarem a arma do crime e suas digitais.
-O que isso quer dizer?
-Que se não apresentarmos nada,a sentença será aplicada. Não temos nada para prolongar o julgamento!
-Inferno! Estou perdido Josh..
* * *

 O julgamento deu início novamente. Tive que repetir meu depoimento e as perguntas do promotor só me complicavam. Eu não tinha nenhum trunfo,nenhuma prova que pudesse me tirar dessa porcaria de acusação.
  Após as provas contra mim serem apresentadas,o Juiz anunciou a entrada da segunda e última testemunha,provavelmente responsável pela minha condenação.
-Que entre a última testemunha, Eric Perez. - agora eu me lembrava dele. Era braço direito de Robert, vivia pegando no meu pé quando eu trabalhava no cassino
-Sr. Perez,pode nos contar o que sabe sobre o homicídio? 
-Sim. Eu presenciei diversas vezes o Michael e a Eva juntos. Tentava alertar o Robert,mas ele confiava demais em Michael.
-E quando percebeu que Robert estava desconfiado?
-Eu lembro disso.. Ele tinha pego o celular da  Eva e viu várias ligações de Michael. Ele decidiu seguir a namorada,então ele descobriu que Michael e Eva planejavam fugir com o dinheiro dele. Quando voltamos pra casa,ele estava arrasado,queria ficar sozinho,ter uma conversa séria com Michael. Eu disse que era perigoso,mas ele não me deu ouvidos.
-E o que o Sr. fez?
-Eu me escondi dentro de casa e vi quando Michael sacou a arma e disparou contra  Robert. Eu tive medo que Michael me visse ali e fizesse o mesmo comigo. Eu vi quando ele escondeu o revólver em um fundo falso que tinha na sala. Depois disso ele fugiu.
-E por quê não denunciou o réu na época?
-Michael me ameaçou. Eu tinha um esposa e um filho de dois anos. É óbvio que eu escolheria minha família..
-Isso é mentira,não pode acreditar nisso!
-Disciplina Sr. Jackson! - bradou - Pode se retirar Sr. Perez. Diante das testemunhas ouvidas,das provas apresentadas, o veredicto será anunciado. O júri popular dará sua sentença e dentro de uma hora, ela será explicitada. - eu não tinha vontade nem de me levantar da cadeira. Eu já estava conformado de que meu caso não tinha salvação
-Venha Michael.. - Josh pediu. Me levantei com dificuldade e segui com Josh para o lado de fora
-Michael? - Alexia me chamou. Me virei e notei que ela estava arrasada,assim como eu
-Não precisa ficar aqui para ver o que vai acontecer.
-Você não pode ser condenado,não pode! - ela me abraçou com força e eu retribuí
-Vá pra casa Alexia,não vou suportar saber que está aqui pra ver minha derrota!
-Não vou sair daqui,eu estou ao seu lado,sempre estarei.. - lhe dei um demorado beijo na testa e contive o choro 
-Seja feliz. É só o que te peço.. - me virei novamente e segui com Josh para a outra sala
Alexia


A hora mais difícil chegou. Já estávamos todos no tribunal esperando o comunicado do juiz. Eu não conseguia fazer nada além de rezar e implorar a Deus para que Michael não fosse condenado.
-Diante de todas as provas e testemunhas expostas, declaro perante ao tribunal que Michael Joseph Jackson é culpado pelo assassinato de Robert Smith,com pena de quarenta anos de reclusão em regime fechado. - quando o juiz bateu o martelo foi como se minha ficha tivesse caído
 Assim que os policiais o levaram consigo,eu não aguentei e me levantei,correndo até ele.
-Não! Michael é inocente,não podem fazer isso! - Peter me segurou,mas nada iria me impedir. As lágrimas vinham em torrentes,eu gritava e berrava,mas nada adiantou.
 Michael me olhou com lágrimas nos olhos quando cheguei perto dele. Não,aquilo não podia ser verdade. O homem da minha vida ali,condenado bem diante dos meus olhos.Ali sim percebi que estava perdendo o meu amor e eu não podia permitir


-Não Michael.. - os policiais perceberam meu desespero e se afastaram. Abracei Michael com toda minha força,na tentativa de tirá-lo daquele inferno - Não pode me deixar,meu amor..
-Olha pra mim,honey.. - Michael tentou me acalmar - Eu amo você,não quero que duvide nunca disso,nunca! Mesmo eu tendo sido um tolo com você,quebrado o encanto do nosso amor,eu realmente acreditei que poderia lhe fazer feliz novamente.. Me perdoe por tudo Alexia..
-Não diz isso..Eu amo você Michael,e sempre vou amar. Não importa quantas vezes erramos,pois eu sei que no fim das contas é a você que eu pertenço.. Não me deixe,por favor.. - os policias afastaram Michael de mim e eu não pude fazer nada para impedir
-Eu sempre vou te amar Alexia,até o fim dos meus dias.. - Michael se afastou de mim e eu então percebi que ali era o fim de tudo,de toda nossa história..
.


Capítulo 31

Alexia


 Voltei com Peter pra casa em silêncio. Minha cabeça não formulava nenhuma frase,nenhum assunto que pudesse me distrair. Peter respeitou meu silêncio e se sentou perto de mim.
-Sinto muito pelo que ouviu..
-Ouvir dizer que ama o Michael?
-Sim..
-Oh Alexia.. Não precisa pedir desculpas.. Eu que precipitei tudo,você sempre será do Michael.
-Nossa história acabou Peter..
-Não acabou não. Alexia eu percebi a forma como se olham,o brilho no olhar.. Vocês se amam,se conectam de uma forma que jamais vi nessa vida..
-Nos ferimos muito..
-Mas feridas se cicatrizam. E é com os erros que se aprende.
-Você tem razão..Não consigo imaginar minha vida sem ele. Me desculpe te magoar..
-Oh boneca,você não me magoou em momento algum,pelo contrário. Sou muito grato de ter conhecido uma mulher como você e saiba que terá sempre um amigo em mim.
-Obrigada por tudo Peter.. - lhe dei um abraço terno,transmitindo meu carinho e gratidão por tudo que ele fez por mim
-O que pretende fazer agora?
-Tenho que tirar Michael daquela prisão..Ele é inocente Peter!
-Eu sei disso Alex. E eu vou te ajudar ok?
-É sério?
-Claro que sim! Michael mesmo sendo meu " rival", - ele riu - é um bom homem.
-Ele é..Mesmo sendo um grosso,irritante,teimoso..
-Não se preocupe. Se há justiça nesse mundo,Michael sairá dessa!
-Peter..
-O que foi?
-Meu Deus,como não pensei nisso antes!
-Do que você tá falando?
-O Frank sabe de tudo!
-Quem é Frank? - Peter me olhava sem entender nada
Expliquei para ele toda a história. Desde quando conheci Frank,quando ele roubou Michael,e principalmente quando me contou sobre Eva. Ele era o melhor amigo de Michael,estava sempre perto dele e com certeza pode me ajudar.
-E onde está esse homem?
-Na última vez que o vi ele estava na cadeia ainda,mas com toda certeza já deve ter saído.
-Tem noção de onde ele possa estar?
-Não sei,talvez tenha voltado pra Chicago..
-Vamos fazer o seguinte,eu vou colocar um detetive atrás dele ok?
-Acha que vai dar certo?
-Podemos tentar..Na penitenciária podem dizer alguma coisa,não acha?
-Pode ser..Amanhã mesmo eu vou procurá-lo. Frank é a minha última esperança!
Michael


  Minha primeira noite na Penitenciária Estadual de Nevada foi um pesadelo. Ser tratado como um criminoso perigoso é a pior coisa desse mundo. E de pensar que é o primeiro dia dos próximos quarenta anos!
-Hey,visita pra você.
-Mas já?
-Anda rápido!
O caminho até a sala de visitas foi tedioso. Na certa era Josh com alguma ideia mirabolante,ou pedindo desculpas por não ter conseguido me livrar da condenação.
Mas não,não era ele e sim minha garota,quer dizer, a Alexia. É incrível como só de ver ela já era capaz de me fazer feliz e esquecer tudo que está acontecendo.
                Exibindo 2015-05-21 14.31.26.png

-Alexia?
-Surpreso? - perguntou sorrindo
-Pra falar a verdade eu estou sim.. - Alexia se aproximou e me abraçou
-Como se sente?
-Vou sobreviver..
-Me responda!
-Ah Alex..Estou perdido.. - me sentei na cadeira e Alexia também
-Eu vou tirar você daqui!
-Como?- perguntei incrédulo
-Frank,se lembra dele? 
-Claro que sim,mas.. eu não entendi.
-Peter e eu estamos a procura de Frank. Ele é nossa salvação Mike!
-Acha que ele vai me ajudar? Capaz de me ferrar mais ainda!
-Quer parar com isso? Quero ver você confiante!
-É difícil quando se está trancafiado em uma cela de prisão..
-Me desculpe..Só você sabe como está sendo difícil..
-É.. você e Peter estão bem?
-Seja mais sucinto,Michael Jackson. - sorriu com o canto dos lábios
-Ah.. você sabe!
-Quer saber se eu e Peter estamos juntos?
-Sim..
-Não estamos juntos Michael. Entre nós é apenas amizade,só isso..
-Quer dizer que você..
-Estou na pista.
-O que?
-É brincadeira! - ela riu - Bem,já você..
-Do que está falando?
-A Chris me disse que estava namorando com a Emma. 
-Sim,eu tentei.. Mas não consegui.
-Não precisa me explicar nada,não estamos mais juntos.
-Então por que está com ciúmes? - me aproximei de Alexia
-Eu não estou!
-E por que disse que me ama? Fala..
-Eu vou embora.. - Alexia se levantou,mas eu impedi
-Será capaz de me perdoar um dia? - seu rosto ficou a centímetros do meu
-Não me provoque.. - murmurou fechando os olhos
-Responda, Alexia Heizel..
-Você é minha droga,Jackson. Porra,por que me deixa assim?
-Assim como?
-Desgraçadamente apaixonada por você! - não consegui evitar meu sorriso. Alexia se afastou de mim e se recompôs - Eu volto quando tiver notícias.. Se cuida! - Alexia veio até mim,mas desistiu
  Eu sei que ela ainda me ama,que ainda provoco as mesmas sensações de antes. E saber disso,me dá forças para superar tudo que estou enfrentando
.

