sábado, 16 de janeiro de 2016

FanFic: "Nosso doce amor - Parte II" (+18)

Autora: Jéssica Poveda





Michael Jackson e Daniela Albuquerque Jackson! o casal mais famoso, mais especulado, mais bonito da atualidade completa dois anos de casamento! A vida é harmoniosa entre os dois, conseguem lidar com a carreira de cada um e são companheiros um do outro nas horas boas e ruins. Depois da recuperação do vício de Michael, a família Jackson não tem do que reclamar....nem sempre!

Lisa ainda não esqueceu sua última frase que disse a Michael: "não pense que eu desisti!"  Sua paixão e loucura por ele cresce ainda mais e agora, ela terá uma nova aliada para seus planos, Pina Bhatti, mãe de Omer, que ressurgiu das cinzas! 

Outro problema na vida de Michael e Dani é o ex-namorado dela, Bruno, que por acaso aparecerá no meio deles. Será que esse amor tão grande, que já passou por tantas provações aguentará esse turbilhão de obstáculos? Será que ambos ficarão balançados com o aparecimento dos seus ex? Mais uma vez, somente a doçura do tempo dirá...!



Capítulo 01


MICHAEL

Cá estou eu, na biblioteca da minha casa, sentado nessa mesinha de madeira aconchegante, escrevendo minhas músicas, enquanto em um colchão estendido no tapete, dormem minha mulher e meus dois filhos, cansados de tanto brincar!

Olho a cena e um filme passa na minha cabeça. Desde que Daniela entrou em minha vida, tudo ao meu redor parece ter mudado, o cheiro do dia é outro, o ar parece mais puro, o mundo brilha mais quando vejo seu sorriso e dos meus pequenos. Essa garota balançou meu mundo! Me salvou literalmente!

Hoje, todas aquelas porcarias de remédios não me controlam mais, claro, já sou um homem rumando aos 37 anos, não tenho mais a saúde de um rapaz de 20! tomo remédios, mas tudo acompanhado por um médico, eu estou no controle agora, posso dizer que venci!


Dani, minha pequena! está cada dia mais feliz com sua confeitaria. Abrimos a 1 ano  sinto cada vez mais orgulho dela a cada dia, trabalha duro, ama aquele lugar, é líder, gosta de colocar a mão na massa, toda aquela loja tem o jeitinho dela! não é atoa que vem fazendo o maior sucesso! ainda mais quando souberam de quem era! A mídia continua a mesma, aquele nojo de sempre! Fotos da Daniela e dos meus filhos já rodam todo o mundo, e  gente não pode fazer nada! Eu sinceramente, apensar de não gostar, já me acostumei! mas ela fica tão apavorada com isso que coloca máscaras em Prince e Omer toda vez que saímos, digo a ela que somos minorias contra toda essa corja de paparazzis abusados, mas entendo a mãe protetora que Dani é, portanto deixo ela fazer como quiser.

Minhas costas já estão doendo de ficar nessa cadeira, estou cansado! Meus amores também estão derrubados no chão, vou colocar Prince o Omer em suas camas, depois volto pra buscar a Dani. Estavam deitados com as cabeças pousadas na barriga dela, retirei Prince devagar o levei até o quarto, dei um beijo em sua testa e o abracei forte, fiz o mesmo com Omer, estava com uma saudade imensa deles, a uma semana não fiquei em casa, Daniela com a correria da confeitaria, nem sempre pode ir comigo, então, ultimamente estou cada vez mais sentindo falta deles.

Voltei para a biblioteca e ela ainda dormia no chão. Abaixei, ficando com rosto bem pertinho do dela e depositei um beijo em seus lábios, ela se mexeu um pouco e acordou:

- Vamos pra cama meu amor?
- Humm...nossa! a quanto tempo ficamos aqui?
- Pouco tempo, já coloquei os meninos na cama
- Humm obrigada!- me deu um beijinho- estava com tanta saudade de você....- disse com a mão em meu rosto e outra enrolando os dedos em meus cabelos
- Eu também estava princesa! na outra viagem promete que tentará ir comigo?
- Prometo! dessa vez não deu certo mesmo amor, foi a semana de dia dos namorados, a confeitaria lotou, não iria conseguir sair
- Eu sei, e por mais que eu morra de saudade de vocês, estou extremamente orgulhoso da minha mulher!
- Humm meu lindo! eu também sou orgulhosa de você! eu te amo!
- Eu te amo!!
- Sabe, acabei de dizer que foi dia dos namorados
- Sim...
- Nós não conseguimos passar juntos dessa vez....
- Pois é, mas ainda vamos comemorar, e será agora!
- É mesmo?? como??
- Levante-se, deixa eu te levar pra cama

Carreguei-a no colo e rumamos para nosso quarto. Coloquei-a sentada na cama e retirei da mala ainda feita, um embrulho cor de rosa e dei a ela:

- Abra, veja se gosta!- ela abriu o presente e era um ursinho de pelúcia, segurando um coração que mandei bordar nosso nome
- Ohh meu amor que gracinha!
- Simples, queria ter te dado coisa melhor, mas não parei todos os dias que estive fora, então achei que iria gostar desse mimo!
- Mas eu amei Michael! Mesmo sendo uma mulher casada, mãe de dois filhos ainda gosto de ursinhos de pelúcia!!
- Eu sei disso! rsrs
- Obrigada minha vida, eu amei! - beijou-me, enlaçando os braços em volta do meu pescoço.

Os beijos foram ficando quentes e a puxei para sentar no colo de frente pra mim. Aos beijos, eu colava seu corpo com o meu, acariciando suas costas, descendo minhas mãos hora ou outra em seu bumbum e apertando. Ela já esfregava sua intimidade em minha ereção e as carícias que antes eram suaves, agora foram substituídas por apertões e puxões de cabelo. Quando ia erguendo sua blusinha di pijama, ela me parou:

- Espere um pouco, também tenho uma surpresa pra você...fique quietinho aí, ok?
- Ok....- mordeu meu lábio inferior e saiu em direção ao banheiro.

Retirei minha roupa, ficando apenas de cueca para recebê-la. Ajeitei nossos travesseiros e puxei a colcha que cobria nossa cama, parei estático quando ela saiu do banheiro, encostando-se no batente na porta, vestindo uma lingerie rendada preta, meias que iam até a altura de suas coxas, luvas pretas nas mãos e saltos altíssimos nos pés. Linda e extremamente sexy ela estava! Permaneci em frente a cama, em pé, imóvel, vendo-a andar em minha direção lentamente. Pousou suas mãos em meu peito, e empurrou, me fazendo cair sentado na cama:

- Você está um perigo com essa lingerie!
- Estou é?
- Sim...- disse já sussurrando, sentindo ela massagear meu membro por cima da cueca
- Está com medo Michael Jackson?
- Nem um pouco!
- Pois deveria começar a ficar! - disse isso vendando imediatamente meus olhos, em seguida, colocou-se atras de mim e amarrou minhas mãos.
- O que vai fazer meu...
- Xiuuu!- disse colando nossos lábios- seja bonzinho e deixarei que faça o que quiser comigo!- disse e mordeu minha orelha

Cacete! meu membro cresceu ainda mais dentro da minha cueca! Ela sempre foi muito sexy, super fogosa, mas agora, ela estava me impressionando e me deixando cada vez mais exitado!

Beijou-me devorando a boca, explorando cada canto, chupando meus lábios. Seguiu uma trilha desde meu pescoço, peito e encontrou meu membro ainda coberto pela cueca. Começou a abaixá-la e eu me levantei um pouco para ajudá-la. Sentei novamente e ela se encaixou entre minhas pernas, ajoelhada no chão; tomou meu membro em uma das suas mãos e começou a massageá-lo, levando logo em seguida em sua boca.

Tombei minha cabeça pra traz, sugando o ar pela boca, enquanto ela massageava e me engolia ao mesmo tempo! Eu queria agarrar seus cabelos nesse momento! mas a fita que ela amarrou em meus pulsos me impediam; queria vê-la fazendo isso vestida nessa lingerie! mas a venda que ela colocou em meus olhos me impediam também! Ela aumentava cada vez mais seus movimentos, levando sempre meu membro até a sua garganta:

- Meu amor, tire essa venda!
- Não senhor.....- disse e voltou a me chupar
- Oh...Deus! por favor meu amor, seria muita maldade não me deixar vê-la agora!
- Quer me ver fazendo isso meu amor?- disse sugando minhas bolas e soltando, não consegui segurar o gemido
- AAhhh! sim! por favor, deixe!

Ela desamarrou a venda e eu pude observá-la. Nossa, que visão! que a sorte a minha ter uma mulher dessa, linda, sexy, mãe maravilhosa, guerreira, agora ajoelhada entre as minhas pernas, me deixando louco com sua boca.
Ela sem me dar tempo parou e eu a olhei confuso, soltou minhas mãos e parou em minha frente, me levantei imediatamente agarrando-a, tomando em minha boca a pele do seu pescoço, apertando contra mim o quanto pude:

- Sempre adora me enlouquecer não é?
- Sempre...!

Envolvi suas pernas volta do meu quadril e a prensei na parede do quarto. Retirei seu sutiã, jogando-o em qualquer canto e tomei em meus lábios, seus seios arrepiados, sugando-os sem pudor, vendo ela agarrar meus cabelos, me prendendo ali, movimentando seu quadril de encontro ao meu membro.

- A minha vontade é de me enterrar em você Daniela! mas não posso fazer isso, sem antes prová-la mais uma vez!

Joguei-a na cama, retirando sua calcinha. Beijei seus pés, acariciando suas pernas, levando minha mão de encontro a sua intimidade. Acariciei seu pequenino nervo, vendo-a apoiada na cama com os cotovelos, observando tudo o que eu fazia, mordendo seus lábios, tombando hora ou outra sua cabeça para traz. Introduzi meu dedo nela e me agachei, beijando de leve sua intimidade, ela levantava devagar seu quadril a cada beijo que eu lhe dava; comecei a introduzir minha língua, em um movimento de subida e descida, ouvi-a gemer:

- Ohh Michael!!

Logo, suguei-a sem pudor, movimentando meu dedo dentro dela, ali eu já não tinha mais paciência! Meus movimentos eram rápidos, minha boca a engolia, e ela abria cada vez mais as suas penas ainda cobertas pelas meias. Segurei suas pernas em cima dos meus ombros com força e afundei minha cabeça em sua intimidade, e não sairia dali até vê-la se derramando pra mim. Bastou mais algumas sugadas e seus gemidos invadiram meus ouvidos.

Mais calma do torpor, ela me puxou para ela, encaixando ela mesma meu membro em sua entrada. A invadi, forte, rápido,  sentindo ela me receber cada vez mais. Virei-a de quatro e me enterrei mais uma vez, arremetendo contra ela com as mãos agarradas em sua cintura.

Eu estava amando a minha mulher! e por mais ousados que ficavamos, era amor que a gente fazia! Por mais que proferimos palavras desconexas, por mais que ás vezes parecemos até violentos, estavamos em sintonia, era o amor que nos movia a agir daquela maneira, é era a maneira que a minha Dani gostava!

Saí de meus pensamentos quando a senti me apertar por dentro, me avisando que estava chegando a seu limite. Revirei meus olhos, tamanha era a força que ela me apertava, logo eu tbm não aguentaria mais:

- Goze amor, eu sei que está quase!- disse e movi meus dedos em seu nervo
- Ohh amor....Ahhh!!
- Ahhh!!!

Chegamos os dois ao ápice juntos, e eu amava quando isso acontecia! Me deitei ao lado dela, trazendo-a para deitar em meu peito:

- Gostou da surpresa meu amor?
- Mais é lógico que sim! Deus vc estava uma leoa hoje meu amor!
- Hummm...sabia que iria gostar!
- Obrigada, minha vida, minha mulher que a cada me surpreende!
- Dinada, meu homem que amo cada mais!!
- Eu também te amo!!

Dormimos os dois nus, com ela praticamente em cima de mim. Como é bom estar em casa......


Capítulo 02

DANI

Hummm....que preguiça de sair dessa cama macia, desse corpo quentinho do meu marido! Havia uma semana que não nos víamos, Michael viajou como sempre, mas dessa vez não consegui ir com ele, fiquei a mil com a confeitaria essa semana! O meu maior sonho eu conquistei ao lado de Michael, abrir minha confeitaria! Graças a Deus vem fazendo o maior sucesso, o problema é a mídia que cada vez mais especula minha família! Cada hora é uma coisa: onde Michael conheceu Daniela? quantos anos ela é mais nova que ele? O garotinho Omer é filho de quem? Esse casamento é mesmo verdadeiro? Daniela Jackson foi vista saindo do Shopping...Ahh, que inferno tem hora! Tenho pavor quando saio com meus filhos e logo na esquina, vem correndo algum paparazzi! cubro os rostos deles, os rostinhos deles já foram expostos demais! 

E por falar em meus filhos, vou agora mesmo preparar um café da manhã delicioso para eles e Michael tomarem. Saio devagarinho para Michael não acordar e vou em direção ao banheiro, mas parei na porta quando o Senhor Sono Leve acordou!

- Hey!
- Bom dia amor! - voltei e lhe dei um beijo
- Bom dia...estava indo tomar banho sem mim é?
- Ahh vida, queria descer e fazer um café pra nós, e outra, está cansado da viagem, fique aí mais um pouco...
- A viagem não cansou tanto, o que me cansou foi uma leoa insaciável que me fez de presa ontem!
- Hummm....adoro que seja minha presa!
- Minha linda! eu amei a lingerie que usou!
- Obrigada, acho que comemoramos bem o Dia dos Namorados não acha?
- Com certeza!- me beijou- vamos, vou tomar banho com você!
- Não quer descansar mais um pouco mesmo?
- Não, já descansei! vou descer e preparamos o café juntos! Fiquei muito tempo longe de vocês para perder tempo aqui deitado!
- Okk senhor Jackson! vamos!

Ele riu e me acompanhou no banho. Descemos e preparamos o café juntos, era tão bom quando ele voltava! procuravamos fazer quase tudo juntos, até na confeitaria ele me acompanhava! Preparei bolo de cenoura e pães de queijo e Michael preparou as rabanadas dele e seu suco de laranja!

Mesa colocada, subimos nos quartos dos nossos meninos. Michael entrou no de Prince e eu entrei no de Omer. Ele dormia feito um anjinho, me sentei na cama e acariciei seus cabelos, ele resmungou um pouco e foi acordando devagar:

- Bom dia...!
- Bom dia mamãe!
- Dormiu bem meu amor?
- Dormi sim....
- Está com fome?
- Faminto!
- Rs...então venha, vamos descer tomar café com o papai e Prince?
- Vamos!!!- ele se sentou na cama, já arrancando as cobertas

Nos encontramos na escada, cada um com um filho no colo!

- Bom dia papai, bom dia Prince!
- Bom dia filho! diga bom dia a Omer, Prince!
- Bom dia Ome!
- É Omerrr Prince!
- Bom dia Omerrrrr!

Rimos desses dois e rumamos para a cozinha. Tomamos aquele café agradável, com os meninos brincando, Michael contando piadas....nossa família era assim, cheia de alegria, cheia de amor, amor esse que ninguém nesse mundo conseguirá destruir! Terminamos o café e fui logo me arrumar, a confeitaria está a minha espera! Como todos os dias, com dor no coração, deixei meus pequenos e Michael e fui pra lá!

- Não vai comigo hoje amor?
- Não amor, ainda não terminei aquelas músicas ontem, a apresentação no Grammy é na semana que vem e preciso deixar tudo pronto! 
- Tudo bem, mas vai me buscar mais tarde né?
- Claro que vou! vamos jantar juntos hoje! e eu que vou fazer a comida!
- Nossa! voltou inspirado hein amor!
- Vocês são a minha inspiração!
- Hum seu lindo! tenho que ir, te amo!
- Te amo tbm!

Saí rumo ao meu trabalho. A manhã correu bem, corrida como sempre! Ainda arrumaria um tempo a tarde para escolher um vestido para o Grammy da semana que vem, Michael recebeu várias indicações e eu precisava acompanhá-la e prestigiá-lo por isso, e estaria linda para esse dia!
Almocei na confeitaria mesmo junto com as minhas meninas e fiquei esperando John, na saída de traz da loja. Coloquei uma peruca loira, lenço na cabeça e óculos escuros, dessa vez os paparazzis não me viram, Graças a Deus!

- Olá John!
- Olá Dani, nossa, caprichou nessa peruca hoje!
- Ahh pare de me zoar rapaz!- rimos- pelo menos assim eles nem me viram!
- Ótimo! pra onde quer ir?
- Me leve na Boutique Glamour
- Porque não pediu para eles levarem os vestidos em casa, como sempre faz?
- Ahh John, tem hora que eu sinto falta de sair as compras, por isso quero ir la hoje, entende?
- Perfeitamente! vamos!

Passei no máximo 1 hora na loja e escolhi o vestido. Enquanto provava, senti como se mais alguém estivesse observando a gente, olhei pra traz e não vi nada....passo alguns minutos, senti a sensação mais uma vez, dessa vez olhei depressa para traz e vi um vulto correndo, deu pra ver que era uma silhueta feminina, mas que diabos! foi estranho, se fosse um paparazzi eu não ligaria, mas dessa vez eu estava assustada!

- John, tem alguém na outra sala?
- Não sei Dani, pq?
- Acho que vi alguem observando a gente....
- Me deixe ver- ele foi até a sala e eu fiquei observando-o voltar
- E aí?
- Não, está vazia aquela sala, não se preocupe!
- Tudo bem!

Assenti mas não engoli! Tinha alguém sim olhando a gente e me deixou super incomodada com isso! Terminei de pegar meu vestido agora embrulhado e segui novamente a confeitaria. Correu tudo bem o restante do dia, mas aquele episódio mais cedo não saía da minha cabeça. Terminado o expediente, esperei Michael chegar com John, e para minha surpresa, trouxe nossos pequenos:

- Oi mamãe!- disseram juntos
- Olá meus amores! vieram hoje buscar a mamãe que delícia!
- Sim, pedimos pro papai e ele deixou
- Que legal, tudo bem vida?
- Tudo, você que está com uma carinha estranha, aconteceu alguma coisa?
- Não- menti- não aconteceu nada, só cansaço- menti de novo!
- Tudo bem, já estamos chegando.

Deitei minha cabeça em seu ombro e esperamos a viagem terminar. Chegamos em casa e logo tratei de tirar essa roupa e meus sapatos. Mais a vontade, encontrei Michael na cozinha, revirando as panelas:

- Grace, você e os rapazes podem descansar mais cedo hoje, eu farei a janta!
- Tudo bem, obrigada senhor Michael!
- Imagine, se quiserem vou deixar um pouco pra vocês!
- Muito obrigada, bom apetite sr Michael, bom apetite sr Daniela!
- Obrigada Grace, bom descanso!
- Até amanhã!
- Até....
- O que vai fazer amor?
- Estou afim de comer um macarrão cheio de queijo, salada de folhas com atum e um sucão de laranja, o que acha?
- Nossa, rs! quanta coisa!!
- É me deu vontade!
- É assim que gosto de ver, comendo bem! já não basta ter que fazer os meninos comerem!
- Acho que você deveria parar de falar e fazer uma sobremesa pra gente!
- Seu abusado!- ele riu!
- Brincadeira princesa!- me beijou o nariz
- O que quer de sobremesa?
- Não sei amor, o que vc sugere?
- Mousse de chocolate!
- Uau, delícia! as crianças vão gostar!
- Vão sim, vou fazer.....

Comecei a fazer a sobremesa e novamente aquela silhueta feminina me veio a mente, mas que saco! quem será que estava me vigiando, não era possível, eu não estava vendo coisas, isso me assustou! vou andar de olhos que antes estavam abertos agora arregalados! voltei a realidade quando Michael me chamou:

- Dani?- dei um pulinho de susto
- Oi amor
- Vida..- ele largou a faca que estava cortando o queijo em cima da pia e ficou de frente para mim, me encostando na pia, com as mãos apoiadas em minha cintura- o que foi? desde a hora em que entrou no carro você está estranha, tão aérea, parece assustada, fala pra mim!
- Ta bom...- suspirei e comecei- hoje, na hora que eu estava experimentando o vestido, senti que tinha uma pessoa me vigiando...
- Hum...
- Olhei e não vi nada...
- Deveria ser algum paparazzi
- Não, era diferente! daqui a pouco senti de novo, olhei e consegui ver um vulto, uma silhueta feminina, John foi até a sala onde vi mas não havia ninguem, não foi igual paparazzi, isso me assustou sabe!
- E porque não me contou?
- Porque não queria te preocupar Michael! vai que é alguma fã sua, sei lá!
- Eu sei, mas agora vou dobrar os cuidados em cima de você, e a senhorita nem precisa me contar, eu te conheço só de olhar! sei que alguma coisa estava incomodando vc! sempre vai me contar, promete?
- Sim eu prometo amor, só não falei agora pq acho que pode ser besteira, não queria te deixar preocupado logo agora que voltou...
- Tudo bem, entendi, mas olhe aqui- levantou meu queixo me fazendo olhá-lo- enquanto eu estiver vivo, ninguém vai sequer relar em você, nem nos nossos filhos, entendeu?
- Entendi, obrigada vida!- o abracei me sentindo aliviada
- Te amo minha pequena!
- Eu tbm te amo meu amor!

Terminamos nosso jantar e chamamos os meninos para comer. Ficamos um pouco na sala, assistindo desenhos, conversando, brincando, até que o cansaço nos venceu e o sono chegou. Coloquei todos na cama e eu e Michael fomos para a nossa. Dormi rapidamente! Nem vi, mas tenho certeza que dormi antes de Michael, como vem sendo minha rotina, estava cansada, porém dessa vez diferente por conta do bendito episódio! Michael conseguiu me acalmar, mas ainda não esqueci! Que Deus nos ajude que seja apenas algum curioso.....



Capítulo 03

MICHAEL

Enfim chegou o grande dia, o dia do Grammy!! Fui indicado para várias modalidades, planejei incansavelmente a minha apresentação, espero ganhar o máximos de prêmios das indicações que levei! Estou muito nervoso, ansioso e pra ajudar, minha esposa está a quase duas horas trancada no banheiro!

- Daniiiii!!!
- Já vou amor!
- Já faz meia hora que vc está dizendo isso!
- 5 minutos, eu prometo!
- Ahh amor, assim chegaremos atrasados!

Terminei de apressá-la e ela saiu do banheiro, linda! Ali vi como valeram a pena os 30 minutos que ela me fez esperar!






- E aí? valeu a pena me esperar?
- Nossa amor! vc está radiante!- disse indo até ela
- Obrigada!
- Será a mulher mais linda do Grammy!
- Humm...e você também está maravilhoso!
- Obrigado!- beijei-a- agora vamos!
- Vamos!!

Passamos pelos quartos dos meninos para ver se eles já estavam prontos e seguimos. Entramos no carro e fomos rumo a premiação. O lugar já estava movimentado, quando chegamos então, o alvoroço ficou ainda pior! os flashs estavam impossíveis, posamos para algumas fotos, mas vi que meus meninos já estavam escondendo as carinhas, tentando fugir dos flashs fortes de luz que aquelas câmeras emitiam, entramos rapidamente!

Durante a premiação, as indicações ia sendo anunciadas, e nós, apareciamos a cada vez no telão. Logo, chegou a hora que me apresentar, abracei meus filhos, Dani me beijou carinhosamente e sussurrou em meu ouvido um "boa sorte, eu amor você", era tudo o que eu precisava para me dar mais gás, o apoio infinito da minha mulher!

Eu já estava a posto quando as cortinas se abriram e eu comecei a me apresentar com Dangerous, aqueles ternos pretos, a dança já conhecida pelo público agora um pouco mais aperfeiçoada, a platéia foi ao delírio! Eu podia ver Dani segurando cada um dos nossos meninos nos braços, vibrando enquanto eles batiam palminhas vibrando por mim também.

A energia era contagiante! acabei minha apresentação sobre os aplausos estrondosos do público. Entrei no camarim e joguei uma água no corpo, arrumaram meus cabelos e fui novamente para ao lado da minha família, aguardar ansiosamente o resultado. 

"E o prêmio vai para....MICHAEL JACKSON!!!!"

Todos ficaram em pé e me aplaudiram como nunca! Abracei forte minha família e subi no palco, fazer o discurso conforme era de prache!

- Bem....eu, não poderia deixar de agradecer primeiramente a Deus....eu te amo também!- interrompi meu discurso retribuindo o carinhos dos fãs que ali estavam- então, como eu dizia, Deus em primeiro lugar merece meu agradecimento, sem a sua força, a sua orientação, os seus ensinamentos nada disso eu teria feito; e aos meus fãs, se estou aqui hoje, é pq vcs me colocaram aqui, eu amo vocês! Tive em meu lado muitas pessoas que me apoiaram também, que não citar nomes pra não correr o risco de esquecer de ninguém! rs, tive tbm várias pessoas que nem fizeram questão de me apoiar, essas pessoas não me entendem, não sabem realmente quem sou, não sabe realmente o que se passa dentro do meu coração....Mas em destaque, eu tive uma pessoa que fez enxergar o real valor da vida, aliás, três pessoas, que estão ali, na primeira fila, minha esposa Daniela, meus filhos Omer e Prince! Eu queria agradecer a vocês, que me apoiam todos os dias, que são a minha verdadeira inspiração para todas as minhas criações, vocês são tudo na minha vida, eu amo vocês!



Terminei meu discurso vendo os olhos marejados da Dani, corri até ela, mas Prince e Omer pularam no meu colo! Segurei os dois, e segui até ela, que segurou as laterais da minha cabeça e me beijou, a platéia foi ao delírio com a cena.

Cumprimentei a vários colegas naquela noite e nos sentamos, ao final do Grammy eles serviriam um jantar. Sentamos coma minha grande amiga Liz, meu velho Quince Jones, juntamente com Lionel Riche e sua família. Em um determinado momento do jantar, me levantei e fui ao banheiro:

- Amor, eu já venho ok?
- Onde vai?
- Vou ao banheiro, estou desde a hora da apresentação apertado!
- Rs..ok, vai lá!

Fui ao banheiro fazer as minhas necessidades e quando terminei, senti meu braço ser puxado para um canto escuro do salão, quando vi não acreditei quem era!

- Surpresa Michael!!





- PINA??
- Em carne e osso!
- Mas, mas...como vc veio parar aqui!?
- Ué, fui convidada honey!
- Ahh por Deus vc? Diga como conseguiu entrar aqui? vou chamar os seguranças!
- Hey Hey!! vai abaixando a sua bola aí Michael Jackson! Já disse que fui convidada, estou acompanhada!
- Ahh mais era só o que me faltava! com quem?
- Aquele velhote ali olha- olhei e era um vovô!- é meu marido!
- É um trouxa a beira da morte que vc está se aproveitando não é Pina!
- O mundo é dos espertos!
- Affe! com licença, tenho que voltar para a minha família!
- Calma Michael está com pressa!? ainda não disse o que tenho para lhe falar!
- Então fale de uma vez!
- Preciso de dinheiro!
- O que???
- Isso mesmo que vc ouviu Michael, estou precisando de dinheiro e preciso que me arrume 20 mil dólares!
- Ahuashus...não me enche Pina!- ia saindo mas ela me segurou de novo
- Acha que estou de brincadeira?
- Pina vem cá, vc já não está arrancando milhões desse velho pq não cai fora!?
- Meu marido está gastando milhões em seu tratamento com câncer, irá morrer de certo, mas enquanto isso não acontece, estou sem nada nas mãos!
- Nossa vc é desprezível Pina! chego a ter nojo de vc!
- Não sentiu nojo enquanto me comia em seu camarim anos atrás!
- Mas cale essa boca! se eu pudesse voltar a atras não teria nem encostado em vc! Não vai nem perguntar do seu filho?
- Acho que deixei bem claro anos atras sobre essa criança, ou não deixei?
- Deus....me deixe em paz!
- Escute aqui Michael! se não me der o que estou precisando, irei ferrar com a tua vidinha!
- Ah é? e o que vai fazer?
- Vou contar a Omer quem é realmente a mãe dele! certamente ele não sabe da minha existência, não é mesmo?
- Faça isso e eu que ferrarei com a tua vida medíocre! Não chegue perto da minha família Pina, ou não respondo por mim!
- Ahhh jura!? pois então não dê o que quero pra ver o que é bom para tosse! Pegue meu cartão, e me avise quando o dinheiro estiver na minha conta!

Jogou o cartão em mim e saiu rebolando igual a uma vadia! Sim, era isso que Pina era! voltou pra atormentar a minha cabeça, Deus me livre se ela chega perto de Omer, não sei o que sou capaz de fazer com ela! Pronto, foi o suficiente pra arruinar a minha noite e da minha família!

Voltei a mesa extremamente nervoso, tentei desfarçar, mas a minha mulher me conhecia de longe!

- Amor, está tudo bem?
- Acabou de acontecer uma coisa...
- Me diga o que é?
- Prefiro dizer em casa, podemos ir?
- Claro meu amor! crianças, vamos?
- Ahh mamãe!
- Sim vamos, o papai não está passando bem...
- Pessoal, me desculpem, eu já vou indo, não estou me sentindo bem...
- Tudo bem Michael, a noite foi cheia, vá e descanse!

Saí de mãos dadas com a Daniela, olhando aos arredores para ver se Pina não aparecia do nada! Com certeza é aquela desgraçada que anda sondando a minha Dani, maldita! Se ela encostar na minha esposa eu mando sumir com ela daqui!

Entrei no carro com a cabeça explodindo. Dani tirou as sandálias, afrouxou as gravatinhas dos meninos e os deitou no banco de frente ao nosso da limousine, deitou-se no banco, e eu deitei por cima dela, com a cabeça apoiada em seu peito, tentando relaxar ao menos um pouco, antes de contar tudo o que havia acontecido a ela....


NO FINAL DO GRAMMY, AO LADO FORA....

PINA

- Hey garota!- olhei da onde vinha o grito e apontei para mim mesma, confirmando se era mesmo a mim que a pessoa estava chamando, e era!
- Vem aqui, preciso falar com você!
- Nossa, Lisa Marie?
-  Sim, então vc é a mãe do garoto filho do Michael!
- Ouvindo atras da porta Princesinha do Rock que feio!
- Cale a boca garota! vou logo ao que me interessa...preciso de um favor seu!
- Qual?
- Separe Michael daquela cozinheirinha sem sal!
- Hummmm...está querendo ficar com Michael, ele é difícil viu...
- Dane-se! Estou farta desses dois anos tive que aguentar a melação desse dois! faça o que eu estou pedindo e lhe pago o dobro do que pediu a ele!
- Olha agora eu vi vantagem! vou fazer o que puder, mas já vou avisando, não vai ser de um dia para o outro, esse tonto ama loucamente essa mulherzinha, então paciência!
- Trate de separar os dois, o resto eu resolvo!
- Negócio fechado!


Capítulo 04

DANI

Pude ver de longe a cara de nervoso do Michael quando voltou daquele banheiro, o que será que aconteceu? Rapidamente fomos embora! dei banho nos meus pequenos e os coloquei para dormir; rumei até o nosso quarto e o encontrei, sentado na beira da cama, cotovelos apoiados nas pernas, dedos entrelaçados e seu olhar vidrado no chão.

- Vida?
- Ohh amor, já colocou os meninos pra dormir?- ele se levantou e veio até mim
- Sim, já estão dormindo...tire essa camisa Michael.- comecei a desabotoar seus botões- quer me contar o que houve?
- Nossa amor, eu estou tão atordoado que nem sei como te contar isso- terminou de tirar sua camisa- vire-se, deixe eu desabotoar seu vestido, está toda molhada pelo banho que deu nos meninos, vai ficar doente desse jeito.
- Eu sei, pois vi de longe a sua cara! isso tire pra mim amor, já está ficando incomodo...mas por favor, me conte! fiquei preocupadíssima!
- Ta bom- terminou de tirar meu vestido, me deixando só de lingerie e me deitou na cama, ficando ao meu lado- aquela hora que eu saí dizendo que ia ao banheiro...
- Hum...
- Quando eu ia saindo, senti alguém puxar meu braço pra um canto escuro do salão...
- Quem era?
- Pina Bhatti!- me levantei ficando sentada na cama, pasma!
- O que??
- Era ela amor! bem ali na minha frente depois de tantos anos!
- Deus...Michael mas como?? como ela estava ali??
- Disse que estava com um velho, a beira da morte, que era marido dela.
- Mas ta, tá bom! e porque ela puxou vc???
- Pina veio me pedir dinheiro!
- Ahh mais é muito insolente essa mulher! e esse velho marido dela não a banca??
- Pina é mais fria e calculista do que eu havia imaginado Dani! o marido dela está com câncer, e está gastando milhões com o tratamento, como ela mesma disse, enquanto ele não morre ela fica sem dinheiro!
- Mas que nojenta Michael! certo...- respirei fundo- e ela te pediu quanto?
- 20 mil dólares!
- Jamais! nenhum tostão pra essa vagabunda Michael!
- Amor eu sei disso, mas eu estou vendo que eu não tenho outra saída...
- Como assim??
- Bem, eu tbm me recusei a dar esse dinheiro de mão beijada a ela, mas ela me ameaçou...
- Ameaçou?? como??
- Disse que se eu não desse o valor, ela daria um jeito e contaria a Omer quem é a verdadeira mãe dele!
- O QUE???- um grito desesperado saiu de minha garganta- ela que fique bem longe dele Michael, Omer é MEU FILHO! eu sou a mãe dele, é a mim que ele chama de mãe! oh meu Deus Michae...- andei de um lado para o outro do quarto já não conseguindo segurar o choro
- Acalma-se amor, acalme-se!- correu até mim me abraçando- claro, vc é a mãe do Omer! é vc que o acolheu como filho, que cuida dele como se fosse seu! olhe pra mim- segurou meu rosto- eu vou dar esse dinheiro a Pina com muito contra gosto! mas a gente precisa dela longe do Omer amor, eu preciso deixar ela longe de vocês....
- Deus....meu amor, que ódio tenho dessa mulher! vai ver é ela que estava me perseguindo!
- E vc acha que eu já não pensei nisso! eu vou entregar esse valor a ela, só assim teremos paz!
- Tudo bem...faça como achar melhor amor, mas não deixe ela se aproximar de Omer, por favor!
- Não vou deixar, não se preocupe!amanhã mesmo vou pedir para John depositar esse valor na conta dela... pare de chorar- disse enxugando minhas lágrimas- vamos tomar um banho juntos e tentar dormir....
- Ta bom...

Aquela notícia não poderia ter me deixado mais nervosa! mas que desgraçada essa Pina! Não sei o que sou capaz de fazer se essa vagabunda chegar perto do meu filho! Estou clamando a Deus que esse dinheiro a faça sumir de nossas vidas.

Tomamos nosso banho e fomos dormir, ou ao menos tentar. No outro dia, enquanto Michael não me avisou que tinha feito essa transferência eu não sosseguei. Trabalhei o dia todo na confeitaria nervosa, ainda com medo dessa louca tentar mais alguma coisa, ligava em casa quase toda a hora pra saber como eles estavam e dei ordens de não deixar ninguém, ninguém mesmo a não ser eu, Michael ou a mãe dele entrar.

Acabei meu expediente, já terminado de fechar o caixa, dispensei minhas meninas, só estava terminando de abaixar as cortinas das janelas, quando uma voz masculina me chamou a atenção:

- Já está fechando moça?
- Sim já esta....- pasmei quando vi quem era- Bruno??
- Como vai Daniela?




- É...bem, é...nossa! estou surpresa em te ver, a quanto tempo está na Califórnia?
- Pouco tempo, uns dois meses mais ou menos, fui transferido para cá, pensei em passar aqui pra provar alguns de seus doces, mas cheguei tarde!
- Poxa, chegou mesmo! rs vou ficar te devendo essa!
- Não tem problema, eu volto amanhã! eu...eu queria te dar os parabéns! você conseguiu realizar seu sonho, lembro de quando a gente namorava, vc sempre falava que iria abrir um confeitaria só sua, e hoje vc está até famosa!
- Obrigada! mas ser famosa não estava nos meus planos, tudo é por conta de Michael, mas a confeitaria foi um sonho que se realizou mesmo.
- É...outra coisa que nunca imaginei que aconteceria com você...é a esposa do Rei do Pop! posso imaginar a honra que sente!
- Sim...além desse título que Michael recebeu, ele é um homem encantador, pai dos meus filhos, sinto mesmo honra em estar casada com ele!
- Os dois devem sentir, vc tbm é e sempre foi encantadora Daniela! ele é um cara de muita sorte!

Vi que a conversa estava estranha demais para o meu gosto! Graças a Deus, ouvimos a busina do carro de John estacionado do lado de fora, tratei logo dispensá-lo!

- Bem, Bruno eu tenho que ir, tenho outro dia cheio amanhã, mas obrigada por ter vindo e boa sorte aqui na Califórnia!- estendi a mão a ele que apertou
- Tudo bem, amanhã eu volto a tarde! obrigada e até mais!

Saímos juntos e fechei a porta principal da loja. Quando entrei, Michael havia vindo junto me buscar.

- Amor, que bom que veio!- disse o beijando
- É, com essa louca da Pina a solta, farei o possível para vir junto com John todos os dias te buscar!
- Hummm e eu vou adorar!
- Quem era esse rapaz que saiu junto com você?
- Ahh vc não vai acreditar!
- Quem?
- Se lembra que eu comentei de um ex-namorado meu, chamado Bruno?
- Lembro, mas vc me disse poucas coisas sobre ele....foi ele que te deixou por uma menina que era filha do chefe dele não foi?
- Rsrs foi sim! ele achava a família da moça mais rica do que a minha!
- Affe que idiota! mas o que tem:?
- Como o que tem Michael!? é ele este rapaz que saiu comigo da loja!
- Está brincando??
- Não estou! fiquei surpresa tbm!
- E o que ele veio fazer aqui??
- Disse que veio experimentar alguns doces!
- A essa hora? ah tá! ele veio te ver Daniela!
- Hum to nem aí!
- Ta nem aí mas eu estou! 
- Ahh amor, deixa disso! seja la qual for o objetivo da vinda do Bruno, não me interessa!
- Ahh vida eu sei, mas não gostei nada dele ter vindo aqui! estou morrendo de ciúmes e gostaria que ele não aparecesse mais!- cruzou os braços fazendo bico
- Ownn meu lindo emburrado!
- Promete que não vai dar conversa a ele?
- Claro que prometo, não se preocupe! o único homem a quem eu devo e quero dar conversa, beijos, carinhos e mais algumas coisas é vc meu amor- disse mordendo sua orelha
- Humm...eu acho mesmo muito bom que seja eu!
- É lógico que é vc amor, só vc! Pare desse ciúme bobo e me beije, não vê que estou louca pra ganhar um beijo teu?
- E vai ganhar muitos beijos meus princesa! espero a hora que chegarmos em casa, quero vc a noite toda só pra mim, ouviu bem?
- Sim senhor Michael Jackson!

Rimos e começamos a nos beijar, sentindo nossos corpos queimarem com apenas essas brincadeirinhas, eu não via ahora de chegarmos em casa.....



Capítulo 05

MICHAEL

Apesar de ter ficado morrendo de ciúmes desse Bruno ter vindo na confeitaria e muito menos engolido que o motivo foi pra experimentar os doces da Daniela, eu estava nesse momento, louco para ficar a noite inteira com ela, louco para tê-la só pra mim, após um longo dia sem ela por perto.

Passamos antes dar boa noite a nossos filhos que nem notaram que entramos nos quartos. Segui pelo corredor beijando-a, pegando-a no colo, abrindo a porta do quarto com pé direito. Ela riu e eu a coloquei no chão:

- Está muito cansada amor?- dizia enquanto ela abria os botões da minha camisa
- Um pouco, porque?
- Porque eu quero vc a noite toda hoje!- disse, a deixando apenas de lingerie
- Sou sua até o dia amanhecer! vamos tomar um banho...- falou abrindo o fecho frontal de seu suitã, revelando seus seios pra mim.

Agarrei-a, beijando-a, entrelaçando os dedos pelos seus cabelos com uma mão, e a outra, desci até o seu bumbum, apertando e arranhando hora outra. Seguimos para o banho já nus, embaixo da água quentinha eu já saboreava seus seios, sugando seus bicos agora vermelhos, sem tirar os olhos dela, observando suas reações.

Desci meus beijos, ainda segurando com uma mão um de seus seios, mordiscando sua barriguinha, vendo-a se arrepiar a medida que sentia meus dentes puxar sua pele. Parei em frente a sua intimidade, apoiei uma de suas pernas em meu ombro, e beijei levemente sua intimidade, a torturando. Não demorei muito e abocanhei sem que ela esperasse toda a sua intimidade, sugando todos os seus nervos, sentindo suas mãos agarrem meus cabelos enquanto gemia, com os olhos vidrados no que fazia. Olhando bem dentro dos seus olhos, abri sua intimidade com meus dedos, deixando seu nervo pequenino, prendendo-o na minha boca, deixando a minha mulher cada vez mais enlouquecida. 

Parei quando vi que ela estava chegando ao seu limite, e subi beijando todo o seu corpo quente e molhado. A água caía sobre a sua pele, na minha boca se misturava o gosto da sua pele e a água quente que caía do chuveiro. Com aquele olhar de puro fogo que eu tanto amo ver, e amo tanto saber que fui eu causei, ela me agarrou, tomando minha boca num beijo sedento, sua mão direita pousou em meu membro, e sua perna envolveu minha cintura, prendendo meu corpo no dela, apertando nossos sexos um contra o outro, o que me deixou louco, pegando- no colo, fazendo-a enlaçar suas pernas em minha cintura. 

Segui com ela até a banheira, entramos e ela se sentou, encaixando-se em meu membro e começou a rebolar sem demora. Observava-a, jogando a água da banheira em seu corpo, alisando-a inteira, vendo seus seios pularem junto com seus movimentos. Deus, que mulher...

Nosso gemidos preenchiam o banheiro, e ela me olhava ainda cheia de desejo, quando parou o que fazia e chegou bem perto da minha boca, e disse:

- Me coloque de quatro amor!- meu membro pulsou dentro dela, só de ouvi-la falar dessa forma tão sexy

Tirei-a de cima de mim e a coloquei de quatro como me pediu, me posicionei atras dela e a preenchi com meu membro. Comecei a arremeter, observando seu bumbum pular quando batia nas minhas coxas, suas mãos estavam firmes nas bordas da banheira e seus gemidos estavam se tornando cada vez mais agudos. Segurei um montante de seus cabelos em minha mão, e com a outra dei leve tapinhas em seu bumbum, sem machucá-la, eu sabia que ela adorava quando eu fazia isso:

- Desse jeito que você gosta amor?
- Sim...- disse entre um gemido e outro- continue, estou quase amor!

Rapidamente, parei de estapear seu bumbum e levei minha mão até a sua intimidade, esfregando meu dedo em seu nervo e aumentando a velocidade das minhas estocadas.

Em pouco tempo, ela me apertou por dentro, tão deliciosamente que tombei minha cabeça pra traz, pronto pra chegar ao meu limite junto com ela. Bastou mais algumas estocadas e nós dois gozamos juntos. 

Saí de dentro dela e permanecemos na banheira:

- Que fogo vc estava hoje hein!
- Fiquei com saudade de vc o dia todo, esperando pra que essa hora chegasse 
- Eu tbm senti sua falta vida...fiquei o dia todo nervosa com essa história da Pina...
- Eu sei, mas eu já dei um fim nisso, depositei a quantia que ela queria, agora ela não perturba mais!
- Assim eu espero amor! mesmo assim, vamos manter os cuidados redobrados, principalmente em cima dos meninos!
- E de vc tbm! só pode ser ela quem estava te vigiando
- Mas pq eu Michael!? tudo o que essa mulher quer é dinheiro! 
- Eu sei vida, mas é por vc que ela chega até mim! sei la, essa mulher é louca, completamente pirada e sem coração! o mais longe possível ela ficar, melhor!
- É mesmo, como será que vc caiu nas tentações dela??
- Ahh amor, isso foi a tanto tempo!
- Sim, mas caiu!
- Aiii eu já te expliquei tudo o que ouve amor!
- Não interessa! essa mulher te agarrou uma vez e não duvido nada que ela tente isso de novo!
- Ahh vida, ela que tente pois vai ficar no vácuo!....hey, olhe aqui- segurei seu rosto- não faz essa carinha de emburrada! Ela pode tentar o que for, o único corpo que quero é o seu! o único amor, único sorriso....por favor! acabamos de fazer amor e foi incrível, não fique assim vai!
- Saco! morri de ciúmes dessa insolente!
- E eu morri de ciúmes do seu namoradinho mauricinho!
- Então somos dois ciumentos!- ela falou se sentando no meu colo
- Sim, dois ciumentos apaixonados um pelo outro! Promete amor, que ficaremos sempre juntos, se a Pina ou o Bruno aparecerem ou não? Quem sempre vamos manter o nosso amor contra toda maldade contra nós?
- Eu prometo! Eu amo você, é o homem da minha vida! Vc e nossos pequenos são a minha razão de viver, e lutarei até o fim por cada um de vocês!
- Eu tbm amo você amor, muito!- beijei-a, calmamente, o que durou pouco! logo, ela estava novamente se esfregando em meu membro, e eu apertando com força os seios dela
- Me leve pra cama Michael, me ame mais uma vez!
- Amo minha princesa, incansavelmente, quantas vezes você me pedir....

Fomos pra cama, e nos amamos mais uma, duas vezes! Eu a amava Daniela de uma proporção que eu não sabia medir, no fundo, lá bem no fundo, eu estava com medo, medo de perdê-la, com toda essa história da Pina fiquei apreensivo, mas sei que nosso sentimento é muito mais forte, e eu faria de tudo pra que nada atrapalhe nossa felicidade.

******

PINA

- Alô? Oi Lisa, como está?
- Bem, e então, teve alguma novidade?
- Sim, hoje mesmo os 20 mil dólares que pedi a ele estavam livrinhos na minha conta!
- Mas que merda!
- Eu te disse! ele quer me manter longe da esposa e dos filhos dele, por isso não demorou pra me dar essa grana. Eu te avisei, ele é apaixonadíssimo por aquela mulher, será difícil alcançar seu objetivo hein Lisa!
- Não enche garota! Vc será paga o dobro pra separar aqueles dois e espero que faça!
- Heyy calma! eu disse pra vc ter paciência! mas me fale, qual é o seu plano?
- Seguinte, amanhã mesmo, vc vai até a casa do Michael, mas dessa vez vc não vai pedir dinheiro, vc dirá que não se esqueceu dele, que quer uma noite com ele, se não, o garoto saberá de toda a verdade, dê um jeito de entrar lá, pois é difícil!
- Certo Lisa, e qual será o momento em que você vai entrar nessa história?
- No momento em que vc conseguir que aquela sem graça saia de Neverland! assim, eu darei um jeito de entrar l e farei o resto do serviço!
- Tudo bem!
- Mas já te digo de antemão garota, não ouse a querer algo pra cima de Michael!
- Nossa, como é egoísta vc em Princesa do Rock!
- Fique na sua Pina, Michael é somente meu! portanto, pense bem ou não lhe pago nenhum centavo!
- Tudo bem tudo bem!! farei o que está dizendo, agora tchau, preciso sair!
- Ok, tchau!


Capítulo 06



MICHAEL

E hoje foi dia de pular cedo, mais do que o normal! é sábado, o dia mais movimentado da confeitaria, minha Dani teria que estar lá logo cedo, ela gostava disso, de tomar as redias de tudo, desde a abertura até o fechamento. Eu bem que queria ficar mais tempo com ela assim, nua na nossa cama, mas o dever nos chama, sim! Vou aproveitar o tempo que fico em casa pra companhá-la, até no seu trabalho, ainda mais agora que a Pina apareceu! por falar nela, acho que deu certo, depositei o dinheiro e não vi mais sinal dela, assim espero!

- Amor, acorda!
- Humm...Michael está cedo demais!
- Eu sei, já são 06:00 da manhã!
- Ahhh me deixe dormir mais!
- Esqueceu que hoje é sábado princesa?
- Meu Deus!- na hora ela se sentou na cama- é verdade amor, nossa o dia será cheio!
- Sim e eu vou com você!
- Mesmo?
- Vou amor! vou aproveitar o tempo aqui pra ficarmos juntos, te ajudo na confeitaria!
- Ohh meu lindo!- me deu um beijinho- e quando vai viajar agora?
- Daqui três semanas amor, dei uma pausa na turnê, mas tenho que voltar...
- Certo, eu irei com vc dessa vez!
- Claro que vai, se não te levo a força!
- Rsrsrs...ta bom, vamos tomar banho logo!

Tomamos banho, fomos ver nossos meninos que dormiam feito anjos, tomamos um café rápido e saimos. Cheguei na confeitaria e todos já me conheciam, coloquei uma roupa de chefe, lenço na cabeça e fiquei ajudando no que eu podia, eu amo cozinhar, mas nem de longe sei fazer essas coisas difíceis que a Dani faz! mas mesmo assim, eu adorava aquele ambiente, riamos o tempo todo, as meninas pediam para eu cantar, até dancinhas eu fazia entre rechear um doce e outro! Era demais!

- Como está indo aí amor?
- Bem vida! estamos nos divertindo a beça! 
- Estou ouvindo as gargalhadas lá de fora! e tem chocolate no seu nariz!- limpou a sujeirinha de chocolate lambendo o dedo em seguida
- Pois é estou todo sujo! mas vc sabe que eu gosto daqui né!
- Eu sei meu amor, e adoro te ver assim, longe de todos os holofotes, sossegado um pouco!
- Nem fale, eu...
- Dani!- uma atendente do balcão a chamou
- Sim Sophie!- ela respondeu
- Tem um cliente que quer ser atendido por vc aqui!
- Nossa, quem será?- eu perguntei
- Deve ser alguem perguntando quando vc estará aqui! rsrs me deixe atender o cliente, já estou indo Sophie!
- Vai la amor!

Fiquei curioso com esse cliente que queria que ela o atendesse e fiquei espiando na fresta da porta da cozinha quem era, e para a minha péssima surpresa quem era? o ex-namoradinho dela! mas é brincadeira que ele voltou aqui?? Larguei o saco de confeitar em cima do balcão e fiquei olhando a cena!

- Bruno!
- Oi Daniela! eu disse que voltaria!
- É e voltou mesmo! como vai?
- Bem e vc?
- Bem tbm, o que vai querer então?
- Bom, tenho saudade de um doce que vc sempre fazia pra mim quando a gente namorava, Eclair de Creme de Confeiteiro coberto de chocolate!
- Ahh certo, está na mão!
- Posso me sentar aqui?- ele disse apontando o banquinho em frente ao balcão
- Por favor, fique a vontade!
- Obrigado...hum, nossa Daniela, está perfeitamente igual ao que vc fazia pra mim! como senti falta disso! pude ver que suas belas e pequeninas mãos ainda continuam de fadas!

Mais ta de brincadeira que ele falou isso????

- Bem, obrigada Bruno! essa receita eu faço a anos, e ela sempre saiu igual!- ela dizia tentando disfarçar
- Não não! vc sempre fez os doces maravilhosamente bem! eu adorava tudo o que vc fazia! se lembra de quando vc fazia Donuts e a gente comia debaixo das cobertas?

Ahh mais o que esse monte de bomba ta querendo??? um soco no meio da cara??

- Bem Bruno, como pode ver a confeitaria está lotada, preciso voltar la dentro e continuar o que fazia, fique a vontade com os doces e obrigada por ter vindo!
- Eu que te agradeço Daniela! não se preocupe, eu ficarei aqui mais um tempo!
- Ok, até mais!

Ahh vai ficar sim, vou fazer você sumir daí rapidinho! Ela ia voltando pra cozinha quando me viu parado na porta com a sobrancelha levantada:

- Amor...
- Eu ouvi tudo!
- Eu sei que ouviu e...
- Me espere aqui!
- Onde vai?
- Conversar um pouco com ele
- Michael não!- segurou meu braço
- Calma minha vida, não vou fazer nada!
- Te conheço Michael Jackson!
- Não se preocupe pequena, vou colocar o disfarce e bater um papinho com ele, ok?
- Ta bom...vou ficar aqui olhando! me dê esse avental todo sujo!

Entreguei a ela o avental e fui até o balcão falar com aquele patife! Como eu já sabia desde o começo, ela está vindo a atras da minha Dani, e com mulher minha, ninguém mexe!

- Olá!
- Olá!
- Está sendo bem atendido?- perguntei me sentando também em um banco, do lado atras do balcão
- Claro, a dona aqui já me atendeu, ela deve ser sua patroa então?
- Sim é a minha patroa! e ela sendo a minha patroa, achei que gostaria de me conhecer!
- E porque eu gostaria?
- Ué, porque sou o marido dela!- o moleque ficou mais branco que eu!
- Ohh...oh meu Deus, Michael Jackson???
- Sim sou eu!
- O Rei do Pop!!
- E marido da "dona"  e "patroa" dessa confeitaria aqui!
- Nossa nunca te imaginei aqui!
- Bem é o trabalho da minha esposa, e como bom marido e companheiro dela eu a ajudo quando posso!
- Sim, é isso que um bom marido deve fazer pela sua esposa!- pronto, já perdi a paciência!
- Lógico! mas vc não deve entender muito disso, pois não pensou desse jeito quando a deixou pra ficar com uma patricinha qualquer!
- Como??
- E sabe que eu até te agradeço por isso! se não, não estaria casado com ela hoje!
- Onde está querendo chegar hein?
- Olha seu moleque!- segurei a ponta de sua manga e falei bem baixinho pra não causar alarde- sei muito bem que vc é o ex-namorado da Daniela, sei o quanto vc a faz sofrer e sei também qual é o seu objetivo vindo aqui vê-la, mas já te aviso uma coisa, sou totalmente diferente do cara tonto que a mídia me desenha, e mais ainda, sou completamente louco pela Daniela, e juro por Deus que se continuar aparecendo aqui, amasso sua sua cara ao invés da manga da sua camisa! Suma agora daqui e fique longe da minha mulher, entendeu, moleque?

Ele arrancou sua camisa do meu aperto e saiu, sem ao menos pagar o que comeu! Filho da mãe! voltei e a Dani me esperava na porta da cozinha, com aquela carinha de medo que eu já conhecia:

- Pronto!
- O que houve ali?
- Conversei com ele ué!
- Michael eu vi vc o segurando! me conte por favor!, vamos pro vestiário

Ela me puxou e nos trancamos no vestiário, ali eu soltei toda a minha raiva:

- Mas que bostinha esse seu namoradinho hein!
- Hey ele não é meu namoradinho! pare de falar assim! o que disse a ele?
- Coloquei ele no lugar dele e o fiz sumir!
- Meu Deus...
- Pra ele aprender a não mexer com mulher minha!
- Nossaa...- ela passava a mão na esta de nervo
- Que foi, tá com pena dele?
- Lógico que não Michael! só não esperava toda essa situação!
- Vc nem deveria ter atendido ele, eu disse que ele estava com malícia em cima de  vc!
- Mas ele me largou Michael! e faz tanto tempo que eu não pude imaginar isso!
- Dá pra ver na cara dele Daniela! eu vi que ele tava dando e cima de vc, como vc que ja o namorou não conseguiu perceber??
- Ahh quer saber, chega! não vou discutir com vc por causa do babaca do Bruno, não vou mesmo!- disse saindo
- Daniela, volte aqui! ainda não terminei, Daniela!!- saiu sem me dar ouvidos!

Merda! fiquei tão doido de ciúmes que descontei nela! é lógico que ela não tem culpa desse babaca ter vindo aqui atras dela, mas eu estava com os nervos a flor da pele que nem pensei, agora ela está de bicão comigo o dia todo! passava por mim sem me olhar na cara, bela merda vc fez Michael!


Chegou a hora do almoço e todos saíram pra tirar o descanso. Ficamos só eu a Dani na cozinha, ouvi quando ela pediu para as meninas tomaram conta do balcão e entrou na cozinha com duas marmitex, pediu várias asinhas de frango frito pra ela, e uma comida mexicana para mim. Ela não costumava comer tanta fritura assim, só quando ficava nervosa, e essa, era uma dessas ocasiões:

- Pedi comida mexicana pra vc, bom apetite!- me entregou a comida e sentou, respirei fundo e fui até ela, aquele clima não era nosso, eu já estava muito mal com essa briga besta! ela ia colocando uma asinha de frango na boca, mas eu a parei, ela ficou olhando eu sentar do lado dela e comecei:
- Me perdoe pelo piti mais cedo?
- Poxa amor, eu nem imaginava que Bruno iria ser assim tão inconveniente! na verdade eu nem imaginava que ele estava aqui!
- Eu sei- disse segurando sua mão
- Não acha que já o teria dado um chega pra lá se não soubesse?
- Claro que sim, é que eu fiquei louco de ciúme daquele moleque e descontei em vc, não deveria! me perdoe por isso, sim?
- Tudo bem, mas fique calmo agora, ele já foi embora, ta bom? e acho que não voltará mais! rs
- Rs assim eu espero!
- Deixe ele pra lá amor, sou sua esposa! não há nada que ele tente comigo que possa dar certo, ok?
- Ok, eu te amo!
- Tbm te amo amor!
- Vai comer tudo esse frango?
- Agora vou né? quer um pouco?
- Eca, nunca!

Rimos e fizemos as pazes, que alívio! O dia seguiu corrido, mas de sábado era costume fechar mais cedo, então as 19:00 abaixamos as portas. Seguimos para a nossa casa, cansados fisicamente e psicológicamente! 

- Amor, vou ver como está os meninos!
- Vá eu já encontro, vou preparar o leite deles!
- Ok

Subi as escadas e rumei até o quarto de Omer, mas antes passei no nosso apenas para tirar meus sapatos. Me sentei na cama e os tirei, me levantei de pés do chão mais a vontade, me dirigindo a porta, quando ouvi:

- Olá Michael!- era Pina saindo do closet!
- Mas que porra é essa???- foi o que eu consegui dizer enquanto aquela desgraçada fazia um sorriso sinico. Era só o que me faltava...


Capítulo 07

PINA

Cheguei a frente dos portões imensos de Neverland e fiquei pensando em como eu entraria lá! Eles nunca me deixariam entrar, não me conhecem! Logo, vi um jardineiro podando algumas flores:

- Hey cara!- ele procurou de onde vinha voz- é vc mesmo, pode vir aqui por favor?- ele veio meio ressabiado
- Sim?
- Bem, me chamo Pina!
- Muito prazer, Joe!
- Olá Joe, sabe, sou uma velha amiga de Michael Jackson, e queria fazer uma surpresa para ele...
- Então pq não entra?
- Ahh....é...na verdade que queria entrar e fazer surpresa para todos sabe? Poderia me deixar entrar pelos fundos?
- Desculpe moça, mas eu não posso!
- Por favor! olha, eu te dou uma recompensa!
- Recompensa?
- Isso, te dou $200 dólares! por favor me deixe entrar, será rápido e prometo que ninguém saberá do nosso trato!
- Bem, por $200 dólares pq não? Venha, vou abrir pra vc!

Beleza! até que foi fácil! Entrei descalças para não fazer barulho com meu salto, subi até o quarto de Michael e me deparei com aquele lugar deslumbrante e cheio de riqueza! Me escondi no closet e esperei que Michael chegasse!

MICHAEL

- Mas que porra é essa??
- Mais uma surpresa Michael!
- O que está fazendo aqui Pina?quem te deixou entrar aqui?
- Ohh meu Deus quantas perguntas! eu estava com saudades e vim te ver!
- Tá de brincadeira? eu já não fiz o que vc queria? o dinheiro todo está na sua conta!
- Eu sei querido, mas ainda quero mais uma coisa de vc....
- O que dessa vez?
- Seu corpo deliciosos que provei a anos atras!- ela disse passando a mão em meu colarinho
- Deixe se ser nojenta Pina!- tirei bruscamente sua mão
- Vamos Michael, relembre o passado! transe comigo igual fez naquele camarim!- eu sentia nojo só de ouvi-la falar!
- Mas o que é isso aqui??- nisso Daniela apareceu na porta, com olhos arregalados, merda!
- Ora ora! a cozinheirinha apareceu!
- Cale a boca Pina!
- Michael o que essa mulher está fazendo aqui??
- Eu juro que não sei Dani! não sei como ela entrou no nosso quarto!
- Escute bem aqui vagabunda!- Dani foi se aproximando de Pina- se ousar a chegar perto do meu filho eu...
- Seu filho?? desde quando querida?? sendo que fui quem pariu esse garoto, portanto a mãe sou eu!
- Ahh claro! e depois disso o largou como se fosse um objeto! a mãe dele sou eu!
- Cai fora daqui Pina, antes que eu chame a polícia por invasão!
- Pois faça isso Michael! que eu saiba, o MEU filho dorme nesse quarto ao lado, seria rapidinho para ele conhecer a verdadeira mãe dele!
- Desgraçada, se atreva a fazer isso!- Dani foi para cima dela, mas a segurei
- Não amor, não vale a pena sujar suas mãos nessa imunda! Pina, estou te avisando, saia de uma vez da minha casa!
- Tudo bem Michael, eu vou! Mas saiba bem de uma coisa, eu já consegui entrar na sua casa, portanto se não me der o que quero, conto tudo ao NOSSO filho!
- Saia daqui!!!
- Bye bye...