Capítulo 32 

Alexia


Voltar pra minha antiga casa sem Michael ali era tão estranho. Eu sentia um vazio,pois ele enchia essa casa de alegria,não importa a hora do dia,ele sempre estava aprontando as suas,e agora entrando aqui novamente sem ele por perto é decepcionante.
-Quando o papai vai voltar?
-Não vai demorar meu anjo. Seu pai precisou resolver uns problemas,mas logo estará de volta.
-Acho que ele foi embora de vez..
-Por que diz isso?
-Ele falou pra mim que mesmo que ele tenha que se afastar,para nunca duvidar do amor dele.
-Oh meu amor.. Seu pai não se despediu de você. Confia em mim,lembra quando eu prometi que você ia conhecê-lo?
-Lembro..
-Eu cumpri com minha palavra e se eu estou dizendo que seu pai vai voltar,é porque ele vai voltar.
-Confio em você..
-Agora durma,boneca e peça para Deus trazê-lo de volta pra gente!
-Vou pedir..Boa noite mãe.
-Boa noite princesa
.
* * *

Acordei com meu telefone tocando exaustivamente. Não tinha nem ânimo para atender. Nesses dez dias que Michael está preso,não tenho esperanças de mais nada. Frank ainda não foi encontrado e isso me deixa  pior ainda.
-Alô? - murmurei
-Alexia? É o Peter..
-Oi Peter,como está?
-Estou bem e você?
-Na mesma..
-Hmm mas eu tenho uma boa notícia.
-Qual?
-Achamos o Frank!
-Tá falando sério?
-Sim! O detetive descobriu que Frank voltou para a antiga casa que ele tinha em Chicago. Assim que ele saiu da cadeia,ele pegou tudo o que tinha aqui e foi embora.
-E ele tem o endereço?
-Tem sim. Achamos ele Alexia!
-Então eu vou pra lá hoje mesmo!
-Eu vou com você. Vou reservar as passagens para Chicago agora mesmo.
-Peter,obrigada por tudo!
-Não precisa agradecer,boneca! Daqui a pouco te ligo.
-Ok.
-Vai viajar mãe? - nem notei que Chris estava no quarto
-Sim. Vou trazer o papai de volta!
-Sério? - ela se alegrou
-Seríssimo! Vou ligar pra tia Brenda vir pra cá.
-Deixa eu ir com você.
-Oh meu anjo,não posso te levar,mas eu volto logo,prometo!
* * *

-Não tenho noção de como que se anda em Chicago! - eu e Peter já estávamos em um carro andando pelas ruas da cidade
-Não se preocupe,eu conheço bem a cidade. Além do mais,temos o endereço desse cara,não tem erro. O problema é se ele vai querer ajudar..
-Ele vai,nem que eu tenha que partir a cara dele!
Demoramos mais alguns minutos para chegarmos no tal endereço. O apartamento ficava em um bairro afastado,mas tranquilo. Respirei fundo e entrei junto com Peter no prédio.
-Pois não? - o porteiro se levantou
-Boa tarde,poderia me informar se nesse prédio mora algum Frank..
-Alexia? - Frank se assustou ao me ver
-Finalmente te achei.. Podemos conversar?
-O que eu fiz dessa vez?
-Não fez ainda,mas vai fazer.
-Vem vamos subir.. Quem é esse? - se referiu a Peter
-Meu nome é Peter,sou amigo da Alexia.
-Certo.. - Frank fez menção para entrarmos e se sentou no sofá - Sentem-se. E então,o que querem?
-Você soube que Michael foi preso,não sabe?
-Fiquei sabendo que ele foi indiciado.
-Michael foi condenado e você sabe que ele é inocente,você mesmo disse.
-Sim,e eu não menti.
-Frank você é nossa única solução!
-Eu?
-Sim. Você precisa me ajudar!
-E por que eu faria isso? Eu fui em cana graças ao Michael!
-Você o roubou e jogou a culpa em mim,esqueceu?
-Passado é passado..
-Frank,por favor. Eu sei que não é tão mal caráter assim,Michael vai passar o resto da vida na cadeia,não são seis anos!
-E como eu posso ajudar?
-Me conte tudo que sabe,por favor.
-Além do que eu já disse?
-Sim.
-Ok..Eu dividia esse apê com o Mike na época que começamos a trabalhar no cassino do Robert. E eu sempre estive por dentro de tudo que acontecia,principalmente quando a Eva ficou igual um carrapato no pé dele.
-Essa parte eu já sei.. - não vou negar que eu sentia ciúme dessa falecida
-Ok!
-Preciso que me conte sobre o assassinato.
-Certo.. Quando o Robert descobriu o caso dos dois,Michael estava de malas prontas pra ir embora com a Eva. Como eu tinha te dito,ela disse que tinha terminado tudo com Robert,essa era a condição do Michael. Ele estranhou muito ele ter aceito assim do nada,mas acabou acreditando. Mas então a polícia o enquadrou quando estava prestes a deixar Chicago.
-Foi por culpa da Eva?
-Sim. Ela ficou com medo da polícia chegar até ela e disse que Michael e Robert haviam discutido antes do crime. Como Michael não tinha como provar o contrário,foi preso.
-Mas como vocês descobriram que foi a Eva que matou Robert?
-Ela confessou pra mim. - Frank riu como se sentisse orgulho de ter descoberto o plano
-Como?
-Eu fiz uma pressão psicológica. A vadia apesar de tudo era apaixonada por Michael. Bastou eu amedrontá-la dizendo que Michael ficaria o resto da vida na cadeia,para que abrisse o bico.
-E o que ela disse?
-Teve uma noite que Eva chegou aqui nervosa,dizendo que Robert tinha batido nela. Michael ficou louco da vida,mas ela pediu para que ele não fizesse nada. Então ela mostrou o revólver que tinha escondido na bolsa. Pediu para Michael guardar com ele para a própria segurança. Michael não quis de jeito nenhum,mas ela fez a cabeça dele..
-É por isso que as digitais dele estavam na arma..
-Claro que estava. O otário pegou a arma com as mãos e nem limpou! Confiou demais em Eva.. Deve ser por isso que se tornou tão desconfiado de todos. - refleti sobre o que ele disse,afinal tem explicação para Michael ser tão cético na maioria das vezes
-Continua..
-Michael guardou a arma na gaveta e deixou por lá. Então ela planejou tudo. Eva disse que aproveitou um dia que eu e Mike saímos para beber e pegou o revólver. Depois disso ela procurou Robert,discutiram e boom! Matou o desgraçado! - riu
-Vadia,por que teve que jogar a culpa no Michael?
-Porque Eva nunca prestou! - Frank riu
-E o que você fez com essa confissão?
-Adivinha? Baby,eu não sou tão idiota assim! Gravei toda a conversa..
-E porque não mostrou pra polícia?
-Michael não quis. Ele ficou arrasado quando escutou a gravação. Eva partiu o coração dele de uma forma tão cruel que Michael não quis nem se vingar. Ele pediu para dar um fim na fita e seguirmos nossa vida.
-E você fez isso?
-Claro que não!
-Então você ainda tem essa gravação?
-Ai já não sei.. Eu lembro que cheguei a passar para um disco,mas até eu achar..
-Frank você precisa encontrar essa gravação! Se os investigadores aceitarem,eles vão atrás de provas contra a Eva! Simon forjou tudo contra Michael e só você pode ajudar!
-Simon é perigoso Alexia,e se fizer algo contra mim?
-Ele não vai,confia em mim! Você precisa prestar depoimento,conte a verdade!
-Se eu fizer isso,vai me deixar em paz?
-Prometo!
-Tudo bem.. Eu vou procurar essa bendita gravação e entrego pra polícia.
-Muito obrigada Frank. Assim que conseguir,me ligue. Estarei em um hotel aqui por perto.
-Certo. Quem sabe assim,Michael não me desculpa pela mancada?
-Com certeza vai! Por favor encontre isso o mais rápido possível!
-Deixa comigo..
-Vamos Peter.
Nos hospedamos em um hotel próximo à casa de Frank. Eu sentia algo dentro de mim,dizendo para tirar Michael daquele lugar o mais rápido possível ou algo de muito grave poderia acontecer.


Capítulo 33

Alexia


  Passei a noite toda ansiosa com essa bendita gravação,mas quando finalmente consegui dormir,tive um sonho com Michael,na verdade um pesadelo. Ele gritava meu nome, implorando por ajuda. Acordei assustada,por sorte já havia amanhecido.
Encontrei Peter no restaurante do hotel tomando o café da manhã. Ele veio até mim assim que me viu.
-Bom dia,dormiu bem?
-Não muito.. estou preocupada com Michael.
-Não se preocupe. Frank vai achar essa gravação e Michael sairá daquele inferno.
-Deus te ouça! Meu celular tá tocando.. Alô?
-Alexia? É o Frank. Revirei minhas tralhas de cabeça para baixo e achei o danado do disco!
-Oh meu Deus,sério? Estou indo aí agora mesmo.
-Ok! - desliguei meu telefone e logo puxei Peter pelo braço
-Ele achou?
-Sim! Vamos pra lá ver isso,hoje Michael sai da cadeia!
* * *

-Aqui está. Vou colocar para vocês ouvirem.

-Não era minha intenção,Frank!
-Como não Eva? Você armou pra cima do Michael,tenho certeza!
-Michael vai sair de lá rápido,não vai?
-O que você acha? Ele vai passar o resto da vida na cadeia,sua idiota! Foi você,não foi?
-Tá,foi eu! Mas eu estava desesperada.. Eu tinha muito mais a perder do que ele..
-Senta aqui. Me conta o que você fez.
-Eu peguei o revólver decidida a dar um fim em Robert. Só assim ele nos deixaria em paz. Mas eu não sabia que o crime seria descoberto tão rápido,fiz com que parecesse um assalto.
-O que você fez depois?
-Quando o Mike chegou em casa,eu pedi que ele pegasse a arma e desse um fim nela,justamente para não ser achada. Michael pegou a arma e colocou num saco plástico..
-Mas onde ele colocou essa porcaria?
-Ele guardou dentro de uma caixa para despachar em algum terreno baldio. Mas então o Simon apareceu.. Ele disse que ia acabar comigo,então eu tive que dizer que foi Michael quem matou o Robert.
-Você pirou? Como teve coragem?
-Ele me ameaçou! Eu tive medo que me matasse! Ele só me deixou em paz quando eu disse que ia na polícia.
-E o que você fez com a arma?
-Depois que a polícia prendeu Michael e vasculhou a casa do Robert,eu voltei lá e enterrei a caixa em um fundo falso que tinha na sala. Como já tinham investigado,eu achei que não voltariam lá..
-Você armou tudo isso e tem coragem de dizer que foi em momento de desespero?
-Eu amo o Michael,mas tenho que pensar em mim antes!
-Mas é uma filha da puta mesmo.. Quer saber,some daqui,não aguento olhar pra sua cara!

Fim da gravação


-Desgraçada! Ela fez tudo premeditado!
-Calma Alexia.. - Peter pediu - O importante é que essa gravação está em perfeitas condições,qualquer juiz aceitará!
-Você tem razão. Vamos Frank,temos que voltar pra Las Vegas agora mesmo!
-Depois disso eu posso sumir ne?
-Faça o que quiser,mas agora você vem comigo!
* * *

 Parece que a viagem de volta a Las Vegas foi mais longa do que o normal,talvez a ansiedade estivesse atrapalhando,mas só de saber que estou com a liberdade de Michael em minhas mãos,já sinto um alívio no meu peito.
  Não quis perder tempo nenhum. Liguei para Josh e informei a ele sobre a nova testemunha e a prova que consegui. Ele assegurou que dependendo das condições da gravação,ela poderia ser aceita pelo juiz.
* * *

-Então Josh,o que os investigadores disseram?
-Após eles escutarem a gravação,decidiram puxar a ficha da Eva e confirmaram as passagens por clínicas psiquiátricas e o sequestro de Michael há dois anos atrás.
-Então a prova..
-Foi aceita pelo juiz!
-Meu Deus.. Michael será solto?
-Ainda não. Eles precisam apenas concluir a investigação,colher os depoimentos do Frank e fazer uma acariação com Simon. O problema é que ele não respondeu a intimação.
-Ele fugiu?
-Os investigadores entenderam como uma fuga,se ele não quer prestar explicações, é porque deve alguma coisa! Mas eu já pedi o habeas corpus de Michael e a revogação da condenação. Michael responderá em liberdade!
-Graças a Deus! - gritei explodindo de felicidade. O celular de Josh tocou e percebi seu semblante se alterar assim que ele atendeu
-Droga,não é possível! Ele já foi socorrido? Ok,estou indo pra aí agora mesmo!
-O que aconteceu Josh?
-Michael..
-O que tem ele?
-Pelo que parece foi vítima de espancamento na cadeia..
-O que? - senti o ar parar na minha garganta
-O delegado disse que foi uma briga com outros presidiários.
-Michael jamais faria algo assim..
-Claro que não. Estou acostumado com isso Alexia. Quiseram apagar Michael.
-Como ele está?
-Muito machucado,foi levado pro hospital agora mesmo.
-Meu Deus não..Não!
-Se acalma ok? Vem,vamos pra lá agora mesmo..
  Minhas pernas não me obedeciam,mas graças a Josh eu consegui chegar até seu carro e partimos para o hospital. Eu sabia que algo ruim aconteceria,eu senti! Simon tentou matar Michael e não vai descansar enquanto não conseguir.


Capítulo 34 

Alexia


Quanto mais rápido eu corria para o corredor do hospital,mais nervosa em ficava. Já vi diversos casos de pessoas que são "apagadas" dentro da prisão e com Michael parece ter sido a mesma coisa.
-O doutor está vindo Alexia! - Josh me avisou
-Com licença,é a esposa de Michael?
-Sim,sou eu. Como ele está?
-Michael chegou aqui muito machucado,com escoriações por todo o corpo,além de ter sido esfaqueado.
-Esfaqueado? 
-Sim,mas não se preocupe. Fizemos uma cirurgia para estancar o sangramento,Michael quebrou duas costelas,mas por sorte não foi nada mais grave.
-Posso vê-lo?
-Sim senhora,mas não demore.
-Obrigada.. - segui com o doutor até o quarto de Michael
Deus,era tão desesperador ver ele nessas condições.Michael estava com um corte profundo nos lábios,um olho roxo, e vários hematomas no rosto,além do braço enfaixado. O pior é que ele estava consciente e gemia de dor.
-Alex.. - Michael tentou falar
-Shi.. Não pode se esforçar! Está tudo bem agora ok?
-Não deixa eu voltar pra aquele inferno,por favor! - Michael se alterou 
-Calma meu amor,você não vai voltar pra lá nunca mais! Eu prometi que ia te tirar de lá,não prometi?
-Sim..Você conseguiu?
-Consegui.. Frank me ajudou,ele tinha a gravação da confissão da Eva. Eu vou te explicar tudo depois,mas o importante é que você está livre!
-Vou poder ir pra casa?
-Vai sim.. E eu vou cuidar de você,ouviu?
-Vai cuidar como..?
-Não é possível que mesmo todo quebrado você pensa besteiras!
-E como não pensar? - Michael tentou se sentar,mas gemeu de dor
-Hey! Tem que ficar deitado,seu teimoso.. 
-Quando vou poder sair daqui?
-O médico ainda não liberou.. O que foi que aconteceu?
-Eu estava tentando dormir quando dois caras que dividiam a cela comigo me acordaram. Deu tempo nem de pensar,Alexia. Eles começaram a me socar, chutar e me atacaram com uma faca,depois disso não lembro de mais nada..
-Foi o Simon,tenho certeza! Ele deve ter pago para te matarem..
-Ele não vai desistir..
-Ah mais vai! Agora você está comigo e ele não pode fazer nada!
-Em que sentido eu estou com você? - perguntou sério
-Vai dormir Michael..
-Vai me deixar com essa dúvida? - Michael me olhou de um jeito tão irresistível que eu me derreti 
-Posso responder assim? - me aproximei do seu rosto e lhe dei um beijo no canto dos lábios,onde não estava machucado. Michael só faltou pular de alegria ao ser beijado - Gostou?
-Gostei,mas vou gostar mais se me der outro.
-Não senhor, se o médico ver isso é capaz de me expulsar daqui! Eu preciso ir agora,mas eu volto pra te buscar ok?
-Certo.. 
-Eu te amo muito!
-É tão bom ouvir isso de novo..
-Eu repito quantas vezes quiser..Até mais!

Josh me assegurou que Michael estaria protegido no hospital. Por mais que eu soubesse disso,eu tinha medo. Acho que só vou ter paz quando Simon sumir das nossas vidas.
* * * *

-Cuidado Michael,você está fraco!
-Hey eu estou bem!
-Não está nada! Era para estar no hospital ainda.
-Mas foi você quem pediu para o médico dar alta..Vai negar?
-Foi para o seu bem.. - tentei desconversar
-Ou porque estava com saudades? - preferi ficar quieta. Acho que não dar o braço a torcer é uma característica da nossa relação. Sorri ao pensar nisso
-Precisamos conversar.
-Ai..
-Nossa eu nem falei nada! Espera..
-Certo,pode falar.. - ajeitei Michael no sofá e me ajoelhei de frente à ele
-Eu sei que passamos por muitas turbulências,cheguei até a pensar que jamais ficaríamos juntos de novo..
-Você não me perdoou?
-O que você acha? Olhe bem nos meus olhos.. É claro que eu te perdoei a partir do momento que vi arrependimento em seu olhar. Eu não consigo viver sem você,isso é fato!
-Está me dando outra chance?
-Passamos por muitas coisas,Michael e mesmo que tenhamos brigado feito cão e gato,sempre estivemos do lado um do outro,e eu jamais esquecerei disso!
-Eu te amo tanto Alexia,tanto! E eu prometo que vou te mostrar que pode confiar em mim. Prometo que vou me tornar um homem melhor pra você,prometo não,eu vou ser um homem melhor!
-Você já é! Amo você.. - me sentei em seu colo,mas esqueci que Michael estava todo quebrado
-Au! Honey eu juro que não estou de chamando de gorda,mas.. tá difícil aqui..
-Também não chego mais perto! - fui me levantar,mas Michael me puxou e me deu mais um daqueles beijos que me deixa sem fôlego
-Quer saber? Foda-se minhas costelas quebradas! - Michael me colocou em seu colo e eu gritei de susto
-O que vai fazer comigo?
-Adivinha,Sra. Jackson..

Capítulo 35 


Michael


  Com tudo que tem acontecido comigo nesses últimos meses,eu poderia facilmente enlouquecer. Eu cheguei a perder Alexia,descubro que tenho um inimigo,vou pra cadeia e agora estou livre com minha garota ao meu lado. É coisa demais para o meu pobre coração,e agora depois de tanto tempo,vou poder amar minha garota do jeito que eu gosto.
  Mesmo com uma dor insuportável nas costas,Alexia conseguia me fazer esquecer de tudo e focar apenas nela encaixada na minha cintura. Deitei ela na cama e não perdi tempo, me livrei da sua roupa e em seguida,a minha.
-Como eu senti sua falta,puta merda.. - murmurei ao deslizar minhas mãos por suas curvas bem delineadas
-Imagina eu..Preciso de você Mike,agora!
-Precisa..? - toquei sua intimidade ainda escondida pela calcinha com a ponta dos dedos,Alexia se arrepiou com meus toques
  Retirei sua calcinha lentamente esfregando meus dedos em sua intimidade molhada e senti meu membro latejar dentro da cueca.
-Eu não vou esperar e pelo visto você também não! - Alexia disse ao notar minha ereção,mas eu queria vê-la se desmanchar em minha boca
Encaixei minha cabeça no meio de suas pernas e suguei seu clítoris repetidas vezes. Alexia se contorcia e gemia cada vez mais alto anunciando seu primeiro orgasmo,que veio rapidamente.
-Delícia,garota..
-Porra, Michael eu não aguento mais! - Alexia se sentou no meu colo e retirou minha boxer - É assim que eu gosto.. - disse ao envolver os dedos no meu membro,masturbando-o lentamente
-Honey.. - apertei meus olhos sentindo meu pau crescer em sua mão
  Alexia se acomodou no meu colo e meu membro deslizou para dentro da sua intimidade. Ela gritou quando a toquei bem no fundo. Alexia passou a cavalgar freneticamente em cima de mim. Apertei sua cintura,ajudando Alexia a rebolar com ainda mais força.
-Porra Alexia,mais rápido gostosa!
- Eu vou gozar Michael.. - Alexia já estava sem fôlego. Inverti as posições e voltei a estocar sem parar - Isso é muito bom,meu Deus..
- Está gostando?
-Muito! Você fode deliciosamente bem..
-Sua boca suja! - retirei meu membro da sua entrada e voltei a me enterrar nela até o fundo. Alexia gritou e seu orgasmo veio com intensidade. Continuei estocando até sentir meu êxtase,sua intimidade apertou meu pau e eu gozei junto com Alexia.
  Saí de cima dela e caí exausto na cama,mas com um sorriso de satisfação nos lábios. Alexia se deitou ao meu lado e ergueu a cabeça para me olhar.
-Quando começar a gemer com dor na coluna,não vai me culpar ok?
-Acha mesmo que vou reclamar de qualquer coisa depois de fazer amor com a minha mulher?
-Insaciável como sempre ..
-Pra você sim.. - Alexia me deu um beijo e se levantou - Onde a senhora vai?
-Tomar um banho,me acompanha?
-Só pra tomar banho?
-Claro que não ne? Se fosse pra isso,eu nem te chamava!
-Sua safada! - Alexia riu
-Aprendi com o melhor..



* * * *


  Uma semana em perfeita harmonia. Finalmente fui inocentado perante ao júri. Senti um alívio imenso ao saber que a verdade prevaleceu. Melhor que isso foi rever minha filha,que estava em São Francisco com Brenda. Ela surtou quando me viu e nesse dia ficamos até as três da manhã jogando video game e comendo besteira,para o desespero de Alexia.
-Amor,você.. - percebi que ela estava no telefone
-Mas é claro que eu vou! Será hoje? Ok,pode me esperar,beijos! - Alexia desligou e veio até mim - Bom dia,baby!
-Bom dia.. Acordou cedo hoje..
-O senhor esqueceu que sua filha tem aula?
-Putz.. Esqueci mesmo e a culpa é sua! - abracei Alexia por trás e beijei seu pescoço
-Peter acabou de me ligar.
-É? E.. o que ele queria? - perguntei tentando não transparecer o ciúme
-Peter está voltando para Nova York e me convidou para jantar e nos despedirmos.
-Ah sim.. E você vai?
-Aham. Você se importa?
-Não me importo não amor..Peter lhe ajudou quando mais precisou.
-Jura que por você tá tudo bem?
-Juro,pois tenho uma mulher que me ama e que eu confio de olhos fechados!
  Tentei mostrar à ela que eu não era mais o Michael inseguro e ciumento. Eu prometi pra Alexia que seria um marido melhor. Eu aprendi com tudo o que aconteceu entre nós e agora eu não tenho mais o porquê sentir ciúmes,quer dizer,ciúmes eu sempre terei,isso é óbvio.Mas a nossa relação é intensa e forte demais para repetir os mesmos erros de antes..