Mandei John tirá-la da minha casa imediatamente! Que pesadelo Deus! agora essa louca deu pra dar em cima de mim?? o que farei agora meu Deus?

DANI

Ouvi os gritos de Michael lá em cima, na hora subi para ver o que tinha acontecido. Como essa vagabunda veio parar aqui dentro? quem a deixou entrar? a pessoa que esteja bem preparada pra ser demitida! Me arrepia a espinha só de pensa na possibilidade dela contar a Omer toda a verdade, ele não merece isso! não sei como ele reagiria, estou mais nervosa do que nunca! Sentada na penteadeira eu choro feito criança de medo, com Michael ao meu lado tentando me consolar

- Meu amor se acalme por favor!
- Como Michael?? essa maldita entrou no nosso quarto, ameaçou falar com Omer! eu estou desesperada! vc não disse que tinha dado o dinheiro a ela?
- Mas eu dei Dani! acontece que não é isso que ela quer agora...
- Eu sei muito bem o que ela quer Michael, vi a cena quando entrei!
- Por favor amor, vc sabe que eu nunca faria nada desse tipo não é?
- Sei, eu sei sim! mas me diga Michael, o que vamos fazer agora?? lógico ue vc nunca vai atender os desejos dessa vaca! mas ela vai contar a Omer! ela quer destruir nossa família Michael! Meu Deus...
- Calma vida, olha- segurou firme meu rosto- eu tenho um plano!
- Plano?
- Sim, ela ta me chantageando, certo?
- Hum
- A gente precisa entregá-la a polícia por isso, só precisamos ter provas!
- Mas como?
- Disso eu ainda não sei...
- Eu já sei como!
- Sabe? então diga
- A gente precisa entrar no jogo dela! como se vc realmente fosse...
- Não amor! a Pina é perigosa! ela não entrará aqui de novo, vai querer ir em outro lugar...
- Eu sei Michael, mas esse é o único jeito! Se encontre com ela e leve um gravador, faça ela dizer muitas coisas, seja gentil, leve vinho...- eu suspirava e apertava os olhos- coloque um daqueles remédios fortes para dormir que vc tomava e a deixe lá, Deus eu não sei como estou dizendo pra vc fazer isso!
- Vida eu, eu nem sei o que te dizer!
- Por favor Michael, nós nunca fizemos algo do tipo desse, mas a gente não pode deixar ela contar tudo a Omer!
- Tudo bem, vc tem razão! vamos fazer, eu prometo amor, dará tudo certo! eu a amo, só vc Daniela! mulher nenhuma eu quero, somente vc! acredita em mim não é?
- Claro, eu tbm te amo! me diga que a gente vai acordar logo desse pesadelo?

Agarrei no pescoço dele, chorando feito uma menininha com medo! e eu estava mesmo, com medo dessa louca contar a verdade a Omer, com medo desse plano louco que eu tive, eu só peço encarecidamente a Deus que tudo dê certo, que nos proteja!

No dia Seguinte...

Acordamos cedo de uma noite extremamente mal dormida! Michael ligaria para aquela desgraçada e eu fiquei ouvindo tudo da outra linha:

- Por favor a Pina?
- É ela!
- Pina é o Michael!
- Claro, de longe reconheço sua voz!
- Pina precisa que venha aqui, eu...eu pensei no que disse, vou lhe dar o que quer!
- Ahh mais eu sabia que daria! olha, tire essa sua mulherzinha da história!
- Ela não sabe de nada Pina...
- Vc não entendeu! dê um jeito dela ficar longe daí! quero vcs separados!
- Mas pq isso?
- Pq sim! vai fazer isso ou não?
- Sim, vou! não se preocupe!
- Obrigada, já estou indo aí!

E agora? não era só uma noite com Michael?? essa história ta cada vez mais estranha! Deus mais essa....


Capítulo 08

MICHAEL

Eu não acredito que vou ter fazer isso! Esse é o pior dos pesadelos que estamos vivendo. Nem sei como vou fazer, mas preciso! Preciso entregar essa desgraçada da Pina a polícia, entregar toda a chantagem que ela fez com a minha família, todas as ameaças! Cada minuto mais que passa Dani fica cada vez mais apreensiva, estamos infelizmente com medo do que ela possa fazer. Agora ela me veio com essa história de me separar da Daniela, de onde ela tirou isso? Não era só uma noite? Estou cada vez mais confuso com os objetivos da Pina! Entrei no quarto e minha Dani estava dobrando as roupinhas de Prince, aqueles olhos tristes que eu já conhecia, me doía o peito de vê-la dessa forma.

- Amor?- chamei-a
- Oi....- respondeu e continuou dobrando as roupinhas, fui até ela.
- Eu...eu já liguei pra Pina...
- Eu sei Michael, ela está vindo aqui- disse sem me olhar, se levantou e se sentou na penteadeira
- Hey....por favor não faz assim!- disse em tom calmo, agachado a sua frente, percebendo seus olhos se encherem de lágrimas- Fale comigo, não me evite! precisamos estar ainda mais unidos agora, se lembra do que eu disse "Que sempre vamos manter o nosso amor contra toda maldade contra nós"? Ta doendo muitos pra nós dois amor, estamos nas mãos dela! Mas eu prometo vida, prometo que novamente a gente vai superar! Mas eu preciso de vc comigo!
- Ohh Michael!- ela me abraçou soluçando e eu a puxei da cadeira para se sentar de frente para mim em meu colo- me desculpe amor, eu estou tão nervosa, o que vamos fazer agora? ela quer que nos separemos, para quê isso?
- Eu não sei tbm não estou entendo essa história toda! Nós não vamos nos separar!
- Mas e ela?
- Eu digo a ela que não estamos mais juntos, mas jamais isso amor! 
- Ela não vai acreditar! Deus eu já nem sei mais o que pensar...
- Calma amor....

TOK TOK!!

- Entre!
- Gente, com licença!- era John- Michael, aquela moça está aí outra vez, ela está ameaçando fazer um escândalo la frente, deixo-a entrar?
- Deixe John, terei que conversar com ela!
- Tudo bem
- John, onde está Omer?
- Foi com Grace colher algumas flores pelo jardim Dani, acho que vão demorar!
- Por favor, assim que voltarem, o traga pra mim sem que ninguem o veja, vou estar no quarto de Prince!
- Po deixar, vou pedir para abrirem os portões
- Ok

Olhei novamente pra ela, seu peito arfava de preocupação, seus olhos vermelhos anunciavam mais um choro, os meus já estava ardendo, ameaçando derramar lágrimas mas me segurei, eu tinha que parecer indiferente para Pina e tinha que descer:

- Eu vou ter que descer amor...
- Pelo amor de Deus cuidado!
- Confia em mim! eu te amo! amo vc, amo nossos filhos! Confia amor, nós vamos conseguir!
- Tudo bem....tudo bem...eu tbm te amo! - me beijava desesperadamente
- Não saia de perto de Prince, vou dizer que vc está na confeitaria, ta bom?
- Ta bom...
- Eu já venho amor...

A deixei chorando no quarto. Desci e aquela nojenta estava de saia curtíssimas, decote totalmente vulgar, sentada no sofá que era meu e da minha família, onde nós sempre ficavamos ali, brincando, vendo filmes, senti vontade de jogar ela longe dali!

- Olá Pina...
- Olá querido!- me abraçou me dando um beijo no rosto- como está?
- Bem...
- Acredito que vc tenha tirado sua esposinha daqui, não é mesmo?
- Ela está trabalhando, nem imagina que está aqui...bom Pina, eu aceitei fazer o que vc quer, mas me prometa que irá sumir da minha vida quando tudo acabar!
- Então, eu mudei um pouco as minhas ideias!
- Como assim??
- Vai se separar da sua esposa certo?
- Eu ainda não entendo o pq disso! não era só uma noite Pina? pq está envolvendo minha mulher nisso?
- Sim...mas, mas...eu me lembrei tanto daquele dia Michael! Fiquei pensando em como poderia ter sido nossa vida se estivessemos juntos!
- A por favor pare com isso! sabe que não existe essa possibilidade!
- Pois agora eu quero que exista! deixe essa sua esposa!
- Eu não sinto nada por vc Pina!
- E pq não poderia sentir daqui pra frente? Vamos fazer amor Michael- disse vindo até mim, enlaçando seus braços no meu pescoço- quem sabe vc provando do meu corpo novamente, vc não sinta ao menos um pouco de amor por mim?
- Pare com isso!- tirei os braços dela do meu pescoço- o trato era uma noite e vc sumia! vou manter Daniela longe disso, mas não vou me separar dela ouviu bem!
- Olha Michael vc é quem não escuta direito, portanto vou falar mais uma vez, só que dessa em alto e bom som: EU CONTAREI A OMER QUE EU SOU A MÃE DELE SE VC NÃO FIZER AS MINHAS VONTADES!! 
- CALE PELO AMOR DE DEUS ESSA BOCA!
- Papai???
- Michael???

Eu estou absolutamente aturdido! Omer apareceu na sala, com os olhinhos arregalados, me pedindo uma explicação para o que acabou de ouvir, e Dani tbm, apareceu me chamando, perguntando para mim com seus olhos o que iriamos fazer agora. Merda, mil vezes merda!

- Omer...- fui até ele
- Papai, o que essa moça disse, é verdade?
- É sim meu bem...eu sou sua mãe!
- Não chegue perto dele desgraçada!- Dani a puxou pelos cabelos e a jogou no sofá no momento e que viu Pina se aproximando de Omer
- Aii meu cabelo piranha!- Pina se levantou para agredir Daniela, meu sangue ferveu!
- John, segure-a por Deus!- John que olhava toda a cena, segurou-a- Filho olha pra mim....
- Papai vc disse que ela tinha morrido?
- Sim eu disse mas...
- Pq mentiu pra mim? pq nunca deixou eu ver minha mãe?
- Omer não foi assim...
- Querido se acalme, nos deixe te explicar...- Dani segurou na sua mão
- Me soltem! Vcs mentiram pra mim, mentiram!
- Não Omer, vem aqui a mamãe vai te explicar tudo...
- Vc não é minha mãe!!

Dani arregalou os olhos diante da frieza de Omer, pude der atraves deles que foi como se tivessem cravado uma estaca em seu peito. Ela simplesmente paralisou, se levantou dali e saiu pelo corredor. A chamei mas ela seguiu, se olhar para nenhum lado, parecendo uma zumbi!

- Solte minha mãe John, por favor!- Omer pediu e John a soltou
- Querido, vc é o Omer sim?
- Sim sou, então vc é a minha mãe de verdade?
- Claro que sou! 
- Eu posso te dar um abraço?
- Ahh...é...claro!

Eu estava louco com aquela falsidade de Pina, nem abraçá-lo ela queria! Mas eu não podia fazer nada...

- Porque vc não veio me ver?
- Bem, eu estive muito ocupada todos esses anos, mas agora estou aqui! Pare de chorar agora ta bom! Eu preciso ir embora.
- Ta bom, mas vc vai voltar?
- Claro que vou, não se preocupe!
- Então ta bom, tchau!
- Tchau queridinho!

John levou Omer para o quarto e ficamos a sós na sala, juro que se eu estivesse naquela época, tomado pelo vício dos remédios, teria voado no pescoço dela agora mesmo! A olhei sério, com olhos vermelhos de ódio, observando vir até mim:

- Satisfeita Pina?
- Vc foi o culpado! eu te avisei não foi?
- Certo! e agora, Omer já sabe quem é a mãe dele! a mãe coitadinha que esteve muito ocupada para vê-lo!
- Ahh por favor Michael sem ironices! Bem, o moleque já sabe, fazer o que? Pois ainda não me esqueci de vc!
- Como pode pensar nisso ainda depois de tudo que aconteceu aqui?
- Porque ainda não satisfiz minha vontade de ser comida por vc Michael!
- Nojenta!
- Dispenso seus elogios! agora eu vou indo, mas eu volto! e espero que tenha entendido quando eu disse que quero  vc separado dessa piranha que chama de esposa! bye bye honey!

Saiu rebolando como uma perfeita meretriz! que ódio infinito dessa desgraçada! Soquei a mesa chorando, lembrando de tudo o que ela havia causado. Omer ficou totalmente decepcionado, é uma criança não entende nem metade da história! E minha Dani, meu Deus eu tenho que vê-la! Saiu sem me dar ouvidos, como se estivesse em transe! 

Subi igual louco aquelas escadas e fui diretoo para o nosso quarto. A chamei mas ela não me respondeu, logo ouvi o barulho do chuveiro e constatei que ela tivesse no banho. A chamei novamente

- Amor?- nada de responder- vida eu vou entrar tudo bem?

A encontrei caída no box, nua, com um frascos do remédio para dormir que eu tomava ao seu lado. Deus!!

- DANI!!! amor o que vc fez?? pelo amor de Deus amor, acorde! John!!!

Eu não acredito! ela estava desacordada! agora eu vejo eu o desespero que ela passou todas vezes que eu me entupia dessa merdas! Não me Deus, a minha Dani não...



Capítulo 09

PINA

Essa história já está ficando cada vez mais infernal pra mim! Agora terei que ver o menino, espero qe esse plano todo de Lisa dê certo e que me pague bem por isso!

- Lisa?
- Sim, olá Pina! como vai?
- Não tão bem e vc?
- Bem... o que foi, não obteve progresso?
- Quase Lisa! mas deu tudo errado!
- Como assim??? vc não fez o que eu disse??
- Sim eu fiz sim! Michael tinha concordado em passar uma noite comigo
- Sério??
- Sim, mas não em separar daquela sonsa!
- Mas que merda! mas o que houve afinal?
- Ele se recusou em deixar a esposa, então eu o ameacei novamente, mas na hora o moleque apareceu na porta, me ouviu falando que eu era mãe dele, aí vc já sabe!
- Nossa!! 
- Pois é, a esposa dele ficou em choque quando o garoto gritou com ela dizendo que ela não era mãe dele!
- Kkkkk a mais isso é música para os meus ouvidos!
- Música Lisa? Agora eu prometi  a aquele garoto que eu voltaria lá! e ainda levei uma sova daquela  biscate da esposa dele! olha a fria que vc ta me metendo Lisa, espero que me pague muito bem por isso!
- Fique tranquila Pinazinha! será muito bem paga pelo serviço!
- Certo...e agora, o que vamos fazer se Michael se recusa a se separar?
- Bom, eu sabia que ele seria arredio, agora eu entrarei em cena!
- O que vai fazer?
- Preciso que vigie a saída de Michael e que me arrume um fotógrafo!
- Um fotógrafo?
- Isso mesmo, vou segui-lo quando ele sair sem ela de Neverland, vou até ele, e esse fotógrafo precisa estar bem posicionado, quero que bata fotos minhas e do Michael, vou dar a entender que estamos nos encontrando! Depois, mandarei as fotos para a sonsinha ver, quero ver se assim eles ainda continuaram juntos!
- Nossa Lisa, nunca pensei que vc, a filha de Elvis Presley teria uma mente tão diabólica!
- Eu sou louca pelo Michael Pina! e não tem cabimento ele estar com aquela garota sem sal, Michael precisa de uma mulher influente como eu, ele só está confuso! vou mostrar que  sou eu a mulher perfeita para ele!
- Tudo bem, se vc acha! Bem, me dê tempo até encontrar um fotógrafo que se disponha a fazer isso e pra eu esquematize tudo, dái te aviso!
- Ok, não demore! até mais!

DANI

" Eu corria, chorava, e bem atras de mim estava Michael, correndo tentando me alcançar, chorando feito criança. Estava escuro, sombrio, ele me alcança, me sacode, tentando me explicar alguma coisa, tentando me dizer que era tudo armação sobre algo, eu cada vez mais soluçava, e estou irredutível, não acredito em nada do que ele me diz"....até que tudo foi clareando, eu saía devagar daquele lugar sombrio e logo reconheço o cenário em minha volta, senti o toque leve das mãos que só podiam ser do meu marido em meu rosto, e finalmente consigo encontrar seus olhos, carregados de desespero, de nervo, de alívio e tudo o que aqueles olhos negros e perfeitos de Michael me transmitiam.

- Meu amor...- me deu um beijo nos lábios- vc está bem?
- Sim, mas a minha cabeça dói muito, ai!- coloquei a mão no que parecia ser um calo atras da minha cabeça
- Não, não coloque a mão aí, está machucada!
- Eu caí Michael?
- Sim vida, vc caiu no banheiro...
- Mas como e porquê? eu desmaiei?
- John, Doutor Conrad, por favor me deixem a só com a minha esposa, sim?

Eles sairam e eu não estava entendo nada, não me lembrava de nada até a hora que eu ouvi Omer gritar "Você não é minha mãe", aquilo foi uma facada em meu peito. O meu pequeno, meu filho, o meu amorzinho estava tão bravo, tão sem entender a situação toda que a Pina causou, que estava totalmente chateado comigo e com Michael, era tudo que eu e Michael estavamos tentando evitar.

- Amor, o que ouve comigo?- ele se deitou ao meu lado, apoiou o cotovelo na cama me encarando, me trouxe para mais perto dele, enlaçando minha perna em sua cintura. Seja lá o que for que tenha acontecido, eu estava totalmente protegida por ele.
- Você não se lembra de nada?
- Depois de Omer gritar daquele jeito...não, não me lembro!
- Vida, eu vou te contar, mas eu estou aqui ok? com você, não precisa ter medo, ta bom?
- Tá...- respondi já com medo que do que ele me contaria antes mesmo de saber!
- Depois que Omer gritou aquilo....bom, vc se levantou, eu te chamei mas vc não me deu ouvidos
- Eu não ouvi amor!!
- Eu sei que não! vc veio aqui pro quarto, logo que Pina foi embora eu subi pra te encontrar , vc saiu daquele jeito e eu fiquei preocupadíssimo
- E o que fiz?
- Eu entrei aqui amor, fui ao banheiro e te encontrei caída no box....
- Deus...
- Eu fiquei desesperado amor! ainda mais quando vi isso quase vazio ao seu lado- me mostrou o frasco dos remedios pra dormir que ele tomava
- O remédio pra dormir que antes vc....Não! amor, por Deus, me diga que não é o que eu estou pensando?
- Vida vc...
- Michael eu...
- Amor vc tomou quase todo o conteúdo do frasco!
- O que????

Não podia ser!! como fiz isso?? como pude depois de tudo que o Michael passou??

- Michael eu não me lembro, oh Deus eu não acredito!- escondi meu rosto de vergonha e desabei a chorar
- Não amor, não faz isso!- ele me apertou ainda mais- não chore, já passou...
- Mas Michael, como eu pude?? eu não me lembro de ter pego isso, não me lembro se quer de ter subido aqui, vc sabe amor eu não tomaria isso, eu não sei, eu não sei.....
- Dani se acalme!- ele se posicionou em cima de mim- eu sei que vc não faria isso, vc entrou em choque com toda a cena la embaixo, o fato de Omer ter dito aquilo pra vc te deixou fora de si, por isso não se lembra!
- Michael eu juro que nunca tomei isso...
- Meu amor eu ja disse que sei! olhe pra mim... já foi! acabou, pronto! estamos vivendo um pesadelo amor, e eu prometo que vou cuidar de vc até isso tudo acabar! promete pra mim que nunca mais vai de mar sustos desse jeito?
- Eu prometo! mas eu preciso de vc, não deixe mais essas coisas perto de mim! tenho medo de ter mais essa crise de choque, promete amor?
- Eu prometo! vc é o amor da minha vida, a minha mulher! vc me salvou dessas coisas e agora, eu é que não vou deixar vc entrar nelas!
- O que vamos fazer agora com Pina ela...
- Xiuuu...vamos esquecê-la um pouco! vc precisa descansar e eu ficarei aqui, ao seu lado! quer dormir um pouco? está com fome?
- Não, não estou, na verdade estou com ância, meu Deus vou vomitar!- ele rapidamente me deu uma sacolinha que estava ao lado da cama
- É, o doutor disse que vc teria alguns episódios de vômitos mesmo...
- Alguns??
- Sim, até sair tudo o que tomou!
- Ahh Deus que saco!
- Daqui a pouco pára amor! vamos deite-se de novo, terá de ficar em repouso absoluto por uma semana!
- Repouso absoluto? uma semana ?? está exagerando Michael!! não posso deixar a confeitaria sozinha tanto tempo!
- O repouso absoluto eu exagerei mesmo! mas a uma semana em casa, quietinha, é verdade! e pode sim deixar a confeitaria sozinha, a Sophie tomará conta de tudo na sua ausência...
- Ahh amor...
- Ahh sem reclamar Princesa! precisa descansar, se recuperar vc bateu a cabeça, sabe disso! e eu vou algumas vezes dar uma olhada na confeitaria pra vc, tudo bem?
- Ta bem amor, eu sei disso. Obrigada por tudo!
- Obrigado por vc existir! te amo muito, venha deite em meu peito!
- Eu tbm te amo!

Me acomodei em seu peito, apenas por dois minutos, pois outro episódio de vômito chegou! Eu não podia aceitar que tivesse feito uma coisa dessas, mas eu fiquei em choque. Como será que está o meu pequeno? Será que está mais calmo? Será que ele entenderá e continuará me chamando de mãe?? E Pina, Deus o que nos aguarda?? E esse sonho, o que significa?? Estou em misto de medo, dor, desespero, eu queria mesmo é pegar a minha família e sumi daqui! mas teremos que enfrentar o problema, como? eu não sei...


Capítulo 10

MICHAEL

Deus, que dia mais infernal foi o dia ontem! Considero o pior de toda a minha vida até agora. Tudo aconteceu ao mesmo tempo: Pina está me chantageando cada vez mais, Omer descobriu tudo sobre a sua verdadeira mãe e a minha Dani entrou em colapso, se entupindo de remédios controlados. Eu estava com os olhos mais vidrados em cima dela do que nunca! sei que ela não chegará mais perto desses remédios, mas o efeito que ele causaram em seu organismo ainda não passou, dormiu pouquissimo essa noite, vomitou inúmeras vezes, sem contar o corte que fez em sua cabeça quando caiu. Além disso, o único e exclusivo pensamento dela é Omer, se doeu em mim ouvi-lo falando que ela não era a mãe dele, imagine ela, que cuidou, deu-lhe carinho, que faz tudo por ele assim como faz para Prince?

Levantei cedo após a noite mal dormida e a deixei descansando um pouco. Eu precisava ver o meu filho, não o vi desde o ocorrido de ontem, ele deve estar extremamente magoado, preciso tentar explicar todos os motivos, de forma que não o machuque mais. Entrei em seu quarto e ele já estava acordado, vendo desenhos:

- Omer?- ele nada respondeu e continuou olhando para a tv- estou entrando.

De novo ele não me deu resposta. Cheguei perto dele, sentando ao seu lado e abaixei o volume da tv.

- Omer, sei que está chateado, mas não pode ignorar o papai desse jeito!
- Porque vc mentiu pra mim papai?
- Filho é uma história que agora eu não posso te contar...
- Pq papai? Onde minha mãe esteve esse tempo todo?
- Eu tbm não sei Omer! só agora vi sua mãe, e olha filho, eu juro por Deus, que é para o seu bem que eu não conto tudo o que ouve entre eu e sua mãe, confia no papai! Me perdoa por isso, por ter sido desse jeito que vc ficou sabendo a verdade filho...
- Ta bom, eu te desculpo papai...mas eu quero ver a minha mãe de novo!
- Omer, preste atenção, a sua mãe filho, é a Daniela!
- Não é!! ela é mãe de Prince! a minha mãe é Pina!- eu me assustava com tanta esperteza! 
- Meu amor...entenda, mãe é quem está sempre ao lado, quem dá amor! Dani ama vc como se fosse dela, vc é dela Omer!
- Agora vou poder estar ao lado da minha mãe, ela vai me dar amor tbm!- ele estava irredutível, mal ele sabia que Pina não sentia nenhum pingo de amor por ele
- Olha filho eu não vou mais discutir, ok? quando estiver mais calmo, peça ao menos desculpas pra Dani, ela está doente, só desculpas, certo?
- Ta bom...vc vai deixar minha mãe entrar aqui?
- Se quiser vê-la Omer será apenas no jardim! aqui dentro ela não entra mais e sair com vc nem pensar, tudo bem?
- Tudo bem....
- Tchau filho...- lhe dei um beijo na esta e saí.

Não deu certo! Omer é esperto e está irredutível, não há conversa que o convença agora. Desci as escadas e fui direto ligar para aquela desgraçada!

- Pina?
- Olá querido, como...
- Vou ser rápido! Omer quer te ver, pode vir aqui?
- Nossa está muito irritadinho pro meu gosto! bom, poder eu não posso, mas tenho esolha se o garoto quer me ver?
- Pina escute aqui, tente o que quiser comigo, me ferrar, me difamar o que for! mas tente algo contra a minha mulher e meus dois filhos! Machuque,magoe ou algo do tipo a Omer, que eu esqueço toda a minha sanidade e acabo com sua raça!
- Deus quanta ameaça! não vou fazer nada honey, fique tranquilo! brincarei um monte com o meu filhinho lindo!
- Vc ficará apenas no jardim, não ouse em pisar dentro da minha casa novamente! Vou sair antes que eu tenha que olhar na sua cara mais uma vez!
- Ta certo!! e sua esposa mesquinha, já a mandou pastar?
- NÃO OUSE FALAR UM "A" DELA!! esqueça essa história Pina, eu não vou me separar da Daniela e ainda vou ferrar vc por tudo o que está fazendo com a minha família!
- Então veremos Michael Jackson, veremos!

Desliguei o telefone na cara dela, desgraçada! Eu já estava a ponto de surtar com tudo aquilo. Rumei para o meu quarto e Dani ainda dormia, lhe dei um beijo na bochecha e deixei um bilhetinho em cima do meu travesseiro:

"Bom dia meu amor, espero que tenha acordado melhor. Estou indo até a confeitaria avisar da sua ausência e ver se está tudo bem, fique quietinha até eu chegar! eu não demoro! Te amo, Michael."

Saí e dei ordens para John que não deixasse Pina meter os pés imundos em minha casa!

***

PINA

- Puta merda Lisa, atende!!
- Alô?
- Lisa é a Pina!
- Ahh por favor olha que horas são! o que vc quer?
- Deixe de ser preguiçosa! Levante-se, Michael está saindo de Neverland em alguns minutos, já mandei o fotógrafo segui-lo, o siga tbm!
- Ohh meu Deus, claro! como soube?
- Terei que ir até lá, o pentelho quer me ver!
- kkkk boa sorte Pina!
- Idiota!

***

Cheguei na confeitaria e contei a todos sobre a Dani, avisei que ela não viria nesta semana e chequei para ver se tudo estava bem. Saí de lá e passei em frente a uma biblioteca, entrei, queria comprar uns livros de desenho para meus filhos e um bem interessante para a Dani se distrair durante esses dias. Estava escolhendo, quando senti um hálito quente na minha nuca:

- Michael?
- Lisa??
- Ah eu sabia que era vc!
- E como sabia??
- Ahh eu reconheci os seus cachos!
- Certo...e o que faz por aqui?
- Bem, estou afim de ler alguns livros...e vc tbm pelo jeito!- disse olhando a pilha que eu estava carregando
- Ahh sim, estou levando para a minha família..
- Certo...Michael, pode me ajudar a pegar aquele lá em cima...
- Claro!
- Está muito alto e...ai!

Ela se desequilibrou e tive que segurá-la.

- Cuidado! machucou Lisa?
- Eu...eu acho que torci o pé! Ah Deus, acho que não consigo nem pisar...pode me pegar no colo até aquelas mesinhas?- eu não sabia se faria ou não, mas fiz.
- Ta bem.- a levei em meu colo até a mesa e a sentei na cadeira- pronto!
- Ahh obrigada!
- É melhor eu chamar um médico...
- Não!! é...não precisa Michael, meu motorista está comigo, ele mesmo me leva!
- Então tudo bem, eu já vou indo!
- Está certo, antes, o que é isso em seu rosto?
- O que?
- Abaixe, deixe eu tirar!- me abaixei e ela tocou meu rosto- pronto, era só um pequeno cílio!
- Nossa vc tem olho biônico! eu vou indo
- Ta bem, obrigada Michael!
- Dinada, tchau!

Achei totalmente estranho a atitude de Lisa e sua aparição do nada! Bem, em todo caso eu contaria a Dani na hora que chegar, prometemos um ao outro que contaríamos tudo o que acontecesse de anormal e eu faria. Porém, na hora que cheguei em casa a encontrei no quarto, sentada na cama, chorando feito criança. Corri até ela:

- Meu amor, o que houve??
- Oh Michael...

Ela não dizia nada e eu a envolvi em meus braços. Eu só queria abraçá-la, confortá-la, se eu pudesse arrancava essa dor de seu peito, só para não vê-la assim. Esperei que ela se acalmasse, enxuguei seu rosto e ela começou a me contar.


Capítulo 11

DANI

Me levantei não querendo, depois da noite péssima que tive, porém, o sono já havia desistido de mim! Michael não estava ao meu lado, mas em seu travesseiro havia um bilhete e peguei para ler. Consegui sorrir um pouco com as palavras do meu marido, me sentindo amada com todo o cuidado que ele estava depositando em mim. Beijei o papel e o prendi com um clipe em minha agenda. Rumei direto para o quarto de Prince, com toda essa confusão não o vejo desde ontem, precisá-la vê-lo. Abri a porta e meu anjinho estava resmungando, parecia estar tendo pesadelo, me sentei na cama para acordá-lo.

- Hey, Prince?
- Mamãe!!
- Tudo bem meu bebê, estou aqui!- ele agarrou meu pescoço e eu o deitei em meu colo- estava tendo pesadelo, sim?
- Sim...
- Quer me contar o que sonhou?
- Não...
- Tudo bem, outro dia vc me conta, quer o seu tetê agora, ou quer que a mamãe assista um pouco de desenhos com vc?
- Quero assistir desenhos com vc!
- Então ta bom, deite e deixe a mamãe deitar com vc...
Após alguns minutos assistindo desenhos com Prince, perguntei:
- Já está mais calmo, filho?
- Tô mamãe- mais calmo ele começou a me contar- sabe, eu sonhei que um bicho muito grande queria me pegar, mas vc me salvou!
- É mesmo meu amor?
- É....
- Hum...não tenha medo, a mamãe e o papai sempre estarão aqui pra proteger vc de tudo, ta bom?
- Ta bom!
- Agora me diga: eu te amo mamãe!
- Eu te amo mamãe!! Vc é a melhor mamãe do mundo!
- Ownn que delícia! Eu tbm te amo meu amorzinho- o abracei forte, sentindo a paz que o meu menino me transmitia- agora vou descer fazer seu leite ta bom? Me espere aqui!
- Ta bom...

Desci preparar leite com chocolate e alguns donut´s. Minha cabeça só estava em Omer, a sua frase ecoava em minha cabeça juntamente com a imagem dele chorando desesperado. Não posso culpá-lo pelo que disse, Omer é a maior vítima dessa história toda, mas a dor permanece em meu peito. Talvez, se agora ele estivesse mais calmo a gente poderia conversar, resolvi dobrar a receitinha de donut´s e levar para ele. Subi com a bandeja e entreguei o leite com chocolate e alguns donut´s para Prince que comeu com gosto.

- Já está de barriguinha cheia bebê?
- Estou, olha!- levantou a camisetinha do pijama me mostrando sua barriga
- Rsrsrs que barriguinha mais gordinha e gostosa tem o meu príncipe loiro!- fiz cócegas em sua barriga
- Pare mamãe! Rsrs- sua risadinha tão linda- posso ficar mais um pouco vendo desenhos?
- Quer mesmo? Está na hora de tomar seu banho mocinho!
- Ahh por favor!
- Ta bem, daqui a pouco a mamãe volta aqui.

Dei uma bitoquinha em sua boca e saiu para o quarto de Omer. Estava extremamente nervosa, não sei como ele iria me receber, se estava muito bravo ainda, mas fui. Entrei e ele estava de frente para o espelho, já arrumadinho, penteando seu cabelo.

- Omer? Posso entrar?
- Pode...- entrei sem jeito, ele ainda penteava os cabelos longos
- Fiz alguns donut´s e trouxe um copo de chocolate, quer?
- Quero.- ele se sentou na cama e começou a comer. Senti tanta falta daquele “bom dia mamãe” que ele me dava, seguido de um abraço extremamente apertado. Deixei ele terminar de comer e comecei:
- Está satisfeito?
- Sim, obrigado!
- Você...vai sair?
- Estou esperando a minha mãe, ela vem me ver!- Deus que apunhalada no peito! Não sei se era pior a presença de Pina mais uma vez em casa ou se era ouvir Omer a chamando de mãe. Respirei fundo e falei:
- Meu amor- me sentei mais perto dele- eu sei que vc está muito magoado, juro que nem de longe essa foi a minha intenção e nem a de seu pai, mas olhe aqui- virei seu rostinho pra mim- eu sou sua mãe Omer!
- Não! Vc é mãe do Prince!
- Eu sei que vc não saiu de mim, mas não importa! Tanto vc quanto Prince são meus filhos do mesmo jeito! Eu amo vcs dois da mesma maneira! Meu pequeno, entenda o que a mamãe está querendo te dizer...
TOC-TOC!
- Entre!- era John
- Com licença, é Omer, a sua...é....a senhorita Pina já chegou, está no jardim te esperando!
- Legal! Me desculpe Dani, tenho que ir!

“Dani” foi assim que ele me chamou, assim como ele chamava quando cheguei aqui, quando eu apenas a namorada do papai! Coloquei minha mão sobre meu peito, o sentindo acelerar de nervosismo, vendo-o ser levado pelo John até o jardim, onde aquela desgraçada da Pina estava.
Corri para o meu quarto e pude ver pela janela, Omer correndo, se jogando no colo de Pina. Meu choro veio feito uma avalanche, meu filho! Essa maldita roubou o amor do meu pequeno! Eu não sabia se existia dor maior do que essa pra agüentar! Me sentei na cama já não sentindo minhas pernas e chorei feito criança, permaneci ali até quando ouvi o barulho da porta se abrir, era Michael voltando da confeitaria, logo ele veio até mim:

- Meu amor, o que houve??
- Oh Michael...

Me joguei nos braços dele, era tudo o que eu precisava, do abraço forte do meu marido.

- Conta pra mim, o que aconteceu? Não me diga que a Pina entrou aqui e...
- Não, ela não entrou...
- Então?
- Eu tentei conversar com o Omer mas...
- Ele está irredutível, eu sei!
- Vc já falou com ele?
- Antes de sair mais cedo eu fui tentar conversar com ele, está difícil dele entender amor, Omer é mais esperto do que eu pensei...
- Ele me chamou de Dani!
- Meu Deus...
- Michael entende o que essa desgraçada está fazendo! ? ela está roubando nossa paz, está querendo nos destruir e agora ela roubou o meu filho de mim! Juro que eu não sei mais pra onde correr...
- Hey calma, calma!- ele segurou meu rosto- o que eu prometi pra vc? Que vamos resolver essa história!
- Mas como....
- Nós vamos achar uma saída, juntos! Amor, eu sei da sua dor pq sinto tbm! Mas ainda temos nossos filhos pra lutar, temos o nosso amor que vai passar por cima de tudo isso!
- Por favor, isso tem que acabar, eu...eu não agüento mais!
- E vai acabar amor! E eu vou estar aqui, do seu lado, agora é a minha vez de cuidar de vc, assim como vc já cuidou tantas vezes de mim! Confia em mim, eu preciso da sua força, preciso daquele mulher forte que vc é!
- O que pensa em fazer agora Michael?
- Eu acho que temos que voltar no plano, dizer a ela que vou vamos nos encontrar....
- Ela não vai acreditar nisso!
- Vai sim amor....
- Não vai Michael! Ela já disse, quer que nos separemos, é isso o que ela quer!
- Ela é louca! Sabe muito bem que nós não vamos nos separar!
- E se nós fizéssemos isso Michael?
- O que????- ele me olhava incrédulo- amor, por Deus! Me diga que não está falando sério!
- Eu estou Michael! Porque nós não...
- Pare, pare por favor! Não vou permitir que leve adiante esse assunto, esse papo maluco! Tss...isso só pode ser brincadeira! Quer se separar de mim, é isso? Quer se afastar de mim por causa da chantagem dela!? É isso mesmo Daniela!? – ele já estava em pé, chorando
- Não!!- corri até ele segurando as laterais da sua cabeça, me fazendo encarar- eu não quero nada disso Michael, por favor me deixe explicar! É só por um tempo....
- Vai me deixar? Está querendo me deixar, é isso?
- Não meu amor! Eu te amo e...
- Então pelo amor de Deus, pare! Não sabe o pavor que eu tenho disso, eu já perdi vc uma vez Daniela, mais uma eu não vou aguentar!- seus olhos vertiam lágrimas, seu corpo estava tremendo, fazia tempo que eu não o via desse jeito tão nervoso, e eu me senti culpada por deixá-lo assim
- Tudo bem, tudo bem, me perdoe, me perdoe amor! – disse o agarrando- Me separar de vc nunca me passou pela cabeça, eu te amo vida! Eu só disse pra gente forjar uma separação, eu ficaria em outro lugar por um tempo, na casa de Janet por exemplo! Apenas pra essa louca achar que a gente...
- Não!!- ele me interrompeu- você é a minha mulher! o seu lugar é aqui, na nossa casa, cuidando junto comigo dos nossos filhos, dormindo e acordando do meu lado, na nossa cama! Vivendo a vida que nós dois construímos juntos, tudo amor, menos isso! Eu disse que acharemos outra maneira, mas de uma vez por todas tire essa idéia maluca da sua cabeça!
- Já tirei, me perdoe! Não toco mais nesse assunto, prometo!
- Mesmo??
- Mesmo!
- Nunca me deixe Daniela, nunca!
- Nunca! se acalme meu amor...- ele enterrou suas mãos em meus cabelos e me deu um beijo, daqueles seus apaixonantes beijos molhados, cheios de sentimentos, daqueles que me tiravam o fôlego! Paramos devagar e nos olhamos:

- Sabe, eu estou bem melhor que ontem, e pensei que poderia ir até a confeitaria um pouco...
- Nem pensar pequena! Eu acabei de voltar de lá e está tudo sob controle!
- Eu sei amor, mas olhe, apenas uma passadinha! Por favor não vou ficar a tarde inteira, é só passar!
- Aii meu Deus mais é teimosa!! tudo bem, mais tarde vc vai e volta antes do anoitecer, certo?
- Parece minha mãe falando desse jeito! rs
- É, está tão teimosa que deveria levar até umas palmadas nessa bunda! mas eu te dou um desconto!
- rsrsrs...só vc pra me fazer rir! fique comigo e com Prince agora, não quero que desça e encontre Pina...
- Pode deixar, vou ficar aqui, agarrado na minha esposa, com meu filho, na nossa casa....
- Sim, promete que não deixará que nada nos atrapalhe?
- Prometo quantas vezes quiser amor! eu te amo, vai ficar tudo bem, só mais um pouquinho de paciência, ta bom!
- Ok, tbm te amo meu amor!

Fiquei por horas agarrada em meu marido e ao meu  anjinho Prince. Eu queria que o dia não acabasse, queria ficar ali o mais tempo possível, seria tudo melhor se Omer estivesse com a gente tbm...eu tenho tanto medo disso acabar, com tudo o que está acontecendo, com toda essa merda, me apavoro com a ideia de ficar longe da minha família.

Estava tão bom junto com eles, que realmente eu daria apenas uma passadinha na loja. John me levou, chegando lá encontrei minhas meninas super preocupadas, não contei o que de fato ocorreu, mas expliquei que não passei bem, dei uma desculpa! Elas me deixaram confortável, sei que essa semana a loja ficará em boas mãos. Já ia me despedindo, quando dou de cara com nada mais nada menos, Bruno!

- Ahh...olá Bruno!
- Oi Dani....é, será que a gente poderia conversar um pouco?
- Bruno eu acho que não é uma boa ideia, além do mais eu já estava de saída!
- Por favor- ele me segurou com delicadeza- juro que não vou te trazer problemas, por favor!
- Tudo bem...- respirei fundo e entrei

Levei-o para a minha sala, ali começamos a conversar:

- Pois então, diga Bruno!
- Olha Dani, eu queria lhe pedir desculpas...eu realmente não agi certo aquele dia aqui...
- Michael ficou furioso com você Bruno!, pq disse aquelas coisas?
- Pq eu nunca vou esquecer os momentos que passamos juntos!
- Ahh Bruno por favor! já não bastou o coça que o Michael te deu??
- Eu sei e bastou sim! Eu precisava só te dizer isso: quando nós terminamos, eu estava com a cabeça em outro lugar, vislumbrei coisas que na verdade não valiam de nada, não sabe como me arrependi de ter deixado vc!
- Bruno...
- Por favor, me deixe terminar!  eu fiz tudo errado Daniela, depois que vc saiu da minha vida tudo começou a dar errado pra mim, perdi emprego, amigos, meus pais ficaram furiosos comigo, meu emprego...só agora uma luz me abriu e estou trabalhando nessa empresa...eu, eu na verdade queria te pedir perdão por tudo o que fiz pra vc!
- Bruno tudo bem, isso foi a tanto tempo!
- Eu sei Daniela, mas aquele ditado clichê é certo, só damos valor a uma pessoa quando a perdemos, e eu só entendi o quanto eu te amava quando te perdi!
- Sabe que agora já é tarde demais pra dizer essas coisas, não é?
- Eu sei e não sabe como isso me mata por dentro!- comecei a me convencer quando ele começou a queere chorar!- mas eu vi o quanto o Michael ama vc, o quanto vc deve ser feliz com ele..
- Sou muito mesmo ...
- Pois então, eu só quero que vc me perdoe por ter causado tudo aquilo com ele naquele dia, e que nós possamos ao menos ser amigos!
- Michael não aprovaria isso de maneira nenhuma Bruno!
- Eu sei, mas, eu prometo que não vou fazer nada contra vcs, eu te amo Daniela e tudo o que eu mais quero é vê-la feliz, sendo amada! Por favor, deixe que possamos ser amigos, por favor Daniela??
- Está bem...- suspirei- mas evite de vir aqui quando Michael estiver, ele não vai gostar nada e eu respeito ele por isso!
- Como quiser, eu não virei! Obrigada por ter me ouvido Daniela, eu tirei um peso enorme das minhas costas!
- Tudo bem, já passou, agora tenho que ir, até mais Bruno!
- Até mais Daniela!

Ufa, mas o que foi isso? Era o que não poderia mesmo imaginar essa declaração do Bruno! Ele foi sincero, pude ver em seus olhos, eu o conheço mesmo depois de anos! mas Michael não aceitaria que ele fosse meu amigo depois daquele dia, vou esperar essa poeira abaixar e conto toda história a ele. Agora, eu só queria voltar pra casa e encontrar novamente meus marido e meu Prince.

Cheguei rezando para aquela maldita da Pina não estar mais lá, e graças ao meu bom Deus, não estava! 

- Dani, Michael mandou avisá-la que estará na cozinha
- Claro John, vou até lá, obrigada.

Desviei meu caminho que antes era em direção ao nosso quarto, para agora encontrá-lo na cozinha e dou te cara com cartazes que diziam "MELHOR MAMÃE DO MUNDO", "NÓS TE AMAMOS", balões de coração e um enorme bolo tudo TORTO! Fiquei estática, feliz, surpresa, todo tipo de sentimento bom que poderia estar comigo naquele momento. Será que eu tinha esquecido alguma data importante?

- Surpresa!!!- disseram juntos
- Mas...surpresa?? o que estamos comemorando?? tem alguma data que eu esqueci?
- Não precisa de data nenhuma pra gente dizer pra vc o quanto é amada por nós, o quanto vc é a melhor mãe desse mundo e o quanto nós amamos vc!
- Ohh Deus...

Apesar de toda a tempestade que estavamos passando, eu tinha comigo o melhor marido e os melhores filhos! olhei em volta pra procurar Omer, ver se estava participando da festinha,mas não estava. Mantive minha cabeça focada, ali estavam meu marido e meu filho, tentando me agradar de todas as formas, e eu precisava me manter firme por eles, eram tudo o que tinha.


Capítulo 12


DANI

Olhei em volta e pude contemplar a linda cena que meu marido e meu filho fizeram para mim. Eles estavam ao meu lado, comigo nessa! Era isso que eu tinha que fazer, confiar nesse amor, confiar que pode aparecer quem for em nossas vidas que nada vão conseguir fazer de ruim a nós. Meus olhos se encheram de lágrimas de emoção e agarrei Michael não contendo a felicidade:

- Ohh meu amor!! Eu não esperava...
- Prince que teve a idéia!
- Verdade filho?
- É mamãe, eu queria fazer um bolo pra vc, daí o papai disse pra gente fazer surpresa!- me dizia com as palavras todas enroladinhas de criança, eu me encantava com tudo!
- Ownn obrigada querido, a mamãe adorou a surpresa!! E agora quero comer esse bolo que vcs fizeram!

Ficamos ali, brincando, sujando um ao outro de bolo, comendo e nos divertindo. Em todo o momento eu senti a falta de Omer, quis até perguntar dele, se ele não quis vir participar da festinha, mas eu não estragaria o clima que eles fizeram fazendo essas perguntas. Dentro de mim, eu sabia muito bem que Omer preferiu não vir, Michael não deixaria ele de fora a menos que ele não quisesse participar. O cansaço foi chegando para mim e para Michael, mas nosso pequenino ainda estava a mil por hora!

- Rapazinho, está na hora de dormir!
- Ahh não papai!! Ta tão legal aqui!
- Eu sei que está, mas o papai e mamãe já estão cansados e já é hora de criança pequena estar na cama, amanhã brincaremos mais, prometo!
- Ebaa!!
- Não vai dar um beijinho na mamãe??
- Claro que vou!- me deu aquele beijo de filho que eu nada poderia substituir- boa noite mamãe!
- Boa noite anjinho!
- Vou colocar ele na cama amor, vc vem?
- Eu vou ver Omer – vi que Michael me olhou com uma expressão  triste- eu só quero ver se ele está dormindo, só isso....
- Ta bom, mas não demore, ta?
- Não vou!

Fui até o quarto de Omer ele já estava dormindo. Estava agarrado a um urso de pelúcia que eu não conhecia, provavelmente seria Pina que o deu-lhe. Eu apenas me perguntava o que ela está querendo o enganando? O negócio era com Michael, mas machucar meu filho assim, ela era muito maldita mesmo! O choro quis começar a vir, mas eu não deixei! Só faço chorar demais por esses dias, já estou cansada! Dei um beijinho em sua testa e fui para o quarto.
Encontrei Michael no corredor e o mesmo parou em minha frente, me impedindo de abrir a porta.

- O que foi?
- Feche os olhos!
- Ahh meu Deus mais surpresas Michael??
- É a última da noite! Anda, feche esses olhos!
- Ta bem..
Ouvi ele abrindo a porta e me guiando para dentro do quarto, já comecei a sentir um perfume maravilhoso quando a porta se abriu:
- Michael?
- Confia em mim, só mais alguns passos e....pode abrir!
Abri meus olhos e o quarto estava maravilhosamente lindo, carregado de rosas, várias pétalas espalhadas pela cama, pelo chão:
- Michael....
- Gostou?
- Meu amor vc fez tudo isso?
- Fui eu sim! Pedi para entregarem as flores aqui e eu mesmo arrumei tudo!
- Uau! Está lindo amor!
- Ta vendo que marido prendado vc tem! Rsrs
- Vida- me virei de frente para ele- porque ta fazendo tudo isso?

- Porque quero te fazer entender o quanto é amada por nós. Hoje, quando te encontrei aqui em prantos por conta do Omer, quando vc começou a dizer que poderíamos nos separar....eu fiquei extremamente preocupado com vc! Isso tudo eu fiz pra vc ver o quanto eu te amo, o quanto eu sou grato por tê-la, o quanto eu vejo a mãe maravilhosa que vc é! Omer agora não reconhece isso porque está iludido pela Pina, mas vai chegar a hora que ele vai acordar. Sei o quanto está doendo pra vc, estamos enfrentando a pior das tempestades, mas só se ficarmos juntos e unidos como já somos, tudo isso vai passar amor! Eu te amo Daniela, e nada eu faria pra te magoar, nada! Por favor confia em mim, fica comigo! Deixe essa idéia de ir embora, vamos resolver as coisas juntos, como sempre fizemos, ok?

- Meu amor...eu já tinha me esquecido dessa ideia! Eu estava desesperada hoje cedo, queria sair dessa situação de qualquer forma, por isso disse esse negócio de separar e...
- Eu não suportaria ficar longe de você!
- Eu tbm não amor, nunca! Eu confio em vc, juro! Nós vamos conseguir sim!
- Juntos!
- Juntos!

Me beijou apaixonado, me envolvendo em seus braços, tomando em suas mãos meus cabelos, me fazendo esquentar nos meio das minhas pernas. Parou devagar nosso beijo e me disse:
- Deixei a banheira pronta pra nós, venha, merecemos relaxar depois de tudo isso!

Me deixei ser guiada por ele até o banheiro, onde encontrei a banheira cheia de sais e várias pétalas espalhadas sobre a água. Me despiu com delicadeza e percorreu seus dedos por toda a extensão da minha barriga e seios, observando com um sorriso torto minha pele se arrepiar.
Entramos na banheira e ele deu inicio a uma massagem deliciosa em meus ombros, percorrendo hora ou outra suas mãos pelas minhas costas, me tirando com toda a tesão que havia ficado ali durante o dia. Em poucos minutos, pude sentir sua ereção cutucar minhas costas, anunciando seu nível de excitação. Me virei de frente para ele, e contemplei seu membro duro, apontando para cima o que me fez salivar ao vê-lo.

O beijei soltando seus cabelos que estavam presos a um rabo de cavalo baixo, e me encantei com seus cachos caídos no seu rosto. Beijei seu peitoral branquinho e pedi para ele se levantar um pouco. Ele o fez, se sentando na beira da banheira com as pernas abertas abrindo espaço, que eu me encarreguei de me encaixar ali imediatamente. Desci meus beijos molhados pelo seu peitoral, vendo ele arfar quando hora ou outra eu mordia sua pele. Cheguei até seu membro, Michael já segurava um montante dos meus cabelos já sabendo o que ia fazer em seguida. Com meus olhos vidrados nos seus que estava pesados me observando tudo, segurei seu membro em minhas mãos e o levei devagar até a minha boca, percorrendo minha língua em seu topo, massageando com minhas mãos:

- Oh meu amor....

Ele gemia me observando, com suas mãos cada vez mais apertando meus cabelos. Não demorei muito para levá-lo inteira em minha boca, sentindo Michael pressionar minha cabeça para baixo, me fazendo engoli-lo quase completamente. Em um certo momento, ele soltou meus cabelos e apoiou suas mãos na beira da banheira, me vendo comandar, me observando provar do seu gosto, percorrendo meus mãos em todo seu peito. Ele já se debatia, e eu adorava vê-lo assim. Percebendo que não agüentaria mais, me tirou do meio de suas pernas e me colocou em pé na banheira. Apoiou uma de minhas pernas na borda da banheira e sem encaixou embaixo de mim, me fazendo sentir sua língua percorrer de ponta a ponta minha intimidade

- Ahhhh!- gritei de prazer

Ele segurou meu bumbum e intensificou mais ainda suas investidas, me lambendo, chupando, mordendo....Ah, ele sabia como me tirar do sério! Agarrei minhas mãos em seus cabelos, e o observei passear sua língua pelo meu nervo, pequenino e rígido agora. Comecei a sentir minhas pernas falharem, a ponto de se desmontarem tamanho era o prazer que estava me atingindo. O tirei de baixo das minhas pernas e o fiz sentar na banheira, me sentando em seu colo, encaixando nossas intimidades, movimentando em perfeita sintonia. Ele me ajudava com suas mãos em minha cintura, e a pressa era tanta que não perderíamos tempo trocando de posições desta vez!

Chegamos ao limite juntos, com meus dedos cravados em meu bumbum e minhas unhas cravadas em seu ombro. Cansados, relaxamos um pouco na água quentinha da banheira. Após, tomamos uma boa ducha, fazendo ir embora toda a coisa ruim que insistia ficar na gente!

Já de roupas de dormir, me sentei na beira da cama enquanto Michael assistia TV, com a cabeça apoiada em seus braços todo esticado na cama! Passando hidratante em minhas pernas, refleti sobre toda a tormenta que estávamos passando, pedindo em pensamento para Deus que nos abençoasse com sabedoria para enfrentarmos juntos. Pensei comigo, se existia algo a mais pra tornar essa situação mais difícil pra nós, já que parecia estar no nosso limite, e eis que do nada, me recordei daquele episódio, a dois anos atrás, da foto em que apareciam Michael e Lisa, da vez que ela foi o visitar na clínica dizendo aquela maluquice de estar apaixonada por ele, me recordei de tudo isso que nos fez brigar na época. Ele nunca mais me falou nada a respeito e ela também, nunca mais apareceu em nossas vidas, acho que desistiu! Mesmo assim, o fiz lembrar, perguntando para ele sobre ela:

- Amor?
- Hum?- respondeu ainda prestando a atenção no desenho que assistia
- Sabe, me recordei agora... e Lisa, você tem visto ela?
Imediatamente ele me olhou, confuso, estranhamente nervoso!
- Porque essa pergunta agora?
- Não sei, me veio na cabeça. Ela sumiu assim depois de tudo o que te disse...não viu mais ela?
- Não é....não! não a vi mais!
- Estranho né...- me virei e voltei a passar hidratante em minhas pernas
- Porque??
- Ahh sei lá, disse que estava apaixonada por vc e coisa e tal, achei que teríamos problemas com ela...
- Humm...é....não, não a vi mesmo!- frizou mais uma vez- com certeza esqueceu essa história! Agora esqueça essa lembrança e deite aqui comigo!
- Ta bem, estou indo!

Ele realmente não gostou do assunto, achei estranho mas parei, não queria estragar essa noite que foi maravilhosa e cheio de surpresas!! Lisa era passado, e lá que ela ficará para sempre.


Capítulo 13

MICHAEL

Enquanto Dani estava fora, resolvemos eu e meu filho Prince fazer uma surpresa a ela. Não havia nenhuma data para comemorarmos, mas eu só queria agradá-la. Dani esses dias está cada vez mais nervosa, mais do que eu acredito, primeiro foram os remédios, agora Omer que não a aceita mais como mãe, depois ela me propôs de nos separarmos para pegarmos Pina...ela realmente não está no seu normal. Eu sei que seria somente para tentarmos desmascarar Pina, mas só de pensar em estar longe da minha pequena, me sinto vazio.

Estou terminando de passar a cobertura de chocolate que Prince escolheu no bolo, visualizei e constatei: está horrível!rsrs, mas com certeza ruim não ficou! Pensei em Omer, eu tentaria trazê-lo para hora da Dani chegar, quem sabe ele se empolgaria com a idéia e viria? Pois mais uma vez eu me enganei, tentei trazê-lo, mas Pina deixou meu menino obcecado! Ele me diz várias vezes que ela o ama, deu presentes a ele, e eu sei que tudo não passa de uma mentira, Pina não ama nem a própria vida! O pior é que eu não posso fazer nada!

Desisti da idéia e desci aguardando minha mulher chegar. A carinha dela de felicidade foi a melhor que poderia ver! Brincamos durante todo o resto da noite e depois a levei para nosso quarto, onde eu mesmo arrumei com pétalas de rosas e vários buquês espalhados em cada canto. Fizemos amor....nos amamos como sempre fizemos, gostoso, apaixonado, safado....eu estava ansioso por essa hora! Estava ansioso para ver o corpo nu escultural da minha esposa, estava louco para me enterrar dentro dela, mostrando mais uma vez o quanto ela era somente minha, o quanto era ali, do meu lado, apesar de tudo e de todos, onde ela deveria ficar.

Deitamos em nossa cama, achei que ficaria tudo bem, até ela do nada lembrar de Lisa. No mesmo momento, me lembrei do episódio mais cedo na biblioteca, aquela situação confusa dela torcer o pé, pedir para eu carregá-la, enfim. Me senti mal em não contar nada a Dani, eu nunca deixei de contar nada a ela, mas estávamos num clima tão bom, ela estava tão mais calma e sorridente que eu não poderia estragar tudo só porque Lisa apareceu do nada por coincidência na biblioteca onde eu estava! Outro dia, com mais calma, eu conto.

Dormimos calma e serenamente pela noite inteira. Me levantei antes dela. Por mais unidos que estivéssemos, eu ainda tinha Pina pra tirar do nosso caminho! Decidi junto com Dani de prosseguir com nosso plano, vou me encontrar com ela, vou fazê-la acreditar que estou me separando da Daniela e por fim, vou fazê-la pensar que vou transar com ela. Affe, que inferno ter que fazer isso! Mas não vejo outra saída. O meu plano é o seguinte: colocar um gravador em algum canto do quarto, levar vinho e um frasco do remédio pra dormir que eu tomava. Depois dela ter confessado toda a chantagem que me vem fazendo, eu lhe oferecia o vinho, carregado do frasco de remédios, fazendo-a capotar no mesmo instante, assim eu teria como entregá-la para a polícia, comprovando tudo o que ela me fez.

Era extremamente arriscado, Dani está morrendo de medo dessa idéia, mas é a única que tivemos. Todos de pé e de café tomado, me retirei da sala e subi para o meu escritório, ligar para ela, era hoje que eu decidiria tudo isso.
- Amor?
- Sim vida!
- Eu vou subir, fazer aquilo que combinamos...- observei sua face mudar de cor, empalidecendo como neve
- Ta bem...
- Confia em mim amor, vai dar certo!
- Ok...- lhe dei um beijo em seus lábios e subi. Respirei fundo e encarnei um personagem para que Pina não desconfiasse que fosse mentira

Esperei algumas chamadas e ela atendeu:
- Alô?
- Pina?
- Sim meu King Of Pop!
- Como sabe que sou eu?
- Esse sussurro é inconfundível! Diga!
- Quando podemos nos encontrar, para resolvermos aquele negócio?
- Nossa direto ao ponto! Quando quiser, mas olhe só, se você ainda não...
- Eu já estou me separando da Daniela se quer saber Pina!- a interrompi
- Ahh jura??
- Claro, acredite!
- Como??
- Bem, esses dias Omer tem falado muito bem de você, me diz a toda hora que queria ter o pai e mãe dele juntos, comecei a pensar no que ele diz...
- Está brincando??
- Não, não estou! Porém te peço apenas um tempo, Dani...digo, a Daniela não tem onde ficar e ainda é mãe do meu filho Prince, espere apenas um tempo para se instalar com meu filho, e teremos essa casa livre pra nós dois!
- Nossa mudou de idéia assim do nada é??
- Ahh Pina...acredite em mim! Não era isso que vc queria? Pois então, vc me convenceu! Podemos nos ver na semana que vem?
- Mais é claro que sim!
- Posso escolher o lugar?
- Hotel Deluxe, vc deve conhecer!
- Conheço e muito!
- Ok, sexta-feira da semana que vem estarei lhe esperando, as 19:00, apartamento 101, oitavo andar, tudo bem?
- Tudo ótimo!
- Por favor, não conte a ninguém nosso segredo, ok?
- Pode deixar honey, esperarei ansiosa pela sexta que vem! Beijo
- Beijo

Desliguei o telefone com o estômago embrulhado, tamanho era o nojo que eu sentia dela! Eu sabia pelo som do telefone que Dani ouvia do nosso quarto na outra linha e não demorei para correr até ela. A encontrei, arrumando nossa cama, jogando os travesseiros no chão, com a expressão de raiva que eu a tempos não via. Ela confiava em mim, porém, até eu ficaria raivoso de ciúmes se a ouvisse falar desse jeito com outro homem, mesmo que fosse mentira.
Tranquei a porta do nosso quarto e segurei seu braço, ela não me encarou:

- Dani
- Eu ouvi tudo Michael!
- Amor eu...
- Eu sei, eu sei Michael! Essa foi a única maneira que achamos de acabarmos com ela, mas respeite meu ciúme e minha raiva, por favor!
- Eu respeito! Eu também ficaria do mesmo jeito se tivesse que deixar vc fazer isso, só me deixe acalmá-la, te pegar no colo um pouco antes de eu sair, por favor!?
- Onde vai hoje?
- Conversar com Frank, com a galera da banda, dizer que vou adiar as próximas datas dos shows
- Aii Michael!- seu tom agora era mais amável
- Eu preciso fazer isso amor! A minha prioridade é a minha família agora, os shows eu recupero depois, sem problemas!
- Poxa! Tudo ela está nos atrapalhando, tudo!
- Mas os dias dela estão contados! Acabo com a graça dela na semana que vem, vc vai ver!
- Me perdoe por essa raiva toda, vc tem feito tanto por mim! Eu te amo!
- Não, não diga isso! Estamos fazendo um pelo outro, seu apoio é tudo pra mim nesse momento! Eu amo vc, é a única mulher que existe em meu coração é a única que continuará existindo pelo resto da minha vida!
- Meu amor....