Capítulo 36 


Alexia

  Confesso que fiquei surpresa por Michael não ter achado ruim de eu me encontrar com Peter,mas isso mostra que ele realmente mudou e que confia plenamente em mim,e eu fico ainda mais encantada com ele,pois mesmo com tudo que aconteceu nosso amor falou mais alto e hoje estamos juntos novamente.
  Desci as escadas pronta para sair com Peter. Michael estava jogando cartas com Chris e arregalou os olhos ao me ver. Ok,confesso que eu queria provocar Michael um pouquinho..
 



                          

-Você..já vai? - deu vontade de rir da cara que ele fez,tentando de todo jeito não demonstrar ciúmes
-Uhum. Estou bonita?
-Uau! Mãe você está um arraso! Onde vai assim?
-O Peter,amigo da mamãe vai embora e eu vou me despedir dele.
-Ah sim.. - Chris olhou pra Michael e também reparou que ele estava aparentemente tranquilo - Mas está muito linda!
-Obrigada princesa! E você Jackson,não vai dizer nada?
-Ah.. Você tá perfeita..
-Hm obrigada.. Me leva até a porta?
-Claro! - paramos na soleira da porta e eu não podia aguentar aquela carinha de cachorro abandonado
-Psiu,o que você tem?
-Eu? Nada amor,tá tudo certo..
-Você não me engana,baby. Está com ciúmes?
-Um pouquinho.. - confessou - Mas eu juro que não vou ficar te amolando com isso...
-Amor,que fofo você.. Hey não precisa ficar assim,você é humano e se fosse o contrário eu estaria esganando a vadia!
-Cruzes! Então terei que desmarcar o encontro..
-Michael,não me provoque..
-Relaxa amor,só tenho olhos pra você! - Michael roçou seus lábios no meu pescoço
-Eu vou me atrasar,pare de me seduzir! Até mais tarde!
-Até..
* * *

-Alexia você está linda!
-Eu digo o mesmo de você! - nos abraçamos e nos sentamos de frente para o outro
-Michael aceitou de boa?
-Aceitou sim,ele aprendeu com os erros.
-Fico feliz por isso,viu? Vocês merecem ficar juntos.
-Obrigada..E eu tenho certeza que você vai encontrar uma mulher que combine com você..
-Quem sabe né? Mas enfim,o importante é que tudo está se acertando.
-Nem acredito! Parece um sonho..
   O jantar com Peter foi incrível.Fico feliz de saber que conquistei uma amizade verdadeira com uma pessoa tão maravilhosa como ele.
  Peter me deixou na porta de casa e nos despedimos. Desejei à ele boa sorte nos novos projetos e assim que ele voltasse,que viesse nos visitar.
   Entrei em casa sem fazer muito barulho. Chris parecia já estar dormindo e Michael estava no chuveiro cantando alguma música. Me controlei muito para não invadir o banheiro e agarrá-lo ali mesmo. Mas eu queria fazer uma brincadeira com ele.
  Me sentei na cama e esperei Michael sair do banheiro. Puta merda,ele veio todo molhado,com a toalha enrolada na cintura.
-Oi amor..não sabia que tinha chegado. - Michael se aproximou,mas eu desviei - Opa.. Eu fiz alguma coisa?
-Não Michael,você não fez nada..
-Então o que foi isso?
-Michael eu não devia ter saído com Peter.
-Mas por que? Amor,eu juro que não fiquei chateado!
-Não é por isso! Quando ele estava lá se despedindo de mim,parece que minha ficha caiu..
-Co..como assim?
-O que ele fez por mim,Michael.. Eu me apaixonei pelo Peter.
-Você o que? - Michael ficou mais pálido do que já é - Alexia,estávamos tão bem,você não pode tá falando sério.. - foi difícil conter o riso. Michael me olhou sem entender nada
-Ai amor..Desculpa! - enxuguei as lágrimas devido ao riso - É só uma brincadeira..
-Ah não Alexia.. - Michael respirou aliviado e riu ao constatar o óbvio - Eu vou te matar! - Michael correu atrás de mim
-Não Mike,pega leve! - ele conseguiu me pegar e me jogou na cama
-Agora você me paga! Quase morri do coração,sua ordinária!
-Se fosse verdade o que eu disse,poderia me internar! Só tenho olhos pra você,amore mio!
-Não adianta puxar meu saco mocinha,será punida!
-Ui! O que vai fazer comigo?
-Primeira coisa,vou rasgar esse vestido que me deixou excitado desde que pus meus olhos nele!
-Ah eu te excitei é?
-Gostosa.. - Michael rasgou o vestido pelo decote e atacou meus seios,apertando com pressão e sugando cada um deles demoradamente
-Mike.. - ele terminou de tirar meu vestido e o jogou para o chão
-Mike nada! - Michael me calou com um beijo demorado.Seus dedos já estavam estimulando meu clítoris e aproveitei sua distração para tirar sua toalha. Michael riu e continuou me penetrando com os dedos
-Oh amor,mais fundo..
-Quero você pronta pra mim,honey..
-Já estou..
-Será? - Michael roçou seu membro na minha entrada. Tentei arquear meu quadril,mas Michael impediu
-Você vai mesmo me torturar?
-A senhora está merecendo.. Pede por favor..
-Por favor o cacete! Me come amor,anda! - implorei
-Ah como é bom ver Alexia Heizel implorando para ser fodida..
-Desgraçado! Aah.. - Michael se enterrou em mim de uma só vez.
  Tudo em mim parecia ter saído de órbita,eu sentia um prazer fora do comum com seu membro me alargando por completo,me atingindo nos pontos certos. Michael estocava ora com força,ora lentamente,me deixando ainda mais derretida.
-Goza comigo princesa.. - disse com a voz rouca no meu ouvido
-Ai amor,eu estou quase lá,não pare agora! - Michael continuou metendo forte até gozarmos juntos repetidas vezes
 Michael me puxou para o seu colo e eu beijei seu peito,pescoço,até encontrar sua boca,onde demorei muito tempo ali.
-Fala sério,chegou a acreditar em mim?
-Alexia você é tão maluca,mas pra falar a verdade,eu ia te provocar até mudar de ideia!
-Seu lindo.. Amo você garoto!
-Vai ter que provar agora..
-Posso provar assim? - me sentei no seu colo e logo senti a rigidez do seu membro. Puta merda,eu sou mesmo muito abençoada por ter um marido tão perfeito,e em todos os sentidos!

Capítulo 37

Alexia


 Minha ficha agora que está caindo. Já se passaram dois meses e minha vida está na total tranquilidade. Michael parece estar se livrando dos fantasmas do passado. No início ele tinha vários pesadelos à noite e tinha medo de voltar pra cadeia. Mas graças a Deus ele está voltando ao normal,assim como nossa relação cada vez mais fogosa e intensa.
-Alexia? Honey abre a porta!
-Michael dá um tempo porra!
-Não dou não! Está a meia hora trancada nesse banheiro e eu sei que não está bem! - lavei meu rosto e escovei meus dentes depois de vomitar todo o café da manhã
-Você é um pé no saco!
-Só estou preocupado com você, Alexia..
-Desculpa amor.. - lhe abracei. Na verdade eu estava nervosa com essas náuseas constantes
-Tudo bem..
-Eu não posso te contar ainda.
-Por que?
-Coisa minha,mas não se preocupe ok?
-Como não? Está mais birrenta que a Christine!
-Hey,eu não sou birrenta! - Chris se aproximou de nós
-É sim,você e sua mãe! - Michael provocou
-Chega vocês dois! Michael está atrasado para levar a Chris!
-Não estou não. Tá cedo não é filha?
-Aham!
-Mais vocês vão pegar trânsito. Andem logo!
-Ok! Você venceu.. - Michael me deu um beijo e saiu com Chistine
-Ufa! - respirei aliviada
  Eu queria que eles saíssem logo de casa para eu poder tirar minhas dúvidas de uma vez por todas. Tomei meu banho e saí rapidamente direto para a clínica.
Esperei o resultado por quase uma hora. Já tinha roído todas as unhas,morrendo de ansiedade quando finalmente o doutor apareceu.
-Alexia?
-Ah ..oi! E então?
-Era mesmo o que eu desconfiava. Parabéns,está grávida!
-Oh meu Deus! - quase gritei de felicidade,susto,medo,mas principalmente,alegria
-Agora tem que se cuidar ok? Volte aqui para fazer o ultrassom e iniciarmos o pré-natal.
-Pode deixar doutor. Até mais!

  Voltei pra casa com as palavras do doutor martelando na minha cabeça. Deus,estou grávida de novo! Tive tanto medo de não poder ter mais filhos por conta do aborto, e além do mais eu e Michael não voltamos a falar sobre filhos,ou seja,estou super insegura.
  Por sorte Michael não havia chegado. Subi para o meu quarto e me olhei no espelho. Não pude deixar de sorrir ao saber que tinha um bebêzinho no meu ventre.
-Ok,você vai ter que criar coragem,Alexia. Respira fundo.. e lá vai.. - pigarreei - Michael, eu juro que não foi planejado,mas eu descobri que estou grávida de novo.. Não,não tá horrível! Porra Alexia,pensa numa coisa decente!
-Amor,qual o seu problema?
-Ah? - me assustei ao ver Michael me olhando como se eu fosse uma louca que fala sozinha
-Por que está se xingando?
-Eu? Não,eu estou só conversando..comigo..
-Você tem probleminha.. - ele riu
-Michael?
-Sim.
-É..
-Alexia,abre o jogo.
-Que jogo?
-Meu Deus do céu, o que você tem?
- Ok,eu vou falar..Não,eu não vou conseguir.
-Amor,senta aqui ok? E comece do início..
-Certo.. Mike eu..
-Você..
-Me dê sua mão. - Michael estendeu sua mão e eu a levei até minha barriga. Logo ele arregalou os olhos e constatou o que eu queria dizer
-Ai meu Deus..É o que eu tô pensando?
-Uhum.. Por favor,não vá desmaiar que nem quando contei da gravidez da Chris!
-Amor,você tá grávida?
-Estou..Acabei de confirmar! - enxuguei meus olhos sentindo as lágrimas se formarem
-Isso só pode ser um sonho! - Michael se levantou da cama eufórico - Vou ser pai de novo Alex,tem noção disso?
-Está feliz?
-Ainda pergunta? - Michael se ajoelhou de frente pra mim - É claro que estou honey,não imagina o quanto!
-É que não voltamos a falar de ter mais filhos e.. - Michael me surpreendeu com um beijo
-Ter mais filhos com você sempre foi meu sonho,sua boba! Só não voltei a falar porque não queria que se sentisse pressionada..
-Oh amor.. Eu prometo que dessa vez vou me cuidar direitinho!
-Shi..Não foi culpa sua o que aconteceu,ok? Vamos deixar o passado para trás,agora é vida nova, filho novo.. - ele riu abobalhado com as mãos na minha barriga
-Eu te amo Mike,muito..
-Eu também te amo minha princesa! - Michael me pegou no colo e me rodopiou
-Hey,eu vou enjoar!
-Desculpa,não aguentei.. Estou tão feliz que .. meu Deus,não sei nem o que dizer!
-Não precisa dizer nada,só me beija!
-Assim? - Michael atacou minha boca com um beijo intenso e apaixonante. Envolvi minhas mãos em sua nuca,o puxando para mais perto de mim
-Você ainda vai me matar Jackson!
-Se você morrer como é que eu fico,ein honey?
-Vai ficar perdido!
-Eu vou enlouquecer sem você..
-Te amo,seu cafajeste!
-Também te amo,sua diaba..

Penúltimo Capítulo

Alexia

Seis meses depois


  Ótimo,estou com a barriga do tamanho de uma melancia,daqui a um mês meu bebê nasce. Eu queria deixar para descobrir o sexo quando nascer,mas Michael me encheu tanto que eu decidi saber o sexo no quarto mês. 
  Michael quase infartou ao saber que estou esperando um menino,o problema é que não escolhemos o nome até agora. Todos os nomes que Michael opina eu descarto,e vice-versa. Por enquanto o chamamos de Blanket,porque Christine disse que os bebês ficam tão miudinhos na manta,que parecem um cobertor.
-..Então ele pegou o Caveira Vermelha e lhe deu um esculacho,mas ele foi mais esperto e acertou em cheio no Capitão América!
-Michael.. Olha o que você está ensinando pro menino! - morri de rir ao ver Michael lendo um gibi para o bebê, ainda no meu ventre
-Amor,as crianças escutam tudo que está a sua volta. Escutam e sente!
-Oh sim.. e você acha que ele já vai nascer sendo um expert em super heróis? Você já leu Homem Aranha,Batmam, Homem de Ferro.. 
-Isso é cultura,honey!
-Ok,mas você podia deixar pra fazer isso quando ele tiver com uns quatro anos,não acha?
-Com quatro anos ele vai estar aprendendo a jogar futebol.
-Ah eu desisto! Boa noite Michael.. - me virei pro canto,mas Michael me puxou
- É assim que dá boa noite pro seu marido? 
-Assim como?
-Sem me dar um beijo!
-Um beijo no rosto?
-Alexia!
-Michael! Seu bobo,vem cá.. - Michael se deitou ao meu lado e eu lhe dei um beijo demorado
-Como consegue me deixar mais apaixonado ainda?
-É a mesma bruxaria que você fez pra mim! Amo você,muito.. Obrigada por me fazer tão feliz.
-Eu prometi que seria assim daqui pra frente.. - seus lábios roçaram no meu pescoço
-Amor?
-Fala..
-Acha que o Simon nos deixou em paz definitivamente?
-Eu não sei. Mas uma coisa eu garanto, ele nunca mais chegará perto de você!
-Ele não é louco. Os investigadores estão atrás dele,pelo que sabemos tem a suspeita dele estar no Chile.. E eu não quero que se meta com esse homem!
-Ele não pode fazer mais nada comigo ok? Não pense mais nisso amor,logo nosso filho nasce e você precisa ficar calma,o doutor avisou!
-Deixa comigo Sr. Protetor! Baby,eu preciso dormir. Seu filho dá muito trabalho!
-Igual ao pai.. Dorme princesa e sonhe comigo!
-Claro,só posso fazer amor com você em sonho mesmo! - resmunguei
-Mas é uma tarada mesmo..
* * *

  Acordei com uma dificuldade tremenda pra me levantar. A gravidez tem me deixado ainda mais cansada e com uma terrível dor na coluna. Nem quando tive Christine foi assim.
Falando nela,já está na hora de buscá-la na escola. Michael teve uma reunião importante com fornecedores junto com Bred, e não pôde buscá-la. Parei meu carro próximo a escola e fiquei esperando a hora de Chris sair. Fechei meus olhos por alguns segundos e escutei alguém batendo no vidro do carro.
-Saudades de mim,princesa?
-Simon?
-O próprio! - ele sorriu cinicamente - É melhor que abra essa porta,não vou falar de novo.. - Simon levantou a blusa e me mostrou o revólver. Eu destravei a porta assim como ele pediu. Simon está fora de si e eu não posso arriscar
-O que quer de mim?
-Já vai saber.. Agora você vai sair desse carro devagar e virá comigo! - abri a porta com cuidado e saí do carro. Simon olhou pra minha barriga com cara de nojo - Como consegue procriar com aquele filho da puta?
-Não fala dele! - me alterei
-Você acha que eu tô brincando? Querida eu não tenho nada a perder,posso muito bem te furar todinha aqui mesmo! - ameaçou - Agora vem comigo e quieta!
-Para onde vai me levar?
-Já já vai saber.. Vamos nos divertir,boneca
!

Michael


A reunião já estava quase no fim e eu estava inquieto. Queria ir logo pra casa ficar com a minha família. Me despertei pelo toque do meu celular.
-Alô?
-Sr. Jackson,é da escola da sua filha. Estamos aqui com Christine,ninguém veio buscá-la ainda.
-Mas eu pedi para a mãe dela ir..Eu já estou indo ok?
-Certo. Até mais Sr. Jackson!
-Que estranho..
-Aconteceu alguma coisa Michael?
-Não..Eu preciso buscar minha filha na escola,segure as pontas,por favor.
-Claro,vai lá Mike!
-Obrigado Bred.

  Tentei ligar para Alexia,mas seu telefone só dava na caixa postal. Senti medo dela ter passado mal ou entrado em trabalho de parto.
Me aliviei ao ver seu carro parado ali perto. Entrei na escola e Chris estava com a professora.
-Oh princesa! Ué cadê sua mãe?
-Não sei.. Ela não veio até agora!
-Mas o carro dela está lá fora.. - meu telefone tocou e apareceu "número privado" no visor. Me afastei para poder atender -Alô?
-Ouça bem o que eu vou te falar. Estou com a delícia da sua esposa aqui comigo e só depende de você se ela vai sair viva ou não!
-Desgraçado,onde ela está?
-Vou te passar o endereço,mas eu estou na sua cola Michael. Sei que nesse exato momento está na escola da sua filha,então não adianta dar um de esperto. Estou com uma arma apontada para a barriga de Alexia,um passo em falso e bye bye!
-Eu estou indo pra aí,não toque nela! - Simon apenas riu. Pedi um pedaço de papel e anotei o endereço
  Liguei para Bred e pedi que ele pegasse Christine. Ele percebeu que eu estava nervoso,mas eu rapidamente desliguei. Simon sabe tudo que eu estou fazendo e eu não posso provocá-lo ou Alexia e meu filho sofreram as consequências
.

Último Capítulo

Michael


  Segui as coordenadas que Simon me passou. O lugar distante ficava no deserto de Nevada,longe de tudo. Pedia a Deus com todas as minhas forças para Alexia não se alterar. O estágio da gravidez está avançado e com o psicopata do Simon a ameaçando,com toda certeza ela deve estar uma pilha de nervos.
-Calma amor,eu to chegando.. 
  
  Avistei de longe um velho galpão abandonado. É lá que Simon está com Alexia. Controlei meu ódio para não estragar tudo. Estacionei o carro e conferi como eu iria entrar naquele lugar.
A porta estava destrancada. Claro,Simon tinha um plano para nós dois. Abri a porta com dificuldade e me deparei com um lugar mal iluminado cheirando a gasolina. Alexia estava amarrada à uma cadeira aparentemente inconsciente. Corri até ela para verificar se estava machucada,mas graças a Deus ela estava bem.
-É só um sonífero,Jackson.. Quero vocês dois bem saudáveis para a surpresinha..
-Você é doente! Por que cisma em colocar a minha mulher no meio disso?
-Porque ela é seu ponto fraco,meu caro..Eu sei onde te atingir! - ele riu - Achou mesmo que eu ia deixar você em paz? Infelizmente não consegui te ver apodrecer na cadeia,mas o fim de vocês será melhor ainda!
-Michael.. - Alexia murmurou
-Oi amor,eu to aqui..Vai ficar tudo bem ok? Como se sente?
-Eu tô zonza..
-Nós vamos sair daqui,confia em mim!
-Para de iludir a garota! Você sabe muito bem que aqui é o fim!
-Fale por si mesmo!
-Não perde a marra não é Michael? Sempre arrogante.. Saia de perto dela! - ordenou com a arma apontada pra mim. Fiz o que ele pediu e me afastei - Agora você vai sentar aqui. - apontou para outra cadeira,posta de frente para Alexia
-Qual o seu plano? - perguntei quando Simon amarrou meus punhos com uma corda
-Paciência Michael.. Não percebeu até agora? A gasolina.. álcool, fósforo..
-Você não vai fazer isso.. Simon,por favor,Alexia está grávida!
-E isso torna a brincadeira ainda mais emocionante! 
-Desgraçado,doente! Tira ela daqui!
-Tarde demais,meu amigo.. Vai ficar um pouco quente aqui,não se importa né? - Simon riscou o fósforo e o fogo começou a se espalhar por um lado do galpão
   Eu não podia ficar ali parado. Enquanto Simon ateava fogo,forcei meus punhos para desatar o nó. Eu estava quase conseguindo,mas o medo do fogo atingir Alexia,me aterrorizava.
-Boa viagem para o inferno,Jackson! - Simon se dirigiu a porta de saída
  Nesse momento aproveitei para tentar me desamarrar. Respirei aliviado quando senti a corda se afrouxar. O fogo estava se alastrando cada vez mais e a visão já começava a ficar prejudicada.
-Mas que porra é essa? - olhei para trás e vi que Simon não conseguia abrir a porta - Droga,abre logo! 
  Aproveitei que Simon estava longe e fui até Alexia desamarrar seus braços e pernas. Alexia estava acordada e tossia muito. Tirei meu paletó e cobri sobre seu rosto.
-Que merda está fazendo? - Simon gritou ao ver que eu havia me soltado. Ele tentou vir até nós,mas uma pilastra caiu no meio,deixando-o encurralado na porta.
- Michael,vamos morrer! - Alexia disse apavorada
-Não vamos não,confia em mim amor..
-Merda,abre essa porta logo! - Simon gritava desesperado tentando abrir a porta emperrada. O fogo logo chegaria até ele e em nós também
-Me ajuda Alex,tente se levantar! - ajudei Alexia a ficar de pé e a apoiei nos meus braços
   O fogo estava quase nos cercando. Eu precisava achar alguma saída daquele inferno,ou acabaríamos morrendo ali.
-Michael! - Alexia apontou para Simon,que gritava por conta do fogo
-Me tira daqui! Socorro! - O fogo já estava atingindo Simon. Foi a pior cena que vi na minha vida,mas se eu ficasse ali parado esse também seria o nosso fim.
-Vem comigo.. - segurei Alexia pela cintura,em direção à outra porta no fundo do galpão. Era arriscado ir até lá,mas era nossa única saída. O ar já começava a faltar e logo seríamos consumidos pelas chamas
-Vai dar certo Michael?
-Eu prometo! Consegue correr até aquela porta?
-Uhum.
-Certo,prenda a respiração!
-Ok! - apertei Alexia em meus braços e corremos em direção a porta,chegamos a tempo de outra pilastra não cair em cima de nós dois
-Só preciso abrir essa porta.. 
-Michael,tá doendo muito! - Alexia fez sinal para a barriga
-Calma,já vamos sair daqui.. - chutei a porta umas cinco vezes e finalmente a fechadura foi arrombada. Peguei Alexia no colo e rumei para a saída,observando o fogo tomar conta do galpão
  Caímos exaustos no chão próximo ao meu carro,a distância era segura. Tirei o casaco de Alexia para aliviar o calor que as chamas provocaram.
-Tá tudo bem agora,nós conseguimos amor! - corri até meu carro para pegar uma garrafa de água que eu sempre deixo por lá - Beba a água Alexia.. - ela tomou com dificuldade por conta da tosse
-Ai!! Michael o bebê vai nascer!
-Vamos pro hospital agora,ok?
-Não vai dar tempo.. Se demorar ele pode morrer,Michael!
-Alexia..
-Você vai conseguir! - ou eu fazia o parto,ou perderia os dois. Deixei o medo e a insegurança de lado e decidi fazer o certo
-Sim,eu vou conseguir. Vou trazer nosso filho pra esse mundo,confia em mim?
-Confio! - peguei Alexia no colo e a coloquei no banco de trás do carro.
  Por sorte havia um canivete no porta-luvas para cortar o cordão umbilical. Eu não tinha noção do que fazer,só pedia a Deus para me auxiliar.
-Certo,preciso que abra as pernas e faça bastante força,ok?
-Uhum.. - mesmo com as mãos trêmulas pressionei a barriga de Alexia. Ela fez uma força escomunal e urrou por conta da dor
-Mais força, Alexia! - ela gritou mais alto e já dava para enxergar a cabecinha do bebê. Sorri aliviado e ao mesmo tempo abismado com o que eu estava fazendo
-Aaah! 
-Tá quase lá amor.. 
-Meu Deus,me ajuda! - Alexia pressionou os dedos no banco do carro
  A medida que ela fazia mais força,o corpinho do nosso filho se aproximava mais de mim. Com muito cuidado,comecei a puxá-lo pelo seu tronco. Em questão de segundos,Alexia gritou novamente e eu consegui puxar o bebê. 
  Minha ficha só caiu quando ele começou a chorar no meu colo. Alexia recuperava a respiração enquanto eu cortava o cordão umbilical. Enrolei ele no casaco e mostrei para ela.
-Conseguimos amor! - falei emocionado ao ver que nosso filho nasceu saudável
Alexia apenas riu,estava fraca demais para falar. Imediatamente coloquei ela no banco do carona para que ela segurasse o bebê.
-Vamos pro hospital. Consegue segurá-lo?
-Aham..