Nos beijamos e eu consegui acalmá-la um pouco. O dever me chamava, teria a difícil reunião com a galera para adiar as próximas datas dos meus shows, minha mulher e meus filhos precisavam de mim por perto, eu ficaria ao lado deles até tudo isso acabar. Depois disso, vou recompensar meus fãs, voltando com força total para eles, se Deus quiser!
**
PINA
- Alô?
- E aí Pina!
- Oi Lisa, já ia mesmo te ligar!
- Tem novidades?
- Tenho sim, Michael me ligou, já marcamos o nosso encontro!
- Sério??
- Sim, e ele mesmo propôs!
- Está brincando!?
- Não estou não! Me disse até que está se separando da esposa!!rsrs
- Caraca!! Que maravilha!
- Affe Lisa, não vai me dizer que acreditou nessa história!?
- Pq? Vc não acreditou?
- Mais é claro que não! Michael estava irredutível e agora do nada quer tudo numa boa? Trouxa não está escrito na minha testa!
- Merda! Bem, vamos continuar!
- Claro, na sexta que vem ele estará me esperando no Deluxe, as 19:00, chegue antes e deixe tudo pronto, e logo após  de tudo isso, deposite a quantia em minha conta Lisinha, porque eu não agüento mais ter que ficar pagando de mãe exemplar pra aquele pirralho!
- Claro Pina! Já estamos em reta final, mais um pouco de paciência, ok?
- Ok!
- Nos encontramos sexta!
- Até!


Capítulo 14

Uma semana depois....

DANI

Esta, é a semana mais apreensiva que já passei em toda a minha vida. Hoje, Michael colocará em prática nosso plano mirabolante contra Pina e estou clamando a Deus para que tudo ocorra conforme planejamos. No decorrer da semana, tentamos parecer que não estamos mais juntos, saímos em carros separados, até uma viagem que apareceu para Michael, um simples ensaio fotográfico ele foi sozinho, eu queria muito acompanhá-lo, mas estragaria nossa farsa. Estou roendo as unhas de nervosismo, de medo, e principalmente de raiva! Só de pensar que Michael terá que tocar em Pina....ai, tenho vontade de esganá-la!

Omer, meu pequeno....me dirige a palavra quando necessário. Não está bravo, nem chateado como antes, apenas inebriado com a presença da “mãe” que nesses últimos dias, ele só quer saber dela. Faz uns 4 dias que ela não aparece para vê-lo nem liga para saber como ele está, ele está tristinho por isso, tento reanimá-lo, mas a única e angustiante resposta que eu tenho é “Eu queria ver a minha mãe”

Estou me preparando para quando desmarcarmos Pina, qual será a reação que Omer terá? Apesar de tudo, eu o amo muito! Sempre será meu filho, portanto, nem de longe quero vê-lo sofrer.
Terminei de me arrumar para trabalhar e fui tomar café com a minha família. Comemos em silêncio, aquele clima horroroso, eu evitava olhar nos olhos de Michael, ele por sua vez, tentava puxar assunto comigo e com Prince, mas a única coisa que me vinha na cabeça era o dia de hoje!

- Papai eu já enchi! Posso ir brincar?
- Pode...
- Não pule tanto meu amor, acabou de comer!!- eu gritei
- Tá mamãe!- ele respondeu saindo correndo e pulando, foi a mesma coisa de dizer “Pule o quanto quiser filho” rsrs
- Não adiantou a sua recomendação!
- Pois é....é, eu também tenho que ir Michael...
- Eu sei, vem cá.- levei a cadeira para mais perto dele- Não gosto quando vc me evita desse jeito.- ele disse, me olhando nos olhos, levando uma mexa do meu cabelo atrás da orelha
- Me desculpe, só não quero deixá-lo mais nervoso com meu estado!
- Pois se estivesse de longe eu saberia se estaria nervosa ou não! Vai me deixar mais nervoso se não me deixar conversar com vc, ficar do seu lado...- ele dizia e meus olhos já se enchiam de lágrimas
- Meu amor, por favor....me diga que será rápido, que vai passar rápido!
- Eu preciso que vc seja forte! Terei que passar a noite com Pina, pra ela acordar no outro dia pensando que fizemos....
- Ohh Deus...que ódio!
- Hey! Sabe que se eu pudesse desistir dessa história eu desistiria nesse instante, não é?
- Sei...
- Mas amanhã cedo, cedinho eu vou voltar direto pra cá, pra vc!- a sua fala já estava falhando, os olhos grandes e negros do meu marido estavam brilhando pelas suas lágrimas, a dor estava nos corroendo.
- Eu te amo, eu te amo, eu te amo!- eu dizia o agarrando, distribuindo vários selinhos em seu lábio, rosto, queixo. Eu não queria soltá-lo, para mim, era como se fosse a última vez que eu o beijaria daquela maneira e isso me assustava.
- Eu tbm te amo, te amo muito! Pra sempre, pra sempre!- ele também dizia em prantos, me fazendo sentar em seu colo- Vai dar tudo certo, eu prometo amor, prometo!
- Por favor, me ligue quando ela estiver dopada, só pra eu saber se está tudo bem, ta bom?
- Ta bom, assim que eu ver uma brecha eu ligo!
- Promete?
- Prometo!
- Agora eu tenho que ir vida, se cuide, tome cuidado por favor!
- Tudo bem, vai lá, vou tomar, não se preocupe, confie em mim!

Nos beijamos sem querer soltar um do outro. Saí rumo a confeitaria em meu carro, mantendo as aparências de separação. O meu peito era apertado pela sensação ruim de despedida que estou tendo. Porque isso, meu Deus? Eu pensava sozinha. Cheguei e estacionei meu carro como de costume. O dia seguiu tranqüilo na confeitaria, se movimento, sem nada de especial, o que era pior, pois eu não conseguia ocupar minha cabeça com nada. Chegando perto do horário de fechamento da loja, meu coração acelerava ainda mais, pois eu sabia que nesse momento, Michael já estaria esperando Pina conforme combinado no Hotel.

Eu andava de um lado para o outro, a confeitaria já estava fechando, minhas meninas já estavam se preparando para irem embora, quando o Bruno chegou inesperadamente:
- Dani!
- Oww, olá Bruno!
- Poxa eu não consigo um tempinho para sair antes que vc feche aqui....ta tudo bem?
- Sim, está tudo bem!
- Mesmo?
- Claro! É...estou fechando mais ainda falta fechar este caixa, quer comer alguma coisa?
- Poxa eu posso?
- Por favor, pegue o que quiser por minha conta!
- Não, faço questão de pagar! Só vou comer e ir embora, juro que não vou ficar te alugando aqui!
- Não imagina Bruno! Fique a vontade, de verdade!
- Obrigado!
- Dani!!
- Oii Sophie, já pode ir!
- Sim, já estou indo, só voltei pra te entregar isso
- O que é?- perguntei segurando o envelope preto em minhas mãos
- Não sei, um rapaz disse que era para ser entregue em mãos!
- Nossa, não pedi nenhum livro novo nada, ou pedi!? Bem, obrigada e vá descansar agora!
- Obrigada Chefa! Até amanhã!
- Até!

Comecei a abrir o envelope inteiro preto e dentro, tinha outro pacote fechado e um bilhete, que assim dizia:

“ Olá queridinha! Não nos conhecemos pessoalmente, mas o mundo inteiro nos conhece, afinal, somos mulheres do mesmo homem, e do homem mais lindo e famoso que existe! Aqui estão algumas fotos do nosso momento de amor pra vc se divertir um pouco e para que entenda bem agora com quem Michael está quando ele diz que viaja! Bye bye honey. Lisa Marie Presley”

Soltei na hora o bilhete das minhas mãos e o ar me faltou, Bruno que estava com a boca toda suja de creme percebeu a minha reação:

- O que foi Daniela!?

Eu nada respondi e comecei a rasgar aquele pacote, e vi o que meus olhos jamais esperariam ver. Fotos e mais fotos de Michael com Lisa, de tudo quanté jeito: Ele a pegando no colo, ela acariciando seu rosto, ele pegando em seu pé, tudo isso no que me pareceu um lugar público!....DEUS!!! A minha fala falhou, as lágrimas desciam incessantemente, e a raiva misturada com tristeza, com nojo se apoderou de mim:

- Dani, fala comigo, o que houve!?
- NÃOOOOOOOOOOO!!! Meu Deus Não!- um grito estrangulado saiu de minha garganta e rapidamente Bruno se levantou me sacudindo
- Daniela, meu Deus do céu, o que houve!? O que é isso....meu Deus!- ele se pasmou com as fotos
- Bruno, me ajude! Eu não acredito, diga que é mentira pelo amor de Deus!- eu gritava desesperada
- Calma, calma Dani por favor! Tente se acalmar!
- Ele está me traindo! Michael, o meu marido está me traindo Bruno! Não...
- Dani, olhe, vamos ver novamente, isso parece tão fora de cogitação!
- Fora de cogitação??? Olhe essas fotos Bruno- mostrei para ele- eles estão juntos, se encontrando a quanto tempo???
Ele folhava as fotos confuso, parecendo querer entender alguma coisa:
- O que tanto olha!?- perguntei irritada
- Eu...eu não sei Dani, essa fotos estão estranhas! Parecem...estranhas!
- Não tem nada de estranho aí! Me dê isso aqui- puxei o punhado de fotos de sua mão, deixando cair algumas- eu preciso sair
- Onde vai?
- Fazer Michael engolir agora mesmo todas as juras de amor que me fez!
- Não vá desse jeito Daniela!
- Não tente me impedir Bruno, não tente!

Ele parou onde estava e eu saí cantando pneu. Eu tremia, chorava e gritava sozinha dentro do carro, o Michael? Pq ele fez isso comigo!? Porque ele fez isso se eu o amo tanto? Pq me enganou desse jeito!? Eu me perguntava sem respostas. Logo parei em frente ao Hotel Deluxe e subi direto para o oitava andar onde Michael estaria Pina. Nada me importava mais, esse plano, mandá-la a polícia, que se dane! Eu quero mesmo quero ver a cara dele quando mostrar essas fotos!
Pedi na portaria a chave do apartamento, a atendente quase se recusou a me dar, mas quando viu que era Daniela Jackson, não, ela não ousou a recusar! Nessa hora vi vantagem em ser famosa!
Subi feito uma vespa louca para ferroar o primeiro em minha frente e abri com tudo aquela porta, paralisei na mesma hora, quando vi Michael só de roupão e Lisa o agarrando toda nua. Ância, foi o que me deu. Ele me olhou totalmente nervoso, sem entender o porque de eu estar ali e aquela vagabunda me olhava com um sorriso sínico nos lábios.

- Amor, eu posso explicar!- disse vindo até a mim mas eu fiz sinal para ele parar
- Explicar Michael? O que? Me explicar como vem me traindo com essa vagabunda?
- O que???
- Me explicar como veio me enganado com esse plano de pegar a Pina só pra se encontrar com essa aí?
- O que vc está dizendo amor!?
- Você é muito desgraçado Michael! Como eu pude acreditar tanto em vc!
- Dani não, não é nada disso que vc está pensando...
- ENTÃO O QUE É MICHAEL?? COMO PODE ME EXPLICAR ESSA CENA?? COMO PODE ME EXPLICAR ESSAS MALDITAS FOTOS!!!??

Joguei-as em seu rosto e ele olhou confuso para aquelas fotos e rapidamente olhou para Lisa, seu olhar era de pura raiva para ela, mas logo ele voltou a olhar pra mim.
- Meu amor por Deus, eu tinha feito tudo como a gente planejou e daí a Lisa apareceu aqui....e essas fotos eu...
- O pior de tudo foi que eu perguntei se vc a tinha visto e vc me garantiu que não! Eu não acredito que fui tão burra!
Me dirigi até a porta, mas ele me segurou:
- Por favor amor não faz isso!
- Me solte! Volte a tocá-la como estava fazendo e nunca mais me dirija a palavra Michael, nunca mais!
- Não, não! Vc precisa me ouvir, Daniela!

Desci as escadas feito um furacão, chorando, desesperada e Michael seguia atrás de mim, correndo e tentando me alcançar. Logo, aquele maldito sonho fez todo sentido, na verdade não foi um sonho, foi uma premonição! Eu sem querer já estava prevendo tudo o que aconteceria. Dei definitivamente um basta nele e sumi de suas vistas, de encontro ao meu carro.
Dirigi como louca, por não sei quanto tempo. Parei em frente a minha loja, cansada, descabelada e me permiti chorar e gritar sozinha. Eu estava ferrada! Acabei de descobrir que o homem que eu tanto amo me traiu e não sei a quanto tempo vem fazendo isso. Encostei minha cabeça no encosto do banco e me permiti chorar, quando ouvi batidas no vidro, era Bruno, batendo incessantemente para que eu abrisse. Abri a porta do carro e saí:

- Meu Deus Daniela!!
- Bruno...me ajude pelo amor de Deus!- cai não sentindo minhas pernas e ele me levantou, me abraçando, um abraço apertado, sincero, confortante de amigo que naquele momento tão maldito eu não pude recusar.


Capítulo 15

MICHAEL


Estava tudo pronto! O relógio se aproximava das 18:00 horas da noite, e eu precisava chegar antes de Pina no hotel. Peguei o gravador, o vinho, duas taças luxuosas e o frasco de remédio para dormir. Fui sozinho até o hotel, eu odeio dirigir, mas dessa vez era preciso para não levantar suspeitas!!

Cheguei, subi diretamente no apartamento, torcendo para que Pina já não estivesse lá, e não estava. Entrei e tranquei a porta, comecei a procurar um ponto bom para encaixar o gravador e o instalei. Servi as duas taças de vinho e carreguei com todo o conteúdo do frasco do remédio. Entrei em um dos banheiros do luxuoso apartamento e coloquei um roupão, ficando apenas de cueca por baixo.

Me dirigi até a sala principal, ali eu esperaria Pina chegar. Tomei em minhas mãos a minha taça de vinho e comecei a degustar, na tentativa de conseguir relaxar um pouco. Em todo momento, eu só pensava na minha pequena, numa hora dessas, deve estar com os nervos a flor da pele de ansiedade, nervosismo, medo, o que for. Mergulhado em meus pensamentos, tão longe, porém, senti o que pareciam duas mãos apalparem meu peito por cima do roupão, levei um susto pelo contato e rapidamente me virei. Jurava que fosse Pina chegando mais cedo, mas para a minha terrível surpresa, era Lisa Marie!

- Lisa???
- Olá querido!
- Mas...mas que diabos está fazendo aqui??
- Soube que estaria aqui, achei que quisesse relaxar um pouco...- ela passeava suas mãos em meu peito e eu as tirei
- Como assim soube?? Que porra de história é essa!!??
- Shiii...durante dois anos eu esperei por esse momento sabia- ela começou a desamarrar o nó do meu roupão- esse momento só eu e você...
- Mas pare com essa conversa ridícula e me diga o que está acontecendo? Vim me encontrar com Pina Bhatti, onde ela está? Como soube que eu estaria aqui??
- Pina não virá agora meu amor, e para quê tantas perguntas?? Eu estou aqui Michael, sou sua essa noite, a noite inteira se quiser!- ela começou a desamarrar o nó do seu roupão
- Mas o que está fazendo??
- Faça amor comigo Michael, e garanto que nunca mais vai se esquecer de mim!- disse isso, retirando totalmente seu roupão, revelando que estava totalmente nua.

Em seguida, como um furacão, ela agarrou meu pescoço e tomou minha boca tentando me beijar.

- Me solte Lisa!- eu tentava empurrá-la
- Me beije Michael!

Senti ela morder meu lábio o que fez sangrar. A situação não durou mais que 5 minutos, até que a porta se abre com tudo e a imagem da minha mulher se fez em minha frente, eu via apenas os olhos dela vermelhos e arregalados com a cena. Inferno!!!

- Amor, eu posso explicar!- disse indo até ela, mas me fez um fiz sinal me parando
- Explicar Michael? O que? Me explicar como vem me traindo com essa vagabunda?
- O que???
- Me explicar como veio me enganado com esse plano de pegar a Pina só pra se encontrar com essa aí?
- O que você está dizendo amor!?
- Você é muito desgraçado Michael! Como eu pude acreditar tanto em você!
- Dani não, não é nada disso que você está pensando...
- ENTÃO O QUE É MICHAEL?? COMO PODE ME EXPLICAR ESSA CENA?? COMO PODE ME EXPLICAR ESSAS MALDITAS FOTOS!!!??

Fotos?? No mesmo instante ela jogou um punhado de fotos em meu rosto. Eram minhas e de Lisa, reconheci o cenário de fundo, constatando que era a biblioteca que nos encontramos. Maldita! Ela veio com aquele papo de torcer o pé pra me pregar uma peça, ela armou tudo! A olhei fervendo de raiva, e ela insistia em olhar para a minha Dani com expressão de vitória! Eu já estava desesperado e tentava me explicar

- Meu amor por Deus, eu tinha feito tudo como a gente planejou e daí a Lisa apareceu aqui....e essas fotos eu...
- O pior de tudo foi que eu perguntei se você a tinha visto e você me garantiu que não! Eu não acredito que fui tão burra!
Mas eu deveria ter contado desse dia a ela, bosta! Talvez agora ela não estivesse tão irredutível a me ouvir, talvez agora ela acreditasse em mim...A observei seguindo até a porta, senti meu coração parar na garganta e não esperei um segundo sequer para impedi-la
- Por favor, amor não faz isso!
- Me solte! Volte a tocá-la como estava fazendo e nunca mais me dirija a palavra Michael, nunca mais!
- Não, não! Você precisa me ouvir, Daniela!
Ela desceu rapidamente as escadas e eu segui atrás dela.
- Daniela, meu amor por Deus! Você precisa acreditar em mim, por favor!
- Me esqueça Michael! Me deixe em paz!!

Não consegui alcançá-la e a perdi de vista. Eu estava fodido! Vi a minha mulher indo embora, por aí, a noite, não sei pra onde. A lembrança dos seus olhos amedrontados e cheios de raiva de mim não saiam da minha cabeça. Tudo por causa de Pina, foi aquela desgraçada que havia armado tudo isso juntamente com Lisa. Subi diretamente para o apartamento feito um louco, não estava em meu santo juízo, não mesmo! E pra piorar, Pina saiu do apartamento ao lado, a maldita estava lá o tempo todo!

- Achou que iria me dopar com seus remedinhos é, Michael Jackson?- disse entrando sem pudor no apartamento, enquanto Lisa ainda estava lá
- Foi você não foi? Você mais essa vagabunda da Lisa que fizeram tudo isso!
- Michael acalme-se querido...
- NÃO OUSE TOCAR EM MIM LISA!- ela se assustou com meu grito e se encolheu em um canto
- E você, desgraçada!- fui andando lentamente até Pina, vendo a se afastar de mim dando passos para traz- veja no que transformou minha vida: em um monte de merda! Me tirou o amor do meu filho que não é filho seu porra nenhuma! Chantageou minha família e fez com que a minha mulher acreditasse que eu estou a traindo! A troco de quê está fodendo com a minha vida Pina?

Fui chegando cada vez mais perto até parar a dois centímetros dela. Pude ver a cara de medo que ela estava

- Michael...
- Diga Pina!!- segurei agora o seu pescoço com as minhas duas mãos- diga qual foi a merda que eu te fiz pra você querer acabar com a minha vida!!

Eu estava tão furioso que comecei a exercer pressão em seu pescoço. Ela arregalou os olhos e segurou meus braços tentando se soltar

- O que foi? Cadê aquela Pina astuta que eu conhecia?? Onde está aquela mulher nojenta que eu tive a infeliz oportunidade de comer?? Hum?? Cadê aquela vagabunda que abre as pernas pra qualquer um por dinheiro?  Está sem suas defesas agora, Pina??- apertei ainda mais sua garganta, vendo meus dedos se avermelharem pela força. Neste momento, Lisa observava tudo de canto e começou a juntar suas coisas, saindo depressa do apartamento.

- Michael....- ela dizia com dificuldade, já sentindo o ar lhe faltar.

Eu poderia matá-la agora mesmo de tanto ódio que eu estava sentindo dela, mas o Michael que sou, o Michael educado pela doce Kath, o Michael que crê em Deus, nunca faria uma coisa dessas nem mesmo com um inseto! Soltei seu pescoço, e ela caiu no chão, recuperando o ar que eu a privei.

- Você acabou com tudo que era mais importante pra mim Pina, e eu juro por tudo o que é mais sagrado, que vou te devolver na mesma moeda!

Saí batendo a porta. Deus que pesadelo sem fim! Onde estará a minha Daniela?? Será que definitivamente ela irá me deixar? Não, ela não pode fazer isso! Ela precisa me ouvir, acreditar em mim! Entrei naquele carro e comecei a procurá-la, sem sucesso! Onde ela poderia estar? Sozinha! Fui direto pra casa, John me recebeu me vendo naquele estado.

- Meu Deus Michael, o que ouve!?
- Minha vida acabou John, acabou!
- Como assim??? O que está dizendo?
- Daniela não voltou pra casa, não é?
- Não, achei que voltariam juntos! Onde ela está??
- Me deixe entrar, lá dentro te conto tudo.
- Tudo bem, venha, me deixe te ajudar.


Capítulo 16

DANI

O mundo inteiro pareceu ter caído em minha cabeça. Essa tempestade pareceu ter devastado toda a minha vida. Não tenho direção, rumo ou qualquer tipo de condição pra pensar em como será minha vida agora. A cena a alguns instantes atrás está gravada na minha cabeça, como um pesadelo sem fim. O meu marido, pai dos meus filhos, a quem eu entreguei toda a minha vida, toda a minha confiança, todo o meu amor, acaba de partir meu coração em mil pedaços, e eu não sei como isso foi acontecer.

Bruno está dirigindo meu carro agora, estou no banco do passageiro, olhando para o nada, tentando achar respostas, explicações do porque eu estar sofrendo tanto ultimamente. Porque Michael fez isso comigo, meu Deus? Porque?? Tantas coisas passamos juntos, tantas coisas compartilhamos...eu começava a pedir agora para Deus me ajudar a tirá-lo da minha cabeça, porque ainda assim, eu o amava, esse amor crescente que agora só me torturava.

- Dani??
- Sim...- Bruno me tirou dos devaneios
- Estamos indo para o hotel onde eu moro, você fica lá até se acalmar
- Ta bom...
Chegamos em seu apartamento naquela hora da noite, minha cabeça explodia de tanta dor, logo Bruno veio com copo d’água e um comprimido. Já acomodada no sofá, ele se sentou perto de mim.
- Dani, eu...eu sei o quanto está sofrendo, e não vou pressioná-la para me contar o que houve e...
- Michael está me traindo Bruno! Eu só constatei o que essas fotos estavam me dizendo...
- Mas como pode!?
- Não sei como ele pode fazer isso Bruno...
- Quer me contar?
Passei os próximos minutos contando a ele tudo o que havia acontecido. Bruno estava aturdido! Ele fazia uma cara querendo entender tudo, parecia que as coisas não se encaixavam na cabeça dele.
- Dani, me perdoe, mas está difícil de acreditar que o Michael faria isso com você!
- E porque?
- Não sei, parece que eu sinto...
- Virou sensitivo agora Bruno? Tss
- Não! Só está parecendo tudo tão estranho...aquele dia na confeitaria, se eu tivesse insistido com as minhas investidas em você, Michael certamente teria me dado uma porrada! Um cara como ele, não se arriscaria do jeito que se arriscou me colocando pra correr! Ele não teve medo de eu denunciá-lo, de eu levar essa situação nos tablóides...
-E o que isso tem a ver?
- Tem a ver que o cara só faz isso quando tem loucura pela sua mulher! Foi isso que ele me passou aquele dia, que é louco por você, Daniela!
- Eu acreditei nisso durante dois anos da minha vida Bruno! Estive com ele nos seus piores e melhores momentos, tivemos um filho, dei-lhe toda a força contra o seu vício, deixei por um tempo a minha carreira, tudo por amor a ele, pra quê? Pra ele em enganar como fez...
- Certo- ele suspirou e continuou- Vocês precisam conversar!
- Eu não quero!
- Dani, ele é seu marido, você tem o seu filho ainda naquela casa, terá que vê-lo de qualquer jeito!

Era verdade. Prince ainda estava lá, a minha vida inteira ainda estava lá, mas e agora? Pra lá eu não volto! Mas onde eu ficaria? Só de pensar em ver Michael novamente, a cena dele e de Lisa nua, agarrados naquele apartamento volta a minha mente, começando a me enjoar, enjoar tanto que não consigo segurar, corro para o banheiro.

- Preciso ir ao banheiro!
- É logo...- ele não termina quando me escuta vomitando- Ta tudo bem?
- Só pensar na cena que vi Bruno, meu estômago se embrulha!
- Nossa! Cuidado para não adoecer desse jeito Dani!
- Pode deixar...eu, você tem razão! Eu preciso voltar a Neverland, pegar as minhas, meu filho e sumir de vez dali!
- E onde vc vai ficar?
- Em qualquer hotel, pelo menos para passar a noite, depois me viro...
- Olha, eu moro sozinho aqui e...
- Bruno!
- Não, não por favor! Não pense que quero me aproveitar da situação! Eu...eu te amo sim, não nego! Mas sei que eu já perdi o lugar no seu coração há muito tempo! Eu só quero te ajudar, de coração! Ainda sinto remorso pelo sofrimento que te causei, deixe eu me redimir, te ajudando!
- Você está sendo muito legal comigo! Eu sinto muito pela nossa relação não ter dado certo Bruno, eu não tenho mais mágoa nenhuma de você, de verdade! Mas, por mais que meu coração esteja totalmente destruído, eu ainda amo o Michael!
- Eu sei disso! Obrigado por me perdoar! Pode ficar aqui o tempo que for com seu filho, até você e o Michael se acertarem, ta bom!
- Ta bom, obrigada mesmo! Me acompanha até a minha ca....é, até Neverland?
- Claro!

Seguimos até a minha casa, ou melhor, antiga casa! Minhas mãos estavam trêmulas e geladas feito neve, eu estava nervosa, eu iria vê-lo, iria pegar meu filho, minhas coisas, sair de lá, me separar dele, meu Deus!!! Eu nunca pensei que fossemos um dia chegar a esse ponto. Eu não quero, juro que não! Mas como ficar debaixo do mesmo teto com uma pessoa que me enganou? Não dá...mais uma vez, eu estaria saindo de Neverland, só que dessa vez, acho que será definitivo.

Cheguei e rapidamente abriram os portões. Fui recebida pelo John me abraçando.

- Oh meu Deus Daniela! Michael está louco de preocupação, que bom que voltou pra casa, suba, tome um banho, direi para Grace preparar alguma...
- Não John, eu não voltei pra ficar!
- Como assim??
- Michael já deve ter lhe contado não é? Vim buscar meu filho e minhas coisas!
- Mas Dani...
- Por favor John, me deixe acabar logo com isso!

Subi as escadas deixando John falando sozinho. Pude ver do fim do corredor que Michael estava andando de um lado para o outro no quarto com o telefone nas mãos, certamente estaria me ligando inúmeras vezes sem sucesso. Parei no meio do corredor quando ele me viu, veio correndo até mim querendo me abraçar, mas eu me afastei.

- Meu amor! Onde você estava..
- Pare! Me dê licença!- disse passando por ele e entrando no quarto
- Dani, meu amor por Deus, me deixe falar!- ele dizia enquanto eu ia socando minhas roupas em minha mala- o que está fazendo?? Daniela, pelo amor de Deus, me responda!- eu já chorava, mas não o respondia, até que ele me segurou me fazendo parar de arrumar minhas coisas- Estou pedindo pra me responder!!!
- Pois eu não quero falar com você!- soltei bruscamente meu braço- Vim pegar um pouco das minhas coisas e meu filho!
- Amor, você não pode fazer isso! A gente precisa conversar! Eu preciso te dizer que...
- Dizer o que Michael?? O quê??
- Eu não fiz nada daquilo! Foi uma armação!
- Tss...certo! Ela estava nua na sua frente e foi armação??
- Sim!!! Eu cheguei e ela já estava lá!
- E as fotos!?- vi ele passando a mão na cabeça de nervoso, o que me irritou mais ainda!- Diga Michael, como pode explicar aquelas malditas fotos?
- Foi tudo armação também Dani....
- Olha chega! Nada do que você está tentando me explicar está ajudando!- terminei de fechar a mala e fui saindo- Vou pegar o meu filho, Michael, e ir embora daqui! Espero que realmente pense no que fez se realmente valeu a pena jogar fora tudo o que vivemos juntos....
- Daniela, não!!- ele me abraçou de frente me impedindo de sair- Eu não posso deixar você ir, me deixar falar, meu amor eu te amo! Eu não seria capaz nunca de te trair! Por favor, acredite em mim, vamos nos acalmar, estamos os dois nervosos!
- Por favor, me solte! Pare de me fazer sofrer tanto, pare!- supliquei temendo não resistir ao seu abraço. Ele me olhou bem dentro dos olhos, seu rosto estava banhado pelas lágrimas, então, segurou firme meu rosto e me tomou um beijo, tentei protestar, mas sua língua invadiu minha boca ousadamente e não fiz outra coisa a não ser retribuir seu beijo. Aos poucos ele me soltou, seus braços se afrouxaram em mim, dando lugar agora a uma carícia deliciosa em meu corpo.

- Eu nunca, NUNCA seria capaz de trair a sua confiança! Tudo o que estamos passando faz parte de uma grande armação, tão bem feita que está te deixando surda pra tudo o que estou tentando te explicar! Tudo bem, você quer ir embora, eu não quero deixá-la fazer isso, mas está me doendo muito mais vê-la tão nervosa e magoada como agora. Vai! Mas não pense que eu desisti, porque depois desse beijo Daniela, eu sei que moro e ainda vou morar pelo resto da sua vida em seu coração! Eu te amo e vou atrás do que for pra te mostrar que isso não mudou e nunca vai mudar!