  Dirigi o mais rápido que consegui. Ainda estava nervoso e com as pernas bambas. Nunca imaginei que um dia eu faria o parto de um filho meu e esse será um momento que guardarei para sempre no meu coração.
  Assim que chegamos no hospital,os enfermeiros levaram Alexia e o bebê para a emergência. Por também ter inalado a fumaça,fui levado para fazer exames.
-Nos próximos dias você e sua esposa terão que beber muito líquido e tomar esses medicamentos. A tosse constante será consequência da fumaça,mas logo vai passar. - o médico assegurou
-E como eles estão?
-Alexia veio com a pressão altíssima e teve uma pequena hemorragia. Já foi medicada e agora está sedada. O bebê está na encubadora apenas para ganhar mais peso,mas não se preocupe,os dois estão bem.
-Obrigado doutor..
-Tem que agradecer a si mesmo. Foi muita coragem fazer o parto da sua esposa!
-Não tínhamos tempo.. Nem sei como consegui fazer isso!
-É o cara lá de cima que ajudou! Bem,vou ver como ela está. Continue aqui tomando o soro e cuidando dos ferimentos,volto mais tarde.
-Certo!
-Com licença.. 
-E ai Bred! 
-E ai digo eu! Que susto cara!
-Nem me fale.. Onde está a Chris?
-Com a Sarah,mas não se preocupe,ela está bem.
-Finalmente acabou,Bred.. - suspirei aliviado
-Vocês tiveram sorte viu? Não digo o mesmo do Simon..
-Acho que a forma como ele morreu pagou todos os erros dele!
-Ah,o delegado está ai fora para conversar com você.
-Peça para ele entrar.
-Ok. Vou ver como está a Alex,e obrigada por salvar ela e o bebê!
-Imagina.. 

  O delegado colheu meu depoimento e em seguida faria o mesmo com Alexia. Contei exatamente tudo que aconteceu no galpão,e finalmente eles terminaram a conversa.
Eu estava louco para ver Alexia. O doutor disse que eu teria que passar a noite internado em observação,enquanto  ela e o bebê ficariam por mais tempo.

* * *

  Assim que fui liberado, pedi para ver Alexia. A enfermeira disse que ela já havia acordado e que ajudou a dar banho nela. Praticamente corri até o quarto que ela estava.
-Bom dia.. - falei ao abrir a porta
-Michael! - ela sorriu ao me ver. Cheguei perto da sua cama e lhe beijei
-Como se sente?
-Bem melhor..E você? Está machucado amor..- disse ao notar o curativo na minha cabeça
-Não é nada grave..
-Nosso filho está bem?
-Sim.. Ele precisa ficar na encubadora só pra ganhar mais peso,mas ele nasceu saudável!
-Graças a Deus e claro,a você.. Nunca vou me esquecer do que fez,estou orgulhosa de você,amor!
-Eu prometi que cuidaria de vocês sempre,não é?
-Uhum.. Não queria ter que dizer isso,mas agora teremos paz!
-Teremos.. Simon arcou com as consequências..
-Não vamos mais falar dele ok? Agora é vida nova!
-É sim,honey..Amo você! - voltei a lhe beijar com mais intensidade

Uma semana depois


-Pronta para voltar pra casa,baby?
-Muito! Não aguento mais esse hospital..
-Oh amor, sempre birrenta! - lhe dei um beijo na testa
-Mãe,onde está meu irmão? - Chris perguntou impaciente
-Já estou indo buscá-lo. Fique aqui com sua mãe,ok?
-Ok!
 Depois de alguns minutos voltei com Blanket no colo,o apelido pegou mesmo depois de escolhermos seu nome: Prince Michael. A surpresa veio de Alexia,não preciso nem dizer como fiquei quando soube da homenagem.
-Olha quem chegou..
-Blanket! - Chris vibrou ao ver o irmão - Eu não disse que ele parecia um cobertor?
-Tadinho filha..Por culpa sua e do seu pai,não consigo parar de chamá-lo assim! - Alexia riu
-Mas Blanket é bonitinho,honey!
-Tinha que ser coisa sua né Michael?
-Vamos embora antes que sobre pra mim!

  Nossa casa agora com um bebê está uma festa. Eu e Alexia babamos por Blanket e Chris está se mostrando uma filha incrível,sempre nos ajudando a cuidar do irmão,e eu já deixei claro para Alexia que não vamos parar por ai!

Epílogo

Cinco anos depois

Alexia


 Os anos se passaram muito rápido,ainda mais por terem sido os cinco anos mais incríveis e maravilhosos da minha vida. Nossos filhos estão crescendo cada vez mais rápido,Chris está com 13 anos e deixando Michael de cabelo em pé,pois ele sabe que logo a fase dos namorados vai começar.
 Blanket fez cinco anos essa semana e é meu xodó, sempre me faz rir. O melhor de tudo é a relação dele com Michael,além da extrema semelhança,mas nada se compara ao gênio de Chris e Michael. Desde que ela nasceu sempre notei que se parecia com Michael e a cada dia que passa,eles estão ainda mais parecidos,e eu não tenho palavras para agradecer a Deus,principalmente nesse momento em que darei a luz ao terceiro integrante da família..

Michael



                                 

 Estávamos na sala de espera,eu Chris e Blanket ansiosos para saber se Anne havia nascido. Engraçado que mesmo depois de dois filhos,o nervosismo continua o mesmo.
-Pai,relaxa um pouco,daqui a pouco o doutor vem com notícias! - Chris notou que eu estava apreensivo
                                  
-É mesmo pai,vai acabar pirando que nem a Chris.



            

-Eu não sou pirada!
-É sim,grita que nem a mamãe!
-Silêncio! Quer que o segurança expulse a gente daqui? - falei tentando conter o riso. Eu morro de rir quando os dois começam as discussões,pois dez minutos depois estão se amando de novo
-Foi mal pai,mas o Blanket..
-Chris..
-Ok! - Blanket riu
-Do que tá rindo,baixinho? - peguei ele no colo e baguncei seus longos cabelos negros,e ele começou a rir
-Sr. Jackson,sua esposa já deu a luz. - a enfermeira veio avisar. Ficamos os três,um olhando para a cara do outro
-Bora lá gente! - Chris falou
-Sinto muito,mas não podem entrar todos..
-Ah qual é,olha pra cara dessas crianças,estão com saudades da mãe.. - a enfermeira se sensibilizou com minha chantagem emocional e permitiu que entrássemos no quarto
  Chegamos no quarto falando que nem papagaios,mas calamos a boca ao ver Alexia com Anne nos braços. A bebê estava tão quietinha que conseguiu deixar todos nós calados.
-Vão ficar parados ai? - Alexia olhou para nós
-Na..não.. - falei
-Então venham aqui conhecer a nova Jackson! - nos aproximamos da cama e Alexia virou o rostinho de Anne para que pudéssemos ver
-Não sei nem o que dizer.. - falei emocionado - É linda como a mãe..
-Ela se parece com você Mike,tem os seus olhos..
-Ela é muito miúda! - Blanket falou
-Ela é um bebê Blanket! Você era menor ainda! - disse Chris
-E você também! - retrucou
-Hey,querem assustar a irmã de vocês? - Alexia falou
-Ela tem que se acostumar com a nossa turma,né não? - falei
-Todos doentes! Os três! - Alexia riu
-Por quê não vão lá fora trazer uma água pra mamãe?
-Pode deixar,vem Blanket! - Chris saiu com o irmão pelo corredor do hospital
-Agora estamos a sós,honey..
-Tem certeza? - disse olhando para Anne
-Ela é muito pequena para entender.. - coloquei uma mecha do seu cabelo por trás da orelha e lhe dei um beijo
-Terceiro ein Jackson..Paramos por aqui?
-Hmm ainda não.. Te amo mais a cada dia que passa,como é possível?
-Eu ainda me pergunto como demos tão certo! É inacreditável..
-Eu sei.. E então,quem venceu o jogo?
-Qual era a regra?
-A regra era não se apaixonar.
-Bom..Acho que perdemos então..
-Perdemos o jogo,mas ganhamos um ao outro. É suficiente,não acha?
-Claro que sim..É o melhor prêmio que eu poderia ganhar. Obrigada por perder esse jogo comigo..
-Não por isso,honey.. Esse jogo nunca terá fim.
-Nosso amor nunca terá fim! - Alexia olhou no fundo dos meus olhos e me puxou para mais um beijo
 E será sempre assim,um arrepio mais intenso a cada carícia trocada,os batimentos mais acelerados a cada beijo e uma chama a mais no coração a cada "eu te amo" declarado. E  essas sensações serão cada dia mais intensas entre Alexia Heizel e Michael Jackson.



FIM..







Continua..

125 comentários:

  1. Super , mega ansiosa !! Mais acho que vou me decepcionar né :-( parece que vai acontecer coisas que não quero !! Eu só quero que eles sejam felizes .

    ResponderExcluir
  2. Super , mega ansiosa !! Mais acho que vou me decepcionar né :-( parece que vai acontecer coisas que não quero !! Eu só quero que eles sejam felizes .

    ResponderExcluir
  3. Aiii meu pai to vendo que vou sofrer lendo essa fic mais com esperança que o meu casal favorito vão terminar juntos

    ResponderExcluir
  4. Eu também vou sofrer,esses ai nao cansam de brigar que porra!!! Estou superr ansiosa

    ResponderExcluir
  5. Quando esses dois vão se acertar? Ansiosa

    ResponderExcluir
  6. AI NAO..MDDSS....JA TO SOFRENDO DESDE AGORA...AI...TO TENDO UM ATAQUE...:'( .. EESPERO Q NAO ACONTECA OQ TO PENSANDO

    ResponderExcluir
  7. resolvi sair do anonimato..eu leio desde a I temporada...mas nunca comentei...agr to aqui :D quero falar q essa fic e simplesmente a melhor que ja li, eu me envolvi mt com os personagens.. com a historia, sofri tbm kk e parece que pelo jeito vou sofrer mas nessa III temporada.

    ResponderExcluir
  8. tbm já estou sofrendo desde agora, mas seja lá o que for que aconteça eles tem que terminar juntos, são um casal perfeito demais pra simplesmente acabar.

    ResponderExcluir
  9. Oi meninas!! Decidi adiantar o capítulo para hoje,pois não sei se amanhã poderei postar. Espero do fundo do meu coração que gostem dessa última temporada. Bjooos! <3

    ResponderExcluir
  10. Eita hoooneyyy continuaaaa...mas eles vao ter que ficar juntos pleaseee

    ResponderExcluir
  11. Resolvi sair do escuro como a outra leitora (risos)
    Tbm leio a fic desde sua primeira temporada e só posso dizer que ela está perfeita a cada capítulo..Quando li a primeira temporada e vi que teria uma segunda fiquei eufórica, vinha aqui todos os dias procurar por um novo capítulo♥. Depois de ver nos comentários que teria uma terceira temporada eu pensei "caramba, já estou presa a esta história" serio a história da Alexia e do Michael são umas das melhores. Demorei para comentar algo eu sei (risos). Mas talvez como agora eu ainda não encontrei palavras que descrevam o quanto eu amo esta fanfic com todas as letras. Só tenho a agradecer por tirar uma hora de seu tempo para postar seus capítulos, vc não sabe como elas influenciam no meu humor diário. Te desejo muiito sucesso, criatividade e Michael :)

    Beijos de luz ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Karol, não sabe como fiquei feliz e emocionada de ler seu comentário. É isso que me dá ânimo sempre para continuar escrevendo. Obrigada de verdade pelo carinho e espero que essa temporada seja especial também. Bjos amore!! <3

      Excluir
  12. Amo amo esse casal !! Michael pelo amor de deus , não vá fazer burrada e Alexia também !! Eu quero vocês juntos !! Continua

    ResponderExcluir
  13. Oi meninas. Antes de mais nada,estou passando para avisar que tem um grupo no face chamado TPM's: taradas por Michael Jackson ,que está postando a fic Dangerous Game sem a minha permissão e o pior,sem dar meus créditos. Peço por favor se alguma de vocês estiverem nesse grupo, avisem que a autora não deu permissão para isso. Desde já agradeço. Bjoos!

    ResponderExcluir
  14. Marícia Jackson, elas postam na page tbm... Eu comecei a ler pela page delas, porque achei que a fic era feita por uma das CDC's... Mas aí eu fiquei sabendo que era você e vim ler aqui no blog... E parece que tem uma menina aí que tá postando no blog dela tbm ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então. Eu não autorizei em lugar nenhum. Apenas no grupo da Stefany, a fic You're My Number One.
      Eu posto apenas nesse blog, no da Mikaela e em um fórum. Em qualquer outro lugar que tiver, saiba que não tem minha autorização. Bjoos!

      Excluir
  15. Maravilhosooooo, já li as duas temporadas e estou acompanhando agora, muito ansiosa aqui!!!
    Parabéns, flor! Amo esse casal!
    Continua !!!

    ResponderExcluir
  16. Maricia desculpa , mais foi que contém pra Mika !! É que eu vi e achei errado o que a pessoa está fazendo e tbm eu acho que isso é plágio pois ela estava dizendo que era dela .... Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina flor, agradeço por ter avisado, pois eu não tinha noção nenhuma disso.
      Como já disse,eu não autorizei nenhum outro grupo a postar Dangerous Game. Aquilo foi u plágio.
      Obrigada! bjoos <3

      Excluir
  17. Maricia desculpa , mais foi que contém pra Mika !! É que eu vi e achei errado o que a pessoa está fazendo e tbm eu acho que isso é plágio pois ela estava dizendo que era dela .... Bjs

    ResponderExcluir
  18. continua gataaaaaaa...não entendi a sinopse ? o amor deles acaba ?...de qualquer jeito, esta perfeito continua que queremos mais
    Beijinhos da Bia <3

    ResponderExcluir
  19. Nossa eles são perfeitos demais!!!!
    amei saber que vão ter um novo filho, o Mike não teve a chance de ver a Chis crescer, nada mais justo que agora ele poder aproveitar cada momento. mas estou com medo do que possa acontecer.

    ResponderExcluir
  20. Mais um herdeiro , obaaaaa !! Continua

    ResponderExcluir
  21. Tenho que admitir que sua fanfic é o máximo e o casal é incrível, mas, pra mim, seria ainda mais legal se você tirasse um pouco os palavrões. Corta o clima sempre que eu estou lendo.

    ResponderExcluir
  22. Ebaaaaa filho novoooo .....honey meu bem eles tem que ficar junto pleasee

    ResponderExcluir
  23. Continua to ansiosa tomara q seja gemeos...

    ResponderExcluir
  24. Perfeiita, por favor continua tô ansiosa agora, finalmente o Michael e Alexia estão construindo a família que eles sempre sonharam *-*

    ResponderExcluir
  25. É mas como sempre tem alguma coisa pra da errado. Affff no final eles tem quem ficar juntos pelo o amor de Deus

    ResponderExcluir
  26. ansiosaa atualiza logo pleasee 😪

    ResponderExcluir
  27. Meninas, muito obrigada pelo carinho. Passei para atualizar. Um beeijo e boa leitura! <3

    ResponderExcluir
  28. que triste!!! espero que ela não fique com sequelas e possa ter outros filhos. Eles merecem essa felicidade.

    CONTINUA!!!!

    ResponderExcluir
  29. Meu deus , eu estou triste !! Coitada da Alexia ela não teve culpa :-( ohh Michael apóia ela ! VC é tudo que ela têm !! Continua

    ResponderExcluir
  30. nossa :/ ...fiquei triste...sei q alex nao teve culpa..mas entemdo o mike ele ta sofrendo...espero que eles fiquem bem

    ResponderExcluir
  31. KD mais capítulos????????? dá uma tristeza vim aqui e não encontrar nenhuma novidade.

    ResponderExcluir
  32. Ebaaaaaa kkkk continua! Eles tem que ficar juntos pelo o amor de Deus em!!

    ResponderExcluir
  33. ela vai ter que aprender a conciliar o trabalho com o casamento, se não as brigas vão acabar desgastando o relacionamento.

    continua!!!!

    ResponderExcluir
  34. Tadinha da Alexia,esse cara ta exigindo muito dela! Continua!

    ResponderExcluir
  35. Nova leitora...
    desculpa chegar agr, estava me atualizando nas temporadas anteriores.
    Amei a história, continua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii amore, fico feliz por ter gostado das temporadas! Seja bem vida e boa leitura! <3

      Excluir
    2. obg linda, poderia tirar uma dúvida? quantos capítulos tem essa temporada?

      Excluir
  36. Acho que esse Simon não presta, ele tá tentando jogar ela contra o marido.
    O Mike não vai aguentar essa situação por muito tempo, nenhum homem gosta de ficar sempre em segundo plano.

    ResponderExcluir
  37. Simon será um problema :/ ansiosa pelo próximo capitulo, continua...

    ResponderExcluir
  38. Puta que pariu! Esse Simon filho da puta,capeta,desfraça todos os xingamentos esse caralho é..continua!

    ResponderExcluir
  39. O mike e a alex..vao acabar brigando feii por causa desse Simon ...ja nao gosto dele aff :@

    ResponderExcluir
  40. Atualizado meninas!! Vamos ver o que mais Simon vai aprontar...
    Bjoos <3

    ResponderExcluir
  41. Até já sei, ele deve colocar ela na cama tirar a roupa e ligar para o Mike ou algo do tipo...

    Alexia foi muito BURRA, Uma mulher casada não tem que ir a um apartamento de homem solteiro sozinha, principalmente se ela sabe que existe um interesse por parte dele, é uma questão de respeito para com o marido. Seria muito mais logico ela procurar um advogado e acabar com a palhaçada sem expor o casamento ao ridículo.

    Tá merecendo ficar sozinha só pela burrice.

    continua!!!!!!

    ResponderExcluir
  42. meo deos....eu sabia que o simon nao prestava....so falta o mike pegar os dois juntos e pensar outra coisa.e acabar pedindo o divorcio...que raiva ..... Saiu a eva..agr e esse desgracado...

    ResponderExcluir
  43. Puta que pariuuuuu...Michael vai pensar besteira.....

    ResponderExcluir
  44. Essas fanfics tem personagens diferentes, mas a mesma história. --'

    ResponderExcluir
  45. Atualizado meninas! Nos próximos capítulos vocês vão saber do porquê de Simon ter entrado na estória, e que ele faz parte do passado de Michael. Até mais, bjoos!!

    ResponderExcluir
  46. 😨😨😨😨😨😱😱😱😱😱esse filho da putaaaaa... Micharl ajude elaaaaaa!!!!!continuaa!!

    ResponderExcluir
  47. Chocada! Esse Michael, n deixa nem a esposa explicar. Mas vamos ser sinceros né? Alexia deu uma grande vacilada.
    Amo vc pq sempre no próximo episódio vc já soluciona as coisas, odeio ficar com minha mente trabalhando tentando achar uma solução para os problemas dos outros. rsrs
    continua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neeehh kkkkk..vei,ele tem que deixar ela explicar!

      Excluir
  48. Minha nossa coitada da Alexia to sofrendo junto com ela

    ResponderExcluir
  49. Será que ela vai demorar muito para postar?