Suas palavras me cortaram o coração. Eu poderia acreditar em tudo, porém como ele mesmo disse, eu estava surda! Surda porque tudo o que aconteceu a horas atrás ainda insistia em ficar na minha cabeça. Saí de seus braços, sentindo meu chão sumir.

- Eu...eu vou pegar Prince!
- Me diga onde vai ficar!
- Hotel Caribe, quinto andar, apartamento 312, estarei lá, pode ir ver Prince!
- Eu vou, vou ver vocês dois! Tchau amor, se cuida ta bom!
- Você também!

Virei as costas sentindo o peito arder de tanta dor. Peguei meu menino que estava dormindo e rumei para meu carro onde Bruno estava me esperando. Acomodei Prince no banco de trás, e mais uma vez eu desabei a chorar. Bruno rapidamente saiu dali nos levando até o apartamento dele. Me instalei em um dos quartos do apartamento, colocando Prince junto comigo na cama para dormimos, o cansaço era tanto que demorei nem 5 minutos para fechar meus olhos. O que aconteceria agora? Michael me traiu....ou não? Deus.....



Capítulo 17


MICHAEL


Acordei como se tivessem passado milhares de tratores em cima de mim. Ao meu lado, não havia mais a minha pequena para eu abraçar nas noites frias, para eu acomodá-la em meu peito no meio da noite sem que ela percebesse, para eu sentir suas mãozinhas acarinhar meu peito, me abraçando por traz, depositando um beijinho em minhas costas...não havia mais.

Mais uma vez, eu a vi indo embora da minha vida. Eu tentei tanto explicar as coisas, mas meu estado de nervo era compatível com o dela e não consegui dizer tudo o que eu queria. Se eu tivesse contado a ela daquele dia na biblioteca, Deus era só eu ter falado! Mais eu não fiz por mal, eu só não queria aborrecê-la com mais alguma coisa...Agora estou sem ela e sem meu filho aqui....mas ainda não acabou, e melhor, nem vai acabar! Eu só preciso ter como provar o que essas vadias armaram, aí sim eu mostrarei tudo a Daniela e ela vai voltar pra mim.

Me levantei já tarde da cama, a vontade era mínima, mas eu tinha uma coisa a fazer, ir ao apartamento em que ela está. Onde será isso? Será que é de alguma amiga? Mas ela não tem amigas aqui....mas também, para quê saber disso agora? Eu precisa ir atrás dela, provavelmente ela esteja lá, com Prince ela não iria trabalhar com certeza.

- Oi John...
- E aí cara....
- Tem algo pra fazer agora?
- Não, o que manda?
- Me leve até este endereço
- O que é?
- O apartamento em que a Daniela disse que estará...
- Michael...não acha melhor esperarmos um pouco? Olhe seu estado! Ainda estão com os nervos aflorados! Desse jeito brigarão outra vez!
- Eu não posso John! Ontem eu vi minha mulher e meu filho me deixando por culpa daquelas duas....ah, eu nem consigo mais falar! Por favor, me leve lá! É o que eu te peço!
- Ta bom, não vai nem comer?- Jonh e seu jeito mãe!
- Não...vamos!

Ouvi ele suspirar enquanto eu ia em direção ao carro, ele sabia que quando eu queria uma coisa, tinha que ser naquela hora! Rumamos até o endereço que ficava a uns 30 minutos da minha casa. O prédio não era tão luxuoso, mas também não o mais simples, fiquei me perguntando,o porque dela ter ficado aqui? Quem ela conhece que mora aqui? Bom, entrei e pedi para subir até o apartamento.

- Olá, bom dia! O que deseja?
- Olá, é eu preciso ir até este apartamento
- Certo, como é seu nome?
- Michael!
- Ok...só me deixe avisar o proprietário...
- Proprietário? Bem, eu não avisei ninguém que vinha, é uma visita mesmo
- Tudo certo, só um instante...Bom dia SR. Bruno, o Sr Michael está aqui embaixo....sim, Michael! Disse que é uma visita....certo, estou mandando subir!

SR. Bruno??? O único Bruno que eu conheço é aquele moleque patife ex-namorado da Daniela, não é possível que ela esteja aqui!!!No apartamento dele??

- Pode subir senhor!
- Obrigado!

Fiz sinal para John me esperar e rumei rapidamente ao elevador. “Meu Deus será que a Daniela fez isso?? Será o mesmo Bruno que eu to pensando!?” Eu martelava dentro do elevador. Parei em frente a porta do apartamento e apertei a campainha, e tudo o que eu pedia para não ser, era! Bruno, o ex-namorado da minha esposa abriu a porta e ela estava dormindo no apartamento dele!!

- Oi Michael...
- Posso saber que porra minha mulher está fazendo dormindo com meu filho no seu apartamento???- Falei já cuspindo toda a minha raiva e ciúme por vê-lo ali
- Cara, calma...
- Calma??? Então é isso, aproveitou do momento infeliz que estamos passando pra se aproveitar da Daniela, é isso??
- Claro que não! Entra aqui, vamos conversar!
- Onde está ela?- entrei logo a procurando
- Está na confeitaria e fale baixo, seu filho dorme no quarto!
- A minha mulher está realmente dormindo aqui!?? Mas é demais pra minha cabeça!! Como ousa chegar perto dela...
- HEYY!! Já falei pra ter calma! Eu fiz nada com a Daniela não! Senta aí e me deixa te contar tudo!

Eu estava fervendo de raiva desse moleque, mas me sentei, não iria adiantar nada brigar, mas eu queria saber, TIM TIM por TIM TIM, porque ela está aqui! Me sentei e ele se sentou na minha frente

- Comece, por favor!
- Bem, ontem, eu fui até a confeitaria...
- Outra vez??
- Vai me deixar falar ou não?
- Fale!
- Certo, como ia dizendo, eu fui até lá, mas já estava na hora do fechamento. Ela estava nervosa eu pude perceber, mesmo assim me deixou entrar e comer alguma coisa. Assim que uma funcionário dela, acho que se chama Sophie...
- Sim, Sophie!
- Isso mesmo! Essa moça ia embora, quando voltou e lhe entregou um envelope nas mãos da Daniela, disse que um rapaz tinha deixado pra ela. Foi esse envelope que ele deixou, olha.

Peguei o envelope em minhas mãos e pude ver as fotos malditas e um bilhete, escrito pela própria Lisa. Apertei aquele bilhete em minhas mãos contendo a minha raiva e Bruno continuou

- Não estão todas aí, eram várias! A Daniela ficou em prantos, de uma forma que eu nunca tinha visto. Tentei acalmá-la, mas ela só chorava e gritava que você tinha a traído...
- Meu Deus....- só pensar o dor que a minha Dani sentiu nesse momento, meu peito doía
- Ela saiu feito um jato de lá, falando que ia atrás de você tirar essa história a limpo, o resto você já sabe...
- Puta merda...- me levantei, virando minhas contas, já sentindo as lágrimas descerem pelo meu rosto
- Cara, me responde uma coisa, você realmente fez isso?
- Mas é claro que não!- falei me virando rapidamente- Eu nunca trairia a Daniela!
- Mas então o que foi tudo isso!?
- Nós tínhamos planejado desmascarar Pina, bolamos um plano...
- Sim, ela me contou o plano
- Então, o problema é que quando cheguei lá, Lisa já estava, e nua! Me agarrou, tentando me beijar, e bem nessa maldita hora a Dani apareceu e entendeu tudo errado!
- Nossa...mas, e essas fotos??
- Essas merdas dessas fotos!  Tudo faz parte da armação da Lisa! Um dia desses, eu tinha ido até uma biblioteca, fui comprar alguns livros pra Daniela, para nossos filhos, e a Lisa apareceu lá. Ela tentou pegar um livro no alto, fingiu se desequilibrar e torcer o pé, ela me pediu para eu pegá-la no colo, pois não conseguia andar...eu acreditei em tudo! Só agora caiu a ficha que tudo não passou de uma armação. Deveria ter alguém batendo essas fotos e eu nem percebi! O meu erro foi não ter contado desse episódio pra Daniela, ela até me perguntou se eu havia visto Lisa e eu disse que não!
- E porque fez isso??
- Porque ela estava mais calma, eu e Prince tínhamos feito uma festinha surpresa pra ela naquele dia, ela estava tão feliz, pudemos esquecer tudo que estávamos passando, não queria deixá-la nervosa com mais essa!
- Então já entendi tudo, é justamente por isso que ela está custando a acreditar em você, porque ela te perguntou e você garantiu a ela que não tinha visto Lisa. Tudo deve estar virado nos avessos na cabeça dela!
- Mas ele precisa acreditar em mim cara! Ela sabe que eu nunca faria nada disso com ela, ela sabe...
- Calma cara, senta aí....
- Porque está fazendo tudo isso?? Porque está me ouvindo? Me pedindo calma, porque está com Daniela em seu apartamento?? Eu não esqueci o xaveco que você deu nela! Me diga, qual é o seu interesse nisso tudo??
- Olha Michael, eu vou ser sincero com você, eu amo a Daniela!
- Como??- mas que moleque!
- Sim eu a amo e ela sabe! Eu pedi perdão a ela por tudo o que eu fiz a anos atrás, e pedi perdão por aquele episódio na confeitaria que causei. No seu lugar eu faria o mesmo, me botaria pra correr! Mas por mais eu a ame e me arrependa de tudo o que fiz com ela, é por você que ela chora! É você que ela ama mesmo magoada, mesmo se sentindo traída e não há nada que eu possa fazer pra mudar isso. Tudo o que quero agora é vê-la feliz, de um jeito que eu fui incapaz de fazer um dia, e sei que só você é capaz de trazer felicidade ao coração dela! Eu acredito em você Michael, em tudo o que disse! De cara eu já vi que essas fotos estão estranhas, não estão espontâneas como um casal feliz! Eu juro, não estou com segundas intenções para cima dela!
- Você me garante? Porque se estiver mentindo, arranco seus dentes!
- Fique tranqüilo! Estou te garantindo, no que eu puder ajudar vocês dois a se acertarem eu farei! Tem um aliado agora!

Sei quando as pessoas mentem pra mim, e esse cara não estava dessa vez! Basta olhar em seus olhos, em todo momento ele me passou sinceridade. Ciúmes? Lógico! Ele ainda ama a minha mulher, e não tem como não ter ciúmes ouvindo isso. Porém, ele me recebeu aqui, me deixou entrar e está sendo honesto comigo, disposto a me ajudar.Por um instante, me senti arrependido de tê-lo colocado pra correr aquele dia, mas o que poderia fazer? É a minha garota! Acredito que qualquer homem apaixonado faria isso!

- Cara, eu te agradeço! Não sabe como estou desesperado sem ela na nossa casa. Eu...eu a amo! Você já deve ter percebido!
- Muito! RS
- Então, agora eu não sei como faço pra provar isso a ela! Você me ajuda a convencê-la a voltar pra casa?
- Claro! E fiquei tranqüilo não vou contar que você veio aqui!
- Por favor, ela do jeito que está pode ficar brava. Posso ver o meu filho?
- Cara, fica a vontade, ele está dormindo na cama da Dani.
- Obrigado!

Entrei e vi meu principezinho deitadinho, dormindo. Tive dó de acordá-lo, mas eu precisava dar-lhe um abraço, cheio de saudades! Ele logo acordou e sorriu quando me viu!

- Papai!!
- Oi meu amor!! Como você está, hum?
- Bem, que lugar é esse!?
- Você está na casa de um amigo da mamãe filho!
- Nós vamos embora agora?
- Não meu bem...- disse já sentindo meus olhos aguarem- ainda não, ta bom!
- Cadê a minha mãe?
- A mamãe está trabalhando, logo ela volta ta bom! O papai precisa ir agora...
- Não!!
- Ohh meu filho, quer que o papai fique aqui até você dormir?
- Quero, quero meu leite!
- Ta bom, eu vou fazer!

Voltei para a sala e encontrei novamente Bruno, me olhando com pesar por me ver com os olhos lagrimados.

- É, será que eu poderia usar a sua cozinha? Meu filho acordou, está querendo leite...
- Por favor!- me deu passagem para eu fosse até a cozinha

Fiz a mamadeira do meu pequeno e dei a ele. Logo ele pegou no sono novamente, dei um beijinho em sua testa e fui embora, com o coração partido por deixá-lo ali. Na saída, pedi desculpas a Bruno por aquele dia, eu não iria conseguir ir embora sem isso! Me alivia saber que ela está bem, que ele cuidará dela pra mim, mas aumenta a minha dor tê-la longe dos meus braços, dos seus beijos, de tudo....Eu só precisava achar um jeito de provar toda essa merda que a Pina começou, e eu vou achar!



Capítulo 18
DANI

Dormir fora da minha casa, em uma cama que não era minha, sem o calor do meu marido....foi horrível! Prince dormiu junto comigo, a presença dele aliviou a falta que Michael fez essa noite. Agora, a minha cabeça estava tão confusa, meu coração estava tão cheio de dor que eu não sabia mais que rumo tomar. Como um estalo, me lembrei que ainda tenho meu trabalho e meu filho pra cuidar, já que por hora, acabo de perder meu marido e meu filho Omer! Devo ter feito algo muito ruim na minha vida passada pra estar sofrendo agora tudo isso! Deixei meu anjinho e me arrumei para trabalhar. Na cozinha, encontro Bruno acordado.

- Bom dia, conseguiu dormir?
- Bom dia! Quase nada Bruno....
- Come alguma coisa antes de sair
- Estou sem apetite!
- Dani, por favor! Não pode adoecer! Olhe, eu sei fazer café, acabei de fazer! E também comprei pães quentinhos na padaria! Não é um café como aqueles que você fazia, mas dá pra não morrer de fome!
- Você é hilário!rsrsrsrs- consegui rir um pouco- Vou comer então

Fiz meu pão e me servi de um pouco de café fresquinho. Dei a primeira mordida no pão italiano que Bruno comprou, estava quentinho, macio, degustei sentindo minhas papilas gustativas gritarem em minha boca! Foi como se eu não comesse a dias! Logo, cortei mais um pedaço!

- Pra quem não estava com fome!rsrsrs
- Shiu Bruno! Rsrsr

Abocanhei a fatia grossa de pão, quando logo em cima do lixo, estava aquele envelope, contendo todas as fotos de Lisa e de Michael. Rapidamente, me lembrei delas, de Lisa, do hotel, do plano, de toda a merda! E como da primeira vez, meu estômago se apertou, se embrulhando, me fazendo ter uma vontade fora do comum de vomitar, corri pro banheiro!

- De novo Dani??
- Não posso me lembrar disso Bruno, me da tanto nojo que sinto uma vontade imensa de vomitar!- disse voltando zonza para a mesa
- Vou tirar essas fotos daqui, não se preocupe!
- Bom, chega de comer! Preciso ir, Prince daqui a pouco irá acordar, se ele pedir leite, pode dar a ele?
- E como eu faço isso!?
- A mamadeira está em cima da pia e o chocolate na bolsinha dele, é só misturar e esquentar!
- Bom, ta bem! Se é simples assim!
- Rsrsr é sim! Obrigada por tudo Bruno, mesmo!
- Sabe que faço de coração! Estou indo para a redação também, quer uma carona?
- Não obrigada, eu vou sozinha, mas obrigada!
- De nada, até mais tarde!
- Até!

Segui para o meu trabalho, é era a primeira vez que estava indo até lá sem vontade nenhuma! Passaria quase toda a manhã lá, mas antes da hora do almoço eu iria voltar, Prince está sozinho, tenho que ficar com ele. Ainda mais porque ele me fará uma porção de perguntas, vai estranhar onde está, já estou me preparando. Passei o dia clamando a Deus para que Michael não aparecesse na confeitaria, eu não estava preparada nenhum pouco para outra discussão, para outro momento de dor. Graças ao meu bom Deus ele não veio, mas o conheço, deve ter se segurado para não ir!

Voltei ao apartamento e meu bebê ainda dormia, achei estranho porque nunca dormia tanto tempo assim. Cheguei perto dele e o acordei.
- Filho?
- Oi mamãe!
- Ta tudo meu amor? Você dormiu bastante!
- Estou...
- Vem, vamos levantar- disse o carregando e levando para a sala- deve estar com fome, já tomou o seu leite?
- Sim, o papai já me deu!- estremeci ao ouvi-lo dizer isso
- O que Prince?
- O papai fez meu leite!
- O papai esteve aqui?
- Sim, porque estamos aqui mamãe? Eu quero ir pra casa!
- Ohh meu Deus...é uma história longa meu amor, a mamãe precisou sair da nossa casa...
- A gente nunca mais vai voltar?
- Eu...eu não sei Prince! Depois conversamos sobre isso, ta bom?
- Ta bom!

Não consegui explicar pro meu filho o porque de estarmos em outra casa, o que eu iria dizer? A minha vontade era de voltar correndo pra lá! Mas toda a situação me impedia, e se Michael está mentindo, e se está dizendo isso pra concertar o erro que fez!? A Deus, minha cabeça não consegue chegar a um raciocínio!! Eu precisava me acalmar, precisava me manter concentrada, a gente ainda precisava conversar, como ficariam as coisas agora, iríamos nos separar?
Fiquei a tarde com meu pequeno, ele esqueceu um pouco suas perguntas o que me aliviou, já que eu não iria conseguir responder nenhuma mesmo! Ficamos deitados e comendo como dois gordinhos, e em todo momento, eu só queria que Michael estivesse junto a nós...Ouvi a porta se abrir, era Bruno chegando do trabalho.

- Olá! Oi Prince!
- Oi...quem é mamãe!?
- É amigo da mamãe, o nome dele é Bruno!
- Pode me chamar de tio Bruno!
- Oi tio Bruno!! Mamãe, vou pegar meu urso!
- Vá lá....

Prince correu para o quarto, enquanto eu e Bruno ficamos na sala, fiquei o olhando retirar seus sapatos, colocar sua mochila em cima do sofá e se acomodar em cima do mesmo.

- Que foi?
- Não tem nada para me contar?
- Contar?....não!
- Bruno, eu sei que Michael esteve aqui! Prince me contou que ele fez a mamadeira dele- vi ele suspirar e começou
- É ele veio sim!
- E não ia me contar?
- Dani ele me pediu!
- Por quê?
- Achou que você ficaria brava
- Tsss
- Dani, vocês precisam conversar, é sério!
- Vocês conversaram?
- Sim!
- E o que??
- Já está querendo saber demais!
- Ahh mais me conte agora Bruno!
- Ai ai ai!! Ele me contou tudo o que aconteceu, disse que tudo foi armação, tanto as fotos, como a Lisa pelada no Hotel!
- Isso ele já me falou!
- Pois é, e quer saber? Eu acredito nele!
- Ahh é??
- É sim! Acredito que vocês dois foram vítimas dessas duas!
- Certo, mas e as fotos, como ele explicou essa armação??
- Ele encontrou Lisa por acaso, no dia em que foi avisar da sua ausência na confeitaria. Ela se fingiu, disse que tinha torcido o pé quando, ia pegar um livro, porque estava num lugar muito alto, bla bla bla...Michael caiu na dela! Com certeza tinha alguém batendo essas fotos deles!
- Mas porque ele não me contou?? Eu perguntei pra ele se...
- Porque ele disse que vocês estavam bem, e até fizeram uma festinha! Ele não achou nada de mais esse episódio, afinal ela não deu em cima dele na caruda!
- Aii Bruno,não sei...
- Dani, eu sei que o choque de tudo o que você passou até agora, foi imenso! Mas por favor, quando estiver mais calma, dê a ele uma chance de se explicar, só uma chance! Você o conhece melhor do que eu, irá saber se ele estiver mentindo pra você ou não, certo!
- Tudo bem, mas agora eu não consigo!
- Tudo bem, mas faça isso e não demore muito, certo? Demorei pra reconhecer do teu amor e te perdi, não perca Michael! Bom, vou sair, preciso estudar um pouco, vou neste café da esquina, é um lugar tranqüilo pra quem quer estudar!
- Ta bom...ainda continua gravando você estudando?
- Lógico, só assim pareço que estudo de verdade, RS! Tchau!- me beijou a face e saiu

“Demorei pra reconhecer do teu amor e te perdi, não perca Michael”, essa frase se repetia em minha mente. Bruno ainda me amava, e eu me sentia mal por isso, pois não posso correspondê-lo a altura. Será que eu devo dar essa chance para Michael se explicar? Em meio a tantos pensamentos, senti minha cabeça se apertar e logo uma dor de cabeça veio latejando e senti molhar a minha calcinha. Tomei um comprimido, afim de melhorar a dor e fui ao banheiro, constatei sangue manchado no tecido.

- Nossa, mas eu já menstruei!- corri para pegar minha cartelinha de anticoncepcionais- Mais está tudo certinho...ah não, me esqueci de tomar esse, droga! Que dor infeliz...

Um arrepio correu pelas minhas costas. Comecei a juntar: Meus enjôos, essa dor de cabeça, esse sangue fora de hora, será que....será que estou....grávida!??

- Deus!! meu Deus será??
Peguei minha bolsa e Prince rapidamente.
- Mamãe, onde vamos??
- Até uma farmácia filho!!
- Porque???
- Depois a mamãe te explica, precisamos correr, venha!

Meu Deus do céu! Será que eu posso estar grávida, e essa altura do campeonato??? Com tudo isso acontecendo!!??? Eu rezava pra Deus para me manter calma!!! Pois não deu certo, já que eu dirigi feito louca atrás de qualquer farmácia! Com óculos escuros e lenço na cabeça, comprei rapidamente o melhor exame de gravidez que havia ali. Voltei na mesma velocidade, Prince ria com a minha correria, pra ele era festa!

Entrei de sopetão no apartamento, rumando diretamente para o banheiro. Segui as recomendações do aparelhinho e esperei o que pareceu horas infernais aquele exame dar algum ar da graça, até que começou a aparecer.

- Um risquinho.....dois risquinhos, ai meu Deus!....três ris, quatro, cinco risquinhos!! EU ESTOU GRÁVIDA!!!

Eu chorava e ria ao mesmo tempo! Eu estava mais uma vez grávida, estava esperando mais um anjinho do homem que eu amava, o tempo parou em minha volta, e em meus ouvidos, começo a ouvir a voz doce de Michael, dizendo as seguintes palavras Promete amor, que ficaremos sempre juntos, Que sempre vamos manter o nosso amor contra toda maldade contra nós?”

Nós prometemos isso, um ao outro e eu estava descumprindo! Bruno tinha razão eu teria que ouvi-lo, eu..eu na verdade que tenho que ir atrás dele! Deveria pedir perdão por ter desconfiado dele, nós vamos ter um bebê e eu o amo! Eu amo com todas as minhas forças! Michael nunca fez isso comigo, nunca me traiu, no fundo eu sei disso! Chega dessa frescura! Nem um dia, esse é tempo que consegui ficar longe dele! É o seu homem Daniela, vá atrás dele antes que se torne tarde de mais!

- Prince, vem amor!
- Vamos sair de novo?- me perguntou bravinho
- Vamos ver o papai!
- Obaaaa!!!

Na hora seu rostinho mudou. Meu filho apesar de não entender nada do que estava acontecendo, podia sentir tudo. Eu iria acabar desse sofrimento de nós três agora mesmo, vou voltar pra minha casa, para o meu marido, que é de onde eu nunca deveria ter saído! Dirigi, mesmo sentindo a minha cabeça latejar de dor até Neverland, reconheceram meu carro e logo abriram os portões, John, como sempre me recebeu, me vendo chorando e rindo ao mesmo tempo, sem entender me abraçou, suspirando o que parecia aliviado

- Dani....
- Olá John!
- Aconteceu alguma coisa??
- Sim , aconteceu sim! Michael, eu preciso falar com ele John!
- Ele não está, foi na casa da dona Kath, mas eu ligo e ele volta imediatamente! Posso dizer que vocês estão aqui?
- Deve! Ah, por favor John, tem algum analgésico pra dor de cabeça aí? Estou explodindo!
- Claro! Eu levo pra você...fique a vontade!
- Posso ir pro meu quarto, mamãe?
- Vai meu amor, estarei no quarto, John!

Subi e esperei meu amor chegar. Fui para o meu quarto, confesso que antes passei no quarto de Omer, mas ele não estava. Eu tinha tantas saudades contidas dos nossos momentos, mas pousei minha mão em minha barriga e logo eu sorri de novo, ali tinha mais um anjinho meu e do Michael e agora eu só queria contar isso a ele.

Tomei o remédio que John me entregou e acabei pegando no sono, Havia se passado 20 minutos e ainda Michael não chegou, resolvi me deitar em nossa cama relaxar a minha cabeça. Me deitei onde Michael dorme, e contemplei seu cheirinho de baunilha que eu tanto amava. Não sei quanto tempo se passou, mas ouvi seus passos ligeiros na escada, já sabendo que ele estava pulando de dois em dois degraus como sempre fazia, ri sentindo meu coração acelerar de ansiedade. Abriu a porta e me viu deitada em nossa cama.

- Oi....
- Oi Michael....

Fechou a porta e chegou devagarinho até a beira da cama. Pronto, agora eu acabaria com toda essa angustia, esse sofrimento, essa dor de ficarmos longe um do outro. Logo eu acabaria com toda a desgraça que tentaram contra nós, mas as pessoas não sabem,e nem imaginam quanto amor nos rodeia! Por isso, eu iria mostrar a elas que não, não conseguiram, e nunca vão conseguir! 


***PARTE EXTRA***


Enquanto isso, Bruno tenta estudar no café, mas duas matracas em seu lado não fazem

silêncio! Vendo que não conseguiria estudar, terminaria de tomar seu café expresso e 

sairia dali, mas a conversa das duas começou a lhe interessar:

- Como está?

- Péssima né Lisa!

- Nossa calma! 

- Cadê meu dinheiro??

- Está aqui- lhe entregou um envelope- Em espécie que é para você ficar mais feliz!

- A pare de deboche! Isso é pelo risco que corri com todo esse seu plano maluco!

- Hey, espera...essa moça, é Lisa Marie!!!! Sim é ela, e essa outra deve ser a tal Pina, 

caraça, eu preciso gravar isso!- Logo, Bruno colocou o gravador bem perto delas e 

começou a gravar toda a conversa:

- Ahh Pina por favor! Nem foi tão ruim assim!

- Não foi tão ruim Lisa?? Olhe o que Michael fez em mim- ela disse retirando o lenço 

que estava em seu pescoço, mostrando marcas vermelhas ali, que com certeza foi 

Michael que as causou- Ele poderia ter me matado e você me diz que não foi tão ruim 

assim??

- Michael nunca teria coragem de fazer uma coisa dessa Pina!

- Ele ficou furioso por toda a tramóia que fizemos pra acabar com seu casamento! 

Desde as fotos que forjamos um encontro de vocês, até ele se deparar com você nua no 

apartamento! Ainda mais quando viu a mulher dele vendo tudo, ele ficou louco e 

poderia ter me matado sim!

- Foi incrível ver a cara daquela sonsa ao me ver nua agarrada no pescoço de Michael! 

Mas agora chega desse drama! Preciso de mais um favor seu!

- Nem pensar!

- Pina, eu ainda não tenho o Michael como quero! O meu objetivo ainda não é esse, 

sabe disso!

- Pra ele me sufocar de vez?? Não Lisa, esqueça!

- 50 mil dólares!

- O que??

- Isso mesmo Pina, ou melhor 60! Ao final disso tudo vc terá 100 mil dólares em 

espécie em sua mão! Vai recusar?

- Bem... por todo esse dinheiro,talvez.... vale a pena correr o risco mais uma vez!- não 

acredito!

- Sabia que aceitaria!

- O que quer que eu faça?

- Marque um novo encontro com Michael!

- Ha! Até parece né Lisa! Ele vai recusar de imediato!

- Você terá que ir lá, certo?

- Sim, preciso ver de novo o moleque, faz tempo que não vou, não dá pra enganar 

tanto tempo!

- Ok, diga a ele que quero me desculpar, que estou arrependida e tudo mais...diga que 

eu quero me encontrar com ele, dessa vez eu colocarei sonífero em sua bebida, me 

deitarei com ele, e depois digo que estou grávida, o que acha!?

- Mais que mulher maldita essa Lisa!- Bruno pensava na outra mesa

- Lisa, estou realmente com medo disso agora, não estou sentindo coisa boa nisso tudo!

- É a última coisa que eu pedirei Pina, por favor, é só isso! Depois pode sumir, é sério!!

- Certo, mas é a última coisa Lisa, a última!


-Ok, beijo honey!

Deus quanto ódio nessas duas! Elas querem mesmo destruir a Dani e o Michael, mas agora eu 

é quem vou acabar com a graça delas! Vou mesmo! Vou levar esse gravador direto para 

Michael, Dani não terá como acreditar nele!




Capítulo 19

MICHAEL

Mesmo sabendo que os meus amores estão sendo bem cuidados, não há nada que amenize a dor de estar longe deles. Sei que venho repetindo isso várias vezes, mas agora, tudo o que me importa é desfazer essa armação e buscar minha mulher e meu filho. Somente uma noite se passou, mas era como se fosse vários dias, o meu desespero é pensar até quando ela vai ficar longe de mim, se ela realmente está decidida a nos separarmos, jamais! Mesmo que ela queira e corra atrás disso, eu nunca assinarei papel algum! Somos maridos e mulher, apaixonados e vítimas do ódio das pessoas, preciso de paciência, paciência....

A única mulher que não seja Daniela, que mora em meu coração, é minha mãe. Dona Kath é a minha outra musa inspiradora, era do colo de mãe que eu precisava agora, ignorando meus quase 37 anos! Vou correr para o colo dela, como quando eu era criança e fazia várias vezes quando estava triste.

Saí rumo a casa dela. Rezei para que Joe não estivesse, por Deus só ela estava, assim eu poderia contar tudo o que havia acontecido e chorar a vontade. Depois de muitos conselhos, me encontro deitado em seu colo, sentindo seu cafuné em minha cabeça, e comendo os cookies de banana que ela fazia.