    ResponderExcluir
  50. Meu deus !!! Estou chocada , sinceramente nunca pensei que ela passaria isso tudo de novo . Pocha a coitada já passou por tantas coisas e agora mais isso ! Mais tbm ela procurou afinal de contas ela foi para um apartamento sozinha e realmente já sabemos que iria acontecer algo ruim ! Espero que o Michael ajude ela é tudo que quero . Continua

    ResponderExcluir
  51. Eu senti que a empregada de Michael está dando em cima dele , é isso mesmo produção ? ... Pensei que Michael iria ajuda a Alexia mais não , ele a expulsou novamente . Bom Peter está sendo um cara bacana só espero que ele quer somente ajudala e não tenha um plano mas na frente . Não vejo a hora de Alexia e Michael voltarem . Continua

    ResponderExcluir
  52. Eu tambémmmm...que putaria é essa Emma?..agora n vai me dizer que n vao ficar mais juntos,bom....se for isso deixo se ler essa fic cara,n é possivel que depois desse amor deles isso vai acabar...bem,Alexia sabe que ela é inocente então ela deve ser feliz,agora aquele idiota do Michael..nem pensar! Ela deve agora ficar com o Peter(por mais que me doa dizer isso) mas é o que ela merece e a Cris tem que ficar com ela,...poxa! Ai. Puta da Emma consola o Michael! Aff a Alexia tem que esfregar na cara do Michael que ela é forte e ele só n pasaa de um....puto desgraçado que nem a ajudou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii flor! Entendo sua revolta,eu também ficaria kk
      Mas não se preocupe,mesmo passando por tantar turbulências,o casal terá seu final feliz. Você vai ver que Michael passará por muitos problemas para ter uma lição. Só peço paciência para ver o desenrolar dessa treta kk
      Um beijão!! ♡

      Excluir
    2. Aii que bom pq eu ia largar essa fic(mentira eu n consigo!)

      Excluir
  53. Não sei em qual lado fico ! Se fico ao lado da Alexia ou do Michael ! Mais vejo que Michael vai sofrer muito e já estou até com dor no coração , pois amo muito esses dois personagens ! Continua flor pois está uma pura adrenalina !

    ResponderExcluir
  54. Eu sei que o mike errou mais quem ñ erra né e a Alexia ama ele e tenho certeza que depois que essa turbulência passar eles vão ficar juntos ñ vai ter graça se isso ñ acontecer e eu vou ficar revoltada eu sei que o mike merece ficar sozinho pela burrada que ele fez mais poxa eles se amam tem que terminar juntos continua flor meu coração ta partido

    ResponderExcluir
  55. Eu sinceramente não estou entendendo mais nada dessa fanfic.

    ResponderExcluir
  56. Fic maravilhosa, digna de ser best-seller. Michael pisou na bola, que Alexia demonstre como se dá a volta por cima, ele deve sofrer mais um bocado para reatarem. Aguardando ansiosamente o próximo capítulo

    ResponderExcluir
  57. Obrigada pelos comentários pessoal! Capítulos atualizados, Beeijos!! <3

    ResponderExcluir
  58. Minha nossa quanta desgraça aff eu sabia que ia sofrer mais nen tanto sofro por Alexia e sofro pelo Mike tomara que essas turbulencia acabem logo e eles possam se amar novamente
    Continua amando e sofrendo ao mesmo tempo rsrsr

    ResponderExcluir
  59. Exatamente isso Abimael, amamos e sofremos ao mesmo tempo rsrs... Please, continua!!!

    ResponderExcluir
  60. Capítulos atualizados,amores! Espero que gostem! Bjoos <3

    ResponderExcluir
  61. To amando, tenho certeza que esses dois ainda irão se acertar ♥ continua :)

    ResponderExcluir
  62. Mds...quanta desgraca....mike ta sofrendo mt..ainda mas na cadeia😪 mas sei q isso vai passa logo..eles se amam

    ResponderExcluir
  63. Kkkkkkkkk Anonimo eu sou a Geane eu perdi o meu e-mail ai eu comento pelo e-mail do meu marido Abimael kkkk acho que vcs deve achar estranho um homem ler fic né kkkkk mais na vdd sou eu a Geane

    ResponderExcluir
  64. Aiii espero que acabe logo esse sofrimento continua flor

    ResponderExcluir
  65. Estou achando tudo tão dramático... Parece novela mexicana. Quando é que vai melhorar isso?

    ResponderExcluir
  66. Está perfeito ! Estou amando ! Continua

    ResponderExcluir
  67. Ain meu Deus.... amo amo amo essa fic espero q essa não seja a Última temporada pq é incrível... não pare dangerous game forever #mikealex

    ResponderExcluir
  68. Atualizado meninas! Muitíssimo obrigada pelos comentários, é muito importante pra mim.
    Espero que estejam gostando, beeijos!! <3

    ResponderExcluir
  69. Atualizado meninas! Agora o casal se acertou!! Bjoos <3

    ResponderExcluir
  70. que lindo!!!! continuaaaaa..... pelo amor de Deus

    ResponderExcluir
  71. Continuaaaa por favor *...* ainda bem que o Michael saiu da cadeia .

    ResponderExcluir
  72. Q lindooooo, voltaraooooooooooooooooooooooo ! Mas e o Peter ?
    Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  73. Finalmente esses dois juntos de novo! Será que agora acabou as preocupações? Continua amando muito

    ResponderExcluir
  74. Continuaaaa por favor *...* ainda bem que o Michael saiu da cadeia .

    ResponderExcluir
  75. Atualizado meninas! Estamos no final :(
    bjoos <3

    ResponderExcluir
  76. No final nãoooooo , nós não quer final :-( ..... Amo tanto esse casal .. Não aguento ficar sem esses dois !! Continuaaa

    ResponderExcluir
  77. Eu concordo com a LOrena,bom...eu estou de volta lendo essa fic kkk n aguentei e voltei a ler! Esses dois são muuiiitooo lindooossss.... continua Honey!

    ResponderExcluir
  78. Continua honey...Não pare de escrever dangerous game... Ela é o motivo do meu celular não ficar sem crédito... motivo de Animação... não pare...
    #mikealex

    ResponderExcluir
  79. Atualizado meninas!! Infelizmente estamos no fim. Essa temporada já está concluída, ainda não pensei em outra temporada ou um one-shot.. Quem sabe? kk
    Volto com mais,amores! Bjooos <3

    ResponderExcluir
  80. Amo esse casal ♡♡♡ vou ficar muito triste quando chegar o final só em pensar fico com vontade de chorar minha nossa como me apeguei a eles finalmente eles estão felizes depois de tantas brigas e fiquei feliz pelo mike com a chegada do mais novo Jackson rsrsr continua linda amando muito muito muito
    (Geane)

    ResponderExcluir
  81. Amo tanto esse casal , e juro que não quero ficar sem eles ........... #triste
    Continua .... Nem acredito que virá mais um membro pra família .

    ResponderExcluir
  82. Aiii só de pensar que esta no final fico triste! Maaasss...alegre por um final feliz! Continua

    ResponderExcluir
  83. Meninas, novamente não tenho palavras para agradecer o carinho e o apoio que recebi desde o início dessa Fanfic e obrigada mais ainda por terem me acompanhado em todo esse tempo, me dando a alegria de continuar essa estória.
    Não preciso nem dizer como ela me fará falta.Amei cada minuto escrevendo as três temporadas.Vai ficar pra sempre no meu coração e espero que no de vocês também.Mais uma vez obrigada por tudo!

    By: Marícia Jackson

    ResponderExcluir
  84. Acabou acabou acabou :-( meu deus que perfeito que foi!! Eu quero mais muito mais !!! Amei cada detalhe ( mentira menos os de Eva e de Emma Simon e Sebastian ) podia tanto ter outra temporada ... Eu amei de verdade e estou aqui na torcida que venha outra história de amos , pois você escreve muito bem ! Eu vivo sempre nas tuas história .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada,Lorena! Fico muito feliz,de verdade por ter me acompanhado em todo esse tempo. Caso em pense em uma nova temporada, pode ter certeza que postarei aqui.
      Tenho duas fics em andamento e eu sempre espero concluí-las para postar. Até Breve, beijos! <3

      Excluir
  85. Acabou acabou acabou :-( meu deus que perfeito que foi!! Eu quero mais muito mais !!! Amei cada detalhe ( mentira menos os de Eva e de Emma Simon e Sebastian ) podia tanto ter outra temporada ... Eu amei de verdade e estou aqui na torcida que venha outra história de amos , pois você escreve muito bem ! Eu vivo sempre nas tuas história .

    ResponderExcluir
  86. scrr faz mais uma temporada por favor

    ResponderExcluir
  87. Nunca pensei q choraria por uma fic.... Lindo de mais... ainda bem q Vai voltar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho,amore. Fico muito feliz! Beeijos <3

      Excluir
  88. Awn que pena que acabou, mais que final lindo!! Amei estar aqui acompanhando as três temporadas de Dangerous Game, vou carregar para sempre a história de Alexia e Michael no meu coração♥. Esse casal improvável passou por tantas idas e vidas e eu realmente fiquei muito emocionada com o final. Cara você escreve muuitoo bem (risos), e estou te esperando ansiosamente com outra fanfic de tirar fôlego, aliás eu estou escrevendo uma e as suas serviram de inspiração.Amo suas fanfics e eu só tenho a agradecer por ter nos compartilhado seu talento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada pelo carinho,de verdade! Não imaginava que gostariam tanto de Dangerous Game, e fico mais feliz ainda de saber que minhas fics estão servindo de inspiração e te desejo muito sucesso para as suas estórias!
      um beeijo e nos vemos em breve! <3

      Excluir
  89. como faço pra parar de chorar agr ? nossa cara...
    ameeii :''' VAI TER OUTRA TEMPORADA ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito Obrigada Glenda, fico feliz por ter te emocionado. Ainda não pensei em uma continuação,mas quem sabe um dia? kk
      Um beeijo! <3

      Excluir
  90. MEU DEUS VAI TER OUTRA TEMPORADA EU TO CHORANDO GRITANDO ESSA FANFIC RAZÃO DO MEU VIVER! É sério eu nunca me aprofundei tanto numa fic como foi nessa desde a primeira temporada eu leio, nao quero q acabe nunca. Obrigada por essa fic moça, parabéns você escreve muito bem, e continue logo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuito obrigada,de verdade! Não sabe como me alegra ler comentários como o seu. Até breve..Beijos!! <3

      Excluir
  91. Aiinnn caraaa....terminei de ler agora mais assim que postar esse comentário vou voltar a ler tudo denovo,essa fic me levou a uma imaginação incrivel! Cara vc tem que continuar...eu amo demais essa fic,vc escreve super bem, vc tem essa capacidade incrivel de levar muitos na profunda imaginação! Obrigada porque antes de eu ler essa fic estava meio triste mais depois me alegrei e cada dia ansiosa pro póximo capitulo! Não pare de escrever vc tem esse dom! E mais uma vez te pesso que continue!

    ResponderExcluir
  92. A Primeurs a temporada eu queria parar de ler mais ai eu disse já estou envolvida e não consigo mais parar de ler me prendi a essa fanfic e eu suplico imploro que você continue estou cada vez
    MAIS presa a suas fanfics Karol continue assim você é uma ótima escritora te adoro linda 😄😄😄😊☺😆😆

    ResponderExcluir
  93. Quarta temporadaa por favooorrr ain meu Deeeeuusss!!

    ResponderExcluir
  94. Hehehe ameeeei esse blog, ameei as Fan-fic's, e essa que tem 3 temporadas? Ameei dmais... 💓

    ResponderExcluir
  95. Hehehe ameeeei esse blog, ameei as Fan-fic's, e essa que tem 3 temporadas? Ameei dmais... 💓

    ResponderExcluir
  96. POSTA A QUARTA TEMPORADA PELO AMOR DE DEUS NUNCA TE PEDI NADA

    ResponderExcluir