- Como fará com seus shows, filho?
- Cancelei mãe, ou melhor, eu adiei! Não estou em condições de me apresentar, não quero decepcionar meus fãs, e agora, eu preciso recuperar a minha família!- Tudo vai se encaixar Michael. Sabemos do tamanho do nosso Deus, ele uniu vocês dois e só ele poderá separá-los um dia, confie filho! Esse pesadelo está prestes a acabar!
- Estou tentando, mãe! Estou tentando....
- E Omer?
- Continua achando que Pina é a melhor mãe do mundo! Como ele pode crer tanto nisso!?
- Ele é uma criança, é tudo novo pra ele. Não podemos culpá-lo por isso...
- Não, eu não o culpo. Mas confesso que estou com medo da sua reação quando descobrir

quem é Pina de verdade
- Tem que ser forte, você e a Daniela! Sejam até o fim!
- Vou ser mãe! Tenho pele de rinoceronte, ninguém conseguirá me derrubar, esqueceu?
- Não, eu não esqueci! RS

Em meio a nossa conversa, o telefone da casa da minha mãe tocou insistentemente. Sai de seu colo para ela atender, logo minha mãe voltou com um sorriso no rosto
- Que foi??
- Era John no telefone!
- Aconteceu alguma coisa mãe?
- Aconteceu sim! Você precisa ir embora agora Michael!
- Como assim? Ai meu Deus, me fale o que houve mãe!
- Daniela está te esperando lá!
- O que???
- É isso mesmo filho! John disse que ela apareceu do nada e quer falar com você!
- Nossa....o que será que ela quer?? Será que ela vai....será que vai se separar de mim de vez, mãe?
- Você está muito pessimista Michael! Ainda nem chegou lá e já está tirando conclusões! Ande
logo e vá ver o que ela tem pra te falar!
- Você está certa, estou indo! Obrigada por tudo mãe!
- Te amo filho!
- Eu tbm!

Saí como um jato da casa da minha mãe e fiquei esperando me buscarem. Dani estava em casa! Porque? Puxa, será que Bruno contou a ela que eu fui lá e ela ficou brava? Prince mesmo pode ter contato, ai meu Deus....

Eu só queria chegar em casa o mais rápido possível. Contei os minutos até chegar em Neverland, entrei e já fui subindo direto as escadas, de dois em dois degraus para ser mais rápido! Encontrei a porta do nosso quarto fechada, abri devagar e vi a minha pequena dormindo, do meu lado na cama, feito um anjo. Me aproximei e ela acordou, me olhou com carinha de choro, mas pude ver um sorriso despontando em seus lábios. Confuso, sem saber como agir com a minha própria esposa, me sentei na beira da cama.

- Oi...
- Oi Michael....- ela disse se sentando
- John me avisou que você estava aqui, vim o mais rápido possível!
- Eu sei, eu que pedi pra ele te avisar....ai!- ela virou a cabeça bruscamente e reclamou de dor, meu instinto foi de tocá-la, saber o que ela estava sentindo, mas parei no meio do caminho,
tive receio dela não querer que eu encostasse a mão nela
- Ta tudo bem?
- Sim, é uma dor de cabeça, só isso....

Nos olhares se encontraram, eu tentava decifrar o que ela queria me dizer através de seus olhos, mas aquele silêncio infernal estava me angustiando cada vez mais.
- Eu....
- Prince me contou que você esteve no apartamento...
- É eu, só queria saber onde vocês estavam...
- Tudo bem! Bruno me contou que vocês conversaram....
- É, ele me recebeu muito bem!- mais uma vez as palavras faltaram, meus olhos instintivamente rumaram para seus lábios, estavam vermelhos, inchados, entreabertos, minha única vontade era de atacá-los agora, mas me segurei abaixando minha cabeça- Dani, eu não sei o que você veio fazer aqui, mas eu te peço uma oportunidade pra gente conversar, pra eu poder explicar tudo o que aconteceu no apartamento, eu juro que...
- Shiuu!- levou seus dedos em meus lábios, me fazendo calar. Só aquele simples toque de suas
mãos, me fez sentir a paz voltar novamente- Sabe, Bruno me contou sobre a conversa de vocês, me disse que você se explicou, e contou sobre o episódio da Lisa na biblioteca...
- Eu ia te contar Dani, eu juro! Eu só não queria....
- Eu sei! – me interrompeu novamente- Se lembra de uma promessa que fizemos um ao outro?
- Foram tantas!
- Foram sim, mas essa foi recente, nós prometemos que ficaremos sempre juntos, Que sempre vamos manter o nosso amor contra toda maldade contra nós!- rapidamente eu me lembrei dessa frase
- Eu...eu lembro sim
- Então, pois eu estou descumprindo isso!
- Como??
- Eu prometi que estaríamos sempre juntos Michael, no entanto, eu fui embora da nossa casa, te deixei, não acreditei em você! Eu estou aqui, pra te pedir perdão! Por toda a desconfiança, eu quero voltar pra casa, me perdoa Michael?

Eu realmente estava ouvindo aquilo?? A minha esposa, irredutível a um dia atrás agora me pede perdão? Suas mãos pousaram em seu rosto, escondendo o que parecia vergonha. Seu choro começou a vir, e tudo o que pude fazer é abraçá-la, apertando contra mim, com uma vontade imensa de não soltá-la nunca mais!

- Minha vida...pare com isso! Olhe pra mim- ergui seu queixo- Eu amo você! Nunca, jamais eu faria uma coisa dessas! Foi armação....
- Eu sei, eu sei disso! Eu deveria ter confiado em você, mas eu estava tão louca de raiva de ver aquelas fotos, aquele cena de você e da Lisa que....que eu não conseguia enxergar mais nada em minha frente a não ser isso! Eu te amo! Me perdoe!

Lágrimas de alívio agora banhavam meu rosto. Sorri em meio ao choro e a tomei em um beijo, apaixonado, cheio de saudade, de desespero. Eu queria levar milhares de beliscões para ver se eu realmente não estava sonhando! Parei aos poucos de beijá-la, e encostei minha testa na dela, nós ainda chorávamos, de olhos fechados, tudo o que fizeram contra nós gerou muita dor, e agora, parecia que o choro era de puro livramento. Em certo momento, ela retirou uma das minhas mãos que estavam pousadas em sua nuca e levou até a sua barriga, abri meus olhos e a olhei, contemplei seu sorriso lindo, ainda que seu rosto estivesse inchado pelo choro. Eu sei que ela estava me querendo me dizer mais alguma coisa.

- Porque me olha desse jeito?
- Não foi só por isso que eu vim até aqui....
- Então....- ela entrelaçou seus dedos nos meus, mantendo nossas mãos firmes em sua barriga.
- Existem por ai Michael, muitas pessoas como elas que nos odeiam, que acham que conseguem nos derrubar, acabar com nossas vidas. Elas tentaram, mas nem de longe, elas tem a dimensão do tamanho do nosso amor. Esse amor tão grande vida, se reflete em nossos filhos, Omer, Prince e esse aqui- disse alisando minha mão sobre sua barriga- que vai chegar daqui a pouco, para encher mais ainda de amor nossas vidas!

Abri minha boca, mas nenhuma fala foi capaz de sair nesse momento. Apertei sua barriga e comecei a rir.

- Amor, você...
- Eu estou grávida, Michael! De novo de mais um anjinho!
- Ohh Deus, minha pequena!- a abracei, enchendo seu rosto de beijos- Nós vamos ter mais um bebê amor, mais um! Eu...eu...nossa! nem sei o que dizer de tanta felicidade!! Vida eu te amo!! Te amo! Te amo! Te amo!!
- Eu também, eu também!!

Abracei-a jogando-a na cama. Grávida! Minha mulher está grávida novamente, vai me dar de novo mais um presente enviado de Deus! Estou com o coração a mil por hora de felicidade! Tudo estava voltando ao normal novamente, eu tinha a minha mulher, o meu filho, a minha família, a minha vida novamente! Isso só podia ser obra de Deus, como minha mãe disse, foi ele quem nos uniu e só ele poderá nos separar um dia. Ainda tomado pela felicidade, mas eu tinha que perguntar a ela, como soube da minha inocência nessa história toda, como ela tinha descoberto tudo.

- Meu bem....
- Sim?
- Como descobriu que eu estava falando a verdade?
- Eu não descobri! Eu sempre soube que você nunca trairia minha confiança...

Sorri de leve, aliviado por saber que minha mulher confiava em mim. Ficamos ali, por um tempo, nos beijando, nos acariciando. Eu queria amá-la ali mesmo, mas ela me impediu, estava sangrando, com a cabeça dolorida por causa da dor, a respeitei.

Ouvimos batidinhas na porta, pelo modo já sabíamos que era Prince. Abri a porta e ele pulou em meu colo, agarrei meu filho o enchendo de beijos, levando ele junto com a Dani para a cama.

- Mamãe? Papai? Vocês estavam chorando?
- Estávamos querido...
- Porque??
- Porque estamos felizes! Quer que eu conte uma novidade??
- Conta!
- Você vai ganhar mais um irmãozinho ou uma irmãzinha!
- Obaaaaa!!! E mamãe, nós vamos ficar aqui ou na casa do Tio Bruno?
- Aqui meu amor, vamos voltar pra casa!
- ÊÊÊeeee!!
- É, agora o papai vai prender vocês dois fujões aqui para nunca mais saírem! Alias, precisamos pegar as coisas de vocês lá, vamos agora!
- Ahh amor, espere um pouco!
-Nem mais um minuto Princesa! Quero vocês dois já aqui, hoje ainda!
- Ok Michael Jackson!

Esperar? Eu não podia esperar mais um minuto para tê-los de volta. Fiz os dois preguiçosos levantarem da cama e fomos direto ao apartamento do Bruno. Entramos e começamos a arrumar as roupinhas de Prince e as roupas da Dani, tudo estava ainda dentro das malas, não havia nem dado tempo dela arrumar! Estávamos terminando de fechar o zíper das malas, quando Bruno chegou e se surpreendeu de ver a gente. Olhou nossas malas, para mim, para Dani.

- Vocês....?
- Sim, Bruno! A gente se resolveu!
- Poxa, mas que notícia boa!
- Você teve um papel importante nisso Bruno, obrigado por aconselhar a minha Dani!
- Imagina Michael! Eu sabia que essa história não iria durar muito tempo, bem....estão mais calmos?
- Sim, já estávamos terminando de arrumar nossas coisas, iríamos esperar você chegar para irmos embora.
- Então, eu preciso que vocês fiquem mais um pouco, podem?
- Sim, claro! Mas...porque?
- Pode levar o Prince no quarto Dani?
- Ta bom...amor, fique só um pouquinho no quarto, a mamãe e o papai precisamos conversar com o Tio Bruno, ta bem?
- Ta bom mamãe!

Meu pequeno foi saltitante até o quarto, observamos ele fechar a porta e nos viramos para Bruno que nos olhava apreensivo.

- Bruno aconteceu alguma coisa?- Dani perguntou
- Bom, vamos sentar....antes de sair, eu ia estudar nesse café da esquina, lembra?
- Lembro!
- Então, porém foi em vão! Duas mulheres que não tem noção nenhuma, conversavam iguais duas vitrolas ao meu lado e me tiraram toda a concentração!
- E?
- E aí, que eu gravei a conversa das duas! Me interessou logo quando eu reconheci uma das mulheres, acho que vai interessar pra vocês também!

Eu e Dani nos olhamos sem entender muito bem o que Bruno estava querendo dizer, mas logo quando começou rodar a gravação, pudemos entender muito, mas muito bem do que se tratava.

“- Como está?
- Péssima né Lisa!
- Nossa calma!
- Cadê meu dinheiro??
- Está aqui, em espécie que é para você ficar mais feliz!
- A pare de deboche! Isso é pelo risco que corri com todo esse seu plano maluco!
- Ahh Pina por favor! Nem foi tão ruim assim!

Neste momento, nos certificamos que era Lisa e Pina conversando

- Não foi tão ruim Lisa?? Olhe o que Michael fez em mim! Ele poderia ter me matado e você me diz que não foi tão ruim assim??

Dani me olhou assustada ao ouvir isso, eu não havia contado a ela que quase sufoquei Pina de tanto ódio!

- Michael nunca teria coragem de fazer uma coisa dessa Pina!
- Ele ficou furioso por toda a tramóia que fizemos pra acabar com seu casamento!
Desde as fotos que forjamos um encontro de vocês, até ele se deparar com você nua no apartamento! Ainda mais quando viu a mulher dele vendo tudo, ele ficou louco e poderia ter me matado sim!
- Foi incrível ver a cara daquela sonsa ao me ver nua agarrada no pescoço de Michael! Mas agora chega desse drama! Preciso de mais um favor seu!
- Nem pensar!
- Pina, eu ainda não tenho o Michael como quero! O meu objetivo ainda não é esse, sabe disso!
- Pra ele me sufocar de vez?? Não Lisa, esqueça!
- 50 mil dólares!
- O que??
- Isso mesmo Pina, ou melhor 60! Ao final disso tudo vc terá 100 mil dólares em espécie em sua mão! Vai recusar?
- Bem... por todo esse dinheiro,talvez.... vale a pena correr o risco mais uma vez!- não acredito!

- Deus!- Dani exclamou

- Sabia que aceitaria!
- O que quer que eu faça?
- Marque um novo encontro com Michael!
- Ha! Até parece né Lisa! Ele vai recusar de imediato!
- Você terá que ir lá, certo?
- Sim, preciso ver de novo o moleque, faz tempo que não vou, não dá pra enganar tanto tempo!
- Ok, diga a ele que quero me desculpar, que estou arrependida e tudo mais...diga que
eu quero me encontrar com ele, dessa vez eu colocarei sonífero em sua bebida, me deitarei com ele, e depois digo que estou grávida, o que acha!?

- Vagabunda!- Dani gritou

- Calma amor! Vamos terminar de ouvir.
- Lisa, estou realmente com medo disso agora, não estou sentindo coisa boa nisso tudo!
- É a última coisa que eu pedirei Pina, por favor, é só isso! Depois pode sumir, é sério!!
- Certo, mas é a última coisa Lisa, a última!
-Ok, beijo honey!”

 Terminamos de ouvir a gravação, perplexos com tanta tramóia, tanto ódio, tanta energia ruim que tinham essas duas. Tudo por dinheiro! Bancado pela própria Lisa, o mundo não a conhece nem metade, seu pai, que Deus o tenha, deve estar se revirando no caixão de tanto desgosto!
Mas o mais importante, as provas que eu tanto queria estavam aí, mas não pra mostrar a Daniela, mas para levar a polícia!

- Bom gente, eu achei que deveria contar tão logo pra vocês, porque vocês ainda vão se encontrar com a Pina de novo!
- Mas que inferno! Esse pesadelo ainda não acabou?? Como podem ser tão vadias!
- Meu amor, acalme-se! Está grávida, pode fazer mal ao bebê!
- Você está grávida, Dani??- Bruno que ainda não sabia, perguntou surpreso
- Estou Bruno! Fiz um teste de farmácia, deu positivo!
- Caraca! Eu nunca pensei que fosse dizer isso, mas como estou feliz por vocês!
- Obrigado Cara! Isso que você fez, gravando as provas da chantagem delas, foi muito mais que um favor! Você está nos salvando dessa tormenta!
-Imagina...
- É sério Bruno! Sei que não fomos muito bem apresentados da primeira vez e já te pedi desculpas por isso, mas eu te garanto, no que precisar, estamos a disposição, eu e Dani!
- É mesmo Bruno, você é um ótimo amigo! Pode contar com a gente!
- Obrigado pessoal....bem, agora, o que vocês pensam em fazer?
- Deixe que ela vá em casa, vou fazer questão de desmascarar ela e entregá-la a polícia!
- Não é arriscado, vida?
- Não amor, não é! Vamos acabar com isso de uma vez por todas!
- Tudo bem, vamos agora? Estou cansada....vamos Prince!
- Vamos, você precisa repousar mesmo! Cara, obrigado mais uma vez- apertei sua mão e lhe dei um abraço
- Obrigada Bruno- Dani também o abraçou- por tudo!
- Obrigado a você que me deixou fazer isso! Obrigado pela confiança, Michael!
- Até mais!
- Apareça na confeitaria!
 - Pode deixar! Tchau Prince!
- Tchau, Tio Bruno!

Fomos embora e eu me senti aliviado, por mais que eu soubesse que ainda veria a cara de Pina mais uma vez, só que dessa seria para colocá-la de vez longe do meu caminho.





Capítulo 20

DANI

Bem vindos ao mundo trapalhão de Daniela Jackson e Michael Jackson! É assim que estou vendo tudo, de uma hora para outra levamos uma surra e agora, tão rapidamente, nós vamos devolver essa surra com prazer! Fiquei de cara com a pilantragem de Lisa Marie e Pina, como podem ser tão malucas e insolentes!? Não estiveram nem aí se alguém sairia machucado dessa história, tudo por obsessão e dinheiro.

Mas, o que importa agora, é que estamos juntos novamente. Depois de tanta tormenta, Deus irá nos presentear com mais um bebê, não sei onde coloco tanta felicidade! Uma semana se passou desde que voltei pra minha casa, minha casa! Onde é o meu lugar até o fim da minha vida! Mesmo com as coisas voltando aos seus devidos lugares, a novela ainda não teve seu fim. Daremos a cartada final: Pina virá aqui para ver Omer, tentar persuadir Michael a se encontrar com Lisa, ela nem imagina que já estarão dois oficiais de justiça, prontos no quarto ao lado a esperando. Dessa vez, gravaremos tudo o que ela disser e vai dar certo! Eu nunca pensei que ficaria tão ansiosa com a sua visita!

A minha única e exclusiva preocupação, é o meu pequeno, Omer. Pina a tempo não lhe faz ao menos uma ligação, ele está cada vez mais triste. Mesmo ele não me chamando mais de mamãe, eu ainda tento animá-lo, faço cupcakes, biscoitos, mas é em vão. Só de me lembrar dele me chamando de mamãe, meu coração se afunda e lágrimas teimosas começam a cair, entretanto, me estressar e ficar nervosa é a última coisa que eu quero agora, ainda mais com um filho na barriga. Deixei que o tempo resolva as coisas, se não é agora que Omer voltará ao normal conosco, um dia será.

É cedo, por volta das 08:00 da manhã, a essa hora, eu já deveria estar na confeitaria, mas hoje, será o dia que com a graça de Deus, colocaremos Pina atrás das grades, então, não posso sair daqui. Michael liberou sua entrada em Neverland, só de olhar para a cara dela, me dá vontade de estapeá-la! Ele teve que garantir que ainda estamos separados, essa é louca é capaz de qualquer coisa, ficamos com medo que ela saísse gritando aos quatro ventos toda a história que armou, se isso acontecesse, a mídia nos mataria!

Estou no quarto do meu filho Prince e pedi para ele ficar bem quietinho, Omer sumiu! Deve estar brincando por aí, dei graças a Deus, pois não contamos a ele que Pina viria. Estava olhando escondida pela janela, quando Michael entrou:
- Amor?
- Oi amor....Pina já chegou!
- Sim eu vi...vim só dizer que agora vai dar tudo certo! Os oficiais já estão no quarto ao
lado, o gravador posicionado, tudo!
 - Eu sei que vai, confio em você!
- Tente ficar tranqüila, ok?
- Vou tentar, tome cuidado, ta bom?
- Pode deixar, me deixe resolver logo isso
- Vai lá, pega ela meu Rei! RS
- Te amo!- me deu um beijinho em meus lábios e outro em minha barriga
- Tbm te amo, meu bem...

Vi Michael sair e fechar a porta, pronto! Agora sim começaria tudo, agora sim acabaríamos com a pessoa que quis destruir nossas vidas. Segundos que mais pareciam minutos incontáveis passavam devagar, eu estava quase roendo as minhas unhas de tensão, curiosidade, tudo! Mas eu não podia fazer nada, seu eu fosse xeretar, era capaz de estragar tudo, e não podemos deixar isso acontecer. Então, peguei o telefone e tirei do gancho, comecei a ouvir tudo, Michael com certeza sabia que eu não estava me contendo e deixou o telefone do quarto fora do gancho pra eu escutar! Assim, a conversa se seguiu...

- Bom dia Michael!
- O que quer aqui?
- Me recebeu de prontidão Michael! Fiquei surpresa depois de tudo o que aconteceu!
- Na verdade eu não me impressiono mais com a sua cara de pau Pina! E agora que você já acabou com tudo o que eu tinha, sua presença não fede, nem cheira!
- Nossa....começaram cedo os elogios!
- Tá tudo bem com seu pescoço?
- Está sim, depois de você ter quase me degolado não é?
- É sim, se eu soubesse que iria se recuperar tão rápido teria te sufocado de vez! Ande logo, diga o que quer, pois do contrário do que eu disse, sua presença está começando a feder!
- Lisa quer te ver!- percebi o tom irritado de Pina perante as provocações de Michael
- Verdade? Minha cara está estampada em tudo quanté tablóide das esquinas, mande-a comprar um!
 - Michael, não seja assim! Não vê que Lisa é só uma mulher apaixonada? Tente entendê-la!
- Ahhh, ora ora!! A cobra peçonhenta defendendo a piranha!
- Chega Michael, está começando a me irritar com as suas ironias! Estou aqui por que Lisa me pediu pra você encontrá-la, está arrependida de tudo isso, mas ainda ama você! Lisa é uma mulher linda, influente Michael, combinaria perfeitamente com seu estilo de vida, deveria dar uma chance a ela! Já que sua esposinha sem sal....
- NÃO FALE UM “A” DELA SE NÃO TE ESGANO DE VEZ PINA! Mas....tsss, mas é muita pilantragem de vocês, não? Não sei qual que é mais vagabunda! Você é uma oportunista Pina, e Lisa é maluca, precisa ser internada!
- Bom, já que você não deixa esse seu lado arredio, hoje mesmo irei a um desses tablóides, contarei tudo Michael! Sobre Omer, sobre sua mulher ter te deixado e...
- Pois faça! Vá que eu te coloco na cadeia por chantagear a minha família! Vá que eu te entrego, digo que você me ameaçou, ameaçou meu filho que infelizmente é seu, aliás, te entrego por ter abandonado ele também! E mais, te entrego por recebido propina pra armar todo esse plano!
- Do que está falando!? Lisa é minha amiga e...
- Amiga? E quanto aos 100 mil dólares prometidos por ela a você? Hum? Vai me dizer que é mentira Pina?
- Ninguém vai acreditar em você!
- Ninguém?? Esqueceu quem sou eu Pina? Simplesmente, MICHAEL JOSEPH JACKSON!! A midia fala muita merda de mim sem eu falar, imagine eu falando? Eu, vou estampar a sua cara, mostrar o quanto vc é chantagista! Inclusive, seu maridinho também verá tudo isso, imaginou ele te tirando do testamento milionário dele? Confessa Pina, você não é amiga da Lisa porra nenhuma!!
- A mídia te odeia Michael! Com certeza darão mais créditos a mim com uma fofoca dessa! Além do mais, você não tem como provar!
- Não mesmo? E quanto a isso?- Michael ligou o gravador de Bruno, fazendo a gravação de Pina e Lisa rolar, eu não podia ver a cara dela, mas daria tudo para ver!
-NÃO!!!!!- o grito da Pina reverberou o quarto- Chega!! Estou cansada disso, eu só queria dinheiro, era só o que eu queria! Lisa me ofereceu uma quantia que eu não podia recusar! A causadora de tudo isso foi ela! Ela quem armou todo o plano pra te separar da sua mulher, as fotos, o apartamento, tudo foi ela! Eu somente ajudei! Mas tudo deu errado, a começar por Omer!
- A começar por Omer??
- Sim!!! Esse pirralho atrapalhou tudo quando ouviu nossa conversa, quando descobriu que a mãe dele sou eu! Ah, bendita hora a que eu fui esquecer aquela píllula! Eu nunca o quis Michael, sabe disso! Eu era jovem, desimpedida! A única coisa que eu queria era transar com você, não um filho, nunca! Eu usei Omer pra te fazer me obedecer, pra te fazer acreditar que era eu quem queria transar com você! E por causa de toda essa loucura da Lisa, tenho que ficar pagando de mãe amorosa, coisa que detesto!
- Você é nojenta Pina!
- Me deixe ir embora Michael, juro que sumo da sua vida, pra sempre! Por favor não me entregue a polícia!
- Ahhh não Pina! Agora que o show vai ficar ainda mais legal!
- Senhorita Pina Bhatti?- constatei a voz de um dos oficiais de justiça
- Quem são vocês!??
- Oficiais de justiça! A senhorita está presa por tudo o que acaba de confessar, e por desviar valores da conta do senhor Franchesco Hernandes!
- O que?? Ele é meu marido! Não podem fazer isso!
- A senhora tem o direito de ficar calada! Vamos agora, SR Michael, obrigado pela confiança!
- Eu que eu agradeço pelo serviço!
- Desgraçado! Michael me tire daqui!

Desliguei o telefone besta com toda a sinceridade de Pina, era tudo o que imaginávamos, Porém, agora aliviada em saber que os oficiais acabaram de levá-la a polícia. O que nem eu, nem Michael sabíamos, era que alguém havia ouvido tudo atrás da porta. Ainda sentada na beira cama, ouvi a porta do quarto se abrir, era Omer. Parou quando me olhou, com a porta entreaberta.

- Omer??- ele nada disse, permaneceu em silêncio- Omer, aconteceu alguma coisa?

Ele entrou tímido e parou em frente a porta. Não sabia o que estava acontecendo, mas pude perceber seus olhinhos vermelhos, começando a brotar uma lágrima. Preocupada, fui até ele e me abaixei em sua frente.

- Querido, o que foi?

Rapidamente, ele pulou em meu colo, agarrando meu pescoço, quase me fazendo cair sentada no chão. Ele chorava de soluçar, e eu não sabia o porque, talvez porque viu Pina indo embora sem falar com ele. Mesmo assim, aquele abraço que a muito tempo ele não me dava, eu estava aproveitando agora. Apertei ele afim de confortar e perguntei mais uma vez.

- Omer, me conte o que aconteceu?
- A senhorita Pina....ela me odeia!
 - O que???
- Ela estava conversando com o papai agora...
- Ahh meu Deus, Omer! Você ouviu....tudo?
- Ouvi! Eu queria vê-la, mas eu escutei ela dizer que nunca quis me ter, ela não gosta de mim, nunca gostou!

Meu pequeno chorava desesperadamente, nesse momento, eu queria que Michael tivesse esganado Pina! Omer está sofrendo uma dor que só ele pode saber, a rejeição de uma mãe.

- Querido, não fique assim! Se acalme....
- Você me ama ainda Dani?- fiquei surpresa com a sua pergunta
- Oh meu Deus....eu te amo desde a primeira vez que eu te conheci!
- Me desculpe! Eu...eu ainda posso te chamar de mãe?

Agora foi a minha vez de chorar. Era tudo o que precisava, era o que faltava para o meu coração estar em paz plenamente. Meu filho, meu pequeno Omer!

- Olhe pra mim- segurei seu rostinho- Eu sou a sua mãe! Ta entendendo, Omer? Sempre fui e sempre serei! Você nunca deixará de ser meu filho, nunca! Se eu pudesse meu amor, se tivesse o poder de mudar as coisas, faria com que fosse meu de verdade! Mas Deus quis desse, então, vamos fingir que é assim, pode ser?
 - Pode!!
- Eu te amo! Você e Prince são totalmente iguais pra mim, alias, você, Prince, e mais esse aqui olha- coloquei sua mãozinha em minha barriga- Que vai chegar daqui a pouco!
 - Eu vou ter mais um irmãozinho??
- Torça para ser uma irmãzinha Omer! Nossa família ta crescendo, ta vendo?
- Estou...eu amo você! Amo o papai, amo o Prince! Você é a minha mãe! Minha mamãe....mamãe

Ele me dizia agarrado em mim, e rapidamente, eu me lembrei da primeira vez que ele me chamou de mãe, foi exatamente assim. Eu estava tão envolvida com o abraço de Omer, que nem percebi Michael entrar, apenas ouvir o trinco da porta se fechar, olhei e ele estava sorrindo, retirou o chapéu perto e colocou em cima da escrivaninha e se juntou a nós.

- Me enche os olhos ver essa cena....o que foi filho?- Michael perguntou ao ver o rostinho de Omer vermelho. Ele nada disse e voltou a enterrar a cabeça em meu peito.
- Michael....Omer ouviu você e Pina, conversando atrás da porta....- Ele abriu a boca em um “o” e apertou os olhos
- Meu amor, não fique assim....vem cá com o papai, vem!- Michael conseguiu retirar Omer dos meus braços e o acomodou nos seus- Entendeu agora Omer, o porque de eu nunca ter falado dela pra você?
- Entendi papai...
- Olha amor, eu não sei o quanto está doendo pra você, mas posso ver. Só quero que saiba, você não está sozinho! Eu e a Dani somos seus pais, e te amamos como amamos Prince! Então, você vai ver, logo logo esquecerá tudo o que você ouviu, está bem?
- Está bem! Te amo papai!
- Te amo filho!

Nossos corações pareciam que iam transbordar de emoção. Mesmo com lágrimas nos olhos, resolvi animar um pouco meu pequeno, é sofrimento demais pra uma criança.

- Hey Omer, o que acha da mamãe fazer um bolo enorme, de chocolate, com manteiga de amendoim!? Hum?
- Que delícia!
- Então vou fazer! Vá lavar esse rostinho e se acalmar um pouco, ta bom?
- Ta bom, eu te amo mamãe!
- Ohh meu Deus! Eu tbm amo, meu filho!

Omer saiu em passos largos, enxugando seus olhos e ficamos somente e eu Michael. Suspiramos, esse sim era o alívio que tanto queríamos, só faltava isso pra nossa paz voltar totalmente.

- Eles a prenderam mesmo, amor?
- Sim, não ouviu?
- Ouvi...só queria ter certeza mesmo!
- Relaxe agora Princesa- disse enlaçando os braços na minha cintura- Acabou!
- E quanto a Lisa, Michael? O que faremos com ela!?
- Eu queria que fosse presa também, que ainda ficassem ela e Pina juntas na mesma cela! Mas acho impossível
- Porque?
- Os oficiais foram justos com Pina, mas Lisa pode suborná-los e sinceramente não sei se ela irá presa! Mas tenho certeza, que serviços comunitários ela não deixará de prestar!
- Tomara.....
- Ela nunca mais vai nos perturbar meu amor!
- Está com o gravador aí?
- Sim, porque?
- Quero ele!
- Porque, eu perguntei!
- Porque vou mandá-lo de presentinho a Lisa, juntamente com o exame de sangue que fiz comprovando a minha gravidez! Ela não teve a audácia de mandar aquelas fotos? Vou devolver da mesma maneira Michael, o gravador a desmascarando e a comprovação que vamos ter um bebê!
- Não acha perigoso, vida?
- Não, eu preciso fazer isso! Só eu sei o desespero que fiquei ao abrir aquele envelope Michael, sei que é vingança, mas dessa vez eu preciso! Vou mandar em um envelope preto, do mesmo jeito!
- Olha eu não deveria deixá-la fazer isso, mas....sei que isso está te remoendo, então faça!
- Obrigada meu amor- segurei e seu rosto depositando beijinhos, balbuciando palavras contra seus lábios, entre um beijo e outro- Sabia que eu te amo?
- É? Muito?
- Demais!- beijei-o mais algumas vezes- Sabia que você é o único homem da minha vida? Que eu sou louca por você?
- É mesmo??- ele perguntava se fazendo de desentendido- Acho bom, pois você também a mulher da minha vida, que eu amo estar do lado, que eu amo beijar, que eu amo amar, que eu amo sentir a pele se arrepiar ao meu toque, como agora!- disse enquanto passava a ponta de seus dedos em minha barriga
- Estou quase caindo na sua provocação, Michael! Mas prometi um bolo ao nosso filho, preciso ir!
- Ahh não!!!!
- Venha, me ajude a fazê-lo!
- Malvada demais você!

Descemos sorrindo, brincando. Fizemos o bolo em perfeita harmonia, nos sujando de chocolate, dando pedaços um na boca do outro. No fim, saímos os 4 melecados de manteiga de amendoim! Dei banho em meus pequenos e os coloquei na cama. Omer estava tão carinhoso, tão amoroso que demorei para ir ao meu quarto, tamanho estava gostoso ficar deitada com ele, praticamente agarrado a mim, me ouvindo quase dormindo a historinha que lhe contei.
Cheguei no quarto e Michael já estava quase nu.

- Nossa estou louco para tomar um banho! Essa manteiga de amendoim é um cola, olhe meus cabelos! Kkkk- me disse mostrando um monte grudado dos seus cachos!
- Foi você quem começou a brincadeira!
- Fui eu mesmo! Não vai me dizer que não foi divertido!?
- Rsrsr é foi sim!
- Tire logo essa roupa, vamos tomar um banho! Deixamos algo pendente mais cedo!- me disse levantando a sobrancelha
- Já vou, vai entrando, já te encontro.
- Ta bom , não demore!
- Ok!

Sim, eu estava louca pra tomar banho com meu marido! Mas antes, resolveria a questão de Lisa, pois minhas mãos estão coçando para arrumar esse envelope. Coloquei o gravador, e exame de gravidez e escrevi um bilhete, assim, do mesmo jeitinho que ela fez comigo. Eu estava muito sarcástica, eu sei! Mas era mais forte do que eu! Desci e entreguei para John que logo se encarregou de colocá-lo nos correios, queria ser uma mosca para ver a reação da Lisa, tomara que seja muito pior que a minha!

***

Enquanto isso, Lisa está tentando ligar para Pina, para saber como tinha ocorrido em Neverland, mas sem sucesso. Ouviu batidas na porta de seu quarto e se irritou por ser interrompida.
- Aii o que foi??
- Senhorita Lisa, é uma correspondência, posso deixar aqui?
- Ahh deixe aí de uma vez! Estou ocupada!
- Ok, já estou saindo...

No primeiro momento, Lisa não ligou e continuou tentando falar com Pina, mal sabia ela que Pina já estava a uma hora dessas, presa. Desistiu após inúmeras tentativas e passou perto do envelope, achou familiar e resolveu abrir. Retirou o bilhete e começou a ler:

“Olá, queridinha! Fiquei tão lisonjeada com o presente que me enviou, que resolvi te dar um também em agradecimento. Aí está, meu exame de gravidez! Pois é, eu e Michael teremos mais um bebê, e neste momento, provavelmente estamos praticando, em nossa cama, em nossa casa, quem sabe mais pra frente teremos outro, e mais outro! Ahauhauh...são tantas vezes praticando que é muito provável que teremos vários filhos! Lamento por você não ter a mesma sorte que a minha, Lisa! Pois do contrário do que você escreveu naquele maldito bilhete, somente eu sou a mulher de Michael! Somente eu acordo ao lado dele todos os dias, e na maioria das vezes, ele está nu! Bem, espero que tenha gostado do presente! Ah....divirta-se com a gravação lindíssima que fizemos! Beijos honey”


Lisa rasgou em milhares de pedacinhos aquele bilhete que com certeza, foi muito mais provocativo que o dela! Começou a ouvir a gravação e chorou, de raiva, de ódio, por não ter conseguido alcançar seu objetivo e por saber que agora, nada do que ela fizesse para separar Daniela e Michael, adiantaria.


Capítulo 21- Penúltimo Capítulo


MICHAEL
Ufa! Enfim saímos desse pesadelo. Tudo deu certo, desmascarei Pina, os oficiais a levaram direto pra cadeia! Se eu pudesse colocar Lisa, também colocaria, mas sei que agora, ela não irá mais nos perturbar.

Me encontro agora, inteiro melecado de manteiga de amendoim com chocolate! Comecei a brincadeira, mas não contava com a astúcia dos meus dois filhos, que voaram em cima de mim, enchendo minha cabeça de creme.
Entro para o banho e espero a minha princesa, que inclusive está demorando! Demorei no banho, mas nada dela vir. Desliguei o chuveiro após terminar minha ducha e a vejo abrir o Box.

- Já está saindo, amor?
- Como assim, já? Você demorou!
- Fui entregar o envelope para John...
- Ai! Não poderia fazer isso amanhã?
- Ahh vida, já tirei do meu caminho!
- Certo! Pois eu já tomei meu banho, terá que tomar banho sozinha agora!
- Ownn nossa que rabugento meu Deus!- disse tirando sarro de mim, apertando minhas bochechas
- Chata! Te espero aqui fora!
- Rsrsrs ta bom!
Vesti meu roupão e comecei a pentear meus cabelos, ainda embaraçados!
- Não brinco mais disso!- disse para mim mesmo, sentindo o couro cabeludo doer pelo puxa-puxa do pente!

Enfim, meus cachos estão soltos novamente. Ia me preparando para me deitar, esperar minha Daniela, só de imaginá-la saindo nua daquele banheiro, meu membro aponta como um ponteiro! Porém, começo a ouvir o choro de Prince, acordou com certeza!

- Amor??- gritei
- Sim!!!
- Prince acordou, vou vê-lo, ta bom?
- Táá!!

Fui até o quarto do meu loirinho, acordou assustado, com certeza teve pesadelo. Coloquei o meu meninão de dois anos no colo e o balancei, sentindo cada vez ele pesar mais em meus braços, me dando conta que eu não conseguiria balançá-lo por muito tempo, como fazia quando era um pacotinho!

Para a minha sorte, ele pegou no sono rápido, o coloquei na cama e liguei o abajur azul, cheio de bichinhos que tinha no criado mudo e saí.
Rumei para o meu quarto, e ao abrir a porta, me deparo com a cena mais provocante e sexy que um homem poderia contemplar: Minha mulher ao telefone, porém deitada na cama, apenas de lingerie, com aqueles olhos pesados de pura gana, os quais agora estavam me dando uma ereção deliciosamente dolorida!



- Demorou, querido!
- Perdi alguma coisa??- tranquei a porta, ,me dirigindo até ela- Estava falando com quem??
- Bruno! Me ligou pra saber se está tudo bem...e para pedir o telefone da Sophie!- dizia enquanto se ajoelhava na cama, a minha frente, e começava a desatar o nó do meu roupão
- Da Sophie!? Como assim?
- Peguei os dois flertando na confeitaria esses dias....sabe o que eu acho?
- O que??
- Que está fazendo perguntas demais!- disse e logo meu roupão caiu atrás de mim, revelando meu membro duro. Dani o olhou e pude reparar com satisfação ela mordendo o seu lábio, como quem fosse comer algo muito suculento.
- Me desculpe se te incomodei com as minhas perguntas, senhorita...Hum!- Gemi, sentindo ela envolver sua mão em meu membro
- É, me incomodou sim rapaz....está gostoso assim?- perguntou, me vendo sugar o ar, enquanto massageava toda a extensão do meu membro
- Sim, está...- disse olhando para ela, ajoelhada, extremamente provocante de lingerie. Contemplei seus seios, aqueles que eu tanto amava, os mesmos que agora estavam com os bicos arrepiados, marcando o tecido do sutiã, loucos para pularem para fora dali.

Tomei-os em minhas mãos, arrastando o sutiã para baixo, vendo-a arfar ao sentir meus dedos apertarem de leve seus mamilos. Os movimentos, tanto os meus quanto os dela, estavam cada vez mais apressados, a observei dirigindo sua boca de encontro ao meu membro, mas a parei, levantei sua cabeça e devorei sua boca, explorando cada canto, sentindo meu corpo ferver com os gemidos sensuais que ela dava em minha boca.

A acomodei na cama e me deitei por cima dela. Terminei de retirar o tecido macio de seu sutiã, e distribui beijos em seus lábios, queixo, pescoço e seios. Daquele mesmo jeitinho, ela ergueu seu tórax, com as mãos presas em meus cachos, subindo e descendo seu peito a cada sugada que eu dava em seus bicos.

- Hum Michael.....
- Esses seios que eu tanto amo tê-los em minha boca!- disse em meio a lambidas e mordidas- São meus! – disse em tom de posse
- Sim...somente seus!

Desci, trilhando um caminho de mordidas pela sua barriguinha, agora ficando mais saliente, conforme nosso bebê ia crescendo. Desci devagar até sua intimidade, beijei sua virilha lentamente, vendo-a tentando se conter de expectativa. Me acomodei no meio de suas pernas, acariciei a pele macia de suas coxas, cheirosas de hidratante, mordi sua intimidade por cima da calcinha e com os meus dentes, retirei o tecido devagar, jogando em qualquer canto. Pousei meus lábios em sua intimidade.

- Ah!

O gemido da minha mulher ecoou no meu ouvido, deixando meu membro dolorido, me instigando a continuar a tortura naquela região tão sensível do seu corpo. Suguei, percorrendo ao mesmo tempo minhas mãos em seu corpo, parando em seu bumbum, onde apertei, erguendo-o, fazendo sua intimidade se infiltrar mais em minha boca. A engoli!

Como os mais perfeitos doces que ela fez, devorei-a, mordendo devagar hora outra seu pequeno nervo, me deliciando ao vê-la abrir e fechar as pernas hora ou outra, com os olhos pesados, carregados de luxuria e fogo, que só a minha Dani tinham. Queria continuar ali, até vê-la se debatendo na cama, agarrada aos lençóis, respirando com dificuldade, gemendo feito uma gata e se derramando para mim, mas ela me parou, me empurrando, me fazendo cair sentado na ponta da cama. Rapidamente, como uma leoa indomável, ela engatinhou, sem tirar os olhos dos meus, abocanhando sem pudor meu membro duro e molhado. Minha mulher raspava as unhas pelo meu peito enquanto afundava sua cabeça em meu membro, subindo e descendo, saboreando cada canto. Observá-la fazendo isso, era o que me deixava cada vez mais louco por ela! Tombei minha cabeça para traz, ao senti-la levando meu membro até encostar-se à sua garganta.

- Ahh meu amor, está me enlouquecendo!

Ela aumentou ainda mais seus movimentos e eu parei-a, temendo não me segurar. Agarrei um montante dos seus cabelos, a levando para cima e coloquei-a na posição que ela mais gostava, de quatro! Apoiou suas mãos na cabeceira da cama e gemeu, me sentindo invadi-la completamente.
A estoquei fundo e pausadamente, fazendo um movimento lento e deliciosamente torturante.

- Mais rápido, amor!

 Sorri com a sua impaciência, mas no final das contas, eu também sem paciência. Arremeti rápido, fazendo nossas chochas se chocaram, soltando um som nada bonito, porém para o momento, era como uma música que eu estava compondo!

Minha pequena se empinou ainda mais, deixando seu bumbum ainda mais exposto para mim, seus cabelos caiam pelas suas costas e não resisti a vontade de puxá-los. Sem que eu esperasse, ela se levantou, me empurrando de novo.

- Deite-se e comporte-se!
- Sim, senhora!

A minha garota iria comandar agora, e lógico, eu não faria nada para impedir! Posicionei meu membro para que ela se sentar e revirei meus olhos, quando senti meu corpo se arrepiar inteiro, assim que ela se sentou por completo em meu membro. Rebolando ela gemia, jogando seus cabelos para traz me enlouquecendo com a cena, vendo seu corpo nu pular cada vez mais rápido.

Vi que ela já estava ficando cansada, então tratei de erguê-la, arremetendo ainda embaixo dela. O tal ato a fez me apertar por dentro, gemi e arremeti como um louco, assim como ela, o limite estava nos atingindo

- Mais Michael, mais!
- Goze minha vida, goze comigo!

Levei seu seio em minha boca e prendi seu mamilo em meus dentes. Cravei meus dedos em seu bumbum e bastou mais algumas estocadas firmes e rápidas, para chegarmos ao limite juntos.  Paramos, deitando um ao lado do outro, recuperando o ar, nossos corpos vertiam suor.

- Eu...sou completamente louco por você Daniela, louco!
- Eu nunca poderia viver sem você, nunca!- recebi um selinho
- Enquanto a gente estava brigado, eu tentava imaginar, como seriam nossos dias separados!
- Eu também....eu ficava louca de pensar nessas coisas!
- Eu não deixaria nunca isso acontecer! Nem que eu tivesse que dar a volta no mundo, não deixaria nosso casamento acabar!
- Eu também não! Só foi um momento de dor, muita dor! Já passou....
- Prometo que sempre vou te contar tudo, independente da situação, ta bom?
- E eu prometo que nunca mais vou desconfiar de você! Te amo...
- Eu amo mais!
- Acho que precisamos de mais um banho, não acha?
- Tenho certeza! Vamos ficar na banheira um pouco?
- Eu adoraria!

Tomamos uma ducha rápida e fomos para a banheira. Acomodei minha pequena no meio das minhas pernas e ficamos ali, abraçados, relaxando e jogando conversa fora.

- Quando vamos viajar amor?
- Pretendo em duas semanas, preciso retornar a turnê, e vocês irão comigo!
- Vamos sim, já deixei a Sophie a par de tudo na confeitaria!
- Que bom e...vem cá, ela e o Bruno....?
- Não sei, mas ele com certeza irá chamá-la pra sair!
- Que legal!!
- Ela não falou nada, Sophie é muito profissional e sabe que Bruno é meu ex-namorado, to vendo que ela está sem graça com isso, então, não vou pressioná-la.
- A Sophie é um doce de menina, iria ficar feliz se eles descem certo
- Eu também, teríamos um casal de amigos pra sair de vez em quando!
- Sim, seria um máximo!.... Olha o giro que a nossa vida deu! Tudo em tão pouco tempo.
- É mesmo...o que importa é que nos ainda estamos aqui, juntos!Fazendo nossa família crescer!
- E vai crescer muito mais! Quero ter nove filhos!
- O que??
- Sim ué! Nove pimpolhinhos!
- Tá maluco Michael! Quer que eu passe o resto dos meus dias grávida!?
- Aii como você é exagerada!
- Ahh ta, nem pensar Michael Jackson!
- Esse e mais dois!
- Michael!!
- Mais um! Esse e mais um! Por favor!!
- Hum...vou pensar no seu caso!

Poxa, eu queria tanto ter 9 filhos! Mas minha esposa não é uma coelha, sei disso! Vou sossegar o meu facho, vamos esperar esse que virá agora e curtir nossa família, depois, convenço Dani a termos mais, quem sabe vem gêmeos?? Rsrsr




Capítulo 22- Final

DANI

9 nove meses depois....

- Aaahhhhhh!!!- eu gritava histérica, sentindo as inúmeras contrações
- Calma meu amor, já estamos chegando!- dizia Michael nervoso segurando firme minha mão
- Meu Deus essa dor é terrível!!
- Eu sei vida, mas logo vai passar e a nossa princesinha já estará conosco....John! Tente não balançar tanto!!
- Estou tentando Mike!- dizia John com a testa pingando suor de nervosismo! 

Parecia que era a primeira vez que faríamos aquilo
Eu estava prestes a dar a luz a minha princesinha! Sim, uma menininha!!! Paris Katherine! Não vejo a hora de tê-la em meus braços, a encher de fru-frus!!

Me encontro agora na mesa de parto, com Michael ao meu lado, limpando minha testa, me dizendo para respirar cachorrinho e sem soltar uma única vez da minha mão!

Após fazer forças de não sei onde vieram, ouvi o choro agudo da minha menininha, anunciando a sua chegada. O médico a ergueu para  que possamos vê-la, e mesma toda sujinha de sangue e com a bocona arreganhada de chorar, ela era a coisa mais linda do mundo! Michael foi até a pesagem dela e depois a limpou, em seguida, trouxe para perto de mim e a acomodou perto do meu rosto, fui falando com ela e logo seu chorinho foi dando lugar a calma.

- Oii minha princesa!! Não chore, papai e mamãe estão aqui, Michael, ela é linda!- disse sem conter o choro
- É, igualzinha a mãe! Minhas duas princesas! Obrigado por mais este presente amor!- seus olhos já vertiam lágrimas

Permaneci no hospital por 2 dias e enfim, pudemos voltar pra casa. Alguns meses se passaram, nossa vida voltou ao normal. Lisa e Pina? Nunca mais ouvimos falar e nem tocamos nos nomes delas! Omer, com o tempo ele esqueceu todo o sofrimento que ela o causou, está se tornando um homenzinho e está sabendo lidar melhor com as coisas. Bruno e Sophie estão namorando! Por várias vezes jantamos juntos, estamos sinceramente felizes por eles. Enfim, toda a tormenta que passamos a alguns meses atrás, parece nem ter nos prejudicado, e na verdade, não prejudicou!

Na vida, nós passamos por provações, e essa foi uma delas e posso dizer de boca cheia, nós passamos no teste! Pode vir o que for, o amor que envolve a minha família é forte, vem de Deus e derruba qualquer obstáculo!

Neste momento, estou arrumando as malas minhas, do Michael, Prince, Omer e mais nova integrante da família, Paris! Puxa é tanta coisa que acho que vou ficar doida!!! Roupinhas diferentes, mamadeiras de várias cores, fraldas de diversos tamanhos, brinquedos que só eles enchem uma mala inteira, meu Deus! Paro e olho ao meu redor, e me certifico se está faltando alguma coisa....não está!

Vamos viajar, permanecer fora por 2 semanas inteiras, Michael irá se apresentar em Orlando e nós iremos acompanhá-lo. Mesmo depois de ter acabado todo o pesadelo que Pina armou, Michael ainda morre de medo de me deixar sozinha aqui com as crianças, então sempre quando posso me ausentar da confeitaria, vou com ele.

Me sentei na cama, cansada de arrumar tanta bagunça. Saindo do banho, Michael está enxugando seus cachos e paralisou quando olhou as 6 malas em cima da cama!

- Vida, vamos passar somente duas semanas fora!
- Sim eu sei, mas acontece que você esquece que agora somos 5!!! E você ainda querendo 9, 10 filhos, sei lá!
- Quero todos os filhos do mundo com você!- ele me agarrou com o roupão molhado- Tem ficado muito cansada esses meses...
- Sim, nunca pensei que ser mãe de 3 pimpolhos seria tão difícil! Mas estou amando!
- Eu também, estou amando a vida que Deus me deu! Amo o que somos, o que fazemos! Amo saber, que depois de uma turnê estressante de shows eu vou voltar pra casa, e ser recebido pelas três crianças mais lindas desse mundo e uma esposa maravilhosa, linda e encantadora que eu tenho!
- Humm...nossa! Porque está tão bom com as palavras!
- Você me deixa assim! É a única que conseguiu e será a única para sempre. Não importa quem apareça em nossas vidas, muito menos o que tentem fazer, nada vai mudar isso! Bendita hora que resolvi tomar um café naquela biblioteca em Paris!
- Eu que o diga! Era para ser somente uma viagem de estudos, por um ano! Mas Deus nos colocou um no caminho do outro....se lembra quando ficávamos deitados, assistindo a filmes?
- Claro que lembro! Eu era louco pra te agarrar! Ficava angustiado, não sabia qual seria a sua reação, sabe? Mas foi aquele dia, maldito dia que me tiraram o vídeo do ar, que eu tomei coragem e lhe arranquei um beijo daqueles!!
- Humm...você me deixou com os cabelos em pé aquele dia! Eu ainda estava processando a idéia do meu ídolo freqüentar o meu apartamento, e ainda teria que agüentar ele me provocando!!! Kkkk...ai, como foi gostoso! Daria tudo para viver aquilo tudo outra vez!
- Vamos??
- Como??
- É ué! Seu apartamento ainda está lá, vamos ficar uns dias em Paris quando voltarmos da turnê!! Levamos as crianças, passeamos até a biblioteca, o que acha???
- Nossa eu adoraria!!! Sério mesmo, amor??
- Claro que sim!!! Porque não?

Permaneci olhando em seus olhos, me perdi naquele mar negro! Aqueles olhos que tanto me conquistavam a cada vez que eu olhava. Tudo o que vivi com Michael, foi escrito por Deus! As imagens de quando éramos apenas amigos em Paris, me traziam a saudade daquele tempo, onde percebi que ele, seria o preenchimento para o vazio que meu coração tinha. Meu ídolo, meu namorado, meu marido! Michael Joseph Jackson, o grande amor da minha vida!

- O que foi??
- Minha vida terá sentido, enquanto eu puder olhar para esses seus olhos e me perder nesse mar negro! Sou sua, hoje, amanhã....até o fim! Eu te amo Michael, para sempre!
- E a minha terá sentindo enquanto eu puder contemplar esse sorriso seu, todos os dias! Sou completamente seu, agora, depois....até o fim! Eu te amo Daniela Jackson Albuquerque, para sempre!


***Fim***









84 comentários:

  1. Anem está tão longe ....Bom que chegue logo dia 03-02 .. Esperando ansiosamente *...*

    ResponderExcluir
  2. Super anciosa pra ler, mais promete qie ira postar capitulo por dia...kkk

    ResponderExcluir
  3. Meninas!!! 03/02 ja ja está aí!!

    Conto com vocês outra vez!! Torçam por esse casal!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Meninas!!! 03/02 ja ja está aí!!

    Conto com vocês outra vez!! Torçam por esse casal!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Meninas!! resolvi adiantar e primeiro capítulo!!

    E esse já começou quente!!! rsrsrs

    Espero que gostem!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Deve ser o fantasma da Liza!!!

    ResponderExcluir
  7. Meninas ta aí mais um capítulo para vocês curtirem no feriado!

    Começou o tormento na vida dos pombinhos!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. o bicho vai pegar!!!!!!!!!!!! continua!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Já chegou as duas vadias para atrapalharem... Que merda!!!! Continuaaaaa

    ResponderExcluir
  10. Já li tudo!! Não sei o pq, nunca gostei da Lisa. Continua ...

    ResponderExcluir
  11. uuuuuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  12. Essa Lisa é uma peste! Não gosto da Lisa real e muito menos da fanfic.
    Continua, por favor!

    ResponderExcluir
  13. Michael ciumento. Agora é a vez da Dani sofre por conta na Pina. Estou amando essa fan, continua por favor!

    ResponderExcluir
  14. Maria Andrade, te agradeço pelo carinho! Michael ciumento é muito fofo né! rsrsrs...amanhã posto mais um! beijo

    ResponderExcluir
  15. Acho que é agora que a tal da Lisa entrará em cena. Tomara que o plano deles funcione! Continua, por favor.

    ResponderExcluir
  16. Nossa!! E agora? Coitados! Sempre tem alguém para infernizar a vida deles.
    Continua...

    ResponderExcluir
  17. Meninas, atualizei mais um!

    Cadê vcs?? Estou sentindo falta dos comentários de vcs =( apareçam!

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Estava apenas esperando vc postar. Essa Lisa é uma peste! E Michael é muito inocente, meu Deus!!
    Continua, por favor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Andrade minha leitora fiel! O Mike sempre inocente, é isso que nos cativa! Amanhã volto com mais! Beijos

      Excluir
  19. Meninas, vai aí mais um! Espero que gostem! beijos

    ResponderExcluir
  20. Muito bom! As coisas estão esquentando.
    Continua, por favor.

    ResponderExcluir
  21. Ele devia ter contado sobre a Lisa.
    Continua, por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveria mesmo Maria! Mas vamos dar um desconto para ele! rsrs beijos

      Excluir
  22. IHHH!!!!!!!!!! VAI DÁ MERDA!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  23. Continua esta maravilhosa essa fic,e Dani como sofre e ainda vem mais ela vai tem que ser forte e um pouquinho mais esperta.

    ResponderExcluir
  24. Continua esta maravilhosa essa fic,e Dani como sofre e ainda vem mais ela vai tem que ser forte e um pouquinho mais esperta.

    ResponderExcluir
  25. Continua esta maravilhosa essa fic,e Dani como sofre e ainda vem mais ela vai tem que ser forte e um pouquinho mais esperta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sofre né Luciana! Vamos torcer!! Beijos e obrigada pelo carinho

      Excluir
  26. Michael ia contar Meu Deus!! Tenho certeza que ainda virá muitas confusões nessa história!!! Continua o mais rápido possível! Please! Eu amo essa fanfic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho! curta mais estes capítulos que postei agora. Beijos

      Excluir
  27. Meninas, segue atualizado. Não vou conseguir postar na sexta, por isso já adiantei um capítulo. Espero que gostem! beijos

    ResponderExcluir
  28. Mas gente... Eu não sei nem o que dizer! Realmente não sei!
    É incrível.. De tantas fanfics que já li, nenhuma se compara com essa.
    Ela tem uma coisa especial que não sei o que é! Continua!! Estou totalmente desesperada pra mais um capitulo..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, de coração!!! Fico lisonjeada! Beijos

      Excluir
  29. Sensacional ! Quero dizer a fanfic, pois meu coração fica apertado vendo essa peste da Lisa armar essa confusão, na vida do meu Mike e da coitada da Dani. Não é possível essa peste vai conseguir afastar os dois. Vou ficar torcendo para que essas nojentas não consigam. Por favor, continua.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, obrigada como sempre, de coração!! Vamos continuar na torcida!! beijos

      Excluir
  30. Girls!!! Cheguei com mais! Espero que gostem!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Jéssica, cheguei a conclusão que vc quer me matar do coração.Kkk
    Capitulo sensacional! Ai que raiva dessas duas!
    Continua, por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, me diga se eu estiver passando do ponto! rsrsrsrs

      Obrigada pelo carinho de sempre! Amanhã volto com mais!
      Beijos.

      Excluir
  32. Ah santo cristo!! Eu estava tão ansiosa para mais um capitulo... Michael deveria ter matado Pina enquanto podia!! Depois pode ser tarde demais!! Definitivamente, nunca li uma história como essa. Dês da primeira parte ela esta sensacional! Continua!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! vontade não faltou para Michael! rsrs

      Amanhã tem mais! Beijos

      Excluir
  33. Girls!! Está aí, resolvi deixar dois capítulos hoje para vocês curtirem mais!! Até sexta!! Beijos

    ResponderExcluir
  34. MDS continua *..* está muito boa *..* espero que a Dani volte com o Michael ! Ainda bem que o Bruno está ajudando e não atrapalhando .

    ResponderExcluir
  35. Nossa como é lindo e forte o amor deles! Realmente o Bruno a ama, pois quem ama que ver a outra feliz, mesmo que seja com outra pessoa. Arrasando como sempre,Jéssica!
    Continua, por favor!

    ResponderExcluir
  36. DEUS! Eles NÃO podem se separar! Ainda mais se for dessa forma!! Continua! Estou apaixonada por essa Fanfic!

    By: A mesma anônima de sempre.

    ResponderExcluir
  37. Meninas, postado o capítulo, porém não deu para postar inteiro, falta uma parte, começou a dar erro e não parou mais, a tarde, vou ver se consigo postar a parte extra deste capítulo. Espero que gostem! Beijos.

    ResponderExcluir
  38. Ah cara!! Espero que dê pra postar o próximo.. Estou MUITO ansiosa pra ler essa Parte Extra!

    ResponderExcluir
  39. Não vão conseguir mesmo, Dani! O amor deles é muito forte. Ansiosa, para ler a parte extra.

    ResponderExcluir
  40. Meninas!! consegui postar a parte extra! Amanhã tem mais, beijos!

    ResponderExcluir
  41. Essa Lisa não desiste! Que obsessão! Torcendo para que Bruno conserte tudo.

    continua, por favor.

    ResponderExcluir
  42. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  43. Meninas, ta aí! Me desculpem pela letra, já aumentei várias vezes mas não está atualizando!

    Beijos

    ResponderExcluir
  44. Legal! Tudo esclarecido. Finalmente, aquelas víboras serão desmascaradas.
    Continua, por favor.

    ResponderExcluir
  45. Nossa.. Me surpreendo cada vez mais com essa Fanfic.. A cada capitulo é uma emoção diferente. E agora, mais do que nunca, Michael e Dani precisam ficar juntos!! Estou SUPER ansiosa para o próximo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Curta este capítulo novo, beijos!!!

      Excluir
  46. Segue atualizado Girls!!! Sábado postarei meu último capítulo!! Beijos

    ResponderExcluir
  47. Bem feito! Isso é para Lisa aprender a não se meter com a Dani. Gostei. Rsrsrs
    Continua, baby.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Maria! Foi legal escrever a vingança da Dani! SRrssr beijos

      Excluir
  48. Gentee... Que capitulo foi esse??? E que vingança foi essa?? Demais!! Continua, Querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amei escrever essa vingança! rsrsrs amanhã volto com mais! Beijos

      Excluir
  49. Minhas meninas, ta aí, a finalização da fic! Agradeço, de coração, por mais uma vez vocês estiveram comigo, me incentivando a escrever cada capítulo. Obrigaduuuuu!! Beijos

    ResponderExcluir
  50. Hã?? Já acabou?? Serio isso?? Eu sei que é impossível, mas será que rola uma terceira temporada?? Nossa... Vai ser muito difícil ficar sem ler essa Fanfic!.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por me acompanhar nessa fic!! Mas só escrevi duas partes mesmo =( Beijos

      Excluir
  51. Ah, que pena! Acabou. Foi Tão bom. Eles pareciam "casal 20". Obrigada. Parabéns, Jéssica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria! Obrigada mesmo por ter me acompanhado viu! Beijos

      Excluir
  52. Ai que linda história! Eu super amei ! Parabéns amore ;-) <3

    ResponderExcluir